Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sweet Dreams

    Compartilhe
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Qua Ago 29, 2018 3:20 pm

    Sweet Dreams are made of this
    Who am i to disagree?
    travel the world and the seven seas
    Everybody is looking for something


    Some of them want to use you
    Some of them wanna be used by you
    Some of them want abuse you
    Some of them wanna be abused by you


    A fumaça fazia voltas engraçadas no ar. Hannibal estava jogado no sofá da área privê da Porão. Os braços apoiados atrás do estofado, e a cabeça largada para trás, observando o teto iluminado e as voltas da fumaça. A voz rasgada de Marilyn Manson parecia combinar de forma estranha com os padrões desenhados pela fumaça. Levou o copo de uísque até a boca e deu um gole, ouvindo as pedras de gelo remexerem no copo. Diabos, a dança daquela fumaça era hipnótica. Ele levou o baseado até a boca mais uma vez e deu um trago profundo. Sentia a mente dormente, as cores mais profundas e a música.... cara, a música.

    Soltou a fumaça pro alto depois de segurar alguns segundos. Jogou a cabeça para trás novamente. Hell yeah.

    A maravilha que a maconha faz pela libido e pelo tato é... lendária. Hannibal sabia muito bem. Sofia sempre foi muito boa em chupar. Ela é uma artista, o que se pode dizer? Mas, com um bagulho de qualidade na mente, ela não era só uma artista. Ela era Leonardo fucking Da Vinci.

    O deslizar dos lábios dela no pau era demais. Sabe, existem putas e putas. A maioria, infelizmente, não vende bem o peixe. Algumas carecem da ânsia. Do desejo. São como secretárias cansadas do trabalho atendendo o telefone as cinco horas da tarde. Mas... tem aquelas que gostam do que fazem. Se esmeram. E Sofia era dessas. A loira lambia, chupava, se acabava como se aquilo fosse a coisa mais deliciosa do mundo. Nem parece teatro. E talvez não seja. Foda-se, é bom pra caralho.

    Mais um trago no baseado. Hell yeah.

    Alguém esmurra a porta como se o prédio estivesse em chamas. Hannibal tenta ignorar por uns momentos, mas o abusado volta a bater.

    Cara, tomara que alguém realmente importante tenha morrido, pra que justifique essa interrupção.
    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Qua Ago 29, 2018 11:45 pm

    "Gaia, se um dia eu tiver que morrer, por favor, que seja com a boca dessa mulher na cabeça do meu pau exatamente como agora..."

    Se existia prazeres melhores que aquele, Hannibal desconhecia. O combo de whisky, maconha e um belo boquete deveria ser considerado a primeira maravilha do mundo. Sentado com a cabeça para trás bebendo seu whisky, jogando a fumaça para cima ao som de Sweet Dreans, tendo Sofia com uma lingerie preta no auge de seu entusiasmo brincando com suas bolas definitivamente era o que Hannibal precisava todos os dias no final da tarde.

    "Ah, se um dia eu perder esse combo, realmente eu prefiro a morte..."

    E que maestria. Sabia que Sofia era profissional, mas porra! Existia limites no profissionalismo e Sofia abusava de todos. Como ela sabia fazer melhor que todas as outras muitas mulheres que passaram na sua vida. Se perguntava se Sofia teria feito algum concurso de boquete e a resposta era só uma...

    "Se teve, ganhou com certeza..."

    E então a maconha trazendo a sensação de leveza e alívio descansando de todas as doras e peso do passado. O whisky era meramente um complemento corriqueiro do dia a dia, mas não vivia sem. O whisky era seu melhor companheiro, com ou sem boquete, com ou sem maconha. Ostentava um sorriso no rosto ao ver a fumaça ir para cima. Sorriso esse que por alguns instantes voltou-se para o olhar de Sofia. E que olhar... Trabalhando com maestria e ainda seduzindo. Era pra poucas. Parecia que ela sabia ler seus sentimentos. Não culpava Sofia por toda aquela disposição. Seu pau era irresistivelmente lindo e despertava tesão nela. Seu corpo pedia arrego. Suas pernas tornavam-se dormentes. Seus músculos enrijeciam. Seu coração acelerava. Um calafrio percorria toda a espinha dorsal saindo desde a nuca até a ponta do dedão. Estava chegando e vinha com toda força... Ia gozar.

    - ô, delícia...

    Deixa escapar em voz alta. Com carinho e com a cara de safado, com sua mão direita passa seus dedos pela testa de Sofia enquanto movimentava sua boca. Joga seus cabelos para trás parando sua mão na nuca e com uma força média fazia com que colocasse tudo dentro de sua garganta. Repetia o movimento para testar o limite de Sofia e com certeza não veria uma gota de seu leite condensado. Já estava quase gozando quando algum filho da puta sem mãe começa a esmurrar a porta como se tivesse acabando o mundo.

    "Foda-se, pode acabar... Só me deixa gozar primeiro..."

    A razão pedia para se levantar e ir ver o que era, mais o tesão pedia para continuar exatamente do jeito que estava e deixar Sofia trabalhar com aquele belíssimo entusiasmo profissional. Até que mais batidas na porta acontecem novamente.

    - Puta que pariu!

    Não teria como gozar com aquele desgraçado esmurrando a porta e tirando seu sossego tão precioso. Com a mesma mão que puxava a boca de Sofia com força em seu pau, retirou-a com calma. Fez um novo carinho no rosto de Sofia que tinha os olhos tão belos quanto seus peitos. Levantando-se com calma, beijou seus lábios e deu uma mordida de leve enquanto disse:

    - Deixa eu ver o que é... Enquanto isso, porque não usa aquele Halls Preto que você tanto gosta pra gente terminar o primeiro dos outros cinco rounds que faltam?

    Era simpático com Sofia, mas por dentro, por causa do coito interrompido, mataria aquele desgraçado que ousou empatar sua foda. Ou talvez arrancaria as duas pernas para nunca mais voltar a andar. Merecia sofrer uma morte lenta. Uma morte rápida era pros que tinham honra e não havia honra em atrapalhar um boquete daqueles. Levantou-se do jeito que estava: totalmente pelado. Enquanto caminhava até a porta, dizia mesmo sem ter certeza que o sujeito do outro lado escutaria.

    - É melhor que alguém esteja morrendo, caso contrário, com certeza alguém irá morrer! Não se ganha um boquete desses todos os dias, caralho!

    Hannibal estava puto, mas não com Sofia. Com Sofia estava um amor e queria que ela continuasse com o trabalho por isso havia sido gentil. Abriu então a porta, totalmente pelado e de pau duro. Mesmo antes de ver quem era, com cara de paisagem e de poucos amigos, disse abrindo a porta:

    - O que é empata foda?!

    Se não fosse nada, fecharia a porta e voltaria para Sofia. Já estava imaginando aqueles lindos lábios de mel com Halls Preto deslizando na cabeça de seu pau novamente.

    (Sofia e sua lingerie preta... Razz)
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Qui Ago 30, 2018 9:26 am

    -"Ora, vejam só... o filhote tem... garras."- Rosanne era belíssima. Poucas mulheres na cidade estavam a altura. Poucas? Não, isso não lhe fazia justiça. provavelmente nenhuma. As reações à beleza de Rosanne eram sempre as mesmas: devoção absoluta ou inveja venenosa. Ou ambos ao mesmo tempo. Seus longos cabelos castanhos ondulavam suavemente até o meio das costas esguias. O longo vestido preto justo, fendido e decotado, marcava as curvas espetaculares nas quais todo homem -e muitas mulheres- dariam a vida pra derrapar. A boca vermelha com o desenhado sorriso sarcástico, a pinta estratégica no rosto, os zombeteiros e faiscantes olhos de jade, a voz de veludo. Absolutamente tudo naquela mulher inspirava desejo intenso. Ninguém em sã consciência diria que ela tem mais de duzentos anos. E com certeza ninguém sobreviveria após dizê-lo. Ela deu uma leve olhadela no pau duro de Hannibal, antes de voltar os olhos aos dele e sorrir maliciosamente, e então empurrá-lo levemente para o lado, abrindo espaço para entrar na sala com um rebolado hipnótico.

    Logo atrás dela, o possível responsável pelas batidas na porta: Rafael, o chefe de segurança da Blood Truce. O pitbull de colo de Rosanne. Não era tão imponente quanto contavam as histórias. Pelo que ouviu, achou que tinha uns três metros de altura, quatro braços e olhos laser. A realidade era bem.... desapontadora. Cerca de 1,95m, forte, em um black-tie bem cortado e impecável, que contrastava fortemente não apenas com o cabelo bagunçado e a barba curta, mas principalmente com a espada japonesa que trazia presa à cintura. Prata, Hannibal podia sentir. Os olhos do homem pareciam olhos de boneca. Pretos e inexpressivos. Sem brilho, sem emoção. Ele entrou na sala sem olhar para o Garou, como se tivesse os olhos permanentemente fixos em Rosanne.

    Sophia sorriu ao ver Rosanne. Poucos não sorriam. A vampira se abaixou e pegou a prostituta pela mão, e lhe acariciou o rosto.

    -"Sophia, meu amor... Sempre belíssima. Se importa de nos dar um pouco de privacidade? Eu e o Sr. Smith temos negócios a tratar"- Ela se sentou, cruzando as pernas esculturais, fazendo pouco para esconder a calcinha provocativa. Esperou Sophia se arrumar e sair, antes de apontar para que Hannibal se sentasse.
    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Qui Ago 30, 2018 12:22 pm

    Ao ver Rosanne, Hannibal teve somente um arrependimento: de não ter gozado antes. O destino realmente havia sido bem filho da puta consigo. Primeiro lhe agraciava com aquele boquete fenomenal de Sophia e depois antes que acabasse, trazia Rosanne para lhe acabar com a graça. Diante do comentário sobre ter "garras", Hannibal da um sorriso bem malicioso. Rosanne não vinha sozinha, obviamente. Seu cão de guarda estava junto e para ser honesto, esperava mais. Sabia que o olhar inexpressivo e aquela montanha de músculos não havia conquistado sua reputação a toa. Não deveria subestimá-lo ou despertar sua irá, mas enquanto Rosanne ainda o respeitasse, seu cão de guarda ficaria quietinho. Parecia ser obediente e isso era bom por hora.

    "O que ela quer..."

    Pensa Hannibal curioso com aquela presença repentina e depois dispersa o pensamento tático ao observar atentamente Rosanne.

    "Caralho... será que ela sabe chupar como a Sophia?... Acho que não... As presas dela atrapalhariam e ninguém faz como Sophia faz..."

    Não tinha certeza e nem poderia testar pelos motivos óbvios, mas se tinha uma coisa que Rosanne tinha era beleza extrema. Aquele vestido preto naquelas belas curvas naquele momento fazia com que o "brinquedo" de Hannibal continuasse "ligado". Era conquistadora, sedutora e aquela olhada que deu de cima embaixo fez com que Hannibal despertasse um novo sorriso safado. Em tom formal, e irônico disse para Rosanne enquanto entrava.

    - Garras e disposição, Rosanne. Se não estivesse acompanhada, poderia conferir com os próprios olhos minha performance.

    Sorri para Rosanne e depois olhava para Rafael e fazia um gesto "nada contra, mas é que prefiro as mulheres". Quando Rosanne entrou, Hannibal imediatamente pegou uma camiseta branca atrás da porta, e com sutileza, vestiu-a cobrindo sua tatuagem. Fez de modo sutil até mesmo para Rosanne não perceber que escondia algo tão precioso. Enquanto Rosanne dispensava Sophia, levou a mão no bolso tirando em torno de 1500 reais e entregando para Sophia e despedindo com um beijo de língua caloroso enquanto dizia para sua "amada".

    - Terminamos depois, meu amor e isso não é nem um terço do que você merece por seu desempenho maravilhoso.

    Aguardava Sophia juntar suas coisas e sair e enquanto isso também colocava seu terno fino no melhor estilo. Ao terminar, foi até a mesa, colocou gelo e whisky em três copos. Entregou um para o cão de guarda de Rosanne, e outro para Rosanne lhe estendendo a mão cordialmente para sentar no sofá. Brindou e com formosura disse:

    - Você interrompeu o melhor boquete de Bela-Noite, Rosanne, no entanto eu tenho certeza que foi por um bom motivo, não foi?

    Sorri para Rosanne sendo simpático e também apreciando suas pernas quase mostrando sua calcinha assim como o seu decote. Por fim sua postura era respeitosa  e atenciosa.

    "Seja lá o que ela quer, essas visitas repentinas sempre têm um preço caro..."
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Seg Set 03, 2018 3:55 pm

    Rosanne observava Hannibal se vestir. Ela acompanhava seus movimentos com os olhos, o sorriso permanentemente no rosto. Era desejo nos olhos dela? Hannibal tinha certeza que não, mas por Gaia, essa mulher sabe seduzir. Restava saber por qual razão uma figurona do calibre de Madame Rosanne estava sentada na sala fazendo piadas maliciosas sobre o seu pau. Acreditava que a resposta viria muito em breve.

    -"Estou supresa, Sr. Smith, admito. Seu povo tende a ser bem mais agressivo em relação a pessoas como eu. Trágico que não possamos ser amigos. Eu acho sua estirpe fascinante."- a morena falava tranquilamente, com a voz macia.

    -"Sua família, por exemplo. É sempre um prazer receber nobreza aqui no Blood Truce."-
    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Seg Set 03, 2018 6:05 pm

    Rosanne sabia ser sedutora de uma forma inegável e implacável, ainda mais depois de um boquete inacabado como o de Sophia. Suas formas, sua perfomance e principalmente seu olhar deixava Hannibal aguçado em seus sentidos, mesmo sabendo quem era. Graças a Gaia o Senhor das Sombras junto com sua natureza sabia se controlar. Era bom em fazer isso. Bebendo seu whisky, com um sorriso no rosto, respondeu:

    - Quem disse que não podemos ser amigos, Rosanne?

    Sorri para Rosanne dando mais uma golada em sua bebida.

    - A não ser que não queria minha amizade, claro, mas nossa relação poderia render... bons momentos. Existe muita agressividade em minha espécie. Confesso que até eu mesmo sou agressivo quando necessário, mas diante de tanta agressividade, alguém precisa ser racional, não é mesmo?

    Sorri novamente bebendo mais um pouco de seu whisky.

    - Quer dizer que minha irmã anda frequentando o Blood Truce... interessante. Deve estar procurando diversão. Você recebeu-a bem?

    Bebia mais um pouco de sua bebida enquanto aguardava a manifestação de Rosanne.

    "Minha irmã está próxima... isso não é um bom sinal... deve estar me procurando, se já não me achou e se Rosanne tá me dizendo isso é porque sabe de algo que eu não sei, mas também vai querer algo... droga... conheço essas situações... ela se beneficia e eu me salvo... se eu pudesse tirar vantagem disso... veremos..."
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Ter Set 04, 2018 3:48 pm

    Os olhos de Rosanne faiscaram quando Hannibal mencionou a irmã. O sorriso da vampira se alargou, e ela descruzou as pernas, inclinando-se levemente para frente.

    -"Um lobisomem razoável. Ora ora, Sr. Smith... o senhor é mesmo um homem de muitas surpresas."- O tom de voz de Rosanne era quente, praticamente terminava a sentença com um gemido. O leve tremular da voz no final da frase e a voz que aparentemente falhava tornavam impossível não imaginá-la fazendo o mesmo... na cama. Mas havia algo de diversão na forma como ela iniciou a frase. Humor, talvez.

    -"Então a bela Yasmin é sua irmã. Sim, tive o prazer de recebê-la. Todos que vem ao meu clube saem sempre muito satisfeitos, como o senhor é bem capaz de atestar. Porquê vocês não voltam juntos amanhã? Eu me encarregaria pessoalmente do seu bem-estar."- Ela tornou a cruzar as pernas esculturais, ciente de que os olhos de Hannibal acompanhavam famintos cada movimento.
    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Ter Set 04, 2018 11:48 pm

    "Droga, ela não sabia que era minha irmã, mas isso parecia tão provável... em todo caso, preciso transformar isso em vantagem para mim..."

    É a primeira coisa que pensa ao ver os olhos de Rosanne faíscarem e demonstrar surpresa. Aquela voz sensual, assim como o movimento sexy de suas pernas faziam Hannibal estremecer por dentro. Estremecia também porque poderia ter dado menos mole em falar de Yasmin com sua irmã, mas inevitavelmente Rosanne descobriria isso. O que precisava pensar era o que Rosanne queria e o quão próximo ela estava de Yasmin. Precisava se aproveitar dessa posição e precisava também que Rosanne lhe contribuísse com informações, algo que com certeza não seria fácil. Teria que dar algo em troca e nunca era bom negociar daquela maneira. Seu cu sempre estaria em perigo, mas foda-se, já estava mesmo com Yasmin querendo sua cabeça. Por final a Vampira faz uma proposta bem abusada e já era abusada justamente porque ela mesmo sabia das consequências. Hannibal ri. Dá um sorriso largo. Era simpático.

    "Nem fodendo..."


    Responde então após dar mais um gole em seu whisky.

    - Devo dizer que a proposta é tentadora... muito tentadora.


    Passa a língua sobre os lábios enquanto apreciava o corpo de Rosanne. Não sabia se aquela maldita falava de sexo ou segurança, mas os dois agradava Hannibal. Sexo com segurança era melhor ainda, mas tendo Yasmin, não ia ser seguro nunca. Continuou.

    - Mas receio que não. Quem sabe em uma nova oportunidade. Tenho certeza que seria muito bem recebido, principalmente aos seus cuidados onde com toda certeza saíria muito satisfeito, mas sabe como é, não sou uma pessoa muito família. Um lobo solitário talvez. Guardo os momentos de carências familiares pras minhas perversidades como a que você presenciou agora pouco. Consigo me dar melhor assim, gozando, bebendo e fumando meu baseado.


    Sorri para Rosanne mais uma vez dando mais uma golada matando o whisky que restava no seu copo. Enquanto servia mais, continuou.

    - Isso tudo é muito interessante e você também é uma caixinha de surpresas, milady.


    Colocou duas pedras de gelo no copo enquanto girava.

    - Sabia que Yasmin era da minha família, mas não sabia que era minha irmã. Disse que a recebeu muito bem e isso indica que meu nome foi tocado, do contrário sua presença repentina aqui em meu quarto não aconteceria. Eu gosto de me sentir importante. Me faz sentir vivo. Me faz sentir poderoso ou talvez requisitado.


    Sorri mais uma vez.

    - O que conversaram sobre mim, Rosanne? Ela chorou? Queria carinho ou colo? Porque dá última vez que a vi, ela chorava bastante. Era frágil e vulnerável.

    "Vamos Rosanne, seja uma boa moça e diga o que tem pra mim... Tenho certeza que quase não quebrou minha porta atoa... E nem seria justo interromper o boquete maravilhoso da Sofia só pra vir fofocar... não faz seu estilo... eu sei que você tem algo a mais... eu sei que tem..."

    A cara de Hannibal era de paisagem. Sabia que o assunto era tenso e perigoso, mas não deixava isso transparecer. Não para Rosanne. Não até saber o que era queria e até onde chegaria com aquele assunto de sua irmã. Não sabia ainda se tinha uma aliada, uma inimiga ou uma parceria de negócio, se bem que acreditava muito que esta última opção era a mais provável.
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Qui Set 06, 2018 7:58 am

    Rosanne levou as mãos ao rosto com a boca aberta, em expressão fingida e caricata de espanto e solidariedade. Ela poderia fingir melhor, e Hannibal nem perceberia a diferença. Se havia se deixado identificar, é porque estava zombando do Garou. Havia conseguido informações preciosas em conversa tão breve, e estava satisfeita.

    -"Eu sinto muitíssimo, Sr. Smith. Parte meu coração pensar que uma moça tão alegre estava às lágrimas. Eu não conversei diretamente com ela, a bem da verdade. Estava afastada do Blood Truce, cuidando de questões... pessoais. Mas sua irmã se mostrou ser muito bem relacionada. Ela alguma vez mencionou ao senhor o nome de Monsieur Phillipe LeClaire?"- Os olhos de Rosanne mudaram visivelmente na ultima frase. A zombaria passou e deixou no lugar uma dúvida ansiosa.

    Hannibal percebeu também, pela primeira vez, uma reação de Raphael. Ele.... piscou? Tipo um tique que alguém faz quando blefa no pôquer? Sério? de forma tão evidente? Bom... pode ser uma armadilha. É preciso ter cuidado aqui. Principalmente porque o Garou percebeu que a mão direita de Raphael, que antes estava jogada desconfortavelmente ao lado do corpo, como se ele nunca soubesse bem o que fazer com ela, tivesse subitamente tomado um destino certo na empunhadura da espada que trazia presa à cintura. A postura dele era bem mais tensa agora.

    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Qui Set 06, 2018 12:30 pm

    "Ah, falsiane... deve tá adorando essa conversa..."

    Pensa Hannibal ao detectar de cara o fingimento de Rosanne conforme ia falando. O Ragabash já sabia que tava dando boas informações, afinal, acreditava que a Vampira já tinha conhecido sua irmã, mas não. Não conhecia, pelo menos não segundo ela. Acreditava desacreditando. Escuta tudo que é dito e ri quando Rosanne demonstra piedade.

    "Dou meu cu pro cachorro se algum dia ela ficou com dó de alguém..."

    Mas é então que todo clima muda. Estava agradável, porém a tensão ficou palpável ao ser indagado de algum relacionamento de sua irmã com um tal de Phillippe Laclaire. Nota que o cão de Rosanne muda sua feição. Abaixa sua mão direto no punho da espada mostrando hostilidade. Piscava ou um tique. Precaução talvez? Raiva? Vingança? Não sabia. Só sabia que tinha algo com aquele interesse. Estava sentado em um barco deixando a maré levar. Rosanne é quem diria o rumo que aquela conversa tomaria.

    "O que você tá aprontando, Yasmin... e quem é esse cara? Veremos, isso se eu não for morto antes..."

    Fez um semblante de como tava tentando se lembrar de algo e disse:

    - Philippe LaClaire... humn...

    Completou.

    -  Se eu não me engano uma vez correu ao meus ouvidos que minha irmã tinha negócios com ele... ou talvez um caso de amor.

    Bebeu outro gole do whisky sem tirar os olhos da reação de Raphael e completou.

    - Porque, mademoiselle?

    Bebia mais um pouco de sua bebida.
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Sab Set 08, 2018 7:59 am

    O queixo de Rosanne desabou em descrença óbvia. A afirmação de que Monsieur LeClaire estava associado, talvez amorosamente, à irmã de Hannibal havia realmente pego a Toreador de guarda baixa. A visão era algo raríssimo para qualquer pessoa que conversasse com ela e poucos em Bela Noite poderiam afirmar que já viram tal expressão na face de alguém que é certamente uma das figuras mais poderosas e influentes da cidade.

    Contudo, o guarda-costas de Rosanne aparentemente tem opiniões diferentes das da mestra. Um olhar de relance demonstra que ele já relaxou novamente a postura, e que a mão direita -antes decidida e certeira no punho de sua espada- agora já repousava desconfortável novamente ao lado do corpo, como se estivesse sobrando ali e ele não tivesse encontrado outro lugar melhor para guardá-la.

    A expressão consternada de Rosanne durou apenas um segundo. O sorriso zombeteiro já estava de volta no lugar de sempre quando Hannibal retornou os olhos a ela. Ela se pôs novamente em pé e andou em direção a porta, acompanhada pelo seu cão.

    -"Oh, vejam a hora! A sua companhia é tão agradável, Sr. Smith, que acabei me entretendo mais do que devia. Preciso deixá-lo retornar à suas delícias, afinal, é para isso que abrimos as portas todas as noites. Mande lembranças à sua irmã, sim?"- e então ela saiu, sem olhar muito para o Garou, de forma mais apressada do que quando entrou. Mas o rebolado... ah, esse continuava sensacional.
    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Seg Set 10, 2018 9:26 pm

    A primeira expressão de Rosanne em parecer chocada com aquela notícia deixa Hannibal também surpreso, mas ainda assim com um semblante normal. Era interessante tudo aquilo, mas tinha dúvida da eficiência dos resultados.

    "Será que ela mordeu a isca?... Ou mordeu a chumbada?"


    Hannibal não sabia o que esperar de Rosanne. Era totalmente imprevisível, mas aquela expressão de surpresa não era a toa.

    "Não sei que merda vai dar... e essa pressa dela... não é normal... Não sei quem é esse arrombado tal de LaClaire e seja lá quem for, que se foda ele e Yasmin... Se Rosanne puder atrapalhar seja lá como for, pra mim é jogo... preciso saber o que esse filho da puta tá se metendo e qual é a dele com minha irmã... Ah, Rosanne, podia ter me dito mais...."


    Não esperava a saída repentina de Rosanne. O semblante de expressão foi rápido e logo tomou conta o sorriso zombeteiro da arrombada. De relance percebe que Raphael havia se acalmado e sua resposta faz com que o cão da madame abaixe a guarda.

    "Olha, não foi agora que tomei uma espadada..."

    E então ela se pôs de pé, rapidamente e foi em direção à porta. Escuta o que é dito por Rosanne e ri.

    "Filha da puta, dispensou meu boquete e agora manda eu retornar às minhas delícias... e ela não mente... porra, que delícia... já deu saudade"


    E então uma outra provocação, mandar lembranças à sua irmã. Hannibal deixa o copo de whisky escorregar levemente pela sua boca e enquanto vê Rosanne saindo, pergunta:

    - Quer que entregue algum recado especial?

    Não fazia ideia se Rosanne havia escutado ou não com aquela pressa toda, mas ver aquele rabo lindo rebolando e saindo daquela maneira fazia com Hannibal nem se importasse tanto com a resposta.

    "Caralho! Que cú lindo... se juntasse ela e Sophia, porra... Dois rabo assim na minha frente seria como achar nota de 100 reais no chão... algo muito raro e gostoso!"


    Ao fim de tudo aquilo, tinha muito trabalho e muito doce pra mexer. Precisava saber quais as pretensões de Rosanne, qual era a do tal Philippe LaClaire e como sua irmã tava envolvida naquele rolo ou se era a porra do rolo.

    "Ah, maninha... sua vagabunda desgraçada... Se não quisesse me matar, dava pra fazer altas trambicagem com você do meu lado..."

    Discretamente e com elegância serve mais uma porção de Whisky, acende seu baseado e dá uma traga forte. Segura uns cinco segundos e solta pro ar recostando a cabeça no sofá.

    Depois outra tragada.

    Mais outra.

    "A vida é bela parceiro, nóis que fode ela..."

    Mais outra. Outra e mais uma. Pronto, sentia a leveza e sensação de alívio, de relaxamento e de um pouco de prazer recompensatório depois daquele diálogo filho da puta. Pega seu celular e manda uma mensagem de um número que Klébinho tinho e sabia que era confidencial.

    - Coé, vagabundo! Preciso de umas informação no sigilo total. Conhece algum tal de Philippe LaClaire? O que sabe dele? Não vacila mané. É nóis truta boladão."
    Confiava naquele criminoso que sabia toda as falcatrua que acontecia em Bela-Noite. Se houvesse algo de errado se movimentando, com certeza Klébinho saberia.
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Ter Set 11, 2018 9:36 am

    Phillipe LeClaire.

    Talvez fosse a maconha falando na mente, mas não pôde evitar de engasgar de rir ao pensar no Sérgio Chapelin dizendo "Quem é? Onde vive? Porque tem nome de viado?", na chamada do próximo Globo Repórter.

    Interrompeu a risada quando o telefone tocou em cima da mesinha.

    -"koeh, viado. Não, nunca ouvi falar desse cara ae não. É da cidade? Eu posso procurar saber alguma coisa."

    filho da puta
    Hannibal Smith
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 46
    Reputação : 15

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Hannibal Smith em Ter Set 11, 2018 9:35 pm

    Sem pensar duas vezes responde a mensagem.

    - "Vê que que descobre sobre ele, mas cuidado, seja discreto e não deixem que descubra que sou eu ou você que quer saber, ou podemo estar os dois mortos. Ele parece ser barra pesada. Tendo novidade me avisa. Valeu, safado! Depois te recompenso com alguma gentileza."

    "Não me decepciona, Klébinho... não me decepciona..."


    Colocou seu celular no bolso. Foi até o espelho refletindo enquanto conferia seu terno e seu visual. Com tudo aquilo acontecendo, era necessário ficar mais esperto do que nunca e buscar informações. Matou o restante do whisky que havia no copo, deu mais uma tragada no baseado e pegou o celular novamente.

    "Vai que ela já tenha feito aquele boquete maravilhoso nesse maluco ai..."

    Procurou o contato de Sophia, quem tinha acabado de sair e mandou uma mensagem para sua amada amante.


    - "Meu amor, desculpe por aquela intromissão naquele momento maravilhoso. Se tratava de negócios e infelizmente alguns requerem urgência. Preciso de uma informação e preciso que mantenha isso em sigilo também. Conhece algum tal de Philippe LaClaire e o que sabe sobre ele? Beijos. Te amo..."

    Sorriu. Lembrar de Sophia era prazeroso e o te amo no final da mensagem era meio que forçado, mas era real. Amava Sophia, de um jeito perverso e sádico, mas amava. Sem ciúmes e com um desejo imenso de espancá-la com prazer, mais amava. Era uma relação de fogo e gelo, onde as vezes o gelo queimava.
    Tellurian
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 10

    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Tellurian em Qua Set 12, 2018 8:37 am

    Hannibal ficou olhando para o celular durante um tempo. Mobilizara as pessoas que conhecia para obter informação. Talvez devesse fuçar um pouco ele mesmo. Conhecia as ruas, tinha meios de obter essa informação. Será que deveria se envolver pessoalmente?

    Pensou em Sophia. Amor? talvez. Ela era diferente das outras. Conhecia bem o que as pessoas chamavam de "amor" e discordava completamente do seu significado. Amor e Compromisso eram coisas diferentes. Hannibal amava Sophia, amava Uísque, amava drogas. Mas não tinha apego algum pela instituição do Compromisso, que o gado cego costuma confundir com amor.

    Ele fuma a ponta do baseado, que queima seus dedos. Ele xinga em silêncio enquanto prende a fumaça, e apaga o resto do papel no cinzeiro. Fica em silencio por alguns momentos, pensando em Sophia. Ele se lembra de uma música e ri pra si mesmo o seu riso chapado. Caminha até o comando de músicas e digita o número da música que se lembrou no cardápio.

    Começa a rir sozinho quando os trompetes tocam iniciando "Te quiero, puta" da banda alemã Rammstein.

    Se joga na poltrona e serve mais um copo de uísque. Pensa em Rosanne. Vampiros são ardilosos. Não deveria se deixar enganar pelo sorriso fácil e pelas curvas maravilhosas. Ela era uma víbora, e Hannibal era bem consciente disso. Alguma coisa errada não estava certa, e Hannibal precisaria descobrir o que.

    Batidas suaves na porta anunciam uma nova interrupção. Mas que merda.

    Hannibal abre a porta e dá de cara com três beldades de cinta-liga. Uma ruiva, uma morena e uma loira. Na morena, um recado escrito com caneta marcadora nos seios da moça trazia a informação "Pense em mim. Rosanne" E uma marca de batom.

    Bom, não havia razão para não sermos civilizados, não é mesmo?
    Conteúdo patrocinado


    Re: Sweet Dreams

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Nov 17, 2018 11:32 pm