Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    A Flor de Nek'Mani - A busca

    Compartilhe
    DynamiT
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 666
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por DynamiT em Dom Jul 08, 2018 7:19 am

    Talindra toma a frente e toda animada tenta levantar os ânimos do grupo mas logo depois se desanima por ainda faltar muito tempo para partirem. Em um rápido flash de memória ela se lembra de Liadrys ter dito sobre as qualidades dos arcos que possuíam.


    - Estou pronta! Partiu pegar essa flor.

    - Quarenta é muita coisa! Em fim... Liadrys não quero parecer que estou cobrando alguma coisa mas você havia dito que há bons arcos aqui será que poderia me arrumar um arco melhor que esse aqui. Eu devolvo quando voltarmos.


    Rosenrot
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 730
    Reputação : 60

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Rosenrot em Dom Jul 08, 2018 12:10 pm

    HAIL ODIN, HAIL VÖKTUN VETRAR
    - Hail. - A voz de Sunna pronunciou, enquanto a Clériga parava alguns passos do grupo se formando. Seu olhar frio e avaliativo passou pelos presentes - existiam alguns ali que ela não lembrava-se de ter visto no inicio -, mas também não fez questão de se apresentar. A politicagem comum aos outros não era algo comum a ela.

    Agora, vestida para sua tarefa, Sunna tinha um aspecto ainda mais "ameaçador", a brunea lhe dava mais corpo, deixando a mulher que já era grande, ainda mais "parruda". As runas pintadas em seu rosto remetiam a sua terra e seus costumes, elas eram representadas também em ambas as mãos. O escudo estava preso as costas e o martelo a cintura. O Olho Vigilante caiam no peito, num azul fosco, mas presente.

    Ela deu uns passos e depositou no chão uma garrafa, dentro um líquido de cor dourada repousava. - Uma bebida das minhas terras, usada em comemorações e antes da batalha. Bebam se acharem que devem, foi oferecida aos Deuses Æsir. - Tinha se adiantado noite passada, enquanto a maioria conversava e compartilhava histórias, Sunna tinha feito seu isolamento e se preparado para a manhã seguinte. Seus encantamentos estavam prontos, suas preces feitas e tudo o que achava que precisaria para aquela viagem. Agora toda a fortuna das coisas estava nas mãos dos Deuses, e que eles, por vontade dessem o caminho a seguir. Uma coisa havia lhe dado um pouco mais de expectativas: o druida conseguirá reunir mais pessoas, não podia se certificar da qualidade dos novos "recrutas", mas Sunna preferia acreditar que as pessoas em volta estavam prontas para o que enfrentariam. Caso contrário, talvez nem mesmo os Deuses pudessem oferecer auxilio. Suspirou, olhando para além do grupo, existia coisas que precisava terminar também - estava em sua missão pessoal, afinal de contas - e seu povo e seu pai e talvez até mesmo Odin contavam com seu êxito.

    Esperava então que aquilo acabasse logo.


    1o0oP (Lui)
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 17

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Seg Jul 09, 2018 7:40 pm


    Ao ver a garota Sunna aparecendo, Kenko lembra-se de como a havia achado exageradamente preocupada no dia anterior, mas quando ela desce ao chão a garrafa com a bebida, seu organismo lhe dá um sinal, sinal de que está com sede. Ele olha para a bebida, olha para ela, olha para a bebida ... e pensa "A julgar pelo modo como ela estava preocupada ontem, duvido que ela esteja aqui pra nos sacanear. Então, caminha em direção a garrafa, e mesmo que Sunna não diga nada, olha para ela e diz

    — Que foi? To com sede.

    Pega a garrafa com as duas mãos, abre, e toma um belo gole! Enquanto ele bebe, Mika sai de seu bolço, voa de vagar até próximo de Sunna e com um jeitinho tímido diz

    — Oi! ... Por que você pinta a cara?

    Quando Sunna olha na direção dela pra responder (caso ocorra), ela voa para longe, de medo, e se esconde atrás de Kenko enquanto ele bebe da bebida, embora continue ouvindo o que a mulher tem a dizer (caso haja). Depois fica espiando, curiosa.

    Dycleal
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1933
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Dycleal em Seg Jul 09, 2018 9:04 pm

    Liadrys sorri com a cena da pixie perguntando porque a senhorita Sunna pinta a cara e como ela corre para se esconder atrás do irmão e ele interrompe dizendo: - Meus companheiros de batalha e conterrâneos da senhorita pintavam runas no rosto e nas mãos, acho que para evocar seus deuses e suas proteções, bem como lembrar suas origens e valores, me dava muita segurança quando os via daquela forma, focados e aguerridos. Eles me valorizavam muito pelo meu valor no campo de batalha e nunca pela a minha aparência, tinham o meu respeito. Quer acrescentar algo, senhorita?



    Olhou para todos e parecia que o mago já juntava seus pertences e pergaminhos, fechava seu grimório e levantava, o Kss juntava seus elixires e parecia que todos só esperavam o seu comando de partida e disse: ´- Partiremos pelo portão sul, como previsto, iremos a pé se possível dois a dois, os combatentes na frente e no final, eu seguirei a frente com a batedora e até o almoço trilharemos caminho conhecido e tranquilo, após o almoço, peço atenção redobrada e silêncio absoluto, qualquer questionamento, diretamente a mim e cochichando ao ouvido. Alguma pergunta? Se não, Partiremos.
    DynamiT
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 666
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por DynamiT em Ter Jul 10, 2018 10:23 am

    Talindra fica um pouco sem graça mas nunca envergonhada. Quanto a bebida que foi oferecida pela mulher ela decide provar um pouco.


    - Fui completamente ignorada! Acredito que isso deve ter sido um "NÃO" bem educado. rsrs

    - Ei! Isso ai é bom?! Da pra dar uma esquentada no corpo? rs



    Rosenrot
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 730
    Reputação : 60

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Rosenrot em Ter Jul 10, 2018 11:13 am

    HAIL ODIN, HAIL VÖKTUN VETRAR
    A jovem de Skuld, apesar de ser uma Clériga, tinha uma postura quase milica. Ela voltou a passar o olhar entre os presentes, mas seus olhos claros e frios focam-se no jovem que se aproximava da garrafa. Ela não diria nada - não havia muito a se dizer - a bebida que Keiko provava era doce e amarga ao mesmo tempo - para quem não estava acostumado a algo alcoólico -, tinha um tom leve de mel e diferente da maioria dos destilados, parecia algo mais "cremoso" ao seu modo. Ainda sim, era uma bebida alcoólica, e era quente - e isso se espalhava pelo corpo rapidamente - dando a ele uma leve sensação de calor.

    Quando a Pixie se aproximou, a primeira quase reativa reação da loira foi querer levantar a mão e espantar a criatura - não estava habituada aquele tipo de criatura -, mas ela se segurou, suas mãos paradas ao lado de corpo e imóveis. Seu olhar focou-se no pequeno ser próximo a si e em como ele voava para longe. Ouviu o Dragão falar e não se pronunciou até que ele terminasse, quando isso aconteceu, falou novamente.

    - Há muitos motivos para isso, entre os meus. Os Berserkir, àqueles que vocês chamam de guerreiros, pintam seus rostos para causar horror e confusão em seus inimigos. Quando o inimigo olha para um  Berserkr, ele não verá um homem e isso é capaz de apavorá-lo. Os Godi, como eu, pintam seus rostos e mãos para evocar as proteções dos Deuses e exaltar nossas origens.

    Quando a elfa fez a pergunta sobre o Myadukha, Sunna apenas arqueou as sobrancelhas levemente, sem entender exatamente o que a mulher queria dizer: era uma bebida quente si, afinal ela vinha de terras onde os invernos eram rigorosos e duros. Suspirou, movendo a cabeça levemente, mas sem expressar em palavras a resposta. A respeito de Lyadrys, a loira apenas concordou: estava pronta.


    Soviet
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7163
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Soviet em Ter Jul 10, 2018 3:44 pm

    O meticuloso trabalho de ser um mago. Prever coisas que podem não acontecer e fazer escolhas que podem definir a própria sobrevivência. Bem, estudara muitos anos para se tornar um praticante das artes arcanas e Calahal não desejava passar o resto de sua vida em bibliotecas mal iluminadas lendo tomos antigos, o mago agora tinha uma tarefa a cumprir e precisava aprender da pior forma como se portar em situações adversas. Os olhos do mago corriam as poucas páginas preenchidas no grosso livro escolhendo as magias para aquele dia. Feito isso, Calahal prende sua adaga à cintura, pega sua mochila - onde a besta leve estava presa, e sai da tenda onde estudara seu grimório.

    Calahal sentia um prazer enorme em sentir o sol contra sua pele. O mago caminha até onde estavam seus companheiros e Liadrys. Havia uma mulher que o mago não tinha visto na noite anterior e o alquimista não estava ali, ou pelo menos Calahal não o vira ainda. O mago coloca sua mochila no chão, apoiando-se em seu cajado com uma mão e cobrindo os olhos com a outra.

    - Estou pronto para partir.
    Necromancer Ignaltus
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2510
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter Jul 10, 2018 5:25 pm

    Ao lado da fogueira, o alquimista ergue uma das mãos, retirando atenção do ofício para o grupo por um momento, e diz à Kenko:

    - Deixai me provar um pouco, feérico, pede o alquimista com a mão esticada, fantasiando um sotaque roubado de um dos idiomas que já lerá a respeito, pronto a provar da bebida dita divina pela clériga Skuld.

    E assim que Kss provar da bebida, ele procuraria desvendar alguns de seus segredos através do paladar.
    Dycleal
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1933
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Dycleal em Ter Jul 10, 2018 8:08 pm

    Liadrys percebe pelo olhar curioso de Calahal, que ele não fora apresentado para Kss e Sunna e faz as devidas apresentações, vai no fundo da barraca e pega os seus pertences e alguns notam que ele está com dois arcos e aproxima-se da Talindra e diz: - Não pense que esqueci, este arco longo foi feito por mim e recebeu acabamento da Senhorita Bechara, discípula do Lorde Yjo e é uma peça muito valiosa, e ele agora é seu, honre o presente e me dê cobertura durante a viagem e sorri. Entrega para ela uma aljava com vinte flechas e se dirige a entrada sul, que será a saída da expedição e nota o Kss estendendo a mão para pegar a bebida das mãos de Kenko.


    Ao chegar na posição da entrada, repete: - Na frente se alternarão eu e Talindra, e com quem estiver atrás estará Kenko e a Mika, depois a Dupla Kss e Calahal e fechando a coluna, a Senhorita Sunna, que periodicamente receberá visitas minhas para checagem, e que os nossos patronos nos guiem e protejam e começa a dar os primeiros passos em direção ao destino.
    Necromancer Ignaltus
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2510
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter Jul 10, 2018 9:47 pm

    Assim que tudo estava pronto, o alquimista segue na ordem planejada, guardando o produto da sua posologia num dos muitos bolsos do traje de viagem, e deixando para trás o supérfluo, como o kit de ladino. Ali trazia as diversas armas exóticas, o estritamente necessário, a bolsa de alquimia e os primeiros socorros, além do cantil e a armadura.

    Enquanto seguem, o antissocial acadêmico tenta quebrar o gelo da sua própria incompetência social divagando sobre o que descobriu provando a bebida com os membros próximos.
    1o0oP (Lui)
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 17

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Qua Jul 11, 2018 2:02 am


    Mika ouve atentamente as explicações sobre as pinturas, e pensa consigo mesma "Uau! Os Deuses! Que Lindo!".

    Após sentir tudo aquilo, doce, amarga, suavemente cremosa, o álcool, a quentura se espalhando do esôfago para o resto do corpo, o coração acelerando, Kenko fica confuso, pois nunca havia tomada nada alcoólico, e mesmo que o gosto não tenha sido desagradável, o choque causado pelas diversas sensações o fazem inevitavelmente fazer careta, e engasgar um pouco. Está tossindo, se desengasgando quando entrega o bebida nas mãos de Kss. De tudo o que foi dito ali por todos, pelo garoto, quase nada foi entendido, uma vez que se preocupava em sobreviver a bebida estranha da mulher loira mal encarada. A não ser, a fala de Liadrys indicando a formação de marcha, e chamando para a partida. Nisso, fala com Mika baixinho — Vem, estamos saindo, fica atenta. Mika voa rápido para o bolso do garoto de novo, e enquanto ele acomoda sua espada, e sua mochila, ela segue a viagem, no início, a Pixie fica frequentemente espiando as redondezas, os novos companheiros, tentando absorver os sentimentos de cada um, e mal pode esconder sua felicidade e empolgação com a aventura que se inicia, após uns minutos de caminhada ela acomoda-se no bolso de Kenko e fica imaginando os Deuses de quem a mulher loira falava, na mente da pequenina, são Deusas Pixies, com vestidos maravilhosos, poderes infinitos, e muitas pinturas na cara!

    DynamiT
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 666
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por DynamiT em Qua Jul 11, 2018 6:56 am

    Talindra olha admirada para o arco


    - Nossa o arco é lindo! Obrigada.

    - Entendi... se eu acabar ficando longe d+ pode deixar que eu dou um jeito de falar com vocês.



    Então ela segue Liadrys em um ritmo que pra ela é lendo pelo menos até chegar a hora dela realmente fazer oque saber fazer.
    Dycleal
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1933
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Dycleal em Dom Jul 15, 2018 3:56 pm

    A viagem começou um tanto sonolenta, muitos não tinham o costume de andar em marcha, mas após duas horas o grupo pega ritmo e as funções distribuídas por Liadrys funcionam perfeitamente. A Talindra mostra que apesar de sua natureza debochada, realiza um trabalho de batedora impecável e trabalhando em perfeita harmonia com o druida e a Sunna sempre que visitada pelo draconato, para checar o final da trupe, encontra-a atenta e alerta e chega o horário do almoço, o druida dá algumas palavras para a batedora que desaparece da vista de todos e diz: - Chegou o horário de comermos, trouxe comida para este almoço e para o jantar, a partir de amanhã teremos que caçar para termos alimento, embora tenho umas sementes que podem mate-los por um dia, mas muitos ainda sentirão fome, mesmo alimentados quanto as necessidades básicas.


    Desarma uma panela de ferro grande e assovia e aparecem dois druidas com carne, recém caçada e já preparada para o consumo e o druida, as pega e faz vários pratos distribuindo frutas, raízes, sementes e um cheiro bom saí da panela que ele colocou no fogo, logo que chegaram. Não demora muito e está tudo arrumado para fazerem um boa refeição e o druida diz: - Comam a vontade, descansem e após duas horas de parada sairemos em frente, os batedores, me informaram que as próximas duas horas serão seguras, pois eles checaram.


    O clima é tranquilo e o druida come pouco e rápido, some por um tempo e depois volta e fica ao lado de Kenko, brincando com a Mika e rindo com seus disparates, levanta-se e conversa com Calahal para saber as magias que ele tinha preparado e trocarem algumas ideias estratégicas e após ouvi-lo se volta para conversar com Kss no intuito de saber as poções e beberagens que ele tinha preparado, e na sua cabeça já traçava planos de como se comportariam a cada possível ocorrência. Após essas conversas pede um relatório da Talindra sobre o seu perímetro que ele pediu que ela realizasse e fica esperando qualquer dúvida que lhe tragam, embaixo de uma árvore frondoso, meditando e orando para Mielikke.
    DynamiT
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 666
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por DynamiT em Dom Jul 15, 2018 4:17 pm


    Talindra percorre todo perímetro solicitado por Liadrys e sempre fazendo contato através de Mensagem (truque).


    - Liadrys tá tudo tranquilo nas redondezas. Até por que eu já teria enviado uma mensagem gritando se tivesse algo errado rsrsrs...

    Ela vai andando pela floresta sem sair do alcance da magia e sempre andando escondia e alertando Liadrys sobre tudo que possa haver de errado. As vezes ela deixa escapar alguns comentário. "-Que bicho nojento!", "- Mas que plantinha feia!", "-Desculpa Liadrys rs"
    1o0oP (Lui)
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 17

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Dom Jul 15, 2018 4:22 pm


    Enquanto viajam, Kenko preocupa-se em observar tudo no caminho, as árvores, o aspecto da estrada, o clima, porém não sai de sua posição, embora se incomode um pouco de ter que andar em formação. Se manteve atento para qualquer perigo, conforme já tem costume. E Mika, por vezes voa alto para ter uma visão mais ampla, depois desce, e cochicha nos ouvidos de Kenko e Liadrys sobre a vista lá de cima.

    Ao pararem pra comer, Mika se diverte com Liadrys, e enquanto isso, Kenko, sentado ali, comendo também, lembra-se do plano que sugeriu, e pergunta para quem souber responder

    — Já estamos próximos da construção abandonada?

    Necromancer Ignaltus
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2510
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Necromancer Ignaltus em Dom Jul 15, 2018 5:20 pm

    Ao ouvir o comando da parada Kss oberva Liadryz convocar o par de druidas a espreita; o alquimista nem tinha ideia de que havia alguém os fitando escondidos. Em verdade, a sua mente é mais afiada do que os seus sentidos. Se fossem os goblinóides provavelmente os teriam surpreendido ali. Isso o preocupou um pouco. Ele fitou os sujeitos iniciarem uma fogueira e a fumaça e se preocupou mais; afinal, os goblinóides não poderiam avistar o sinal de fogo, mesmo estando a duas horas daqui se o inimigo manter guardas com bons olhos, mesmo a espécie ficando meio cega a luz do dia. Nisso, ele teve vontade de indagar ao colega draconato quem era o par especificamente, mas acabou por resolver que seria de falta de educação inquerir pessoas que o tinham conduzido tão bem até ali, concluindo por perguntar para quando estivesse mais em particular, mas não antes de prosseguirem na jornada.

    Servida a comida, o alquimista atende ao conselho do druida e almoça com os demais, sentando-se de costas para o fogo, pois pretendia, nesse ínterim de duas horas, aproveitar para cuidar dos suprimentos que trazia; nada pior do que uma explosão ou um incêndio inesperado provocado por um químico descuidado para uma missão furtiva.
    Então, o descendente de Paracelsus abriu o kit de artesão e a bolsa de alquimia, bem como os exemplares de armas que trouxe e passou a revisar: haviam 7 ácidos e 10 frascos de óleo preparados e uma poção de cura... vencida.

    A ideia de preparar o balsamo para qualquer surpresa no inicio da viagem minguou, pois nada acontecera, o que é bom, mas o balsamo venceu em uma hora, o que não é tão ruim, já que o acadêmico podia simplesmente retornar os ingredientes à bolsa de alquimia e recuperá-los. Isso o fez pensar em seguir outra estratégia para o armamento.

    Devolvendo o conteúdo da poção de tempo passado à bolsa, para que os elementos fossem sabiamente reciclados, Kss começou a preparara um outro ácido na primeira hora da pausa, e aguardando que então todos houvessem terminado de comer por este tempo.

    Tendo concluído o intento, e parecido que todos haviam degustado do alimento oferecido, e que ninguém ficaria enjoado com o que faria a seguir, o estudioso passou a ferver um pouco de urina ao fogo, apenas o suficiente para o que pretendia, cerca de meio litro. Ele colocou o bule de fervura sobre o fogo e tratou de vedar as frestas com um pouco de barro local, oc alor endureceria tudo. Logo, a evaporação deixaria um cheiro de ureia ao redor do acampamento que por um lado espantaria animais herbívoros e, por outro, incomodaria o censo olfativo mais sensível.

    O bule é de alumínio, esquenta rapidamente. Se fosse água o contingente, o vapor d'água cozeria legumes no vapor em 10 minutos, ovos em quinze. Tendo isso encaminhado, o formando da acadêmia apanhou sua faca e cortou um pedaço de pano da barra da camisa, fez dez pavios grossos e os embebeu num mergulho de óleo cada. Logo, percebeu Liadrys se aproximando e resolveu avisar o druida para que mantivesse três passos de distância. O que o manipulador alquímico faria a seguir poderia se tornar perigoso se não se acautelassem.

    - Por favor, o que faço aqui é perigoso, fique no mínimo à três passos de distância, mestre druida, avisou o canceroso. Então, ele começou a erguer um tipo de murinho com as suas tranqueiras ao redor do que fazia, parecendo que escondia o que fazia, mas na verdade se trata de evitar o movimento abrupto do ar ao redor do que traria do bule.

    A seguir, o alquímico ouviu a indagação do draconato sobre o que fazia e explicou comedidamente, pois não queria tirar a atenção do trabalho e causar um desastre. Ele respondeu:

    - Armas. Armas das mais dolorosas e cruéis. O poder dos elementos fruto do conhecimento e ambição, e não da fé, disse-lhe enquanto retirava a peça de alumínio que exalava odor nada agradável.

    O herdeiro do também conhecido como Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim apanhou a faca e quebrou o barro endurecido com o cabo. E feito, ele retirou a tampa para deixar escapar o resto do vapor fedorento de ureia. E, esticando ambos os braços, ele passou a retirar o conteúdo com a faca e virando a peça de alumínio de lado, enquanto os mantinha dentro do pequeno cerco, assim como o rosto afastado: um pó branco ia se depositando num monte sobre o pedaço de pedra: Fósforo.

    Terminado, Kss apanhou os pavios e tratou de passar o pó branco numa ponta de cada um deles e, em cada momento, segurava a respiração. Depois, cuidadosamente, colocou cada pavio, com a ponta sem fósforo na boca dos frascos de óleo e apertou com a rolha de cada um. Em seguida, ainda com a respiração controlada, Kss guardou um por um dos frascos nos muito bolsos do traje de viagem, para que o ar não soprasse neles. Só então, ele soltou um grande suspiro de alivio e retornou a respirar normalmente.

    O alquimista suava em bicas, e em enxugou a testa.

    Olhou o que havia sobrado sobre a pedra, não era muito, mas desde o inicio a quantidade se presumia miúda. Assim. o artesão colheu três folhas não identificadas e um galho mole da grama do local, para fazer um pequeno saquinho, onde coletou o pouquíssimo fósforo que sobrou. Terminado, ele olhou ao redor e escolheu com o dedo a quem isso poderia ser mais útil.

    Ele não havia obtido nenhuma boa interação com qualquer membro do grupo durante o trajeto e, por isso, teria de usar de lógica para decidir a quem dar o presente: o druida, o mago e a clériga já tinham sua própria magia, a arqueira olhava como se soubesse se virar, mas o rapaz feérico e a fada sempre o pareciam ser tão desprotegidos, mesmo que as aparências pudessem enganar. Por tanto, ele se decidiu e caminhou até a dupla de olhar inocente.

    - Aqui, fiquem com isto. É pó de fósforo. Se respirar sobre ele, ou mesmo deixar que qualquer vento sopre, irá apear fogo num instante. Não deixem que toque sua pele. Isto pode ser útil para acender algo, ou apear fogo em combustível, só terá de desembrulha e ter muito cuidado quando usarem, ele disse a Kenko e a Mika explicando como usar o pouquinho de pó.
    1o0oP (Lui)
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 508
    Reputação : 17

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Dom Jul 15, 2018 6:46 pm


    O garoto, ali comendo, observa atentamente quando o alquímico se aproxima dele, e lhe oferece o tal pó de fósforo, embrulhado num paninho. Acha estranho a princípio, e ao ouvir o que o tal pó faz, fica alarmado, e um pouco intimidado pelo alquímico. No entanto, o menino não sabia dizer o motivo, talvez fosse os olhos avermelhados dele que lembrava seus familiares, talvez fosse a doença que ele possui que fazia o garoto lembrar do Sensei. Kenko não sabia dizer porque, mas sentia que podia confiar nele. Relutante em pegar o item estranho, e Mika em silêncio, curiosa, vêem Liadrys ao fundo, fazendo um sinal positivo com os olhos, mostrando a ele que devia confiar no homem. Finalmente, decide-se, pega o paninho com muito cuidado, e o guarda dentro do saco que carrega consigo, que até então usava apenas para armazenar alguns objetos úteis. Quando Kenko toca no pano, Mika dá um berro — Aaaahhh ... (Possivelmente alarmando criaturas próximas.) E voa um pouco para longe, depois fica voando perto, com olhos arregalados, preocupada com o que está no saco. Kenko conclui respondendo

    — Obrigado Sr. Kss. Tentarei usar com cuidado.

    Apesar do medo, Mika está empolgada pensando "As coisas já estão ficando mais perigosas. Isso que é aventura!" E não se atreve a se aproximar, nem do saco de Kenko, muito menos das coisas do alquímico.

    Dycleal
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1933
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Dycleal em Dom Jul 15, 2018 6:55 pm

    Liadrys vê Kss entregando o produto para Kenko e diz: - Não tem perigo, é só seguir as instruções do alquimista e continua após a pergunta de Kenko: - Se continuarmos no ritmo que estamos, almoçaremos amanhã a mais ou menos um quilômetro e meio das ruínas, mas com duas horas de viagem daqui já começa uma área que precisamos ficar mais atentos. E senta-se e começa a brincar com Mika.
    Rosenrot
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 730
    Reputação : 60

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Rosenrot em Sex Jul 20, 2018 5:09 pm

    HAIL ODIN, HAIL VÖKTUN VETRAR
    Sunna segue o grupo na posição que foi designada, sem falar muita coisa - apenas respondendo quando lhe é solicitado - se mantém também atenta ao ambiente a sua volta e aos demais, como costuma fazer em situações como aquela.

    Parou junto aos outros e sentou-se perto do fogo, evocando em sussurros algumas orações e ficou a observar os demais.


    Dycleal
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1933
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png

    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Dycleal em Sex Jul 20, 2018 6:20 pm

    Após brincar bastante com a pequena pixie, Liadrys faz sinal para um dos druidas que trouxeram comida e aponta para Sunna e pede para eles levarem comida para ela e dá outras instruções que recebera do Lorde Yjo, faz sinal para Talindra para se afastarem um pouco do acampamento e elogia as suas habilidades e diz que será muito útil as suas técnicas de se esconder nas sombras e de comunicação mental, mas também pede que não se arrisque mais que o necessário e a abraça carinhosamente e diz: - Você é uma boa menina, tem o meu respeito, é uma honra trabalhar com alguém tão focada, me ajude a preparar o pessoal para continuarmos, devemos sair em quinze minutos.
    Conteúdo patrocinado


    Re: A Flor de Nek'Mani - A busca

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Nov 16, 2018 1:45 am