Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Chamado

    Compartilhe
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    O Chamado

    Mensagem por Leomar em Sex Maio 25, 2018 10:11 pm



    Ventos levam um pouco da maldita neblina de Dafodil, esta era a boa notícia. A má notícia é que continuava frio.

    A cela de Nadhull porém parecia uma pequena estufa por causa de phosmanita, ela deixava o quarto acima dos 30°. Ele só não conseguiu fazer ela emitir calor sem emitir luz junto, ainda assim a noite foi boa o bastante para acordar bem descansado. A cama não era das mais confortáveis, mas não era ruim, mesmo assim lá pelas cinco horas já não conseguia dormir mais.

    O templo e até a cidade ainda estavam quietos, mas seria por pouco tempo. Dafodil não era uma cidade onde as pessoas se davam o luxo de dormir até tarde, em cerca de 50 minutos seria dado o Primeiro Chamado, em cerca de 30 minutos as ruas já estariam cheias de gente, em cerca de 100 minutos Hélius Flava (o sol de Akaŝa) nasceria.

    As pessoas falavam baixo, mas já se preparavam para a primeira missa do dia. Nadhull observa a parte dos fundos do templo, onde havia sofrido ataque na última disputa da cidade, já não haviam mais entulho e boa parte das paredes já tinha sido reformada, em talvez mais dois dias o templo já estaria totalmente restaurado.

    Quando soasse o Primeiro Chamado, uma sopa (ou algo do tipo) seria oferecida a alguns pobres ou feridos que pediam ajuda ao templo. Nadhull poderia esperar para aproveitar esta refeição grátis, ou se quisesse poderia dar um pulo no porto (não era muito perto a pé, mas dava pra ir voando e voltar antes do Primeiro Chamado). Lá no porto já deveriam ter assado pão de centeio com açafrão bem típicos e cobiçados por marinheiros que ficavam dias sem pão fresco e quente. Se não fosse muito avarento o demônio teria algumas opções para gastar com café da manhã ali: café ou tauna (outra bebida energética e amarga, quase tão popular como o café, mas de cor marrom e gosto mais amadeirado, como se tivessem guardado café em barris de carvalho e reaquecido depois), leite de ovelha, cabra ou até outros mais "exóticos", queijos... o porto era um lugar bom para comer, embora nem sempre fosse o mais seguro, mas para quem conhecia também não era o mais barra-pesada.

    Depois de decidir onde iria comer (ou se faria algo nestes poucos minutos), ele volta ao templo. Os enormes didgeridoo anunciavam o Primeiro Chamado do dia. Não era o chamado mais popular do dia, e estávamos em uma Esclarecida (A Esclarecida é o quinto dia da semana), portanto o templo não irá se encher.

    Mestre Fah e Mestra Gaíla já tinham se dispensado dos afazeres do dia para falar com os neófitos, Nadhull foi informado que o arcebispo e alguns mestres magos se juntariam em breve. Fah tinha pedido para Niréia vir também, mas ela ainda não tinha chegado.
    Dycleal
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2164
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Dycleal em Sab Maio 26, 2018 8:04 am

    Nadhull sonhou com Niréia e o terrível teste de percepção no frio, apesar de bem aquecida sua cela, aquilo funcionou como um quase pesadelo, fazendo-o acordar cedo. Estava descansado apesar do sonho e bem desperto pela ansiedade, pensou em ir no porto procurar alguma iguaria matinal, mas não queria se afastar do templo e apenas voo para comprar um pouco de leite de cabra e logo volta para a fila da sopa dada aos pobres que buscam alimentação na entrada do templo, e se sentiu satisfeito, deu outro voo em torno do templo para relaxar a tensão e esticar as asas e logo desce e busca uma biblioteca interna para se harmonizar com o encontro com os mestres que logo se aproxima.


    As história dos mestres da magia branca lhe trazem a lembrança do seu sonho e lembra que o mestre Fah falou que convidará Niréia para o encontro, ele tinha citado vários mestres magos e até o arcebispo estaria no encontro e ele fica se imaginando no meio de todos eles e volta a leitura para estar preparado e concentrado para a ocasião.
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Qua Maio 30, 2018 6:05 am

    comprar um pouco de leite de cabra

    (descontados 3 ki-kons)

    Assim que os didgeridoos anunciam o Primeiro Chamado, uma refeição comunitária é servida no pátio do templo, um caldo simples, mas energético. Mestre Fah logo o encontra na biblioteca e o chama para uma sala na Nave Sacratíssima (fica no centro do templo, ela estava interditada durante reformas), o Instrutor Marcel e Niron logo chegam também, mestra Gaíla chega depois, acompanhada de outra demônio e do "cara" que deve ser o outro wanamko. Era sempre estranho ver um anjo em Dafodil, eles nunca apareciam naquela parte da cidade, no máximo na Praça dos Mártires ou no extremo sul para "descarregar" alguns exilados de Ajros.

    Spoiler:


    - Ah, Mestra Gaíla! Que prazer! Que as bênçãos de Piro lhe acompanhem sempre!

    - Que a luz de Hélius Flava ajude sempre brilhar a sua própria e que a Paz de Hélius Blua lhe inspire sempre!

    -Mestra Tinafe! Que seus dias sejam longos, e suas adversidades poucas!

    - Tua bênção, mestre espiritualista. A ti tens meus respeitos.

    - É agradável reverte, jovem neófito! Que o fogo lhe aqueça e ilumine! Estes são Instrutor Marcel

    Spoiler:


    e Níron.

    Spoiler:

    - Sua irmã não pode vir? - O mestre espiritualista pergunta ao humano.

    - Não estive com ela, mas mensagens foram mandadas.

    - É uma pena... E este é outro de nosso neófito cujo potencial é grande como o seu, Nadhull. Teremos muito a conversar.



    Feita as apresentações, mestre Fah os deixa para ir falar com o arcebispo.
    Dycleal
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2164
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Dycleal em Qua Maio 30, 2018 5:46 pm

    Nadhull se distrai com a leitura que nem percebe quando mestre Fah para do seu lado e com a voz serena, pergunta se ele pode acompanha-lo. O incubo lembra-se da bronca da mestra Galia, quando do seu primeiro contato com os mestres e guarda o livro exatamente onde achou, logo após ter cumprimentado o mestre espiritualista e o segue até a nave centra do templo, A nave Sacratíssima.


    Logo após chegarem a nave e trocarem algumas palavras amigáveis, chegam o instrutor Marcel e o chato e imaturo Niron sem a sua irmã Niréia, o que aborrece o jovem demônio, que esperava a presença da sua mestra da magia branca, porém não tem muito tempo para lamentar pois logo chega a sua querida mestra Galia, acompanhada de uma demônio estranha porém sedutora e um anjo de asas negras que deve ser o tal Wanamko com os mesmos poderes que os meus, Nadhull acena timidamente enquanto o mestre Fah troca cumprimentos com os outros mestre e ouve o nome da estranha fêmea que acompanha a mestra Galia, chamaram-na de Tinafe.


    Logo após as apresentações e os salamaleques de praxe, o mestre Fah sai, comunicando a Nadhull que irá falar com o arcebispo. O incubo cumprimenta o instrutor Marcel e Niron, abraça a mestra Galia e confirma coma demônio se o nome dela é Tinafe e diz que é um grande prazer conhece-la e estende a mão para o anjo de asas negras e diz: - Meu nome é Nadhull e o seu? Acho que temos muito que conversar e descobrir, podemos fazer isto junto e com o apoio de nossos mestres, não acha? E dá um sorriso esperançoso.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1344
    Reputação : 46
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Sex Jun 01, 2018 9:32 am

    Nergal acompanhado por Tinafe chega até o Templo, ao chegar ele repara que já foram os últimos a chegar naquela reunião. Além de Mestre Fah ele apenas conhecia naquele grupo a Mestra Gaíla com quem havia trabalhado nos últimos dias. Mais três homens completavam o grupo.

    - Saudações Mestre Fah e Mestra Gaíla. Que Lord Piro me permita que recebamos mais de vossas sabedorias.

    Quando Mestre Fah apresenta os outros dois mestres Nergal os cumprimenta respeitosamente. Quando se virava para ver quem era incubu que o Mestre Fah falara. O jovem lhe estende a mão de maneira efusiva após cumprimentar Tinafe.

    Nadhull escreveu:- Meu nome é Nadhull e o seu? Acho que temos muito que conversar e descobrir, podemos fazer isto junto e com o apoio de nossos mestres, não acha?

    Nergal leva a mão direita espalmada para cima na altura do peito e inclina-se levemente para frente cumprimentando-o.

    - Me chamo Nergal. Acredito que sim poderemos compartilhar conhecimentos devido nossa singularidade. Como diz a regra 10%, talvez sejamos de alguma maneira um resultado destes 10%. Uma ironia ou uma necessidade para o equilíbrio. Não sei ao certo como encarar isso.

    Ele então corre os olhos por todos.

    - Mestres, acredito que tanto eu quanto Nadhull somos desafios para vocês. Portanto acredito que todos nós devemos procurar uma forma de equacionar este fato. Não sei se isto ocorre com Nadhull, mas o elemento oposto a minha mais provável natureza tem sido muito mais fácil de ser controlado. Não só nos treinamentos com minha mestra, como quando estou realizando meus exercícios. Mestra Gaíla que me acompanhou por algum tempo nestes exercícios sabe bem.
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Jun 03, 2018 6:59 pm

    Mestre Fah não demora a voltar com o arcebispo, era um homem maduro embora provavelmente alguns anos mais jovem que Mestre Fah, tinha pele clara, cabelos ficando grisalhos nas têmporas, uma barriga um pouco saliente embora ainda parecia ter braços fortes. Uma estola vermelha, azul e dourada era a única coisa que o diferenciava de um humano comum. Ao entrar na sala ele levanta as mãos com as palmas para baixo:

    - Artranashi uk ij Piro!

    - Ruêh'v - respondem quase todos ali.

    - Sou o arcebispo desta ilha, Ormal. Seus mestres já falaram sobre vocês. Nergal... Nadhull... Todos aqui já estamos sabendo sobre a grande singularidade que vocês representam. Há cerca de um mês estranhos fenômenos mágicos despertaram a atenção dos magos mais poderosos do planeta, e colocamos os maiores líderes atrás de informações. Até agora não temos nenhuma resposta para várias perguntas. De tempos em tempos temos novos wanamki despertando, mas nunca um como vocês, e muito menos dois.

    Ficamos... satisfeitos, para dizer o mínimo, que ambos tenham procurado o templo de espontânea vontade. Porém a questão e simples e sem meias palavras: Como representante deste templo e representante da vontade de deus, preciso garantir que estão empenhados em seguir o bom caminho de nosso deus, incluindo o desejo de fazerem votos de honestidade ou não, antes de decidirmos se e como o templo poderá continuar ajudando-os.

    Temos bons mestres aqui e... a propósito, onde está Niréia?
    - esta última parte ele fala para Níron.

    - Não consegui falar com ela ontem, Vossa Eminência! Chamei mensageiros. Talvez esteja com a anciã.

    - E por que demônios a anciã também não veio?

    Alguns na sala trocam olhares, mas ninguém mas ninguém consegue responder, depois de alguns segundos de silêncio embaraçoso o arcebispo continua:

    - Que seja, vemos isto depois... Mm... bem, retomando: alguns aqui estão ligados à Cour des Miracles, outros não. A Corte está subordinada aos templos, mas os templos não estão subordinados à Corte, espero que estejam cientes. (pausa) Minhas deci...

    Ele é interrompido por batidas na porta, um humano abre e se desculpa.

    - Perdão Vossa Eminência, mas uma madre da Igreja Cisne Branco ficou sabendo desta reunião, e pediu humildemente permissão para acompanhar.

    - Ora, mande-a para o Goĥal! Não estamos aqui para sermos interrompidos. Como, pelos Círculos do Inferno, ela ficou sabendo?

    Mestra Espiritualista Gaíla levanta a mão.

    - Grande Eminência, por mais discretos que tenhamos sido, rumores se espalharam pela cidade, e não demorariam a chegar na Igreja deles. Nem toda descrição do mundo seria capaz de disfarçar um anjo visitando nosso templo e treinando com uma maga demônio.

    - Tem razão, mas vemos isto depois. Mande-a para o Goĥal!

    Gaíla dá uma leve limpada na garganta.

    - Tens algo a sugerir, Mestra Espiritualista?

    - Querido Arcebispo, apesar de nossos interesses serem totalmente diferentes, a Igreja Cisne Branco por muito tempo não demonstra ser inimiga da Cour des Miracles e nem deste nosso templo de Piro, como diz o profeta, "quem não é nosso inimigo..."

    - "É aliado." Tudo bem, não precisamos mandá-la ao Goĥal, mas não vejo porque recebe-la agora. Acha que deveríamos?

    - De fato não há necessidade menos ainda obrigação. Poderíamos, se Vossa Eminência achar mais prudente, apenas interá-la de por menores depois, para que mais rumores não escapem. Ainda assim, se ela participar respeitosamente como mera espectadora, não vejo mal. E pensando a longo prazo, não temos muitas pessoas com conhecimento de magia do ar na cidade...

    O arcebispo parece levar a ponderação de Gaíla em alta conta.

    - Mestre Konyang?

    - Não acho conveniente, mas Mestra Gaíla é muito prudente, os neófitos precisarão de instrução direta ou indireta futuramente, e não é hora de criarmos problemas com a Igreja Cisne Branco ou qualquer outra. Talvez a prudência signifique mais que a conveniência.

    Não perguntam a Níron, de qualquer forma ele faz cara de que não tá nem aí para questão, Marcel se abstêm e diz que apoiaria qualquer decisão do arcebispo, não perguntam também para Tinafe, a não ser com olhares, mesmo assim ela se pronuncia:

    - Não quero alguém da Cisne Branco dando palpite. A menos que ela se comprometa a só ouvir.

    - Mm... levarei as ponderações dos mestres em consideração. Mas verei esta madre pessoalmente para sondar-lhe os interesses e decidirei conforme a sabedoria de Piro.

    Ele não se dirige a vocês, mas apenas dá uma olhada rápida para ver se alguém acrescentaria algo. (falando um não) ele sai junto com Instrutor Marcel, deixando os mestres espiritualistas e Níron com vocês na sala.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1344
    Reputação : 46
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Seg Jun 04, 2018 9:32 am

    Nergal não ficou muito a vontade com a possibilidade de um representante da Escola do Cisne Branco ali, afinal muitos deles eram seguidores de Angelina e esta não era uma deusa a quem Nergal se afeiçoasse. A resposta de Tinafe se alinhava com o que ele sentia e por isso ele ficou satisfeito com sua mestra. A posição do Arcebispo também lhe era favorável, mas como quase sempre as palavras sábias de Gaíla buscavam a moderação.

    "A presença desta mestra irá corroborar com a nossa decisão. Ela ainda servirá aos propósitos da Corte, constatando e validando que estamos entrando na Corte por própria vontade. Desta forma a Corte estará com dois dos mais raros magos em suas linhas a fortalecendo muito a posição da Corte entre as demais escolas" - pensava Nergal.

    Ele então se aproxima de Tinafe e sussurra-lhe:

    - A presença desta mestra poderá ser de valia para a Corte. Ela irá corroborar com a decisão de dois magos negros e brancos nas fileiras da Corte. Algo muito raro de se encontrar nestes dias. Poderá fortalecer a posição e La Cour des Miracles.
    Dycleal
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2164
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Dycleal em Seg Jun 04, 2018 4:39 pm

    Nadhull ouve toda aquela politica religiosa entre as facções e ele acredita fielmente que piro não faz acepção de pessoas ou credos e ouvindo que aquela mestra é de uma corrente que trabalha com as energias do ar, não vê porque não admitir a sua presença, mas está inseguro por sua mestra não estar presente e prefere apenas ouvir o que está ocorrendo e responderá apenas se inquirido diretamente e continua atento e demonstrando interesse no que é falado.
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Qui Jun 07, 2018 7:54 pm

    Os novatos se abstêm de comentários, confiando no bom julgamento dos seus mestres, como estes também já tinham dito o que queriam, a espera pela decisão do arcebispo é silenciosa. Nergal ainda sussurra com Tinafe, mas ela medita sobre o que o aprendiz fala em silêncio, por um momento Nergal pensa que os pensamentos dela pareciam estar bem longe dali.

    Por fim o arcebispo volta, e ele trazia a mulher da Cisne Branco junto. Era uma humana, cerca de quarenta e tantos anos, vestia um vestido simples, longo, branco com uma faixa laranja vertical nas costas, e usava uma tira de pano, também laranja, em volta da cintura como um cinto, embora a peça fosse obviamente decorativa, a aparência era de uma mulher comum, quiça discreta.

    O arcebispo a indica uma cadeira, e ele já parecia levemente aborrecido.

    - Pois bem, como os magos brancos que eventualmente nos ajudam não puderam estar aqui, e visto a observação da mestra espiritualista Gaíla de que a Igreja Cisne Branco não é nossa inimiga, estou permitindo que a monja participe como observadora.

    Ele não faz nenhuma apresentação a mais, mesmo assim os mestres espiritualistas não deixam de cumprimentar:

    - Que a Luz te acompanhe.

    - Bons ventos para depois do meio-dia!

    - Grata, que o poder da cura das deusas-mães estejam fortes em seus projetos.

    Quando ela se senta, Tinafe quebra um pouco do clima formal na sala, passando o braço na cintura de Nergal, o gesto parece ser proposital e a monja faz uma rápida cara de surpresa (no mínimo). O arcebispo também parece perceber (todos na sala parecem perceber) e a adverte com um olhar. Tinafe tira o braço de cintura dele e apenas lhe segura a mão, voltando a uma postura mais formal, mas faz tudo com aparente naturalidade, e não deixa de mostrar um leve sorriso.

    - Estamos aqui reunidos em nome de Piro e apenas pela vontade de Piro... - agora o arcebispo já estava no tom cerimonioso - Como porta-voz do deus, minhas decisões estão acima do templo ou qualquer filiação. Estamos aqui com testemunhas ilibadas para reconhecer os votos que forem feitos.

    Os mestres se ajoelham na frente do arcebispo, Nergal quase faz o mesmo por instinto social, mas Tinafe o cutuca falando baixo "você não".

    Seguem alguns atos religiosos que Nergal e Nadhull observam, mas que não é preciso detalhar. Cada mestre, que estava ajoelhado se levanta na sua vez (primeiro os espiritualistas) e recebem um cálice (provavelmente com vinho) do qual bebem. O arcebispo faz mais alguns ritos, os mestres espiritualistas falam algo num idioma que não era conhecido pelos neófitos, mas parece decorado.

    Com uma adaga flamígea (a lâmina dela é toda sinuosa) Gaíla faz um pequeno corte no indicador e médio, para em frente a Nadhull e põe seus dedos sobre os lábios dele, declarando.

    - Como mestra espiritualista, declaro que este neófito me procurou por vontade própria.

    Em seguida põe os dedos nos lábios de Nergal e faz a mesma declaração. Konyang também repete a que Gaíla fez com ambos.

    - Nergal, um passo a frente! - ordena o arcebispo - Seus mestres testemunham que dizes ser devoto de Piro, embora não tenhas sido sacramento nenhuma vez, pois bem, antes de continuar, quero que deixe claro ao ouvidos das testemunhas ilibadas, quais suas sinceras pretensões quanto a este solo sagrado e a que ele representa. Estarás sobre força do julgo de uma confissão espontânea!
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1344
    Reputação : 46
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Sex Jun 08, 2018 9:17 am

    Nergal que havia ficado de pé após a dica de Tinafe, afinal não haviam sido feitos nenhum tipo de ensaios tampouco foram dadas explicações ou feitos comentários, ao ser chamado a dar um passo para frente segue a ordem. O jovem anjo se mantém com a coluna ereta e com a pose de um soldado em formação para falar com o oficial de patente mais elevada do comando.

    - Seus mestres testemunham que dizes ser devoto de Piro, embora não tenhas sido sacramento nenhuma vez, pois bem, antes de continuar, quero que deixe claro ao ouvidos das testemunhas ilibadas, quais suas sinceras pretensões quanto a este solo sagrado e a que ele representa. Estarás sobre força do julgo de uma confissão espontânea! - diz o Arcebispo para ele.

    Nergal mantém o olhar fixo no Arcebispo e responde:

    - Isso é correto sou um devoto de Piro e da Deusa Ratnæl, como muitos de minha terra natal Verda Ero. Nosso culto aos Deuses eram feitos junto a natureza de maneira não tão rígida como são em Dafodil. Após a catástrofe que assolou Verda Ero, parti como um dos seus filhos senão o último filho em busca de iluminação e um propósito. Busquei a sabedoria dos mestres espiritualistas do Templo de Piro, representados por mestre Fah, que me recebeu, me acolheu e com sua sabedoria me apresentou um norte para seguir.

    O anjo negro se cala e aguarda pelo próximo passo. Ele sente que os olhares estão direcionados para ele e isso o deixava um pouco tenso, apesar de sempre estar chamando a atenção por onde passa ora por ser um anjo negro ora por estar com sua companheira caminhando pela cidade. Mas desta vez era diferente, ele não era julgado apenas por pessoas desconhecidas. Ele se sentia julgado pelo próprio Piro, representado pelo Arcebispo a sua frente.

    E mesmo não o dia não estando tão quente, Nergal sentia calor e sentia brotar em sua fronte algumas gotas de suor.

    "Será que isso é uma demonstração da presença de Lord Piro? - pensava enquanto começava a controlar a própria respiração.
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Jun 10, 2018 6:46 pm

    Alguns segundos de silêncio deixam a sala com um clima meio constrangedor. Aparentemente a resposta do anjo-negro não foi exatamente o que o arcebispo esperava.

    - E? (pausa desconcertante) - Os mestres espiritualistas testemunharam a se favor, já afirmam que veio com aparente boa-vontade, não precisamos saber de onde veio, mas para onde vai, o que realmente pretende...

    Tinafe quebra o protocolo em favor do aprendiz, e pede voz:

    - Vossa Eminência, se me permite! (pausa) Meu aprendiz viveu numa comunidade isolada, e ainda não conhece a fundo as ideologias que nos cercam.

    - Os mestres espiritualistas também já tinham atestado isto também, mas não deveriam então te-los instruído sobre isto primeiramente? Como poderemos exigir votos de lealdade então se não conhecem o que pregamos?

    - Tivemos pouco tempo ainda...

    - Tempo é a única coisa que não temos. Além disto não podes interceder já que está envolvida.

    Aquilo não parecia muito bom, mas Níron também pede a palavra.

    - Já que quebramos o protocolo mesmo, me permite explicar, já que posso ser considerado neutro? - ele se aproxima do centro da sala e os demais não se opõe a que fale - Eu sou Níron, e sou um mago negro, não estou ligado a este templo, mas tenho apoio dos mestres espiritualistas. Digamos que tenho uma família interessante, já que minha irmã, que deveria estar aqui mas não veio, é uma maga branca.

    Como estão desatualizados quanto ao mundo lá fora, deixe-me explicar a história:

    Faz quase um século que Piro transformou Akaŝa no que é hoje: criou esta ilha, separou Fajr-Regno de Ajros, afogou algumas ilhas, fundiu outras, devastou a costa de Gaja... Para mim que já nasci neste mundo assim, não faz muita diferença, mas algumas pessoas ficaram "ressentidas", e por isto, há quase um século estamos em guerra.

    Os primeiros a encabeçar a guerra foram os gajanos contra os fajrenses. Este pessoal já se odiava a muito tempo mesmo e depois que a costa de Gaja foi destruída, eles oficializaram a guerra. Até houve quem tentasse apelar para a diplomacia, o próprio Piro mandou alguns “presentes” para alguns nobres de Gaja como reparação pelos estragos, mas os gajanos acabaram invadindo Burnabad, e têm poder sobre ela até hoje.

    Eles tentaram obter o apoio de Akvlando para destruírem, e depois repartirem, Fajr-Regno. Porém os reis de Akvlando não entraram em consenso e não apoiaram Gaja, o que colocou os dois países em quase guerra também.

    Apesar da falta de apoio, nem Akvlando e agora nem Ajros, que também estava “ressentido” com Piro, interviram quando Gaja quis levar a guerra mais para dentro de Fajr-Regno. E eles teriam conseguido muitas vitórias, se não tivessem começado as guerras aqui, na Ilha dos Exilados.

    Duas coisas aconteceram simultaneamente, a primeira foi que Akvlando quis fincar uma base aqui, tentando construir Nesopry de qualquer jeito e a qualquer preço, e foi a vez de Gaja declarar que, se o continente de Jara não iria ajudar na causa de Tamuz, eles também não fariam uma base na ilha, e os dois entraram em guerra pelo domínio de Nesopry. Os akvlandonos acharam que poderiam contar com o apoio do Yüksek Kan, mas o Yüksek Kan estava totalmente favorável à guerra contra Fajr-Regno.

    Ao mesmo tempo os infernos invadiram o nosso plano, e massacraram humanos e anjos de todos os continentes. Por anos as guerras tiveram de ser suspensas só para limitar o controle dos demônios. Ades tomou o controle de muitos destes demônios que fugiram dos infernos e fez uma base aqui na ilha, com direito à enormes Torres de Cristal Negro.

    Para manter estes demônios sob controle, várias pessoas tiveram que criar o que viria a ser esta cidade, Dafodil. Um lugar onde inimigos se suportam só porque são obrigados a lutar contra um inimigo maior.

    Pois bem, Ajros tentava ser neutro, mas não tanto, e começou a barganhar apoio à Gaja, sugiram até um acordo com o sugestivo nome de “La Amikoj”, no começo uma parceria comercial, aparentemente.

    Soldados de Gaja puderam atacar Fajr-Regno dando a volta no Despenhadeiro Selvagem, por Ajros. Muitos de Gaja e Ajros se sentiram vingados pelos pecados de Piro.

    Mas claro, nem tudo eram flores, e Gaja quis roubar algumas cidades costeiras de Ajros para facilitar sua vida e os dois países também entraram em guerra.

    Enquanto isto, como Akvlando se tornou fraco por causa das guerras contra os demônios, e por causa da falta de apoio do Yüksek Kan, Gaja lotou as ilhas do continente com seus exércitos, e tomou tudo que fajrenses que moravam em Akvlando tinham, além de forçar que Akvlando comprasse mantimentos de Gaja por preços bem altos.

    Mas eles queriam também invadir Fajr-Regno pela cidade de Mahijar, através das ilhas de Akvlando, e aí até a deusa Jara falou que não era para tocarem em Mahijar. Insatisfeitos, os adeptos de Tamuz não obedeceram a deusa, nova guerra.

    Os adeptos de Tamuz não conseguiram, ainda, seu intento, mas vendo a resistência dos adeptos de Jara, resolveram quebrar Akvlando por dentro, antes de atacar Fajr-Regno, e de fato Akvlando começou sofrer guerras civis, algo que nunca teve anteriormente.

    Ignos e Varma, filhos de Piro, lutaram contra Ades e seus coronéis, e por isto não puderam dar muita assistência à Fajr-Regno. O continente teve então que se virar com o apoio de seus magos, principalmente os duais. Enquanto a Cour des Miracles crescia, a Escola Atemense sofria queda atrás de queda. Antes do Ragnarök os Atemenses já vinham tendo problemas, mas ainda eram numerosos em Ajros. Com o Ragnarök, a maioria dos membros, que já não eram muito religiosos, abandonou a escola. Pouco depois houve um grande concilio dos guardiões, os anjos guerreiros de Ajros, onde declararam oficialmente Piro como persona non grata e a escola Atemense como ilegal em boa parte do continente. Com isto a escola perdeu metade dos membros num dia só, muitos templos foram destruídos ou mesmo abandonados.

    A Escola Izete concentrou-se em proteger Mahijar, a apesar de ajudarem na diplomacia, nunca se aproximaram muito das outras escolas que apoiam Piro. Parte disto se deve a estarem mais preocupados com o destino de Akvlando do que de Fajr-Regno.

    Assim temos que hoje todos os continentes estão lutando contra todos os outros, por recursos, por terreno ou por vingança. Cada filiação tem seus próprios interesses e cada templo seus próprios apoios. Aqui em Dafodil mesmo temos templo de Piro que preferem apoiar magos brancos e azuis do que os negros, e portanto mantém distância da Corte dos Milagres.

    Portanto, o que eles querem realmente saber de você é: de que lado desta guerra você vai ficar e por que, já que aparentemente não tem motivos para apoiar nenhum lado, enquanto por outro lado, eles não têm motivos para apoiar ninguém cujos objetivos não sejam os mesmos deles.

    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1344
    Reputação : 46
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Dom Jun 10, 2018 7:31 pm

    Nergal ouve atentamente as palavras daquele mestre. Era exatamente como ele havia falado no fim. Nergal não possuía um motivo para entrar nesta guerra, ou em nenhuma destas guerras, já havia deixado para trás o ódio contra os anjos. Mas ao ouvir que os mesmos haviam negado a Piro, voltou a sentir aquela resistência contra a eles.

    - Compreendo. - diz finalmente. - Como minha mestra disse não vivia numa comunidade tocada por suas guerras. Mas isso foi a muito tempo e como Vossa Eminência disse não há tempo nem recursos para serem gastos em e com alguém que não está de acordo com a sua ideologia. Mas inicialmente em defesa de todos os mestres que estiveram comigo, não há nenhum relato ou escritura que pudesse ao menos pensar na existência de um mago negro e branco como eu. Quanto mais para dois de nós! Isto Eminência muda tudo, toda a balança de equilíbrio de forças, eu pequei por não haver procurado saber sobre a Corte e seus objetivos, mas acredito que não seriam revelados para um neófito nem para alguém que ainda não tenha sido abraçado em suas linhas como um iniciado. Tanto eu quanto o outro aprendiz somos para todos os mestres que aqui estão, seres que trazem mais dúvidas do que certezas. Porém não posso falar pelos outros apenas por mim.

    Ele faz uma breve pausa.

    - Se há hoje uma força que me move é o desejo, de levar a punição para todos os seres que desejam perpetuar o mal. Instaurar a mortandade, ampliar a influência do Inferno neste plano. Estou longe de ser como os anjos guerreiros de Ajros, e se novamente cruzarem meu caminho, terão o mesmo fim da última deles. Sou um defensor de Ratnael e um seguidor de Piro, me posicionarei com todas minhas forças contra Ades e contra todos os que forem contra meus Deuses.

    - Não sei se esta resposta é o suficiente para vocês, mas foi na Corte que encontrei alguém para me ajudar a me entender, foram os únicos que apesar de me julgar, como foi o combate que tive de ter quando cheguei aqui. Que mesmo assim, me treinaram e me iniciaram nos estudos da magia. Vi e sei a sua força e comungo de seu desejo de vencer os números de Ades, de fechar os portões que são abertos para que novos asseclas de Ades venham. Por isso eu digo que a Corte e seus membros terão minha espada, minha magia e minha vida a seu lado.

    - Irei me aperfeiçoar para ser a cada dia um membro, se aceito, mais útil a causa. Sendo um pesadelo para meus inimigos e um guardião para meus aliados.
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Jun 10, 2018 8:14 pm

    Desta vez o arcebispo parece bem mais satisfeito. Ele não chega a sorrir, mas Nergal tem a impressão de que ele quase faria isto.

    - Ótimo, com isto tomo como juramento voluntário a devoção a Piro e seus dogmas. Posicionastes claramente e estou tomando como voto não pela Cour des Miracles, mas apenas a nosso deus. Se la Cour des Miracles quiser te-lo posteriormente como algo mais que neófito, terá que passar pelos testes próprios de cada grau. Eu porém lhe garanto a proteção deste templo e suas bênçãos. Declaro que enquanto estiveres determinado em suas convicções e eu for o responsável moral, encontrarás amigos nestes muros sagrados e onde nossas influências alcançarem. Declaro também que os mestres que se abrigam sobre nossas leis não poderão negar-se o protocolo dos mestres, embora isto não os obrigue a aceitar-lhe como discípulo.

    Depois disto, Níron pega a adaga flamígea e faz um pequeno corte no indicador e médio, passando os dedos também em seus lábios:

    - Como mago negro, atesto a validade desta reunião, aceito o protocolo dos mestres também, embora pessoalmente eu o aceite só como instrutor, e não mestre, caso interesse.

    Tinafe sorri, ela pega a adaga flamígea, mas faz um corte na palma, ao contrários dos outros.

    - Quer só o testemunho, ou um pacto de sangue?*

    *Demônios não são os seres mais confiáveis do mundo, e uma das poucas formas de fazê-los falar a verdade é com um pacto em que eles oferecem do seu sangue para outra pessoa beber. Este pacto não é inviolável e muitos demônios podem quebrá-lo com facilidade, ainda assim é uma formalidade a mais e mostra que ela quer enfatizar o compromisso. Isto seria do conhecimento dos dois. OBS: apesar do rito dos demais mestres também terem envolvido um pouco de sangue, o rito foi diferente e eles não ofereceram um pacto, apenas um testemunho.

    Nergal aceita o pacto, chupando o sangue de Tinafe de seu corte, ela diz baixo:

    - Novamente é o primeiro e único anjo a fazer algo assim. - Depois um pouco mais alto - Tomo-te como discípulo pessoal, e simultaneamente como neófito da Corte dos Milagres, enquanto eu for viva.

    Depois o arcebispo se volta para Nadhull:

    - Os mestres espiritualistas também atestam de ti, Nadhull, dizendo acreditar em suas boas intenções. Como demônio livre procurou o templo e a ti recebemos sem hostilidade, mas também não podemos ficar neutros quando a natureza quebrou as próprias regras e lhe permitiu poderes que podem vir a se tornar indescritíveis, portanto a ti também perguntamos: quais suas sinceras pretensões quanto a este solo sagrado e a que ele representa. Estarás sobre força do julgo de uma confissão espontânea!
    Dycleal
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2164
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Dycleal em Dom Jun 10, 2018 9:12 pm

    Nadhull está um tanto confuso com tanta politicagem para explicar o que para ele é simples. Ele está um tanto inseguro pois não tem exatamente um mestre presente e ao seu lado como o anjo negro, mas suas convicções são reais e sua conversão verdadeira e olhando para o arcebispo faz uma mesura e diz: - Sua santidade, já que deves representar na hierarquia o meu senhor e deus, Piro. Sou um Incubo livre e que por livre decisão, procurei o templo de Piro por iluminação e conforto. Fatos que ocorreram e me despertaram energias e poderes incompreensíveis me moveram a isto, causando uma fome por conhecimento e iluminação. Nesta busca tive bons mestres, primeiro a Mestra Galia, que me abriu os olhos para o princípio de que Piro não faz acepção de pessoas e ao ver aquelas estatuas com piro ao centro pude entender mais do que palavras, eu entendi as grandes verdades que movem as ações do deus Piro e meu coração mudou e converteu-se naquele momento e grandes mudanças vem ocorrendo comigo e agradeço a piro por colocar no meu caminho tantos mestres como o Mestre Fah, o Instrutor Marcel, os mestre e irmãos Niron e a minha condutora na magia branca a Mestra Niréia.

    Levanta o semblante e com o peito encorpado e empertigado continua com brio e certeza no olhar: - Portanto de coração limpo como meus mestre bem pode atestar que defender as ideias do meu deus e confrontar a todos que não dão a liberdade de salvação universal que o meu deus propagou e proporcionou a todos, Piro me deu um proposito e eu sou um instrumento nas mãos dele, e renovo a minha fidelidade a corte dos milagres representada aqui pelos meus mestres que me conduzem nesta caminhada de destruir o mal e propagar o bem e que me ajudem a desenvolver as armas que meu senhor me abençoou, mas energias conflitantes, ambíguas e poderosas, a branca e a negra reunidas em um só corpo para honra e glória a Piro!
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Jun 17, 2018 11:53 am

    Mais uma vez o arcebispo parecia satisfeito.

    - Os mestres testemunharam a seu favor, e posicionaste bem em relação a eles. Cremos em sua sinceridade. (ele faz uma leve pausa, observando Gaíla e Fah, que assentem com a cabeça) Como não és iniciado, não posso tomar ainda como voto, mas aceito seu juramento voluntário e a ti, Nadhull, também ofereço a proteção e o ensino que o templo possa oferecer. Declaro solenemente que os mestres que se abrigam sobre nossas leis não poderão negar-se o protocolo dos mestres, embora isto não os obrigue a aceitar-lhe como discípulo.

    Depois volta falar com todos.

    - Pois bem, vejo que os mestres já os aceitaram como neófitos para os primeiros testes (...ele fica mais alguns minutos oficializando a entrada de vocês...) ...que possamos recebê-los como irmãos.

    Terminada a solenidade, os mestres espiritualistas cumprimentam com um sorriso orgulhoso dos dois. Tinafe aproxima-se de Nadhull:

    - Então também despertou os dons das luzes e trevas... Posso te-lo como discípulo também! - Ela diz com a adaga na mão, demonstrando estar disposta a oferecer um pacto de sangue também para ele.

    A religiosa da Cisne Branco, que acatou a ordem de não interromper, agora aproxima de vocês:

    - Agradeço a oportunidade de ter presenciado esta formalidade. Então os comentários são verdadeiros, vocês foram capazes de despertar os únicos dons que ninguém jamais achou ser possível despertar! Gostaria de poder levar a notícia também à minha Igreja. Como não há em Akaŝa nenhuma escola mágica que lide com tão opostas energias, gostaria de saber se possuem posição quanto outras instituições.

    Ela mantinha a voz e as expressões formais.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1344
    Reputação : 46
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Dom Jun 17, 2018 12:18 pm

    Nergal olha intrigado com a oferenda de Tinafe para o outro demônio, mas não teve nenhuma ação seja de aceitação ou de reprovação afinal eles eram mestra e aprendiz apesar do relacionamento que tinham. E se ela demonstrasse outro tipo de interesse pelo incubo seria um sinal de que ele também poderia procurar por outras parceiras.

    A membro da Cisne Branco faz seu comentário chamando a atenção de Nergal.

    - Quanto as demais escolas, pouco conheço delas. Estive muito tempo numa comunidade isolada. Mas desde que cheguei e por minha história pessoal só me mantenho com reservas com a La Amikoj por sua postura contra Lord Piro e contra aquelas que se posicionam a favor de Ades. Com as demais, possuo curiosidade quanto a sua visão filosófica dos Filósofos Sen, sempre nos é de grande valia a visão de vossa Igreja mesmo que o Sutra de Angelina não seja tão amistoso para com a minha raça.

    Nergal faz um meneio com a cabeça para a religiosa e em seguida lhe faz uma reverência formal ante a sua posição.

    - Acredito que tenha me posicionado e me perdoe caso tenha sido de alguma maneira desrespeitoso.

    Respondida o questionamento da religiosa ele volta a sua atenção para Tinafe e o incubo.
    Dycleal
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2164
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Dycleal em Sab Jun 23, 2018 8:02 am

    Nadhull observa que o arcebispo ficou satisfeito com as sua palavras e fica ouvindo o restante da cerimônia sem entender muito do rito, mas observando cada detalhe e procurando nelas significado. Após terminar a cerimônia, a mestra que estava com o anjo negro, com uma adaga na mão se oferece para ser sua mestra também e o incubo lhe responde: - Estou aqui para aprender e quando uma mestra que já esta em contato com magias contraditórias como as do meu colega Nergal, oferece os seus préstimos, é uma oportunidade valiosa e ainda sendo um demônio como eu, que me entenderá sentimentos e condições fisiológicas, não posso ter outra resposta que um sim, aceito! E esticando o braço lhe oferece a palma da mão e diz: - Que esse pacto, una nossas mentes e nossos corpos, para os nossos propósitos.

    A religiosa do cisne branco fala algo acerca de posicionamento em relação as outras instituições e ele ouve o anjo negro responder e apenas balança a cabeça concordando e concentra sua atenção para Tinafe.
    Leomar
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1033
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Jun 24, 2018 7:41 pm

    Nergal busca não demonstrar, mas estranha um pouco a oferta de Tinafe. Ele tenta fingir (talvez pra si mesmo) não estar em negação (psicol.) mas é difícil controlar as penas para não arrepiarem de ciúme.

    Ele tenta raciocinar que só se deveria ter um mestre formal para cada pessoa, mas enquanto fica se remoendo, acaba percebendo (4dado) que quem criou esta regra em sua mente foi ele mesmo, aliás sem base, pois quando saíram da caverna dos Nokai a própria Tinafe tinha lhe dito para procurar ver se alguém da Escola Atemense poderia o instruir durante os dias que ela passava fora. Assim ele é forçado a admitir para si mesmo que ele que não queria dividir sua mestra.

    Talvez tenha ficado emotivo porque ao oferecer um pacto de sangue para ambos, ele deixou de ser o único a ter feito o pacto, mas uma vez percebe que está levemente se deixando levar pelo orgulho. Aliás Tinafe não precisava ter feito nenhum pacto de sangue e quanto a isto ele só pode especular, tentando ser sincero consigo mesmo o que consegue imaginar é que Tinafe quis ser "política" com o gesto. Ainda teria que aprender mais sobre política, misticismo e ritualística para se atualizar, anota mentalmente.

    Mas ele percebe que, por trás da formalidade tanto de Tinafe como da sacerdotisa Cisne Branco, as duas parecem não ter gostado uma da outra, mas ele não presta tanto atenção na sacerdotisa.

    - Acredito que tenha me posicionado e me perdoe caso tenha sido de alguma maneira desrespeitoso.

    - Não foi. Que as deusas lhe abençoem.

    Como o íncubo se limita a balançar a cabeça, a religiosa sai. Talvez por breves segundos os dois tenham a vaga noção se deixaram algo escapar, mas no momento estavam preocupados com outras coisas.

    Nadhull oferece a palma da mão, mas Tinafe corta a própria pele, no punho, então Nadhull percebe a pequena gafe: ela ofereceu o pacto a ele e não pediu ou exigiu o pacto dele. O erro não tem maiores consequências, mas ele também anota mentalmente para ficar mais atento a estas questões ritualísticas. Se estivesse com Taxicdril ou alguém do naipe dela, o pacto provavelmente seria exigido e não dado.

    Ele leva o corte de Tinafe à boca, sentindo o gosto do sangue dela e com isto aceitando o seu pacto.

    - Tomo-te como discípulo pessoal, e simultaneamente como neófito da Corte dos Milagres, enquanto eu for viva.

    As mesmas palavras formais oferecidas ao anjo-negro, obviamente parte de um ritual. Gaíla e Fah tinham reconhecido ele (e provavelmente também o anjo) como neófito da Corte dos Milagres informalmente, agora Tinafe formalizava a adesão de ambos como mestra maga. O arcebispo os tinha aceito como protegidos do templo, mas não tinha feito nenhuma promessa em nome da Corte, Nadhull percebe que somando estes pormenores, agora estavam sob proteção do templo E da Corte. Obviamente para continuarem com a proteção teriam também que aceitar a autoridade tanto do templo como da Corte.

    Nadhull também percebeu que Tinafe não precisava ter oferecido um pacto de sangue, pois eles já tinham garantido o "protocolo dos mestres" seja lá o que fosse isto, mas ao fazê-lo ela garante um certo grau a mais de controle sobre os dois. E garante também que a sacerdotisa Cisne Branco tenha visto e comentado sobre o episódio para sua Igreja depois. Como a maioria ali, Nadhull também não acha que o abraço que ela deu no anjo-negro no meio da cerimônia foi algo inconsciente.

    Mas se ela tinha mais interesses ocultos, ainda não dava para saber. Ele pensa no que sabia sobre a Igreja Cisne Branco e não era muito. Como uma escola dual que venera as duas deusas, a Cisne Branco obviamente não gosta de demônios, mas quase ninguém gostava mesmo.

    Antes de sua libertação pela disruptura de mana, via o pessoal da Igreja Cisne Branco apenas como religiosos bobos. Apesar de quantidade, a Igreja Cisne Branco não oferecia perigo a ninguém (ou assim pensava).

    Pelo pouco que lera, as pessoas da Cisne Branco eram diplomatas, ou pelo menos isto estaria em suas diretrizes. Sendo assim, como já buscavam a talvez não muito fácil harmonia entre o que as deusas-mães falavam, provavelmente também tentavam ser pacíficos com seguidores dos deuses-filhos.

    Nadhull não tinha certeza, mas com a Corte dos Milagres a relação deveria depender muito de dois fatores, de um lado o respeito dos adeptos de Piro por Anĝelina, já que queira ou não ainda era a mãe do seu deus, por outro os sentimentos de rancor e quiça até ódio por Piro não seguir os princípios de sua mãe. Era bem possível que esta balança fosse mais negativa com a Corte dos Milagres do que com outras escolas como a Izete ou Atemense que também ensinavam magia do fogo, mas não junto com a tão temida e abjeta magia negra.

    O arcebispo também não se demora muito, assim que a sacerdotisa sai, ele comenta algo sobre ter outros deveres importantes à espera, que os chamaria caso tivessem situações específicas (vocês escutam isto como "problemas") e sai quase em seguida. Os mestres se descontraem. Tinafe fala com Marcel:

    Os dois falam em Tareno, não que fosse uma conversa privada, pois qualquer um podia ouvir, parece ser apenas conveniência mesmo, portanto Nadhull entende a conversa, Nergal não.

    em Tareno:
    - Então você que é o famoso Instrutor Marcel?

    - Sou tão famoso assim? - Ele responde com um sorriso - Quem diria! Sinto não conhecer sua fama como conhece a minha...

    - É que eu não sou das que fica se gabando. - Ele para de sorrir - Está trabalhando com a Anciã?

    - Posso dizer que sim... Por enquanto...

    - E por que ela não veio aqui?

    - A Anciã tem seus próprios interesses, ela não responde a ninguém, além de si mesma.

    - Mas pensei que ter dois wanamki que pela primeira vez desenvolveram os dons brancos e negros seria do interesse dela. Sabe em que ela está trabalhando?

    - Quem me dera!... Poucos são os que sabem os verdadeiros interesses da Anciã.

    - Pensei que você era um destes. - Isto soou como alfinetada.

    - Para muita coisa, não para tudo.

    Os mestres já começam conversar sem formalidades. Tinafe verifica com Nadhull onde ele tem ficado na cidade, e este conta que anda dormindo em estalagens.

    - Estamos todos nômades nesta cidade então. Precisaremos de uma base da Corte para começarmos trabalhar sério e antes de voltar para Burnabad. Talvez este problema seja providencial... - Ela volta a Marcel: - Em que base a Anciã tem ficado?

    - Não tenho certeza se é uma boa ideia comentar sem perguntar a ela antes...

    - Não me venha com frescuragem! Esta não é uma informação difícil de conseguir, com ou sem sua ajuda.

    - Mm, ok... ela tem treinado na Copa de Ânima.

    - Treinado?

    Se foi mesmo uma pergunta, Marcel não volta a responder.

    - Bom, vamos ter um dia bem "interessante" amanhã. Vou começar a faze-los sofrer de verdade até transformar as mocinhas em heróis. - Agora falando com os dois.

    Gaíla também se aproxima, carismática como sempre, mas relativamente séria:

    - Agora começaram a ser formalmente apresentados à sociedade, em breve outras escolas estarão sabendo sobre vocês. Continuaremos como sempre instruindo onde formos úteis, mas como foi comentado, serão cobrados quanto a saber sobre a guerra que enfrentamos. Este nunca foi o meu tema preferido ou o de Konyang, mas espero que apareçam para estudarmos um pouco antes dos terceiro chamado.

    Depois disto o clima fica ainda mais informal. Podem continuar trocando informações ou conversando coisas do dia-a-dia por um tempo, ou até saírem para comemorar ou algo assim. Depois de um tempo Tinafe comunicará que "precisa ir num lugar" mais tarde, mas que pode ser mais tarde ou mesmo amanhã, mas que talvez ele possa ir junto para verem uma "base da Corte".
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1344
    Reputação : 46
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Dom Jun 24, 2018 8:09 pm

    Nergal ao reparar que Tinafe, um outro mestre e Nadhull conversavam num idioma ao qual ele não conhecia, se afastou alguns passos do grupo já que não era para que ele soubesse o que falavam. E não deixou de demonstrar o desconforto naquela hora.

    Quando Tinafe falou com ambos ele se limitou a fazer uma reverência formal a mestra.

    - Pelo visto estou liberado.

    Quando mestra Galia e seu poço de carinho se aproxima, muda o coração de Nergal.

    - Grande Mestra, claro que será uma honra para mim ter sua sabedoria dividida comigo que sou como um deserto de ignorância ante o conhecimento que a senhora possui.

    Ele aproveita e fala no idioma dos anjos.

    - Que os Deuses possam me ajudar a ter sabedoria para poder aprender aquilo que me for oferecido.

    De pois ele faz o gestual que pede a benção de Piro e termina com o gestual em honra de Ratzael. O anjo negro estava ainda alheio a tudo o que aquilo havia acontecido. Ele sabia que agora fazia parte de algo maior que ele, disso ele não se arrependia, mas não estava tão animado quanto os demais. Não era apenas por Tinafe, mas agora ele responderia a mais pessoas e isto de alguma maneira o retirou o que tinha... a sua liberdade.

    Ele então mesmo junto a todos observando o quanto estavam animados, sobretudo o outro jovem Nadhull, porém agora ele sentia que havia se colocado numa gaiola e que isto ocorrera por livre vontade. E não tinha mais o que fazer quanto a isso, quando sentiu que o ambiente ficaria mais informal. Ele se despede de todos antes ainda que Tinafe.

    - Me perdoem, mas devo me retirar agora. Mestra Tinafe, se precisar de mim para alguma coisa sabe onde me encontrar. - diz no idioma dos anjos, depois repetindo no idioma dos demônios (- Me perdoem, mas devo me retirar agora. Mestra Tinafe, se precisar de mim para alguma coisa sabe onde me encontrar. ) para ter certeza que ela iria entendê-lo.

    Depois se vira para os demais.

    - Novamente me perdoem. Mas tenho um compromisso.


    Ele se vira e parte para a biblioteca onde procurará livros sobre encantamento de armas.
    Dycleal
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2164
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Dycleal em Qua Jun 27, 2018 12:40 am

    Nadhull fica ouvindo a conversa entre o instrutor Marcel e sua nova instrutora e mestra Tinafe e vê que ela não morre de amores por ele, mas o incubo não estranha pois já tinha visto a animosidade existente entre os mestres magos e os mestres espiritualistas e ele mesmo não morria de amores pelo Marcel que de certa forma o esnoba e finge que aquela conversa não é com ele e dá atenção as palavras da mestra Galia e agradece por ela o ter ajudado a chegar até ali e relembra que tudo começara com ela o instruindo.

    O jovem demônio observa o anjo negro se retirando e pensa em sair, mais espera que Tinafe lhe passe mais alguma instrução e fica ao seu lado aguardando.
    Conteúdo patrocinado


    Re: O Chamado

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Dez 19, 2018 8:03 am