Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Prólogo - O começo de uma jornada

    Compartilhe
    Katerine Le Blanc
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 252
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Katerine Le Blanc em Dom Nov 04, 2018 3:16 pm

    Primeiro dia na federação sendo este um embarque para a nave USS Smolensky, o grande salão estava sendo preparado para cadetes da frota estelar ao qual estavam se graduando nesse dia tão movimentado para poderem saber suas posições e a nave ao qual estavam sendo designados, naquele dia o Capitão James T. Kirk já havia uma ideia de quem iria levar menos os cadetes já que muitos deles eram desconhecidos para o mesmo. -Muito bem cadetes aqueles que receberam uma carta podem me acompanhar para a USS Smolensky, suas funções estão designadas nas mesmas! - O Kirk logo fazia um sinal para que aqueles ao qual tinha o que havia dito o seguissem.

    A academia era de certa forma grande e mesmo assim para poderem chegar na nave eles teriam de ir em uma pequena nave auxiliar que no máximo comportavam 6 passageiros cada, com essa estimativa a pequena nave precisava voltar várias vezes para que todos estivessem acomodados em suas posições para que eles pudessem partir, no comando havia no máximo 6 pessoas por posta além do capitão da nave.

    Ponte de Comando

    Um lugar bem amplo ao qual há vários equipemos, no centro há cadeira do capitão e logo a frente a mesa dos navegadores, ao lado temos várias centrais uma delas de comunicação uma ao qual o Senhor Spock fica e outras duas para ajudar na nave.

    Enfermaria

    É um lugar bem aconchegante está não é tão ampla como a Ponte de Comando, porém, pode suportar pelo menos umas seis pessoas e os equipamentos são bastantes precisos e mais ao lado em uma pequena sala separada há um computador para o cirurgião chefe da nave.

    Engenharia

    A engenharia da nada é a mais ampla de todas as seções já que a mesma tem de suportar todo o seu peso além de fazê-la voar, dar oxigênio a todos no local e suas armas tem suas funções vindas dali.

    Hangar

    O hangar da nave pode carregar pelo duas pequenas naves auxiliares e sendo assim apenas alguns engenheiros da nave juntos também da segurança quando há passageiros importantes.

    Objetivos:
    -Pessoal bem vindos, bem como este é um post introdutivo e apenas para o pessoa se situar ele será bem curtinho mesmo, bem quero que digam o que estavam fazendo antes da cerimônia, não poupem detalhes nos seus sentimentos já os vulcanos/romulanos quero que digam porque se juntaram a federação de uma maneira lógica.

    -Me digam o que sentiram durante a cerimônia e como foi a reação de vocês ao lerem as cartas e que farão parte da nave do Capitão Kirk, podem interagir um com o outro e definam entre si quem será o primeiro, segundo e terceiro oficial, isso ira influenciar bastante já que eles ficarão em comando quando Kirk ou um dos oficiais não estiverem na nave.

    -Por espero que se divirtam e um bom jogo.
    hello
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 961
    Reputação : 6

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por hello em Seg Nov 05, 2018 10:05 am

    OFF: Começou! Vou fazer minha ficha posteriormente nos moldes passados, agora só farei o primeiro post pois n estou em minha casa. Deem boas vindas ao "passageiro importante" que é dito na parte do hangar.

    Ferengis não são conhecidos por suas capacidades físicas ou intelectuais, mas sim por sua ambiciosidade e trabalho duro(quando vêm benefícios), eles desbravam cada canto da política e do comércio buscando os melhores benefícios possíveis, Ury não é diferente nesse aspecto, com o objetivo de sair desses cenários competitivos e padronizados, ele buscou seus sonhos em outro lugar: no espaço.
    Ele vê os cadetes que se formaram e lembra do que teve que passar, mesmo indo com uma função de atuar como mediador e negociador da expedição, ele teve que passar pelo treinamento básico, e isso foi realmente um saco, mas valeu a pena.
    -Senhor, venha conosco.
    Ury vai até uma nave pequena, espera calmamente a ida até a nave. Ao chegar ele vai até o capitão que chegou com os cadetes um pouco antes e se apresenta:
    -Eu sou Ury, fui designado como o Diplomata da expedição, estou aqui para ajudar em qualquer contato com novas raças e com as já conhecidas além de ser um conselheiro sobre a legalidade e informante sobre as leis de múltiplos setores. Espero ser de ajuda, aliás, muito prazer capitão.
    Entende a mão oferecendo um aperto enquanto com um sorriso no rosto.


    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Nov 05, 2018 11:52 am

    @Katerine Le Blanc

    Chris Ka

    Hoje é dia da cerimônia, completei o treinamento básico da escola de cadetes da Federação. Uma sensação de atingir um objetivo está presente, sinto-me feliz e já tenho uma nova oportunidade, USS Smolensky. Entretanto enviar cadetes diretamente para o espaço profundo parece algo temerário, talvez fizesse sentido um treinamento mais próximo para ganharem experiência. Mas no entanto era uma chance de uma vida, participar e descobrir coisas onde nenhum membro da federação já esteve antes.

    Ao arrumar-me para a cerimônia fico pensando em como ser cauteloso e manter-me vivo. Nas aulas de liderança ficou claro que os oficiais enviam soldados para situações de perigo e como não sou oficial há muita chance de ser enviado para uma situação de perigo.

    Durante a cerimônia será o momento de rever alguns colegas e dizer adeus pois a chance de encontrar alguns deles será remota, enquanto imagino que outros farão parte do dia a dia na Smolensky.
    São muitas emoções pois gostava de algumas pessoas e outras contribuíram para os projetos em equipe que fizeram com que estivesse aqui. Não sei se encontrarei casos do passado ou o amor no futuro. Certamente sentirei saudades de algumas pessoas e não sei se foram chamados para a Smolensky ou não, como Ana Carolina (engenharia), Marcos (defesa/infantaria) e Jéssica (área médica). Gostaria de saber se iriam para a Smolensky, mas combinamos de não contar para ser uma surpresa quando ou se nos víssemos a bordo.

    Meus pais estão contentes comigo, mas temos pouco contato há muitos anos e somos quase estranhos dizendo adeus. Acho que enviarei mensagens para eles contando o que for permitido.

    Após a cerimônia vou para a nave.
    Quando sou informado que devemos escolher entre nós mesmos, viro para os outros cadetes e digo:

          -- Colegas, se temos que escolher entre nós os mesmos o primeiro, segundo e terceiro oficial, proponho uma votação aos interessados. Eu quero ser primeiro oficial e meu nome é Chris Ka.
    hello
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 961
    Reputação : 6

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por hello em Seg Nov 05, 2018 6:27 pm

    Ury vai até Ka depois de falar com o capitão e ver sua animação e a tentativa de ser o primeiro oficial, não que ele não seja capaz, no final nem o conhece, mas realmente ele tinha suas dúvidas sobre oque os outros "sangues quentes" desses jovens cadetes iriam achar de não serem os primeiros. Com um sorriso no rosto ao ver essa animação toda ele estende a mão para Ka e fala:
    -Ka, meu nome é Ury, irei acompanha-los nessa viagem como diplomata, prazer em conhece-lo. Minha posição é especial como podem ver e não estou apto nem interessado na posição de 1º oficial, da mesma forma não posso ajudar na votação pois não os conheço, porém mesmo assim espero que o mais capaz consiga essa posição! Se o mesmo for sensato e capaz nada terei a reclamar.
    Ele demonstra seus sentimentos honestos, mas claro, da mesma forma que esse Ka quer se beneficiar, se aparecer uma oportunidade boa ele também o fará mesmo que prejudique um pouco os outros tripulantes, no final, a vida é assim(para ferengis claro).
    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Nov 05, 2018 8:09 pm

    @hello

    Chris Ka

    --É um prazer conhecer você Ury! Vamos aguardar os outros tripulantes, espero que tenha alguém bom para a engenharia. Entretanto sua opinião será muito importante na escolha dos oficiais pois serão eles que darão nossas ordens. Portanto é preciso escolher bem a oportunidade, regra de comércio número 9, oportunidade mais instinto é igual a lucro meu colega ferengi.
    Sorrio e espero que o comentário demonstre que tenho empatia pelas outras espécies.
    hello
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 961
    Reputação : 6

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por hello em Seg Nov 05, 2018 8:16 pm

    -Haha, se esqueceu da regra 184: "Não faça algo que não sabe". Nem instinto tenho pra isso!
    Guilix
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 144
    Reputação : 5

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Guilix em Seg Nov 05, 2018 8:19 pm

    4h da manhã. Seu corpo está deitado na cama, mas sua mente viaja longe. Um misto de euforia e ansiedade a impedem de dormir em paz, seria pedir muito?
    Hoje seria um dia importante. Mei se formaria na academia com um desempenho impecável. Nota perfeita. Comportamento impecável. Um histórico irrepreensível. Com certeza, um dos melhores cadetes que pisaram na academia.
    Como sua mente não parava, resolveu levantar mais cedo, tomou um banho, preparou algo quente para beber e sentou-se em sua escrivaninha. Se ela buscava paz, ouvir uma música relaxante e olhar algumas anotações poderiam trazer tranquilidade a um coração ansioso. Ao som de Golberg Variations de Bach, a moça começa a folhear alguns de seus esboços de protótipos. Estava ansiosa em poder dedicar-se totalmente a suas invenções e isso trazia para ela certo conforto, pois não precisaria mais se esforçar tanto para manter aquele rendimento acadêmico.
    A manhã chegou, Mei se arrumou e detalhista e perfeccionista como era, deixou tudo primoroso. O cabelo estava caprichadamente penteado, seu uniforme alinhado e os sapatos engraxados. Mei estava, como sempre, impecável. Sua mãe acordou um pouco depois de Mei já estar pronta. Preparou o café, colocou a farda de oficial e partiu com a filha para a federação. Suas palavras eram vazias e banais, mais elogios e demonstrações de orgulho. Mei já sabia todas aquelas coisas e ouvi-las não fazia diferença.
    A jovem já conhecia a federação. Sua mãe ia para lá todos os dias e Mei a acompanhava de vez em quando quando criança. Chegando lá, seu coração estava palpitando pouco mais do que o normal, mas a jovem tentava apenas manter o sorriso e a calma.
    - Para onde será que você vai ser designada? -
    perguntara a senhorita Huan, sua mãe para sua filha. - Acho que vai por aqui trabalhando em algum laboratório de testes. Aquela seu escudo pode salvar vidas.
    Mei não sabia o que responder. E ela odeia não ter as respostas.
    A cerimonia se iniciou. Algumas histórias foram contadas. Pessoas importantes falaram para inspirar os jovens, blá blá blá. Mei ficou distraída a maior parte do tempo. Os outros cadetes estavam felizes, se abraçavam e comemoravam. Bom, ela tinha sido perfeita em tudo, na verdade, em um quesito ela falhara totalmente, foram anos sem criar laços, e ela não sabia até que ponto isso poderia prejudicá-la.
    Perto do encerramento, Mei e alguns outros cadetes receberam uma carta. Alguns instantes depois, Capitão Kirk diz que ela seria designada a uma função na nave USS Smolensky. Mei não queria isso, então no instante em que ouve essas palavras abre a carta rapidamente, passa os olhos procurando as palavras relevantes até que algo se destaca:
    Engenheira-chefe
    Mei pisca algumas vezes e tenta reler, confere seu nome, o cargo designado, confirma isso, dez, quinze vezes. Realmente a carta dizia aquilo. Engenheira-Chefe de uma nave estelar. Para muitos seria um sonho. O ponto máximo de uma carreira de sucesso, mas ela não queria sucesso, queria apenas ficar em sua zona de conforto.
    Mei se levanta e começa a se encaminhar para o local que o capitão orientou, apressa o passo e toma a frente dos colegas para tenta dar uma palavrinha com o capitão.
    -Senhor, com licença... Senhor... Acho que houve um erro. Estou designada para ser engenheira-chefe, mas acho que esse cargo não aproveita meus verdadeiros potenciais.

    Mei sente que o capitão ignora sua indagação, respondendo-a apenas com um sorriso.
    Na verdade não era um erro. Na verdade seu treinamento ainda não havia acabado. Ela ainda tinha muito o que aprender, e mal sabia ela que fazer parte da Frota Estelar poderia moldar drasticamente cada aspecto de sua vida.
    Um pouco atônita, Mei entra por último na nave auxiliar e se senta próxima a porta. Seus olhos se perdem ao longe buscando alguma explicação.
    Ela ouve os outros se apresentando e fica em silêncio. Não queria tomar iniciativa agora. Só queria voltar para o começo do dia, para sua escrivaninha, para sua música...
    hello
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 961
    Reputação : 6

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por hello em Seg Nov 05, 2018 8:39 pm

    Ury vê a garota no canto sem querer chamar se manifestar, como parecia ser aqueles tímidos que não gostam de parecer querer começar uma conversa como se quisessem provar independência, ele toma a iniciativa.
    -Olá moça, qual seria o seu nome? Teria algum interesse em ser 1º oficial? Pelo oque sei pessoas como você(aponta para o uniforme vermelho de engenharia) ficam na maioria das vezes como 2º oficial além de chefe do setor, apesar de pelo oque ouvi você prefere outra área, se me permite a curiosidade, qual seria?
    Guilix
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 144
    Reputação : 5

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Guilix em Seg Nov 05, 2018 11:02 pm

    Mei estava absorta olhando pela janela quando percebe que o ferengi estava falando com ela.
    -Ahhh... Desculpe... Sou Mei Huan. - a moça não fica muito a vontade com as perguntas, olha ao redor para ver as outras pessoas, e tenta responder apenas aquilo que a interessa. - Acho que posso ficar como 2ª oficial. A menos que alguém queira essa posição.
    Tom Sawyer
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 265
    Reputação : 8

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Tom Sawyer em Ter Nov 06, 2018 9:43 am

    Durante a cerimonia, eu comecei a pensar no cargo que eu almejava... Seguir como segurança seria um bom ponto de partida para mim... 

    Passado as comemorações, procurei ser um dos primeiros a entrar no transporte até a nave... Ao chegar na nave, eu resolvi fazer uma breve inspeção em todos os aspectos de segurança da nave que eu julgava importante! Não porque eu achava que teria uma infração, mas sim porque eu queria ter certeza do bom funcionamento deles... 

    Após essa breve vistoria, me encontrei com os outros aonde eles estavam! Sem prestar muita atenção ao que falavam eu entrei na sala e ,com a cabeça levantada e com o olhar sério e sem emoções, Sradock diz para todos presentes na sala: 
    -Vida longa e próspera!!! 


    Após isso, disse: -Me chamo Stradock. Faço parte da segurança da nave. Sobre o que vocês estavam falando?
    hello
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 961
    Reputação : 6

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por hello em Ter Nov 06, 2018 10:07 am

    Ury devolve o sinal.
    -Estávamos nos apresentando e discutindo sobre que seriam os oficiais, o garoto ali já se candidatou. Você pretende assumir algum cargo? Aliás, quase me esqueço, meu nome é Ury, sou o diplomata escolhido para essa expedição.
    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Christiano Keller em Ter Nov 06, 2018 5:32 pm

    Chris Ka

    --Olá Mei e Stradock. Vida longa e próspera (Faço o sinal), meu nome é Chris Ka.


    Olho para os demais e penso em quem seriam os outros tripulantes da nava Smolensky.

    -- Como Ury mencionou, devemos escolher os oficiais. Sugeri uma votação para ouvirmos a opinião de todos. Alguém tem outra sugestão?
    nahna
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 60
    Reputação : 2

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por nahna em Qua Nov 07, 2018 10:01 pm

    Eyrie passou o dia anterior ansiosa e com grande expectativa. Era empolgante a novidade e a mudança nos rumos. Tratou apenas de relaxar e se preparar psicologicamente para seus novos encargos.

    Não continha o sorriso durante a cerimônia, mas manteve-se isolada pois todos que lá estavam lhe eram desconhecidos. Permaneceu observando as pessoas, captando pensamentos aleatórios, e analisando seus comportamentos.

    Quando finalmente foi convocada para a USS Smolensky, caminhos junto dos demais. Permaneceu quieta, para se pronunciar apenas quando reunidos já à bordo, respondendo a saudação do vulcano, que chegava quase ao mesmo tempo:

    "- Vida longa e próspera."

    Ela cumprimenta a todos com um sorriso e um aceno.

    "- Sou Eyrie Trodo, da equipe médica."
    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Christiano Keller em Qua Nov 07, 2018 10:15 pm

    Chris Ka

    -- Bem vinda a bordo Eyrie Trodo. Sou Chris Ka. Já somos 5, só falta 1 para a nave estar cheia.


    Penso: nossa que boa equipe, acho que trabalharemos bem em conjunto.
    nahna
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 60
    Reputação : 2

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por nahna em Qui Nov 08, 2018 3:38 pm

    Eyrie acena cordialmente para Chris Ka.

    "- Se há a pretenção de eleger as posições através de votação, acredito que o resultado seja apenas uma sugestão, correto? A palavra final deve ser do capitão."

    Ela passa o dedo indicador dobre o queixo, brevemente pensativa.

    "- Ou ele se posicionou de forma contrária?"
    Christiano Keller
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Christiano Keller em Qui Nov 08, 2018 4:00 pm

    Chris Ka

    --Eyrie, vou tentar lembrar do que ele disse, mas creio que foi algo assim "podem interagir um com o outro e definam entre si quem será o primeiro, segundo e terceiro oficial, isso ira influenciar bastante já que eles ficarão em comando quando Kirk ou um dos oficiais não estiverem na nave". Então vejo duas alternativas, sendo 1 não é lá relevante pra ele já que a decisão do capitão é final e ele poderia ter apontado qualquer um de nós ou 2 é uma decisão relevante e nós precisamos estar de acordo com quem iremos obedecer para não ter conflitos de ideias na hora da necessidade. Eu particularmente acho que é a 2, é importante e é melhor que a gente decida de alguma forma. Qual é a sua opinião?


    Olho e sorrio, pois estou curioso.
    nahna
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 60
    Reputação : 2

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por nahna em Qui Nov 08, 2018 4:35 pm

    Eyrie pondera brevemente e concorda com um movimento de cabeça.

    "- Sim, as duas suposições fazem sentido. Contudo, acredito que sejamos todos recém-conhecidos... estou correta?"
    "- Sendo assim, o melhor medo de tomar essa decisão, acredito, seria definirmos quais seriam as nossas prioridades nessa viagem."


    Ela também sorrí para Chris Ka, observando um pouco seu comportamento, e depois observa os demais presentes também.

    "- Uma vez que não temos conhecimento específico sobre os méritos individuais dos oficiais presentes, sendo evidente que são todos capacitados por estarem aqui, vejo eleger uma área de atividade como um apontamento mais acertivo."
    "- E essa deve ser uma longa viagem..."
    Tom Sawyer
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 265
    Reputação : 8

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Tom Sawyer em Sex Nov 09, 2018 10:06 am

    Stradock: Olhando sempre firme para todos os companheiros que participavam da conversa, principalmente Eyrie e Chris Ka, eu digo: -Bom, se precisamos eleger isso agora, eu me candidato a cargo de 1º oficial! Porem, julgo ser duro e frio demais... Talvez seja melhor eu ficar no segundo posto, ou até mesmo no terceiro, quando nada mais for salvar a gente fora a lógica dura e fria que eu trago para as minhas decisões... No mais, acredito que seremos bons companheiros! 
    hello
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 961
    Reputação : 6

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por hello em Sex Nov 09, 2018 10:10 am

    -Então parece que Ka ficará em primeiro, e Stradock em terceiro, isso se não quiserem mudar, bem, confio em vulcanos, por mim assim está bom, de qualquer jeito continuo sem querer realmente votar.
    Diz Ury.
    nahna
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 60
    Reputação : 2

    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por nahna em Sex Nov 09, 2018 11:53 am

    Eyrie dá um aceno de confirmação, mas levemente incomodada... Achava demais incômodo a dificuldade que encontrava em ler os vulcanos, mas não podia negar que em uma situação onde não tivessem a liderança do capitão, uma mente fria seria de grande valia.

    "- A lógica vulcana é sempre um apoio consolador durante situações de crise."
    Conteúdo patrocinado


    Re: Prólogo - O começo de uma jornada

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 13, 2018 3:33 pm