Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Chamado

    Compartilhe
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 921
    Reputação : 18

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Ago 05, 2018 12:06 am

    Nergal escreveu:- Obrigado, e como agradecimento a primeira e segunda rodadas serão por minha conta. Agradecimento pela ótima música e pela conversa que tivemos. E sinto dizer que eu também beberei algo mais forte que sucos. Existe um local aqui perto onde eu estava alojado que tem um serviço bom e os preços eram justos.

    Eles te olham com certa desconfiança.

    - Eu estava falando de algo com álcool, guardião.

    Mais uma vez Nergal tem que explicar a diferença entre um anjo comum e um anjo-negro, e que não era um guardião, e sim um anjo-negro, apesar de ser branco, blablablabla... o rosário de sempre.

    Eles aceitam sua explicação, embora ainda com rostos meio desconfiados. Mas depois dos primeiros goles, eles relaxam. (como estão em 7 com vc, descontarei 7 kons)

    Como acena para Azrael, ele se aproxima rapidamente e comenta que achou um trabalho em Fajr-Regno e que partiria no dia seguinte, logo se afastando do grupo novamente.

    O músico de nome Roger (que era o que estava com o alaúde) comenta:

    - Então você é um anjo-negro, que bebe conhaque e tem alguns amigos demônios, realmente bem diferente. Além disto procura alguém da filosofia Sen. Bom, pelo ótimo conhaque que nos ofereceu, creio que merece uma ajuda. Posso responder uma ou duas perguntas sobre a filosofia Sen, tenho algum estudo sobre ela, mas poderia também lhe indicar alguém que sabe mais do que eu.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1247
    Reputação : 42
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Dom Ago 05, 2018 12:43 am

    Nergal apenas responde para o amigo, para que ele tenha cuidado e que se Piro permitisse eles se encontrariam movente para beber as próprias vitórias.

    Depois já com Roger ele se aproxima do músico e fala baixo para que apenas ele ouvisse o que diria:

    - Muito obrigado pela confiança e pelo tempo dedica para mim. Eu tenho algumas dúvidas, sou um mago negro e branco, algo que nunca se noticiou antes. Por isso eu procurava alguém da filosofia sen. E aceitaria de bom grado a indicação de um filósofo com mais estudos.

    Depois ele se apruma e fala:

    - Ouvi dizer que a filosofia sen diz que mesmo se as energias forem opositoras, ela podem trabalhar em conjunto. Concordo com esta posição afinal todas as energias compõem o mundo em que vivemos. Mas como pode-se manipular estas forças de forma que não se morra no processo? Também acredito que meta caminhos possam ser o resultado destas forças. Mas quando falamos de amor e ódio, como fazer estes sentimentos coexistirem ao mesmo tempo numa dobra de energia?
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 921
    Reputação : 18

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Dom Ago 12, 2018 9:55 am

    Roger arruma a barba com os dedos:

    - Wow! Eu disse que posso responder algumas perguntas BÁSICAS! De resto terá que procurar alguém que saiba mais do que eu. Dizem que no processo de busca da sabedoria passamos por três etapas: "acredite em tudo, duvide de tudo, acredite em tudo". Eu ainda estou na primeira etapa hahaha.

    Os demais artistas acompanhavam parcialmente a conversa, afinal a mesa não era muito grande, uns pareciam interessados, outros interessados só no conhaque e outros fingiam que não estavam acompanhando.

    - A filosofia Sen é um caminho para a busca da Sabedoria. Na verdade é mais de um caminho, são vários. Você é livre para escolher qual caminho é mais agradável, os Sen apenas registram todos estes caminhos, que os chamam de Aduls, e dizem que a única coisa ruim para a alma é não aprender nada. Você tem o caminho da Vida, o caminho da Morte, o caminho da Magia... Eu escolhi seguir o Caminho da Música.

    Alguns levantam os copos, dizendo "Viva o Adul Bitoni!"

    - Alguns acreditam que a filosofia Sen estuda as magias negras e brancas; bom os mestres Sen que escolheram o Caminho da Magia estudam toda a magia, INCLUINDO a negra e branca, mas não necessariamente se prendem a elas, portanto encontrará também magos do fogo, água e terra atrás de mestres Sen. Encontrará também uma maior influência dos ensinos espiritualistas entre eles, afinal os mais antigos estudiosos basearam sua filosofia em todas as fontes, indo procurar desde influências celestes como demoníacas.

    - Não é a toa que é considerada por isto uma heresia por muitos.

    - Ma'bah! Além disto o princípio maior da filosofia Sen é a busca individual da sabedoria: "sen patrujo, sen estro, sen familio, sen religio".

    - Daí vem então o nome da filosofia? - comenta Nergal - Mas então ela é mais nova do que pensei, pois o Esperanto não é um idioma muito antigo!

    - A forma com que estes ensinamentos foram, digamos, compilados é relativamente nova, então você estaria certo; só que os ensinamentos em si são milenarmente antigos.

    - Mas sobre manipular as energias opostas? - Nergal não queria que a pergunta fosse esquecida.

    - Aí terá que falar com um mestre. - Ele imaginava isto. - Mas a Filosofia Sen não é oposista , ela prefere enxergar a magia como um leque gradual, tal como os diferentes tons de cores e sons, e não como aquela roda onde a magia do ar puxa para cima, da terra para baixo, do fogo para direita e da água para esquerda. Quanto ao que perguntou antes, de como sentimentos de amor e ódio podem coexistir, bom, para nós, artistas, isto não é tão estranho assim. Como você disse que é mais humano que anjo, você já teve alguma ex? É só pensar nelas que, se for honesto, vai entender.

    off:
    Vocês conversam mais um pouco, depois o grupo se vai, para eles a noite não tinha acabado ainda e ainda buscariam mais algumas moedas até o fim da noite, Roger, como prometido anota o endereço do mestre que conhecia: "Jusan, rua pirita Q3L17". Se ainda tiver alguma observação BÁSICA Smile para fazer, pode fazer. Caso contrário, se for apenas fechar a noite faz uma rolagem de sorte (ou azar) porque as coisas estão fáceis demais. É 1D12, sendo 6 um pouquinho de azar, 5 mais azar, 4 bastante azar... no 1 você morre. Bom, não morre pq seria sem graça algo tão aleatório, mas vai ter porrada, hehehe.
    Kether
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1247
    Reputação : 42
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: O Chamado

    Mensagem por Kether em Seg Ago 13, 2018 12:53 pm

    Nergal dá um meio sorriso quando tocaram no assunto de ex. Se despede dos artistas, não antes de perguntar quem seria e onde ele poderia encontrar um Mestre Sem para Roger. Após anotar as informações do homem ele acena para a estalajadeira, afinal ele não tinha mais um quarto ali, se despede dela também e segue para o Templo de Piro. Com uma boa sorte ele conseguiria um canto para poder dormir sem que lhe fosse cobrado, bem como uma moringa de água para beber.

    No caminho para o templo, ele resolve ir voando já que a noite estava favorável para isso. Ele sobe o mais alto que podia e sentia os ventos frios de encontro a pele do rosto e aquela sensação de estar vivo. A conversa com Roger e os demais músicos fora realmente elucidadora, agora ele queria descansar e com alguma sorte passar esta noite incólume.

    Não iria se esconder de ninguém, mas se não o procurassem não iria ao encontro de ninguém. Haviam pessoas que talvez o procurasse, como a mestra de magia branca que trabalhava curando as pessoas no templo, ou mesmo a Sacerdotisa do Cisne Branco. Ou ainda algum membro da Corte, a mando de Tinafe...

    Neste momento ao lembrar que Tinafe existia ele olha para o céu e diz:

    - Que Piro a dê forças para suas provações.


    Então ele vê o Templo se aproximando e ele então desce próximo a entrada principal.

    - Que Piro os abençoe e guarde! - diz para os guardiões. - Busco um local onde possa passar a noite e também servir da melhor maneira.

    "Nada como um dia após o outro." - pensou.
    Leomar
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 921
    Reputação : 18

    Re: O Chamado

    Mensagem por Leomar em Sex Ago 17, 2018 8:42 pm

    A noite estava fria, como a maior parte do tempo em Dafodil, mesmo cercada de deserto, a neblina e o frio rodeavam a cidade.

    Passando por uma área ainda não totalmente reconstruída da cidade, Nergal tem a impressão de ouvir uma música baixa em uma das casas. Talvez um artista treinando a noite? A rua já escurecera, e se haviam pessoas dentro das casas, não davam sinais de vida, mas olhando em direção ao som, uma tênue luz azul esbranquiçada passa por uma das janelas. Isto chama atenção por não mais que 20 segundos, logo depois tudo fica escuro e silencioso novamente.

    Nergal dá sorte de não esbarrar em nenhum problema pela noite, e também dá sorte no templo. Havia uma cela livre, mas é avisado para não contar com a sorte sempre, pois o claustro do templo foi feito para apenas 36 neófitos, dos quais 10 são de uso frequente, e nos últimos dias os neófitos que passam a noite no templo são em média 50-60 por noite, tendo muitos portanto que se improvisar nas salas do templo.

    A phosmanita das paredes produziam luz e calor só de se tocar nelas (se liberasse uma quantidade pequena de energia mágica a rocha branca já reagia, se tentasse fazer alguma magia tocando nelas a luz chegava a incomodar os olhos) o problema é que a rocha sempre liberava ambos, e mais luz do que calor, então para se ter um quarto quentinho, tinha que aguentar a claridade, para ficar no escuro, tinha que se abrir mão de um pouco de calor.

    Sem maiores problemas, Nergal começa a busca pelo endereço anotado. Andar por Dafodil não era a coisa mais fácil do mundo, a maioria das ruas tinham nomes de minérios e rochas, mas boa parte das pessoas só conhecia o nome de cinco a vinte destas ruas, e também não haviam mapas da cidade fáceis (a não ser que ele procurasse especificamente por isto em alguma oficina especializada). Ele demora um bom par de horas para achar a tal rua pirita e mas um quarto de hora para que alguém informasse em qual quadra estava o que ele queria. Por fim ele consegue limitar 140 metros onde bem provavelmente estava o tal mestre Jusan.

    Era uma galeria comercial, Nergal conta pelo menos dez pequenas lojas, algumas com dois andares. Olhando ao redor percebe que o calçamento era de pedra marrom clara, a grama e alguns poucos arbustos pareciam bem cuidados, a alvenaria era mais bem feita que a maioria das outras construções (por sinal eram poucas feitas de alvenaria em Dafodil) e em pelo menos duas das lojas haviam homens armados à porta, fazendo provavelmente segurança pessoal. Era portanto uma área mais destacada da cidade (obs. estavam relativamente perto do porto)



    A primeira loja era uma oficina, como muitas na cidade, mas dava para ver que era mais organizada.

    Ao lado uma loja aparentemente de artesões, com muitos móveis bem acabados e alguns produtos em couro também, tinha uma área de armas no fundo da loja.

    Depois uma loja que tinha algumas mesas com algumas pessoas em volta vendo e escrevendo algo, não dava pra saber o que.

    Do lado a loja parecia fechada.

    Na próxima tinha uma vendedora peituda atrás do balcão, Nergal não vê o que vendem ali porque tava olhando a vendedora.

    Uma pequena rua

    Depois uma loja (?) que tinha alguns sofá mais a frente (como sala de espera) um balcão separando ambientes, algumas mulheres sentadas ao fundo, mas não dava para se saber o que faziam ali também.

    Do lado a porta estava fechada, mas era bem possível que deveria ser algo que meche com comida, pq tinha cheiro.

    Depois um mercado. Tinha as mesmas coisas que se via no mercado de rua, mas também mais organizado, com aspecto mais limpo (e caro).

    A outra loja parecia uma casa de ervas, logo depois outra pequena rua.

    Outro lugar que não dava para ver dentro (este parecia não só trancado, mas vazio, mas não dava pra ter certeza)

    Na outra tinha dois tipos de balcões com dois atendentes neles, várias estantes com uma diversidade de coisas de médio e grande valor (pensa numa casa de leilão estilo Word of Warcraft, era daquele estilo)

    Ao lado parecia uma joalheria.

    Depois uma loja com um segurança na porta e que não dava para ver o que tinha dentro

    No último imóvel daquele trecho também não dava para saber o que tinha sem entrar.

    Os lugares marcados com setinha é porque tinham segundo andar.
    Conteúdo patrocinado


    Re: O Chamado

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Ago 19, 2018 10:35 am