Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Capítulo 3: Reencontros

Compartilhe
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Qua Jul 23, 2014 9:11 pm

Hyn se esgueirou até um dos botes do Esperança, e teve sorte, muita sorte, como se Tymora tivesse voltado a sorrir para ele, em não encontrar ninguém o protegendo ou vigiando. Um marujo da tripulação do Debrett duelava à moda pirata com um desmorto próximo do bote, mas o homem estava ocupado demais tentando se manter vivo, enquanto o que já estava morto se ocupava em rir dos ataques ineficazes do outro, de modo que Hyn pôde desatar o nó das cordas que prendiam o barco a remo.

Aideen fez força para seguir Hyn, mas parou ao ver o seu pai, ali, estirado do outro lado do convés, sem ninguém para ajudá-lo. Ela deu dois passos hesitantes em direção à Debrett, mas parou, olhou para Hyn e uma enorme dúvida se criou em sua cabeça. Hyn podia facilmente adivinhar no que ela estava pensando. Ela tinha a possibilidade de tentar ajudar o seu pai, e provavelmente ser morta logo depois por algum morto ou pelo próprio Sinistro, ou então fugir com o seu amado em busca da salvação dos dois, pois a chance que Hyn estava oferecendo certamente era a última de escapar daquele caos que se criara. Era uma decisão difícil a ser tomada, e ela ficou parada por mais tempo do que seria sensato, mas Tymora parecia sorrir aos dois uma vez mais, pois nenhum inimigo percebeu ou se importou com a presença de Aideen.

O malandro não sabe o que pesou mais na decisão de Aideen, o juízo de se salvar ou o amor dela por ele, ou ainda por saber que o Capitão Debrett já estava condenado ferido daquele jeito, mas o fato é que Aideen caminhou na direção de Hyn, e sem dizer nenhuma palavra, entrou no bote. Hyn começou a descer o bote na velocidade que dava agradecendo a Tymora por nenhum desmorto ter vindo apunhalá-lo pelas costas, e quando o barco a remo estava na superfície do mar, Hyn escalou a murada do Esperança e se jogou no bote, sentando-se ao lado de Aideen e pegando os remos para tirá-los dali o quanto antes.

Hyn já remava por um tempo, mas apesar de seus esforços, os dois navios ainda eram visíveis no horizonte, fato que ficou comprovado quando ele se virou para dar uma espiada para trás, embora o som da luta não estivesse mais em seus ouvidos. Aideen estava deitada na parte traseira do bote, cansada e certamente muito triste por ter abandonado o seu pai.

- Eu não podia me arriscar, Ly. Pelo futuro de nosso filho.

E talvez Hyn tivesse finalmente compreendido o que pesara em sua decisão. Só agora ele percebeu como a barriga dela estava inchada. Neste momento, o malandro viu formar-se uma onda gigante a sua frente. A princípio ele achou que fosse uma onda, apesar de não estar ventando forte e o mar estar calma, mas de repente as águas começaram a tomar forma de modo muito semelhante aos elementais que atacaram o Marlin Negro dias atrás, só que aquela forma que estava se formando era pelo menos três vezes maior e mais assustadora. Ele olhou para trás buscando uma saída, e viu o Desmorto se aproximando do outro lado em velocidade impressionante para um navio, com Sinistro na proa manuseando o Cajado de Arvandor, que era o artefato que estava criando a forma do elemental.

Tymora não estava mais sorrindo.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Qua Jul 30, 2014 6:27 pm

Lyed ficou aflito quando viu Aideen em dúvida sobre qual caminho seguir, mas sentiu Faerûn cair de seus ombros quando viu sua amada seguir até Hyn. Claro que ela amava o pai, mas seguir aquele caminho era a mesma coisa que se jogar nos braços de Kelemvor. Lyed ajudou Aideen a subir no pequeno barco, tudo com o máximo de cuidado que o momento permitia.

Já em alto mar, o malandro se permitiu um suspiro de alívio, mas foi só. O Desmorto ainda estava próximo, muito próximo. Hyn só se sentiria completamente seguro quando estivesse do outro lado do mundo, longe do mar que tanto ama. Lyed remava sem parar, ignorando os braços que começavam a doer, as câimbras nos ombros, os joelhos que rangiam sob o peso do corpo de Hyn.

-Eu sinto muito por seu pai, Aideen - Lyed era sincero em suas palavras e sua voz surgia um tanto rouca - Eu não quis que nada disso acontecesse. Quando eu pulei sobre o Sinistro, eu--

O malandro se engasga com as palavras. Não sabia muito bem o que dizer, e alguma palavra errada poderia ofender Aideen. Hyn também pensou em toda a tripulação do Esperança... Todos mortos. A busca de Lyed, mesmo que quase concluída, ainda não trouxera nenhum alegria. O malandro repara na barriga de Aideen e sorri. Apesar de ser um sorriso cansado, era de alegria.

- Vamos ter um-- Então a onda surgiu, e dela a criatura das água. Lyed se lembrou do ataque ao Marlin Negro, mas não teve tempo nem de reagir, pois logo avistou o Desmorto surgindo atrás deles, com Sinistro à proa. Todo o corpo de Hyn sentiu a força daquele golpe final, e os ombros do malandro caíram, impotentes. Lyed ainda segurava os remos, mas não tinha mais forças. Hyn olha para Sinistro mais uma vez e depois para Aideen.

- Eu prometo que farei tudo o que eu puder para que você e nosso filho saiam deste maldito navio em segurança.
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Sab Ago 09, 2014 5:13 pm

Aideen chorou nos ombros de seu amado com o surgimento do navio. Era o fim da esperança para eles, por mais que Lyed tentasse dizer o contrário. Sinistro encarou-os com uma fúria contida em seus olhos descarnados. O cajado resplandecia em suas mãos, e o elemental agarrou Aideen e Hyn com os seus braços que mais pareciam um turbilhão de águas revoltas. Os dois foram jogados ao convés do Desmorto, e os zumbis e esqueletos da tripulação os cercaram com as armas desembainhadas. Sinistro avançou por entre as fileiras de seus marujos mortos e alcançou o centro do círculo que se formou entorno dos dois cativos.

- Tolos! - foi a primeira palavra que Sinistro vociferou. Depois, ele se dirigiu a Aideen. - Eu matei o seu pai, e devo agradecer ao seu namorado por ter me dado a desculpa perfeita para isso. Vocês foram mil vezes tolos ao acharem que conseguiriam escapar de mim, mas isso não importa mais. - O capitão então se virou a um dos seus marujos, e disse: - Apresente as nossas confortáveis celas nos deques inferiores ao rapaz abusado. A garota fica comigo.

O zumbi que recebeu a ordem deu dois passos a frente, ajudou Hyn a se levantar com inesperada gentileza, e o malandro então reconheceu o seu rosto, embora ele estivesse pútrido e nojento sob todos os aspectos. Era Thelarq, agora um morto-vivo a serviço do Desmorto. Thelarq evitou encarar Hyn nos olhos; ele apenas conduziu o malandro aos deques inferiores sem lhe dirigir palavra, aparentemente resignado em apenas servir ao seu capitão. Havia um conjunto de celas gradeadas à base de ferro no último nível da embarcação, todas vazias naquele momento, e Thelarq levou o malandro até a última cela que ficava aos fundos na parte mais escura e mal-iluminada do deque. Ele destrancou e abriu a porta de ferro, e então indicou com o braço o interior da cela, e esta foi a primeira vez que ele olhou Hyn nos olhos.

- Por favor, entre - as palavras saíram com um som estranho da boca de Thelarq, como se ele não tivesse acostumado a falar com esse novo corpo em decomposição.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Dom Ago 10, 2014 11:31 pm

Lyed tentou como pôde acalmar Aideen, mas sabia que não tinha muito sucesso nisso. O próprio malandro sentia o coração palpitar com força e um frio que lhe subia da barriga até o pescoço. Hyn também não sabia o que dizer, por isso ficou em silêncio enquanto era levado à bordo do Desmorto pela criatura de água e no convés, diante de Sinistro. Só quando Lyed foi erguido por um dos mortos é que, surpreso, Hyn balbuciou algo.

- The... Thelarq?

Hyn sabia que ele não diria nada ali, nem sequer olhava para Lyed, então o malandro segue na direção indicada. Já nas celas, antes de entrar, Hyn estende uma mão para Thelarq, apoiando-a no braço do amigo logo abaixo do ombro.

- Eu sinto muito pelo o que aconteceu com você, Thelarq. O Capitão Debrett veio até mim alguns dias atrás e nós iríamos voltar até aquela ilha para procurá-lo - Lyed olha diretamente nos olhos do novo marujo de Sinistro - Você precisa me ajudar, Thelarq. Eu tenho que sair deste navio... Eu preciso sair deste navio vivo e com Aideen. Você me ajudará, amigo?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Seg Ago 11, 2014 10:11 pm

Hyn percebeu o incômodo que seu toque causou em Thelarq. As coisas haviam mudado e uma barreira transcendental se criou entre eles. Não era possível um homem ser amigo de um ser em completa decadência.

- Não tem nada que eu possa fazer, Hyn - disse Thelarq. - Há uma força sobrenatural neste navio, uma força que me obriga a fazer coisas que eu não nunca faria por vontade própria, é como se eu fosse uma marionete nas mãos de um artista perverso. Gostaria de poder ajudá-lo, mas a minha vontade pouco importa aqui. Eu estou preso num corpo que não é meu e destinado a servir neste navio pela eternidade, ou até que assim seja a vontade do Capitão Sinistro.

Desta vez foi Thelarq a colocar a mão no ombro direito de Hyn, mas não foi um toque amigo.

- Entre na cela, Hyn, antes que as coisas piorem.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Seg Ago 11, 2014 10:58 pm

Lyed não duvidava de Thelarq, apesar de no fundo guardar um certo receio de que o amigo tivesse sido corrompido pelas artes negras de Sinistro. Antes de entrar na cela Hyn olha para o que ainda restava de Thelarq com olhos piedosos e um tanto desconfortáveis.

- Você quer que eu... Você sabe... Quer que eu te ajude a encerrar seu período de servidão no Desmorto?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Dom Ago 17, 2014 10:26 pm

Thelarq ia responder a Hyn quando ele ouviu passos descendo as escadas.

- Rápido, para a cela - disse Thelarq com urgência na voz, empurrando Hyn para trás das grades e trancando a porta com a chave. Um zumbi apareceu no deque inferior e Hyn reconheceu-o: era um dos generais de Sinistro que participaram da batalha dentro da caverna da ilha de Paldir. Pelo que o malandro se lembrava, um homem com um machado havia arrancado a sua cabeça naquela ocasião, contudo, o zumbi estava lá com a cabeça no lugar e aparentemente tão bem quanto um morto-vivo poderia estar.

- Você estava conversando com quem, marujo? - perguntou o oficial cheio de prepotência.

- Com ninguém, senhor - respondeu Thelarq. - Apenas pedi para o nosso prisioneiro adentrar a cela.

O oficial olhou de relance para Hyn e depois disse:

- Suba. O Capitão tem algo a falar e quer todos os seus homens no convés.

E assim os dois mortos-vivos se afastaram, deixando Hyn largado na prisão.

* * *

Ainda de madrugada, Hyn acordou. Ou melhor, foi acordado por algumas vozes. Ele abriu os olhos, mas não adiantou muito pela falta de luz do lugar. Contudo ele ouviu o som da chave destrancando as portas das outras celas, e então ouviu alguns choros... choros de criança. Uma voz fina aqui, um resmungo infantil ali, Hyn percebeu que os guardas zumbis estavam trancando crianças nas celas. Muitas delas choravam por sua mãe ou por seu pai. Duas crianças, um menino e uma menina com não mais do que sete, oito anos, foram postos na cela ao lado da que o malandro estava.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Seg Ago 18, 2014 8:52 pm

Lyed não resistiu ao empurrão de Thelarq e não falou nada quando o general de Sinistro veio até as celas. Hyn apenas se deitou e, em meio a todas as preocupações que surgiam em sua cabeça, o malandro dormiu.

Quando acordou e ouviu as crianças, esperou que os mortos fossem embora e mais alguns minutos, para ter certeza de que eles não voltariam, e então caminhou até as barras de sua cela, sentando-se na direção das crianças.

- Olá - Hyn tentava deixa o tom de sua voz o mais suave possível - Meu nome é Lyed, qual o nome de vocês?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Ter Ago 19, 2014 1:21 pm

As duas crianças na cela ao lado ainda estavam choramingando baixinho quando Hyn se encostou na grade para falar com elas. O menino parou de chorar, embora estivesse com os olhos vermelhos, e se colocou a frente da irmã, que agachada, continuava a chorar.

- Você não tá morto - disse o garoto ao conseguir perceber mesmo através da baixa luminosidade a aparência natural de Hyn, bem diferente das dos mortos-vivos que os prenderam. Ele deu dois passos a frente e ficou cara a cara com o malandro já que este se sentara no chão de sua cela. - Eu me chamo Edwin, e a minha irmã é Mirian. Ela tá com medo - disse Edwin dando a entender que ele não tinha medo, embora a cor de seus olhos dissessem o contrário. - Você está preso também?
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Qui Ago 21, 2014 10:41 am

Não estou - Lyed concordou com um sorriso - Eu vejo que vocês também não estão mortos. Isso é bom, eu gosto mais de crianças vivas.

Hyn puxa uma velha moeda que tinha nos bolsos e começa a brincar com ela entre os dedos. Tudo não passava de um simples truque para tentar acalmar as crianças, especialmente a menina.

- Eu estou preso sim, e eles também prenderam minha esposa. - Lyed queria fazer a pergunta, mas tinha medo da resposta. Em vez de fazer uma abordagem direta, o malandro tentará o caminho mais longo e deixará que o menino responda sem que Lyed pergunte - O que vocês dois fizeram para estar aqui embaixo?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Qua Ago 27, 2014 9:57 pm

- A gente não fez nada! - Edwin respondeu como se a pergunta de Lyed tivesse sido uma acusação. - Eu juro, estávamos dormindo em nossa cama quando ouvimos os barulhos, não foi isso que aconteceu, Miriam? - A garota fez uma afirmação muda com a cabeça e continuou sentada aos fundos da cela. Edwin continuou a história. - Nós então procuramos pela nossa mãe, e ela nos disse que a aldeia estava sendo atacada. Foi quando invadiram a nossa casa e pegaram eu e minha irmã, e nos trouxeram para cá. Foi isso que aconteceu, Miriam pode confirmar para você.

A escada de madeira voltou a ranger, e Hyn percebeu que os comandados de Sinistro estavam retornando ao deque. Edwin também ouviu os passos na madeira e foi para junto da sua irmã e sentou-se abraçado com ela, enquanto o oficial Desossado apareceu à porta da cela do malandro acompanhado de mais dois zumbis.

- Abram a cela. - Ordenou o oficial esqueleto. Quando a porta se abriu, ele disse com certo desdém a Hyn: - O Capitão Sinistro quer vê-lo.

Os zumbis entraram na cela e cada um segurou um braço do malandro. Eles apertavam com uma força acima do necessário, e o braço de Hyn logo começou a doer. Sob as ordens de Desossado, os zumbis conduziram Lyed escadaria acima. Eles subiram uns quatro ou cinco níveis de deques até alcançar a cabine de Sinistro, que ficava no Castelo da Popa. O próprio Desossado abriu a porta da cabine, mandou os zumbis empurrarem Hyn para dentro e a porta voltou a se fechar atrás dele.

Hyn se viu no quarto pessoal de Sinistro. Todo o chão era recoberto por um enorme tapete vermelho e em várias partes ele estava completamente puído pelas traças. Nas paredes haviam prateleiras com vários frascos e tubos com líquidos de cores diferentes, além de objetos auxiliares de navegação, como portas-mapas enfileirados e bússolas de vários tipos. Do teto pediam alguns lampiões que iluminavam a cabine com um fogo esverdeado. Sinistro estava sentado atrás de uma mesa; a mesa era circular e grande, provavelmente eram lá que Sinistro e os oficiais do navio discutiam e traçavam suas metas. Em cima da mesa havia um único objeto: era o crânio de algum ser vivo. Era pequeno, mas apesar disso poderia ser muito bem de um ser humano, e o mais assustador é que havia qualquer coisa sobrenatural com aquela caveira, pois seus olhos pareciam emitir um brilho em tons de esmeralda. Hyn até pensou que o brilho poderia vir do reflexo das chamas esverdeadas dos lampiões, mas ele percebeu que isso não faria sentido. Sinistro fazia um carinho no que seria o topo do crânio, e convidou Hyn a se sentar na cadeira oposta a dele.

- Antes que você faça a pergunta, sua namorada passa bem e está dormindo tranquilamente no quarto que deixei para ela. E o bebê irá sobreviver. - Sinistro revelou que sabia da criança que estava por nascer, o que podia ser um problema atormentador. - Eu ainda estou pensando o que fazer com ela, já que a minha ideia era ter se livrado dela na noite passada. Desossado sussurra em meu ouvido para transformá-la em uma de nós, mas sinto que ela ainda poderá ser útil estando viva, como foi na ilha em que peguei o cajado. - Falando em cajado, o malandro não viu o Cajado de Arvandor em parte alguma da cabine. Sinistro se inclinou em sua cadeira e apoiou um dos seus braços na mesa. - Você faz ideia do por quê está aqui? Do por quê quis trocar a sua namorada por você?
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Ter Set 02, 2014 12:53 pm

Antes que os mortos de Sinistro chegassem, Lyed olha para Edwin com um sorriso nos lábios - Eu acredito em você. Vou tentar tirar a gente daqui, mas isso fica como nosso segredo! - Hyn termina piscando para o garoto.

Quando os zumbis erguem Lyn, o malandro se debate, tentando se libertar, mas nota que é um esforço inútil. Tudo o que Hyn poderia fazer era seguir e o faz com classe, sem se deixar intimidar pelos mortos de Sinistro. Quando entra na sala do capitão, Lyed olha ao redor com calma, observando os detalhes e a decoração do lugar de onde Sinistro comandava seu navio e, provavelmente, aonde passava boa parte de seu tempo. Como morto, ele não devia dormir. Ou será que dormem? Hyn se sente aliviado quando os mortos soltam seus braços, e o malandro os estica, massageando o lugar aonde foi agarrado. Lyed se senta, relaxando em sua cadeira e cruzando as pernas indolentemente.

- A decoração combina com você. Esse tapete roto, a madeira podre, o crânio. Tudo parece meio... morto. Abandonado - Lyed estava preocupado, mas não demonstraria. Sinistro acertou sobre a pergunta que o malandro iria fazer, e Lyed ficou visivelmente aliviado com o que ouviu, mas ainda não entendia as motivações do Capitão Morto e sua expressão poderia muito bem denunciar tal fato.

- Sinceramente, eu acredito que você seja um louco furioso que se vinga dos vivos depois do que aconteceu com você. Eu já ouvi pelo menos cinco histórias sobre como você morreu, mas a que eu mais gosto é aquela em que você foi amotinado pelos seus marujos e voltou da morte para se vingar de todos eles, trocando sua alma por essa chance... É bem dramática. - Lyed havia tirado o pingente que usava no pescoço e tinha o tinha amarrado no pulso direito. Hyn alisava-o enquanto falava, algo familiar em que se agarrar, algo que pudesse passar alguma sensação de segurança - Para lhe dizer a verdade, por muito tempo eu tive medo de que você tivesse simplesmente matado Aideen. Mas quando a vi naquela caverna... Não entendi o que estava acontecendo. Pensei que você iria sacrificá-la ali para conseguir o tal cajado.

Lyed se ajeita em sua cadeira.

- Falando nisso, aonde está o Cajado de Arvandoor?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Seg Set 08, 2014 11:14 pm

Hyn viu o olhar de Sinistro ser atraído por mais de uma vez pelo pingente que Aideen havia dado a ele e que agora estava amarrado em seu pulso como um objeto a lhe dar sorte. O Capitão Sinistro desviou o olhar do amuleto para responder sobre Aideen, ignorando completamente a pergunta sobre onde estava o Cajado de Arvandor.

- Ela serviu ao propósito que lhe cabia naquela ocasião... - começou Sinistro, recostando-se na cadeira e deixando de fazer carícias no crânio. Havia algo de perturbador com aquele crânio, mas Hyn não sabia dizer o quê. - A porta da caverna que escondia o santuário só podia ser aberta com o sangue de uma mulher, e usei o sangue de sua amada para isso. Depois disso ela nunca mais teve utilidade para mim, além da boa companhia que só uma mulher pode lhe propiciar.

Sinistro parou por um momento, e seu olhar se deteve no pingente.

- Você devia dar mais valor pela sua vida - disse o capitão do Desmorto numa surpreendente lição de moral. - Eu poderia tê-lo matado por seu ato de valentia na noite anterior, assim como matei o pai da sua garota. E então, o que seria de você? Eu lhe respondo: você seria mais um tripulante a bordo do meu navio. Você nunca mais sentiria o calor de uma mulher em seus braços ou debaixo dos cobertores, nunca mais teria o gosto saboroso do rum descendo pela sua garganta, e tampouco sentiria dor. Quando eu me tornei isso que você está vendo, descobri que a dor é uma dádiva dos deuses. É com a dor que você aprende. É a dor que te faz evoluir. Desafortunadamente parece que eu estou condenado a uma vida eterna no estado ao qual me encontro hoje, embora nem todas as esperanças estejam perdidas.

Sinistro botou a sua mão esplanada sobre o topo do crânio, e disse:

- Isto é a fonte de poder de todo o navio e de seus tripulantes. Isto foi a causa da minha transformação, ou seja, o responsável por minha ruína. Isto é a coisa que eu mais odeio e amo entre todas as coisas, e eu quero destruí-lá assim como resguardá-la. - Sinistro fez uma pausa, e complementou: - Eu não te chamei aqui à toa; eu preciso de algo que lhe pertence e o que eu preciso está no momento amarrado em seu pulso.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Ter Set 30, 2014 12:30 am

Lyed enrola o pingente de forma mais firme e o esconde dentro do punho fechado. Hyn não estava nem um pouco interessado no que Sinistro poderia lhe dizer sobre a vida ou não-vida, tudo o que ele queria era sair do navio com Aideen e, agora, as duas crianças.

- Você não poderia me matar se tivesse caído na água. Você não teria morrido, mas eu pagaria um bom ouro apenas para ter conseguido ver a sua cara enquanto caía em direção ao mar - Lyed cruza a outra perna para descansar a primeira - Tenho certeza que muitas pessoas ainda estariam vivas se você tivesse caído, mas não faz sentido algum ficar falando sobre o passado. Vamos tratar sobre o futuro.

Hyn se endireita na cadeira. O malandro sabia que o poder de barganha dele era praticamente nulo, já que Sinistro poderia simplesmente ordenar que lhe arrancassem a mão e o pingente seria dele, mas Lyed queria fazer Sinistro falar.

- Não sei o que você quer com o meu pingente, mas você não o terá. Mas você também não disse nada sobre o Cajado, o que me faz pensar que ou você o perdeu ou que o tomaram da sua mão ossuda, e que o pingente é uma forma de reavê-lo. Talvez pelo fato de você ter usado o sangue de Aideen para entrar na caverna, o pingente pode ser a chave para você ter o Cajado de volta - Lyed dizia tudo com um sorriso petulante no rosto - Cheguei perto?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Dom Out 05, 2014 12:24 am

- Você está certo, o Cajado de Arvandor não está mais em minha posse - disse Sinistro, mostrando um certo tédio no novo rumo da conversa. - O Cajado de Arvandor nunca foi o meu verdadeiro objetivo; o cajado foi imposição dele.

Sinistro desviou o olhar para a caveira sobre a mesa. O modo como seus olhos esverdeados brilhavam fazia parecer como se eles estivessem vivos, embora o crânio não demonstrasse nenhum outro sinal de que estava presenciando a conversa. Era simplesmente uma caveira com olhos da cor de esmeraldas, e Hyn começou a se questionar se Sinistro não tinha ficado louco de vez. Alheio ao que se passava na mente do malandro, Sinistro continuou a falar:

- O pingente... você não faz ideia de seu poder, não é mesmo? - Sinistro não precisou esperar a resposta de Lyed para saber que não, e prosseguiu: - O pingente não tem nada a ver com a minha busca pelo Cajado de Arvandor, por que nem está em meus planos recuperá-lo. Não até que eu seja forçado a fazer isso. Esse - ele apontou para a mão cerrada de Hyn que escondia o pingente - é um amuleto de proteção, mas não um qualquer. Ele é um dos doze amuletos de proteção à vida mais poderosos que existem no Mar Interior. Dizem que o poder desses pingentes vai muito além do que o homem mais ambicioso poderia sonhar, e até mesmo a imortalidade se torna algo possível. Mas não o tipo de imortalidade amaldiçoada que eu possuo. É justamente esse pequeno pingente que poderá me devolver ao meu antigo corpo, e me fazer poder respirar o vento salgado do mar novamente. É por isso que ele é tão importante para mim; mas isso tudo tem um porém. Os poderes de proteção do amuleto só são passados ao novo portador se ele, o pingente, for dado de boa vontade à pessoa; se alguém tomá-lo à força ou roubá-lo, esse alguém terá somente um pingente bonito sem poder algum. E é por isso que você ainda permanece vivo.

Sinistro começou a tamborilar seus dedos sobre a mesa.

- Com essa história que acabei de lhe contar talvez você pense que é imortal e que pode me desafiar outra vez e passar impune por isso. Mas como fica ela?

Neste instante uma porta que permanecia escondida às sombras do fundo da cabine do capitão se abriu. Ao aproximar-se da claridade esverdeada das lamparinas, Hyn viu sua amada Aideen sendo trazida para perto de Sinistro por um dos sub-oficiais do Desmorto. Sinistro gentilmente pegou na mão de Aideen, e disse:

- O pingente pela vida dela.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Sab Out 11, 2014 6:23 pm

Lyed se arrumou em seu lugar quando viu Aideen. O malandro sorriu para ela, sinceramente nervoso.

- Dado de boa vontade sob o fio de uma espada, Sinistro? - Lyed começa a rir. Talvez de nervosismo, mas Hyn realmente via graça na ironia do capitão morto - Imortalidade, han? Quem diria...

Hyn olhava agora para o pingente em sua mão. Ainde se lembrava de quando Aideen tinha lhe presenteado com ele e pensou se ela tinha alguma idéia de que aquela pequena jóia tinha tanto poder. Talvez soubesse, Aideen é inteligente. Talvez o Capitão Debrett também soubesse, por isso o deu para sua filha... Este era, sem dúvida, um incrível tesouro para se ter na família, algo para se passar para um filho. Se Aideen não estivesse a bordo do Desmorto, Hyn faria algo completamente diferente agora.

Eu não sou estúpido, Sinistro. Se você quer o pingente, ele é seu, mas só o entregarei quando Aideen estiver segura, com terra firme sob os seus pés. Estamos no seu navio no meio do mar, nos matar depois que eu lhe entregar o pingente é muito simples para alguém como você.

Se a única coisa que me dá poder de barganha é este pingente, é melhor eu usá-lo bem. Lyed coloca o pingente de volta ao redor do pescoço e se levanta.

- Leve-nos até um porto, e só depois que estivermos longe do Desmorto e em terra firme, eu lhe entregarei o pingente. E as duas crianças que você trancou lá embaixo vão conosco.

Hyn encara o rosto decrépito de Sinistro com confiança, esperando uma resposta dele. Se não fosse por Aideen, Lyed tinha certeza do que faria agora.
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Seg Out 13, 2014 11:18 pm

- Estúpido você é se acha que eu vou cair em sua conversa - disse Sinistro. - Por duas vezes você mostrou não ter honra alguma: primeiro na caverna em que peguei o cajado, onde você deliberadamente descumpriu com o acordo que tínhamos feito; depois na noite passada quando covardemente me atacou sobre a prancha.

Sinistro foi firme em suas palavras. Aideen evitava olhar no rosto do capitão morto-vivo, e a todo instante seus olhos procuravam os de Hyn, como se ela tentasse transmitir algo a seu amado sem usar palavras ou gestos. Sinistro voltou a falar:

- A opção que eu dou a você, e esta é a única, é você me entregar o pingente e em troca você tem a minha promessa de que eu o libertarei, assim como a sua namorada. Infelizmente eu precisarei das crianças para o ritual que pretendo fazer na Baía dos Afogados, e portanto elas ficam aqui comigo. Na verdade você descobrirá que tem outra opção: não me entregue o pingente, e eu farei a sua namorada sofrer antes de matá-la.

Sinistro colocou a sua segunda mão sobre a de Aideen. O sub-oficial que havia trazido Aideen estava com a mão sobre o punho da cimitarra atada à cintura e seus olhos estavam postos sobre Hyn.

- Você disse sobre um porto... - retomou a palavra Sinistro. - Sim, eu posso deixar você e a sua namorada em segurança num porto, mas só depois de eu estar com o pingente em mãos. Eu não teria lucro algum em matá-los por matá-los, então não precisam se preocupar com essa possibilidade. Só o pingente que está em suas mãos que me interessa.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Sab Out 18, 2014 9:16 pm

Lyed se encolhe um pouco quando ouve Sinistro falando sobre as vezes em que o malandro "quebrou sua palavra", mas não se sente realmente incomodado com isso.

- Se você pensar com calma, verá que eu tive um motivo em comum em todas estas vezes para agir como agi - Lyed coça o queixo aonde uma barba já tinha dado sinais de vida - Apesar de não me lembrar qual acordo eu quebrei na caverna...

Hyn se endireita, gesticulando muito enquanto fala. O malandro não se exalta em nenhum momento, nem faz movimentos muitos bruscos. Aquele era um momento extremamente delicado, e palavras e ações deveriam ser cuidadosamente medidas.

- Se você descobrir qual é o ponto que liga tudo o que eu tenho feito desde quando você atacou o Esperança, não será difícil ver que eu vou cumprir com o combinado. Sem truques, sem segudas intenções - Lyed se senta na ponta da cadeira - Eu sei que não deveria dizer isso, ainda mais agora, mas... Você também não inspira muita confiança, Sinistro. Sim, eu estou vivo, mas só porque você precisa de mim vivo. Assim como de Aideen. Você nã precisava ter matado o Capitão Debrett e sua tripulação, eles cumpriram com o combinado e fui eu quem te atacou, mas mesmo assim estão todos mortos agora.

Lyed olha para Aideen. Não havia medido as palavras e temia que a citação à morte do pai pudesse lhe fazer algum mal, mas o malandro repara que Aideen tentava lhe dizer algo, ou pelo menos parecia. O malandro tenta ler o que aqueles olhos queriam dizer enquanto continua a conversa com o Capitão dos Mortos.

- Minha morte não é vantajoso para ninguém. Você ficaria sem o pingente e eu... Bom, essa é uma viagem que eu ainda não pretendo fazer. Então chegamos em um ponto delicado. Você não confia em mim e eu não confio em você, mas nós dois queremos a mesma coisa: que eu continue vivo - Lyed abre os braços em um semi-círculo ao redor do corpo - Olhe ao redor, Sinistro. Eu estou em completa desvantagem, sem minhas armas, sem amigos. O que eu poderia fazer?

Hyn olha novamente para Aideen, dando algum tempo para Sinistro refletir sobre o que o malandro disse. Lyed então olha novamente para o capitão.

- Você nos leva para um porto seguro e então eu lhe dou o pingente. Temos um acordo?
Elminster Aumar
Administrador
avatar
Administrador

Mensagens : 7682
Reputação : 23
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Elminster Aumar em Sex Out 24, 2014 11:35 pm

- Na caverna... - Sinistro não deixaria passar batido a chance de mais uma vez jogar na cara de Hyn o seu descumprimento com a palavra. - Tínhamos um trato de cessar-fogo, e você o quebrou ao brandir armas com um dos meus homens.

O capitão do Desmorto ouviu o resto dos argumentos de Hyn, e seus olhos não paravam de a todo momento observar as variadas mudança de postura de seu interlocutor. Ao ouvir falar sobre o seu pai, Aideen baixou os olhos de pesar num momento, mas reabriu-os quando Hyn disse sobre o pingente. Ela fez um discreto sinal de negação com a cabeça, e agora ficava claro para Hyn que Aideen não queria que o pingente fosse entregue a Sinistro.

- Se você se preocupasse tanto com Debrett e sua tripulação, você não teria me atacado daquela maneira estúpida - disse Sinistro. - Eu perdi muitos homens na caverna, e eu precisava repô-los; você só me deu a justificativa perfeita. O trato foi quebrado por você, e você estava ao lado de Debrett, portanto não se pode dizer que eu falhei em algum ponto de nosso acordo. Deixando de lado quem tem a palavra mais confiável, vou lhe dar uma última chance de acreditar em sua palavra e como você está no meu navio, faremos as coisas do meu jeito.

Sinistro então levantou-se bruscamente da cadeira, deixando Aideen nas mãos do sub-oficial do Desmorto, e com os seus passos pesados se encaminhou até a porta da cabine enquanto dizia em alto e bom tom à Hyn.

- Faremos o seguinte - e nesse momento ele escancarou a porta-dupla de sua cabine com ambas as mãos e apontou para o horizonte negro. - O porto de Marsember fica a algumas milhas nessa direção. O Desmorto não será bem recebido por sua frota marinha, então não poderemos nos aproximar da costa. Contudo posso reservar um... não, dois botes para irem até lá. - A esta altura Sinistro já esperava que Hyn estivesse o seguindo para fora da cabine, e o capitão continuou andando para o deque principal da embarcação. - O primeiro bote será para Aideen e um dos meus homens que será encarregado de remar até o porto. Ele deixará a sua mulher em segurança o mais perto possível da costa, e depois retornará para cá. E então será a sua vez - Sinistro virou-se para Hyn. - Quando o meu homem estiver retornando, você já estará ciente de que Aideen está segura no porto. Então é só você me entregar o pingente, e eu deixarei-o partir num segundo bote.
Soviet
Semi-Deus
avatar
Semi-Deus

Mensagens : 6055
Reputação : 6
Conquistas :
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
  • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Soviet em Seg Out 27, 2014 11:49 pm

Lyed não sabia exatamente o que esperar de Sinistro. Ele poderia simplesmente matar Aideen ali, na frente do malandro, mas o Capitão Morto não faria isso; Sinistro pode ser um maldito condenado à danação eterna, mas ele não é imprudente. E foi por isso que ele aceitou as condições de Hyn, pelo menos em parte. Sinistro também tinha uma boa memória e era um tanto rancoroso.

- Me desculpe por isso - O tom de Hyn era solene, mas o malandro estava longe de estar genuinamente arrependido. Não que Sinistro precisasse saber disto - Eu não sabia na época que você era uma pessoa... eu acho... tão benevolente. Mas as coisas saíram de controle na caverna, você não pode me culpar por me desesperar.

Hyn abre os braços e dá um sorriso sem graça enquanto olha para Sinistro, não sem antes dar um pulo com o olhar em Aideen.

- Quanto ao navio... Sobre isso eu assumo a responsabilidade. Eu estar aqui e todas as mortes que aconteceram naquele dia são minha culpa, e um dia eu pagarei por elas. Mas esse dia ainda está longe.

Lyed se levanta logo depois de Sinistro passar por ele e enquanto a mente do malandro pensava em formas de escapar do Desmorto e fugir com Aideen, as duas crianças e o pingente, o rosto de Hyn estava impassível, os olhos compenetrados e Lyed ouvia com atenção a proposta do Capitão.

- Acredito que este é um ponto final sobre a discussão. Tenho um palpite que você não vai negociar além disso e eu não vou conseguir exatamente o que quero - Lyed faz uma breve reverência à Sinistro - Acredito que temos um acordo. Antes que seus mortos me peguem pelo braço e me arrastem de volta aos meus aposentos, posso fazer um pedido? Gostaria de passar algum tempo com Aideen, nós não tivemos oportunidade para conversar sobre as novidades.
Conteúdo patrocinado


Re: Capítulo 3: Reencontros

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Data/hora atual: Sab Ago 19, 2017 8:19 am