Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Hilda, a Arqueóloga

    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Dom Nov 25, 2018 3:10 pm

    Acompanhe aqui as "aventuras" de Hilda.
    Hilda, a Arqueóloga Hilda_14
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Seg Fev 18, 2019 9:08 am





    Hilda é uma garota aventureira, e em muitos sentidos, liberta das correntes da sociedade. Esperta, muito sensitiva, e sendo filha de pais mente aberta, não demorou para perceber muitas verdades da vida, assim, não foi vendada, ou teve a mente lavada para agir dentro de costumes rígidos. A menina, cresceu numa comunidade naturista chamada Cap D'Agne, e desde muito cedo se interessou pelos afazeres do pai, o arqueólogo. Seu pai ia e vinha, enquanto ela passava a maior parte do tempo com a mãe, mas sempre chorava querendo viajar com o pai. A primeira vez que seu pai a levou com ele, ela tinha apenas 5 aninhos, e eles foram até as pirâmides do Egito, e investigaram diversas relíquias e artefatos antigos, desde lá, ela se apaixonou profundamente por aquelas coisas do pai.

    Quando fez sete anos, Hilda foi com o pai e a mãe para o Brasil, no delta do Parnaíba, onde conheceu as pinturas rupestres datadas da pré-história mais antiga das Américas, aquela viagem foi inesquecível, lá ela viu coisas que à instigou ainda mais, e consagrou de uma vez, de modo que a garota viria a querer ser uma arqueóloga como o pai, sem sombra de dúvida.

    Assim ela cresceu, viajando com o pai eventualmente, e voltando para França, onde vivia com a mãe. Estudou, se alfabetizou nas ciências básicas, exatas e da natureza, até que atingiu a idade e capacidade para entrar na faculdade. E como ela já havia decidido desde os sete anos, arqueologia era o seu objetivo. Seu pai à matriculou num instituto de arqueologia e ela começou o curso. Sua vida caminhava perfeitamente bem, agora mais feliz do que nunca, reforçando e aprofundando seus conhecimentos sobre o assunto que mais lhe chamava a atenção. Contudo, nem tudo são flores na vida.

    Seu mundo caiu no dia em que recebeu a notícia, 'Filha, seu pai está desaparecido'. A carta era de sua mãe, e explicava o ocorrido.

    Chocada com a leitura, Hilda se torna ainda mais introspectiva, e é acometida por uma profunda depressão. Com o passar dos dias, a garota acredita estar vendo ou recebendo sinais, através de sonhos, pesadelos, formações estranhas nas nuvens, acontecimentos estranhos no dia a dia, tudo parecia indicar para ela que ela deveria ir atrás do pai. Aquela ideia não lhe saía da cabeça, e mal conseguia cumprir com suas responsabilidades na faculdade e na vida. Por já ser crente no sobrenatural, deduções feitas a partir de coisas inexplicáveis que já vira nas antigas aventuras com o pai, pouco questionou os sinais, e em pouco tempo já estava decidida. 'Vou atrás do meu pai!' A partir daí, reuniu recursos, e fez muitos planos, sua meta era clara. Na faculdade, através de seu professor orientador e amigo, conseguiu um trancamento e bolsas para fazer uma iniciação científica sobre a pré-história, claro, tudo bem planejado para que ela tivesse o apoio da faculdade em sua verdadeira busca. Para tal, a faculdade à vinculou a uma universidade do Brasil, escolhida a dedo pela menina, cujas boas notas asseguravam as oportunidades necessárias. Assim, Hilda escolheu se vincular com a Universidade Federal do Piauí (UFPI).

    É uma quinta feira, outubro de 2018, e Hilda está sentada na biblioteca do instituto de arqueologia, na França, onde seu pai à matriculou. Está sentada, sozinha, numa mesa da biblioteca, sua mochila artesanal ao seu lado, vestida com um macacão artesanal, e sem nenhuma maquiagem. As pessoas passam pra lá e pra cá, mas ela está atenta, observando papéis em sua mão. Descendo a visão, vê-se fotos, várias, e ela passa uma após a outra, observando-as com um sorriso confiante na boca. Tais fotos mostram os locais e recursos na UFPI. Ela vai passando foto por foto, animada, já pré-visualizando sua chegada, e seu encontro com o pai. 'É certo que ele está recluso no Brasil, deve ter encontrado algo muito interessante, interessante demais para ele lembrar de dar notícia! Acho que essa viagem será a melhor aventura de todas!' E assim, Hilda passa o tempo com seu otimismo repentino quando é surpreendida por uma voz que à chama atrás dela. 'Hilda? É você?' Aquilo a desperta de seus pensamentos, jogando-a abruptamente no presente.




    Como Hilda vai reagir?




    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Seg Fev 18, 2019 12:53 pm

    Hilda está sentada fazendo o que mais gosta, lendo sobre arqueologia e melhor, sobre o plano de usando os recursos do instituto francês onde estuda e da faculdade brasileira que conseguiu fazer pesquisa devido as suas boas notas, ela sonha com o momento de chegar ao Brasil e encontrar seu pai que ela tem certeza que deve estar absorvido em alguma prospecção de algum sítio arqueológico novo e desconhecido.

    Mas uma voz, vinda de trás dela a chama a atenção, uma voz que a chama pelo nome e que de imediato ela não consegue identificar. Prontamente, mas com discrição ela fecha seu livro e guarda as fotos ela se vira lentamente e olha na direção da voz, tentando um reconhecimento visual e diz: - Sim, quem procura por Hilda? E o que deseja?
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Qua Mar 06, 2019 10:25 pm





    Quando Hilda olha para trás, ela fica confusa. Pois quem estava ali, era seu professor orientador, aquele que à ajudou a conseguir os recursos do instituto para sua viagem, no entanto, a vóz que a garota tinha ouvido, era com certeza de outra pessoa, pensa ela. Mas logo esse pensamento se esvai, quando seu orientador, um homem alto, um pouco corcunda e magro, com uma barba preta, preenchida e volumosa, e uma careca brilhante acima de um rosto já um pouco surrado de alguém com aproximadamente 45 anos, e olhos grandes estatalados para fora, revelando uma expressão meio maluca, algo que sempre fazia Hilda pensar "Ele deve ser muito inteligente!"...

    Já sei, está planejando a viajem não é?

    Diz a voz grossa de seu orientador. E prossegue questionando.

    Quando pretende partir?






    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Qua Mar 06, 2019 11:11 pm

    Hilda relaxa ao ver que era o seu professor, embora a voz que ouvira não pareceu ser a dele, mas logo ela desencana e ouve ele perguntar se ela estava preparando a viagem e ela balança a cabeça positivamente e diz: - Sim, é uma viagem complexa mestre e preciso checar e pensar cada detalhe e possibilidade.

    Ele ouve e pergunta Laconicamente: - E quando pretende partir?

    Ela responde sorrindo, após pensar um pouco: - Se pudesse já teria partido, porém alguns compromissos acadêmicos ainda me prendem aqui. Ela para e faz uma cara de quem se lembra de algo e diz: - E falta alguns insumos um tanto caros... Ela faz uma cara sapeca e continua: - - Mas você pode me ajudar com isso, e empurra uma lista de insumos para ele.
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Sex Mar 15, 2019 2:10 pm





    O professor pega os pepéis em sua mão, desce os olhos a eles, e sorri ao ver a larga lista de insumos, volta a subir os olhos em direção a Hilda, e detecta o olhar esperto e ao mesmo tempo preocupado da garota. Então, atenciosamente, como sempre foi, diz com um sorrizo arrebatador.

    Acalme-se Hilda, jamais vi uma garota tão interessada em arqueologia como você. Sabe que seu pai também o era, não sabe? Ele está bem. E não se esqueça de que poderá contar comigo ... Não irei com você, claro, pois tenho muitos compromissos aqui na faculdade, mas saiba que pode contar comigo, ligue sempre que precisar. E por favor, me atualize sobre suas descobertas a respeito do paradeiro de seu pai, quero estar atualizado, e ajudando daqui como eu puder.

    Ah, e claro, pode deixar os insumos que eu resolvo ... Com suas notas, nem mesmo a chata da coordenadora Edielsia poderia dizer qualquer coisa para impedir que o instituto te apoie neste 'projeto de pesquisa'. É claro que tem alguns comentando sobre o desaparecimento de seu pai, e muitos suspeitando é claro, de que seu projeto de pesquisa não passa de uma forma desesperada de ir atrás dele ... Mas fique tranquila, eu como seu orientador, e cabeça desse projeto de pesquisa, negarei até o final, e protegerei sua imagem enquanto estiver fora.

    Hilda sorri, se levanta, e dá um abraço no professor. Afinal, o Prof. Dr. Oliver Aeron Thierry, sempre fora um grande amigo de seu pai, e Hilda o conhecia desde sua infância. Ele sempre fora um amigo da família, e também sempre fora muito legal com ela. Hilda manteve por ele, a vida toda, um sentimento de gratidão, e confiança.






    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Sex Mar 15, 2019 7:25 pm

    Hilda sorri para o professor, crescera aprendendo a confiar nele e seu pai e ele tinham uma amizade antiga e bela e ela sabia que ele daria a cobertura necessária para o projeto ser aprovado pela comissão acadêmica, e que os insumos dos quais precisa estaria em suas mãos antes do seu avião partir.

    A jovem se despede do mestre, recebendo as suas últimas instruções quanto a entrega de documentos e onde deixaria os insumos pedidos e fica olhando o mestre e tutor se afastar. Olha para a bolsa e vê a ponta da sua passagem aérea para o Brasil, precisamente no Aeroporto Internacional do Recife, onde se encontraria com alguns amigos do seu pai que a levariam até Teresina no Piauí, estado onde ficava o sítio arqueológico onde seu pai estava antes de sumir.

    A proximidade da concretização do seu plano de encontrar o pai, a deixa nervosa e cheia de adrenalina, mas está feliz e se dirige ao seu quarto para os últimos preparativos.
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Sab Mar 30, 2019 12:35 am





    Hilda cuida de tudo nos próximos dias, recolhe tudo o que acredita que precisará para a viagem, fala com alguns amigos, despedindo-se, e entra também em contato com sua mãe, por mensagem, pois ela estava viajando para o Brasil, junto com seu pai, quando acorreu o desaparecimento. Mas, ao mandar mensagem para a mãe, a resposta traz consigo uma mudança de planos ...

    Oi meu amor, então você conseguiu dar um jeito de vir pra cá? Que bom! Vou precisar mesmo da sua ajuda pra achar seu pai. Olha filha, eu diria tudo pra você, mas não é seguro falarmos pelo celular, muito menos por mensagem, por isso, aguarde até nos encontrarmos aqui que eu te esclareço tudo, ta bom?

    Ah, e tem mais uma coisa. Amor, não vá para o Recife, não ainda, por favor, confie em mim, não é seguro meu bem. Vá para a casa de sua prima Matilda, já falei com sua tia, ela vai te buscar no aeroporto de Sorocaba. E quanto a faculdade, filha, paciência, vai dar certo, mas segurança em primeiro lugar. Vá para a sua prima, ouviu bem!? Nem adianta pestanejar. Além do mais, prometo que vou te encontrar lá, só vá para lá e me espere, tenha paciência, logo tudo se esclarecerá!

    Um beijo, te amo de mais! Da mãe.




    Obs: Hilda odiava a prima Matilda, achava ela uma patricinha metida a besta, detestava o 'jeitinho mimado' dela, de sempre achar que era o centro das atenções, mas já fazia muitos anos que não a via. (Dy, amanhã eu ponho em dia os seus jogos!)




    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Seg Abr 01, 2019 2:13 pm

    Hilda fica preocupada após o telefonema da sua mãe, alguma coisa muito séria estava acontecendo para ele falar daquela maneira e pedir para que aguentasse a prima patricinha e mudar o plano de voo e cancelar reserva de hotel era o de menos.

    Sorocaba era uma cidade grande, mas precisaria fazer mais conexões e isto seria trabalhoso, porém o que mais chateava era perder algumas tardes de praia, mas logo lembra do problema por trás das palavras da mãe e pensa: - Preciso agilizar e me concentrar e começa a fazer as ligações necessárias.

    Ao terminar as providencias necessárias para o ajuste da rota de Recife para Sorocaba, toma banho, se apronta toda, checa a mala e os documentos e diz: - Partiu Sorocaba, me aguarde, mamãe!
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Seg Abr 15, 2019 11:33 pm





    Hilda prepara tudo e finalmente chega o dia da viagem, ela junta todas as suas coisas e vai para o aeroporto. No caminho, tudo corre perfeitamente bem, pega um taxi, desce as malas, caminha pelo aeroporto, vê caras estranhas, mas segue em frente. Chega ao embarque, passa pela fiscalização, ocorre tudo como esperado, e em poucas horas já está embarcando no avião. Ao acomodar-se nas poltronas, chega uma mensagem de seu orientador.

    Boa viagem Hilda, estarei cuidando de tudo, mande notícias por favor, me atualize. Vamos nos comunicando para que corra tudo bem, e se algo acontecer, fale comigo, não importa que você esteja no Brasil, darei um jeito!!

    Hilda responde educadamente como sempre e segue viajem. São boas horas de voo, e até então tudo bem, tão pouco houve alguma turbulência. A aeromoça passou várias vezes oferecendo seus serviços, o capitão falou com os passageiros, e tudo mais, o avião ia lotado. Lá fora, a cada minuto a aeronave ia ganhando altura, se distanciando do chão, deixando as casas e construções cada vez mais pequenas, e afastando-se de seu lar, em poucas horas o avião já encontrava a costa e começava a avançar sobre o oceano atlântico. Não muito tempo depois, a vista já era um mundo azul, de horizonte a horizonte, e assim continuou por várias horas. O pensamento de Hilda voava ainda mais alto que aquela aeronave, mas apesar de estar se afastando de sua terra nativa, seu foco estava no continente de destino, e não conseguia pensar em outra coisa.

    O dia avançou, a noite chega, e Hilda dorme boa parte da viagem. Bebe, come, vai ao banheiro ... consegue até enjoar, e dorme de novo. Finalmente, no dia seguinte, acorda com sol nascendo e já consegue ver a costa do 'outro lado do mundo', em seu coração pensa Finalmente, cheguei. Mas imediatamente se lembra com quem vai se encontrar, e reclama em pensamentoDroga mãe, será que não tinha nenhum outro jeito? Mas repensa e conclui rapidamente. É apenas um obstáculo, dos males o melhor.

    Minutos depois, Hilda se levanta, vai ao banheiro, se arruma o mínimo necessário e se prepara para a aterrissagem. Finalmente, a aeronave alcança seu destino, vai perdendo altitude, e com um pouco de turbulência e alguns minutos de tensão, suas rodas já estão tocando o chão, e Alice entendeEstá tudo bem. O avião aterrissa e suas portas se abrem, Hilda pega suas malas, e depois de uma longa e cansativa viagem, vai descendo as escadas e caminha para o aeroporto, com aquela carinha amassada de quem não dormiu nada bem.

    Finalmente, atinge o ambiente de espera, e adivinhe só quem está lá esperando por ela ...

    De um lado, sua Tia, Flores, já com seus aproximadamente 48 anos, bem acima do peso, e com cara de tédio. E sentada, também um pouco acima do peso, toda emperequetada, com maquiagem exagerada, bolsa e sapatos combinando, e um vestido com detalhes brilhosos, está sua prima Matilda, que olha de repente e à reconhece de imediato, apesar de fazer muitos anos que as duas não se veem.
    De repente, Matilda solta um grito exagerado! Aaaaaaaah!! Agudo como um apito. E a cara de Hilda já vai ao chão, pensando consigo 'Ai socorro! Esta era a última coisa que eu queria ouvir agora ...' E Matilda corre na direção de Hilda, e começa a abraçá-la, lançando mão de diversas perguntas impertinentes, a maioria sobre sua aparência.

    Amiga, você está linda, mas tão desarrumada! Mas foi a viajem, né, é claro.
    Você por acaso não está se depilando? Ai Hilda, por que isso?
    Seu cabelo não tá legal ...


    Hilda, está ali ouvindo tudo, com cara de taxo, e embora estivesse com ódio daqueles comentários infelizes, sabia que não podia reclamar por enquanto, pois estava louca para encontrar um lugar confortável para descansar, e precisava seguir as recomendações da mãe.






    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Ter Abr 16, 2019 12:08 am

    Hilda está em um misto de alegria e tristeza, tédio e excitação e a viagem tão esperada se estende por muitas horas e o cansaço a toma mas não consegue dormir bem. Por fim pela manhã do dia seguinte o avião começa a fazer as manobras de aproximação do destino, o piloto anuncia o aeroporto de Guarulhos e sua alegria de chegar se choca com a lembrança que se encontrará com o próprio demônio, a sua prima, Matilda.

    E foi inevitável, logo Hilda vê aquelas duas figuras patéticas, sua tia e sua prima e esta corre para lhe abraçar e aquilo parecia mais uma ameaça que um encontro festivo e ela logo vai tentando derrubar o seu moral, comentando que está bonita, mas que está acabada, que seus cabelos estão horríveis e por fim a gota d'água, o comentário sobre a sua "não depilação" e Sarah responde de propósito, para chocar, batendo com a mão espalmada no púbis: - E é porque você não viu a mata que esta aqui e logo a prima cora e cala e Hilda aproveitando essa trégua forçada, mas planejada, sorri do seu sucesso e do constrangimento da prima e diz: - Mas é melhor irmos para casa descansar, acho que não vai querer olhar mesmo, não é? O primeiro round estava vencido.
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Qua Maio 01, 2019 12:01 am





    Apesar do constrangimento de Matilda, a conversa e a troca de insultos se estende um pouco mais, parecia que aquele demônio de maquiagem não ia parar, até que finalmente, a tia Flores toma a iniciativa, e fala ...

    Ah, cala a boca Matilda, andem, vamos, o Uber já está esperando.

    Assim, Hilda junta suas malas e caminha para o carro, todas seguem o caminho em silêncio até que enfim o carro estaciona num beco. A casa de Matilda era uma casa de esquina, cercada por ruas feitas de pedras em formato de paralelepípedo, e o beco terminava num pequeno córrego. Hilda entra com as malas na casa e já tem um quarto esperando por ela, com uma cama, uma cômoda e um espelho.

    Quer saber, tá ótimo, não vou ficar aqui por muito tempo mesmo. Pensa ela, assim que ajeita suas coisas.

    Depois, logo vai avisando a tia e a prima que deseja descansar um pouco, e não demora a cair no sono. Apesar de estar na casa de sua prima, consegue dormir profundamente, e aquela primeira noite no Brasil lhe é 'presenteada' com um sonho um tanto estranho.

    No sonho, Hilda acorda sozinha na casa de Matilda, levanta-se, procura alguém, mas não há ninguém em casa. Com fome, abre a geladeira, mas também não há nada para comer. De repente, em sua cabeça, Hilda começa a ouvir uma vóz a chamando ... Hilda então caminha curiosa em direção a vóz que sussurra ... tal vóz atrai Hilda até a janela que dá para o beco. Ao olhar pela janela, Hilda avista algo que não se lembrava mais desde de sua infância. A casa antiga e abandonada do final do beco. Olhando pela janela, vê que a casa ainda está lá, com aquele mesmo aspécto tenebroso, janelas antigas de madeira, telhado com telhas antigas, de material antigo e envelhecido, teias de aranha tomando conta das janelas, e aquele portão velho, caindo aos pedaços, que até mesmo um idoso de noventa anos conseguiria pular. A vóz que a chamava vinha daquela casa, e Hilda, que acredita no sobrenatural, não pensa duas vezes, e segue a vóz. Sai pelo portão, caminha até a rua do beco, e pouco a pouco, vai se aproximando do portão da casa abandonada, e cada vez mais a vóz sussurrante à chama mais alto ... Quando Hilda se aproxima do portão enferrujado pelas chuvas que vêm o encharcando a décadas sem nenhum movimento, ela se torna mais cautelosa, pois apesar de acreditar nessas coisas, ainda não tem segurança de estar segura diante desses acontecimentos, e assim, vai se aproximando bem devagar do portão. A vóz sussurra chamando-a ...

    Hiiilda ... venha, venha me visitar!!

    Hilda vai se aproximando do portão quando de repente ...

    PAAAAAA!! UM barulho estridente!

    E Hilda acorda, na manhã do dia seguinte, é Matilda que estava em seu quarto, fuçando nas coisas de Hilda ... a garota acaba de derrubar um objeto antigo, de valor, que Hilda carrega consigo em sua mochila, algo que ela encontrou uma vez em uma de suas viagens com seu pai, no qual dá muito valor! Matilda está olhando com cara de culpada, e dá uma desculpa esfarrapada ...

    Desculpa prima, eu estava precisando de batom emprestado, achei que você teria para me emprestar ...

    Hilda sempre soube que Matilda era inconveniente, aliás, a prima era assim quando criança, mas Hilda não esperava que agora a moça continuava com essas palhaçadas ... Meu deus, não vai ser fácil aturar essa garota ... Pensa consigo.

    Embora Matilda já esteja presente, enchendo o saco no primeiro dia após a chegada ao brasil, Hilda começa a se lembrar do sonho, e fica curiosa a respeito da casa antiga e abandonada do final do beco.






    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Qua Maio 01, 2019 10:44 am

    Hilda sabe que precisa aguentar a prima horrorosa pois a mãe lhe pediu isto e aceita agradecida o convite da tia para se dirigir ao Uber e ao chegar no beco lateral da casa informa a tia que quer descansar da longa viagem. A tia apressa os preparativos do jantar e logo a garota esa em seu quarto ecai em um sono profundo e tem um estranho sonho com uma voz que lhe chama na casa abandonada do fim do beco, o que era uma memória antiga da infância.

    O sonho termina abruptamente com um barulho que parecia vir da casa logo apos ela tentar abrir o portão de ferro, mas na verdade era a abelhuda da prima mexendo em sua coisas e derrubando um valioso e pesado item que lhe lembrava uma das incursões que fizera com o seu pai e tem vontade de xingar a prima, mas apenas fala bom dia em francês acrescentando um adjetivo qualitativo que desqualificava moralmente a prima e se despe completamente e vai para o chuveiro, para chocar a prima com sua abundância de pelos e com a beleza das suas formas.

    No banho fica pensando no sonho e planeja ir até a casa abandonada após o desjejum e descobrir o que a espera por lá.
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Sex Maio 24, 2019 10:18 am





    Hilda passa a manhã com a tia e a prima, socializa um pouco para tentar amenizar o mal estar de estar num lugar para onde não queria ir e faz o desjejum.

    Em seguida, olha para a tia e diz descontraídamente.

    Vou fazer uma caminhada, quero matar a saudade, rever alguns lugares.. Seu português, é meio travado, fala com sotaque, mas a tia consegue entender, e responde.

    Tudo bem querida. Então olha para Matilda.
    Matilda, porque não acompanha sua prima?

    Matilda olha com o rosto todo sujo de pão.

    Mais é lógico!! Estampa na cara um sorrisão.







    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Sex Maio 24, 2019 2:07 pm

    Hilda fica com raiva em um primeiro momento com aquela intromissão da sua prima chata.

    Mas aos poucos começa a pensar que não seria uma má ideia a sua prima ir junto, poderia ser uma isca em situações perigosas ou até mesmo avisar se algo ruim acontecesse e termina de comer passa rápido no seu quarto, pega algumas coisas para ajudar na prospecção da casa e volta a sala para se encontrar com a prima.

    Fala para a prima que está saindo e pergunta se ela está pronta e dá um tempo para a resposta e com uma roupa prática, mas segura, parte com sua mochila arrodeando a lateral da casa e grita para a prima, na pequena viela lateral, já olhando em direção a casa abandonada: - Venha logo sua molenga, já estou aqui na viela do lado.
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Ter Jun 25, 2019 9:41 pm





    A prima vem correndo estrambelhada ao ouvir o chamado de Hilda.

    Ai que saco, me espera!!.

    Finalmente as duas estão juntas olhando para o portão enferrujado da casa abandonada.
    A casa tem um tom amarelo desbotado, e a única janela de madeira, que dá para o beco, parece olhar para elas, com um olhar intimidador.

    A prima olha estranho para aquele lugar e questiona.

    Hilda, por que estamos paradas aqui olhando para esse portão horroroso, não íamos caminhar?.

    Matilda já começa a coçar a pança, pois um mosquitinho à picou e isso já à está incomodando.






    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Ter Jun 25, 2019 10:13 pm

    Hilda olha atentamente para a casa e para a janela, matuta um pouco consigo mesma e lembra que a prima mora ali e pode lhe dar alguma informação e não ser tão inútil e se vira e diz: - Prima, eu não me lembrava bem desta casa, o que aconteceu com ela? Você conhece os moradores ou conheceu os últimos moradores?
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Seg Ago 26, 2019 9:07 am





    Matilda olha conçando o nariz.

    Eu não me lembro muito bem deles, mas quando a gente era novinha, eles ainda visitavam a casa, tinha até uma menina que se chamava débora, da nossa idade, que vinha e brincava aqui no beco com a gente, ela era super legal. Mas depois que crescemos a casa ficou completamente abandonada, nunca ninguém mais apareceu aqui ....

    Ela continua ...

    Inclusive, há uns mêses atrás estavam saindo muitas cobras daí de dentro ... Minha mãe e os outros vizinhos resolveram denunciar, mas quando os homens vieram interditar a casa, e nós ficamos assistindo, eles receberam uma ligação dos donos, e em pouco tempo foram embora sem fazer nada. Não sei o que disseram, se são muito ricos e pagaram uma multa, se pagaram propina, ou se simplesmente prometeram que vão resolver o problema. No entanto, as cobras continuam saindo, e já denunciamos de novo, mas sempre que ligamos agora, eles pedem uns minutos para transferirem ligações, e após vários minutos dizem que não podem fazer nada, que estão interditados por burocracias.






    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 5081
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Dycleal em Ter Ago 27, 2019 12:50 pm

    - É Matilda, tem muito mistério nessa casa... E cobras, claro. Pensa sobre o assunto enquanto olha o entorno da casa, que está um lixo e diz: - Priminha, eu quero entrar lá, tem algo de errado em tudo isso e você vai comigo, pois se acontecer algo de errado, você corre e avisa a titia.


    E Hilda sai puxando a incrédula prima pelo pulso em direção a casa.
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter
    1o0oP (Lui)
    Troubleshooter

    Mensagens : 797
    Reputação : 19
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Ter Set 17, 2019 1:02 pm





    Após uma rápida análise, Hilda percebe que a entrada mais fácil é pelo portão enferrujado, pulando-o. Mas ao olhar para o lado e ver sua prima gordinha e já incomodada com os mosquitinhos à picando, percebe que a pançuda não vai conseguir sozinha.

    DY, se resolver pular o portão vou pedir um teste de Destreza. Só te lembrando, pois talvez já tenha esquecido, a Hilda tem +2 em Destreza, e como ela tem a vantagem "Flexibilidade +1" você pode fazer esse teste com vantagem. Ou seja, role 2d20, escolha o melhor resultado e some +2 ao final.

    E decida e descreva como vai ajudar a Matilda a entrar. (Pode requerer mais testes)






    Conteúdo patrocinado


    Hilda, a Arqueóloga Empty Re: Hilda, a Arqueóloga

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Qua Nov 13, 2019 2:41 am