Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Templo da Corte

    Compartilhe
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Sab Dez 16, 2017 8:47 pm

    À medida que caminha para o sul, a cidade se torna maior, com algumas casas maiores. O movimento porém é bem pouco, ainda está escurecendo e a maioria das pessoas já se retiraram para a segurança de suas casas, embora não seja difícil deduzir que "segurança" por ali era algo bem relativo.

    As asas de Nergal chamam atenção igual um estandarte, não tem uma pessoa na rua que não olhe enquanto ele passa.

    Um senhor, já entre os 70-80 anos, cumprimenta em Yrdok: "Sua bênção! Filho da deusa."

    Era um adepto de Anĝelina. Se nas vilas perto de Verda Ero as pessoas já confundiam anjos-negros com anjos comuns, mesmo os amigos de Nergal que tinham a pele escura e não só as asas, nestas cidades este erro se mostra bem mais comum.

    Em um beco, um rapaz se assusta ao ver Nergal, ele esconde uma faca que carregava e fica quieto bem encostado na parede, esperando que o anjo não tenha prestado muita atenção nele. Pelo jeito ou ele fez, ou ia fazer alguma besteira.

    Se ele tivesse realmente prestando muita atenção na rua (não era o caso), veria que ninguém parecia agir normalmente quando o via. Uma mulher de meia idade do outro lado da rua quase já menção de falar com ele, mas quando vê que estava com uma espada, ela se cala e sai para o outro lado.

    As informações de Ranëri não eram totalmente precisas, Nergal fica em dúvida se era para descer na rua principal três esquinas e virar quatro a esquerda, ou descer quatro e virar três. O templo ficaria em frente (ou do lado) da "Praça da Corte". Ainda assim ele se virou facilmente, pois bastou algumas esquinas e sua atenção foi chamada para um barulho. Há alguns metros dali parece que tinham pessoas festejando (pelo menos parecia haver música).

    Virando o rosto na direção ele vê logo uma torre e ao lado uma grande construção, era de longe a maior da cidade. Em Verda Ero não havia necessidade de templos, os que tinham hábitos religiosos praticavam em casa ou ao ar livre, tendo a natureza como altar. Mas mesmo sem saber exatamente o que esperar, tava na casa que aquilo tinha que ser o templo.

    O templo não era nada simétrico. Suas paredes eram curvas, tinha áreas com um, com dois e com três andares, e a torre do lado dele tinha quatro. Ocupava todo um quarteirão e também tinha um pátio grande do lado de fora, cercado e com torres menores em volta. O templo foi construído com pedras brancas e telhas vermelhas, o que já faz ele se destacar do resto do ambiente pois praticamente todas as casas na cidade ou eram de madeira, ou barro, e algumas "melhorzinhas" de tijolo escuro. Haviam alguns detalhes nas paredes do templo em azul e outros em verde.



    Haviam várias barracas no pátio, e também na praça em frente, muitos feridos estavam buscando ajuda ali. Você vê a praça primeiro, era uma verdadeira confusão: enquanto as barracas com feridos ficavam num canto, no meio várias pessoas bebiam, cantavam, dançavam, gritavam, vomitavam e se esfregavam umas nas outras. Quase todos pareciam vagabundos, ou abandonados pela sorte de forma geral. Estavam festejando numa cidade que parecia não ter muitos motivos para sorrir. A única palavra para definir a praça é "caos".

    Em relação ao templo, a praça ficava do lado da torre (5) e da entrada principal (1) que apesar de ser uma porta alta e larga, era bem pequena em relação a todo o templo. A área marcada como (6) é a área do templo que tinha sido atacada recentemente, tinha várias paredes e teto derrubados e queimados, e era a parte mais baixa, pois tinha só um andar. Uma das naves principais, marcada como (3) e as salas ao lado que faziam o "miolo" do templo tinham três andares, e a outra nave em destaque (4) e demais salas ao sul tinham dois andares ou dois e meio. Tanto a torre como estas áreas principais estão intactas.

    Ao contrário da praça, no pátio e no interior do templo, as pessoas estão mais em silêncio, embora não seja aquele silêncio monástico. Algumas estão trabalhando na parte destruída do templo, e apesar de já ser quase noite, parece haver pessoas em todas as outras áreas.

    Ao passar na praça (ainda que nada nela lhe interesse interagir, tem que passar nem que seja de lado para chegar no templo) as pessoas continuam olhando Nergal, mas já não com tanta importância. Uma mulher porém olha mais fixamente, e ao passar perto ela diz:



    - Se perdeu no lado errado na ilha, anjo? O que está procurando?

    Seu tom de voz não chega a ser hostil, mas ela fala com firmeza e autoritarismo. Muitos tinham demonstrado medo, ou curiosidade, ou talvez vergonha quando Nergal passava, ela porém parecia uma mulher suficientemente forte para não se intimidar fácil. Ela falava em Esperanto.

    Não havia qualquer sinal de qualquer outro anjo por perto, mas haviam demônios. Nergal vê o primeiro deles antes de ser visto, mas logo o demônio, que estava bebendo com alguns humanos, repara olhares e se vira, fechando a cara quando vê Nergal, e começa caminhar na sua direção.






    Notas: Postei como se só o Nergal tivesse ido, mas Pana e Calisto ainda não se posicionaram, se quiserem ter ido com ele podem postar aqui também.

    Comecei tópicos separados, mas o grupo de vocês ainda não se separou enquanto vocês puderem se encontrar seja na taverna ou aqui no templo. Vou fazer também um tópico separado pare quem for explorar a cidade só no outro dia. Os demais continuem postando no tópico anterior.

    Kether, tem algumas rolagens que podem ser usadas, mas não são obrigatórias, como REAÇÃO. Se quiser tirar alguma primeira impressão da mulher ou do demônio que se aproxima, pode rolar 1D12, coloquei alguns detalhes sobre rolagem no primeiro post da Numerologia Sagrada.

    Pode também tentar alguma coisa sobre a arquitetura do templo, como uma rolagem de história ou uma de heráldica, teria que tirar um resultado muito bom mesmo para conseguir qualquer coisa, mas nunca se sabe. E também lembrando que percepção e percepção mágica também podem ser jogados em todo ambiente novo, como a rua, a praça, o pátio do templo... com o tempo vocês vão pegando este lance e podem fazer rolagens sem eu sugerir.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Seg Dez 18, 2017 10:28 am

    Nergal seguia para o Templo mas se deteve ao ser interpelado por uma bela mulher, o que destoava quase que completamente com o lugar e com as demais pessoas sujas e maltrapilhas que se amontavam nas cercanias.

    - Se perdeu no lado errado na ilha, anjo? O que está procurando?

    - Acho que você se enganou, humana. E não devo-lhe satisfação dos caminhos por onde sigo.
    - responde também em Esperanto.

    Nergal então volta se olhar para o Templo e quando retornaria a seguir em sua direção ele repara que um Demônio vinha em sua direção. Instintivamente ele leva a mão até o cabo de sua espada assumindo uma postura mais defensiva. Afinal ele não sabia o intuito da criatura e nem as regras da cidade quanto a combate.

    - Que Lorde Piro me empreste a sua força. - sussurra em Esperanto.
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Seg Dez 18, 2017 5:21 pm

    Spoiler:
    @Kether escreveu:Teste de "leitura corporal" (se é que tem isso). Intuito: saber se o Demônio vem para combater ou apenas está insatisfeito pela presença de um "anjo"

    Tem sim, eu considero tudo como parte de psicologia, e um erro crítico aqui, se não tivesse sido somado com Reação 1 eu até teria relevado, mas foi como se os dados ajoelhassem, entregassem o chicote e pedissem: ME BATE!

    O templo sem dúvida era imponente mesmo com a nada ortodoxa arquitetura, ou talvez justamente por causa dela que ele se destacava tanto. À medida que se aproximava, mais curvas se destacavam em ângulos diferentes, e principalmente as partes altas.

    Era como se as partes mais exteriores, que eram mais baixas, protegessem as naves principais. De fato só estas partes externas foram atingidas, demonstrando que quem atacou o templo, atacou pelas "costas", pois a entrada principal ficava do lado oposto. Também dá para se notar que as pessoas protegeram bem o templo, e nenhuma área principal foi afetada. Parece que haviam pessoas tanto nas áreas atacadas quanto na naves principais, os serviços do templo não tinham sido interrompidos.

    E se já não bastava dúvidas, o brasão pessoal de Piro estava entalhado, enorme e em dourado (provavelmente em ouro), acima do portal principal.



    Nergal ia tão admirado que praticamente ignorou a humana, por mais que ela se destacasse naquela zorra.

    Ele se arrependeria disto.

    Ao passar por ela, ele diz:

    - Acho que você se enganou, humana. E não devo-lhe satisfação dos caminhos por onde sigo.

    Ele também se arrependeria disto.

    Mesmo na multidão, não era difícil ver um demônio, assim como não era difícil ver um anjo. Talvez ele não quisesse problemas de cara, talvez fosse só um demônio bebendo com amigos (pois os humanos não demonstravam medo, e ele também não vinha correndo), mas Nergal leva a mão à espada para ficar preparado.

    Isto gera uma reação em cadeia, e muitas pessoas sacam as armas. Mas enquanto a atenção de Nergal estava voltada para o demônio, ele sente um impacto nas costas que quase cai.

    A "humana" pulou em cima dele, o segurando com as duas pernas na cintura, a mão esquerda presa no pescoço e a direita segurando a espada dela já desembainhada, incomodamente perto de sua garganta.

    - Acha que uma humana não é inimiga a sua altura, anjo? - Ela pronuncia "anjo" com um toque de desprezo duas vezes maior do que ele pronunciou "humana", como ela tinha pego Nergal de surpresa, ela diz isto na mesma hora que Nergal tinha pedido força à Piro, a humana escuta. - Hmm, então deve ser algum atemense, bem que imaginei que estava perdido. Ainda assim, anjo, enquanto você estiver na minha área, você me deve satisfações sim, seja você ou a galinha da sua mãe.

    Nergal realmente se arrepende de ter ignorado a ameaça errada.

    A humana parecia ressentida por ser subestimada, por isto provoca Nergal. Ele não sabia o que ela quis dizer com "um atemense", mas usa um tom de desprezo menor do que usa para "anjo". A humana tem uma pegada forte, e com a espada tão perto da garganta dele, seria fácil matá-lo ainda que não tivesse práticas de luta. Mas certamente não era o caso dela, aquela mulher sabia lutar. Porém ela não iria matá-lo. Não ainda. Prefere mantê-lo imobilizado até saber qual é a dele.

    Nergal imagina que esta gentileza é por eles também serem simpáticos à fé de Piro, embora provavelmente um grupo que rivaliza com os tais "atemenses".

    Com ela presa nas suas costas como se fosse uma mochila, não dá pra usar as asas. As pessoas começam a fazer uma roda em volta deles, até o demônio se aproxima devagar, já não com a cara amarrada, mas com um breve sorriso irônico de quem se diverte com o azar dos outros. Muitos ali estavam doidos para ver uma boa briga.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Ter Dez 19, 2017 8:33 am



    - Como sempre me confundem com os desprezíveis anjos de Angelina! Sou um anjo sim, mas um anjo negro de Ratnæl e Piro. E ficaria satisfeito se guardasse sua espada e largasse minhas costas. Não vim até aqui para lutar.

    O anjo continua com sua postura defensiva observando o ambiente ao seu redor.

    - E respondendo a sua pergunta, não devo satisfação de meus atos a ninguém somente aos meus deuses Ratnæl e Piro. E pouco sei sobre estes lugares ou nomes que você diz. Sou de Verda Ero e estou de passagem para Farj Regno. E se eu fosse um inimigo jamais iria vir até aqui da forma que vim. Primeiro estaria a espreita observando o lugar e os possíveis inimigos mais fortes. Não iria como de fato não o faço ser inocente para ver a raça antes da força. Apenas preferi ignorar você a quem não conheço que veio me interpelar como se fosse alguma autoridade. Que se for o fez de maneira errada, pois não se apresentou e utilizou do desdém vendo primeiro a raça antes da moral do outro. Em suma humana, como eu disse já duas vezes, não é para você que devo dar satisfações até que me solte e se apresente.

    Nergal tenta se livrar da humana vendo que o demônio seguia em sua direção se divertindo com tudo o que acontece.

    - Ei você! Parece estar se divertindo com isso tudo! Está a procura de luta? Este lugar sagrado não deverá ser mais profanado com combates a não ser que você não seja um dos seguidores de Piro. Pois se assim o for, deverei lutar contra você. - Falou Nergal para o demônio em seu idioma.

    Off:

    em azul claro -> Esperanto
    em azul -> Moloke
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Sex Dez 29, 2017 1:13 am

    A ruiva responde:

    - Pouco me importa o que você diz seguir, você está na nossa área, e aqui, nós que mandamos.

    As pessoas se juntam em volta em forma de roda, a maioria delas está sobre efeito de álcool e sabe-se-lá mais o que, além disto estavam comemorando, então tudo indica que elas não agirão muito racionalmente.

    Para piorar, ficam instigando com gritos tipo "briga, briga, briga!" Bem tipo mesmo aquelas pessoas que só querem ver o circo pegar fogo com o palhaço dentro. Uma mulher grita: "Isto aí, Kate, chuta as 'ervilhas' dele, mostra o poder das amazonas de Fajr-Regno!"

    - Mas não posso tirar desonestamente a vida de outro seguidor de Piro. Portanto podemos fazer uma luta justa, você escolhe as armas, ou sem armas, combatemos sem golpes baixos, até cair ou você sair voando, chamando a "mamãe", sem morte. Se eu ganhar, e eu vou ganhar, você "baixará sua bola" e vai se apresentar humildemente, e dar satisfação, e TALVEZ eu pense se deixarei ou não ficar perto de nossa praça e nosso templo. Se você ganhar, bom, isto não vai acontecer, mas eu deixo participar da Corte dos Milagres por... hmm... 49 horas.

    O demônio não parece se incomodar com suas palavras, ele inclusive fala algo em outro idioma que você desconhece, talvez falando mais para a ruiva do que pra você. Ela fica ainda mais irritada, gira querendo lhe dar um ipon ou wazari.

    (R.Oc.)

    Embora você cambaleie, ela não te derruba. Ela aponta o dedo, desafiando:

    - Acha que eu não estou a sua altura por ser humana, ou por ser mulher? Não importa, eu vou quebrar sua cara orgulhosa de qualquer jeito. Ninguém vai subestimar uma amazona na minha porta. Escolha suas armas, se for macho.

    off:
    Você sabe que, para humanos, ter a masculinidade desafiada é considerada uma ofensa grave, pelo menos em algumas partes de Akaŝa. Para os anjos-negros isto pode ou não fazer sentido. Cada comunidade de anjo-negro tem regras de conduta bem próprias, e pode escolher se você acha este tipo de atitude humana totalmente ou parcialmente ridícula, se entende este tipo de atitude humana, mas enxerga como uma inferioridade humana ou se compartilha deste tipo de cultura.

    Independente de entender ou não pq humanos fazem isto, ela apesar de ser mulher quer se afirmar para os outros ali. Ela precisa mostrar que não se intimida nem por ser humana, e nem por ser fêmea, portanto ela vai querer brigar com você de qualquer jeito. As outras pessoas ficam provocando ambos; elas não fazem por antipatizar com você (não todas, pelo menos) mas só querem mesmo ver uma briga pois não querem "perder o show".

    Como ela deixou escolher entre qualquer arma ou combate desarmado, obviamente ela deve ter noções básicas de arte marcial. Além disto algumas pessoas levantam espadas, porretes e bastões oferecendo, caso não tivesse a arma escolhida pro duelo. Haviam inclusive algumas espadas de madeira, próprias para treino por machucam sem matar ou deformar. Se aceitar o duelo (não será até a morte, ela deixou claro) pode rolar iniciativa [1D12] e já rolar um ataque ou defesa [2D10], se não aceitar, rola 2D10 de qualquer jeito, pois ela pode querer partir para cima assim mesmo.

    o demônio ainda debocha: - Acho que vou ficar na fila, se sobrar alguma coisa pra mim, hahahaha.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Qui Jan 04, 2018 4:37 pm

    Nergal observa a mulher pensando "Ela é completamente maluca ou está de sacanagem?" 


    Porém é algo que uma mulher grita para aquela retardada mental aos olhos de Nergal que o chama a atenção. 

    "Isto aí, Kate, chuta as 'ervilhas' dele, mostra o poder das amazonas de Fajr-Regno!"

    Era isso essas pessoas eram nativas do local para onde ele desejava ir, e ela era uma lutadora deste lugar. "Droga, agora essa, terei de lutar contra uma provável veterana que será bastante complicado depois provavelmente terei de lutar com este demônio. Por estes motivos que não nos era permitido sair de Verda Ero. Maldita Angelina e seus anjos que por inveja atacou nossa cidade e matou todos meus irmãos."

    Ao lembrar do que ocorrera o corpo de Nergal é tomado por um ódio que nem mesmo ele acreditava que possuía dentro de si. Agora aquela mulher a sua frente que o confundira com um dos vermes de Angelina era um obstáculo a ser transpassado. Ele desembainha a espada e parte para cima dela em carga usando suas asas como propulsão extra, ele ataca com tudo para cortá-la ao meio diagonalmente a partir do ombro direito.

    - Não me importa se é macho ou fêmea! Se você está bloqueando o meu caminho em direção ao templo de meu Deus é minha inimiga!
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Qui Jan 04, 2018 6:31 pm

    (R.Oc.)

    Nergal começa uma série de golpes rápidos, ganhando terreno. A amazona consegue bloquear seus golpes, mas tem que dar vários passos para trás, perdendo os primeiros golpes. Embora fosse relativamente rápida, Nergal estava mais motivado, se continuassem assim o duelo iria ser questão de quem resiste mais.

    Ao lado as pessoas continuavam gritando, mantendo o círculo em volta dos dois.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Sex Jan 05, 2018 9:24 am

    Nergal parte para o ataque em carga contra a sua adversária, mas a postura defensiva dela o faz retomar sua base preferida que era o contragolpe. 

    "Droga ela muito boa mesmo! E nem está usando uma arma." - pensou, ele sabia que se se desgastasse demais ele não teria chances contra o demônio que estava apenas observando a luta.

    - Tem certeza que deseja continuar com isso amazona? Já lhe disse que não sou seu inimigo, mas não aceito ser interpelado por ninguém da maneira... qual é mesmo a palavra... sim... hostil como fui. Se você supos que eu lhe menosprezei por ser uma fêmea ou pela sua raça, está enganada nem mesmo havia lhe notado a presença ante a maravilha da construção do Templo de Piro.

    Nergal falava mas se mantinha atento a qualquer investida da mulher ou do demônio.
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Sex Jan 05, 2018 6:04 pm

    A humana demonstrava sinais de cansaço, mas conseguia defender e até encaixar alguns golpes, mas se a luta continuasse assim ela acabaria perdendo por exaustão.

    Entre um golpe e outro ela se afasta, ainda com raiva, dizendo:

    - Você não tem tanta honra, mas eu disse que não mataria hoje. Vou lhe dar o benefício de um empate só por ser um adepto de Piro. Pode ir antes que eu me arrependa de não ter lutado "in arena".
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Seg Jan 08, 2018 9:11 am

    Nergal abaixa sua espada, mas ainda a mantendo desembainhada, e se mantem atento a mulher e ao demônio. Então ele fala em esperanto com a mulher:

    - Aceito a sua oferta. E como é um empate, ninguém venceu ou perdeu. De toda forma, como eu disse antes não sou um anjo dos quais se referiu e tampouco conheço os locais que citou, sou um anjo negro e minha comunidade serve a Deusa Ratnæl e a seu consorte Lord Piro, e me chamo Nergal. Venho de Verda Ero em busca de um sacerdote de um dos dois deuses e somente devo tratar do assunto que me trouxe até aqui com ele.


    Nergal fica agora observando a amazona falar algo.
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Seg Jan 08, 2018 5:07 pm

    As pessoas em volta vaiam, reclamam, a maioria estava afim de ver o mau feito e ficam um pouco decepcionados com um simples empate.

    - AH, CALEM A BOCA. VOLTEM PRA FESTA. - A amazona guarda a arma - É a primeira vez que duela?

    - Na minha cidade combatemos inimigos, mas não temos hábito de duelar.

    breve observação:
    adiantei a resposta dele baseado no que tinha escrito antes: "Afinal ele não sabia o intuito da criatura e nem as regras da cidade quanto a combate." e também porque faz sentido Verda Ero, sendo pacífica, não ter habito de duelo. Só pra não demorar em detalhes menores.

    - Hm, levando isto em conta pode-se dizer que foi um adversário razoável. Se fosse só um combate eu teria ganhado. Mas já deixei isto para meus verdadeiros inimigos ontem. - Talvez a afirmação não fosse tão verdadeira, afinal ela tinha demonstrado mais sinais de cansaço e lutando como estavam certamente ela perderia, mas Nergal não chega duvidar que ela poderia dar um pouco mais de si do que estava dando ali. Pelo que Nergal tinha ouvido falar sobre fajrenses, eles eram conhecidos pela coragem e honra, às vezes até por certa "fraternidade", mas não eram conhecidos pela inteligência nem pela simpatia. Nergal tem impressão que parte da "pose" dela era apenas para manter uma imagem forte com os amigos. - Ratnæl é? Não se vê muitos adeptos dela, menos ainda sacerdotes. - Não era uma afirmação debochada, talvez tenha até uma ponta de curiosidade. O culto a Ratnæl tinha mesmo poucos séculos, e para as igrejas, séculos não são muita coisa. - Também não creio que ache um sacerdote de Piro a esta hora. Mas devem ter muitos instrutores. - Nergal também sabia que, comparado aos outros três deuses, Piro era o que tinha um número menor de sacerdotes de fato. Muitos religiosos, mesmo os que serviam aos templos preferiam usar títulos didáticos como "instrutor", "professor" ou "mestre". Na prática isto não tinha muita diferença, pois tanto um bispo quanto um professor da fé poderiam conduzir a maioria dos rituais e reuniões, mas demonstrava o respeito que tem a imagem de "quem ensina".

    As pessoas em volta acabam se dispersando novamente, uma outra mulher, provavelmente a mesma que sugeriu "chutar as ervilhas" comenta com a ruiva "você podia ter ganhado, querida, ele atacou para matar, se fizesse o mesmo, você tinha ganho". Ela responde só com um "tá, tá!" e gesticula para encerrar o assunto. Até o demônio que estava observando perde o interesse, embora demore um pouco mais que os outros para dar as costas e voltar a beber com os humanos. (ele não está mais afim de duelar, a menos que seja desafiado, e se o fizer ele avisará que duela com magia). Ninguém mais na praça vai atrapalhar chegar até o templo.

    Chegando lá, caso não brigue com mais ninguém no caminho, o acesso à torre do templo está fechado a não ser para pessoas que, ou estejam precisando muito de algum trabalho de alquimia, ou que de preferência queiram fazer algum trabalho de alquimia. A entrada principal está guardada por dois humanos fortes, ou moreno claro e outro moreno escuro, quase negro, mas fora o fato de ambos serem grandes e fortes, nada de especial se destaca.

    Eles dirão que o Arcebispo está no templo, mas que não receberá ninguém até o dia seguinte. A princípio não dizem mais do que isto, mas perguntando um pouco eles falarão que o Arcebispo está realizando um ritual de meditação para proteção do templo e ficará assim por horas e ninguém (a não ser alguém importantíssimo para "a escola") tem permissão para entrar nas salas mais sagradas enquanto ele não acabar. Eles também dirão que até permitem que visite o templo, mas quem é de fora deve deixar as armas na antecâmara.

    - E a armadura. - completará o humano de pele escura. - Mas não tenha medo, nada irá lhe atacar lá dentro... a menos que mereça...

    Você fica livre para ver as câmaras secundárias (como biblioteca, salas de ídolos ou de estudos menores), poderá pedir a um sacerdote menor um sacramento de confissão (mas eles avisam que pode demorar) ou pode até visitar a Nave Sagrada (no mapa está marcada como 4) mas não a Sacratíssima (área do meio, marcada como 3). Por fim dizem também que a maioria dos Professores está no pátio ajudando, mas que se quiser o Mestre Ralvalor ou Mestre Enrikie podem lhe receber e acompanhar.

    Se entrar pelo pátio ou área dos fundo ao invés da principal, verá muitas barracas de fora com pessoas ou feridas, ou dormindo, ou rezando, e do lado de dentro muitos trabalhando na reconstrução da área 6. Vão perguntar se você está lá como voluntário para ajudar os mestres de obras. Fora isto as informações serão as mesmas: pode entrar no templo, menos na área 3; não pode levar arma ou armadura, mas dirão que elmo pode, pois tem perigo de cair um tijolo na cabeça.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Qua Jan 17, 2018 11:01 am

    Nergal agradeceu pelas informações dadas pelos guardiões, mas antes que a humana com quem havia trocado golpes partir ele fala para ela.


    - Parece que você tem um bom conhecimento sobre o mundo em si. Eu poderia conversar com você por algum tempo? Não será muito tempo, lhe garanto. Tenho apenas poucas perguntas. 

    Ele segue caminhando ao lado das duas mulheres falando.

    - Venho de uma comunidade isolada em Verda Ero, que foi destruída e todos os indícios apontam para os anjos de Angelina. Como meu povo é muito devoto a Deusa Ratnæl  e a Lord Piro, vim em busca de ajuda. Há uma lenda que diz que em Farj-Regno existe um templo Ratnæl  e os anciões de minha cidade sempre nos contavam sobre ela e que seríamos seus mais devotos seguidores. E como ela é a noiva de Lord Piro nossa devoção se expande a Ele. Existe uma forma de se chegar até o Templo de Ratnæl, se é que este templo realmente existe? 
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Qua Jan 17, 2018 9:55 pm

    Ela levanta a sobrancelha numa atitude de quem parece curiosa ou cética (ou ambas as coisas), escuta o que o anjo-negro diz, pondera e demora um pouco, mas responde:

    - Não há lenda nenhuma. O templo FOI encontrado, e por isto que o deserto a seu redor passou a ser conhecido como deserto de Ratnæl. O templo fica no meio do deserto, achar o deserto é fácil, já achar o templo é outra história. Algumas coisas do templo foram levadas para Burnabad, assim como as pessoas que sabem como chegar lá, haviam até expedições que prometiam, para quem pudesse pagá-los, levar interessados para lá.

    Pela forma dela falar, Nergal deduz que haveria um "mas", e depois de uma pausa não deu outra:

    - O problema é que Burnabad foi tomada por guerreiros de Gaja, então é bem provável que seja agora mais difícil achar estas pessoas. Os fajrenses superestimaram seu poder de defesa e estão pagando por isto. Talvez ainda exista na cidade de Ĵevurá grupos como os de Burnabad que tinham conhecimento sobre a localização do templo de Ratnæl, mas nada é garantido neste tempo de guerra.

    Enquanto fala, ela faz poses e caras entre "os seus", que reagem instintivamente, como um pequeno jogo inconsciente.

    - O Grande Templo de Piro em Burnabad deve ter resistido à invasão, talvez consiga informações. Ou com alguma escola, dependendo de quanta influência consiga nelas.

    - Como eu disse, minha comunidade era isolada. Não sei das escolas que fala.

    Ela faz expressão de desdem: - Então está perdido! - Ela se afasta como encerando o assunto, mas depois de alguns passos ainda completa, como se não fosse uma informação das mais importantes, mas era útil caso ele fosse procurar alguma escola - Cada escola tem seus interesses e objetivos próprios, e algumas pessoas em algumas delas podem ter interesse no templo de Ratnæl. Os Atemenses tem interesse na magia vermelha e branca, a Corte do Milagres tem os melhores dominadores vermelho e negros, já o pessoal da Izete é fiel a Piro e Jara. Se não for aceito em nenhuma pode tentar a sorte com "filósofos Sen" ou - ela ri com desdem - quem sabe ache alguém perdido dum grupo chamado Fajte. Vai que os loucos sabem como andar no deserto...
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Seg Jan 22, 2018 8:59 am

    Nergal ouvia atento o que a mulher falava. Então não eram lendas o templo de sua deusa, mas o que seria esta guerra que ela fala? E estas escolas o que seriam?

    - O que seriam estas escolas? Você faz parte de alguma delas? Como se faz para ingressar numa delas? Ah, por Piro! Nunca ouvi falar sobre nada disso. Escolas de magia, guerra entre nações... 
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Leomar em Seg Jan 22, 2018 8:58 pm

    Ela já não importa muito com Nergal, vai se misturando com os demais, só responde porque Nergal ia atrás.

    - Ora! Uma escola é uma escola! Ora! - risos em volta - A Corte é minha escola.

    Ela começa cantar:

    - Vi ne trovos en ni nek ĉielo nek infero!

    As pessoas cantam em refrão:

    - Ĉe la korto de mirakloj. Ĉe la korto de mirakloj...

    - Sango kaj vino havas saman koloron.

    - Ĉe la korto de mirakloj. Ĉe la korto de mirakloj...

    Pelo jeito aquilo não iria dar mais resultados. Ela meio que deixa ele no "se vira". O jeito seria pedir informações no templo, pelo menos agora tinha alguns nomes para procurar.

    Spoiler:
    Além das informações que falei que dariam na entrada do templo, se perguntar sobre a Corte dos Milagres eles dirão que o templo não é exclusivo, mas como já dava para imaginar, a maioria das pessoas lá são envolvidas com a Corte de alguma forma. O templo não é base da escola (ou dizem que não), mas alguns dos mestres da Corte são os mesmos mestres e sacerdotes do templo. Como o templo é de Piro, pessoas de outras escolas de magia, como Atemense (fogo e ar) ou Izete (fogo e água) são bem vindas, mas a probabilidade de achar uma delas ali no momento são baixas. Caso pergunte, os seguranças (ou trabalhadores) dirão que a diferença básica das escolas são os elementos. Isto parece meio simplista demais, e provavelmente é. Tudo isto eles falam sem qualquer alteração, como se fossem informações banais que poderiam dar a qualquer um sem problemas. Caso queira se aprofundar nas questões das escolas aí dirão que é questão política e só alguém mais graduado pode informar, todo o demais acesso ao templo ou aos instrutores é o mesmo que já foi dito antes.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1299
    Reputação : 44
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Kether em Ter Jan 23, 2018 8:01 am

    Nergal resolve voltar para a estalagem onde os outros ficaram, iria pedir uma cama limpa, algumas frutas e pão para comer e um jarro de barro com água. Depois iria dormir para voltar ao Templo no outro dia pela manhã quando então poderia falar com um dos sacerdotes de Piro e com algum instrutor destas escolas mágicas que talvez o explicasse sobre os raios que haviam o acertado e o evento que causou a destruição de Verda Ero.
    Conteúdo patrocinado


    Re: O Templo da Corte

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Out 20, 2018 9:36 pm