Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Redenção (Dai Griffon)

    Compartilhe
    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Ter Mar 13, 2018 2:20 pm

    O trabalho de Dai no Conselho de Ferro era bastante tranquilo, as minas eram seguras e ficavam quase sempre dentro dos territórios que já eram controlados pelo próprio Conselho, mas mesmo assim elas viviam rodeadas de segurança. Diversos guerreiros de diversas regiões de Lizar ofereciam esse tipo de serviço.

    "Ah! Não vejo a hora de ir pra casa! Só quero um pouco de água quente e um pão frito!"

    Passou um dos mineiros pela entrada, olho de lado e deu aceno para Dai.

    "Quase no fim, hein? Dia bom hoje!"

    Não esperou muito pela resposta e saiu andando, pegou um carrinho que estava perto da entrada e logo voltou para dentro da mina. Quase todos eles tinham uma poeira preta no rosto, as pedras da extração de POEIRA eram negras como a noite e muito frágeis, esfarelavam rapidamente, permitindo a extração de minérios e principalmente, POEIRA.

    Nas terras do Conselho de Ferro o Sol se punha um pouco mais cedo do que estava acostumado no deserto. Por volta das quatro horas da tarde ele já estava baixando e nesse mesmo horário, era o fim de seu expediente - receberia um pagamento do dia e pronto, podia ou não aparecer no dia seguinte, não era nada fixo - mas a rotina lhe ajudava a esquecer um pouco do passado.

    "Dai!"

    Ouviu vindo de sua lateral.

    "Vamos, hoje tenho mais uma coisa para você fazer."


    Era o dono da mina, Sulio. Um homem velho e sem o olho esquerdo. Já tinha visto esse tipo de ferimento, uma luta arrancou o olho de Sulio em algum momento de sua juventude, mesmo que ele nunca tivesse falado sobre, seu passo lhe dera experiência o suficiente para saber disso. Além do fato do homem não ser frágil - claro, a idade pesava em suas costas, mas ele era bem constituído.

    "Tenho um negócio para fazer com os Olloyi e você vai ficar lá parado, de cara fechada e em silêncio. Não abra a boca. Lembre-se que você só vai estar lá para garantir que se algo feder, tua mão é que limpa."

    Não era fácil aturar o velho. Mas o dinheiro compensava.

    "Pago o dobro do dia de hoje por esse extra."

    (OFF: Olloyi são uma uma outra Facção de Lizar. Acredita-se que são a raça mais antiga de Lizar e são protetores da terra. Por diversos anos eles sobreviveram espalhados pelo mundo e sem uma organização, a história deles como sociedade é recente. Acredita-se que eles estão tão em harmonia com Lizar que sua essência muda de acordo com as estações do ano. Uma descrição simples - são humanóides altos (média de 2,10 de altura) e lembram raposas (um pouco alienígenas) com asas lisas).
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Ter Mar 13, 2018 3:10 pm

    As pessoas passavam de um lado para o outro, o serviço de Dai era apenas vigiar, parado como uma estátua, sempre, as vezes isso o incomodava, pois já havia vivido bastante aventuras em viagens no Clã da areia, mas pensando bem lá também tinha que ficar ao lado de seu amo e ficar parado como uma estátua, as vezes ele tinha a sensação de que sua língua iria entrevar.

    Dai nos seus tempos de folga não parava de treinar a arte da espada, viveu assim no Clã da areia e devia continuar porque tinha de se sustentar, e viver neste mundo era algo perigoso, seus pesadelos recorrentes tinham cessado por alguns dias e conseguia dormir aliviado, será que estava tudo ficando bem? Não sabia dizer, dizem que a tempestade vem depois da calmaria.

    Os trabalhadores passavam e acenavam e ele retribuía o aceno e cumprimentos quase sempre sem dizer nada, apenas com gestos, e foi parado como uma estátua que seu novo empregador o encontrou:

    "Vamos, hoje tenho mais uma coisa para você fazer."

    "Tenho um negócio para fazer com os Olloyi e você vai ficar lá parado, de cara fechada e em silêncio. Não abra a boca. Lembre-se que você só vai estar lá para garantir que se algo feder, tua mão é que limpa."

    "Pago o dobro do dia de hoje por esse extra."



    - Claro!!! Estou aqui para servi-lo! Se vamos até os Olloyi fique sabendo que minha espada é seu escudo e sua voz é meu corpo!!!

    O guerreiro não contradisse nem reclamou, mas sabia em seu coração que pagamento em dobro queria dizer encrenca em dobro, ou triplo, o dinheiro com certeza não viria fácil, fazer tratos com desconhecidos era de certa maneira reviver o passado, mas o passado tinha uma dívida com Dai que se lembrou do trato que seu antigo amo fizera com estranhos e acabou pagando um preço terrível, Dai teve que sacudir a cabeça para afastar a paranoia de lá. Afinal era só um simples trabalho, ser a sombra do Empregador.

    - Ficarei atento apenas em meu trabalho Senhor... Partiremos agora mesmo???

    Ajeitou seu cinto de couro e outras partes de couro que usava na roupa, o sol já não o incomodava mais, embora sua pele fosse mais clara ele estava acostumado aos castigos do tempo quente.
    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Ter Mar 13, 2018 4:44 pm

    "É, vamos agora."

    Sulio estava acostumado com engraçadinhos e apesar saber da seriedade e convicção em no trabalho de Dai, não estava esperando uma resposta assim, levando em considerando como iniciou a conversa. Deu pra ver que ficou um pouco incomodado, mas não seguiu o caminho para fora da propriedade da mina, esperando que Dai o acompanhasse.

    "Garoto, escuta bem... Eu não qu-..."

    Ele foi interrompido antes de terminar a frase. Uma lufada de vento o empurrou um pouco para trás.

    "Eu odeio Olloyis."

    Sussurou logo após recuperar-se. Então pousaram. Três Olloyis, penas brancas e rosto fino com dentes caninos que saltavam a frente. Havia uma graça e levez naquelas criaturas, eram raros e não apareciam sempre - talvez por estarem sempre voando fosse mais difícil de encontrar - com certeza os Dragu teriam mais sorte topando com um deles.

    "Sulio! Meu velho amigo!"

    O Olloyi que liderava o grupo se adiantou e cumprimentou Sulio, abrindo suas gigantescas asas e envolvendo completamente o velho em seu abraço. Foi rápido, logo o soltou e passou os olhos pequenos e apertados para Dai.

    "Quem é o seu amigo?"

    "Olhe pra mim. Seu negócio é comigo."


    Ríspido. Interrompeu o Olloyi, não deixando que a atenção fosse direcionada para Dai.

    OGNO HERÓICO:
    Ogno Heróico: Antes mesmo da conversa se desenrolar, Dai sentiu leves tremulações no chão. Não é normal. Mesmo com toda a movimentação das minas, o chão não devia tremer dessa forma. Seus sentidos gritavam de que havia algo de errado ali.

    "Certo, Sulio - certo. Vamos aos negócios, então. Precisamos da POEIRA. E vai ser um pouco antes do que havíamos combinado, como podemos fazer?"

    (OFF: Você pode reagir com relação ao que seu Ogno te diz ou deixar a conversa se desenrolar. O ambiente é parecido com o que estava antes, pé de montanha e planície ao longe. O solo é duro e pedregoso)
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Qua Mar 14, 2018 10:41 am

    Dai sentiu-se incomodado quando as asas do grande Olloyi envolveu seu empregador, chegou até mesmo a colocar uma das mãos no cabo da espada embabinhada, mas logo percebeu que era somente um cumprimento e cessou seu movimento, era mesmo raro ver um destes, tanto que tentou lembrar se havia visto um tão de perto, nas viagens com os da areia não lembrava de tal acontecimento, divagou por um momento nas lembranças, mas logo foi despertado pelo abalo sísmico.

    Dai ficou preocupado com o tremor de terra, sentia como se em qualquer minuto uma fenda se abriria sob seus pés e iria sugá-lo para baixo a terra e devorá-lo para sempre, então ele se aproximou mais perto de seu empregador, se algo acontecesse teria que proteger o homem que pagava seu salário, ou então não poderia ganhar seu suado dinheiro, se aproximou mais enquanto a conversa dos dois se iniciava.

    Pensou em falar algo e ver se era o único a sentir aquele abalo, mas lembrou-se de que deveria ficar calado, então olhou e examinou cada olhar dos outros dois Olloyis ali presentes, tentou não parecer rude em seu examinar com os olhos nas criaturas, não queria causar um mal entendido ali, depois tentou examinar em volta e a condição do solo onde pisavam.

    "Mas que diabos é isso? Que tipo de tremor é este?" Apertou o punho, mordeu o lábio inferior e esperou.
    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Qua Mar 14, 2018 7:46 pm

    Sulio notou que Dai disse alguma coisa e olhou para trás antes de responder o Olloyi. Fez uma cara de questionamento para seu guarda costas, era fácil ler o velho homem "o que você está falando? não falei para ficar calado?". Balançou a cabeça negativamente e voltou sua atenção para o gigante alado em sua frente. Coçou o canto de sua sobrancelha e enfiou as mãos nos bolsos da jaqueta pesada que usava, bem parecida com a que todos os trabalhadores da mina também utilizavam.

    "Não podemos fazer nada, Elluin. Nosso trato são cinco barris em duas semanas e eu vou cumprir cinco barris em duas semanas. E eu espero que você tenha ouro suficiente para isso daqui duas semanas. Não antes, não depois. Daqui duas semanas."

    Elluin, o Olloyi, estalou os lábios finos e bateu um pouco as asas, levemente e visivelmente irritado com a resposta. Já não parecia mais a mesma criatura amigável que cumprimentou Sulio ao chegar.

    "Você é um humano desprezível."

    Arrastou as patas no chão, arrancando um pouco das pedras que estavam ali. As garras que os Olloyi possuiam eram impressionantes, como águias gigantes aquilo tinha um poder de uma espada em qualquer tipo de carne.

    "Mas eu respeito sua resolução. Heh."

    Sulio sorriu em resposta. Olhou rapidamente para o pé do Olloyi, onde sua pata raspou o solo e pareceu ter notado algo. Enquanto Sulio apertava os olhos para entender o que estava acontecendo, Dai com sua percepção mais avançada compreendeu rapidamente - embora fosse algo muito estranho para ele. Uma criatura surgia dali, um mão humana de cor verde escura subia rapidamente e agarrava a pata do Olloyi.

    Ao mesmo tempo, ao redor deles - mais três criaturas idênticas surgiam.

    Necrófago:

    "NECRÓFAGOS!"

    Gritou Sulio e em sua velocidade, o máximo que podia, aproximou-se de Dai.
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Qua Mar 14, 2018 8:25 pm

    - Pelos camelos do deserto o que é isso?

    Mas Dai sabia o que eram, seres profanos das trevas, seres hediondos a serviço do mal, pelo menos entraria em combate e se mecheria um pouquinho depois de ficar parado como uma estátua durante muito tempo, Dai sacou sua espada cuja lâmina reluziu a luz do sol, se colocou o máximo que pôde em uma posição estratégica para proteger seu empregador, embora teve o súbito desejo de cortar o braço que segurava a perna do Olloyi, mas sabia que eles sabiam se cuidar então permaneceu onde estava.

    - Mantenha-se afastado Senhor Sulio!!! Minha lâmina agora não faz distinção de quem corta em meio a tantos adversários, mas vai ficar seguro, eu lhe garanto, ei vocês aí Olloyis, não vão bater suas asas e fugir dessa vão? Porque se forem vão logo que eu tô afim de acabar logo com estes caras, tô a fim de ganhar meu bônus do dia...

    Dai esperou um deles atacar, quando o fizesse pularia por cima do monstro necrófago, e o cortaria nas costas por trás ao cair do salto, manobrou a espada com habilidade esperando o ataque do grupo de decrépitos seres...

    ____________________________________________


    OFF Game:
    Como não conheço o cenário não sei se esses caras falam, ou se são apenas bestas devoradoras de cérebros,
    então só vou atacá-los quando atacarem, caso eles não ataquem e façam outra ação, daí decido depois o que faço...
    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Qui Mar 15, 2018 12:53 am

    "ArRanCAscarnEdeLEEEE!"

    O necrófago soltou as palavras emboladas por sua garganta podre. O que estava saindo ao lado do Olloyi puxou com força e feriu a pata do mesmo, os outros dois que vieram junto com Elluin partiram para cima do mesmo no exato momento e agarraram a criatura, livrando Elluin da situação e alçando voo. Elluin mostrou as garras nas pontas das asas e olhou para Dai.

    "Somos nós dois, garoto. Sulio não pode lutar e com a perna assim, com certeza não vou voar."

    Sulio afastou-se, indo para trás dos dois - tentava ao máximo afastar-se do combate mas havia um interesse das criaturas no velho, os olhos opacos seguiam seus movimentos e fixavam-se, ignorando completamente Dai e Elluin - ambos eram presenças imponentes, mas parecia não haver muita consideração dos recém chegados para os dois.

    "O que esses merdas querem?"

    Sulio soltou, percebendo que estava sendo observado.

    "Não importa! Se você cair, eu fico sem minha POEIRA, então você continua aqui, velho!"

    Elluin partiu na direção de um dos necrófagos, baixando a cabeça e rasando para a frente, as garras cortavam o ar e iam diretamente contra o rosto do oponente. Dai não pode acompanhar o desenrolar de tudo, pois ao mesmo tempo os dois restantes vieram em sua direção. Sem armas, mas possuíam unhas negras compridas e dentes serrados, tanto as mãos vinham do alto para lhe golpear, como as bocas vazias e escancaradas para lhe morder.
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Qui Mar 15, 2018 8:40 am

    - Ora ora!!! O que aconteceu com seus dois colegas? Achei que esse combate não iria assustá-los, mas não posso reclamar, se vocês tem asas isso significa que elas são para ser usadas, e não ficar como mero enfeite, mas não tem problema, eu tenho uma espada, significa que devo usar também... Iiiiiaaaaa!!!

    Os dois monstros vieram pra cima de Dai, com uma das garras um tentou acertá-lo, Dai colocou a ponta da espada para frente, depois entrelaçou a espada no braço podre da criatura e girou, com o movimento dançante, ele girou o corpo de modo a criatura perder o equilíbrio e assim ele segurou o pescoço do ser em uma "gravata" com um de seu potentes braços, com forço girou o corpo e arremessou a criatura no outro que vinha em sua direção por trás.

    Os dois se chocaram e caíram, mas a luta ainda não tinha nem começado, com sua outra mão que segurava a espada apontou para os seres ameaçadoramente, os bichos levantaram e assumiram ataque novamente, Dai segurou a espada com as duas mãos, iria usar seu plano inicial, quando o ser veio com suas garras decrépitas Dai pulou por cima dele e tentaria um corte vertical em suas costas, ainda teria que lidar com o segundo, mas o cabo da espada daria jeito, iria golpear o abdômen do bicho com o cabo usando muita força ainda ajoelhado da queda do salto e assim golpear com velocidade se levantando em um slash no final cortando a barriga. (transpassaria o corpo do necro com um golpe final... > Slash)


    - Espero que o poder de minha lâmina seja suficiente para destruir estas profanações da escuridão, é hora de acabar com isso Haaaaa!!!!
    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Qui Mar 15, 2018 8:26 pm

    Ao prender o braço do necrófago com sua espada, Dai sentiu um cheiro pútrido invadir suas narinas, era estonteante e dava asco - fazia sua garganta arder ao receber os ares, as criaturas eram feitas de carne podre e ossos frágeis que se mantinham interligados por POEIRA. Quando girou, dada a força e vigor do guerreiro, o braço do necrófago foi completamente arrancado de seu tronco, tendo o efeito contrário do que o esperado - a criatura foi ao chão e arrastou-se imediatamente para longe, mas ao mesmo tempo o movimento fez com que Dai é quem perdesse o equilíbrio da luta.

    Quando tentou golpear a segunda criatura com o cabo da espada, esta ainda estava atenta e esquivou-se - tento um tempo para se preparar para o segundo golpe. Cruzou os braços na frente do corpo e urrou assim que a lâmina tocou os primeiros centímetros dos braços.

    "...!!"

    Um pedaço do antebraço da criatura fora decepado pela força de Dai e a criatura empurrada violentamente para trás devido ao seu tamanho e força. Aquilo parecia exigir um pouco mais de estratégia, já que mesmo com todos os cortes, eles pareciam não sentir dor - os urros e gritos eram um guia para a raiva e para o foco no velho.

    "Dai!"

    Foi a voz de Sulio que ouviu naquele momento, vindo de trás, parecia o alertar a respeito da outra criatura que havia perdido completamente o braço - que nesse momento, corria na direção de Dai e já próximo, desceu uma das garras contra o braço que portava a espada, não havia nenhum tipo de técnica ou mesmo entendimento do que se fazia, apenas atacavam e se defendiam cegamente, mas eram fortes e tinha um instinto de "sobrevivência" apurado, não queriam simplesmente cair.
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Sex Mar 16, 2018 8:03 pm

    A criatura morde o braço de Dai, mas o revestimento de couro que havia no seu braço segurou o golpe, se não fosse por ela Dai teria seu braço ferido pela mandíbula nojenta do bicho e assim até poder pegar um infecção, como a mão atacada pelo bicho era a mesma que o guerreiro segurava a espada ele usou seu outro braço para fazê-lo soltar, foi um soco forte na cabeça do monstro.

    Depois de fazê-lo se soltar dai deu uma leve olhada para ver mesmo se sua peça de couro havia segurado o ataque, depois pensou que mais amaldiçoado do que já estava não poderia ficar, deu uma olhada de leve para Sulio, para ver se ele estava bem e seguro, afinal não queria ficar sem o pagamento.

    Ele então correu para o lado, e foi em direção ao ser voador que ainda estava lutando...


    - Desculpe mas vou pegar seu tamanho emprestado, foi mal aí...

    Ele saltou e pisou nas costas do possível aliado do momento, conseguindo assim impulso para sua manobra, iria atacar aquele que lutava com o Olloyi, com o salto ameaçador gritou antes de atacar...


    Depois de cair no chão aplicou diversos golpes para tentar acabar de vez com o ser putrefato, pois ainda haveria dois deles para enfrentar, ajudando o Olloyi o cara veria que não eram inimigos e sim aliados ali, tentou inúmeros golpes de espada, sabia que com aquela quantidade de golpe seria possível não vencer, pois a força estaria diminuída em uma porcentagem baixa, golpe rápido significava pouca força no ataque.

    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Ter Mar 20, 2018 3:13 pm

    (OFF: Desculpa a demora!)

    Elluin cambaleou ao ser usado de apoio. Estava concentrado com seu inimigo e com o salto de Dai, acabou perdendo seu balanço – foi rapidamente ao chão e se virou como pode para se recuperar e sair do alcance da criatura. Ele não parecia ter muitos problemas no combate contra o necrófago, não havia muita potência em seus golpes e usava as garras para o corte, mas era quase como se dançasse ao redor da criatura de tão pouca mobilidade, mas devido à última ação de Daí – onde fora usado como impulso –, foi afetado.

    "... de que lado você tá?!"

    Sem tempo para responder, ao subir no ar e com o impulso que tomou - ainda com a intenção de aplicar diversos golpes, a concentração de Dai voltou-se completamente para essa ação em específico. Teve sucesso em seu salto e foi uma fração de segundo, mas o primeiro golpe bateu contra um osso que trincou, os próximos golpes passaram, todos os próximos que foram aplicados tiveram um impacto violento na criatura que foi reduzida a talhos de sua carne pútrida e trapos que utilizava naquele momento. Esse havia sido derrotado, era possível ver a POEIRA escapando de seu corpo e subindo aos céus, para que um dia retornasse a terra novamente.

    Durante esse pouquíssimo tempo, antes mesmo que pudesse cair sentiu algo mais forte que a gravidade puxando Dai para baixo, a segunda criatura que o enfrentava retornou – continuava com seus grunhidos sem sentido e junto trazia o mesmo cheiro de podre que fazia sua garganta arder. Sem um dos braços devido ao início do combate, mas o que lhe restava ainda tinha força suficiente para essa ação. Com o puxão, Dai foi ao chão – não tinha apoio, então a queda foi inevitável. Havia de ter uma consequência para um golpe tão arriscado como esse, ainda mais enfrentando mais de um inimigo.

    Com Dai ao chão, a criatura pulou por cima dele e começou a golpear de forma desesperada – utilizando seu único braço.
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Qua Mar 21, 2018 6:40 pm

    As coisas não iam bem, pois o guerreiro teve de largar sua espada para se defender do seu algoz que desesperadamente tentava golpeá-lo com um único braço, Dai tentou ficar calmo e se desvencilhar dos golpes de maneira eficaz, tentou levantar sua perna e colocá-la no abdômen do monstro e assim empurrá-lo com o solado do pé para o mais longe possível, caso conseguisse iria rolar para o lado e pegar novamente a espada.

    - Eu já pedi desculpas cara!!! Mas tive que usar seu tamanho, mas agora a coisa ta feia pra mim se eu sair dessa te pago um frango assado, vocês comem frango? Haaaaa, droga vê se da uma mão ou asa aqui cara!!!

    Dai se conseguisse se livrar do monstro teria que realizar sua, manobra e além disso se levantar, e esperar as novas investidas dos monstros, se desse tempo iria até Sulio e ficaria perto para protegê-lo.
    einherji
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 55
    Reputação : 3

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por einherji em Sex Mar 23, 2018 5:52 pm

    Havia um pouco de resistência, mas como o necrófago estava bastante debilitado, não houve dificuldade para que Dai o tirasse dali. Assim que empurrou a criatura usando suas pernas, os gritos cessaram – quase que ao mesmo tempo ouviu um barulho de pano sendo rasgado e a criatura caindo de lado – assim como a anterior que Dai havia derrotado, também foi possível ver uma fumaça azul subindo do corpo inerte da mesma. Elluin tinha terminado o serviço com o mesmo, fincando uma de suas garras na cabeça deste e removendo rapidamente.

    “Não presta para lutar em grupo seu guarda-costas, Sulio”.

    Sulio apenas olhou de lado, se recuperando de toda a situação. Caminhou até uma das criaturas vagarosamente e ergueu um dos braços cortados, analisando a situação e o tipo de criatura. Havia um ar de muita curiosidade. Essas criaturas não eram completamente estranhas, mas não deviam aparecer comumente naquela região. São criaturas que se alimentam de restos mortais e as minas de POEIRA não eram um abrigo para esse tipo de “alimento”.

    “Elluin. Vou ver o que posso fazer sobre o seu carregamento adiantado”.

    O apoio de Elluin rendeu um favor por parte de Sulio, garantindo que tivesse um carregamento para antes, como foi solicitado no começo da conversa. Soltou o braço da criatura no chão e demorou um pouco, mas tirou os olhos da criatura. Voltando-se para Dai. Tirou um saco de moedas do bolso, olhou rapidamente dentro do saco contando a quantidade – apenas batendo os olhos, tinha mais do que o prometido, jogou as moedas para Dai.

    “Obrigado. E te espero amanhã na mesma mina”.

    Era realmente estranho que as criaturas estivessem atrás de Sulio – ainda mais estranho que, apesar de estar curioso sobre as criaturas, ele parecia agir com certa calma depois de tudo o que aconteceu. Estava apreensivo durante o ataque, mas quando tudo se acalmou – seguiu com os afazeres.
    spectro
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2955
    Reputação : 70

    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por spectro em Qua Abr 04, 2018 6:59 pm

    Dai sacudiu a poeira da roupa, vendo o último dos inimigos se dissipar, agora ele guardava a espada na bainha e a colocou nas costas com a ajuda de um cinto de couro, mais uma vez ele analisou a mordida que havia tomado agora a pouco e olhou se o bracelete de couro fora perfurado e a mordida o feriu, mas antes de analisar tudo que queria Sulio e o outro cara estavam se aproximando, um deles fez um comentário, o guerreiro pensou em retrucar, mas viu que não surtiria efeito as palavras.

    Então permaneceu calado até que o seu empregador lhe entregou o dinheiro, ele acenou a cabeça em sinal de agradecimento, e colocou a sacolinha de moedas no cinto, amarrada ao seu lado direito, o guerreiro viu os dois terminarem seus negócios e então o seu empregador lhe dispensar, como o dinheiro foi suficiente ele pensou no que queria fazer hoje o restante do dia.

    Dai viu Sulio se afastar e ir embora, depois falou sozinho:


    - Certamente amanhã tem mais, espero que aquela mina não tenha algo que possa trazer uma maldição a este mundo, pois já conheci um amo que fez o que era ruim, um trato com o demônio digamos, talvez eu esteja sendo paranoico, acho que vou até o bar, tomar uma cerveja e descansar para a manhã, um novo dia chegará, mas acho estranho este ataque...

    Mesmo assim balançou a cabeça e se virou, então partiu na direção de uma taverna, queria beber um pouco, depois não demoraria em ir pra seus aposentos e descansar, embora o combate tinha acabado a sensação era que mais ainda estaria por vir, foi andando a passos lentos e olhando pelo caminho, prestando atenção na região pedregosa que era em volta da mina, aos poucos a civilização chegaria e o ataque que Dai sofrera seria apenas uma lembrança na mente, beber comer algo e ir descansar, era esse o intuito do rapaz, mas não sabia o que ia encontrar pela frente, no caminho viu um arbusto, depois flores em um canteiro qualquer e continuou a andar...
    Conteúdo patrocinado


    Re: Redenção (Dai Griffon)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Abr 26, 2018 2:16 pm