Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Prologo - Keller

    Compartilhe
    fairbrooks
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 584
    Reputação : 3

    Prologo - Keller

    Mensagem por fairbrooks em Qui Out 18, 2018 8:53 pm



    Era mais uma dia conturbado no Córrego. Infelizmente, mesmo após um ano da restauração do forte, ainda muitos Selvagens viviam na Vila, na realidade, eles compõem basicamente a maioria dos habitantes e, embora alguns tentem seguir as Leis de Westeros, muitos ainda são seres primitivos não civilizados, ou é assim que os não Selvagens do Córrego pensam deles.

    Keller tinha um trabalho duro a empenhar, ele era o que chamavam de chefe da Vila, e com isso, era a ponte não só entre o Presente e o Forte, mas também entre os Selvagens e os Nativos de Westeros, e se esforçava para desempenhar seu papel de forma exemplar, ou o mais perto disso, e acima de tudo, lidar com baderneiros com força voluntária ou com os poucos membros do Forte que ocasionalmente vigiavam o Córrego, infelizmente, cerca de dois patrulheiros por dia se encontravam presentes.

    No dia específico de hoje, um carregamento grande de prisioneiros havia chegado no Forte, e isto sempre agitava os Selvagens, entretanto, desta vez eles se agitaram mais que o normal.

    O Chefe da Vila em sua casa rapidamente recebeu a visita de um morador que compartilhava com de seu pensamento sobre trazer prosperidade para o Córrego, e quem sabe, transformá-lo em uma Casa Nobre algum dia. Curtis Cunnin era um jovem ambicioso e esforçado que buscava crescer, da maneira que isto fosse possível.

    Assim, visitando o Chefe Keller, rapidamente ficava em sentido e fazia uma reverência de respeito.

    -- Senhor Keller, perdão minha chegada tão brusca, porém o grupo de Selvagens denominados de Caminhantes Negros estão fazendo uma bagunça da Taberna senhor, e não conseguimos achar os Corvos que estavam de vigia, os voluntários temem em ir tentar impedi-los e acabarem mortos. O que devemos fazer Chefe?

    Ah os Caminhantes Negros, a escória dos Selvagens, se intitulam dessa forma para se comparar com o mito dos Caminhantes Brancos, este grupo diz que eles são piores que os Outros, já que eles sempre estarão presentes, não apenas no inverno.

    Assim, o jovem encarava o Chefe Keller, enquanto aguardava uma resposta.



    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 204
    Reputação : 2

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por Christiano Keller em Qui Out 18, 2018 10:56 pm


    @fairbrooks

    Outro dia outro conflito, que falta de respeito para com as outras pessoas. Rapidamente respondo ao Curtis e chamo os guardas.
               
              -- Curtis, obrigado por avisar. George (um dos servos da casa) por favor procure os guardas corvos, fale da briga, olhe no bordel primeiro. Por favor Guardas, venham comigo. Curtis responda enquanto caminhamos, são em quantos? Armas? Houve sangue? Sua especialidade é com espadas verdade? Na sua opinião como resolvemos isto?

    Enquanto caminhamos ouço atentamente os comentários de Curtis e tento lembrar do nome de algum deles ou quantos são no total. Arco em punho e se houve sangue, flechas prontas. Entretanto quais argumentos poderiam ser usados para convence-los a respeitar os outros, será que lembro de alguma que funcionou no passado? Talvez algo racional e emocional como "Até os animais se respeitam homens, respeitem as outras pessoas." ou "Aqui não se vive mais sobre ameaça da fome e do congelamento, há abrigo, comida, mulheres e mais" ou "Aceitamos vocês como parta da família no Córrego e fazem isto?" ou "Que merda é essa que estão fazendo? Todos os moradores querem ser respeitados, inclusive vocês, então demonstrem respeito"? Cabeça não me falhe nessa hora, lembre de algo útil.

    Quando chegarmos formaremos nossa posição de batalha de costume, alinhados da esquerda para direita, eu, Charles e Denis, assim os escudos geralmente ficam do lado esquerdo e pego os braços das armas sem proteção. Será importante mater uma distancia de disparo caso a violência seja necessária. Se Curtis for útil, ele pode ajudar na retaguarda ou se não houver nada com o flanco direito.

    O caminho é rápido até a taverna e de longe já observo possíveis ameaças.


    fairbrooks
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 584
    Reputação : 3

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por fairbrooks em Seg Out 22, 2018 6:46 pm



    George faz sua reverência e prontamente sai para seguir as ordens dadas, enquanto os poucos guardas presentes se reúnem para seguir as ordens de seu Líder, Curtis por sua vez acompanha Keller, ouvindo todas suas perguntas.

    -- Pelo que vi meu Senhor, estão quase todos na Taberna, pelo vi, estão aproximadamente em quinze ou vinte, não consigo confirmar, peço perdão por isso. Todos estão armados, alguns poucos com aço e o restante com porretes, no mínimo. Até o momento que partir não havia sangue, apenas algazarra e baderna, porém como disse estão em uma boa quantidade. Tenha uma certa perícia com espada sim, embora prefira armas menores, não tive treinamento real com armas maiores. E minha opinião chefe? Infelizmente esses baderneiros representam a maior parte dos Selvagens, até mesmo os civilizados, devemos decidir o que fazer com eles, mesmo que nossa Vila esteja repleta deles, viver em tal angústia, afeta todos nós, e imagino que o Senhor também, mas como cuidar deles, está longe de mim opinar sobre.

    Keller já havia resolvido alguns vários pequenos conflitos dos Caminhantes Negros, normalmente eles roubavam, matavam, destruíam, estupravam quem quisessem, maior conflito que resolvera fora no Bordel quando quiseram fechar o bordel para eles e queria estuprar todas sem pagar o devido preço, nessa ocasião, infelizmente, fora resolvido com derramamento de sangue, porém, como uma praga, quando mais matava eles, mais eles apareciam, como ratos. Sua última estimativa, é que são por volta de trinta membros, embora nem todos vivam dentro do Córrego. E mesmo com tudo, eles respeitam o seu líder, e no fim sua palavra é lei, seu Líder é conhecido como Golias.

    Chegando mais próximo da Taberna é possível ver um amontoado de pessoas do lado de fora e ouvir barulhos distintos de gritos de euforia de dentro do estabelecimento e na porta era possível ver um homem de meia-idade com um tacape apoiado em suas costas.





    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 204
    Reputação : 2

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por Christiano Keller em Ter Out 23, 2018 12:05 am


    @fairbrooks
    Chegando na taverna vejo quantos outros membros da vila estão presenciando o momento. Será que eles nos apoiariam em uma luta se os "caminhantes negros" forem uma ameaça para a vila?
    Creio que há muito sangue envolvido.

    Os selvagens respeitam a lei do mais forte, será que um desafio pela liderança dos Caminhantes Negros seria necessário? Posso até derrubar o líder deles antes que ele saiba o que houve, mas será que os demais irão aceitar meu comando como o mais forte?
    Talvez tenha que pagar pra ver.

    Será necessário uma intriga! Preciso persuadir esse líder a colaborar com a Tribo do Córrego e tento adotar uma postura amigável para atingir este objetivo, mesmo com pouco conhecimento sobre Golias.

    Entendo que o homem do lado de fora da taverna é o Golias, líder dos Caminhantes Negros. Portanto com a voz alta, com objetivo de me fazer ser ouvido mesmo com distância para disparar algumas flechas digo:

    -- Golias que merda é essa? Nossa vila combate a ameaça da fome, do frio ou dos Outros juntos, todos juntos! (já pego 2 flechas e coloco no arco ainda sem puxar) Há alguma ameça aqui?
    E aguardo uma resposta dele. Creio que eles possam apenas estar se divertindo, mas não podem ameaçar membros da tribo apenas por não se sentirem parte do Córrego no momento. Somos todos uma grande família. Se tivermos problemas acho que vou empalar alguns deles no centro da vila como recado para outros arruaceiros.
    fairbrooks
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 584
    Reputação : 3

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por fairbrooks em Dom Out 28, 2018 9:40 pm



    O homem que estava na porta olha para Keller e tira seu tacape das costas e o apoia em sua mão.

    -- Eu não sou o Golias governante estúpido, mas sim, eu faço parte dos Caminhantes Negros, mas que eu saiba, não tem problema aqui, pode voltar para sua casona e se tocar enquanto nós nos divertimos, que afinal, nós merecemos bem mais do que vocês.

    Ele encara o Governante, e não apenas ele, como o restante dos habitantes, aguardam sua reação dada a resposta do Capanga.



    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 204
    Reputação : 2

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Out 29, 2018 6:00 pm



    @fairbrooks

    (Darei mais enfase nas palavras sublinhadas para tentar persuadi-lo, farei teste de persuasão caso seja necessário, se não descarto até próxima oportunidade)
    Olho pra ele com cara de quem fala com uma criança.

           -- Chamei por Golias e não por você, vigia sem nome. Lembro que Golias não é surdo e se há um motivo para comemorar, todos devemos comemorar. Se ele deixou pra você a tarefa de vigia, faça sua obrigação e chame-o.

           Espero que o vigia cumpra com sua obrigação e chame Golias. Entretanto imagino que ele não vai chamar e procuro alvos que possa acertar para fazer barulho de forma a atrair a atenção de Golias, na ausência de alvos barulhentos atirarei, com tiro duplo, na porta para chamar a atenção.

    (Também deixarei pronto o teste de pontaria para algum alvo correspondente)




    OFF:
    OFF: instrução necessária pra mim: se a opção de dados não for de sua preferência @fairbrooks, posso deixar a intenção e você pode rolar para dar celeridade ao descrever os eventos. Se quiser fazer de alguma forma diferente, por favor instrua-me.
    fairbrooks
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 584
    Reputação : 3

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por fairbrooks em Dom Nov 04, 2018 2:55 am



    Ele escuta o chefe da vila, e após de refletir sobre, ele dá três batucadas rápidas na porta, em seguida uma lenta, e depois mais duas curtas, e dá um passo pro lado, liberando a porta.

    Não muito tempo depois, um homem sai da porta primeiro, e em seguida dois homens e uma mulher, todos Selvagens. O primeiro que saiu olha diretamente para o Vigia, que em resposta aponta o dedo pra Keller.

    O grande homem cospe no chão e vai na direção do Chefe da Vila.

    -- Então é tu que quer falar comigo, diz logo o que cê quer que não tô com tempo pra gastar.



    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 204
    Reputação : 2

    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por Christiano Keller em Dom Nov 04, 2018 6:19 pm


    @fairbrooks

         --Golias, que bom vê-lo. Seu homem aqui diz que não há razões para comemorarmos, mas acho que ele está errado e que todos devemos comemorar suas conquistas. A tribo celebra as conquistas de seus homens, certo? E então, qual sua nova conquista? Eu acho que uma conquista vale pelo menos uma cerveja, mas seu homem nem quiz me dizer o que houve. Acho que ele sente vergonha e não quer contar pra todos as conquistas de Golias. Aqui juntos combatemos as ameaças mas também celebramos quando as vencemos.

    Em minha cabeça penso:

    Falei verdades, o vigia realmente não quiz contar o que houve. Creio que também faço uso de Golias para mediar uma disputa entre o vigia e a mim, na qual eu quero celebrar sua conquista (de Golias) e o vigia não. Espero que seja suficiente para tirar o foco de Golias de mim e joga-lo no vigia.

    Se der sorte, Golias pode ficar bravo com o vigia e matá-lo sem razão aparente, o que me daria razão para matar Golias ao proteger a tribo de um louco assassino, entretanto ainda sobram os outros Caminhantes Negros para subjugar com o argumento que não posso deixar que matem ninguém da tribo, da família.
    Se não, Golias apenas intimidará o vigia e se vangloriará de sua conquista. Assim poderei saber o que houve e talvez até pagar uma cerveja para ele. Espero que a conquista que ele celebra não seja a morte de uma pessoa do Córrego. Vamos lá, não quero ter que te matar agora.

    Ao mostrar para Golias que quero celebrar sua conquista consegui interromper o que acontecia dentro da taverna e dar um tempo para a poeira baixar lá dentro.

    Conteúdo patrocinado


    Re: Prologo - Keller

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Nov 15, 2018 2:13 am