Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Compartilhe
    ecologista
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por ecologista em Dom Abr 22, 2018 12:23 am

    James Bleda apareceu debaixo de uns corpos em um campo de batalha achado por um soldado de Novigrad ele tinha em torno de de 3 anos ele foi destinado a um orfanato em redania, ele era uma criança normal mas comecou a ficar mais triste ao ver que seu "irmãos" eram adotados e ele não com 7 anos já não tinha mais chance de adoção. O rei de redania cedendo a pressões populares para dar cabo a monstros que espreitavam na cidade, o rei mandou milícias que mataram alguns mas mais morreram do que matavam necessitavam de bruxos que estavam escassos naquela época, porisso o monarca ordenou que o orfanato desse suas crianças para as malditos rituais da criação dos bruxos, com isso Bleda e seus irmãos foram levados para uma fortaleza que fica no delta de um rio em valen, lá a vida daquelas crianças descambou para pior. Elas adentraram a "respeitada escola do grifo", os monitores daquela escola eram sádicos e loucos mas o pior era o mestre bruxo, as crianças sofreram abuso moral e sexual por parte daqueles bruxos eles estavam totalmente a mercer daqueles loucos, dos 20 rapazes 3 se suicidaram por causa da pressão daquele lugar diabólico, o teste das ervas matou 7 sobraram 10, treinaram dia, noite na arte da espada dormiam apenas 4 hrs por dia o que era meditação ao invés de durmir, fazia sol e chuva lá estavam os garotos treinando,aprenderam sobre os monstros daquele mundo, no teste final cada rapaz ficava com sua dupla ao qual tinham que lutar até a morte e sobrar apenas 5, James aceitou e matou seu companheiro em um combate de estada e sinais, esse foi o rito final, os mestres bruxos se vestiam como nobres e eram grandes espadachins e ótimos com sinais como a tradicional escola do grifo prega, mas para seus alunos no final eles apenas receberam trapos para irem embora.
    30 anos após James Bleda se acorda em uma campina pela sua barba ele ficou fora do ar por 4 dias, viu que seu corpo assim como suas duas espadas e mãos estavam sujas de sangue que ele não sabia de quem era ele estava só com suas calças, logo ele se lembrou de sua poçãocontra seus sintomas psicóticos que ele estava procurando antes do apagão mas que não achara. Ele logo se levantou e colocou todos seus sentidos na busca dessas ervas para que ele se mantesse são apenas faltavaa medula de um afogador ancião que ele rastreou a uns 400 metros de onde ele estava, levantou-se e limpou da sanguera toda em uma poça ali, nessa hora veio um flashback. De ele massacrando uma aldeia, todas pessoas, homens, mulheres e crianças cairam perante seu frenezi, ele havia matado uma aldeia inteira em seu surto. Malditoo treinamento que o tornou em um louco homicida, ele tinha que chegar logo ao bando de afogadores pois não sabia quando esse monstro invisível ia atacar de novo, chegou na beira de uma praia e lá estavam os afogadores comendo caranguejos, Bleda sacou sua espada de prata de sua cintura no momento em que um dos afogadores investia contra ele que teve suas duas pernas amputadas, outro que chegava perto bleda cortou lhe pela metade ele sentiu um vindo por trás e antes de ser atacdo ele deu um mortal por cima do monstro que ficou de costas para bleda que o perfurou na região toraxica perfurando, o afogador ancião e outros dois avançaram contra bleda que usou Igni provocando uma forte labareda contínua que matou os dois mais fracos e incapacitandoo ancião que caiu agonizando aos seu joelhos Bleda só teve o trabalho de degolar a criatura, pegou uma faca de sua bota de fez um corte na altura da coluna vertebral da criatura e com a mão arrancou a coluna da criatura com isso pode preparar a poção e tomou na mesma hora, isso deu um grande alivio para ele. Ele esperava que aquele flashback tinha sido apenas uma má imaginação ele seguiu um rastro de sangue e viu que infelizmente ele estava certo a aldeia estava toda morta corpos de homens, mulheres e crianças estavam espalhados ele devia ter matado uns 30 nem os animais foram poupados, ele ficou estarrecido com tudo aquilo e pensou quão amaldiçoado ele era por ter aquela doença mental, jamais poderia baixar a guarda para aquela situação, ele entrou em uma casa e saqueou o quue tinha como alguns ouros e roupas como capa e capuz. A semana passou e ele viu grande comoção entre as pessoas que virão a situação na aldeia, ele precebeu que algumas pessoas haviam escapado do massacre e dado seu rosto falado para caçadores de recompensas entre ele estava Albert o principal espadachim de novigrad designado especialmente pelo rei para o caso.
    continua...
    ecologista
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Re: A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por ecologista em Dom Abr 22, 2018 11:07 pm

    Uma semana se passou e forçou a Bleda a viver como um ermitão na região pantanosa de Velen. Bleda fareja um cheiro comum vindo a cavalo em sua direção a uns 200 metros. James se esconde para ver quem vinha e vê seu antigo amigo um cavaleiro da escola do grifo que lhe ensinou a usar alquimia para aplacar os terriveis sintomas de sua doença seu nome era alfred. Mesmo sendo seu amigo Bleda sacou sua espada de aço, pois não confiava em ninguém, o que foi percebido por Alfred por seus incríveis sentidos.
    -Não temas James não sou ousado a tentar nada contra um dos mais promissores bruxos da escola do grifo e sei que não queres me matar porque senão já estaria morto.
    -Que fazes aqui ALfred? Vieres atrás da recompensa por minha cabeça?
    -Não meu amigo, somos bruxos e não caçadores de recompensas. Vim te notificar que por causa de seu Frenezi e assassinato da aldeia inteira, o que acredito que nçao foi sua culpa, os bruxos estão sendo caçados e mortos por milicianos, cuidado com os bruxos eles estarão lhe caçando. quem lhe matar estará rico e não precisará fazer mais nada na vida.
    No fim daquela tarde 2 homens que vieram do mesmo lugar mas um se parecia com um mendigo e o que chegara com um nobre.
    -Viemos do mesmo lugar Alfred e porque só eu me tornei no monstro que sou.
    -Irmão não temos culpa de sermos o que somos, o que podemos fazer é apenas viver da melhor forma possível, não se martirize. SE fosse vc iria para algum lugar mais ermo possível. Adeus irmão que os Deuses iluminem seu caminho.
    Alfred ia sumindo com seu cavalo entre a vegetação e a neblina que estavam no local. James se sentava na campina e aquecia um cervo que havia caçado, já estava escurecendo quando bleda começou a jantar e pensar em sua situação atual, parecia que o cerco havia se fechado até outros bruxos o estavam caçando, tudo por causa de um deslize que sua mente doentia tinha feito para ele. James Bleda após jantar e guardar as partes que restou do cervo se sentou enfrente a fogueira em posição de meditação e ligou sua mente e sentidos como uma forma de buscar uma resposta para a situaç]ao atual. Ele ouviu os pássaros se recolhendo aos seus ninhos, movimentação de uma carroça em uma estrada há 500 metros, no lado oposto sentiu o cheiro de carniçais próximos a uma caverna, sentiu a presença de uma mãe lobo amamentando seus filhotes e pensou como que as feras tinham mais respeito entre elas que os homens e suas castas, naquele momento ele meio que adormeceu e teve paz em sua vida turbulenta. Quando ele abriu os olhos a fogueira já tinha apagado e estava na mais escura penumbra e com seus olhos, enxergando no escuro ele anotou nomes que pensou que jamais sua boca pronunciaria denovo Mestre Bruxo Ionidas , Bruxo Kilar e bruxo Joseph de Skellige.
    Depois que saiu da escola James apagou a existência dessas pessoas de sua mente não queria ver esses homens nunca mais mas o destino fez Bleda procurar por seus antigos mestres, ainda era noite e estava na hora de Bleda se apresentar de uma forma mais convincente, Bleda partiu em direção a uma aldeia e roubou uma série de roupas naquela aldeia. Vestiu um corselete de couro uma longa capa por cima que escondia suas duas espadas dispostas em sua cintura e um capuz ele ainda pegou um arco longo e uma aljava cheia, ele não era expert com arco mas ajudaria a disfarçar, pois bruxos não costumam usar arcos ou bestas, sua longa barba escondia o medalhão do grifo, o arco e a aljava ele carregava atravessado em seu corpo, ele sentiu cheiro de putrefação quase 1 km mata adentro apartir da aldeia, alguma criatura tinha matado alguem, ele foi em direção não para salvar alguém mas para pegar o dinheiro que provavelmente a criatura não comeu, chegando lá viu um grifo devorando o cavalo e um homem que parecia bem vestido, a criatura viu bleda e foi em direção ao bruxo que disparou igni contra as asas da poderosa criatura que por causa das penas complicou mais sua situação e deu tempo para bleda sacar sua espada de prata e decepara cabeça do grifo, outrora a cabeça da criatura valeria umas boas peças de ouro mas hoje bleda não arriscaria, chegou no corpo do gomem e achou 50 po no cavalo dentro de uma bolsa tinha mais 100 po, Bleda pegou e voltou para a aldeia, viu que nessa aldeia tinha seu retrato falado ele viu dua vezes
    continua...
    ecologista
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Re: A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por ecologista em Seg Abr 23, 2018 11:08 pm

    A ultima vez que Bleda ouviu falar de Ionidas foi um contrato para matar uma manticora que ele fez em Skellige, um local ermo para um mal carater. Assim James cavalgou até chegar aos portãos de oxenfurt, ele sabia que se entrasse encapuzado eles o fariam tirar e mostraria que ele é um bruxo, e ele não queria mais confusão, para chegar a um navio ele precisava passar pela cidade, chegou uma estrelada noite com sua lua observando, James percebeu que o esgoto da cidade desembocava em um rio o grande cano do esgoto era protegido por uma grade, Bleda tomou uma poção que lhe dava mais força ele tentou entortar as grades para que seu corpo conseguisse passar, entrando no esgoto ele sentiu a presença de uma criatura que vivia ali provavelmente se alimentando dos corpos desovados do crime da cidade, aquilo trouxe uma memória boa para ele quando era livre caçando monstros e não sabia o quão feliz era, o esgoto tinha uma iluminação precária mostrando que ainda tinha uma reparação talvez uma vez por ano, viu o corpo de um homem provavelmente o que fazia manutenção pois ele tinha alguns frascos com ele, o monstro que bleda procurava não estava ali no esgoto e ele não queria perder tempocom lutas, com seus sentidos wlw se desviou da criatura e subiu uma escada que levava para cima em um casebre de madeira, ninguém o havia visto entrando na cidade então ele aproveitando a penumbra subiu nos telhados para evitar o olhar dos guardas nos tempos de caça aos bruxos, ele foi pulando de telhado em telhado até chegar nos casebres do porto subiu na construção mais alta e estudou o cenário antes de fazer uma ação.
    A lua iluminava de prata o calmo mar, tinha umas 5 plataformas e uns 10 navios 8 de médio e 2 de grande , os de grande porte deveria ir para as ilhas Skellige ele percebeu um homem de por volta de 60 anos que arrumava as coisas no navio era calvo e tinha barba branca, certamente aquele era o capitão da nau, Bleda foi furtivamente proximo aos homens e escutou o queeles estavam falando e confirmou o que ele achava, Bleda esperou o capitão sair do grupo, e então ele se aproximou do capitão. Bleda naquela noite se revelara para o homem em forma de uma silhueta
    -quanto é para ir para Skellige?
    O homem leva um sustoquando vê aquela figura misteriosa.
    -Errrr... 50 PO
    Bleda entrega 100 PO e fala:
    -Aqui tem 100 po para não fazerem perguntas sobre mim ou falarem comigo, se eu quiser uma coisa eu me dirijo a vc, ok?
    O homem concordou com a cabeça e falou que tinha um quarto só para ele e que zarpariam ao amanhecer, Bleda agradeceu e entrou em seu alojamento esperando, lá dentro ele organizou suas ampolas principalmente as que evitavam que ele manifestasse seus sintomas psicóticos, na ilha ele iria fazzer mais antes de qualquer coisa esse remédio. Ele já tinha todas as informações de ervas e medulas que precisaria para fazer suas ampolas,acomodou suas duas espadas sobre a mesa tirou o capuz e retirou o corselete de couro no seu corpo além das cicatrizes tinham estranhas runas que ele acreditava que eram elas que focalizavam os sinais, havia uma janela que dava para o cais e com o amanhecer,ele através da janela viu o navio zarpando, seriam longas 2 semanas por mares perigosos para até chegar ao arquipélagos dos homens fortes, ele aproveitou para afiar suas espadas.
    O tempo passou em uma semana de viagem ele através da sua janela ele viu um navio chegando em para abordar o navio de Bleda, o capitão bateu a porta , Bleda o atendeu com seu capuz e seu corselete de couro sem mostrar seu quarto. O capitão estava aflito e falou:
    -Sr precisamos de todos os homens para proteger a nau.
    -Isso não é problema meu,com o dinheiro que lhe dei era para vc ter previsto essas coisas.
    Bleda fechou a porta e ouviu um "filho da puta" do comandante. Bleda colocou uma cadeira que dificultava a entrada em seu quarto, então ouviu as gritarias sons de briga e avaliando pelo barulho que tinha e pelo cheiro os homens do navio aniquilaram os piratas, algum tempo depois um homem bruto batia a sua porta gritando:
    -Covarde, abra a porta lhe mostrarei como é ser um homem.
    Bleda abriu a porta e ficou de frente com o imenso homem desdentado gordo e barbado que parecia ter um retardo mental que vociferava na frente de James, o capitão segurava o homem e bleda ficou na frente dele ouvindo e então falou:
    -Acabou?
    O capitão empurrou o hmem para longe de Bleda que fechou a porta.
    No início da segunda semana o frio começou a castigar bleda, proximo a chegar a costa de Skellige o medalhão do grifo começou a agitar fortemente, das águas surgiramsereias com seus cantos medonhos, James tinha que ajudar ou não chegaria em terra, pegou sua espada de parta e foi em direçao ao convéz a tempo de assistir uma sereia pegar o homem bruto pelo pescoço e desaparecer nas alturas, uma sereia ataca bleda que se esquiva para o lado e corta ela ao meio, as outras iam atacar a tripulação então Bleda Lança uma labareda de Igni em uma que queima e cai no mar, como era um sinal forte da escola dos grifos ela morreu antes de atingir a água, a labareda chamou a atenção das demais sereias que atacaram Bleda e deixaram os demais livres, james ia serpentiando entre as sereias e dando lhes golpes fatais, com isso matou 5 delas, a adrenalina baixou e o capitão furioso chegou para o Bruxo:
    -Vc é um amaldiçoado né.
    Bleda então aponta a espada para o peito do capitão e fala:
    -Sua vida é minha, leve me para terra firme ou lhe garanto que ninguém aqui chegará em terra firme vivo.
    Com o passar dos dias os sintomas começam a aflorar na pele de Bleda ele sabe que não pode ficar muito em mar. Quando estavam pronto para atracar em terra o capitão foi chamar bleda e viu que sua cabine já estava vazia como se ninguém tivesse usado ela.
    continua...
    ecologista
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Re: A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por ecologista em Ter Abr 24, 2018 11:08 pm

    Bleda tocou as margens de Skellige ele sentia frio, mas com o passar do tempo e correndo pela floresta boreal logo passou o frio apesar que suas roupas estarem molhadas. o sol entrava pela copa das árvores de pinheiro, quando foi atacado por uma criatura medonha
    -Meu Deus.
    Gritou o bruxo assustado sacando sua espada de prata para matar a fera que parecia um demônio, conforme a briga persistia ele percebeu que estava atacando o ar era seus sintomas psicóticos atacando, nesse meio um lobo pulou e fez um corte profundo em seu pescoço e com sua espada de prata matou o lobo, pegou uma faca de sua bota e esfolou o lupino tirando sua pele e comendo sua carne crua pois não tinha tempo a perder pois sua loucura estava aflorando e colocou a pele por cima de seus ombros para proteger do frio. Antes para estancar o sangramento de seu pescoço ele usou igni em um galho,que queimou e usou o fogo para cauterizar a ferida profunda. Uma flor que ele precisava para fazer a poção ficava encima de um cume de 200 metros de altura, não pensou duass vezes em se colocou em uma escalada perigosa tinha que ter aquela flor em mãos, ele foi subindo e viu uma harpia, James viu que era uma ilusão pois ela não cheirava e lá foi o bruxo na escalada vertical o céu começou a escurecer ele jamais se dava por vencido, uma sereia surgiu atacando ele com o susto quase caiu ficando pendurado com apenas uma das mãos era uma ilusão ele olhou para baixo e estava uns 80 metros de altura ainda tinha muito caminho pela frente seu machucado no pescoço estava doendo a uns 120 metros ele foi atacado por um bando de harpias mas dessa vez eram verdadeiras, ele viu isso quando cravaram suas garras em suas costas ele poupou suas energias e nem gritou, pegou essa pelo pescoço e esmagou sua cabeça contra o paredão, nisso dois monstros investiram contra ele o que fez cair mas com sua agilidade sobre humana conseguiu se segurar denovo no paredão , juntou suas forças e usou Igni em umas 5 harpias acima dele que desabaram do céu caindo encima do bruxo queimando seu rosto, sua manta de pele de lobo despencou centenas de metros abaixo, 2 hapias vinham em um voo rasante que Bleda acabou com a ameaça sacando sua espada de prata e cortando as duas ele jogou sua espada de prata no abismo para facilitar a escalada, depois desse incidente James chegou no pico e lá estava a flor ele pegou vários ramos dessa flor todas que ele podia então derrepente um dragão surgiu no céu e o atacou era uma ilusão mas assustou para caramba o Bruxo que emocionalmente estava no limite, agora ele tinha que chegar no chão que estava 200 metros abaixo dos seus pés. As pedras estavam muito escorregadias para arriscar uma descida, sem tempo a perder ele tomou uma poção que lhe fornecia resistência mirou uma árvore que tinha uns 50 metros de altura mas que estava longe da barreira, sem pensar duas vezes ele mergulhou no abismo de cabeça, quando ele sentiu que estava ganhando muita velocidade com a queda ele usou o sinal Aard no ar para freiar sua queda e jogar seu corpo em direção a árvore de 50 metros e com uma acrobacia se segurou em um dos grossos galhos apartir dai foi uma descida tranquila para o bruxo, chegando no chão certificou que sua flor estava sem danos e recolheu sua pele e sua espada de prata, agora ele tinha que caçar a medula de um troll do gelo, por causa da situação e do frio ele se pôs a correr entre as árvores farejando o ar por quilometros as ilusões estavam deixando ele completamente exausto e próximo do surto psicótico então ele viu rastros do que parecia ser um troll maduro e pesado, Jame foi seguindo esses rastros e farejou um troll devorando um cavalo na frente de seu dono, Bleda pulou de uma pedra com sua espada de prata e golpeou o trol no pescoço ele urrou de dor e ao mesmo tempo com um soco atingiu bleda que foi de encontro com umas pedras ele sentiu algumas de suas costelas partirem, a receita fala na medula de um troll mas o único que James achou foi um gigante, provavelmente morreria nesse combate, mas usaria toda sua pericia para continuar respirando. O troll joga o cavalo contra Bleda que usa o corpo do cavalo de de trampolim para golpear o troll nos olhos que apara sua espada com seu braço cascudo e usa o outro braço para desferir um poderoso soco em bleda que antes de ser atingido ativa o escudo quen que é destruido com o impacto e joga bleda longe mas esse antes de tocar o chão da um mortal e cai de pé no chão quase que sem tempo de pula por cima do monstro que investiu seu poderoso corpo contra o bruxo, como os dois estavam proximos um do outro James usou Igni para afastá lo mas percebeu que esse sinal deu grande dano no gigante descobriu uma vantagem que usou para fritar a criatura, estava levando vantagem no combate até que então uma alucinação se manifestou levando ele a um estado de frenezi com a espada de prata ele dilacerou até a morte o troll e o pobre campones que estava assistindo abismado ao combate, quando se deu conta viu o campones sem vida a sua frente e presumiu o que tinha acontecido, com a espada de prata fez um talho no troll e arrancou sua coluna, a proxima planta era comum e podia ser achada por todo vale, James fez a alquimia e tomou seu estado de fúria foi passando ele se sentiu normalizado denovo fez um curativo para suas costelas quebradas e voltou sua atenção para o que o trouxe até as ilhas encontrar o infame mestre bruxo Ionidas. Limpou seu sangue colocou o capuz e foi até o vilarejo mais próximo a procura de informações Já na chegada ele foi parado por um bruto para ele tirar o capuz, Bleda então com um sinal dos dedos usou o sinal mais poderoso dos bruxos que é o axii e isso fez o guarda deixar ele passar deixando os que estavam na volta sem saber o que estava acontecendo, James entrou em uma Taberna e foi no atendente perguntar sobre um homem grande e cabeludo chamado Ionidas, o taberneiro olhou atravessado de cima abaixo para bleda e esse lhe entregou 50 PO o que o fez mudar suas expressões não verbais:
    -Sei de quem vc fala estrangeiro, mas já lhe adianto que não sei onde ele está mas sei da milicia que foi atrás do bruxo, eles estão a 5 quilometros a oeste daqui certamente acharçao e matarão aquele monstro.
    Bleda sai da taverna e pega o primeiro cavalo que aparece e se dirige parao local, começava a nevar e próximo ao local designado pelo taberneiro tinha uma casa de madeira e lá Bleda viu seu antigo mestre ser cercado por uns 20 homens uns 15 arqueiros e uns 5 de infantaria pesada, James observou o confronto de longe e viu toda a estratégia usada para matar bruxos. Os guerreiros atacam diretamente o bruxo e os arqueiros fazem chover flechas no bruxo, não importa o quão forte é o bruxo ele vai cair ele apara alguns tiros mas outros perfuram sua carne, o bruxo usa sinais e consegue matar grande parte dos soldados mas é questão de tempo para cair ai entra bleda matando os outros soldados seu antigo mestre está de joelho perante Bleda.
    -Por que me salvou?
    Bleda tira seu capuz e o moribundo fala:
    -ah eu conheço você é o chorão da escola.
    -Salvei vc para ter certeza que eu que te mataria.
    Bleda com grande agilidade saca sua espada e amputa as mãos do seu antigo mestre para evitar que ele faça sinais ele grita de dor, bleda então pega ele pelos cabelos e empurra a cabeça dele de encontro com uma poça de sangue que ele ajudou a contruir ele segura seu antigo mestre pormais de 4 minutos que se debatia tentando tirar seu rosto da poça para respirar mas acabou morrendo ali nas mãos de Bleda.
    continua...
    ecologista
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Re: A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por ecologista em Qua Abr 25, 2018 9:16 pm

    Bleda estava diante do corpo morto de seu ex mestre, percebeu que uma alcateia se aproximava, James levantou o corpo de seu antigo mestre e jogou no meio da alcateia que desmembrou rapidamente o corpo, Bleda embainhou sua espada e procurou por moedas nos corpos sem vida dos homens da milicia e juntou por volta de 200 PO A nevasca se intensificou o que fez ele procurar uma aldeia mais próxima, agora ele precisava voltar ao continente para continuar sua vingança, mas ele achava que o mais perigoso dos 3 jazia nas terras selvagens de Skellige os outros dois deviam ser mais fáceis, foi a um camponês que cuidava de suas vaca e perguntou:
    -Onde posso encontrar transporte para o continente.
    O homem indicou de bom grado, a casa de um homem que tem navio próprio que sua tripulação navega a cada 1 semana, bleda se dirigiu a uma casa que parecia uma torre no alto de um morro. Atendeu um homem de meia idade ruivo olhou de cima abaixo bleda e perguntou:
    -O que queres estranho?
    -Chegar ao continente
    -Amanhã ao meio dia aqui, são 50 PO
    -Estarei aqui
    Fala Bleda indo embora, ele podia alugar uma hospedagem mas a probabilidade de dar algum problema era alto ele preferiu acampar na floresta, o tempo passa e Bleda se prepara para ir pegar o navio atripulação levava as mercadorias para dentro do navio e olhou com receio para o homem que escondia o rosto e usava uma longa capa.
    Bleda se aproxima do capitão com 100 PO e o homem não aceita
    -Todos aqui são iguais
    Bleda acena com a cabeça como que concordando, as 2 semanas passaram sem incidente apesar que ninguém falar com bleda evitando olhar para ele. James não teve problemas emocionais pois tinha bastante compostos para fazer suas alquimias. Chegou ao continente em um tempo turbulento as pessoas estavam ariscas alguns bruxos estavam matando a esmo o que fez fortes milicias serem destacadas para lidar com o problema dos bruxos. Bleda lembrou do como uma milicia matou o grão mestre bruxo dos grifos, era uma estrategia eficaz segurar o brux enquanto os arqueiros causavam o dano, bleda analisou que ele precisava de dano em área e alquimia que lhe dessem resistência, antes de ir rastrear os outros bruxos ele voltou a seu esconderijo que fica em um porão em uma cidadela, ele estava com mau pressentimento por isso ia se preparar naquele esconderijo onde a cabeça de vários monstros "enfeitavam" as paredes elese arrependeu de não ter trazido a cabeça do pior monstro que já havia caçado que era Ionidas, passou a noite preparando suas poções fez quatro bombas de colméia que era ótimo para dano de área fez uma poção especial da escola dos grifos que dobrava o dano causados pelos sinais, fez a poção que tornava a pele do bruxo mais resistente a perfuração, e 3 poções contra seus surtos psicóticos, afiou suas 2 espadas e saiu para ir atrás dos monstros bruxos, tantos anos convivendo com aqueles demônios o cheiro ficou impregnado em suas narinas mas não havia sinais de nenhum dos dois, soube que há 2 semanas atrás queimaram um bruxo no centro da cidade, certamente que o capitão da guarda da cidadela de onde vivia Bleda sabia de alguma coisa pois era um caçador de bruxos, era um bom lugar para começar, todos sabiam onde ele morava e Bleda também. O bruxo no dia arrombou a casa e esperou o dia todo no quarto do capitão. Ao anoitecer o capitão entra no quarto com uma mulher, Bleda usa axii na mulher que fica estática no canto da sala, capitão saca sua espada e ataca Bleda que se desvia e com um golpe acerta um ponto de pressão so capitão que imobiliza o braço direito do capitão e dá um murro da cara do homem que joga ele por cima de uma mesa o capitão sem os dentes da frente fala:
    -Por favor não me machuque
    -Sei que vc persegue bruxos, quero informações.
    -Qual?
    Bleda da informações físicas sobre Kiljar e Joseph. E o capitão diz que são bruxos reais de umas terras a oeste de Novigrad, quando acaba de falar bleda degola o capitão e sai na calada da noite uns soldados vêem um homem encapuzado saindo da casa do capitão e mandam Bleda param, mas James corre desaparecendo na escuridão. E lá estva Bleda no território que ele conhecia que era os Pântanos de velen, o bruxo achou melhor ir a pé pois as pessoas estavam muito desconfiadas naquele tempo, ouviu dizer que pelo menos 20 bruxos foram mortos desde que ele viajou para Skellige se sentiu culpado pelo cenário e não sabia se podia reparar alguns dias caminhando e o cheiro dos bruxos começou a invadir as narinas de James Bleda, farejou um cheiro forte de gambá proximo e caiu em uma armadilha deixando-o pendurado de cabeça para baixo o que era um gambá se revelou um oficial de Nilfigaard que carregava um gambá morto em suas mão esse homem soprou uma corneta e Bleda então sentiu a presença de umas 50 pessoas se aproximando, James percebeu uma tocaia, lexantou seu torax em direção as cordas que prendia suas pernas pegou uma faca de suas botas e cortou a corda e caiu no chão colhendo suas poç]oes e pegando sua espada de aço, diante dele estava Albert um homem alto com olhar vaziu bem penteado loiro pálido com o emblema real de Nilfgaard, era o espadachim real de Nilfgard designado especialmente para matar James agora com sua escolta tem sua chance, a milicia se posicionava como bleda observou na batalha contra o Grão mestre Bruxo, mas Bleda desde o início se preparou para essa batalha, junto com Albert tinha 2 cavaleiros com armaduras pesadas e lança 2 cavaleiros com escudo e espada longa, Albert usava apenas uma espada longa o resto eram besteiros cercando e pronto a atirar em Bleda.
    Albert então fala:
    -Renda-se bruxo ou morra, já causou estragos demais.
    Bleda acionou quen, os besteiros dispararam suas flechar quebraram ao atingir a barreira em grande velocidade Bleda tomou a ampola que duplica o poder dos sinais e jogou duas bombas de colmeia nos besteiros que entraram em caos com o ataque implacável de abelhas. Albert ataca e é aparado por bleda que ataca de volta e ve seu golpe ser defendido um homem de pesada armadura tenta empalar Bleda que se esquiva usa Igni na armadura do homem que grita por causa que a armadura se tornou super aquecida, os besteiros de trás dispararam várias flechas quebrando o quen e acertando algumas flechas no bruxo perfurando suas costas e pernas, em questão de milisegundos Bleda tomou a poção que deixava seu couro mais resistente dando lhe uma aparencia monstruosa com veias soltadas nos olhos e pelo corpo todo resistindo aos ataques James jogou outra bomba de colmeia no grupo de besteiros, Albert atacou e acertou bleda mas o golpe que era para ser fatal causou um pequeno corte então Bleda usou Aard no grupo de guerreiros, Albert se manteve firme cravando sua espada no chão os outros foram lançados fortemente contra os besteiros que resistiam contra o ataque das abelhas, os guerreiros lançados foram atingidos por flechas. Bleda e Albert trocavam golpes as flechas não perfuravam a pele de Bleda, foi quando Albert cravou uma faca na coxa do bruxo que gritou, o erro fo esgrimista abrir a guarda para dar o golpe final no bruxo que perfurou com sua espada de prata o corpo do homem, a alquimia foi ficando fraca e várias flechas atravessaram bleda, mas com a adrenalina James continuava a lutar e caiu desarcodado quando matou o último homem.
    Bleda acordou não se sabe depois de quando, amarrado em uma cadeira na frente do Bruxo que ele conhecido como kiljar em algum tipo de masmorra.
    -Joseph não acredita em milagres mas vc é um milagre vivo, vc irá limpar nossa imagem, ahahah. Nada mais justo novato. Poque foi vc que causou toda essa merda.
    Continua...
    ecologista
    Neófito

    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Re: A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por ecologista em Qui Abr 26, 2018 12:18 am

    James Bleda estava todo machucado só não morreu por ser um mutante.
    -Nossos odiadores ficarão feliz em ver sua morte, por nossa mão. Mas para isso me de suas mãos.
    Kilja pega a mão de bleda coloca em uma mesa e com um martelo estraçalha a mão dele, primeiro a direita depois a esquerda, James urra de dor depois leta um empurrão contra uma cela, do lado de fora chega Joseph que fala:
    -sua execusão está marcada para daqui a duas semanas isso deve acalmar os ânimos da caçada aos bruxos que vc causou.
    Kilja fecha a porta e fica numa penumbra total, a dor nas mãos estava pirando Bleda era uma dor muito forte, mas pior é a sensação de estar completamente desamparado, ele tenta usar alguns sinais e não consegue, seus urros iam por todo castelo chegando até os ouvidos do rei que fala aos dois bruxos que falam:
    -Espero que vcs saibam o que estejam fazendo a população está muito desgostosa por ter sobre minha "proteção" dois bruxos, isso pode causar uma guerra civil.
    -Não se preocupe vossa excelência quando a cabeça dele rolar a população saberá que nós não fomos de acordo com a chacina daquela aldeia.
    Os sintomas psicóticos sem os remédios, com a dor, na escuridão estavam chegando em velocidade máxima, Bleda ia enloquecer, já no terceiro dia ele surtou batendo coma a cabeça até ficar inconsciente, mal alimentavam ele mostrando a índole dos que criaram Bleda, nos lados de fora do castelo um furtivo homem fala com um grupo de homens.
    -Dentro desse castelo tem dois bruxos que são bem como vcs descrevem os bruxos.
    -É bom que vc esteja certo sr misterioso , porque iremos emprender cerca de 1000 homens para começar a matança
    Em 1 semana a mão não doia mais mas bleda jamais poderia usar elas para fazer sinais.
    O homem misterioso surgiu da mata com 1000 homens insandecidos para atacar o castelo, uma saraivada de flechas chegou no castelo matando muitas pessoas, nesse meio cerca de 500 camponeses do rei se rebelaram para dar fim aos dois bruxos que estavam sob os auspícios do rei, o homem misterioso foi lutado castelo adentro e chegou até um calabouço, o caos total do lugar permitiu que ele usasse aard na porta sem ser percebido, lá dentro ele viu um bleda multilado e catatônico.
    -Sabia que isso ia acontecer com vc.
    O homem tira o capuz e mostra ser o amigo de Bleda que veio a seu auxílio.
    -Não queria se vingar sem mim né, irmão.
    Ele pegou uma poção remédio muito forte que ia ativar o cérebro de bleda por algum tempo sem saber o que aconteceria depois ele derramou na boca de bleda e pelo nariz esse quase entrou em um ataque epilético veias surgiram por todo seu corpo, na cabeça na barriga no rosto, bleda urrou
    -Alfred? O que está acontecendo? Apaguei depois das alucinações.
    -Fiz acordo com uma seita que quer matar os bruxos , senão formos rápidos perderemos nossa vingança.
    Bleda usava suas pernas e braços para matar quem estava na sua frente e Alfred usava sua espada para matar os soldados do rei e os homens da seita no meio da batalha matou Kilja, a batalha foi tomando forma ninguém dava bola para bleda pois ele parecia um mendigo perdido, Alfred foi morto por guardas do rei o resto da seita assim como Bleda se renderam.
    -Ele denovo
    Joseph olha para Bleda moribundo que segundo seus pensamentos não apresentava nenhuma ameaça.
    -Vc se esqueceu de perceber uma coisa, não fui eu que causei isso e sim vc!!!!
    Bleda com a energia que lhe restava corre velozmente se joga sobre Joseph os dois voam sobre um vitral que estilhaçam e despencam para a morte. Assim a vingança e a triste vida de Bleda teve um fim e um descanso, assim como toda a escola psicótica do grifo encontrada Kaer Mugen.
    fim
    Conteúdo patrocinado


    Re: A vingança de james Bleda- um conto de thewitcher

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Maio 27, 2018 12:45 pm