Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Compartilhe
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7838
Reputação : 33
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Elminster Aumar em Qua Out 23, 2013 5:05 pm

Raggeti deu cabo de mais um zumbi, enquanto Beagan e Dyke mataram outro. Abbadon viu com desaprovação o ato de Frac de ter cortado a garganta de Jake, mas ele não estava em posição para repreender o contra-mestre e então usou o poder agraciado por Umberlee para fascinar o último dos mortos-vivos. O pirata-zumbi ficou estático, com os olhos desfocados e sem se preocupar com a defesa. O combate contra a tripulação do Capitão Sinistro havia acabado!

Os marujos comemoraram, Royce chegou até mesmo a ser cumprimentado por homens da Senhora e ele retribuiu os cumprimentos. Havia sido uma batalha sangrenta, e alguns morreram e outros estavam morrendo. Abbadon se dirigiu para Salaman; o homem estava em estado crítico, com uma grande fenda aberta que não parava de jorrar sangue por onde Hendrik acertara-o com o seu machado. O sacerdote cortou com uma adaga um pedaço generoso de seu traje azul-marinho e enrolou o pano sobre a ferida de Salaman, tentando fazer o sangramento cessar e salvar a vida daquele pobre homem.

Teste de Cura:
Perícia Cura +6:
Elminster Aumar efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
12

Algeon também via homens de sua tripulação precisando de primeiros socorros, como por exemplo Edward, o jovem corsário que estava caído estirado ao lado de vários outros corpos, alguns dos zumbis e outros de marujos da Senhora. Hendrik aproximou-se do zumbi fascinado por Abbadon, e começou a abatê-lo com pancadas fortes de seu machado.

O contramestre do Marlin sentiu uma mão ao seu ombro; era Raggeti, seu capitão. Ele olhou para o homem morto aos pés de Frac, e disse:
- Este idiota teve o que merecia. - Ele então se virou para encarar Barbarossa, ficando sempre de olho também em Roosevelt. - Foi uma boa luta, devo reconhecer. Teria sido melhor ainda se tivesse sido em alto-mar! Mas o Capitão Sinistro fugiu, e aqui estamos nós. Duas tripulações capengantes que lutaram juntas contra um inimigo maior; o que será agora, capitão? Duelaremos eu e você até a morte pelo direito de comandar todos os sobreviventes ou faremos uma trégua e cada um seguirá em paz até o seu navio, sem ser amolestado?
S2 Barbinharossa S2
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1290
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por S2 Barbinharossa S2 em Qui Out 24, 2013 11:51 am

Barbarossa enfim viu aquela batalha acabar, muito exausto, mas não o suficiente para acabar por ali.

"A hora é agora Capitão, acabe com ele, vai! vai!"

Ofegante, Barbarossa vira para Raggeti e diz: - Eu quero ele - Aponta para Frac - Tenho algumas sugestões a fazer. Eu contra ele, até o fim, ou, você contra ele - Aponta Roosevelt - Até a morte, cabe a você decidir. Diz o velho lobo de forma calma, esperando pela resposta de Raggeti - Essa é a única maneira de resolvermos o problema de todos sem envolver mais gente. Ou podemos lutar também dois contra dois, assim todos descontam suas raivas - Oferece - Dele eu faço questāo... - Dizia segurando o cabo da sua Falcione com raiva enquanto encarava Frac.
Felarhix
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1753
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Felarhix em Qui Out 24, 2013 3:50 pm

Frac olha pro seu capitão esperando o que ele diria sobre aquela situação. Sua raiva crescia naquele momento e sabia que o verme queria atacá-lo pois aparetemente estava em melhor condições físicas do que o contramestre.

Ele saca seus flagelos e fica apostos. Qualquer movimento brusco do capitão de merda seus instrumentos de tortura teriam um alvo certo.

-Verme insolente...Diferente de você o Marlin Negro tem uma tripulação de piratas de verdade, agora sei o motivo...Eles não têm um capitão que preste. Praticamente dizimou a própria tripulação e ainda quer matar mais....

Assim aguarda (em defesa total) as ordens de seu capitão. Ele poderia até morrer ali, mas não seria fácil derrubá-lo.
S2 Barbinharossa S2
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1290
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por S2 Barbinharossa S2 em Qui Out 24, 2013 10:26 pm

Bosta de peixe, vou te mostrar como eles um ótimo Capitão... - Diz enquanto se posicionava - Seu pirata já respondeu por ti Capitão, se alguém se intrometer neste combate, teremos um combate em geral - dizia enquanto caminhava na direção de Frac. - Está preparado? É bom que esteja - Ri e avança contra Frac que estava em defesa total.

Spoiler:


Ataque +8
S2 Barbinharossa S2 efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
15
Dano +4
S2 Barbinharossa S2 efetuou 2 lançamento(s) de dados (d4.) :
3 , 3

Glemilson
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1445
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Glemilson em Sex Out 25, 2013 2:36 pm

Dyke se aproxima da sua tripulação com o arco e flechas nas mãos e diz — Pirata de Merda.Dyke cospe no chão — É esse o tipo de pirata que você é... Barbarossa, O perjúrio. pensa que pode quebrar com a palavra assim?! Você não é um pirata é apenas um lixo mentiroso como aquele ali— Dyke aponta para Jake, morto ao chão. Dyke se posiciona ao lado de Frac e auxiliá em sua proteção
Spoiler:

Dyke vai prestar auxílio na CA de Frac(+2)
acho que o CD é 10 neh?
+7
Glemilson efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
16


Glemilson
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1445
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Glemilson em Sex Out 25, 2013 2:41 pm

Dyke ao lado de Frac ainda complementa — Se você quebrar sua palavra nos atacando eu juro que enfio uma flecha em cada um dos seus oficiais caídos ao chão. Dyke falava com um tom de desprezo e alto para que todos ali pudessem ouvir que o homem que eles seguiam era um louco insano.
Bane Reaver
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 648
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Bane Reaver em Seg Out 28, 2013 1:11 am

Algeon conseguiu reanimar o poderoso Hendrick, mas não deu atenção às suas palavras, o elfo do mar ficou estarrecido ao ouvir as palavras de Barbarossa. Ele pretendia mesmo se degladiar com os sobreviventes!? - Tolo! - Ele disse e logo após correu até Ootliktik, que já deveria estar acordado, afinal sua magia continuou regenerando-o mesmo após o golpe mais recente dos esqueletos.

- Vou atrás de Sinistro. As criaturas da superfície não tem jeito, se pretendem se matar eu não vou mais intervir. - Disse estendendo a mão para o darfelano e, em seguida, correndo pela mesma direção que Sinistro havia deixado a caverna.


Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7838
Reputação : 33
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Elminster Aumar em Seg Out 28, 2013 1:37 pm

RAGGETI:
Raggeti vai tentar desarmar Barbarossa.

Barbarossa terá direito a um ataque de oportunidade contra Raggeti.

Tentativa de Desarme +7:
Elminster Aumar efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
18
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7838
Reputação : 33
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Elminster Aumar em Seg Out 28, 2013 2:38 pm

Tudo aconteceu muito rápido. Num momento os dois capitães conversavam, no outro o contramestre do Marlin e Barbarossa trocavam insultos, e sem mais nem menos, Barbarossa investiu com fúria contra Frac. Para o seu azar, Raggeti estava um passo a frente do contramestre, aguardando o momento certo de agir, e ele veio quando Barbarossa aproximou-se para atacar Frac'Eido sem se dar conta que Raggeti estava ali, pronto para intervir. O capitão do Marlin fez um jogo com a sua arma, entrançando-a com a falcione de Barbarossa, que no instante seguido caiu no chão. Sem armas em mãos, Barbarossa foi obrigado a abortar o seu ataque contra Frac.

- Não deixarei que você ataque nenhum dos meus marujos, cão sarnento! - disparou Raggeti, furioso. - Se quiser resolvemos essa disputa eu e você, e mais ninguém! Ou então reúna a sua tripulação e suma daqui!

O anão Throlf "Barba Salgada" aproximou-se de Barbarossa. Ele estava com alguns ferimentos pelo corpo.
- Muitos já morrer hoje, capitão. Para que ter mais sangue a derramar? Nós lutar juntos contra um inimigo poderoso, e vencer! Nós dever estar comemorando, e não a nos matar. Eu não participar de mais matança por hoje, capitão.

Enquanto isso, Algeon ajudava Ootiliktik a se levantar. O darfelano ainda estava mal, mesmo com seus ferimentos se cicatrizando gradativamente. Ele usou o ombro de seu amigo e a própria lança para se erguer do chão, ainda que com dificuldades. Ele balançou a cabeça afirmativamente perante as palavras de Algeon, e passou a segui-lo pelo túnel adentro por onde fora o Sinistro. Eles caminharam por cerca de uns 30 metros, até que se depararam com uma parede de terra; era um túnel sem saída. Aparentemente, a entrada da montanha havia se fechado.
S2 Barbinharossa S2
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1290
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por S2 Barbinharossa S2 em Seg Out 28, 2013 3:45 pm

Barbarossa abaixa para pegar sua arma calmamente e diz - Pegue essa sua trupe de peixes podres e saia vocês daqui, ou acabarei contigo agora mesmo, você tem exatamente dois minutos para sair daqui... E leve este contigo! - Se referindo Roosevelt. Em seguida segura sua falcione firme e começa contar: - Um... Dois...
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7838
Reputação : 33
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Elminster Aumar em Seg Out 28, 2013 8:54 pm

Raggeti sorri diante da inútil afronta de Barbarossa, mas mesmo assim ele se vira para a sua tripulação e diz:
- Hora de partir. Peguem os desacordados - isto se referia a Lyed e a Salaman; o sacerdote havia conseguido estabilizar o cozinheiro do Marlin a tempo. - Não tem ouro nenhum nesta droga de ilha, e o único item de valor que tinha já deve estar zarpando daqui. É uma pena. E, ah, capitão - diz se virando uma vez mais à Barbarossa - Nós ainda voltaremos a nos encontrar. O mar não é tão grande para piratas intrépidos como nós.

Dito isso, ele e a tripulação do Marlin começaram a ir embora da caverna. Quanto ao Roosevelt... o miserável pirata havia sumido! Provavelmente aproveitando-se da distração de Barbarossa e Raggeti, o Mammon havia fugido dali antes que todas as espadas se voltassem contra ele.
S2 Barbinharossa S2
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1290
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por S2 Barbinharossa S2 em Ter Out 29, 2013 4:39 am

Barbarossa sabia com precisão que a ilha não era das maiores, e a chance de encontrar o navio de Sinistro não era tão baixa, o velho lobo do mar teria que ter um foco, ou entraria em confusão mental rapidamente, e parecia que aquilo já estava começando a acontecer.

"Deu tudo errado Capita, tudo errado! Esses dois, na verdade os três, EI, cadê o outro? Eles nos trouxeram pra cá e nao tem nada que preste por aqui! Nada! Só perdemos contigente!"


- Cale-se! Eu sei o que farei
- Dizia para si em alto tom, completamente irritado.

"Barba salgada" teve sorte pelo cansaço de seu Capitão, ou certamente seria penalizado por ter se negado a lutar caso preciso fosse, ou Barbarossa na ouviu o que o inútil havia falado? Afinal Barbarossa ainda aguentava lutar por muito mais tempo, talvez o velho lobo fosse diferenciado, certamente ele era diferenciado...

- Peguem todos que caíram e tentem fazer alguma coisa, tentem salvá-los, caso não consigam, peguem tudo de valor e vamos voltar para o navio o mais rápido possível, isso não será em vão
- Dizia o velho lobo completamente irritado, seguindo em direção ao velho eremita e de Emelina para saber o que estava a se passar, enquanto seus piratas se recolhiam e preparavam para sair.

- Ei você, ajude os que estão caídos
- Disse para Algeon antes de se dirigir ao velho eremita.
Felarhix
Adepto da Virtualidade
avatar
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1753
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Felarhix em Ter Out 29, 2013 11:48 am

Frac espera apenas todos se afastarem e recolhe um dos sobreviventes do Marlin Negro. Ele não daria chance alguma de ser atacado desprevenido novamente.

Mas antes de sair ele leva o seu tesouro. Arranca com uma precisão e velocidade cirúrgica um dente de Jake e o guarda em sua sacola.

Logo em seguida diz ao capitão.

-Estou pronto capitão.

Então segue a tripulação de volta ao Marlin Negro.
Glemilson
Mestre Jedi
avatar
Mestre Jedi

Mensagens : 1445
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Glemilson em Ter Out 29, 2013 2:49 pm

Dyke se apressa para sair dali, pois não queria sair da ilha de mãos vazias. Na saída Dyke cumprimenta o Gnomo que usava armas estranhas.

Quando a tripulação do Marlin Negro já estava longe dos ouvidos de Barbarossa, Dyke se aproxima de seu Capitão e diz— Capitão se formos rapidos o suficiente poderemos zarpar com as duas embarcações ou pelo nenos saquear a outra.— Dyke espera uma resposta de seu Capitão.
Bane Reaver
Mutante
avatar
Mutante

Mensagens : 648
Reputação : 0

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Bane Reaver em Ter Out 29, 2013 6:46 pm

Algeon e Ootliktik caminharam até o final daquele corredor, mas Sinistro já estava longe. O elfo então apoiou a mão esquerda na rocha e empurrou, de leve, a mesma. Acabou suspirando, resignado. - Maldita montanha. - Foi tudo o que disse antes de retornar com o darfelano até onde os outros estavam.

O elfo do mar ouviu as palavras de Barbarossa e não teve disposição para refutá-lo, apenas se dirigiu lentamente até onde Edward estava, fez uma prece silenciosa e conjurou uma de suas magias. O clérigo tocou o peito do outro com sua mão direita e uma energia levemente azulada deixou sua mão, fechando algumas das poucas feridas do oficial.

Curar Ferimentos Leves:


Curar Ferimentos Leves +3

Bane Reaver efetuou 1 lançamento(s) de dados (d8.) :
2


Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7838
Reputação : 33
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Elminster Aumar em Qua Out 30, 2013 12:30 pm

- Seja razoável, Lampreia - disse Raggeti. - Estamos apenas em seis, levaríamos pelo menos meia-hora para preparar a partida de uma caravela como aquela. Saquear demoraria ainda mais. Nada disso. Vamos retornar ao Marlin Negro e zarpar daqui o quanto antes.

- E o meu irmão, capitão? - perguntou Royce.

Albett havia ficado no outro navio, a Senhora da Maré Profunda, sob a incumbência de aguardar o retorno do capitão e de sua tripulação. Sean Dorean também havia ficado por lá.

- Infelizmente não temos tempo para retornar até o navio - disse Raggeti. - Se o seu irmão e aquele garoto forem espertos, eles vão conseguir fugir do Barbarossa e vir até nós a tempo. Se Barbarossa os pegar, não quero nem imaginar o que aquele maluco fará com os dois.

Os marujos já haviam saído da caverna àquela altura. Frac carregava o corpo de Salaman, enquanto Royce o de Lyed. Depois de um tempo caminhando, eles viram os contornos escuros das velas negras do Marlin. Era bom estar de volta ao seu navio, pensaram os marujos. Jolly Roguer os recepcionou com perguntas sobre o que aconteceu, e as respostas chegaram para ele através de várias bocas. Eles sabiam que depois o velho escrivão iria anotar todos os relatos em seus cadernos de anotações.

Outro a ser abandonado foi Thelarq... o amigo de Hyn não retornou de sua expedição até o Desmorto, e Raggeti disse que ele deveria ter sido pego pela tripulação do Sinistro e provavelmente o mataram. Sem mais delongas, eles preparam a sua partida.




O elfo-do-mar conseguiu salvar a vida da maioria dos marujos da Senhora. Apenas três não tiveram salvação: o curandeiro Raikkar, e os criados-de-bordos Thenam e Zírgar. Antes deles irem embora da caverna, Algeon se atentou ao fato que aquele local devia ter sido há muito tempo atrás um santuário para adoradores do Príncipe Golfinho, e que agora ele foi profanado pelos mortos que invadiram e roubaram o Cajado de Arvandor. Sobre o montículo de terra, o elfo do mar ainda pegou para si o amuleto que Sinistro utilizou em seu ritual e que ele havia deixado cair quando uma flecha atingiu sua mão. O amuleto carregava o símbolo do Senhor do Fundo do Mar, e Algeon guardou-o em sua vestimenta.

Eles voltaram para o Senhora. Barbarossa não encontrara o eremita; o velho devia ter se refugiado em alguma toca, e sabe-se lá o que ele faria com o corpo de Emelina. Aproximando-se do navio, Barbarossa avistou um homem que certamente não fazia parte de sua tripulação em cima do deque superior. Era um rapaz vigoroso, com músculos definidos e que cheirava a problemas. Beagan também o viu, e carregou o seu mosquete. O balaço errou o alvo por pouco, atingido a amurada do navio e arrancando um naco generoso dela. O homem se abaixou.

- Não atirem! - gritou. - Estou sozinho, e eu me rendo.

Todos eles subiram a bordo da Senhora da Maré Profunda e viram Rato e Olho-Vesgo amarrados num dos mastros da caravela. O homem rendido explicou que estivera guardando o navio para Raggeti, mas que ele ficaria "honrado" em poder trabalhar para Barbarossa. O velho lobo do mar não gosto de ver seus marujos presos ao mastro, e mandou que os soltassem e colocassem aquele homem - que se chamava Albett - no lugar deles. O capitão ainda pensaria com calma sobre o que fazer com ele. Antes de içarem as velas, Hendrik fez uma observação pertinente:

- Capitão, um dos nossos botes sumiu.




A manhã seguinte amanheceu sob um sol forte, e uma figura solitária caminhava pelas areias da praia aparentando cansaço e sono. Roosevelt não havia dormido àquela noite; não seria seguro dormir em qualquer lugar daquela ilha até que seus desafetos Raggeti e Barbarossa estivessem longe. Agora, o pirata mais uma vez se encontrava sozinho e desamparado. Será que o meu destino é morrer numa droga de lugar como este? Será que eu, o grande Capitão Roosevelt, estou destinado a sofrer com a solidão pelo resto dos meus dias? 

A sombra acompanhava pelos grãos de areia os passos desnorteados de Roosevelt. Muitas coisas passavam em sua cabeça naquele momento: o Marlin Negro, o Raggeti, o Marlin Negro, o Barbarossa, o Marlin Negro, o Frac'Eido, e o Marlin Negro. Não havia nada que ele mais desejasse do que tomar o seu navio de volta, mas como ele faria isso sozinho, sem nenhum tripulante para ajudá-lo e ainda preso numa maldita ilha que ele pouco conhecia?

- Está perdido, capitão?

E para piorar tudo, estou ouvindo vozes de dentro da minha cabeça. A solidão deixa mesmo as pessoas loucas, pensou Roosevelt.

- Eu não pensava em encontrá-lo tão cedo! - disse a voz. Roosevelt ainda pensava que a voz partia de sua cabeça, e ele seguia caminhando resignado pela praia, de cabeça baixa e sem mirar um horizonte. - Eu temi que fosse levar dias para encontrá-lo, e que quando o encontrasse seria apenas para sepultar o seu corpo, capitão. Sinto muito por dizer a verdade, mas realmente não esperava encontrá-lo com vida.

Roosevelt se deu conta de que aquela voz era familiar. Ele se virou em direção ao mar, tapando com a mão o sol que vinha de encontro ao seu rosto, e então viu. Sean Dorean, o moleque prodígio que desempenhava a função de despenseiro no Marlin Negro, estava ali em carne e osso, a alguns metros de distância e com uma agradável surpresa sob seus pés: um bote. Era a salvação de Roosevelt. A felicidade engolfou o duro coração do experiente pirata que seria capaz dele dar um abraço e mil moedas de ouro para o moleque, caso ele tivesse as moedas. Não era a primeira vez que Sean ajudava Roosevelt; fora o garoto, há um quase um mês atrás, que alertou Roosevelt de que sua tripulação planejava fazer um motim contra ele.  

- Seu fedelho duma figa! - apesar do tom, Roosevelt estava sorrindo como fazia tempo que não sorria. O pirata não encontrava mais palavras para dizer, tal era a sua felicidade naquele momento.

- Está no código que um marujo nunca abandona o seu capitão, não tá? - disse Sean casualmente. Ele viu que Roosevelt parecia hesitante, e complementou: - Não trouxe o Marlin, mas este bote tem espaço para dois e nos fará sair daqui. Além do mais, eu trouxe uma carta a você. É do Capitão Barba-Roxa.

- Uma carta? - perguntou Roosevelt, aproximando-se do bote, ainda sem acreditar na virada de sua sorte.

Sean tirou uma carta de dentro de um dos seus bolsos e estendeu-a. Ela estava toda amassada, e quando Roosevelt quebrou o lacre e tirou o pergaminho de dentro, viu que a caligrafia pertencia de fato ao Capitão Barba-Roxa, seu velho conhecido e um dos únicos amigos que restara. Roosevelt leu do começo ao fim as palavras escritas na carta, e por fim voltou-se novamente a Sean, dizendo com um largo sorriso no rosto:

- Temos um rumo a seguir, marujo.




Hyn despertou de sua dor e de seus sonhos. Enquanto esteve desmaiado, ele havia sonhado o tempo inteiro com Aideen. Sonhou no dia em que a pediu em casamento. Sonhou no dia em que Sinistro e sua tripulação de mortos atacaram o Esperança e raptaram-na. E sonhou em muitos outros momentos, tristes e felizes, em que passou ao lado de sua amada. Mas voltando a realidade, Hyn se viu novamente a bordo do Marlin Negro, e eles já estavam em alto mar. Aideen não havia sido recuperada das garras do Capitão Sinistro, e isto o machucava por dentro. Mas isto também lhe dava forças para continuar a sua incansável busca por Sinistro.




Levou três dias para o darfelano expor os seus pensamentos à Algeon.

- Esta vida de pirata não é para mim, mensageiro-do-mar, e acho que estou certo em falar que não é para você, tampouco. Por um momento esta aliança nos foi útil, mas já não é mais. Eles não irão atrás do cajado, e se forem será apenas para tomar para si o seu poder. E eu ainda nutro a esperança de encontrar o Habitantes das Profundezas, e isto será menos complicado se for com a sua ajuda. Então eu sugiro, mensageiro-do-mar, que nós pulemos fora deste barco e sigamos com os nossos objetivos pessoais.

O elfo-do-mar tinha que concordar com aquilo, e mais: ele sabia que Barbarossa não os deixaria simplesmente ir embora. Portanto os dois esperaram a noite chegar, e quando todos dormiam com a exceção do vigia, eles se esgueiraram pelas sombras e saltaram direto para as águas. O vigia certamente ouviu o baque de seus corpos atingindo o mar, mas o que ele poderia fazer? Ootiliktik e Algeon nadavam tão rápido debaixo do mar quanto corriam em cima da terra, e logo estariam a uma boa distância da Senhora da Maré Profunda.




Câmaras de tortura, celas e corredores. Escuridão. As galerias da masmorra da Ilha de Ferro deveriam estar vazias, mas alguém se movimentava com ligeireza rapidez através dos túneis e câmaras desabitados. Seus passos não faziam som, seu corpo quase não era visível e ele tão pouco estava vivo. Para falar a verdade, ele nem sabia quem era. Mas sabia que procurava algo naquela masmorra.

Onde estava?

Ele viu horrores nas câmaras de tortura, mas não se sensibilizou; viu alguns esqueletos mortos no chão dos corredores, mas passou por cima deles como se eles não existissem ou não fossem importantes; mas então, ele viu. Ele encontrou o que estivera procurando. Ao lado da porta de umas das celas, havia o corpo de um homem pálido. Sua garganta estava aberta e exposta, e por ela vermes e larvas se banqueteavam de seus restos mortais. Mas o que chamou a atenção daquele ser não foram as larvas, e sim o fato dele perceber num lapso de identidade que aquele corpo pertencia a sua existência pregressa. Ele agora não passava de um resquício espectral do que fora antes... antes de Barbarossa passar a lâmina pela sua garganta e assassiná-lo. De repente, ele descobriu a sua motivação e a razão de sua parca existência: assombrar até o fim dos dias aquele que o matou a sangue frio. Por que?

Porque ele era o fantasma de Lew, e era isso que fantasmas faziam.

CONTINUA...
Conteúdo patrocinado


Re: Capítulo 6 - A Corrida pelo Cajado de Avandor

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Data/hora atual: Qua Nov 22, 2017 12:27 pm