Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Amoghasiddi - Kether

    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Ter Abr 09, 2019 9:30 am


    - Barruluk, você é uma espécie de xamã? E quando você fala de um acampamento, quantos seriam os integrantes desse grupo? Essa tribo de Orcs caça em grande número?

    Barruluk bate uma palma contra a outra para limpar as mãos do resto de seu unguento, e balança a cabeça. “Barruluk futuro seria xamã, mas não gostar de tribo. Barruluk treinou com druida, e agora guarda floresta e cuida da floresta... e acampamento orc atrapalha floresta. Orcs vem das montanhas, acampamento pequeno. Nós expulsa orcs e destrói acampamento.”

    - Um grupo de bandidos deve ter passado por aqui, eles levam minha família como prisioneiros. Encontrei apenas um símbolo que lembrava uma máscara com face de demônio... - ele mostra o pedaço de pano com o símbolo que ele trazia consigo. - Por esse motivo, não permitirei que estes Orcs continuem aprisionando pessoas e as vendendo como escravos.

    Ao ouvir a historia de Amogha, Barruluk se aproxima e põe a mão em seu ombro, compadecido. “Sinto muito. Pai de Barruluk morreu cedo, em combate. Mãe sofreu muito sozinha, imagino sua dor, humano.” Ao receber o pano o druida olha para ele minuciosamente, cheira e lambe. Ele nega com a cabeça.”Barruluk não conhecer... Mas família sumiu faz muito tempo? Pode ser que estejam presos com orcs, muitos vem vender seus escravos para os Asas Quebradas.”

    Barruluk faz um assobio, e o rato atroz fica ao lado do orc como um cão de guarda. Ele caminha em direção oeste e chama o monge. “Vamos. Pode ver com próprios olhos acampamento.”

    **

    Amogha e Barruluk estavam em uma posição vantajosa, observando do alto de uma pedra nas bordas da floresta.

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Acampa10

    O acampamento orc era cercado por um muro de estacas de madeira, com alguns sentinelas na entrada e numa plataforma. Em cabanas localizados no centro estavam alguns prisioneiros, homens e mulheres com roupas rasgadas, que estavam sendo acorrentados em fila, provavelmente para um inicio de caminhada ate as montanhas. Haviam também alguns humanos livres, bem vestidos, que estavam negociando com os orcs do acampamento.

    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Ter Abr 09, 2019 1:05 pm

    Amogha observa do alto a movimentação dos Orcs e dos humanos, contando quanto de cada um estava no acampamento.

    - Aqueles humanos devem estar comprando ou vendendo escravos para os Orcs. Não será fácil libertar os prisioneiros, ainda mais se eles começarem a caminhada. Devemos atacar mas somos poucos, seria necessário que um milagre ocorresse.


    Ele olha para o céu como se fizesse uma prece, depois olha para o companheiro na possível luta.

    - Precisamos causar uma confusão no acampamento, para que eu possa me aproximar e soltar os prisioneiros de maneira segura. Vou me aproximar de maneira furtiva, e lá chegando vou precisar que faça algo para chamar a atenção das sentinelas para o outro lado até que eu entre e liberte os prisioneiros. Depois você parte para me ajudar num possível combate.

    Amogha se prepara então para executar o plano.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Qua Abr 17, 2019 9:10 am


    - Precisamos causar uma confusão no acampamento, para que eu possa me aproximar e soltar os prisioneiros de maneira segura. Vou me aproximar de maneira furtiva, e lá chegando vou precisar que faça algo para chamar a atenção das sentinelas para o outro lado até que eu entre e liberte os prisioneiros. Depois você parte para me ajudar num possível combate.

    Barruluk da uma risada grave, mostrando que tinha apreciado a ideia. Ele sai então de seu esconderijo, e depois de se afastar da floresta, suas pegadas se inflamam, formando um rastro de fogo conforme o druida andava. Aquilo foi o suficiente para chamar a atenção dos orcs guardiões, que logo foram chamar seu superior. Mantendo uma distancia segura, Barruluk forma um pequeno circulo de fogo, esperando em seu centro por alguma movimentação por parte do inimigo.

    O chefe orc, ao avistar o druida, para na frente do acampamento e cruza os braços, “então o guardião da floresta veio falar com seus irmãos... Barruluk, o traidor!”

    O druida põe a mão no queixo. “Traidor? Não jurei fidelidade a nossa tribo, e sim a floresta. E a floresta diz para vocês irem caçarem suas presas em outro lugar! A natureza não gosta de vocês, voltem para as montanhas!”

    Como previsto por Amogha, toda aquela conversa tinha chamado a atenção de todos os que estavam ali, incluindo os sentinelas. O monge pode avançar sem ser visto, dando a volta por trás. Usando de suas habilidades atléticas ele escala o muro e salta do outro lado, escondendo-se atrás de uma cabana e observando de lá a movimentação.


    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Sex Abr 19, 2019 3:10 pm

    O monge se movimenta como um ninja pelo acampamento sempre parando e se escondendo quando ouvia algum ruído se aproximando. Ele segue atento a conversa dos orcs que usavam o idioma comum talvez para que os humanos que comercializavam com o grupo de orcs entendessem o que eles falavam.

    Ele caminha pelas sombras a caminho do local onde estava a jaula dos prisioneiros e pelo caminho ele verifica se havia algo que ele pudesse por fogo e o local onde as montarias dos orcs estavam.

    "Criar mais caos ainda, posso soltar os cavalos e atear fogo em algumas cabanas mais distantes da entrada... Assim ganho tempo para soltar os prisioneiros. Mas o combate com um ou dois deles ainda deverá ser necessário."
    - pensa o monge.

    Caminhando pelo acampamento, ele pega uma corda e prepara um nó corrediço para laçar um inimigo caso fosse necessário enrola a corda e a coloca cruzada no corpo. Depois de um banco caído ele pega as pernas improvisando duas tonfas.

    Enfim ele se aproxima da jaula onde estavam os prisioneiros e fica um tempo observando-os, esperando que sua esposa e filho estejam naquele grupo. Se mantendo escondido observa bem a jaula para encontrar uma forma de abrir. Procura por chaves visíveis ou uma forma para salvar os prisioneiros.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Seg Abr 29, 2019 11:18 pm


    Amogha avança com cuidado pelo acampamento, prestando atenção em pequenos detalhes que pudessem ajuda-lo em sua missão. Ele olha para algumas pilhas de lenha localizada próximas das cabanas, que podiam ser incendiadas rapidamente, e algumas delas estavam perto do estabulo.

    Depois de providenciar algumas armas improvisadas, o monge vai em direção da jaula dos prisioneiros. Ele encontra onde estão as chaves... infelizmente em um molho preso na cintura do orc carcereiro. Esperançoso de encontrar sua família, Amogha olha para os cativos. Não foi bem sucedido, porem uma esperança se acende em seu coração: próximo dali ele reconhece um dos escravos, que estava levando comida aos seus companheiros.

    Tratava-se de Radesh, um comerciante da vila natal de Amoghasiddi! Em sua mente Amogha se lembra quando Tara avisava que iria fazer compras na venda de Radesh. Mas parecia que os anos de cativo haviam mudado sua figura... Ele estava bem velho, uma aparência abatida e magra, cabelos todos brancos e se arrastava quase sem forças levando um caldeirão. Parecia que há muito tempo ele fazia aquele serviço...
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Qui Maio 02, 2019 7:22 pm

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 B1ad2b732d75db9bc9be47491c9b6751
    O monge se mantinha oculto observando os prisioneiros na esperança de encontrar sua família, mas não fora ainda desta vez que ele havia conseguido encontrá-los já se sentia mal e sem nenhuma esperança quando seus olhos lhe trouxeram uma ponta de esperança novamente.

    "Radesh! Tenho certeza que é ele! Se há alguém que poderá me ajudar é ele!" - pensou o monge.

    Havia um assobio que os monges faziam imitando uma ave da região que servia como aviso de aproximação de inimigos ou como uma forma de mostrar que estavam por perto. Todos da aldeia sabiam imitar a ave e reconhecer o assobio dos monges.


    Ao reparar que o mercador havia reconhecido o assovio do monge, Amogha fica observando e assobia novamente para que o mercador tenha certeza. A tática era arriscada e quando ficou claro para o monge que o mercador sabia até mesmo a direção que Amogha estava, o monge ficou imóvel e passou a prestar atenção a sua volta, pois poderia até mesmo um dos guardas se aproximar da origem do assobio e a surpresa ser perdida.

    Amogha acompanhava a movimentação do mercador e do Orc que estava com as chaves da gaiola.

    off: possíveis ações do monge:

    Cenário 1:
    O mercador se aproxima sem nenhum guarda.
    -> Amogha vai perguntar para ele se existem pessoas aptas a lutar no grupo que está preso. E vai armar com o mercador dele trazer o orc que está com as chaves para próximo de onde ele está e ele vai tentar imobilizar o guarda com um ataque de surpresa (com um mata leão)

    Cenário 2:
    O mercador se aproxima com um guarda que não seja o com as chaves.
    -> Amogha vai abortar a tentativa de falar com o mercador e quando o guarda se for ele vai tacar uma pedra no Orc que está com as chaves para que ele se aproxime.

    Cenário 3:
    O mercador se aproxima com o guarda com as chaves.
    -> Amogha vai atacar o orc de surpresa tentando dar um mata leão.

    Cenário 4:
    Ninguém se aproxima
    -> O mesmo que o 2 sem aguardar o guarda se afastar.


    Depois da luta com o Orc o monge vai soltar os prisioneiros e na fuga vai tacar fogo no acampamento para ganhar tempo para a fuga.

    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Qui Maio 09, 2019 4:16 pm


    Reconhecer Radesh foi algo que animou o monge!

    Mantendo-se escondido atrás de uma das construções de madeira, o monge fez um sinal sonoro que a principio fez Radesh duvidar de sua própria sanidade. Foi a partir do segundo aviso que o escravo se deu conta de que talvez houvesse ainda um fio de esperança na libertação, e se pos a seguir o caminho ate a fonte do canto do pássaro.

    Sua movimentação não passou desapercebida pelo carcereiro, que depois de erguer sua pança exagerada se pos a andar atrás de Radesh, o molho de chaves chacoalhando de seu cinto. Porém o monge estava atento, e quando o orc gordo foi interpelar o escravo, deu dois socos certeiros em pontos vitais, e um poderoso chute fez o inimigo desabar sem vida no chão.

    Radesh não podia se conter de felicidade, abraçando o monge e passando a mão em seu rosto, as palmas calejadas pelo esforço diário. “Amoghasiddi! Não esperava que estivesse vivo! Veio nos salvar, poderosas são as deusas!”, diz, baixinho, a voz tremula de emoção.

    Porém o tempo era curto, e o monge deixou para depois qualquer confraternização. Com a ajuda de Radesh liberou os outros escravos de suas jaulas, e em numero de 20 se puseram a andar em direção dos estábulos. Um único guarda tomava conta do local, e de maneira rápida sem chamar a atenção, Amogha o silenciou para sempre.

    Apesar de fracos, os escravos subiram nos cavalos, e todos ao mesmo tempo partiram, aproveitando a abertura no portão principal ocasionada pela discussão do chefe dos orcs com Barruluk.

    Pegos de surpresa, os orcs não conseguiram impedir nenhum dos fugitivos, muito pelo contrario, tiveram que voltar ao acampamento para apagar os focos de incêndio iniciados por Amogha. O monge, satisfeito com seu trabalho, facilmente escalou a parede traseira do acampamento, saltando e depois correndo para a segurança da floresta.

    Não demora muito, e tanto Amogha, como Barruluk e os escravos fugitivos se encontram em uma clareira protegida. O monge percebe que entre os prisioneiros, apenas Radesh era conhecido. Afinal de contas, muito tempo se havia passado desde o ataque ao vilarejo natal.
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Qui Maio 23, 2019 12:47 am

    O monge se aproxima do grupo que comemorava a liberdade enquanto se recuperavam. De longe ele pode notar que alguns dos ex escravos se mantinham defensivamente ante o druida orc. Ao reparar nisso Amogha acelera o passo e se aproxima mais rapidamente dizendo.

    - Barruluk conseguimos frustrar os caçadores. Podem ficar tranquilos pois Barruluk não é como aqueles outros. Ele é um valoroso aliado.

    Amogha acena para o druida em agradecimento e vira para Radesh.

    - Radesh, eu retornei a algum tempo de minha peregrinação e encontrei o Templo todo destruído. Desde então estou em busca de minha família. Você é o primeiro morador da Vila que eu encontro. Por favor meu velho amigo... Diga que você tem alguma pista do paradeiro de minha família.

    Amogha segurava o ombro do velho mercador enquanto procurava nele algum sinal que servisse de alento para o monge.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Qui Maio 30, 2019 4:28 pm


    - Radesh, eu retornei a algum tempo de minha peregrinação e encontrei o Templo todo destruído. Desde então estou em busca de minha família. Você é o primeiro morador da Vila que eu encontro. Por favor meu velho amigo... Diga que você tem alguma pista do paradeiro de minha família.

    Radesh, que em seu rosto finalmente se encontrava a expressão de paz, ao ouvir a preocupação de Amogha torna-se um pouco triste e pesaroso. A principio cabisbaixo e alquebrado, ele respira fundo e encara o monge antes de falar.

    “Eu tenho duas noticias, uma boa e outra ruim. Como bem sabe, já faz muito tempo que nossa vila e o templo foram destruídos pelos invasores... Muitos foram mortos, mas pelas deusas, sua família sobreviveu! Porém fomos mantidos cativos, e vendidos para os orcs. E infelizmente a sua família foi a primeira a ser vendida a compradores estrangeiros...”, diz o mercador, lamentando.

    Radesh baixa a cabeça, suas mãos em forma de punho apertadas, como se para ganhar forças para o que iria dizer em seguida. “E o comprador foi... um demônio de Nova Karzek!”

    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Qui Maio 30, 2019 7:25 pm

    Radesh escreveu:“Eu tenho duas noticias, uma boa e outra ruim. Como bem sabe, já faz muito tempo que nossa vila e o templo foram destruídos pelos invasores... Muitos foram mortos, mas pelas deusas, sua família sobreviveu! Porém fomos mantidos cativos, e vendidos para os orcs. E infelizmente a sua família foi a primeira a ser vendida a compradores estrangeiros... E o comprador foi... um demônio de Nova Karzek!”


    Amoghasiddi ouviu as palavras do mercador amigo, e ao contrário do que o mercador pensou a reação do monge foi de satisfação, parece que a boa sorte estava novamente ao lado do monge.

    "Até então ele havia ouvido falar dos Guerreiros de Balduvia que eram liderados por Ling-Xao,  e que haviam atacado o Templo e vendido os sobreviventes para os Orcs e estes por sua vez haviam vendido a família dele para um demônio de Nova Karzek. Sem contar no Porto do rio Torbruk onde se encontraria Kolen, um olho que estava envolvido com a caça a Redris e também de alguma forma com o ataque ao Templo... Seriam no mínimo dois problemas agora..." - pensava.

    - Mestre Radesh, o senhor conseguiria identificar o comprador de minha família? E a quanto tempo estamos atrasados para alcançar ele e sua comitiva. Pois de certo deve se mover lentamente. Por favor Mestre Radesh, me acompanhe na busca a minha família! Eu lhe suplico!!!

    O velho mercador pede um tempo para pensar no pedido do monge, Amogha acena afirmativamente com a cabeça e se afasta seguindo para junto dos outros prisioneiros que acabaram de ser libertos e enquanto caminha pensa:


    "Agora eles precisam seguir até um local seguro... Redris... Talvez Redris e Zan possam ajudar estas pessoas..."

    Ele conversa rapidamente com os ex-prisioneiros e um casal deles, Organus e Iliish, pareciam ser os em melhor estado. Talvez até por serem mais jovens que os demais.

    - Vocês precisarão agora ir para um lugar seguro para recomeçar a vida de vocês. A uma distância não muito longa encontrarão a vila de Gamelin, poucos dias de viagem a pé e como irão a cavalo poderão alcançar em menos tempo. Chegando a Gamelin, procurem por Lady Zan e pela poderosa Redris elas são minhas amigas, digam que Amoghasiddi os enviou para que as ajudassem. Lady Zan é irmã de minha esposa. Contem que eu os libertei e enviei para que pudessem ajudá-los.

    O monge volta até o mercador que agora estava com o druida orc.


    - Barruluk  minha batalha será grande e difícil e entenderei se você não quiser me acompanhar, mas sua ajuda pode ser a diferença que trará a vitória e não a derrota. Mestre Radesh acredito que já teve tempo o suficiente para decidir, poderá me ajudar?


    O monge ouve a resposta do mercador e de Barruluk.


    - Que assim seja. Barruluk e Radesh vocês conhecem mais alguém que possa ajudar?


    Amoghasiddi sabia que poderia contar com Zannete e Redris, mas elas precisariam primeiro se acertar e ajudar os resgatados. Mas elas poderiam vir ao encontro dele caso saibam para qual direção seguir.

    - Radesh você sabe para qual direção este demônio seguiu? 

    Após ouvir para qual direção deveria seguir ele escreve um bilhete para Zannete, volta até Organus e Iliish.
    "Zannete, 

    me perdoe pela forma que parti na última vez que nos encontramos. Espero que você e a Redris estejam felizes juntas.

    Estou enviando para que você e Redris este grupo de pessoas que resgatei de um grupo de Orcs e que seriam vendidos como escravos. Dentre eles estava o mercador de nosso Templo Radesh. Ele tinha pistas sobre Tara e meu filho!

    Seguimos para ao encalço do comprador deles um demônio de Nova Karzek. 

    A ajuda de vocês duas será muito bem vinda.

    Amoghasiddi."

    - Que bom que consegui chegar até vocês antes que partissem. Quando encontrarem Zannete entreguem a ela este bilhete.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Qui Jun 06, 2019 3:51 pm


    A reação animada do monge para com suas noticias traz de volta um sorriso na face abatida de Radesh.

    - Mestre Radesh, o senhor conseguiria identificar o comprador de minha família? E a quanto tempo estamos atrasados para alcançar ele e sua comitiva. Pois de certo deve se mover lentamente. Por favor Mestre Radesh, me acompanhe na busca a minha família! Eu lhe suplico!!!

    O velho mercador acena com a cabeça, porém suas palavras não são nada animadoras. Ele segura nas mãos do monge para lhe dar forças. “O comprador parecia um humano, porém claramente tinha descendência de demônios, com seus chifres curvados”, diz, pesaroso. “Quanto a alcança-los, creio não ser possível jovem Amogha, pois isto se foi há muito tempo... Talvez as memorias do desastre estejam ainda quentes dentro de sua mente, mas já se passaram 6 meses desde então... Sua família já esta em Nova Karzek...”

    - Barruluk minha batalha será grande e difícil e entenderei se você não quiser me acompanhar, mas sua ajuda pode ser a diferença que trará a vitória e não a derrota. Mestre Radesh acredito que já teve tempo o suficiente para decidir, poderá me ajudar?

    Radesh, que havia vivido muito tempo em cativeiro e sentia-se debilitado, não podia negar um pedido do seu libertador. “Certamente o acompanharei, meu caro amigo. Espero que minha ajuda resulte na libertação também da sua família...”, diz.

    Barruluk também tinha uma grande decisão a tomar. Ao final ele ergue os ombros, da uma fungada no ar frio da noite que se aproximava, e diz, “Barruluk cuida da floresta, mas floresta esta bem. Novo amigo Amogha não esta bem, e Barruluk vai cuidar de amigo. Floresta pode continuar sem Barruluk por enquanto.” O druida bate nas costas do monge amigavelmente.

    - Que assim seja. Barruluk e Radesh vocês conhecem mais alguém que possa ajudar?

    Radesh parece um tanto desconfortável, mas naquele momento estavam precisando de toda ajuda possível. “Bem, na minha juventude... Digamos que nem sempre fui tão ordeiro assim... E eu tinha contatos meio escusos... Mas digamos que na cidade pirata de Porto Negro eu tenha uma pessoa que me deve alguns favores... Seu nome é Belinda.”

    Amogha depois da instruções para os escravos libertos, e os mesmos agradecem ajoelhando-se e cheios de gratidão por tudo que o monge tinha feito. Eles então seguem na direção apontada por Amogha, esperançosos de encontrar acolhida em Gamelin e carregando o bilhete escrito por ele.

    FIM DESTE ARCO

    Off: Amogha vai para Porto Negro? Se sim, inicio o próximo arco lá.

    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Qui Jun 06, 2019 6:43 pm

    Sim seguiremos para Porto Negro, temos de recrutar um grupo para atacar o Tiefling, quebrar todos os ossos e chifres dele e recuperar a família do monge. E quem sabe as outras duas meninas encontrem com ele.

    Se liga no grupo:

    2 Monges, 1 Bárbaro, 1 Druida. Provavelmente essa outra seja uma ladina. Falta só um mago (será que o velho comerciante é um mago sem o seu grimório??? Seria um baita plot twist!) ou um clérigo para fechar o grupo!
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Sex Jun 14, 2019 4:20 pm


    INICIO DE ARCO

    PORTO NEGRO

    Cidade dos piratas, Porto Negro hoje é um incomodo para os outros reinos, refúgios de navios piratas, localizada em um importante eixo de caravanas e rotas marítimas. Atividades consideradas escusas, como a escravidão, contrabando e venda de objetos roubados, são permitidas.

    Porto Negro compreende membros das mais diversas raças e regiões de Dominus, fruto de um passado promissor. Hoje reúne a escoria, um local onde fato comum é ser apunhalado pelas costas.

    Porto Negro tem a forma de uma imensa fortaleza deixada em descaso. A cidade possui grossas muralhas tanto no flanco continental, cujo acesso se dá por um imenso portão, quanto pela parte costeira, tendo o acesso à baía de Porto Negro controlada por arrecifes artificiais e um dique, essa muralha é chamada de Muralha Externa. Porto Negro, que triplicara de tamanho desde os tempos de Drakkon, possui três grandes áreas. A área correspondente entre a Muralha Externa e a Muralha Interna é a Orla Externa, onde fica grande maioria da população de Porto Negro. A Muralha Interna divide a Orla Interior da Orla Interna, onde residem os poucos nobres e os militares. A Muralha Interna, além de servir de proteção, é o quartel general das forças militares de Porto Negro. Dentro da Orla Interior fica o Castelo Negro, um castelo escavado em uma grande rocha, residência do General Khan. Este é casado com a siltanatense Deleniere e tem uma filha. (Guia de Dominus)

    ***

    A viagem que levava de Galia para os domínios de Porto Negro fora longa, tendo o grupo formado por Amoghasiddi, Barruluk e Radesh percorrido uma grande porção do enorme reino humano de Galia e do reino vizinho élfico, Lennorien, atravessando centenas de quilômetros a pé e a barco. A navegação pelo rio Torbruk termina em sua foz, e de lá eles seguem por uma estrada que acompanhava o litoral em direção de Porto Negro. A mesma anteriormente servia como principal via de comercio entre os reinos de Galia e Porto Negro, mas com a decadência da ultima, ela se tornou pouco usada e em necessidade de manutenção.

    Durante a viagem o monge pode conhecer melhor seus companheiros... Barruluk era um membro de uma tribo orc que havia sido ensinado por um druida humano, e devido as suas crenças de neutralidade havia sido expulso de sua comunidade. Quanto a Radesh, Amogha sabia que se tratava de um mago aposentado, e que com a destruição de seu livro de magias durante o ataque ao templo, não conseguia mais prepara-las. O antigo comerciante estava confiante que Belinda fosse ajuda-lo a fazer um novo, porem nunca foi esclarecido que tipo de relação este velho tinha com esta mulher, mostrando-se reticente ao ser perguntando.

    Faltando mais um dia de viagem até chegarem a Porto Negro, o grupo acampou próximo de uma bela praia. A noite estava tranquila, e Radesh estava grelhando alguns peixes que o druida orc havia pescado no mar. O cheiro estava delicioso, pelo visto o velho tinha adquirido uma boa habilidade na cozinha enquanto era mantido de escravo pelos orcs.

    O enorme rato atroz estava apoiado com as patas traseiras e sentado, como um cachorro fiel. Radesh havia adquirido um certo apreço pelo animal, e vira e mexe jogava algum resto de comida para o rato, que comia rapidamente. Barruluk por sua vez havia ido até a mata próxima, explorando o novo terreno, fascinado com as diferentes espécies animais e vegetais.

    Depois de virar os peixes para grelhar do outro lado, ele se vira para Amogha. O monge podia ver que a viagem havia feito bem para Radesh, que agora não parecia mais um velho escravo acabado, tendo adquirido cor e resistência. “Sabe Amogha, apesar de tudo que me aconteceu, hoje estou feliz... esta viagem me fez esquecer parte das lamurias que tive que passar, e me sinto vivo novamente. E para falar a verdade, mesmo a vida no templo era... calma demais... Você sabe, antes de me retirar, aprontei umas poucas e boas... hehe”, ri o ancião, como se lembrasse de algo no passado.

    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Dom Jun 16, 2019 7:19 pm

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Monk_l10

    O inusitado grupo seguiu para Porto Negro, um orc druida com seu rato atroz, um ancião comerciante que confessou ser um mago sem seu grimório e o monge humano que seguia a sua missão pessoal de encontrar e resgatar sua família.

    Mesmo com a notícia ruim sobre o destino de sua esposa e filho Amoghasiddi manteve seu ímpeto em encontrá-los inabalado, durante a viagem ele assumiu novos hábitos além da sua habitual meditação e os Katis ele passou a estudar com os companheiros assuntos sobre as plantas e animais com Barruluk e ouvia as histórias sobre magia e planos de existência com Radesh.

    Ele aproveitou também a longa viajem para conhecer melhor o druida e sua história que para muitos teria feito definhar ante sua sorte em ser abandonado pela tribo, mas que para ele serviu como uma forma de se reinventar e se tornar mais forte.

    Depois ele se aproximou do velho comerciante, que para a sua surpresa revelou que na mocidade era um aventureiro e que tinha conhecimentos arcanos que se aposentara, mas que devido ao ataque ao Templo acabou perdendo o seu grimório de magias. Ele também explicou que um mago necessita de um grimório que é o lugar onde ele registra as fórmulas mágicas de cada efeito mágico que ele poderia usar. E com a perda do seu antigo grimório ele teria de criar um novo, e para tal encontraríamos uma amiga nesta cidade.

    O monge seguia com o ancião e com o orc até que pararam para acampar do lado de fora da cidade. O grupo estava reunido ao redor da fogueira que Radesh acendera para cozinhar um saboroso peixe para o grupo. Barruluk observava alguma folhas de arbustos que encontrara e começava a analisá-las, uma vez que não as conhecia e tentava encontrar alguma propriedade naquelas plantas.

    Radesh escreveu:“Sabe Amogha, apesar de tudo que me aconteceu, hoje estou feliz... esta viagem me fez esquecer parte das lamurias que tive que passar, e me sinto vivo novamente. E para falar a verdade, mesmo a vida no templo era... calma demais... Você sabe, antes de me retirar, aprontei umas poucas e boas... hehe"

    - Acredito meu amigo, sua vida é longa e deve ser repleta de conhecimento e sabedoria. Sei que o senhor evita falar de sua amiga Belinda, mas pelo o que me explicou sobre os livros de magia de um mago... esta senhora... ela deve ser uma maga também. Ela seria uma antiga companheira ou sua aprendiz? Ou a magia é passada de pai para filho, neste caso filha?
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Seg Jun 24, 2019 3:22 pm


    - Acredito meu amigo, sua vida é longa e deve ser repleta de conhecimento e sabedoria. Sei que o senhor evita falar de sua amiga Belinda, mas pelo o que me explicou sobre os livros de magia de um mago... esta senhora... ela deve ser uma maga também. Ela seria uma antiga companheira ou sua aprendiz? Ou a magia é passada de pai para filho, neste caso filha?

    O velho Radesh coca a barba e fica meio sem jeito, olhando para os lados e rindo. “Então, como explicar Belinda... Bem, ela foi minha companheira de juventude... Nós eramos bem ligados, sabe... E fizemos coisas que hoje eu meio que arrependo... E sim, ela é uma maga, e pode me ajudar com meu livro de magias...”, diz, sem esclarecer muito.

    Para interromper a conversa, ele retira os peixes e os serve em folhas de palmeira. O cheiro atrai Barruluk de suas andanças por entre a vegetação, acostumado que estava com as habilidades culinárias do velho companheiro. Todos se servem da comida saborosa e cheirosa, e o rato atroz se aproveita dos restos deixados pelos heróis.

    Porém o cheiro delicioso da comida atrai visitantes indesejáveis. Mais precisamente, quatro piratas maltrapilhos... eles avançam em direção da fogueira, sem se preocupar em serem furtivos, pareciam confiantes ate.

    O chefe deles, um tipo asqueroso usando tapa-olho e faltando parte dos dentes da frente, põe as mãos na cintura e diz, em tom de comando, “queremos parte desta comida... é dever de todo viajante na área de Porto Negro alimentar a guarda da cidade... E também pagar a taxa de... a taxa de...”

    “A taxa de andar por ai, chefe”, complementa um dos piratas.

    “Isto mesmo, a taxa de transito pela praia de Porto Negro... quanto vocês tem no bolso?”, pergunta, já com a palma da mão aberta para receber.

    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Ter Jun 25, 2019 12:59 pm


    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Monk_l10

    “Então, como explicar Belinda... Bem, ela foi minha companheira de juventude... Nós eramos bem ligados, sabe... E fizemos coisas que hoje eu meio que arrependo... E sim, ela é uma maga, e pode me ajudar com meu livro de magias...”

    A resposta evasiva e a linguagem corporal de Radesh de quem ficou numa "saia justa" retirou uma gargalhada divertida do monge.

    "Minha nossa! A quanto tempo não me sinto assim! Realmente devemos agradecer as pequenas coisas tanto quanto as maiores..."

    O grupo se divertia e comia como velhos conhecidos e nem repararam a aproximação dos quatro patifes que se aproximaram com o intuito claro de nos roubar. O que parecia ser o líder deles se adiantou e falou:

    Queremos parte desta comida... é dever de todo viajante na área de Porto Negro alimentar a guarda da cidade... E também pagar a taxa de... a taxa de...

    Ou outro que parecia ser menos idiota o ajudou

    A taxa de andar por ai, chefe.

    O monge estava enganado. Ele também era idiota.

    Isto mesmo, a taxa de transito pela praia de Porto Negro... quanto vocês tem no bolso?

    Terminou estendendo a mão o biltre sujeito.

    O monge continuou a comer a sua porção de comida e sem olhar diretamente para o grupo apenas respondeu.

    - Se desejam comer não posso me negar a partilhar, pois possuímos o suficiente para nós e para vocês. Radesh irá servi-los. Agora se desejam nos roubar com esta falácia acho melhor observar bem como é formado este grupo.

    O monge sabia que aqueles patifes não deviam ser espertos, mas deveriam ser fortes. Caso contrário não teriam abordado o grupo de peito aberto, a não ser que eles tenham julgado um careca desarmado, um velhote e um mendigo como um grupo fraco.

    Pensando nisso Amogha, coloca sua cuia no chão e se levanta num pulo só parando face a face com o líder dos bandoleiros.

    - As aparências não são tudo... Se julgou que um homem desarmado, um velho fraco e um mendigo com um rato devido as nossas vestes eram um grupo que não causaria nenhuma resistência acho melhor observar com muito cuidado. - digo calmamente.

    O monge olha para o grupo como um todo, eram quatro contra ele e o druida com seu rato atroz.

    - Então senhores guardas? Desejam se juntar a nós a nossa refeição? Serão bem vindos... Quanto a taxa do que quer que seja, não iremos pagar até que estejamos no local correto. A não ser que desejem comprovar que não somos pessoas comuns. E serei bem claro estará vendo o teto de uma enfermaria antes mesmo que consiga sacar sua arma.


    Neste momento o monge retesa seus músculos e meche a cabeça de um lado para o outro fazendo o pescoço estalar em ambos movimentos.



    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Seg Jul 01, 2019 12:21 pm


    A ameaça contida nas palavras do monge não passam desapercebidas pelos piratas. A figura de Amogha se preparando para batalha faz com que historias sobre homens capazes de lutar sem armas aflorem nas mentes dos salafrarios, historias de ossos quebrados e braços torcidos contados nas tavernas do cais do porto.

    Off: Ameaçar bem-sucedido.

    O líder dos piratas já não esta mais tão certo de que eles seriam uma presa fácil, e da uma olhada para tras, em direção de seus homens. Eles também pareciam amedrontados. O chefe engole em seco, e para manter sua dignidade que resta, diz, “bah, fiquem com sua comida e dinheiro, não temos tempo para mixaria... vamos homens!”

    Eles então dão meia-volta e vão embora em passo rápido em direção da cidade.

    O velho Radesh respira fundo. “Muito bem, Amogha... Melhor evitar combates desnecessários... Se bem que fiquei com vontade de ensinar uma lição para esses velhacos... Pena que não tenho ainda meu livro de magias...”

    Barruluk continua a comer seu peixe. “Eu ia bater neles se quisessem minha comida. Não temos para todos.” O rato guincha em apoio ao seu mestre.

    **

    O grupo descansa na praia até o sol raiar, quando partem em direção de Porto Negro. Radesh informa que há muito tempo não fala com Belinda, e a melhor maneira de encontra-la seria procurando informações na conhecida taverna Peixe Defumado, localizada no cais do porto.

    A taverna do Peixe Defumado, administrada por Kiil e Goore e localizada próxima do cais, é ponto de encontro para inúmeros aventureiros, a procura de emoção e diversão. Embora muitas vezes apenas encontrem a morte... “Guia de Dominus”

    Dentro da taverna, Kiil, Goore e a nekojin Bantya conversam.

    O anão Kiil esta esfregando com força o chão da taverna, limpando os restos de sangue de uma vitima de uma briga no estabelecimento. Ele esta com a testa suando. “As coisas pioraram, desde que papai morreu... Sinto falta dos tempos em que Kardum estava no poder.”

    Seu irmão, Goore, conta o dinheiro na registradora. ”Bah, o que importa é metal no bolso... fazemos o que podemos”

    Banty, a nekojin, faz as unhas, sentada no colo de um freguês. ”Rrrr, mas quer saber, o que importa mesmo é ficar aconchegada num lugar quentinho e leitinho morno para beber...”

    A testa de Goore mostra uma veia saltada. Ficava irritado com a folga de sua atendente. “Levanta já dai e vai atender os novos fregueses que estão entrando. Opa, nada de animais dentro da minha taverna!”

    Barruluk manda seu rato atroz passear, enquanto Amogha e Radesh procuram uma mesa para se acomodar.

    Logo a atendente Bantya vem recebe-los, com um sorriso maroto no rosto. “Meowth, bem-vindos a taverna Peixe Defumado! O que os senhores desejam?”

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Bantya10
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Qua Jul 03, 2019 12:26 pm

    Amoghassidi escolhe uma mesa mais no canto enquanto Radesh escolhe uma próxima a uma das janelas.

    - Esta é melhor, tem uma rota de fuga caso aconteça alguma coisa que cause aquilo.
    - diz o sábio mago apontando para o chão que um anão tentava limpar usando de muita força.

    - Tens razão meu amigo. Sábia escolha. - responde o monge.

    - Mas que diabos! Onde já se viu eu não poder entrar com meu amigo? Por isso que não gosto de perambular pelas cidades!
    - resmunga o Orc sentando num dos lugares vagos.

    Quando todos estão acomodados, a atendente se aproxima com um sorriso no rosto.

    - Meowth, bem-vindos a taverna Peixe Defumado! O que os senhores desejam?

    O monge olha para o druida e para o mago, então ele responde.

    - Se o nome da taverna é uma indicação do melhor prato que vocês servem, eu e meus amigos gostaríamos de pão, um peixe defumado, vinho e uma jarra de água.

    Ele então olha para o mago que observava a nekojin.

    - Caso contrário pão, carne e vinho para meus amigos e para mim frutas e água.

    O monge sabia que para conseguir informações eles deveriam ser bons clientes.

    - Seu nome é Bantya, correto? Eu ouvi o anão no balcão falar seu nome... Você poderia me ajudar com uma informação? Estou a procura de uma pessoa chamada Belinda. Sabe como ou onde eu posso encontrá-la?
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2569
    Reputação : 155
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Hellkite em Ter Jul 09, 2019 9:26 am


    - Se o nome da taverna é uma indicação do melhor prato que vocês servem, eu e meus amigos gostaríamos de pão, um peixe defumado, vinho e uma jarra de água.
    Bantya fixa o olhar em Amogha, admirando seu corpo esguio e sente um arrepio na espinha. “Rrrr, esta completamente certo, nosso Peixe Defumado é conhecidíssimo por toda Porto Negro! O que voce provar aqui, vai querer repetir...”, diz, piscando um olho.

    Ela então serve os heróis, e de fato o prato estava com um ótimo aroma e bem temperado, sendo que Barruluk repete. A vida em civilização não era tão ruim afinal de contas.

    A nekojin permanece ao lado do monge, com a bandeja na cintura e inquieta.

    - Seu nome é Bantya, correto? Eu ouvi o anão no balcão falar seu nome... Você poderia me ajudar com uma informação? Estou a procura de uma pessoa chamada Belinda. Sabe como ou onde eu posso encontrá-la?

    Bantya fica contente por Amogha saber seu nome. “Rrrr, olha, eu não sei, mas vou perguntar pros chefes se eles conhecem! Só espera um instantinho!”, diz, e vai conversar com os anões. Kiil e Goore franzem a testa e olham desconfiados para o grupo.

    Goore caminha pesadamente e puxa uma cadeira. “Eu estava prestes a expulsa-los aos pontapés daqui, mas vi que não devem ser capangas dela... Belinda era a chefe dessa área de Porto Negro, e cobrava proteção aqui do Peixe Defumado... E digamos que ela não era do tipo que era fácil de se lidar”, diz, mostrando uma cicatriz por baixo da barba. Parecia ter sido feito por uma garra.

    Radesh olha para Amogha e arqueia os ombros, como se quisesse pedir desculpas. Barruluk limita-se a fungar com o nariz e palitar os dentes com uma espinha de peixe.

    Goore cruza os braços. “Ainda bem que não esta mais por aqui... Infelizmente terá que ir ate a Guilda dos Ladrões para ter mais informações”, diz, e então levanta-se para ir até o balcão.
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Kether em Qua Jul 10, 2019 1:34 pm

    NPC:

    Kether Zaavelesti, o Aelemaress

    Tradução do nome:
    Keth -> Wind || er -> Winter => Vento Invernal

    Za -> Royal || avel -> Sword || esti -> Elven => Espada do Rei dos Elfos

    Ael -> Knight || emar -> Honor || ess -> Elves => Cavaleiro Honrado dos Elfos

    Imagem:
    Amoghasiddi - Kether - Página 5 7be536694d970e084c6a76d95a994288

    Classe: Duskblade 4 | Beguiler 2

    O próprio nome do jovem elfo, herdado de sua família já serviria para muitos como uma forma intimidatória, porém para Kether serviu como motivação. Apesar de seu berço nobre já que os Zaavelesti remotam da fundação da Corte Élfica e o nome fora dado como título perpétuo para os descendentes de Thovael, cujo nome significava Espada Verdadeira, que se destacou como um dos maiores guerreiros da História dos Elfos sobretudo na grande guerra contra as raças goblinoides a mais tempo que a raça humana caminha na terra.

    Kether por sua vez, apesar de seus esforços para manter a tradição de sua família, não é o filho primogênito mas o segundo filho. Seu irmão Lafith, Criança da Lua, não demonstrava aptidão para a Arte da Guerra e seguiu outro caminho, se tornando um sacerdote de Corellon Larethian e apresentava um dom premonitório desde a tenra infância.

    Kether então parte para Galia para provar seu valor. Seu mestre e pai Baeliss Zaavelesti, Mestre da Guarda da Corte Élfica, o envia para uma peregrinação de 50 anos onde o jovem Kether deveria com seus próprios esforços desenvolver suas habilidades e retornar para então fazer a prova de ingresso na Guarda da Corte Élfica.

    Desde que Kether partiu de sua casa levando consigo, uma espada, uma armadura e 50 peças de ouro. O Duskblade acabou desenvolvendo novas habilidades com um mestre beguiler com quem treinou durante 4 anos. Agora ele viaja pela Galia em busca de um grupo de escravagistas que sequestraram o casal de filhos de seu mestre Beguiler que fora morto junto com a esposa por este grupo.


    O monge olha para Radesh sem o punir ou julgar.

    - Cada um tem as suas escolhas Radesh, o julgo delas é pessoal e do próprio Karma. Sua própria atitude demonstra o seu julgo, só lhe peço que seja fiel a ele.

    Ao falar com Radesh o monge se recorda de seu treinamento com Mestre Gampo certa vez ao ensinar a doutrina Tai.

    Flashback:

    Mestre Gampo e seu pupilo Amoghasiddi caminhavam por uma trilha estreita que levava ao topo do rosto da escarpa onde estava o Templo. Do alto deste penhasco a vista era privilegiada, pois era possível ver toda a extensão da escarpa. Durante o caminho o Mestre que seguia a frente diz para o discípulo:

    - Do "caminho", surge "um" que é aquele que está consciente, de cuja consciência, por sua vez, surge o conceito de "dois" as energias yin e yang, dos quais o número "três" está implícito que são céu, terra e humanidade; produzindo, finalmente, por extensão, a totalidade do mundo como o conhecemos, "as 10 000 coisas", através da harmonia do wu xíng. O caminho, enquanto passa pelos cinco elementos do wu xíng, é também visto como circular, agindo sobre si mesmo através da mudança para simular um ciclo de vida e morte nas 10 000 coisas do universo fenomênico.

    A perspectiva correta será encontrada pela atividade mental da pessoa, até chegar a uma fonte mais profunda que guie sua interação pessoal com o universo. O desejo obstrui a habilidade pessoal de entender o caminho, moderar o desejo gera contentamento. Quando um desejo é satisfeito, outro, mais ambicioso, brota para substituí-lo. Em essência, a vida deve ser apreciada como ela é, em lugar de forçá-la a ser o que não é. Idealmente, não se deve desejar nada, "nem mesmo não desejar".


    Ele continua a caminhar sem demonstrar que estava atento ao seu jovem pupilo.

    - Mestre... não compreendi.

    - E assim eu esperava jovem Amoghasiddi... Mas pense no que lhe falei. Agora vamos pois ainda há muito o que seguir e quero chegar ao topo antes do anoitecer.

    O monge ouviria aquelas palavras apenas mais uma vez, no dia em que partiu pela segunda vez após conhecer o filho numa conversa com seu sogro e mestre.

    - Então filho, se lembra do ensinamento que te passei a muitos anos quando falei sobre desejo? - perguntou Gampo e em seguida recitou novamente a filosofia do templo.

    - Sim Mestre Gampo. Mas acredito que a vida é mais do que isso. A verdade é que a vida de uma forma ou de outra acaba nos levando ao sofrimento que é criado pelo desejo. Isso é, muitas vezes, expressado como um engano agarrado a um certo sentimento de existência, a individualidade, ou para coisas ou fenômenos que consideramos causadores da felicidade e infelicidade. O desejo também tem seu aspecto negativo. Mas o sofrimento acaba quando termina o desejo. Isso é conseguido através da eliminação da ilusão. Assim, alcançamos o estado de libertação do iluminado.

    - Meu jovem isto é o que está na filosofia que te apresentei a muitos anos.

    - Mas mestre eu não acho que devemos viver o wu-wei, a não ação. Devemos agir sim, mas agir de maneira correta.

    - E o que é o correto Amogha?

    - É agir com sabedoria mestre. Ter a visão correta que é não fantasiar o mundo, é ver e aceitar o mundo como ele é e não como ele parece ser. E ter a intenção correta, que é Intenção de renúncia, libertação e inofensividade.

    - Mas como devemos agir para levar a sabedoria para a prática. E mais ainda meu querido filho, qual o foco para essa sua iluminação que tanto fala?

    Gampo observou que algo em Amogha mudou quando ele fez aquela pergunta. Parecia que ainda não estava completa a visão de seu pupilo. Ele então deu dois toques no ombro do jovem, mas sábio, monge e o deixou com seus pensamentos.

    Amogha não soube responder aquela pergunta de seu sogro e mestre. E na hora em que se despediu do mestre mal sabia que aquela seria a última vez que se falariam em vida.

    - Obrigado Mestre Gampo. O senhor me orientou mais uma vez para meus estudos... Nos veremos em quatro anos. Até lá eu acredito que terei a resposta para seu questionamento!

    Hoje ele havia compreendido o que seu mestre o ensinara, mas com sua própria experiência absorvida ele ao ver como a maioria dos povos passam a sua própria vida envolta em sofrimento. E já havia entendido que haviam mais passos que os dois daquele dia, e já chegava em suas observações aos seguintes passos que dividiu em três grupos:
    * Sabedoria (1. Visão correta e 2. Intenção correta)
    * Conduta Ética (3. Fala correta, 4. Ação correta e 5. Viver corretamente)
    * Concentração (6. Esforço correto, 7. Atenção correta e 8. Concentração correta)

    onde
    3 - Falar de forma verdadeira e não agressiva;
    4 - Agir de forma não agressiva
    5 - Viver de forma não agressiva
    6 - Se esforçar para melhorar
    7 - Estar atento para enxergar as coisas com a consciência clara; estar consciente da realidade presente dentro de si mesmo, sem qualquer desejo ou aversão
    8 - Correta meditação e concentração.

    Porém desde que ele conheceu Redris ele percebeu que seus 6 passos ainda não eram o suficiente para a iluminação ainda faltava alguma coisa alguma coisa relacionada a concentração...


    O anão diz "Ainda bem que não esta mais por aqui... Infelizmente terá que ir ate a Guilda dos Ladrões para ter mais informações"; o que trás o monge de volta de suas recordações.

    - Então, mestre anão. Acho que precisaremos de um guia até tal estabelecimento, pois não deveremos encontrar o mesmo com uma placa informativa. Será que a milícia local não teria informações sobre ela?



    Conteúdo patrocinado


    Amoghasiddi - Kether - Página 5 Empty Re: Amoghasiddi - Kether

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Out 22, 2019 8:32 am