Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    História

    Compartilhe
    Obsservador
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 279
    Reputação : 7

    História

    Mensagem por Obsservador em Qui Nov 01, 2018 11:54 pm








    Águas Profundas esta bastante agitada esta semana e hoje, o último dia de Elein e o primeiro dia do Festival da colheita, que mal começou, já se apresenta mais movimentado ainda. Para quem mora na cidade não faz muita diferença chegar cedo mas para aqueles que vem de outras regiões é crucial sair logo ao alvorecer para evitar ser pego no meio da viagem pela chuva, lama e neve.
    No interior de Águas Profundas é possível ver diversos mercadores com suas barracas por toda a cidade, principalmente barracas de comidas, jogos, bebidas e diversão. Alguns comerciantes aproveitam para mostrar seus produtos, de joias a equipamentos (já que a movimentação de aventureiros é constante na região). Quanto mais se aproximam do centro mais fica notável que o festival já esta ocorrendo. Há tendas coloridas espalhadas e seguindo em corredores até uma grande praça no centro onde um palco esta montado com artistas se apresentando. Há também várias tendas maiores da organização do evento, onde as pessoas se inscrevem para participar nos torneios.
    A guarda local se mostra presente mas não interfere com a diversão, há não ser que algum engraçadinho crie confusão ou tente destruir patrimônio público - o que todos viram acontecer com um halfling bebum que tentou invadir o Distrito do Castelo.
    OFF:

    Podem descrever seus personagens e como passarão esse dia de celebração até o por do sol.
    Assim que todos postarem eu posto.
    Pi
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Pi em Dom Nov 04, 2018 1:30 pm



    Desmond Hark era um mago promissor em busca de oportunidades, e acreditava que Águas Profundas teria muito a lhe oferecer. Era jovem, com idade entre 20 e 30 anos, cabelos e olhos castanhos. Vestia roupas de explorador, com um casaco longo cheio de bolsos internos para componentes e focos para magias. Carregava consigo um cajado com runas entalhadas, para se defender e agregar ao visual de "mago".
    Ao chegar à cidade, havia descoberto que precisaria se inscrever na Vigilante Ordem dos Magistas e Protetores para praticar magia profissionalmente, então estava a procura de uma oportunidade para conseguir dinheiro suficiente para aquele investimento. Enquanto isso, aproveitava o Festival da Colheita, apreciando as músicas e danças, experimentando comidas e bebidas diferentes, e tentando flertar com as moças bonitas na esperança de conseguir companhia para a noite.

    Nefertyne
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Nefertyne em Dom Nov 04, 2018 3:05 pm


    Scarlet era uma Luskanita que acabara de atracar no porto de Águas Profundas. Ela era uma mulher bela e jovem, não muito mais do que 20 anos, com cabelos ruivos e longos na altura da cintura, olhos verde esmeralda com uma cicatriz grande no lado esquerdo e corpo curvilíneo bastante atrativo. Estava com um casaco de couro batido aberto, este continha bolsos internos onde ela guardava suas armas e equipamento mais discreto, nas costas carregava uma mochila de viagem. Por baixo do casaco estava usando botas de cano longo, calças de couro escuro e um bustiê do mesmo tom, exibindo a sua tatuagem lateral.
    Passou a manhã caminhando e conhecendo a cidade, queria se familiarizar o quanto antes com o local, mas acabou não podendo caminhar tanto devido ao fluxo de transeuntes na cidade. Aquilo não podia ser normal. Perguntando a alguém na rua, descobriu que havia chegado no dia do Festival da Colheita. Parecia que a sorte estava do seu lado. Ela sorria com a ótima oportunidade de afanar algumas moedas de bêbados e foliões distraídos. Afinal, estava com seus recursos baixos.

    Katabrok
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 4
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Katabrok em Sab Nov 10, 2018 9:27 pm



    Guthak era um ser incomum fora do seu habitat natural, as cadeias de montanhas. Com seus 2,4 metros de altura, um corpo músculoso, pele de tom cinza com manchas mais escuras e com protuberâncias que pareciam pedras, ele chama a atenção de quem nunca viu um Goliath. Seus olhos brancos com um brilho azulado completam as características peculiares de sua raça. Sua armadura de couro reforçado tem aparência rústica e ele usa uma espada larga que parece grande até mesmo para o goliath. Carrega ainda alguns adereços típicos da sua tribo amarrados ao braço, punho e tornozelos. Chegou a Águas Profundas com objetivo de encontrar pistas sobre o paradeiro de Mualio Lonehunter, o lendário goliath desaparecido, cujo o xamã de sua tribo teve algumas visões e acreditar estar em algum lugar subterrâneo próximo a Águas Profundas. Sua tribo nômade está constantemente migrando, entretanto, a maior parte dos lugares por onde passam estão dentro dos limites das cadeias de montanhas. As poucas vezes que Guthak visitou as terras baixas foi em missões de comércio em pequenas cidades e vilarejos. Logo a grandeza e a fartura de recursos da cidade de Águas Profundas é algo para fascinante Guthak. Está hospedado em uma estalagem simples e tem passado alguns dias investigando sobre o tal lugar subterrâneo onde poderiam haver as pistas sobre Mualio Lonehunter. A festividade do local com a mudança da estação tem distraído um pouco o grandalhão e feito gastar mais tempo do que deveria na cidade.

    Uda
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Uma noite de folga

    Mensagem por Uda em Ter Nov 13, 2018 10:38 pm



    Aurora Skyrider é uma mulher alta, de físico torneado e escultural, pele alva e cabelos dourados longos e ondulados até o fim de suas costas, enfeitados com uma única rosa atras da orelha. Ao contrário do corpo preparado, seu rosto é de traços delicados e seus olhos prateados se iluminam com a luz do sol ou da lua, ornamentados por um sorriso que esbanja alegria. Ela usa uma armadura prateada e uma longa capa roxa, carrega um escudo com o símbolo de uma espada entrelaçada em rosas e espinhos, como também trás na cintura uma espada longa com um laço rosa em seu cabo.
    Estava na cidade de Águas Profundas para entregar uma mensagem de seu mestre a outro membro da Ordem. Acabara de chegar e se hospedou na taverna O Portal Bocejante e aproveitou para se banhar e comer algo. Usaria a agitação na cidade para tentar obter informações sobre o outro paladino e também aproveitava a festa para admirar o local e a felicidade das pessoas, sentido-se bem ali. Nunca esteve de fato em uma festa e tentaria aproveitar ao menos um pouco.

    Petelinow
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 3
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Petelinow em Qua Nov 14, 2018 2:58 am


    Durhor Oakbeard, um anão dourado de barbas castanhas e cumpridas, servo e devoto de Moradin, nascido das mediações da Grande Fenda e muito longe de casa. Portando sua armadura média, um escudo adornado com o símbolo de seu clã Oakbeard e seu amado martelo, batizado de Amaciador, peregrinava por Águas Profundas a pedido do alto sacerdote de Moradin. Um nobre influente da cidade humana de Khôltar, Visconde Darius Isidro, havia se aventurado por estas bandas e estava desaparecido há semanas sem dar notícias. Dias atrás, um mensageiro o rastreia e lhe entrega uma carta indicando-o ir até a Taberna O Portal Bocejante. Agora, hospedado, aproveita o grande festejo para buscar informações do paradeiro do Darius e escoltá-lo de volta até Eartheart, a capital anã.

    Babi
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 2
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Babi em Ter Nov 20, 2018 6:53 pm



    Eme caminhava com seu fiel lobo, lado a lado. No lombo do bicho era possível ver que ele carregava peças de couro e nas mãos da moça via-se um saco sendo puxado com um pouco de dificuldade.
    O lobo tinha um ar amigável, mas a moça, baixinha e ruiva estava com o rosto vermelho e praguejava entre os dentes por estar com um saco pesado; deveria ter deixado um pouco em seu quarto na taverna, mas esteva esperançosa em vender metade do que havia trazido junto com a família.
    Caminhava entre as tendas oferecendo o produto que era vendido há anos pelos seus em Águas Profundas. Vez ou outra a moça era vista parada, negociando; quando conseguia vender era possível ver que seu semblante mudava e ficava mais amigável.
    Após alguns dias, já conhecida como a "moça dos couros" vendeu quase tudo e foi de encontro ao seu pai para lhe entregar o dinheiro. Recebeu seu salário e decidiu depois dos negócios curtir e se divertir com algumas apresentações. Um descanso merecido!
    Obsservador
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 279
    Reputação : 7

    Re: História

    Mensagem por Obsservador em Ter Nov 20, 2018 8:55 pm








    Desmond pouco tempo após estar em Águas Profundas logo percebeu que teve a ideia certa ao vir para o lugar. A cidade era uma verdadeira metrópole cheia de itens dos mais mundanos ao mais incríveis, que apesar de ser composta pela maioria humana comportava diversos seres de outras raças – inclusive um grande homem de pedra o qual ele não soube dizer se era membro de alguma apresentação local ou um aventureiro extravagante. Não se demorou com o ser peculiar pois estava interessado mesmo era em encontrar algum arcano para poder fazer algum contato no ramo, mas nada nesse sentido surgiu até o final da tarde.
    Apesar de não estar com a algibeira cheia de moedas para pagar sua taxa de inscrição na Vigilante Ordem dos Magistas e Protetores de Águas Profundas ele tinha o suficiente para sobreviver alguns dias hospedado no Portal Bocejante e desfrutar das comemorações. Hospedado aqui ele aguardava a oportunidade de topar com algum arcano aventureiro com o qual pudesse formar algum acordo de negócios. Ele acertara bem na escolha do local, pois a estalagem era famosa por abrigar aventureiros dos mais diversos em seu interior – tudo graças à entrada para a montanha Subterrânea. Mas estava sem sorte, pois ainda não havia visualizado nenhum companheiro nesse sentido, talvez devido às festividades.
    Passou então o dia assistindo aos musicais e as danças, principalmente de olho nas dançarinas. Sentia-se só naquela imensa cidade e por isso buscava alguém para lhe fazer companhia à noite.



    A jovem Tiefling mestiça logo percebe que escolheu bem vindo para Águas Profundas. Além do fato de Luskan ter certa rivalidade com Águas Profundas, levaria meses para que a milícia da cidade a localizasse no meio de toda a multidão da metrópole rival.
    Obrigada a sair sem poder pegar suas economias ela vê uma boa oportunidade de levantar algumas moedas para viver o momento [Faça dois testes de prestidigitação e considere 1/4 do resultado como moedas furtadas]. Teve êxito em sua iniciativa empreendedora, mas gastou boa parte da manhã e da tarde na tarefa. Conseguiu também algumas informações como uma boa taberna para se hospedar, O Portal Bocejante, onde teria uma boa cama, comida e atrações das mais diversas. Inclusive que poderia se aventurar na Montanha Subterrânea por um preço justo.
    A fim de verificar a estalagem ela se guiava para lá, driblando a multidão festeira com toda sua graça e charme – e atraindo olhares desejosos sobre seu corpo sedutor.



    Guthatk com todas as suas peculiaridades sente-se estranho nas redondezas da cidade. Antes do inicio do festival as pessoas o olhavam desconfiadas e receosas, poucos trocavam mais do que duas ou três palavras com o guerreiro Goliath, mas tudo mudou desde que o festival começou. As pessoas ainda se assustam, de leve, com sua presença, mas agora o olham admirados como olham para os malabaristas e os mágicos que se apresentam. Ele parece ter se tornado parte do festival – ache isso bom ou ruim.
    Devido a esta nova abordagem popular ele conseguiu descobrir algumas coisas sobre seu companheiro de espécie: fora informado que a última vez que um ser com a mesma aparência que a dele fora visto no Portal Bocejante, uma estalagem famosa na região por conter um acesso direto e fácil para a Montanha Subterrânea.
    A estalagem ficava do outro lado da cidade, e era para lá que ele ia agora, assim que conseguisse driblar toda a multidão festeira.



    Aurora tomara conhecimento de que Sir Horachk, um meio-orc membro de sua ordem havia entrado no Poço de acesso para Undermountain com um grupo de mercenários que contratou com o objetivo de encontrar aquele que roubou a espada de Arathiel, o Sábio, e assim limpar seu nome de uma vez por todas.
    Sua primeira intenção fora de adentrar a montanha atrás do companheiro, mas após trocar algumas idéias com os aventureiros locais e até com o próprio Durnan (dono da Estalagem O Portal Bocejante) descobrira que era quase impossível encontrar outros dentro da Montanha devido à sua extensão. Enquanto aguardava noticias do meio-orc ela aproveitava as festividades locais como podia, apesar do seu dever sempre a impelir em sua busca.



    O anão dourado Durhor Oakbeard estava há muito tempo longe de casa. Fora enviado pelo Alto Clero para investigar com um grupo de mais cinco anões o desaparecimento do Visconde Darius Isidro, um Clérigo Aventureiro de renome de sua ordem que viajara para descobrir a situação da antiga fortaleza anã embaixo da Montanha de Águas Profundas. O Visconde havia enviado diversas mensagens mágicas informando grandes descobertas da história anã sob a montanha, mas há cerca de dois anos não se tem notícia do mesmo.
    O grupo de Durhor havia saído de sua terra natal para Derlusk onde deveriam pegar um navio, que entre outras paradas, deveria levá-los até Águas Profundas. Fora uma viagem longa e cansativa com muitos perigos e aventuras. Durhor perdera todos seus companheiros durante essa jornada mas conseguira chegar até seu destino.
    Chegara em um momento de grande festividade local e apesar de não estar no ânimo para comemorar se vê obrigado e peregrinar perante seus cidadãos felizes e bêbados em busca de informações. Demorara um pouco mas ele descobrira um caminho para a montanha, certamente um caminho que o Visconde poderia ter feito. Faltava descobrir se alguém se lembrava do anão após tantos anos.
    Com este pensamento na cabeça ele se dirigia até o Portal Bocejante.




    Eme estava familiarizada com a metrópole de Águas Profundas (apesar de nem de longe conhecer todas as suas nuanças). Tivera um dia bem produtivo e lucrativo vendendo seus artesanatos. No final do dia já estava cansado e pronta para retornar para a floresta quando...

    Acabara de anoitecer e a cidade ainda esta bastante movimentada com suas festividades. Beberrões e artistas perambulam livremente por praticamente todas as ruas fazendo se ouvir suas canções por toda parte. Quando um terremoto longo e agitado parece sacodir a cidade inteira. Rachaduras  aparecem nas paredes da casas e no chocalhos das louças, mas não há colapso de edifícios.
    O alvoroço segue. Terremotos são quase desconhecidos na cidade. Rumores de desastre logo correm pelas ruas, alimentados pela angústia de pessoas em toda a cidade cujas cabeças se enchem de visões mentais agudas e repentinas de um homem barbudo gritando cujos olhos brilham de raiva e tristeza. As visões se transformam em cenas de pilares rachando e caindo, tetos de cavernas e salas escuras em colapso. Surgem explosões de faíscas azul-branco. Essas marés de força temível deixam muitos que recebem as visões ofegantes, ilesos, mas oprimidos pela sensação de grandes forças mágicas se quebrando através deles. Repetidamente os gritos e o rosto retornam, com sentimentos de forte desespero, de algo deixado inacabada que se varreu em grande perda e ruína.
    O que terá acontecido?
    TODOS:

    Façam um testes de conhecimentos que possuírem
    -Arcano
    -História
    -Local (Águas Profundas)

    Código de Rolagem:

    [roll="dX"]Y[/roll]

    x número do dado (d20 no caso)
    y a quantidade dos dados (01 no caso)
    Coloque na frente os modificadores




    DESMOND HAND:

    Você sente que reconhece o rosto do mago. Talvez o tenha visto em algum lugar, ou visto uma imagem dele. Você não consegue lembrar-se ao certo...

    SCARLET:

    Você teve as visões e conseguiu e por alguns momentos uma sala muito escura que se iluminava com os tracejos de uma magia descontrolada, dessa luz você enxerga o reflexo de uma montanha de ouro abandonada. Apesar dos poucos detalhes você consegue notar que ela esta coberta de poeira (demonstrando estar abandonado a anos, talvez séculos).

    GUTHAK:

    você não vê as visões mas nota todo o alvoroço da cidade.

    AURORA SKYRIDER:

    Você também não vê as visões mas nota todo o alvoroço na taberna. Da boca da entrada para  a Montanha é possível ver ondas de energia subindo em tons azul-branco que com a força mágica de suas lambidas deixam marcas de queimado no teto acima.
    Muitos aventureiros e beberrões presente no recinto se desesperam e alguns tentam sair correndo para fora da estalagem.
    Durnan apesar de apreensivo e parecer sentir dor (como todos) não demonstra perder o controle.

    DURHOR OAKBEARD:

    Você vê as visões.
    Também enxerga uma grande construção anã formada em ouro puro com pedras preciosas e um escudo recostado na parede mais baixa. A imagem é escura e um pouco borrada apenas sendo distinguível pelo véus de magia arcana descontrolados que reluzem nas pedras e no ouro. O escudo abandonado possui o símbolo do seu clã (Oakbeard) todo lanhado e com uma grande rachadura ao meio.

    Emenengarda Ursal:

    Além das visões do mago você enxerga algo ao mesmo tempo admirável, preocupante e assustador. Uma floresta bem grande e com seu próprio sol. Estranhamente não há nuvens mas no lugar delas você vê rocha, pedra e poeira tão altos quando o sol. As arvores tremem ao ponto de suas folhas caírem, alguns troncos também são jogados no chão mas não pelo vento, mas por rajadas de energia azul-branco. Uma silhueta se destaca ao longe, ela parece agitada e preocupada com toda a inquietação na floresta. Focando bem os olhos você percebe que é uma elfa que assim como você se veste de forma simples e natural. Provavelmente uma druida.
    Petelinow
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 3
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Petelinow em Qua Nov 21, 2018 12:49 am


    Durhor sente-se angustiado e inseguro com as visões. Questiona se devia continuar a missão ou retornar ao seu lar para certificar que foi apenas uma visão perturbadora. Porém, àquela distância de casa, retornar parecia inviável no momento. O anão não se abalava muito com o terremoto. De onde veio, cresceu adorando a terra. Mas as visões o intrigavam. Quem era o homem barbado? Por que o desespero? Algo de ruim está acontecendo e temia que a missão fosse comprometida, imaginando se o Visconde Darius não estava preso ou soterrado em algum lugar como os das visões. Se a primeira pista era em Portal Bocejante, segue de volta para lá com pressa. Seguir sozinho talvez fosse imprudente, mas não tinha certeza de quanto tempo ainda lhe restava, não queria gastá-lo fazendo amigos. Além do mais, ainda sentia as dores das perdas desta viagem.

    Pi
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Pi em Qua Nov 21, 2018 2:07 pm



    Atordoado pelas visões e os poderes mágicos se manifestando a seu redor, Desmond tenta se concentrar e focar sua mente, retomando o controle e olhando ao redor, percebendo as várias pessoas sendo afetadas, cada uma a seu modo. Então, tenta descobrir o que havia acontecido e qual a origem daqueles acontecimentos, tentando entender o que se passava em Águas Profundas.

    Arcano +6: Pi efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    14
    História +6: Pi efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    10
    Local +6: Pi efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    8

    Nefertyne
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Nefertyne em Qua Nov 21, 2018 2:24 pm


    Se apoiou na lateral de uma barraca quando teve a conturbada visão. Olhando em volta, notava as pessoas confusas e desorientadas como ela, será que tinham tido a mesma visão? Lembrou-se da pilha de ouro intacta, aquele grande montante certamente cobriria suas dívidas e poderia reconstruir sua vida, mas se outras pessoas também tivessem visto aquilo com certeza a pilha não ficaria empoeirada por muito tempo. Apressada ela voltou ao Portal Bocejante, determinada a encontrar outros aventureiros dispostos a descer também. Imaginava que após aquele tumulto, muitos deles iriam se concentrar por lá.

    Nefertyne
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Nefertyne em Qua Nov 21, 2018 2:55 pm

    @Nefertyne escreveu:

    Prestidigitação +4
    Nefertyne efetuou 2 lançamento(s) de dados (d20.) :
    18 , 19

    Uda
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Uda em Qua Nov 21, 2018 7:59 pm



    Aurora estranha as ondas de energia subindo pela entrada da Montanha e ajuda manter os curiosos longe do local para que ninguém se ferisse. Ela se preocupa com Durnan, mas em em seu tempo de treinamento com seu mestre, não havia aprendido sobre o dom da magia divina porém ainda assim, tenta algumas técnicas de cura para aliviar o sofrimento do taverneiro, além de auxilia-lo a manter o controle dentro do lugar.
    Vez ou outra se pegava olhando para a entrada da montanha, preocupada com Sir Horachk que estava lá dentro em sua missão. Sentia o dever de auxilia-lo, não iria ficar o esperando do lado de fora, e então ela se informa com Durnan se, assim que as ondas de energia parassem de se manifestar, se ele poderia ajuda-la a montar um grupo de aventureiros para adentrar a montanha e procurar o Sir.

    Katabrok
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 4
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Katabrok em Qui Nov 29, 2018 8:44 pm



    Guthak já havia preparado suas coisa e estava a caminho da estalagem do Portal Bocejante, quando foi surpreendido pelo grande terremoto. A quantidade de gente na rua, devido a agitação do festival, por si só já tornava a travessia da cidade, até a estalagem, um desafio para o grandalhão.
    Terremoto não era algo que o preocupava muito, mas o guerreiro percebeu que aquele evento, além da destruição inerente, deixou as pessoas ali extranhamente perturbadas. Elas pareciam estar preocupadas o assustadas com coisas que iam além dos tremores. Guthak, ajuda uma senhora que carregava uma cesta de maçãs e que caiu na sua frente, derrubando suas frutas.
    O guerreiro então apressava seus passos até a estalagem, movido pela preocupação de que a entrada para Montanha Subterrânea pudesse ter se perdido e com ela as chances de investigar o paradeiro do seu semelhante.

    Obsservador
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 279
    Reputação : 7

    Re: História

    Mensagem por Obsservador em Sex Nov 30, 2018 5:26 pm







    Todos decidem seguir para o portal bocejante, cada um com sua motivação pessoal. As ruas já movimentadas pelo festival agora estão ainda mais polvorosas – o que dificulta o movimento. Todos comentam sobre o ocorrido e alguns tentam ajudar aqueles ainda abalados demais para se controlarem. A guarda local esta agitada contendo ondas de vandalismo, loucura e bebedeira. As pessoas olham umas para as outras com receio e temor... definitivamente não é uma boa hora para se perambular sozinho.
    Desmond,  forçando sua massa cinzenta, consegue ligar alguns pontos: ele sabia que já tinha visto aquele rosto e após um comentário oportuno que ouviu na rua sobre “O mago louco embaixo de Águas Profundas” ele logo se lembra de uma breve história de Halaster que lera em um livro sobre arcanos famosos e distintos.


    “Há muitos séculos atrás Halaster e seus aprendizes embarcaram em uma campanha enorme  para preencher o calabouço, que outrora fora uma antiga fortaleza anã, com todos os tipos de monstros e tesouros. Por muitos séculos, a terra acima esqueceu-se dos calabouços sob a montanha e, em 889DR, a cidade de Águas Profundas foi estabelecida.
    A metrópole rapidamente cresceu em tamanho e influência. No entanto, os longos séculos de crescimento populacional monstruoso levou a uma invasão na superfície em 1037 DR. Depois de repelir a invasão, os senhores de Águas Profundas chegaram a um acordo com Halaster, pedindo-lhe para manter os monstros da Montanha Subterrânea em cheque.
    Em resposta às explorações de dois aventureiros famosos, o Portal Bocejante foi criado em 1306 DR para limitar o acesso a masmorra do Mago Louco e manter o seu monstros um pouco contidos. Este foi também o ano em que Águas Profundas começou a prática de exilar os piores dos seus criminosos para as profundezas da Montanha Subterrânea.”




    Aurora ajuda como pode a manter o controle no interior da taberna, ela ainda não compreende o que aconteceu mas percebe que as pessoas estão atordoadas por algum tipo de magia não física, mas psicológica. O evento, demasiado recente, torna o lugar um caos com pessoas falando, gritando e chorando, alguns saem correndo, outros se quer conseguem falar ou se mexer.
    Durnan continua atrás do balcão, parado, pensativo, seu rosto uma máscara incompreensível enquanto seus auxiliares reagem cada um à sua maneira. Aurora tenta se aproximar do taberneiro mas o amontoado de pessoas entre ela e o taberneiro é demasiado grande para que consiga de imediato.
    --------------------------------------------------------------------------------
    O tempo passa enquanto todos tentam se deslocar.
    A cada passo que Aurora dá para próximo do balcão ela nota que outras pessoas também parecem ter a mesma idéia que ela, levantando-se de suas mesas ou adentrando ao recinto  indo até o balcão atrás do taberneiro.
    Quando o mesmo decide retornar ao mundo dos vivos para reagir já existe uma pequena multidão à sua frente. Com sua espada longa pendurada na parede atrás de si ele então grita para todos:




    ---SEM BAGUNÇA NO MEU ESTABELECIMENTO!

    ---A ENTRADA SÓ VAI FUNCIONAR PELA MANHÃ!

    ---ENTÃO QUEM QUISER COMER E BEBER PODE FICAR AQUI, QUEM NÃO QUISER PODE CAIR FORA OUVIRAM BEM?!?
    Apesar de ser um cara intimidador com todos os seus músculos e a fama de guerreiro que possui o tom de sua voz não deixa de ser respeitador, apesar de estar impondo ordens.
    A multidão reclama, esperneia e aqueles que tentam insistir no assunto recebem um olhar tão mal encarado que se quer aguardam pela resposta à insistência.

    Os demais aventureiros já começam a ver o letreiro da taberna ao longe em um espaço mais movimentado do que o resto da cidade, é perceptível que uma multidão tenta entrar enquanto outra tenta sair.
    Aurora ainda possui a possibilidade de falar com Durnan enquanto os outros ainda tentam chegar.
    Uda
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Uda em Qui Dez 06, 2018 8:08 pm



    Aurora era paciente e esperava as pessoas se acalmarem e um espaço se abrir entre elas para que pudesse chegar até o taverneiro e quando consegue, ela sorri para ele e mantém um tom de voz suave, sem querer irritar mais o homem.

    -- Senhor Durnan, está melhor? Percebi que o senhor foi afetado por este evento estranho... Certamente algo está acontecendo e parece vir da entrada para a montanha. Sei que já deu sua resposta sobre isso, e posso aguardar até a manhã seguinte. Mas estou preocupada com Sir Horachk que está lá dentro. Preciso encontra-lo e ajuda-lo além de entregar a mensagem do meu mestre. Estou ciente de que é perigoso ir sozinha e por isso gostaria de pedir a sua ajuda. Com certeza o senhor deve conhecer aventureiros habilidosos e interessados em adentrar a montanha... Poderia me ajudar a reunir um grupo de resgate?

    Esboçava em seu rosto seu melhor sorriso, afim de ganhar a simpatia do taverneiro, esperançosa de que ele fosse lhe ajudar.

    Obsservador
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 279
    Reputação : 7

    YAWNING PORTAL INN

    Mensagem por Obsservador em Sab Dez 08, 2018 10:46 am






    Após uma longa espera em um ambiente confuso Aurora consegue um piscar de atenção do taberneiro que se encontrava dando ordens e administrando o lugar com a força do respeito que conquistou (e a presença imponente de seus músculos). A paladina é respeitosa e direta em suas perguntas e Durnan igualmente em sua resposta:

    --Há muitas pessoas por aqui desejando descer, até de manhã já terei reformado o guindate e certamente você terá conhecido um grupo para se unir e descer... mas veja bem moça: cuidado com quem vai, nem todo mundo é de confiança na cidade e lá embaixo é pior ainda.
    Dita tais palavras ele retorna a falar com uma mulher alta e esbelta um pouco mais jovem que o taberneiro, após tranquiliza-la (estava apreensiva com o ocorrido, provavelmente devido às visões) dá-lhe um beijo no rosto e sai taberna adentro a passos largos.
    A mulher se aproxima de Aurora e com um sorriso afável lhe dirige a palavra:

    --Desculpe meu marido, ele tem pressa para organizar a casa. Tenho certeza de que esta se remoendo pelo estrago na entrada da montanha... geralmente mantemos uma corda de reserva para o caso da velha quebrar mas dessa vez a própria estrutura se rompeu!

    --Aceita uma bebida para acalmar os nervos? Aventureiros gostam de bebida e costuma ajudar a se entrosar..


    Enquanto os demais chegam até a entrada na taberna. O local esta abarrotado de pessoas se apertando para entrar e sair sem ordem ou direção clara, na mesma hora que alguém sai abrindo um espaço na porta outro se enfia no lugar tentando entrar não deixando assim um fluxo de funcionamento eficaz.

    Um grande goliath (Guthak) se faz determinado a entrar e força sua passagem perante as pessoas, empurrando algumas de lado - a maioria ao notar o tamanho e a aparência feroz do mesmo abre espaço para ele entrar, muitos aproveitam o vão criado atrás do grandão para adentrar junto (inclusive vocês)

    Do lado de dentro da Taberna esta uma pequena confusão.
    (ignorem os cara se pendurando no fosso)
    A maior aglomeração de pessoas é na entrada mas a taberna como um todo se encontra cheia.
    As atendentes caminham a passos largos para atender as mesas de pessoas de todos os tipos.
    Alguns mais corajosos se aproximam da entrada para visualizar seu interior.
    No balcão da taberna ninguém enxerga o taberneiro mas é possível ver uma moça esbelta a conversar com uma mulher do outro lado.
    Aqueles hospedados ou que já estiveram na taberna antes reconhecem a mulher do lado de dentro do balcão como a esposa do taberneiro: Mhaere Dryndilstann
    A bela loira a conversar com ela é desconhecida de todos mas veste armadura e carrega um escudo e uma espada: certamente uma aventureira.
    A conversa predominante em toda a taberna é sobre a montanha e as visões.
    Ninguém sabe ao certo o que terá acontecido, mas há muitas especulações ocorrendo:

    "Halaster morreu"
    "Halaster soltou seus monstros para invadir a superfície"
    "A montanha desabou"
    "Os deuses vieram destruir as abominações da montanha"
    "Halaster vai iniciar uma guerra contra a superfície"

    entre outros

    (exemplo de curiosos)
    Katabrok
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 4
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Katabrok em Dom Dez 09, 2018 8:05 pm


    Guthak finalmente conseguia adentrar a taverna e tinha a impressão de que haviam mais pessoas ali do que no resto da cidade inteira. O grandalhão queria saber onde ficava a tal entrada, então dirigiu-se ao balcão onde uma atendente parecia conversar com uma cliente. Guthak tentava desviar das pessoas no trajeto até o balcão, mas quando era necessário usava do seu porte físico para abrir o caminho. Ao chegar no balcão Guthak interrompia a conversa das duas:
    --Bom noite. Saber como entrada da montanha estar? Eu precisar entrar lá.
    O Goliath tentava ser formal na sua fala com a taberneira, mas a sua fluência no idioma ainda não estava lá essas coisas. Antes mesmo de obter a resposta da taberneira, Guthak já puxava um papo com a cliente.
    -- Meu nome ser Guthak. A moça também querer entrar na montanha?
    A voz do quase gigante era forte, mas o tom era amigável.

    Uda
    Forasteiro
    avatar
    Forasteiro

    Mensagens : 5
    Reputação : 0

    Re: História

    Mensagem por Uda em Seg Dez 10, 2018 10:46 pm



    A paladina observa o taverneiro, não muito satisfeita com sua resposta, ja que era óbvio. Haviam talvez centenas de pessoas ali querendo entrar na montanha e ela esperava uma dica justamente para não se meter no grupo errado. Mas agradece mesmo assim quando ele se afasta. Quando a mulher se aproxima, Aurora lhe sorri. Certamente era bem mais amigável e gentil que o taverneiro.

    -- Está tudo bem, eu entendo que tudo esteja um caos. Necessitam de ajuda para os reparos?

    Ela aceitava a cerveja, realmente estava com sede e beber um pouco não lhe faria mal. Olhava para a mulher quando uma sombra se forma entre elas e o goliath começa a falar. Aurora o observa, impressionada, não se lembra de ter visto alguém assim antes e o trata com educação.

    -- Acredito que todos aqui dentro desejam entrar na montanha, meu camarada. Mas a estrutura está danificada pelo recente evento, apenas amanhã poderemos descer.

    Auxiliava na resposta, ja que sabia o que a mulher teria que responder.

    Conteúdo patrocinado


    Re: História

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 13, 2018 4:40 pm