Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Compartilhe
    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 481
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por mimacarfer em Qua Maio 09, 2018 7:50 pm


    BRINCADEIRAS PERIGOSAS




    Ninguém sabe como o Poder surgiu, e nem mesmo o Livro dos Elementos registrou seu início. Mas os que o dominam sempre foram perseguidos. No meio do século XVI, muitos escaparam das brutais caças às bruxas na Inglaterra e França e vieram para os Estados Unidos. Quando as perseguições aos que tinham o Poder se espalharam por Massachusetts, as famílias de Salem Village fizeram um Pacto de Silêncio. E por 300 anos, isso as manteve a salvo... Até agora.



    Luke Richards


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Aquele sábado havia sido um dia normal para Luke. Acordara tarde, como de costume e passara boa parte do dia na biblioteca atrás de alguma pista que levasse aos dois integrantes do seu círculo que faltavam. Infelizmente, não encontrara nada. Chegara a cogitar a ideia de fazer uma visita aos avós no fim do dia, mas acabara pegando no sono e agora se encontrava atrasado para encontrar Melanie e Tobias no Nicki's. A garota, assim como ele não era o tipo de pessoa que gostava de esperar, e ele sabia bem disso. Já estava quase pronto quando ouviu a campainha tocar e não demorou muito para a porta do quarto abrir, revelando a imagem da garota que conhecera alguns anos atrás.

    Ela entrou, mesmo sem perguntar se podia, se jogando na poltrona que ficava perto de sua cama e observando enquanto ele colocava o paletó e ajeitava as mangas da camisa que estava por baixo. Vestia um vestido curto preto, porém com mangas longas, e sandálias escandalosamente altas nos pés. Os cabelos loiros estavam presos e estrategicamente desalinhados para lhe dar um ar de rebeldia que, além de ser um traço forte de sua personalidade, ainda a deixava mais sedutora e provocante.

    - Você está atrasado, sabia? - disse, mais em tom de provocação do que de recriminação, enquanto sorria e acendia um dos seus cigarros que estava na mesa ao lado, dando uma longa tragada e soltando a fumaça no ar bem devagar.



    Tobias O'Connor


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Tobias passara boa parte do sábado ajudando na livraria de sua família e agora estacionava próximo à um aglomerado de carros na marina. Tinha combinado de encontrar com Luke e Melanie no Nicki's, um tipo de lanchonete com mesa de sinuca que costumavam ir com certa frequência para conversar, e de lá iriam juntos à uma festa que o pessoal da faculdade estava organizando. Entretanto, acabara se atrasando e estava a caminho do lugar quando recebeu uma mensagem de Melanie dizendo para ele ir direto para a festa pois ela e Luke lhe encontrariam lá.

    A casa ficava de frente para o rio Danvers e o som alto com certeza incomodaria os vizinhos, se estes existissem. Embora não frequentasse muito aquela região, sabia que ali era uma área privada e extremamente restrita a seus moradores... Exceto talvez naquele dia. Jovens dos mais variados tipos e idades se encontravam ali, formando pequenos grupos. Alguns dançavam, outros conversavam apenas, e outros ainda pareciam disputar quem bebia mais.

    Uma garota desconhecida se aproximou para lhe dar as boas vindas e lhe entregar um copo de bebida. Na sala, um grupo que lhe parecia familiar se divertia próximo à lareira. Não sabia se Luke e Melanie já haviam chegado, mas precisaria procurá-los ou arrumar algo pra fazer até que chegassem ali.



    Alan Crow


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Alan caminhava em meio a uma forte neblina. Era noite e a pouca luz que tinha ao seu redor lhe impedia de ver completamente onde estava. A única coisa que parecia conduzi-lo a algum lugar era uma voz distante, voz essa que já lhe era bastante familiar, dezenas foram as vezes que a ouvira antes.

    - Alan... Eu preciso que você me ouça...

    Ao mesmo tempo que parecia vir de todos os lugares, às vezes a impressão que tinha era de que a voz vinha de dentro de sua cabeça, deixando-o completamente confuso e tonto.

    - Vocês precisam salvar a garota... Ela corre grande perigo...

    Não conseguia entender direito o que aquilo significava, mas viu, a alguns passos de onde estava, a imagem de uma mulher de costas. A medida que se aproximava, sua cabeça parecia ficar mais e mais pesada, assim como seu corpo, e por um segundo pensou que não conseguiria chegar até ela, embora sentisse que precisasse. Já mal conseguia caminhar, quando finalmente a pessoa se virou o suficiente para que ele visse seu rosto...




    - Salve-a! - disse, sumindo em seguida enquanto ele sentia a sensação de cair profundamente.

    Quando abriu os olhos, estava no chão da sala. A televisão, que ligara mais cedo para ver um filme qualquer continuava ligada e o despertador do celular não parava de apitar. Apesar de não ser o tipo de pessoa sociável, prometera à sua mãe que iria até uma festa que alguns estudantes da faculdade dariam próximo da marina para tentar conhecer gente nova e, aparentemente, estava na hora.




    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 724
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Raijecki em Dom Jun 03, 2018 1:30 am




     
    Muitas dúvidas pairavam incomodando a já atormentada consciência de Luke. Mesmo a fiel e sábia biblioteca já não lhe era mais tão útil como antes, mesmo assim resolvia dar mais uma chance a ela, pelo mensos lá não seria incomodado por ninguém quando estivesse tentando se concentrar em seus pensamentos.

    Por ser único herdeiro de praticamente metade da cidade de Danvers, fora toda a fortuna para completar o pacote, a pressão em cima de Luke era gigantesca. E para ser sincero, Luke poderia ser tudo, menos uma pessoa exemplar.

    Acabou finalmente desistindo da leitura e resolvendo voltar para seu dormitório para poder tirar uma soneca. O problema foi que acabou esquecendo que tinha de se encontrar com seus amigos mais tarde. Não gostava de faltar com seus compromissos, principalmente quando a senhorita Wright estava envolvida neles, portanto, prontificou-se imediatamente a se arrumar o mais depressa possível quando acordou.

    Ouviu o som da campainha tocar, e sem que antes pudesse atender, uma linda garota loira entrava e se acomodava na poltrona que ficava ao lado de sua cama.

    - Você está atrasado, sabia? - Melanie disse a ele em tom provocativo, após dar uma bela tragada em seu cigarro. O coração de Luke disparava cada vez que perdia o olhar na garota. Seus cabelos cuidadosamente desalinhados a ponto de passar certa mensagem de rebeldia era um dos pontos altos de seu charme, achava Luke. Terminou de se vestir e a respondeu com um sorriso malicioso no rosto:

    - Tudo parte do meu plano, e olha só? Aqui está você... - Avançou em direção a garota e segurou delicadamente a cabeça da mesma a fim de deixa-la em posição favorável para poder sugar a fumaça do cigarro diretamente da fonte que a expelia, quase encostando seus lábios com os dela.

    - O cigarro pode te matar, sabe disso não é? - Ficou um momento encarando os olhos de Melanie antes de emendar em tom sedutor, apontando com sua cabeça para a cama - Ainda temos tempo, o que acha?
     


    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Leomar em Ter Jun 05, 2018 4:39 pm




     
    - Ela quem? Que garota?!

    Crow fala caindo do sofá antes de se dar conta que estava dormindo.

    "Saco! Mas é claro que era um sonho. Para ouvir alguma garota falando comigo é claro que é um sonho. Até meus sonhos são chatos, já é a décima vez que escuto esta voz. Não tenho criatividade nem para sonhar!"

    Ele olha desanimado o celular programado para despertar: "18:30 - Strange party with weird people". E desativa o alarme ainda mais desanimado, se arrastando para o chuveiro.

    "Salve-a! Hum! Salvar de que? Não tenho vontade nem de salvar a mim mesmo! Se alguém precisasse mesmo de minha ajuda, se mataria só de saber que eu que poderia ajudar."

    Ele não tem pressa de terminar o banho. Aprendera com o último fiasco de festa que foi. Tinham marcado para 19:00 e ele chegou as 19:00, claro que foi o único.

    Agora ele sabia que, se uma festa estava marcada para 19:00, as primeiras pessoas só chegarão às 20:00, os homens devem chegar às 21:00 e as mulheres chegar as 22:00. Lá pelas 23:00 as pessoas chatas (como Alan) estariam indo embora e as pessoas legais estariam chegando. 24:00 chegavam as histriônicas e era também a hora que as garotas estariam curtidas no álcool. Era uma visão do inferno.

    Tinha prometido a sua mãe que iria TENTAR ir à festa da faculdade. Ainda tinha pelo menos meia hora para achar uma desculpa para não ir.

    Ele termina o banho e dá uma última olhada no Facebook: notícias de violência, música ruim, piadas ruins (será que haveria num mundo um lugar com comediantes mais idiotas que os Estados Unidos?), marxismo cultural, mais música ruim... Seu Facebook conseguia ser mais chato que a ideia da festa.

    - Parabéns, Alan Crow, você consegue mesmo ser um fracasso total! Por que você não se mata?

    Ele não era um gótico, e nem emo, ou achava que não era. Não "cultuava" a morte, mas de qualquer forma, era do tipo que não se sentia mal pensando nela.

    Alan põe uma camiseta com uma estampa indiana qualquer, veste uma calça jeans que já estava usando desde ontem e entra no seu Ford modelo 2009.

    E parte para a festa, sem muito ânimo.




    susanoojr
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 43
    Reputação : 0

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por susanoojr em Ter Jun 05, 2018 11:31 pm




     
    As horas do sábado não passavam para Tobias que passara o dia todo ocupado com os livros e agora estava atrasado para encontrar seus amigos. O local como sempre era o Nicki’s, uma lanchonete que frequentavam para conversar. Ainda em seu carro, se preparando para entrar, Tobias recebe uma mensagem de Melanie dizendo para ir direto para a festa pois ela e Luke lhe encontrariam lá. Sem muita escolha, ele parte para a casa perto da marina onde ocorreria a festa.

    Chegando lá, o jovem sente-se sozinho e perdido. Havia muita gente desconhecida dançando, conversando e bebendo. Não se incomodava com aquilo, porém não tinha um grupo para ficar. Enquanto procurava conhecidos, uma garota veio lhe entregar uma bebida e, sem entender, muito ele aceita, embora não beba de imediato. Precisava encontrar companhias primeiros...

    A casa ficava de frente ao rio e não tinha vizinhos. A noite apenas havia começado e o som tocava bem alto, agitando aqueles que já haviam chegado.

    Talvez eu deva encontrar pessoas novas para conversar nesta festa”, pensava ele após algum tempo já na festa, segurando o copo cheio na mão. Então, como um sinal de sorte, ele avista de longe um grupo que parecia ter alguns conhecidos, talvez os únicos ali que ele poderia entrar na roda normalmente para socializar. “Não faz mal tentar”... O jovem dá um gole que esvazia metade de seu copo, jogando o resto fora e indo rumo ao grupo que estava próximo à lareira.




    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 481
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por mimacarfer em Qua Jun 06, 2018 1:56 am




     

    Luke Richards


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Melanie pareceu se divertir ainda mais com a resposta de Luke do que com sua provocação. Os dois tinham uma química inegável, e era até engraçado pensar no que ouvira a vida inteira sobre a atração dos opostos. Por um segundo deixou que ele viesse até ela, segurando sua cabeça com delicadeza enquanto sugava a fumaça do último trago que dera direto em sua boca, quase encostando seus lábios nos dela. Não conseguiu conter uma pequena risada com a menção de que o cigarro pudesse matá-la:

    - Sei de várias outras coisas que podem...

    Olhou seus olhos por um tempo que, apesar de curto, pareceu uma eternidade. Na verdade, quando estava com Luke sempre tinha essa sensação de que o tempo parava e que nada mais parecia importar além deles. De alguma forma também sentia uma certa ligação com Tobias e Sarah, mas com ele era diferente.

    Riu novamente, passando uma mão por seu pescoço enquanto se levantava. A ideia de irem pra cama era bem tentadora, porém sabia que Tobias estaria esperando por eles na festa e do mesmo jeito que não gostava de ficar esperando, também não gostava de fazer com que os outros a esperassem.

    - Teríamos, se você não estivesse bastante atrasado.

    Deu-lhe um beijo demorado, enquanto subia a mão vagarosamente de seu pescoço até a cabeça. Quando terminou, olhou-o novamente por mais um tempo, tentando se convencer de que não deveria aceitar a proposta, e após um beijo rápido afastou-se, voltando sua atenção novamente para o cigarro.

    - Já está pronto? Eu queria te mostrar uma coisa antes de sairmos.



    Tobias O'Connor


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    O grupo era composto por quatro pessoas, duas garotas e dois rapazes. Uma delas ele sabia que fazia algumas matérias com ele na faculdade, porém os outros ele não conhecia ou só conhecia de vista. Assim que se aproximou, a garota que ele conhecia, Julie, que falava animadamente sobre alguma coisa que ele não conseguiu ouvir direito, parou para cumprimentá-lo:

    - Tobias! Eu não sabia que você vinha... Tudo bom?

    Ela se aproximou, dando-lhe um abraço e um beijo na bochecha:

    - Pessoal, esse aqui é Tobias O'Connor. A gente faz algumas matérias juntos na faculdade.

    A garota sorria animada, e os demais apressaram-se em dar um "oi" para ele de onde estavam.

    - Deixe-me apresentá-los... Essa aqui é a Alex... Ao lado dela temos o Josh e o estranho ali é o Kaleb - disse apontando para um rapaz encostado na lareira com um cigarro apagado na boca.

    - Obrigado pelo "estranho", Julie - disse, enquanto todos riam.



    Alan Crow


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Já se aproximava das 21:30 quando Alan finalmente parou o carro perto da marina. A casa ficava de frente para o rio Danvers e o som alto com certeza incomodaria os vizinhos, se estes existissem. Jamais frequentara aquela região uma vez que ali era uma área privada e extremamente restrita a seus moradores. Na verdade, sabia que pessoas como ele dificilmente teriam oportunidade de sequer pisar naquelas terras, não fosse o motivo que lhe levara até lá.

    Jovens dos mais variados tipos e idades se encontravam ali, formando pequenos grupos. Alguns dançavam, outros conversavam apenas, e outros ainda pareciam disputar quem bebia mais. Uma garota desconhecida se aproximou para lhe dar as boas vindas e lhe entregar um copo de bebida, afastando-se rapidamente para cumprimentar outro rapaz antes mesmo que tivesse tempo de agradecê-la.

    Na sala, um grupo de aproximadamente quatro pessoas falava alto e parecia se divertir próximo à lareira. Precisava definir o que fazer para passar o tempo, afinal voltar para casa tão rapidamente não era uma opção por causa de sua mãe e ainda faltava uma eternidade para a meia-noite.




    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 724
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Raijecki em Qua Jun 06, 2018 9:55 pm




     
    - Teríamos, se você não estivesse bastante atrasado. - Melanie jogava um balde de água fria nas esperanças de "algo a mais" que Luke tanto gostaria de realizar.

    Mas como uma montanha-russa de emoções que era este relacionamento, ou como o que quer que eles o denominassem, afinal nem mesmo Luke saberia a resposta, Melanie se erguia lentamente e o beijava tão intensamente, que afastava qualquer tentativa de Luke se manter "estável", para não se dizer outra coisa. Retribuiu o beijo com a mesma vitalidade e paixão com que ela o havia começado e a agarrou pela cintura deixando sus corpos colados um no outro.

    Quando o beijo sessou, ela o encarou como se ainda estivesse em dúvida pelo "convite amoroso" de Luke. Por ele, ficaria horas observando aqueles lindos olhos esverdeados, algo neles o deixava fascinado, como pudesse se perder sem preocupações em um mundo só deles e de mais ninguém. Uma verdadeira utopia esmeraldina, como ele gostava de pensar.

    O problema para aquela situação não se desenrolar tão bem como Luke desejava tinha um nome. Tobias O'Connor.

    Tobias não era um rival no amor, muito pelo contrário, era um grande amigo, um em que Luke sabia que poderia confiar para o que quer que precisasse. E se Luke havia prometido de se encontrarem na festa, o mínimo que devia fazer era cumprir com sua palavra.

    Claro que só depois de Melanie lhe dar um breve beijo e voltar sua atenção ao cigarro que ele pode chegar a esta conclusão. Talvez Luke devesse tentar se controlar um pouco mais quando estivesse perto de Melanie, mas não era, e nunca foi fácil para o garoto controlar seus sentimentos. Um fogo ardia forte dentro de si desde que que se lembrava por gente.

    Se recompôs, esperando o sangue esfriar, e puxou também um cigarro antes de Melanie quebrar o breve silencio que havia se instaurado em seu quarto:

    - Já está pronto? Eu queria te mostrar uma coisa antes de sairmos. - Luke expeliu com gosto a fumaça acinzentada de seu cigarro e a respondeu em tom de malicia:

    - Se for você, pode me mostrar o que quiser - terminou a frase com uma singela piscadela com seu olho direito e após dar um tempo para ver o que ela respondia, ou mostrasse, emendou em sequencia mais um sorriso e disse:

    - Sim, vamos lá... - ofereceu seu braço direito para que ela pudesse enganchar com o dela conforme andavam - Guie meu caminho, senhorita dona do meu pensamento.




    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Leomar em Sex Jun 08, 2018 6:46 pm




     
    Uma música "bate-estaca" rolava solta. Poderia ser pior, embora Alan ainda preferisse um rock à música eletrônica. Mas podia ser bem pior...

    Talvez a festa até não fosse ruim, afinal por que ela PRECISAVA ser ruim? Tudo é uma questão de como se encara, não era verdade? Ou, como se diz na universidade: Percepção seletiva!

    Não havia motivos reais para uma festa ser ruim só porque você não é o "tipo" que gosta muito de festa. Basta você entender isto. É tão difícil?

    Logo que entra, Alan recebe um copo de uma garota que "some no ar".

    - Obrigado! Mas e...

    Bom, nada demais, apenas uma festa, apenas uma garota querendo até ser gentil, embora Alan achasse que se poderia ser gentil pelo menos esperando até alguém agradacer, mas tudo bem... Tudo bem...

    Ele oferece o copo para outra garota que tinha cara de querer beber mais do que ele:

    - Oi, tudo bem? Você quer uma bebida?

    A garota, que já estava dançando com outros, olha com um sorriso primeiro, depois faz um beicinho observando Alan de cima abaixo, depois faz uma cara de ponto de interrogação, depois faz uma careta e em seguida vira de novo sem falar nada, tudo sem parar de dançar.

    Ok... Mas era só uma festa... Isto ainda não era motivo para ser algo ruim. Continue, você PODE se divertir, se você quiser...

    Alan deixa o copo em cima de uma mesa qualquer, talvez ele encontrasse um dono. Tenta dançar um pouco, se distrair. Pouco tempo depois outra garota vem com outro copo para o seu lado.

    - Eu não b...

    Tarde demais, ela sai sem falar nada, deixando Alan com o copo na mão, e ele começa pensar que talvez existam motivos para uma festa ser ruim. Ele anda pela festa com o copo na mão, pelo menos assim não o ofereceriam outro. Procura alguma pessoa que conhecesse. As poucas que já tinha visto não eram de seu curso. Ele começa ser assombrado pelo velho fantasma do "O que que eu estou fazendo aqui?"

    Do lado de fora, alguns rapazes e moças fumavam em grupinhos em volta da piscina, a música ainda era alta, mas pelo menos não tanto. Alan acha uma mesa com algumas coisas para se beliscar e vai lá comer algo, enquanto tem que ficar segurando aquele copo. Era provavelmente o lugar mais seguro da festa, poderia ficar um tempo só comendo e observando, esperando ver alguma coisa que indicasse um grupo onde ele poderia se encaixar.

    - É... O que eu vim fazer aqui mesmo?




    susanoojr
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 43
    Reputação : 0

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por susanoojr em Ter Jun 19, 2018 3:21 pm




     
    O grupo avistado por Tobias era composto por quatro pessoas, dois Homens e duas Mulheres, dos quais ele conhecia Julie, estudavam juntos na faculdade.

    - Tobias! Eu não sabia que você vinha... Tudo bom?

    Julie falava com um certo tom de tranquilidade como uma presença mais elevada de felicidade, coisa que ele não era acostumado a ver na faculdade por todas as pessoas de lá. Por já conhecer Julie ele se aproxima e a abraça dando um beijo na bochecha, sendo apresentado aos outros colegas de Julie em seguida.

    - Deixe-me apresentá-los... Essa aqui é a Alex... Ao lado dela temos o Josh e o estranho ali é o Kaleb.

    Todos se apresentam dando um “oi” para Tobias, exceto Kaleb que responde a provocação da garota.

    - Obrigado pelo "estranho", Julie.

    Todos começaram a rir de leve pelo comentário. Depois dessa leve apresentação, Tobias se junta ao grupo mesmo sem ser convidado formalmente.

    - Como está a festa? Vocês chegaram a muito tempo?

    Perguntava para seu novo grupo querendo algumas resposta e já ir tendo mais intimidade com eles até que ele soubesse de notícias dos seus dois amigos que estava esperando.

    - Sabem onde tem alguma comida aqui na casa? Saí de casa sem comer.

    Tobias falava com um sorrisinho no rosto, esperava comer alguma coisa no Nicki’s antes de sair, mas como seu encontro lá foi demarcado ele tinha um pouco de fome.




    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 481
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por mimacarfer em Sab Jun 23, 2018 11:42 pm




     

    Luke Richards


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Melanie observava cada gesto de Luke e parecia se divertir ainda mais com cada palavra que ele dizia:

    - Você não tem jeito, Luke Richards – disse, dando um último trago em seu cigarro e apagando-o em seguida no cinzeiro mais próximo enquanto terminava de soltar a fumaça em sua boca.

    Aproximou-se do jovem e, dando-lhe o braço, caminhou ao seu lado para fora do quarto. A casa dos Richards era uma das maiores e mais antigas da cidade e alguém que não a conhecesse poderia facilmente perder-se ali dentro. Caminharam por um corredor largo e chegaram até a escadaria que levava ao hall de entrada da casa.

    - Eu acho que encontrei uma pista dele... – disse a garota, enquanto o observava para saber se deveria prosseguir.

    Luke sabia que Melanie estava se referindo a seu avô, Clement, desaparecido há alguns anos atrás. A ideia de encontrá-lo parecia uma obsessão para a garota, coisa que ele sinceramente não poderia culpar já que grande parte de seus questionamentos poderiam ser facilmente respondidos por ele.

    - Parece que havia um lugar que era usado para encontros do círculo... Eu já encontrei algumas referências dele antes, mas não uma localização exata. Até hoje!

    A garota descia a escada com cuidado, claramente tentando organizar suas ideias e conter a empolgação.

    - Os diários da minha família são muito confusos e estão incompletos porque aparentemente eles evitavam escrever certas coisas por causa do medo de serem descobertos... Mas eu sem querer notei que havia uma página faltando e resolvi procurá-la...

    Melanie pisou no último degrau e se colocou diante de Luke, olhando ao redor para ver se não havia nenhum empregado por perto e depois continuou:

    - É um mapa, Luke! E eu quero ir até lá hoje, depois da festa. Você vem comigo?



    Tobias O'Connor


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Julie ouve a pergunta de Tobias e apressa-se em respondê-lo:

    - Tá brincando? A gente organizou tudo.

    - Na verdade, a casa é do Kaleb - disse Alex rapidamente - Ele acabou de se mudar. Isso tudo é como uma "festa de boas-vindas".

    Kaleb sorriu timidamente, colocando o cigarro apagado atrás da orelha:

    - Bom, a melhor forma de fazer amigos quando se chega a uma nova cidade é oferecendo uma festa, não é mesmo?

    - Ah, com certeza - concordou Josh, levantando seu copo em um tipo de brinde e virando-o em seguida.

    - A gente estava falando exatamente sobre isso antes de você chegar - completou Julie - Na verdade, o Kaleb estava nos contando a história da casa... Tem umas coisas “bem” sinistras.

    - Eu diria que são “interessantes” - disse o rapaz, aproximando-se de Tobias e passando um braço por seu ombro - Mas antes de voltarmos nisso, vamos matar sua fome e renovar o estoque de bebidas. As coisas estão lá fora, perto da piscina. Imaginei que o pessoal ia preferir fazer outras coisas aqui dentro - completou, conduzindo o jovem Tobias para uma grande porta de vidro que levava à área externa enquanto os demais os acompanhavam.



    Alan Crow


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Alan passa algum tempo próximo à piscina, observando o movimento das pessoas e questionando-se o que fora fazer ali. Porém, não se dera conta de que estava fazendo aquilo em voz alta...

    - Acredito que o mesmo que todos nós... Nada de útil - disse uma garota que se aproximava, olhando-o com curiosidade - Posso?

    O jovem não a conhecia, na verdade não se lembrava de já tê-la visto antes, mas isso não era muito difícil já que seu nível de sociabilização não era dos melhores. Em compensação, pelo menos a garota perguntava se podia aproximar-se antes de simplesmente começar a importuná-lo como era o costume naqueles locais.

    - Abigail Lowe, mas pode me chamar de Abbie - disse, estendendo a mão para ele - Pelo visto você também não gosta de bagunça. Quer dar uma volta?




    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 724
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Raijecki em Dom Jun 24, 2018 12:56 pm




     
    Depois de passar pelos vários cômodos e corredores da imensa mansão dos Richards, Luke e Melanie chegavam até a escada que descia até o belíssimo hall de entrada da mansão. A garota então, revelava a Luke o que queria. Uma pista que talvez pudesse revelar o paradeiro de seu avô, a muito tempo desaparecido. Luke sabia da importância que aquilo tinha para sua amada, mas não gostava de vê-la se desapontar a cada "alarme falso" que a mesma seguia desde sempre.

    Porém, não poderia negar que encontrar qualquer coisa sobre Clement, o desaparecido, ajudaria muito em suas dúvidas e anseios sobre o destino de seu circulo. Decidiu então se calar e deixa-la terminar de falar para depois responde-la. Um olhar sério tomava conta da feição de Luke, que de nada lembrava o jovem alegre e malicioso de sempre.

    - Parece que havia um lugar que era usado para encontros do círculo... Eu já encontrei algumas referências dele antes, mas não uma localização exata. Até hoje! - Aquilo era realmente surpreendente. Mesmo com todos os recursos disponíveis, Luke nunca havia conseguido descobrir onde ficava o tal local onde o círculo se reunia. Aquilo parecia ser bom demais para ser verdade. Melanie descia morosamente a escada e continuava:

    - Os diários da minha família são muito confusos e estão incompletos porque aparentemente eles evitavam escrever certas coisas por causa do medo de serem descobertos... Mas eu sem querer notei que havia uma página faltando e resolvi procurá-la... - A empolgação que Melanie demonstrava deixava Luke ainda mais cauteloso com tudo aquilo. E mais curioso também. Ela olhava para os lados tentando descobrir se os dois estavam sozinhos e concluia com o convite que Luke já esperava:

    - É um mapa, Luke! E eu quero ir até lá hoje, depois da festa. Você vem comigo? - Luke desceu as escadas até ela, e segurou delicadamente o rosto de Melanie com as duas mãos, aproximando seu rosto com o dela.

    - Você sabe que eu vou até o inferno com você se for preciso, mas acho que deveríamos planejar melhor as coisas antes de sairmos por aí sozinhos atrás de pistas... - Falava em um tom sério e comedido. Sabia que a garota iria discordar de sua atitude, mas para ele, era o certo a se fazer, afinal de contas dois adolescentes bêbados procurando algo á noite não parecia ser uma ideia muito inteligente.

    - Talvez antes de tudo devêssemos levar este mapa até meus avós, ouvir o que eles tem a dizer, cruzar as informações com os diários que possuo, e aí depois seguir até onde este mapa leva... Tudo bem assim? - Fazia o máximo de esforço para medir suas palavras de modo a não deixa-la achar que ele não levava a sério tudo aquilo. Melanie poderia, assim como o próprio Luke, mudar de emoção tão rápido quanto os dois "viravam" uma dose Whisky. Talvez era justamente aquilo que os faziam combinar tão bem, cada um entendia e compreendia perfeitamente as intenções do outro.

    - Então, vamos para a festa? Acho que isso pode te ajudar a se descontrair um pouco... - Mudava sua feição para um leve sorriso e a beijava rapidamente, na tentativa de faze-la concordar com suas idéias.

    Caso ela concordasse, a levaria até sua garagem para pegarem o esportivo da Aston Martin, modelo Thunderbolt, um dos presentes dos pais de Luke, para poderem seguir até a festa.




    susanoojr
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 43
    Reputação : 0

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por susanoojr em Ter Jun 26, 2018 10:02 pm




     
    Entre as conversas do Grupo antes deles irem para a piscina, Tobias é informado que os organizadores da festas são eles, seu novo grupo, isso deixa-o animado, além de também saber que Kaleb era um recém chegado na cidade.

    - Que notícia boa! - Tobias falava enquanto os outros faziam brinde e bebiam suas bebidas, exceto ele que não tinha mais um copo.

    Eles dão um adendo na conversa interrompida por Tobias afirmando histórias que cercavam aquela residência, porém nada concreto ainda, o que deixou intrigado.

    Ao perceberem que Tobias não tinha um copo e quando ele fala que desejava alguns pesticos, logo o grupo é guiado por Kaleb até o ladonde fora da casa.

    - Esta festa está muito boa, melhor agora que achei comida e estou com amigos!

    Tobias afirma levando a mão com copo cheio de bebida pra cima em forma de comemoração, os outros do grupo o seguem no movimento com seus copos também cheios.

    - Ei Kaleb, por que te chamam de estranho? Tem haver com as histórias da casa?




    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Leomar em Qua Jun 27, 2018 7:59 pm




     
    - Ahn... É... Eu... Oi...

    "Pelo amor de Deus Alan, o que você está fazendo? O que adianta estudar psicologia se nem consegue responder uma simples garota?"

    "Bom... Não tão simples, mesmo assim, fala com ela, não deve morder!"


    - Olá Abigail! Eu sou Alan, Crow - Diz finalmente pegando a mão dela - É, não sou muito "da bagunça", fui convidado com alguns amigos da psicologia, mas não encontrei ninguém conhecido. Adoraria dar uma volta!

    Ele repara a garota, Alan às vezes tinha "impressões" sobre algumas pessoas, boas ou ruins. Às vezes eram impressões fortes, do tipo "este(a) ai tem 'problema' escrito na testa", outras eram apenas impressões se a pessoa esta triste ou feliz, mas não conseguia perceber nada sobre Abigail.

    Era uma garota bonita. E simpática. Ou pelo menos parecia.

    Ele sorri, tenta pensar em algo inteligente para falar.

    Qualquer coisa...

    - Se não estamos fazendo nada de útil, por que viemos então?

    "Ok, mais uma vez, isto não foi muito inteligente!"

    - Digo... Onde podemos ir, para fazer algo melhor?

    "É... Não foi seu melhor, mas melhorou. Agora fique quieto e sorria."

    Ele escuta a consciência, e apenas sorri.




    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 481
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por mimacarfer em Sex Jul 06, 2018 1:15 am




     

    Luke Richards


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Ouvir aquela resposta de Luke foi como um balde de água fria para Melanie, que ficou completamente desnorteada. Colocou suas mãos sobre as de Luke, olhando-o nos olhos por alguns segundos e respirando profundamente.

    - Tudo bem... – disse baixinho, afastando-se delicadamente após o beijo que ele lhe dera – É melhor irmos mesmo... O sr. O’Connor já deve estar inquieto se perguntando onde nos metemos.

    Embora tentasse disfarçar, Luke a conhecia o suficiente para saber que ela não estava satisfeita com sua resposta, porém teria muito tempo durante a noite para fazê-la esquecer de tudo aquilo.

    Melanie caminhou até um aparador que ficava próximo à porta de entrada e pegou sua bolsa, em seguida indo com o jovem até a garagem onde pegaram o carro e seguiram para a festa.


    *

    O caminho da casa de Luke até a marina, onde ficava a casa onde a festa aconteceria, não era muito distante. Melanie, porém, passara quase todo o percurso sem falar, olhando o movimento das ruas por onde passavam do banco do ao seu lado.

    Quando chegaram finalmente, notaram o carro de Tobias, o que significava que o jovem já havia chegado ao local e provavelmente os esperava, como combinado. A casa ficava de frente para o rio Danvers e o som alto com certeza incomodaria os vizinhos, se estes existissem. Embora frequentassem aquela região às vezes, sabiam que ali era uma área privada e extremamente restrita a seus moradores... Exceto talvez naquele dia. Jovens dos mais variados tipos e idades se encontravam ali, formando pequenos grupos. Alguns dançavam, outros conversavam apenas, e outros ainda pareciam disputar quem bebia mais.

    Uma garota desconhecida se aproximou para lhes dar as boas vindas e entregar um copo de bebida. Melanie pegou o seu e sorriu:

    - Que comecem os trabalhos! – disse, dando um gole em seu copo enquanto esperava Luke fazer o mesmo – Vem, vamos encontrar o Tobias.



    Tobias O'Connor


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Kaleb sorri, achando graça dos comentários de Tobias. Mostrou-lhe a mesa onde estavam os petiscos e as bebidas, aguardando que todos pegassem o que quisessem e, após o brinde oferecido por Tobias, tomou um gole do copo que acabara de pegar para si. Ouviu a pergunta de Tobias com curiosidade, enquanto observava não muito distante dali uma garota de cabelos ruivos que conversava com um rapaz desconhecido, provavelmente da idade deles:

    - Na verdade, não. Isso é só uma brincadeira da Julie... Aparentemente ela cismou comigo e com o que ela chama de meus “hábitos ingleses”.

    - Você tem um cemitério em casa e é viciado em chá, Kaleb. Se isso não é estranho, então não sei o que é... – disse Julie em sua defesa.

    - Bom, tomar chá realmente é um costume inglês e o cemitério, convenhamos, não é culpa minha. Não acha, Tobias?



    Alan Crow


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Abigail aperta a mão de Alan com firmeza enquanto sorri timidamente para o rapaz, e em seguida a solta rapidamente:

    - Psicologia? Que interessante! Eu vou começar medicina... Se me aceitarem. Eu e minha família acabamos de chegar na cidade.

    A jovem para por um segundo, provavelmente sem graça por estar falando demais, mas em seguida parece deixar seus pensamentos de lado ao notar a chegada de um grupo e um rapaz de cabelos ruivos que parece os observar por um instante. Ela ouve o questionamento de Alan e parece não entender onde ele quer chegar, porém, o que vem a seguir parece lhe deixar mais aliviada:

    - Bem, você prefere uma volta na praia ou nas proximidades da casa? Tem um cemitério que é um pouco afastado, e acho difícil que alguém ouse ir até lá a essa hora. Pode ser uma ideia...

    Apesar de ser um convite um tanto quanto estranho para duas pessoas que acabaram de se conhecer, era fato que dificilmente as pessoas sairiam de uma festa como aquela para ir até um cemitério e, portanto, o lugar provavelmente estaria mais tranquilo que a praia. Abigail não parecia ser uma pessoa perigosa, apesar dele não conseguir ter uma “impressão” a seu respeito, como estava acostumado. Agora cabia a ele decidir como se daria aquela noite... Pelo menos até que fosse tarde o suficiente para voltar para sua casa.




    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Leomar em Sab Jul 07, 2018 8:07 am




     
    - Medicina também é interessante, mas eu jamais tentaria. Creio que precisa de coragem demais para ser médica, não é?

    "Coragem demais? É sério Alan? Vai começar a primeira impressão com a ruivinha falando que você é um frangote covarde? Cara, você me envergonha! Reze a Deus para que pelo menos ela encare como um elogio, já que disse que pelo menos ela é corajosa. Um de vocês tinha que ser."

    Abigail tinha um sorriso meio tímido, mas Alan era uma pilha de nervosismo. Sua pulsação estava nas alturas e as mãos suavam tanto que a garota provavelmente ia precisar enxugar as dela depois que soltasse a mão dele, e claro, a consciência de Alan vivia espezinhando-o.

    Por sorte a ruivinha é um poço de simpatia, o convida para dar uma volta nas proximidades, na praia, no cemitério...

    "Mas é claro, por que não? Perfeitamente normal. Levemente exótico, mas e daí? Uma gatinha desta pode te chamar até pro Inferno que você VAI!"

    Abbie parecia mais interessante a cada segundo, mas o que fala em seguida que faz a pulsação de Alan frear de 100bpm para 10bpm:

    -...acho difícil que alguém ouse ir até lá a essa hora.

    Ele fica sem reação por um tempo que sua mente computa como quase uma hora.

    "Cara! Esta gata maravilhosa está mesmo querendo ficar sozinha com você? Ok, retiro o que disse antes. De fato o lance de chamá-la de corajosa foi muito bom. Continua elogiando ela, só não dá muita bandeira porque é nestas horas que você sempre mete os pés pelas mãos."

    - Ah! Sim... Cla-claro...

    "Pare de gaguejar, ANIMAL!"

    - Com uma companhia tão agradável, qualquer lugar seria maravilhoso! Só pessoas especiais têm ideias tão diferentes. Com certeza dá para divertir muito mais num lugar quieto do que aqui, onde está cheio de gente, mas todas são irritantemente iguais e precisam ficar bêbadas para não se entediarem.

    Ele a segue, sem se importar para onde estavam realmente indo. De repente Alan já não estava mais arrependido de ter ido naquela festa, e mesmo que no final a companhia agradável acabasse sendo mesmo só uma companhia agradável, Alan já estava bem feliz.




    susanoojr
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 43
    Reputação : 0

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por susanoojr em Sab Jul 07, 2018 10:23 am





    Com as conversas e já de barriga cheia, Tobias é surpreendido ao ficar sabendo que ali era o casarão antigo, que havia um cemitério “no quintal”, já ouvira falar desta casa em algumas historias em livros, mas nada que chamasse sua atenção de imediato.

    Tobias é interrompido em meio aos seus pensamentos quando Kaleb o cutuca falando - Não acha, Tobias?

    Ele não estava muito atento no momento em que disseram aquilo, pelo contexto se tratava do cemitério, sem saber responder ao certo ele dá de ombro e diz - Hoje eu só tenho a certeza que vou beber. - Logo todos acham graça do comentário e comemoram mais um brinde.

    Mais cedo, Tobias havia reparado que Kaleb estava de olha em uma garoto ruiva um pouco longe do grupo, assim que chegaram perto da piscina, porém ela já não estava mais lá, para não parecer que ele era enxerido, Tobias pergunta - Vocês vieram sozinhos ou trouxeram companhia? Eu iria vim com dois amigos, só que eles me deixaram pra ficar se pegando, talvez eles apareçam aqui.




    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 724
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Raijecki em Dom Jul 08, 2018 8:13 pm




     
    Era nítida a decepção de Melanie com a resposta dada por Luke, mas só por ter conseguido faze-la refletir sobre o assunto sem nenhum estardalhaço já era uma vitoria extremamente significativa para o jovem Richards. Agora era se concentrar para poder compensa-la durante a noite.

    Enquanto Melanie recolhia sua blusa no aparador, Luke segurava firme um pequeno objeto no bolso de sua calça.

    Os dois seguiram de carro até o local da festa. Melanie ficara muda por toda a parte da viagem, mesmo ela não sendo muito longa, coisa que Luke resolveu deixar como estava, pois sabia que a garota tinha o direito de ficar um momento concentrada em seus pensamentos. Ao estacionar, imediatamente reconheceram o carro de Tobias, o que significava que o amigo já estava os esperando.

    Ao adentar a festa, uma garota os recepcionou dando as boas vindas e servindo dois copos de bebida.

    - Que comecem os trabalhos! – Disse Malanie, dando um gole em seu copo. Luke secou o seu de uma só vez, já entrando no clima da festa.

    - Yahoo - Luke correspondia animado.

    - Vem, vamos encontrar o Tobias. - Ela o chamava para irem encontrar o rapaz.

    - Sim vamos, só vou... - Luke pedia fazendo um sinal para a moça lhe dar mais um copo e a agradecia - Ah, obrigado querida, pode me dizer quem é o responsável pela casa? -  Após a resposta da moça, acompanhou Melanie para encontrar Tobias.




    mimacarfer
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 481
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por mimacarfer em Sex Jul 13, 2018 6:34 pm




     

    Luke Richards


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Melanie viu Luke virar o copo balançando a cabeça para o rapaz enquanto sorria. Definitivamente ele era louco... Embora ela não ficasse atrás. Esperou que ele pegasse um novo copo e lhe seguisse após a garota informar que não fazia ideia de quem era o responsável pela casa. Na verdade, provavelmente a maioria das pessoas ali não sabia.

    Caminhou em meio às pessoas que dançavam e conversavam na sala de estar que havia se transformado em uma pista de dança, olhando em todas as direções a procura do amigo e chegando a dar a mão para Luke por alguns segundos para que não se perdessem.

    - Ele está ali - disse, apontando para um grupo que estava próximo a uma mesa de comida perto da piscina. Luke notou que já havia visto um rapaz de cabelos ruivos nos corredores da faculdade na semana anterior, mas de resto não conhecia ninguém.

    Nesse instante, uma mão tocou os ombros de Melanie e Luke, vindo de trás deles:

    - Eu sabia que vocês viriam! - disse a voz já tão familiar para ambos.

    - Sarah! Não acredito que você voltou! - disse Melanie, se virando para abraçar a amiga, completamente eufórica.

    A jovem também era muito bonita, assim como Melanie, embora fizesse um tipo mais centrado, quase o seu oposto. Luke poderia dizer até que, dos membros do círculo que conheciam até o momento, talvez ela fosse a mais focada e dedicada aos estudos dos poderes e tradições que herdariam. Não se viam a aproximadamente dois meses, quando a mesma simplesmente viajou sem explicar aos amigos para onde iria... Um verdadeiro mistério que talvez Luke tivesse a oportunidade de decifrar durante aquela noite.



    Tobias O'Connor


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Kaleb percebe que Tobias não estava muito atento à conversa do grupo, mas prefere simplesmente ignorar o fato. Com certeza todos iriam beber, caso contrário não teriam saído de suas casa para ir até lá, e nem ele teria tido todo o trabalho para promover aquele encontro. Deu mais um gole em seu copo enquanto os demais brindavam novamente, passando de tempos em tempos os olhos na garota de cabelos ruivos não muito longe dali. Ouviu as palavras de Tobias calado, e esperou que todos respondessem antes de dar sua própria resposta.

    - Eu vim sozinha - disse Julie apressada, de certa forma tentando chamar a atenção de Tobias.

    - Eu e Josh viemos juntos - disse Alex, enquanto abraçava o rapaz ao seu lado, deixando claro que provavelmente eram ficantes ou namorados, ao que ele sorriu e balançou a cabeça concordando.

    - Bom, eu moro aqui, então não vim com ninguém. Mas minha irmã, Abigail, está na festa - disse Kaleb, de certa forma respondendo à dúvida de Tobias sobre o porque de observar tanto a garota ruiva que agora se afastava com o rapaz com quem conversava a poucos minutos. Estranhamente eles não iam em direção à casa, onde a festa acontecia, mas à parte de trás dela onde não parecia haver muita coisa além de enormes árvores que pareciam formar um tipo de floresta.



    Alan Crow


    Danvers, 23 de março de 2019

    ***

    Abigail ouvia cada palavra de Alan com atenção, coisa que o rapaz poderia dizer facilmente que não estava acostumado, afinal ninguém parecia sequer notar sua presença na maioria das vezes. Sabia que o convite para ir até o cemitério poderia soar meio estranho, mas provavelmente seria um dos lugares mais tranquilos por ser mais afastado da casa e estava animada por poder levar até lá e ainda poder se afastar de todos aqueles estranhos que haviam "invadido" sua nova casa a convite de seu irmão, Kaleb.

    - É... Acho que sim. A maioria das pessoas tem um pouco de medo de lidar com sangue, e eu mesmo confesso que não gosto muito, mas é um negócio de família, então... Tipo um dom passado de geração pra geração, entende? - disse, sorrindo meio sem graça enquanto caminhava rumo à parte de trás da casa.

    Assim que saíram da área da piscina, e dos olhares dos curiosos, Abigail pareceu aliviada.

    - Precisamos ir por ali - disse a jovem, apontando para uma trilha de terra que seguia em meio a enormes árvores que pareciam formar um tipo de floresta - Mas antes é melhor pegarmos uma lanterna...

    Caminhou até um local perto da casa onde uma porta no chão levava ao que parecia ser um porão ou abrigo para tempestades. Com muito custo, a jovem conseguiu abrir a porta, relevando uma escada.

    - Eu vou na frente para acender a luz, mas se quiser pode me esperar aqui também. Não vou demorar - Embora tentasse parecer muito segura de si, porém, dava pra ver em seus olhos que a garota não queria ir até lá sozinha.




    Raijecki
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 724
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Raijecki em Sab Jul 14, 2018 9:38 pm




     
    Luke acenava com a cabeça para moça e seguia através do amontoado de pessoas com Melanie, que o segurava pela mão por alguns segundos a fins de não se perderem. Aquele gesto, apesar de simples, deixava Luke feliz, como se os dois de alguma forma, mesmo se enfrentassem vários dificuldades, sempre estariam juntos. Algo que ele vinha pensando muito nos últimos dias.

    Ao passar por várias pessoas, Luke notou que já tinha visto um outro garoto ruivo antes, na faculdade. Perguntou para Melanie se a garota saberia dizer quem era:

    - Mel, você sabe quem é aquele cara ali? O de cabelo ruivo... Acho que já o vi antes.

    Depois de muito procurar, finalmente Melanie avistava o amigo Tobias, que estava conversando com outras pessoas perto da piscina, mas antes que pudessem ir de encontro a ele, acabaram por serem surpreendidos com um toque em suas cotas de alguém que não viam já fazia um tempo.

    Era Sarah, uma amiga de longa data e membro do circulo dos dois. Ela parecia bem feliz em revê-los, e Melanie também não ficará para trás a abraçando logo em seguida. A ausência da garota era um mistério, pois ela havia viajado sem aviso prévio por dois meses e só aparecido novamente naquele momento. Para Luke, Sarah era uma das mais centradas e dedicadas do circulo, e talvez o motivo real de sua ausência só poderia ter algo a ver com isso.

    - Bem vinda de volta Sarah! - A dizia e também a abraçava - Vamos, venha com a gente até o menino prodígio ali perto da piscina - Se referia de maneira sarcástica e brincalhona a Tobias.

    - Acho que você tem muito pra contar não é? Por um acaso você saberia quem é o dona da casa? - Luke ainda não havia desistido de seu plano principal para aquela noite, e ele necessitava de falar com o responsável pela casa para o plano dar certo.

    "Essa noite tem de dar certo..."




    susanoojr
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 43
    Reputação : 0

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por susanoojr em Sex Jul 20, 2018 10:57 pm




     

    Todos estavam curtindo festa, mas Tobias ainda não havia encontrado seus amigos, eles talvez nem iriam aparecer ali, porém ele ainda tinha compromissos com eles. Como esses encontro não acontecia, o jovem decide dar atenção ao seu novo grupo, em especial a jovem Julie, a garota que ele já conhecia da faculdade, uma bela jovem que Tobias havia percebido certo interesse.

    A maioria das pessoas ali já estavam com seus pares e a resposta que Tobias escuta vindo da garota, liga uma sinal verde em sua cabeça, para dois jovens em uma festa que estavam "sozinhos", muita coisa poderia acontecer, bastava o momento certo em um local certo para ele poder agir, porem nada vinha em sua cabeça, exceto a escuridão do cemitério ao lado, era um local ideal para os dois ficarem juntinhos.

    Ele então decide agir, pensando em como poderia levar Julie para o cemitério com ele sem parecer algo forçado ou que ficasse mal falado.

    - Galera, o que vocês acham de fazermos uma disputa de coragem? Vamos entrar no cemitério agora, o que vocês acham?

    Tobias pergunta a todos ali se aceitariam ir com ele e falando para Julie ir junto dele.




    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 968
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Leomar em Sab Jul 21, 2018 5:47 am




     
    - Ah, sim! Muitos médicos na família então. Herdou a vocação do pai, mãe ou ambos?

    "Deve ser uma garota boa demais para você! Creio que já viu o sobrenome 'Lowe' em algumas ruas na cidade. Veja se não dá vexame."

    - Creio que já vi seu sobrenome em algum rua...

    "Está sendo chato de novo, Alan, não fale qualquer coisa que pensar!"

    Ela o leva até um porão, mostrando que sabia que lá deveria ter uma lanterna e portanto conhecia bem a casa.

    - Ah, deixe ajudar com a porta. Pronto. Podemos ir juntos, assim te ajudo não tropeçar na escada.

    Acompanhando ela, Alan procura um interruptor na parede.

    - Mm, não estou sentindo nenhum interruptor para o lado de cá, está com mais sorte dai?




    Conteúdo patrocinado


    Re: [!Prólogo!] Brincadeiras perigosas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Out 20, 2018 8:12 pm