Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    The Long Bad Night

    Compartilhe
    Jim Jones
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 258
    Reputação : 6

    The Long Bad Night

    Mensagem por Jim Jones em Sex Mar 23, 2018 3:14 am

    Arredores de Seattle, Agora,Complexo do condomínio executivo da Renraku.


    O plano estava indo certo para as duas garotas por enquanto, elas conseguiram invadir a casa onde o executivo da Renraku mora, bem antes dele chegar, conseguiram até colocar parte de seu equipamento dentro da casa. Não que fosse necessário um par de drones e uma armadura de combate, alem de muitos drones para render um executivo que não possuí segurança particular, mas esse é o sexto mundo, armas a mais nunca fazem falta. O plano é bem simples, render o executivo até a hora da entrega e entregar o pacote. O pacote, Sr. Takeda, um executivo de média para baixa posição na Fukuhama Wastes, que lida em sua maior parte com o tratamento de lixo tóxico. Ele não era nenhuma grande coisa pelo que parecia, mais um escravo do próprio salário que vendeu sua alma as megacorps.

    Nina e Sputik estavam sentadas no escritório da casa enquanto aguardavam Takeda chegar, a casa em si não era extremamente luxuosa ou grande, talvez elas não imaginassem que um executivo vivesse assim, talvez pensassem em algo maior, mais ostentoso. O design minimalista Japones estava presente em toda a casa, com alguns toques ocidentais aqui e ali, mas se a casa não era nem grande nem extravagante o simples fato de possuir uma casa e não um dos micro-apartamentos em uma das arcologias já dizia bastante sobre a grana que o homem fazia. O condomínio onde a casa ficava também não era tão ruim assim, seguranças, rondas cercas elétricas e uma distancia confortável o suficiente da cidade para não ter que se preocupar com a superlotação e ainda conseguir ir e vir do trabalho todo. Pena que a segurança digital não era lá essas coisas, bastou umas centena de nuyens para um hacker conseguir "marcar uma avaliação de qualidade ultima hora" e fazer com que as garotas entrassem pela porta da frente.

    Elas ouvem alguem abrir a porta, o alvo. O ouvem andando, provavelmente indo a cozinha, e esperam ele subir ao segundo andar, passam alguns minutos nada. Mais um minoto sem nenhum som. Ai elas ouvem um grito seguido de uma batida forte, sorte que o barulho não fora alto o suficiente para alguém de fora da casa ouvir, ou é isso que elas imaginam. Rapidamente elas descem para o primeiro andar, se deparando com uma cena estranha, sr.Takeda jogado no chão da sala com uma perna quebrada e alguns cortes profundos, obviamente ele foi arremessado da cozinha, o único comodo com alguma luz acesa.

    Aos poucos a sombra de um lobo consegue ser vista da cozinha, um lobo imenso. A sombra começa a se mexer como se ele estivesse se aproximando, mas nada sai pela porta, então que vocês percebem ele surgindo  frente aos seus olhos. A figura que pelas sombras antes parecia um lobo agora não tinha mais sombra, lobo não era muito uma certeza, é provável que ele já fora um lobo, algum dia. A criatura diante de vocês possui diversos tumores surgindo em suas costas, buracos onde o pelo não mais crescia e acima de sua boca surgia uma segunda boca  e ai sim o focinho. Os olhos da criatura eram amedrontadores antes mesmo dele abrir o terceiro olho, cada um de uma coloração diferente de amarelo. A jovem ork não entende que ser é aquele que surgiu apenas sente um medo instintivo da criatura. Sputnik por outro lado já lidou com coisas um tanto parecidas antes, especialmente se trabalhou mesmo com as megacorps como dizem por ai. Conhecer o que isso é a deixa mais assutada que a ork.

    Ao ver a criatura ambas só conseguem pensar em uma coisa."Vai ser um trabalho fácil." a ultima frase que  Sr.Johnson falou antes de passar o serviço para elas.


    Downtown, Seattle, três dias atrás, em um restaurante muito muito caro...



    Kanina e Galya estão sentadas sentadas em um dos mais chiques restaurantes de Seattle, o cheiro da comida era incrivél, cada hora que um dos garçons passava por vocês a vontade que sentiam era de derrubar o cara e pegar a comida de sua mão, aquilo definitivamente não era apenas soja. - Calma, Nina, calma, daqui a pouco nós pedimos o nosso prato, mas temos que esperar nosso anfitrião chegar.- disse um homem para a jovem ork enquanto o mesmo palitava os dentes e olhava o cardápio, esse homem é o seu "pai". Galya por sua vez não entendia o que uma criança fazia ali, seria ela o trabalho? Mas com o tempo, nessa profissão, você começa a não fazer perguntas antes de saber pelo menos algumas respostas. O Sr. johnson finalmente chega uns 5 minutos elegantemente atrasados, um homem velho, humano, sem nenhum implante(aparente), de cabelos grisalhos e usando uma roupa que deveria custar tão caro quanto o dinheiro que vocês fazem em um mês. Em sua mão um copo de uísque.



    - Boa noite. Espero que não tenham começado sem mim. Senhoras... Senhor...- E se senta, muitos Johnsons gostavam de ser simpáticos, tentar bancar que estava do seu lado, que é seu amigo, e não é que o bastardo é bom nisso.- Podem me chamar de senhor Johnson, e você é Sputnik certo? Ouvi ótimas recomendações de você. E você é a adorável Kanina acompanhada de seu pai certo? Prazer em conhece-los- Ele sorri para os três e pega o cardápio, da uma olhada e em seguida continua.- Por favor peçam o que quiserem. Por minha conta. Eu insisto.- Em seguida o garçom vem atende-los e o sr.Johnson pede alguma coisa de carne, não alguma soja disfarçada com molho de churrasco, ele pede carne real. Nenhum dos outros três presentes na mesa consegue lembrar da ultima vez em que comeram carne de verdade. O garçom anota os pedidos e sai.

    - Então, vamos aos negócios. A missão como devem saber é uma extração com um delivery. Nada muito incomum. O alvo é Hiroshi Takeda, um executivo médio na Fukuhama Wastes, pelos dados que me constam ele não possuí segurança particular. O trabalho será simples, vocês acham o cara, se não me engano ele vive aqui por Seattle mesmo, vão segurar ele e vão entregar ele VIVO no ponto que eu indicar daqui a três dias. um trabalho simples, mas pela urgência vai possuir um bonus. 14.000 Neoyens, 7.000 para cada uma das partes, acho um valor justo.- ele faz um gesto coma mão e vocês recebem um arquivo em seus commlinks com os dados do alvo, foto, data de nascimento, moradia, entre outras coisas, se tiverem com algum device de visão podem ver automaticamente em realidade aumentada ou no próprio display do commlink caso não tiverem. Vocês percebem que o olho dele da uma leve brilhada e notam que é devido a uma lente de realidade aumentada que ele possuí.

    - Quase me esqueci.- Ele pega uma caixa pequena do bolso, parece ser de metal e esta trancada com uma tranca digital.- Essa caixa contem algo necessário ao cumprimento da missão. Não a abram até o memento da entrega. Dentro dela há algo que o sr.Takeda precisará comer no momento da entrega, se isso não acontecer o pagamento não será efetuado. Alguma duvida ? - E ele se cala, abrindo espaço para os runners.

    off:
    Opa galera, vamos começar essa aventura que já ta prometida a tanto tempo?.

    A primeira parte é meio que um Fast foward, podem e devem interpretar ela, mas só retornaremos nela mais a frente na aventura. No momento agora seria mais com a reunião de vocês com o Johnson, façam perguntas, questionem, indaguem, quanto mais saberem mais informações uteis teriam. Não confiem em tudo que ele disser, Johnsons costumam mentir e omitir muitas coisas.

    Nimaru o Persongaem do pai da nina está ai como muleta para que você pergunte coisas que queira saber como player, masa sua personagem não tenha malicia par fazer.
    gaijin386
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2065
    Reputação : 1

    Re: The Long Bad Night

    Mensagem por gaijin386 em Sex Mar 23, 2018 10:26 pm

    Durante o jantar...

    Sputnik acompanhava com atenção o sujeito de roupas finas e bem ele parecia mesmo ser confiável e para a rigger as atitudes não passavam de uma fachada, pois afinal nesse negócio... no jogo de sombras o que menos existia era confiança e sim contratos e para ela quanto mais cedo os termos fossem definidos melhor. Ela disfarçadamente evitou a comilança e bebeu de sua própria garrafa...

    Entendi que você quer o cara vivo. Claro como cristal, mas ele não precisa estar consciente? Tipo podemos fazer ele engolir isso que você está nos fornecendo após narcotiza-lo com algum sonífero?  Em todo caso um transporte veloz é o que eu preciso, pois poderia conduzi-lo sem as mãos ... literalmente.
    Nimaru Souske
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1247
    Reputação : 42
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: The Long Bad Night

    Mensagem por Nimaru Souske em Sab Mar 24, 2018 9:46 am

    Complexo do condomínio executivo da Renraku

    Nina estava empolgada com sua primeira missão oficial que iria poder usar sua armadura nova. Chupava o pirulito freneticamente e não parava quieta enquanto organizava os equipamentos dentro da casa, não interagindo muito com a sua companheira de Run.

    Ficar sentada enquanto esperava o alvo chegar foi uma tarefa difícil, não por causa da mobilidade da armadura, mas porque o corpo de Rautt parecia se movimentar sozinho de tanta excitação. O alivio estranhamente chegou quando aquele grito ecoou pela casa, fazendo as duas descerem para ver o que estava acontecendo ali no primeiro andar.

    Tudo deu errado?

    Nina fica alguns segundos sem entender a situação e o que era aquilo à frente das duas que não devia estar ali. Mas logo pulou para ficar entre o Sr. Takeda e o estranho lobo e levantou as armas que empunhava em cada braço em direção à criatura. Podia não saber o que fazer com o bicho, mas sabia que tinha que proteger o pacote.

    - Hora do coelho caçar o... lobo?

    As armas começaram a disparar mirando do monstro.


    No Jantar

    Nina abria bastante as narinas para que aquele cheiro delicioso entrasse e fizesse sua barriga roncar ainda mais. O pirulito em sua boca quase escorrega para fora de tanta saliva produzida por causa da fome. Ao lado da garota ork,  um homem misterioso que Kanina nunca soubera o nome e só o chamava de "Papai" pois ele gostava de manter a discrição. Ele a advertira sobre a comida, o que fez ela se controlar um pouco e ficar olhando para a outra pessoa presente na mesa até então, uma mulher séria que parecia bastante focada no que foram fazer ali. Ao Contrario de Rautt.

    Quando o anfitrião chegou, Nina acenou com a cabeça enquanto trocava o pirulito que ja havia acabado por outro que estava no bolso de sua calça. Seu pai, por outro lado, cumprimentou o homem.

    - Boa noite, senhor Johnson, não começamos ainda, estávamos esperando o senhor. Coloca o palito na mesa e passa a língua pelos dentes. - O prazer é nosso, não é minha querida?

    Termina sua frase olhando para a garota, que da um pequeno sorriso envergonhado.

    Nina escutou o que o homem falou e logo pós-se a puxar o pai pela roupa.

    - Pai, eu quero doce, eu quero algum doce, por favor pai, quero algum doce...

    Só parou de falar quando seu pai respondeu.

    - Está certo, Nina, se acalme que eu peço ao rapaz. Olhou diretamente ao garçom. - Meu caro, traga-me a melhor sobremesa que você possuir e um segundo prato do que esse homem pediu. Apontou para Johnson.- Ele me parece ter muito bom gosto, ainda mais porque escolheu minha filha para esse trabalho. Sorriu.

    O plano é explicado pelo contratante enquanto Nina espera pela comida e ainda encara os cabelos rosas de Sputnik. Seu pai presta atenção em cada palavra dita pelo homem e chegou a arregalar os olhos quando valores foram falados na mesa. Mas logo voltara à sua postura de negociador, ignorando o momento de dificuldade financeira que passava, e pôs-se a falar.

    - Pelo que você diz a missão realmente não me parece complicada, ainda mais pelos recursos que sei que minha filha terá para essa Run. A parte mais difícil vai ser mantê-lo vivo no meio de tantos tiros, mas isso eu vou tentar falar com Nina para ela se controlar. No mais, para mim é um valor mais do que justo. Solta um leve sorriso.

    Ao olhar para Kanina, o homem percebe que ela já estava olhando em seu commlink as informações sobre o alvo e fica mais aliviado que ela estava mais atenta em relação àquele trabalho.

    Ao surgimento da última exigência, o homem estranha, mas não pergunta nada, apenas acena com a cabeça afirmativamente. Espera a mulher que estava na mesa falar primeiro e logo solta uma resposta despretensiosa.

    - Sobre o transporte, temos um carro se for útil para o que você está planejando, senhora... Tenta lembrar o nome que o homem falou anteriormente. - ...Sputnik.

    Olhou diretamente para mulher. Nina parecia falar sozinha enquanto via o Commlink. Memorizava as informações e tentava junta-las para montar em sua cabeça juvenil o modo como teria que agir nessa missão.
    Conteúdo patrocinado


    Re: The Long Bad Night

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Set 19, 2018 2:05 am