Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Compartilhe
    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Sab Mar 10, 2018 11:02 pm


    A reação das duas meninas, principalmente a de olhos esverdeados, o deixaram surpreso. Como alguém em sã consciência não notaria que estavam em perigo? Que a situação em que passavam não era natural até mesmo para o mundo em que viviam? Talvez se estivessem com medo, e o nervosismo a flor da pele poderia ajudar a não aceitarem a verdade, mas infelizmente Daemon tinha uma certa habilidade, ou maldição dependendo do ponto de vista.

    Ele não conseguia esquecer das coisas que já havia visto. E aquele olhar superior e o nariz empinado não mentiam. Daemon olhou fixamente para a menina que havia mandando-o abaixar a varinha e a respondeu, de forma ríspida:

    - Olhos cor de esmeralda, narizinho empinado, e mandona... Você só pode ser a filha dos Hooper, Anabelle não? E você, sempre atrás dela, deve ser sua prima Melissa... Deixem de serem tão mesquinhas e olhem em volta.

    Ignorou a “ordem” de Anabelle e manteve sua varinha erguida, enquanto respondia Lillo:

    - Sim vamos! Saquem suas varinhas e certifiquem de estarem com suas balas, talvez elas sejam parte importante para sairmos daqui...

    Quando passavam pelo próximo vagão, este todo bagunçado, com maletas reviradas pelo chão, como se um tornado havia passado por ali antes deles. A noite havia chegado, e a luz da lua iluminava pobremente por entre as janelas. Acabaram ouvindo mais um guincho, que parecia ser de uma ave, do outro lado da locomotiva, talvez outra ave enfeitiçada como aquela que já haviam cruzado anteriormente. Lillo, assustada com o grito, acabou agarrando a mão de Daemon, talvez aquilo a ajudasse a se acalmar, mas ele tratou de se expressar com a garota, tentando cochichar em um tom calmo:

    - Não se preocupe, eu também tenho medo, por isso precisamos nos manter juntos e...

    Lembrar daquela situação anterior o também fez relembrar da tal carta destinada a um tal de Andrew Montbeel.

    - Meninas, por acaso vocês não receberam uma carta, algum objeto estranho pelo caminho? Ou talvez conheçam um tal de Andrew Montbeel?

    Foram interrompidos pelo grito eufórico de Melissa, quando a mesma apontava para uma placa que indicava “Banheiros a dois vagões”. O ultimo vagão estava do mesmo jeito que o anterior, todo bagunçado e revirado, com exceção das portinholas que estavam intocadas e abertas, com apenas uma fechada. Podiam ver dali as duas portas finais que davam acesso aos banheiros, com mais uma misteriosa porta entre elas. Lillo ensaiou uma corrida até a porta do banheiro feminino, mas parou de repente, razão por qual Daemon se aproximou da menina e observou mais atentamente o motivo de tal parada.

    - Essa porta foi arrombada, não estou gostando nada disso, e essa outra aqui... – Chegava em frente a porta do meio, que tinha uma fechadura de formato completamente diferente das que conheciam. - Vocês sabem que tipo de chave abre isso? Acho melhor seguirmos com o combinado e entrarmos no banheiro feminino pessoal, nessas horas é melhor não bancar o curioso...

    Daemon tomaria a dianteira e adentraria no banheiro feminino com a varinha erguida e pronta para o que der e vier, se os demais também concordassem.


    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2099
    Reputação : 133
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por shamps em Dom Mar 11, 2018 8:04 pm


    Um pouco confusa e assustada, Alanna acompanhava a discussão dos irmãos, balançando a cabeça de um lado para o outro, até que May resolve sair correndo na direção do grito. Ela levou um susto e foi atrás do menino, num ato impensado.

    - Maaaay... espere!!!

    Yam? Ele estava indo para lá? Isso era assustador, por que ele faria isso?

    - Por que ele está correndo para lá?

    Os dois correram pelos vagões e nada, até que finalmente viram um todo destruído e bagunçado, algo muito assustador. May entrou na frente na cabine, mas logo regressou extremamente aterrorizado, o que fez o sangue da menina gelar.

    - M... May?

    O medo do garoto era genuíno e a moça se aproximou para ver o que era, não só ela como todos ficaram assustados. Alanna se aproximou de May e viu a ventania e como ela não via nada, não entendia o que o garoto via. Nem sabia se tinha algo lá até ver o caco de vidro flutuando e voando na direção do amigo. Ela não sabia o que fazer e antes que decidisse qualquer coisa, a ave mágica se chocou contra o caco de vidro. Nessa hora ela teve certeza de que tinha algo invisível lá.

    - May - gritou - vamos embor... a - sua voz saía tremida pelo medo - depressaaaaa - ela se aproximou dele e o puxou pelo braço. Também tentou pegar a diricawl.

    Bravos
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2546
    Reputação : 182
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Bravos em Ter Mar 13, 2018 1:42 pm

    Descera como num tobogan antes de chegar a uma sala completamente diversa de tudo que havia visto. Parecia um grande salão onde se recebia convidados e, embora estivesse posta a mesa, não havia nenhum conviva nela sentado. Eram quatro enormes mesas que orbitavam uma mesa central, menor e sem toalha. Clément foi se aproximando devagar até encontrar o horror de diversos alunos caídos pelo chão, tanto que nem podia vê-lo. No centro da mesa um pingente e taças com líquidos diferentes. Clément leu, mas não entendeu o que queria dizer aquilo. Não sabia se era seu inglês ou se é porque era confuso mesmo. Foi quando notou a presença de Cassandra.- Cassandra! - Foi ao encontro dela, como ela foi ao dele. - Tem certeza que eles estão mortos? - Olhava ao redor. Eles tinham uma cara de pavor, porém tinham os olhos abertos. Tentou chacoalhar um deles e ver se eles tinham alguma reação. - Eles podem estar estupefatos... Não sei...


    Um medo começava a tomar conta do jovem francês diante de tanta coisa aberrante. O que talvez lhe mantinha firme era a presença de Cassandra. Era como um suporte mútuo. - Você tomou de algum desses copos? Eu não entendi nada deles. - A voz ligeiramente trêmula começava a lhe trair, entretanto. - E esse pingente? Será que ele permitiria que víssemos o que aconteceu? O papel fala de rever... - Tinha dúvidas de como agir, mas sabia que precisava fazer algo.

    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 479
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por mimacarfer em Sex Mar 16, 2018 12:07 am


    Annabelle ignora completamente a pergunta de Lillo, uma vez que parecia meio estúpida já que estavam no mesmo lugar. Tinha preguiça de gente como a garota e mais preguiça ainda do garoto esquentadinho que se achava um grande guerreiro mágico diante dela. Ouviu suas palavras com um sorriso de deboche, olhando-o fixamente, assim como ele fazia com ela. Após ele terminar de falar, a garota simplesmente ri baixinho, arrumando uma mexa que lhe cai do cabelo quando olha para as pessoas ao seu redor e, balançando a cabeça, põe-se a andar passando por eles enquanto puxa Melissa pela mão junto consigo.

    - Vamos...

    Notou que começava a escurecer e que o próximo vagão parecia ainda mais assustador que o anterior, com tudo revirado como se tivesse havido um duelo no local. Sabia que, com o cair da noite, logo estariam em Hogwarts e se questionou se realmente valeria a pena ir para a tal festa. Notou as portinholas praticamente prontas a despencar e só conseguiu pensar que não gostaria de ser pega ali. Já imaginou se achassem que eles haviam feito aquilo? Andou cuidadosamente, ultrapassando os pertences que encontrava em seu caminho e olhando para ver se Melissa fazia o mesmo. Não estava muito a frente do grupo quando ouviu o guincho e viu a outra garota segurar a mão do garoto que antes queria defendê-los com sua varinha e soltá-la rapidamente enquanto procurava de onde vinha o barulho. Tal cena lhe fez revirar os olhos e suspirar... Precisava sair logo dali ou aqueles patetas deixariam Melissa ainda mais assustada do que já deveria estar. Porém, a prima parecia não ter se incomodado tanto com o barulho e logo gritava e apontava para a placa que indicava os banheiros.

    Uma grande sensação de alívio lhe invadiu. Estavam no rumo certo, agora só precisavam andar mais rápido. Apressou o passo rumo ao próximo vagão e não pode deixar de notar a bagunça pior que no anterior.

    - O que será que aconteceu por aqui?

    Observava tudo ao seu redor quando percebeu a outra garota passar por elas rumo ao banheiro, parando mais adiante, como se ficasse congelada. Olhou na direção que ela olhava e notou a porta do banheiro feminino meio entortada. Imediatamente se colocou à frente de Melissa e pegou sua varinha no bolso do casaco.

    - Fica atrás de mim, Mel. E, se acontecer algo, corra e se esconda, ok?

    Não deixaria que nada acontecesse a elas e, encostando-se na parede do corredor, abriu passagem para que o grupo passasse por elas. Afinal, se fossem atacados por algo, seria melhor que eles fossem primeiro, não é mesmo?
    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Ter Abr 10, 2018 11:10 pm

    Teste de habilidade.

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    4
    Hylian
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 400
    Reputação : 31
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Hylian em Qua Abr 11, 2018 1:32 am


    ANNABELLE HOOPER & DAEMON GRIFFITHS




    Daemon Griffiths escreveu:
    Teste de Habilidade – Falha
    Habilidade: 3 – 1 = 2 (Penalidade por tensão/medo)
    Dado: 4

    A porta que levava para o banheiro das meninas estava tão torta que seria muito difícil de passar, principalmente sem se machucar. Daemon não teve sucesso em atravessa-la caindo de bunda sobre o carpete grosso que cobria o chão de metal da locomotiva, porém conseguira ver o estado que o banheiro estava quase que destruído por completo. Era possível ver que as divisórias dos "boxes" tinham sido arrancadas com força e havia privadas que atiravam jatos de água sem descanso, o chão estava tomado pela água. Lillo e William se seguraram para não dar boas risadas com a cena infeliz que o amigo protagonizara sozinho.

    – Tentar passar por ai é perigoso, já imaginou se com o teu peso a porta desmonta e você cai? – Repreendeu a morena preocupada.

    – É isso! – Exclamou William animado com a ideia que acabara de ter – Lillo você é uma gênia... Olhem, a porta está capengando, por que não utilizamos algum feitiço para terminar de derrubá-la?

    – E se formos pegos? – Perguntou Lillo preocupada.

    – Você quer ver o seu irmão, ou não? – Perguntou William firme em sua ideia – Vamos, vocês possuem algum feitiço que possa ajudar?

    OFF escreveu:
    - Como pedido da @mimacafer, a personagem Melissa será desconsiderada a partir de agora.
    - Caso vocês queiram "pular" (atravessar a porta) como Daemon fez antes, peço um Teste de Habilidade. (1D6)
    - Caso vocês queiram utilizar feitiço para avançar, peço a rolagem do dado 1D6.
    - Lembrando que todos estão com penalidade - 1 nos atributos


    ALANNA O’SHIER




    Todos estavam chocados com a situação e demoraram alguns segundos para conseguirem processar tudo o que haviam presenciado diante de seus olhos. July levava a mão no rosto para esconder as lágrimas que eram impossíveis de serem controladas. November e October não se mexeram nem por um instante, pareciam petrificados e desacreditados demais para conseguirem se mover. May continuava imóvel ainda cultivando um pânico que era mais forte que ele. O pequeno só se dera conta que não via mais ninguém a sua frente e que a ave-heroína havia salvado sua vida, quando sentiu seu braço ser puxado por uma Alanna muito preocupada.

    – N-na-oo tem-mm ma-a-is ninguém aqui... – Gaguejou ainda tomado pelo medo. – Yam não é assim! Eu juro, ele nunca fez isso! – Exclamou May em sua defesa sem também conseguir conter as lágrimas que eram o resultado do susto que passara.

    – O que vamos fazer? – Perguntou July entre soluços, tentando se acalmar.
    October e November estavam incapazes de se pronunciar.

    – Eu não sei vocês, mas eu quero continuar, não devemos estar muito longe e talvez tenha mais gente, não é possível que todos tenham desaparecido! – Disse May tentando reunir forças e coragem para seguir à diante.

    O Diricawl ainda com um leve ferimento na asa direita levantou um salto simulando uma tentativa falha de voar e, em meio a uma nuvem de penas, a ave desaparecera.



    CLÉMENT VAGANAY




    Cassandra não tinha prestado atenção na quinta mesa e seus pertences. A garota estudou por alguns segundos muito curiosa para que eram os copos cheios por alguma substância que ela nunca vira na vida. "A cor preta lhe mostrará seu maior medo. A cor azul é um segredo, tome ao seu próprio risco. O copo de líquido rosa lhe tornará um meio-veela por alguns minutos, e o copo branco, bem, é o contrário do copo azul!" Lera em seus pensamentos, enquanto levava uma das mãos no queixo e a outra se apoiava sobre a mesa.

    – Qual é o contrário de um segredo? – Perguntou ela para o lufano, tomada por um desejo de entender a lógica que estava a sua frente. – Um líquido que nos torna meio-veela por alguns segundos, isso é possível? – Perguntou a si mesma tentando buscar em seus poucos conhecimentos se alguma coisa ali fazia sentido. – Segredo... Algo oculto, então o contrário talvez seja algo exposto, mas o que ele iria expor? E o que está oculto? Não consigo entender...

    Naquele momento a única porta que havia no grande salão de festa pareceu estremecer como se tivesse sofrido uma grande pancada e então Clément e Cassandra ouviram vozes altas e novamente a mesma voz esganiçada e estridente que escutaram pouco antes de serem atacadas e verem o banheiro das meninas ser destruído. Cassandra berrou no exato momento que seu cérebro entendeu de quem era a voz esganiçada, embora sua mente só pudesse imaginar como e quem ele era.  A garota dera dois passos para trás tomada pelo medo, quando a parede da mesma porta também levou um baque. Os dois podiam ouvir o som característico de feitiços serem lançados de um lado para o outro e talvez isso estivesse causando os barulhos contra a porta e a parede.

    “Um giro para os segundos, dois giros para os minutos e três para nunca...” Lera a garota forçando seu cérebro para que funcionasse mesmo em uma situação como aquela, onde ela estava tomada por um medo surreal. “Mas por que segundos, minutos e nunca? Não consigo entender...”.  Um rápido e vago lampejo ideal lhe viera a mente por fim, era como se ela tivesse alguma ideia do que queria dizer tais giros. Cassandra pegou o “relógio” rapidamente e dera quatro giros na mesma e assim sentiu seu corpo congelar, sua respiração ficar mais pesada e notara que Clément passava pela mesma situação.

    Não sabiam o quanto tinham voltado no tempo ou se haviam seguido a diante, era impossível dizer já que na sala não havia relógios, mas de repente, tudo havia mudado. A sala estava enfeitada para a festa e a locomotiva corria com pelos trilhos, o que os dizia que ainda estavam viajando. As mesas estavam cobertas por lençóis brancos e as velas apagadas, a sala estava tomada pela escuridão com pouca luminosidade que vinham de três pequenas tochas grudadas a paredes com chamas fracas. O chão estava tomado pelos corpos como há poucos minutos atrás e uma última garota agora desmaiava diante deles caindo sobre um lugar vago no chão. Clément e Cassandra conseguiram ouvir a voz esganiçada novamente e de repente o barulho de algo sendo arremessado em alguma parede qualquer, mas não conseguiam ver nada.  

    “-... me de volvam... – uma voz esganiçada, que fazia uma força enorme para produzir som, finalmente apareceu diante dos dois - ... aquilo que me pertence... Ew...g....g...”

    Cassandra lançara olhares de profundo terror para Clément, esperando que ele tivesse entendido o que ocorrera assim como ela.


    ESTADO ATUAL:

    ANNABELLE HOOPER
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 10
    Bônus: +3 em feitiços de Azaração; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.

    Corvo
    PVS: 10
    PMS: 8
    Bônus: Recebe + 2 em seu ataque "Grito".
    Penalidade: Sofre "incomodo" pela luz do dia - 1 para suas ações.

    DAEMON GRIFFITHS
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 10
    Bônus: + 2 em Feitiços que alterem o "Estado"; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.


    ALANNA O’SHIER
    Ano 1
    PVS: 30
    PMS: 15
    Bônus: + 2 em feitiços do tipo "Contra-Azaração"; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.


    CLÉMENT VAGANAY
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 20 - 2 = 18
    Bônus:+2 em feitiços do tipo "Transfiguração"; + 2 em AR; Item Adquirido: "Vira Tempo" - Uma réplica, é claro, feito na Zonko's, loja famosa de Hogsmeade, por ser uma imitação possui efeitos reduzidos. 0/5 Usos.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.

    Diricawl
    PVS: 10 - 1 = 9 (Ferido por Yam) Momento do ocorrido
    PMS: 8
    Bônus: Pode aparatar (teletransportar) dentro de uma pequena área.
    Penalidade: Asa direita machucada, - 1 em suas Habilidades naturais.
    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2099
    Reputação : 133
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por shamps em Qua Abr 11, 2018 9:25 pm


    A pequena ruiva, mesmo com medo, buscou em seu interior força e coragem para ajudar o novo amigo e correu até ele para tirá-lo de lá. As coisas aconteciam rápido demais, o vento forte, as palavras macabras, o caco de vidro voando na direção de May e a ave heroína. Porém, foram as palavras assustadas de May que estremeceram a jovem:

    - É... é o Yam que está fazendo isso? Mas por que? Achei que ele fosse bonzinho e seu amigo.

    Os outros estavam tão petrificados quanto May e Alanna e nada fizeram.

    - Eu não sei se quero continuar. Eu estou com medo - a garota fechou os olhos com força e apertou o braço do amigo com as duas mãos, tremendo levemente - quero ir para casa - e começou a chorar, numa atitude natural para uma criança sozinha e assustada. Mas, assim como May, ela também tinha conhecidos no trem, como sua irmã e talvez seu primo, que tinha a mesma idade que ela e talvez estivesse lá, já que não o tinha visto ainda. Com isso, ela secou as lágrimas e assentiu para May, enquanto esfregava os olhos com a manga do casaco para secá-los - tá... está bem... vamos andar... hiic... mais um pouco... hic... -  disse entre soluços.

    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Qua Abr 11, 2018 10:09 pm



    - Cuspe de Gárgula! Aii ai ai minha... - Bravejou Daemon, agora caído de bunda no frio chão de metal da locomotiva. Sua tentativa de tentar adentrar o banheiro das meninas só não havia sido totalmente falha pois tinha conseguido, mesmo que por pouco tempo, ver a situação com que o local se encontrava. As divisões de cada sanitário estavam todas destruídas, como se algo absurdamente forte havia as arrancado, e as próprias privadas esguichando altas doses de água, quase como um chafariz fora de controle. Não precisava ser um novo Merlin para concluir que as coisas não melhorariam a partir dali.

    Ao se levantar, notou que seus amigos seguravam a risada pelo tombo que havia levado, o que o deixou com as bochechas vermelhas e olhar fechado. Lillo foi a primeira á argumentar sobre a catastrófica tentativa de Daemon:

    Lillo escreveu:– Tentar passar por ai é perigoso, já imaginou se com o teu peso a porta desmonta e você cai?

    - Dá próxima vez poderia falar isso antes, por favor? - Daemon falava com um tom ríspido e irritado, como se a menina estivesse tirando sarro de sua cara. William por outro lado, decidiu usar a cabeça e animado com sua ideia, a compartilhou com seus amigos:

    William escreveu:– É isso! Lillo você é uma gênia... Olhem, a porta está capengando, por que não utilizamos algum feitiço para terminar de derrubá-la?

    Lillo reagiu de forma estranha para a situação, pelo menos para Daemon e William:

    Lillo escreveu:– E se formos pegos?

    William a respondeu de forma firme, afinal de contas, a situação era totalmente adversa e se preocupar com as regras de uso de magia pareciam simplesmente pífias.

    William escreveu:– Você quer ver o seu irmão, ou não? Vamos, vocês possuem algum feitiço que possa ajudar?

    Daemon ainda um pouco emburrado e constrangido com o ocorrido, ignorou os dois sacando sua varinha á apontando em direção a porta e falando firmemente:

    - Flipendo!
    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Qua Abr 11, 2018 10:15 pm

    Magia Flipendo.

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    3

    OFF: Pode juntar no post se preferir @Hylian.
    Bravos
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2546
    Reputação : 182
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Bravos em Qui Abr 12, 2018 12:55 pm

    Tudo aconteceu muito rápido. Cassandra tentava entender o mistério dos copos com líquidos coloridos e Clément observava sem saber exatamente o que fazer. Começaram então, vindo a única porta, barulhos fortes, semelhante aos que eles haviam ouvido quando foram atacados pela criatura invisível no banheiro. Foi então que a menina pareceu entender o uso daquele pingente e pegando-o, girou-o quatro vezes. As coisas pareciam ter mudado sutilmente a forma como estavam. Eles estavam no mesmo lugar, porém, aparentemente momentos antes. - Nós... voltamos? - O bater e o rugir e a voz esganiçada voltaram e a menina gritou. Clément estava como que em pane, sem saber como agir. - Se nós voltamos, ele vai embora depois do vento! Temos que dar um jeito de sair daqui! - Mas havia ali uma única porta, que em breve estaria sendo alvejada por feitiços. Mas e se eles saíssem antes? Talvez encontrassem ajuda. - Vai! Para a porta!


    Puxou a menina pela mão e chegou até a porta, onde tentou abri-la. - Abre! Abre! Abre! - Se ela não abrisse, Clément estava pronto para tentar outro feitiço. Sabia que havia um feitiço de abrir portas, mas ele não conhecia. Precisaria torcer que a porta não fosse tão pesada quanto parecia.


    Spoiler:
    Se a porta não abrir, Flipendo nela!

    Hylian
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 400
    Reputação : 31
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Hylian em Qua Abr 18, 2018 12:53 pm


    ANNABELLE HOOPER.DAEMON GRIFFITHS.ALANNA O’SHIER.CLÉMENT VAGANAY
    TODOS juntos e misturados!






    A porta se abriu tão rápido quanto fora os esforços de Clément de abri-la! Aquele era um aposento mal cheiroso e sujo. Repleto de caixas empilhadas para todos os lados, objetos perdidos por ali. Havia uma pequena mesinha de madeira escura com vários pergaminhos amarelados espalhados, um tinteiro “seco” e uma pena apodrecida no lugar. Duas únicas janelas tentavam iluminar o lugar com a escassa luz que emanava do céu estrelado juntamente com a poderosa lua que não era vista daquele ângulo. O caminho era estreito, exceto por uma parte em que ele se abria dando mais espaço para quem quer que esteja transitando por ali. O outro lado também existia uma porta qualquer e uma notável plaquinha com o aviso: “Vagão Nº1”.

    – Clément, olha aquela porta nos leva de volta para os vagões! – Exclamou Cassandra tomada pela esperança. A porta atrás se fechou com um baque surdo e, ao mesmo tempo, a menina se adiantou ansiosa em direção à porta, puxando a maçaneta desejando que a mesma estivesse tão aberta quanto antes. No exato momento em que a porta se abrira, revelara parte do primeiro corredor da locomotiva que estava uma bagunça e pode ver quatro alunos conjurando o “Flipendo” contra a porta que há pouco eles atravessaram.

    A porta torta desprendeu das dobradiças que ainda a mantinham no lugar caindo sobre um entulho de outros objetos quebrados. O banheiro estava em ruínas e era impossível de passar. Portas e divisórias estavam repartidas pelo chão e as privadas destruídas lançando jatos de água feitos gêiseres sem fim. A água já estava inundando o banheiro e escapava agora com mais força para o corredor molhando a sola dos sapatos de Daemon, William e Lillo que eram os mais próximos a entrada do banheiro. Logo a inundação chegaria

    Finalmente os irmãos Woodbury e a pequena O’Shire chegaram ao ultimo vagão, aonde puderam presenciar também uma porta ser aberta que mostrava parte de um aposento sujo e nada atrativo e outros alunos lançarem feitiços contra uma segunda porta aquela que os levaria até o banheiro das meninas.

    Uma áurea negativa surgiu atrás de Alanna e os irmãos Woodbury. Não era fácil de decifrar, mas era visível, era como uma grande esfera negra coberta por um fogo acinzentado que emanava uma energia péssima e a esfera parecia crescer rapidamente. Um grito alucinante ecoou pelo vagão e o mesmo começou a querer entortar como se fosse um papel.

    – Vamos sair daqui! – Berrou May e July juntos puxando os outros para dentro do aposento velho e mal cheiroso.

    Mas não tiveram tempo de fechar a porta, pelo menos não antes de presenciarem parte de uma cena que levariam em suas memórias talvez para sempre. William ficara para trás, tomado por um pânico que era maior que ele mesmo. Ele desejava correr e gritar até que suas cordas vocais estourassem, mas suas pernas nada mais faziam do que tremer freneticamente. Levou a mão ao bolso aonde guardara o objeto estranho que naquele momento se agitava com força, um pouco mais e furaria o bolso em liberdade. Todos puderam ver o semblante de uma criança atrás, talvez os cabelos castanhos claros, mas não era possível reconhecer quem estava atrás da grande esfera negra. A porta se fechou com força diante de todos bloqueando a visão do óbvio, algumas caixas desabaram criando um barulho que os impediu de ouvirem o que se seguia, exceto que poucos segundos William gritara finalmente, um grito desesperado e um pedido de ajuda de alguém que, em realidade, sabia que não sobreviveria para contar aquela história. Todos ouviram o barulho de um corpo desabar no chão, mas nada era certeza, embora tudo estivesse tão óbvio!

    O Espírito tomado pelas Trevas



    Espírito das Trevas escreveu:
    PVS: 50
    Força: 0
    Habilidade: 4
    Resistência:2
    Armadura: 2
    Poder de Fogo (Magia): 4
    Objeto que Possui:

    A grande esfera de fogo acinzentado transpassou a porta como se ela não existisse, deixando-a negra com seu fogo. Uma voz esganiçada e muito animada que quase todos ali já ouviram surgia da grande esfera, esta que agora tomava a forma de um menino alado. Ele vestia trajes antigos comuns de uma época que existira a quase mil anos atrás, botas de couro, vestes cinzas e o glorioso brasão de Hogwarts denunciavam que se tratava de um aluno da escola, embora seu aspecto físico fossem medonho. Não possuía as mesmas cores e tons de pele normal, seu corpo era tomado por um fogo cinza que o queimavam constantemente seus olhos pareciam mortos, mas ainda trazia consigo um sorriso maquiavélico. Em uma das mãos ele carregava um objeto estranho, uma pequena esfera do tamanho de uma bolinha de gude com o que parecia uma fumaça que se agitava em seu interior.

    – O ladrão devolveu o que me pertence... – Sibilou a criatura (ou menino?) flutuando há meio metro do chão diante dos outros. – Muito bem... Está na hora de vocês se juntarem aos outros corpos que deixei na festa...

    OFF escreveu:Muito bem, o primeiro chefe que vocês vão enfrentar, apesar da aparência até que ele é tranquilinho! É claro que vocês não sabem quem é o menino, embora eu acredite que a Shamps já tenha uma ideia de quem seja e pode dar seu palpite. Não há para onde fugir, visto que o aposento é estreito e só há duas portas, onde uma está trancada e os levaria para a festa que Clément e Cassandra há pouco saíram, e a porta de onde entraram esta coberta pelo fogo acinzentado.

    Vocês podem começar a ataca-lo ou continuar conversando, talvez tenha outro meio de saírem com vida sem a necessidade de uma luta, mas acredito que seja pouco provável, visto que ao que tudo indica um de vocês acabou de ser assassinado!

    Bravos e Mimacafer vocês podem “invocar” seus animais de estimação caso desejem que eles participem da briga. Lembrando que o pássaro de Bravos está machucado e isso influenciará em seu desempenho.

    Caso queiram atacar, rolem os dados aqui mesmo especificando qual a ação que irão fazer utilizando o dado.

    OBS: Lembrem-se dos seus pertences na ficha!

    Quaisquer dúvidas, só entrarem em contato!

    ESTADO ATUAL:

    ANNABELLE HOOPER
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 10
    Bônus: +3 em feitiços de Azaração; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.

    Corvo
    PVS: 10
    PMS: 8
    Bônus: Recebe + 2 em seu ataque "Grito".
    Penalidade: Sofre "incomodo" pela luz do dia - 1 para suas ações.

    DAEMON GRIFFITHS
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 10
    Bônus: + 2 em Feitiços que alterem o "Estado"; + 2 em AR; Sedução Meio-Veela.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.


    ALANNA O’SHIER
    Ano 1
    PVS: 30
    PMS: 15
    Bônus: + 2 em feitiços do tipo "Contra-Azaração"; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.


    CLÉMENT VAGANAY
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 20 - 2 = 18
    Bônus:+2 em feitiços do tipo "Transfiguração"; + 2 em AR; Item Adquirido: "Vira Tempo" - Uma réplica, é claro, feito na Zonko's, loja famosa de Hogsmeade, por ser uma imitação possui efeitos reduzidos. 0/5 Usos.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.

    Diricawl
    PVS: 10 - 1 = 9 (Ferido por Yam) Momento do ocorrido
    PMS: 8
    Bônus: Pode aparatar (teletransportar) dentro de uma pequena área.
    Penalidade: Asa direita machucada, - 1 em suas Habilidades naturais.
    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 479
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por mimacarfer em Qui Abr 19, 2018 5:20 pm


    Annabelle revirou os olhos, dando um longo suspiro ao ver o garoto à sua frente cair de bunda no chão. A cena era simplesmente patética, assim como o garoto que caira. Continuou observando tudo enquanto os demais discutiam uma maneira de terminar de derrubar a porta para entrar, se perguntando por que exatamente queriam entrar em um lugar que parecia visivelmente perigoso.

    Estava assim, perdida em pensamentos quando viu o garoto novamente sacar a varinha e disparar um Flipendo contra a porta. Aparentemente agora ele parecia pensar.

    A porta torta se desprendeu das dobradiças, caindo sobre alguns objetos quebrados. Annabelle esticou o pescoço para ver o interior do lugar enquanto permanecia protegendo Melissa de algum perigo que pudesse surgir. O banheiro estava claramente em ruínas, o que sigificava que aquilo era uma armação dos veteranos para assustar novatos como eles, ou algo verdadeiramente ruim havia acontecido por ali.

    - É melhor irmos embora. Seja lá o que fez isso, ainda pode estar por perto – disse calmamente.

    Embora fosse bastante corajosa, e até mesmo ousada, Annabelle era muito racional para saber onde não se meter, ainda mais na presença de Melissa.

    Mal terminara de falar e a porta entre os banheiros, antes trancada, se abriu, revelando a imagem de uma menina e de outro garoto, provavelmente de sua idade. Observava-os com curiosidade, quando ouviu um novo grito ecoou no vagão, fazendo seu coração dar um salto que, mais tarde, a faria jurar que quase o fez sair pela boca.

    Ouviu alguém dizendo para saírem dali e se virou para ver de onde a voz via... Foi então que notou a presença de outras crianças atrás de seu grupo, e de uma esfera negra coberta por um fogo acinzentado que lhe deu calafrios. Segurou a mão de Melissa com força e correu junto com os outros para dentro da porta que fora aberta a pouco. Era um cômodo velho e com um cheiro bastante desagradável. Seu coração estava completamente acelerado e o ar lhe faltava aos pulmões:

    - Alguém fecha essa porta! – disse, tentando respirar novamente enquanto olhava se estavam todos ali. Foi quando viu o garoto que ficara para trás, tomado pelo pânico; pânico este que ela também sentia agora. Teve a sensação de ver um rosto por trás da grande esfera negra, porém a porta na qual entraram se fechou com força diante de todos.

    A força havia sido tanta que algumas caixas caíram dentro do antigo cômodo em que estavam. Procurou abraçar Melissa, tanto para acalmá-la, quanto para se acalmar também. Precisavam sair dali e encontrar algum professor que pudesse resgatar o garoto que ficara para trás... Isso se ele já não estivesse morto. Um novo grito se seguiu, fazendo com que afastasse aquele pensamento e, ao mesmo tempo, tivesse ainda mais convicção do que precisavam fazer.

    - Precisamos sair daqui antes que aquilo venha atrás de nós...

    Olhou rapidamente ao seu redor, procurando uma saída. Porém, já era tarde demais... A grande esfera negra transpassou a porta como se ela não existisse, deixando-a negra com o seu fogo. Uma voz esganiçada e muito animada, que ela tinha certeza de já ter ouvido antes, surgia da grande esfera, ao mesmo tempo em que esta tomava a forma de um menino alado com vestes antigas que levavam o brasão de Hogwarts.

    Seus olhos pareciam não acreditar no que viam. Como aquilo era possível? Será que ele era um tipo de fantasma? Seus pais já haviam lhe contado que haviam alguns pelos corredores da escola, mas jamais disseram que eles também vagavam pelos corredores da locomotiva que as levaria até lá. Além disso, pelo que lembrava os fantasmas de Hogwarts não eram maus ou ofereciam perigo aos alunos.

    Observou-o novamente, agora com mais curiosidade, a boca cada vez mais seca. Seus olhos, parecendo mortos, e seu sorriso lhe davam medo, mesmo sabendo que alguém como ela não deveria ter medo de nada, afinal era uma Hooper. Pôs-se novamente em frente à Melissa para protegê-la, a varinha empunhada com mais força ainda nas mãos. Se um dia pretendia ser uma auror como seu pai não podia sentir medo de nada. Respirou fundo novamente e, sem pensar duas vezes, disse:

    - Sinto muito, feioso, mas "meu corpo" não vai se juntar a ninguém hoje... Você já tem o que queria, não tem? Deixe-nos em paz!
    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2099
    Reputação : 133
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por shamps em Qui Abr 19, 2018 10:30 pm


    Alanna corria junto aos outros Woodburn, tão assustada quanto eles. De todos eles, May era o mais perturbado e o que mais preocupava a ruivinha. A aparência dos vagões não ajudavam em nada, só piorando o clima sombrio que pairava sobre o trem. Como centenas de crianças podiam sumir assim?
    Andaram e andaram até chegarem ao fim do trem, nos últimos vagões, onde só havia uma porta, talvez a última, a ser aberta e foi o que fizeram. O ambiente estava sujo e mal cheiroso, causando nojo na menina, mas o medo há muito já a deixava assim.

    - Que lugar é esse? - ela queria saber que tipo vagão era aquele, um depósito? Um vagão esquecido? Um lugar de castigo?

    Mais adiante, uma outra porta se abria e o que a moça viu fez seu sangue gelar:  um fogo fantasmagórico flutuando pelo recinto e uma outra criança próxima. Alanna fez menção a gritar algo, mas não teve tempo, pois já era puxada por May a sair dali, antes que o vagão os amassasse junto. O barulho do metal se retorcendo era horrível, não mais do que os gritos desesperados de uma criança pedindo ajuda. Alanna não podia ver, mas sabia o que tinha acontecido com o garoto. Agora ela tinha certeza que o mesmo aconteceria com ela. Se ao menos ela conseguisse salvar os amigos, valeria a pena morrer.

    O fogo maligno trespassou a porta e seguia até eles acompanhado do fantasma. A ruiva segurou nos braços de May, bastante assustada e algo passou por sua mente.

    - May... es... esse é...o... ? - ela não conseguiu terminar a frase e soluçou - é o...?

    Quando a menina ouviu as palavras do fantasma, ela começou a chorar pensando na irmã e no primo, que até então não o tinha visto, totalmente desesperada imaginando a possibilidade de uma tragédia ter se abatido sobre eles.

    - Por que... está... fazendo... isso - as lágrimas e os soluços dificultavam a fala da jovem, mas ela perguntou, ou tentou perguntar para a aparição.

    Ela olhou em volta procurando por janelas ou escotilhas e claraboias, qualquer coisa que pudesse levá-los para fora. Inspirada pelos livros que lia, ela teve uma ideia nada brilhante, acreditou que era culpa dela a presença do fantasma ali.

    - E... eu... fico aqui... com o fantasma... e vocês se jogam para... fora... do trem... - ela falou mais baixo para os companheiros, esfregou os olhos para secá-los e não conseguia pensar em outra maneira de tirá-los dessa.

    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Qui Abr 19, 2018 10:53 pm



    Após Daemon conseguir efetuar o feitiço "Flipendo" com certo sucesso, a porta acabou se desprendendo pelas suas dobradiças revelando o verdadeiro estado do banheiro. Já não parecia ser mais possível utiliza-lo para o que quer que fosse, Daemon e seus amigos que estavam de frente a porta do banheiro tinham até água em seus pés. Logo depois, mais dois primeiro-anistas apareceram através da porta que anteriormente estava trancada. Daemon sentiu certo alívio em ver que haviam mais crianças como ele naquela situação horrenda com que se encontravam. Pensou em perguntar de onde eles haviam vindo, onde a tal porta que abriram dava, mas acabou se surpreendendo novamente com mais alguns jovens que chegavam ao ultimo vagão. Uma em especifico o chamou mais atenção, tinha cabelos tão ruivos como o fogo.

    - Alanna! - Gritou eufórico em saber que sua prima Alanna estava bem. Infelizmente não tiveram tempo de se cumprimentarem devidamente, pois uma sensação, uma áurea macabra rondou o lugar como nunca antes havia acontecido, para Daemon era como se a felicidade e alegria, tão poucas desde que a locomotiva havia partido em direção a Hogwarts, agora tinham sido arrancadas de seu coração com uma raiva tremenda e assustadora. Seu coração parecia que iria saltar de seu peito rompendo sua caixa torácica brutalmente, suas pernas tremiam como se não houvesse mais chão para se firmar e seu suor era expelido para fora em um nervosismo e medo gigantesco. O que aconteceu a seguir acabou sendo muito rápido.

    Uma esfera tão negra como a escuridão, cercada de um tipo de fogo acinzentado surgiu de trás de Alanna e seus amigos e parecia aumentar seu tamanho rapidamente. Um grito era ouvido por todos o vagão, este que parecia entortar como se não fosse feito de ferro, e sim de papel. Quando Daemon se deu conta, já estava dentro de um comodo bagunçado junto de todos os outros, todos os outros menos William.

    - William!? Onde está William!? - Perguntava com pavor aos colegas. Então trouxe sua visão para fora do comodo que ainda estava com a porta aberta, e viu William petrificado de pânico e medo, com sua mão em seu bolso, como se estivesse sentindo algum objeto, talvez o estranho e enigmático pingente que ele, Daemon e Lillo haviam encontrado anteriormente. Pensou em ir ajuda-lo, mas suas pernas estavam quase que dormentes, e um ser difícil de se ver, parecia ser uma criança, mas que a escuridão da esfera impedia de se ter certeza surgiu detrás de William. A porta do lugar onde estavam se fechou rapidamente com força fazendo algumas bagagens caírem abafando o som que vinha de fora do comodo. Apenas um grito final de desespero seguido do que parecia ser um corpo de alguém caindo ao chão poderiam ser ouvidos.

    - Não! Williaaaaam! - Lágrimas escorriam dos olhos de Daemon enquanto tentava forçar a porta, mas logo se jogou para trás quando a maldita esfera atravessava a mesma com tamanha facilidade que nem parecia que ali havia um obstaculo, deixando a porta completamente negra e acinzentada como seu fogo. Uma voz aguda e desagradável, porém familiar, se revelava pela esfera que agora tomava a forma de um garoto que flutuava ao chão. O garoto tinha um visual completamente macabro, fúnebre, com vestes antigas e um uniforme com o brasão de Hogwarts.

    Daemon tentava forçar algumas piscadas tentando acordar, pois aquilo parecia ser tão sinistro que só podia ser um pesadelo. Infelizmente para todos, parecia ser tão real quanto eles. Daemon reparou que o garoto fantasma detinha em suas mãos o tal amuleto que William havia guardado em seu bolso. Sua prima Alanna parecia saber quem de fato era a sinistra aberração e se ofereceu para protege-los enquanto tentariam fugir. A garota dos olhos cor de esmeralda e sua prima também se protegiam como podiam. Era a hora de Daemon agir, nunca que iria deixar sues amigos para trás, ainda mais em uma situação como essa. Retirando uma coragem e força do fundo de sua alma, saltou na frente de todos, sacou sua varinha a mirando na direção do pingente que o menino fantasma segurava e gritou a pleno pulmão:

    - Vai pagar pelo que vez com meu amigo! Flipendo! - O medo e o pavor que tomavam sua face agora haviam sido substituídos pela raiva de ter perdido um amigo, e seu coração se enchia pelo sentimento da vingança.




    Magia "Flipendo":

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    3




    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Sex Abr 20, 2018 1:55 am



    Teste de Habilidade:

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    5




    Bravos
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2546
    Reputação : 182
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Bravos em Sex Abr 20, 2018 11:23 pm

    Empurrou a porta e estava num outro compartimento. Sujo e acabado. A cabeça de Clément voava a mil e poucas coisas ficavam bem marcadas em sua memória. Ele viu no canto papéis amarelados e um tinteiro. Por um movimento automático, ele aproximou-se e olhou aqueles papéis. Pegou-os na mão e os leu. Mas logo sua atenção foi desviada, porque Cassandra, que parecia estar mais atenta que ele, notou que havia uma outra porta indicado que daria no Vagão 1. Ela chamou por ele e abriu a porta. O jovem francês seguiu-a e viu, junto dela, outros vários estudantes soltando feitiços contra uma outra porta, que daria no banheiro. Será que era aquilo que os havia salvado naquele momento?  - O que tá acontecendo? - Ele perguntou para Cassandra. Foi então que a bola de fogo cinza e aberrante surgiu e tudo que já estava tenebroso pareceu piorar. - Eles parecem estar entendendo o que tá acontecendo... - Deixou aquela frase sair, baixo o bastante somente para Cassandra entender. Um dos garotos pareceu ficar estagnado de medo. No seu bolso algo se agitava violentamente. O que se passou então foi pior do que tudo que acontecera antes. A porta se fechou e o grito do garoto foi o mais terrível som que eles já escutaram. O francês levou a mão à boca, como que tapando um grito de desespero. - Vai! Para a porta!


    Que não sabia que poderia se tornar pior. Aquela presença voltou e voltou na forma de um garoto. Ele ameaçava os outros três que estavam ali e eles, com uma bravura firme, ou discutiam ou se preparavam para combater aquele fantasma. - Isso não vai dar certo, Cassandra! Vamos sair daqui! - Puxou mais uma vez sua varinha e com uma decisão que só aparecia naquelas horas mais tenebrosas, apontou para o corredor à frente.


    - Caligo! - Quando aquele corredor estivesse pleno de névoa densa, fugiria não só ele, mas todos os cinco! - CORRAM!


    Bravos efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :

    1

    Hylian
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 400
    Reputação : 31
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Hylian em Sab Abr 21, 2018 6:14 pm


    ANNABELLE HOOPER.DAEMON GRIFFITHS.ALANNA O’SHIER.CLÉMENT VAGANAY
    TODOS juntos e misturados!






    O Espírito tomado pelas Trevas



    Espírito das Trevas escreveu:
    PVS: 45/50
    Força: 0
    Habilidade: 4
    Resistência:2
    Armadura: 2
    Poder de Fogo (Magia): 4
    Objeto que Possui:

    Era possível ver pelas frestas das janelas que a noite já tomava seu lugar. O céu estava limpo e com poucas estrelas enfeitando sua imensidão escura. A locomotiva vermelha de Hogwarts continuava em alta velocidade a todo o vapor em direção ao novo lar daquelas crianças e adolescentes. Vez ou outra os vagões balançavam levemente, o que era normal para a estrutura do veículo e a época em que fora inventado, mesmo sendo controlado por magia.

    O Vagão em que as nove crianças “sobreviventes” estavam começava a esfriar, já que ali não possuía um sistema mágico de climatização. Os nossos heróis ainda puderam perceber que por baixo da porta, coberta pelas chamas acinzentadas, a água escorria com força começando a invadir o pequeno aposento, muito embora parte dela vaporizasse com o calor das chamas. E era exatamente este calor que emanava da grande esfera em chamas escuras que mantinha o ambiente de forma aceitável para todos.

    – Ah... Hooper... – Disse o menino com uma voz melancólica, encarando a menina enquanto umedecia os beiços fantasmagóricos com uma língua que surgia do fundo escuro do que seria sua boca. – VOU MATÁ-LOS, A PROFECIA NÃO IRÁ SE CONCRETIZAR! – Berrara o espírito criando uma ventania forte capaz de tirar o equilíbrio das crianças por alguns segundos.

    – Nã-a-o... – Gaguejou May tomado por um pânico surreal. O garotinho quase não conseguira responder e nem podia se mover, estava completamente paralisado diante daquela situação.

    – Então quem é esse demônio? – Perguntaram Octorber e November juntos, pouco antes de Daemon desferir seu ataque.

    Daemon Flipendo escreveu:Ataque de Daemon “Flipendo”
    011 Flipendo Sem Import Físico Encanta Empurra um objeto ou pessoa para não muito distante, pode ser usado como feitiço de duelo. DC+ 3, MP - 2

    Dado “Flipendo”: 3
    Dado “Teste de Hab”: 5 (Falha, não atingiu o amuleto, mas atingiu o espírito).
    PDF: 4 – 1 = 3 (Penalidade por medo)
    HAB: 3 – 1 = 2 (Penalidade por medo)
    Cálculo Ataque “Flipendo”:
    DADO + DC + PDF – DF – AR (Espírito) = DANO CAUSADO
    3 + 3 + 3 – 2 – 2 = 5

    O ataque que atingira o espírito em seu corpo fora certeiro. O espírito aproximou-se mais do chão a frente da esfera flamejante com uma expressão maligna no rosto. Seus olhos “mortos” encaravam com vontade aquelas crianças.

    – Você só pode ser ym Griffiths, claro... Audacioso como um... Mas sua coragem irá lhe custar à vida! – Exclamou a criatura determinada.

    Clément Caligo escreveu:Ataque de Clément “Caligo”
    025 Caligo Sem Import Estado Azaração Cria uma pequena névoa em um pequeno espaço, tão densa que dificulta a visão daqueles que estão dentro. RE: 3, MP - 2
    Dado “Caligo”: 1
    Dificuldade do feitiço: 1 – 2 = 0
    Resultado: Falha!

    – Isso é tudo que os ditos da profecia podem fazer? Vocês estão acabados! – Gritou o espírito se divertindo com a situação ridícula em que estavam.

    A criatura balançou o amuleto preso em suas mãos agitando a grande esfera flamejante que existia há alguns centímetros atrás dele. Com um grito de fúria ele lançou a esfera contra uma das paredes que rebateu em direção as crianças.

    Espírito Esfera Flamejante escreveu:
    Ataque Esfera Flamejante
    Hylian efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    2


    OFF escreveu:Neste momento, rolem um teste de Habilidade 1D6 e Resistência 1D6, para tentar esquivar da esfera, em caso que consigam esquivar-se, podem postar logo abaixo a ação e descrição do post. Em caso de forem atingidos o dano sofrerá mudança conforme o teste de resistência que o fizeram.


    ESTADO ATUAL:

    ANNABELLE HOOPER
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 10
    Bônus: +3 em feitiços de Azaração; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.

    Corvo
    PVS: 10
    PMS: 8
    Bônus: Recebe + 2 em seu ataque "Grito".
    Penalidade: Sofre "incomodo" pela luz do dia - 1 para suas ações.

    DAEMON GRIFFITHS
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 10 - 4 = 6 (2x Flipendo)
    Bônus: + 2 em Feitiços que alterem o "Estado"; + 2 em AR; Sedução Meio-Veela.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.


    ALANNA O’SHIER
    Ano 1
    PVS: 30
    PMS: 15
    Bônus: + 2 em feitiços do tipo "Contra-Azaração"; + 2 em AR.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.


    CLÉMENT VAGANAY
    Ano 1
    PVS: 20
    PMS: 20 - 2 - 2 = 16 (2x caligo)
    Bônus:+2 em feitiços do tipo "Transfiguração"; + 2 em AR; Item Adquirido: "Vira Tempo" - Uma réplica, é claro, feito na Zonko's, loja famosa de Hogsmeade, por ser uma imitação possui efeitos reduzidos. 0/5 Usos.
    Penalidades: - 1 nos atributos por tensão/medo.

    Diricawl
    PVS: 10 - 1 = 9 (Ferido por Yam) Momento do ocorrido
    PMS: 8
    Bônus: Pode aparatar (teletransportar) dentro de uma pequena área.
    Penalidade: Asa direita machucada, - 1 em suas Habilidades naturais.
    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Sab Abr 21, 2018 7:36 pm



    Teste de Habilidade:

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    6


    Teste de Resistência:

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    6


    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2099
    Reputação : 133
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por shamps em Sab Abr 21, 2018 7:43 pm

    Habilidade shamps efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    1
    Resistência shamps efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    1
    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 690
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Raijecki em Sab Abr 21, 2018 9:39 pm



    Daemon usou de toda sua coragem e valentia para lançar o feitiço contra a terrível criatura, mas infelizmente a mão tremula pela situação adversa em que estava o fez errar o alvo acertando apenas o corpo do fantasma, o deixando ainda mais hostil do que antes. Daemon acabou se assustando quando o mesmo se direcionou a ele e falou seu sobrenome como se já o conhece-se.

    Como você sabe meu sobrenome!? Como!? - Encarava de volta o fúnebre menino, agora mais confiante com o dano que havia causado com a magia "Flipendo". Se isso o afetava, poderiam sair de lá com vida o superando, afinal de contas eram 9 contra 1, se cada um conseguisse lançar algum tipo de ataque ao espirito talvez poderiam vencer mais uma.

    - Vamos pessoal! Ataquem ele! - Tentava incentivar seus amigos diante do medo iminente.

    Fantasma escreveu:– Isso é tudo que os ditos da profecia podem fazer? Vocês estão acabados! – Gritou o espírito se divertindo com a situação ridícula em que estavam.

    "Profecia? Que profecia? Será que isso tem alguma coisa a ver com os meus pesadelos?"

    Não tiveram muito tempo de reação, pois logo em seguida a criatura os atacou lançando violentamente a esfera contra uma das paredes e a rebatendo contra as todos ali. Daemon conseguiu se esquivar do ataque rolando para a direção contrária. Nem pensou duas vezes, mirou novamente no pingente com a varinha e gritou:

    - Frosta! - Esperava que desta vez pudesse causar um dano maior e poder ajudar seus amigos.




    Magia "Frosta":

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    3

    Teste de habilidade:

    Raijecki efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    4


    Conteúdo patrocinado


    Re: [!Prólogo!] Capitulo Um - Lembranças de Evelyn

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Set 19, 2018 2:37 am