Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Arredores de Jader

    Compartilhe
    Matusael
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1126
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Matusael em Qua Fev 21, 2018 2:13 am





    Shayla


    Vestimenta:

    Roupas de viagem, Cinto com bolsa, Manoplas, Roupa íntima.


    Ao alcance das mãos:

    Cajado.



    Não foi difícil encontrar a trilha para descer o barranco com segurança. Fez o trajeto de forma lenta para evitar qualquer contratempo. Vencido esse ponto, forçou a mente para se recordar da próxima referência, que deveria ser uma estatua de um lobo, referência a um antigo deus élfico.

    Repassou o mapa como um todo para tentar se lembrar da direção exata a qual levaria até a tal estatua para depois seguir no rumo para onde a pata erguida do lobo apontava.

    Observou enquanto o sol descia. Logo a noite mostraria seu manto estrelado e ficar ao relento a céu aberto não seria nada seguro. Mesmo que não encontrasse as ruínas, teria de procurar um lugar apropriado para acampar, mas torcia para que não fosse o caso.

    - Guia-me, meu Senhor, até onde desejas que eu vá. Só com tua luz poderei alcançar o destino que traças-te para mim.
    Garahel
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 414
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Garahel em Qui Fev 22, 2018 3:27 pm




    As preces da maga parecem ser atendidas, porque logo em seguida ela vê, à distância, a tal estátua do lobo. Feita de pedra e desgastada pelo tempo, ainda está inteira o suficiente para que seja possível visualizar a pata erguida, apontando para o oeste. Seguindo a direção com o olhar, Shayla percebe outro barranco, mas bem menos íngreme que o primeiro. É, na verdade, mais uma fenda, já que ela pode ver, do outro lado, uma encosta subindo de volta.


    Alguns minutos depois a elfa alcança a fenda, e começa a descê-la tranquilamente. É um terreno relativamente liso e regular, então não proporciona muitos problemas. Já pode ver a parte baixa da fenda, mas não percebe ruína alguma.


    off:
    Teste agr de Percepção (Visão). Se for bem-sucedido, adiciono o Dado do Dragão no grau de sucesso normalmente. Mas esse teste já tá durando mais do que devia, então torça pra tirar um número alto ou então as consequências vão começar a vir Razz
    Matusael
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1126
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Matusael em Sex Fev 23, 2018 3:13 pm





    Shayla


    Vestimenta:

    Roupas de viagem, Cinto com bolsa, Manoplas, Roupa íntima.


    Ao alcance das mãos:

    Cajado.



    Apesar de tudo, Shayla estava bastante satisfeita por ter chegado até ali, visto que estava resgatando tudo de memória. Quem diria que aquele mapa rústico com tão poucos pontos de referência fosse o suficiente para se levar a algum lugar. E realmente achava que estava bem próxima.

    Ao avistar a estátua não conteve a alegria, iniciando uma leve corrida na direção oeste, para onde a pata da estátua do lobo apontava. Ela viu a fenda logo á frente e iniciou sua descida cautelosamente.

    "Se as tais ruínas estiverem por aqui, não me surpreende que seja algo que não foi encontrado antes. Ninguém desceria por um lugar assim, apenas mesmo o acaso... ou o destino."

    Viu o final da fenda do lado oposto, onde teria de voltar a subir, mas achou por bem analisar todo o lugar, olhando ao redor de cada pedra ou planta, buscando algum tipo de buraco oculto.

    Imaginou que, se realmente encontrasse o lugar, poderia haver algo perigoso la dentro, e resolveu conjurar um Lume Mágico para melhorar a força de sua magia. O Lume ficaria acompanhando-a, levitando próximo à parte de trás de sua cabeça por uma hora. Fez os gestos necessários e invocou as palavras mágicas, manipulando a energia da mana para formar a esfera mágica.


    Tento conjurar um Lume Mágico.
    Garahel
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 414
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Garahel em Ter Fev 27, 2018 6:50 pm




    A pequena esfera luminosa começa a flutuar ao redor da maga, que sente seu poder mágico revigorado. Confiante, ela segue descendo a fenda, olhando para todos os lados, atenta em busca de qualquer indício das ditas ruínas.


    Entretanto, o sol já está baixo, e aquele dia foi longo e cansativo. Por isso, Shayla não consegue ver nada além de mato e pedras soltas. Tentando esforçar a visão para perceber algo de diferente, acaba esquecendo de prestar atenção no óbvio, e tropeça em uma raiz. Felizmente, já está perto do fundo da fenda, então a queda não é tão grave - mas suficiente para ralar seus cotovelos.


    off:
    Tomou 1d6 de dano por falhar no teste XD Rola aí pra ver quanto foi
    Se for continuar procurando, rola dnv Percepção (Visão) ou Percepção (Procurar). Pra encurtar as coisas, eu posso considerar que vc rolou até conseguir achar, mas nesse caso só vou adicionar 3 ao limiar de sucesso (a média do dado). Mas sinta-se à vontade pra fazer outra coisa, ou simplesmente desistir Razz
    Matusael
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1126
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Matusael em Sex Mar 02, 2018 11:54 am

    @Matusael escreveu:



    Shayla


    Vestimenta:

    Roupas de viagem, Cinto com bolsa, Manoplas, Roupa íntima.


    Ao alcance das mãos:

    Cajado.



    Seu foco na atenção em procurar algum buraco por ali acabou sendo prejudicial no detalhe mínimo de "olhar por onde anda". O tropeço assustou a maga que projetou os braços para frente do rosto, evitando machucá-lo. Os resultados foram dois cotovelos ralados. Claro que a baixa iluminação ali proporcionada pela luz do sol que já se esvaia havia contribuído para que ela não tivesse notado a raiz assim que se aproximou dela. Aquele era mais um indício de que se não encontrasse logo uma entrada para as ruínas, teria que passar a noite por ali naquela fenda. Mas ela não achava que era muito seguro ficar ao relento, então tratou de se esforçar para vasculhar aquele pequeno vale.

    Se sentou por um instante, pegando sua mochila e sacando a pederneira e mais uma tocha. Acendeu a tocha com calma e a colocou de lado. Depois pegou o cantil, tomando um longo gole, observando em volta de onde estava. Usou também um pouco da água para lavar os cotovelos. Guardou as coisas e se ergueu, segurando a tocha. Olhou pra esfera mágica por um segundo, se sentindo acolhida, e então continuou sua busca com um sorriso no rosto.

    Ela ia andando com a tocha erguida à frente do rosto, andando bem devagar agora, tomando cuidado enquanto andava, seguindo de forma lenta, averiguando a lateral esquerda do vale cuidadosamente e com muita atenção. Não encontrando nada desse lado, faria o mesmo procedimento do outro lado.

    "Consegui vir até aqui, não vou desistir agora!"


    Vou tentar só mais uma vez. Se a rolagem falhar já pode considerar que ela continuou procurando até achar. Rs
    Garahel
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 414
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Garahel em Dom Mar 04, 2018 12:51 pm




    A luz da tocha definitivamente ajuda a visão da maga, pois já é praticamente noite. Ao olhar mais de perto as paredes da fenda, consegue, enfim, encontrar o que procura.


    Uma pequena entrada de caverna. Estreitíssima, quase insuficiente para que ela passasse de frente. Ainda por cima, coberta pela relva. Mas não há dúvidas de aquilo não é trabalho natural. A entrada é demasiadamente regular e lisa.


    Atravessando o buraco estreito, a elfa vê-se em um corredor tão estreito quanto. A luz da tocha ilumina um raio de apenas alguns passos além de si mesma, e não há nada além de pedra e terra. A escuridão é densa e profunda, quase sólida, e o cheiro de mofo impregna o ar.


    O corredor vai descendo para dentro do solo com uma inclinação suave, mas curvas sinuosas. Aparentemente, aquilo um dia foi um esconderijo. A entrada oculta dificulta sua localização, e o corredor estreito e sinuoso facilita a detenção de eventuais invasores.


    Depois de alguns momentos, o corredor termina abruptamente, e Shayla consegue sentir a mudança da atmosfera imediatamente. No corredor, o ar era pesado e a tocha mal conseguia penetrar a escuridão. Agora, não; o ar é leve e a tocha imediatamente ilumina quase que o aposento inteiro. Talvez alguma antiga magia élfica ainda em funcionamento.


    A maga está em um amplo e alto salão redondo. O local era claramente uma biblioteca, a julgar pelas estantes que cobrem as paredes até o teto. Entretanto, estão quase todas vazias; poucos livros e pergaminhos ainda restam. Para uma biblioteca ser tão escondida assim, informações valiosas deviam ser mantidas ali.


    Além das estantes nas paredes, há uma escada de madeira para acessar as prateleiras mais altas, e uma única mesa no centro do aposento para leitura, sobre a qual repousa um candelabro de velas apagadas. À esquerda e à direita de Shayla, ladeando a entrada, há também dois suportes vazios para tochas.


    off:
    Para dar uma procurada nos pergaminhos e livros que restam, faz um teste de Astúcia (Pesquisa). O que vc vai achar vai depender se passar ou não no teste, e com que margem de sucesso  bounce
    Matusael
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1126
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Matusael em Qua Mar 07, 2018 12:29 pm





    Shayla


    Vestimenta:

    Roupas de viagem, Cinto com bolsa, Manoplas, Roupa íntima.


    Ao alcance das mãos:

    Cajado.



    Sua persistência fora recompensada, finalmente. Com a ajuda da iluminação proporcionada pela tocha, a elfa foi capaz de encontrar a passagem escondida. Adentrou nela, esgueirando-se, e se deparando com o estreito corredor. Sacou seu cajado, preparando-se para qualquer ameaça. A escuridão era estranhamente profunda, mas a tocha era o suficiente para ela avançar passo a passo sem maiores perigos. A esfera mágica continuava seguindo-a enquanto ela avançava pelo corredor sinuoso. Estava tensa ainda, pois não sabia o que poderia encontrar ali. Mas logo que o corredor terminou, se viu num grande salão que se mostrava uma antiga biblioteca. Seus olhos brilharam ao ver a beleza rústica daquele lugar. Em sua mente, projetou as imagens de vários antigos sábios élficos que transitavam por ali, fazendo seus estudos, escrevendo seus conhecimentos e registrando seus avanços na magia. Seu coração doía ao pensar em como toda aquela cultura havia sido perdida por conta da ação indigna do Imperium Tevinter. Tudo poderia ter sido tão diferente se tivessem trabalhado juntos em prol da vida...

    Respirou fundo e meneou a cabeça, tentando afastar aqueles pensamentos. O passado não podia ser mudado, tinha que pensar no aqui, no agora. Ela avançou a passos leves, olhando em volta. Reparou nos aparadores de tochas dispostos nas paredes. Posicionou a tocha que trazia na mão em um deles. Depois retirou outra tocha e acendeu utilizando o fogo da primeira tocha. Ela ainda duraria um bom tempo. Utilizou a nova tocha acesa para acender as velas no candelabro sobre a mesa e por fim posicionou a nova tocha no outro suporte da parede. Agora o ambiente deveria estar bem iluminado.

    Shayla se colocou ao lado da mesa e pousou a mochila sobre ela. Abriu a mochila para pegar o sabão e um de seus capuzes. Retirou com cuidado o candelabro de sobre a mesa, posicionando no chão um pouco mais afastado. Usou o odre para umedecer o capuz de pano e esfregou um pouco o sabão sobre ele. Despejou um pouco de água sobre a mesa e se pôs a limpá-la com afinco, retirando todo o grosso de poeira que pudesse haver ali. Fez a mesma coisa com alguma cadeira que encontrasse. Passou mais um pouco de água para retirar o sabão, deixando apenas um pouco de água para beber. Sabia que não teria água para a viagem de volta e talvez tivesse que procurar alguma fonte de água antes de voltar para Jader.

    Com a mesa limpa, recolocou o candelabro de velas sobre ela, um pouco deslocada do centro. Sentou-se à mesa e pegou da mochila uma poção de comida que havia comprado no mercado de Jader antes de sair para sua viagem e comeu, tomando os últimos goles de água que haviam no odre. Agora sim se sentia revigorada. A esse ponto o lume mágico já havia se extinguido. Se levantou e esticou o corpo, se espreguiçando, de forma a afastar o cansaço. O cajado estava posicionado ao lado da cadeira.

    - Vejamos o que temos aqui.

    Deu início então a uma análise nos livros e pergaminhos que ainda haviam na biblioteca. Se fosse possível, analisaria todos, mas sabia que talvez não tivesse tanto tempo assim antes de estar cansada o suficiente para precisar ir dormir. Mesmo assim, passou um bom tempo nessa atividade. Não estava procurando nada em específico, afinal não sabia exatamente o que buscava. Mas tudo ali era conhecimento, e se tinha algo que Shayla presava era o aprendizado, principalmente de sua antiga cultura élfica, agora quase extinta. Estava muito realizada por estar naquele lugar. Era uma oportunidade única que muitos magos e, principalmente, magos elfos nunca tiveram ou viriam a ter. Era difícil não pensar nas palavras de seu pai naquele momento. Talvez realmente estivesse destinada a algo importante.

    Vou rolar o teste.
    Garahel
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 414
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Garahel em Seg Mar 12, 2018 9:34 pm




    Com a mesa limpa e o aposento iluminado pelas tochas e pelas velas, Shayla dá início à sua pesquisa pelos documentos antigos. Muitos deles estão em élfico, sendo, pois, indecifráveis para ela. Talvez algum especialista possa traduzi-los.


    A busca segue surpreendentemente rápida, como se a sede de conhecimento da elfa tivesse acelerado seus movimentos e sua leitura. Em uma hora, metade dos pergaminhos já foram abertos e analisados. Entre os que estão na Língua Comum, a maior parte são registros de nomes e datas sem muita importância, enquanto outros são poemas e canções.


    Aproveitando da eficiência de sua pesquisa, a maga começa a também procurar pelas prateleiras qualquer item ou compartimento oculto, ou algum pergaminho que não esteja tão visível. Essa procura, entretanto, mostra-se infrutífera.


    Já chegando nos últimos documentos, Shayla abre um pergaminho que parece interessante. É antigo, bem antigo, com suas bordas amareladas já se desfazendo. Também a tinta da escrita original em élfico quase se evanesceu por completo, sendo quase ilegível. Felizmente, alguém escreveu uma tradução para a Língua Comum no verso do pergaminho, com a tinta mais nítida indicando que aquilo foi um trabalho recente. Aparentemente, trata-se de uma carta.


    Um nome conhecido imediatamente salta aos seus olhos: Siona. A elfa que estava no centro da confusão que deu início à Segunda Marcha Exaltada e levou à expulsão do povo élfico dos Vales. Muito mistério ronda aquela época, já que poucos registros restaram, e as versões da Chantria e dos elfos Valeanos são contraditórias em muitos pontos. Se aquilo é de fato um documento tão antigo, seu valor é inestimável.


    carta:
    Elandrin, nosso irmão.

    Deixe que aqui seja mantida a verdade, para que não sejas tu lembrado como um traidor, nem que nosso sofrimento pareça uma aflição passageira.

    Apesar de teres jurado servir nosso povo, houve aqueles que questionassem teu coração.

    Lutáramos amiúde contra humanos ao longo de nossas fronteiras, até que o começo evanescesse da memória. Rumores de um rapto surgiram. Como é costumeiro, a Chantria foi rápida em espalhar inverdades. Com pressa e com raiva, eles mataram a irmã de Siona por vagar perto demais da trilha dos caçadores. Tu carregaste o corpo dela de volta a nós e lamentaste conosco - teu coração, todavia, estava distraído. Siona implorou por vingança, e tu viraste tuas costas a ela.

    Cada vez mais, tu desaparecias sem palavra ou explicação. Quando surgiram murmúrios de que tu te jurarias ao Criador deles, nós tememos o que estava por vir.

    Siona buscou salvar-te, trazer-te de volta a nós. Ela perdera uma irmã, teria que perder também um irmão? Sob as árvores vislumbrou-te com uma mulher, aquela que te afastou de nós. A mulher gesticulava em direção à vila. Tu e ela viraram-se para contemplar os muros da Chantria.

    Siona retornou. Ela contou-nos como os humanos estavam virando-te contra nós. As mentiras deles deviam ter te preenchido. Como um servo leal da causa do Criador, tu trairias nossos segredos. Quando fomos perguntar-te se havia alguma veracidade nisso, tu já havias partido.

    Assim, nós buscamos parar-te. Apressadamente, Siona levou seu povo até a vila. Lá, nós confrontar-te-íamos. Lá, nós trazer-te-íamos de volta para nós... ou para a justiça. Na penumbra de uma noite sem lua, ela visualizou Siona através das árvores e correu em sua direção, um grito em seus lábios e algo em suas mãos. A flecha de Siona voou. E assim tombou a mulher, o nome "Elandrin" morrendo em seus lábios, e margaridas escorregando de suas mãos.

    Os homens da vila suspeitaram da fuga da moça, e ouviram seu grito. Eles caíram sobre os elfos, mas não foram páreos.

    A pressa de Siona superou a tua. Tu ajoelhaste sob as árvores, pétalas ensopadas de sangue grudando em suas vestes em um último abraço. Quando mais humanos vieram, tu não te moveste - e eles não escutavam. As flechas encontraram teu coração, e tu caíste ao lado dela. Nós achamos teu corpo no rio onde eles atiraram-te. Ela foi tomada pelos outros de sua raça. Não foi o fim, mas tua parte passou.

    Descansa agora como um irmão honrado novamente. Uma grinalda de margaridas em teu arco, a carta que ela carregava em tuas mãos. Quem quer que te guie, quem quer que a guie, que vossas almas encontrem-se uma vez mais no Além.

    Junto está um pedaço menor de pergaminho, rasgado e manchado de sangue, assinado por Elandrin. Provavelmente, a carta que Siona carregava quando foi morta. Ambos deveriam estar junto ao elfo em seu túmulo, mas, por algum motivo, foram parar ali.


    carta de elandrin:
    Adalene,

    Que importância dou eu por deuses que não vi, por um Criador que eu desconheço? Que os outros distraiam-se com preocupações tão elevadas. Eu conheço apenas esta vida, eu vislumbrei apenas este mundo, e eu importo-me apenas contigo.

    Talvez tua sacerdotisa desconfie da sinceridade de elfos "selvagens". Se ela precisa ouvir-me dizer que sigo o Criador, que assim seja. Vosso deus intercede tanto quanto os nossos. Minha vida não se alterará.

    Eu retornarei em duas semanas. Meu coração anseia por ti até lá, e depois continuará contigo para sempre.

    Elandrin

    Aquelas duas cartas são muito mais importantes do que Shayla pensou a princípio. Nelas, está descrito com detalhes o conflito que ocorreu na vila de Travessia Vermelha, e que foi o estopim da Marcha Exaltada. Uma história de amor entre um elfo e uma humana, que, depois de uma série de mal-entendidos, chegou a um fim trágico. Nem a versão da Chantria nem a versão dos Valeanos está correta.


    Tais informações, se tiverem sua veracidade comprovada, podem valer muito dinheiro. Especialmente se vendidas à Chantria, que pagaria muito para não ter vazada qualquer versão destoante da por eles anunciada. Por outro lado, os elfos Valeanos também teriam muito interesse nesses pergaminhos, para provarem ao mundo que eles não matavam humanos por mero prazer, e que o conflito foi apenas um mal-entendido.


    De qualquer maneira, a Chantria tem acesso ao mapa e, consequentemente, à localização daquela biblioteca oculta. Qualquer documento que ali restar será, com certeza, confiscado e estudado pelos especialistas religiosos. O que quer que Shayla deseje preservar dos olhos das madres, terá que levar com ela.


    off:
    Perdão pela demora pra postar, mas porque é um post caprichado XD
    Ambas as cartas aparecem em Dragon Age: Inquisition. Eu traduzi do original tentando usar um português mais arcaico para melhorar a ambientação. Espero que tenha ficado bom e.e
    Mas agr estamos a um post do desfecho do prólogo cheers dps de vc decidir o que fazer, e se vai acampar aí dentro msm ou se vai sair, eu posto finalizando tudo. Sem mais testes (a n ser que vc tente fazer mais alguma coisa XD), agora é só roleplay
    Matusael
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1126
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Matusael em Qua Mar 14, 2018 8:03 am





    Shayla


    Vestimenta:

    Roupas de viagem, Cinto com bolsa, Roupa íntima.


    Ao alcance das mãos:

    Cajado.



    Shayla estava estasiada com tudo o que analisava. Ver tanta coisa escrita em antigo idioma élfico era maravilhoso. Teria de estudar sobre o antigo idioma o quanto antes para conseguir extrair todo aquele conhecimento. Estava tão imersa naquela atividade que fez tudo de forma incrivelmente rápida, ficando surpresa consigo mesma. Mas foi mais para o fim de sua pesquisa que encontrou as duas coisas mais relevantes que se podia imaginar.

    Ela leu as duas cartas. O coração disparou e a mão começou a tremer. A respiração ficou difícil e a cabeça latejava.

    - Meu bom Criador, o que é isso?

    Deixou as cartas sobre a mesa, as mãos se uniram sobre o peito enquanto se recostava contra o descanso da cadeira. Um turbilhão de pensamentos, sensações e sentimentos giravam dentro de sua mente. O conflito interno era quase palpável. Todo o sofrimentos pelo qual os elfos passaram por conta de uma história que não foi resolvida e nem mediada. Quanto ódio fora necessário para que pessoas fechassem os olhos e buscassem o caminho da violência. De um lado a tirania da Chantria, de outro, o relapso dos Valeanos. Um único diplomada de cada lado poderia ter mudado o destino de tudo. A verdade era terrível. E a dor em seu espírito fez sua carne sucumbir e se pegou chorando aos prantos e soluços, como uma garotinha que se perdera numa tenebrosa floresta escura repleta de monstros que poderiam devorá-la e, pior, a solidão que sentia parecia querer rasgá-lhe o peito.

    Quase uma hora depois, levantou a cabeça de sobre a mesa, onde estivera debruçada sobre os braços. Seus olhos estavam vermelhos e seu rosto estava um pouco inchado. Começou a pensar a respeito de tudo o que aquilo representava. Havia o lado da Chantria, e havia o lado dos Vales. O passado não seria alterado e o presente não precisava de mais um levante de ódio entre as raças. Aquilo teria de ser trabalhado da maneira correta.

    Lembrou-se então de que Madre Lucia estava de posse do mapa e certamente a Chantria iria querer investigar o boato. Talvez não fossem até ali tão cedo, mas ela não estava disposta a perder aquele reduto antigo de seu povo. Assim que amanhecesse, teria que dar um jeito de sabotar as referências do mapa. Mas o único que ela pensava poder ser manipulável era a estatua do lobo. Verificaria essa possibilidade pela manhã.

    Voltou a fitar as cartas sobre a mesa e imaginou se haveria algum lugar no mundo seguro o suficiente para aqueles importantes documentos. Estando com ela, qualquer imprevisto poderia significar perder a posse das cartas. Tinha medo de que isso acontecesse. Algo no fundo de sua alma dizia que aquilo estava destinado a ser encontrado por ela, pois ela faria o que devia ser feito, sem o viés da Chantria ou o viés dos Vales. Mas ainda não tinha nenhuma relevância para nenhum dos lados a ponto de ser abertamente ouvida e entendida. Os documentos deveriam continuar escondidos, a salvo, até que ela tivesse a influência necessária para expor aquela amarga verdade. Mas onde?

    Estava demasiadamente exausta. Não estava conseguindo pensar direito. Resolveu então se aprontar para dormir. Fez algumas notas em seu diário antes de estender o saco de dormir no chão, ao lado da mesa, guardando as cartas em baixo do saco de dormir. Apagou as tochas e deixou apenas uma vela acesa, a qual pegara do candelabro, posicionando-a a seu lado até que pegasse no sono. Deixou uma outra vela de reserva ali do lado, junto de sua pederneira e uma tocha, sabia que precisaria de luz quando acordasse. O cajado estava posicionado do outro lado de si. Não estava com medo de estar dormindo ali, sozinha, no escuro. Aquele lugar trazia uma estranha tranquilidade a seu coração, como se fosse intocado pelo mundo exterior e todos os terrores presentes nele.

    Assim que despertasse, deixaria a biblioteca a fim de tentar manipular a estatua do lobo para apontar numa direção diferente. Se não fosse possível, não via alternativa a não ser quebrar a pata do lobo que apontava naquela direção. Levaria as cartas consigo, enroladas em pano e ocultas dentro de sua roupa íntima, junto aos seios. A mente planejava tudo aquilo antes de se esvanecer na escuridão do sono.
    Garahel
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 414
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Garahel em Sab Mar 17, 2018 5:38 pm




    O sono de Shayla é tranquilo e sem interrupções. De fato, o local parece ter uma certa proteção contra o mundo exterior, e nem mesmo animais selvagens aparecem para perturbá-la.


    Quando acorda, nada mudou dentro da caverna. Saindo dela, entretanto, depara-se com uma manhã agradável de céu limpo e temperatura fresca. Uma brisa suave vem do norte, trazendo consigo um gostinho de mar. A natureza parece ignorar completamente a situação caótica de Orlais - e, em realidade, de toda Thedas.


    Subindo a fenda, a maga caminha de volta até onde encontrou a estátua do lobo. Feita de pedra maciça, que suportou a ação do tempo por séculos, alterar a direção da pata ou tentar destruí-la com força física seriam feitos impossíveis. Por isso, Shayla precisa recorrer à magia; com uma rajada arcana, consegue estilhaçar a pata erguida, eliminando o ponto de referência necessário para encontrar a ruína.


    Com isso, e cheia de esperanças renovadas, a elfa faz o seu caminho de volta para reportar à Chantria o resultado de sua missão. Afinal, falou para Madre Lucia que apenas queimaria os corpos, e ficou um dia inteiro fora. Talvez algumas sobrancelhas já tenham começado a se erguer.


    Garahel
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 414
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Garahel em Sab Mar 17, 2018 5:45 pm


    PRÓLOGO ENCERRADO




    A história continua aqui.

    Shayla recebeu 2.000 XP e avançou para o nível 2! Com isso, ela passa a ter acesso aos poderes de classe do nível 2 de maga (um novo feitiço); bônus de 1d6 na Saúde e de 1d6+4 na Mana (role os dados no tópico de dados); um ponto para gastar em uma das habilidades primárias de maga (Astúcia, Magia ou Vontade); e um foco de alguma das habilidades primárias de maga. Faça suas decisões e me avise por MP ou no off-topic para que eu atualize a ficha.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Arredores de Jader

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jun 25, 2018 2:41 pm