Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sobre a Trama e Ambientação

    Compartilhe
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Sab Dez 08, 2018 9:53 am

    Sobre o sistema:
    Usaremos essencialmente a descrição das ações e tudo mais, os números na ficha são para termos ideias dos limites de cada personagem. Quanto mais detalhes melhor; fale sobre como o personagem se sente em relação à situação em que se encontra, em relação ao que vai fazer em seguida... Descreva o que vai fazer em todos os detalhes possíveis que conseguir!

    Sobre a trama:
    No início do ano de 2018 muitos assassinatos aconteceram sem deixarem marcas de seus acontecidos.
    Muita investigação foi realizada graças a revoltosa população e seus protestos, porém nada foi apurado e pelo meio do ano os casos foram arquivados.
    Entretanto, os Diplomatas sabiam exatamente o que havia acontecido e já tomavam suas medidas. A comunidade de Vampiros Sacerdotes tentavam ensinar seus discípulos a não cometerem aqueles atos horrendos e rastreáveis; os Anjos Sacerdotes ensinavam aos seus que era possível impedir que algo daquela magnitude acontecesse novamente.
    O problema na comunicação estava entre os que não faziam parte de grupo algum, tanto Anjos como Vampiros; estes agiam no impulso e os últimos tinham sua parcela de culpa no ocorrido.

    O que está acontecendo agora?
    Arthur Cavalcante participa de festas e acontecimentos de sua comunidade vampírica, sabe o que está acontecendo e mesmo não concordando com os Sacerdotes, os ouve para sempre ter mais informações de seu mundo.
    Theo Sveinbjörn é muito presente na comunidade angelical, participando até de algumas palestras aos pupilos mais jovens. Theo se sente muito melhor do que a maioria ajudando os outros para que não acabassem um dia como seu pai.
    Patrick Montenegro, apesar de não saber de sua condição, alguns Sacerdotes o acompanham e estão sempre de olho no Anjo trabalhador.

    E o que vem a seguir?
    Theo, Patrick e Katherine estão em um encontro para que seja exposto suas condições e para que aprenda a se defender da possível ameaça que aflige a comunidade angelical.
    Uma sacerdote anjo que atende por Senhorita Fairchild também está com eles para esclarecer toda e qualquer dúvida dos que não sabem de suas condições. Ambos começam a contar sobre o que tem acontecido, as mortes inexplicadas dos últimos meses…
    -Nós somos do lado que tenta impedir que isso aconteça, tentamos controlar os vampiros para que não matem desnecessariamente, afinal os demais humanos não têm como se proteger. - disse Fairchild com sua doce voz calma e experiente.
    -Isso não quer dizer que nós precisamos ser babás de ninguém, mas sempre que se deparar com um deles, fazemos de tudo para que mudem seus pensamentos famintos. - continuou Theo.
    -Nossa maior função é de manter o equilíbrio, mesmo sabendo que alguns de nós não são tão bons assim como alguns poucos vampiros não são tão ruins quanto a maioria.

    Enquanto isso, Arthur está mais uma vez num dos encontros vampíricos procurando mais informações acerca dos casos fechados.
    -A polícia mandou fazer uma invasão só para abafar o caso das mortes inexplicadas, vocês sabem como a maioria dos humanos têm memória curta. Daqui a pouco não teremos mais problemas em sairmos para nos alimentar. - um dos vampiros mais empolgado com sua condição falava aos sete ventos enquanto esperavam os Sacerdotes e Diplomatas começarem a falar.
    Irving
    Neófito
    Irving
    Neófito

    Mensagens : 33
    Reputação : 0

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Irving em Sab Dez 08, 2018 1:26 pm

    Respirei o fundo e tentei não ser insensível com aquele homem. Percebi a sua falta de consciência e inteligencia em tratar a
    da situação. Senti como se ele fosse um dos vampiros irresponsáveis, pelo modo pouco interessado em resolver a situação. No seu grupo, seria com certeza o soldado da linha de frente. Aquele que serviria para morrer.
    -Humanos tem memoria curta para jogos de futebol. Não para centenas de assassinatos em série e sem nenhum tipo de explicação. - Me arrumei na cadeira enquanto reorganizava os pensamentos. Sua voz era extremamente baixa e rouca. Era de uma calma surpreendente também, como se estivesse falando sobre um assunto confortável. porém ao mesmo tempo impunha um tom de seriedade e autoridade- Não teremos mais problema? E quanto tempo vai demorar para mais assassinatos acontecerem e termos que ficar novamente escondidos como ratos de esgoto, esperando a poeira baixar?
    Sua voz continuava extremamente calma, porém aumentei o seu tom. Olhei para o homem olho a olho, esperando uma resposta dele e dos outros na reunião.
    Freya Stormborn
    Tecnocrata
    Freya Stormborn
    Tecnocrata

    Mensagens : 422
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Freya Stormborn em Sab Dez 08, 2018 7:57 pm

    The New Angel


    Ok, então nós tentamos impedir que eles de provocar mortes desnecessárias? Desculpe minha visível ignorância quanto a isso, senhorita Fairchild, mas eu realmente não consigo ver... Ou sentir... Como fazemos isso.

    Havia confusão em minha voz, para dizer o mínimo. Não fazia mesmo ideia de como nós podíamos impedir vampiros, considerando que realmente existissem, de matar humanos... Porque realmente eu não conseguia me imaginar fazendo nada de "sobrenatural" ou enfiando estacas em corações alheios. Se é que isso era verdade, sobre as estacas. Eu já não sabia mais no que acreditar, considerando é claro que ainda conseguisse acreditar em alguma coisa. Era tudo tão diferente do que havia sido ensinada a acreditar por minha vida toda que agora aquelas coisas tão "simples" pareciam bizarras ou irreais.

    Veja... Eles haviam me dito que eu não era uma humana e que vampiros e anjos existiam. Eu diria que era impossível, mas uma parte de mim se agitara ao ouvir aquilo. Seria possível? A lógica dizia que não. Anjos não assumiam corpos físicos, ela dizia, e vampiros não saem a luz do sol. Parte da população, que supostamente seria de vampiros, jamais poderia sair a luz solar e isso parecia inviável. Ou apenas fosse nova demais naquele mundo para compreender aquilo. Nova demais para ver o óbvio.

    Eu realmente quero ajudar a impedir carnificinas sem motivos, mas não sei como fazer isso, como é possível ou mesmo se isso é possível.
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Dom Dez 09, 2018 7:09 am

    Sebastian Burkhard escreveu:
    Respirei o fundo e tentei não ser insensível com aquele homem. Percebi a sua falta de consciência e inteligencia em tratar a
    da situação. Senti como se ele fosse um dos vampiros irresponsáveis, pelo modo pouco interessado em resolver a situação. No seu grupo, seria com certeza o soldado da linha de frente. Aquele que serviria para morrer.
    -Humanos tem memoria curta para jogos de futebol. Não para centenas de assassinatos em série e sem nenhum tipo de explicação. - Me arrumei na cadeira enquanto reorganizava os pensamentos. Sua voz era extremamente baixa e rouca. Era de uma calma surpreendente também, como se estivesse falando sobre um assunto confortável. porém ao mesmo tempo impunha um tom de seriedade e autoridade- Não teremos mais problema? E quanto tempo vai demorar para mais assassinatos acontecerem e termos que ficar novamente escondidos como ratos de esgoto, esperando a poeira baixar?
    Sua voz continuava extremamente calma, porém aumentei o seu tom. Olhei para o homem olho a olho, esperando uma resposta dele e dos outros na reunião.

    -Nunca mais iremos nos esconder! Burros foram os que deixaram seus rastros! - exaltou o outro rapaz. Arthur o tinha feito parar para pensar, mas não se demorou muito nesta tarefa. -Temos que ser melhores que estes anjos que tentam nos proibir de fazer as coisas!
    Ele não estava de todo errado, mas um pouco equivocado com certeza. Os angelicais não proibiam ninguém de nada, apenas sugeriam com muita convicção de que não o fizessem de forma tão escancarada.
    Irving
    Neófito
    Irving
    Neófito

    Mensagens : 33
    Reputação : 0

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Irving em Ter Dez 11, 2018 4:34 pm

    Escutei calmamente o homem se excitando novamente, com gritos exagerados e frases sem sentindo. Ele atribuía a culpa dos ataques aos anjos, como se os mesmos tivesse culpa da burrice dos outros vampiros, como ele tinha acabado de dizer. Era uma hipocrisia sem tamanho. Olhou para todos os mestres e sacerdotes que ali estavam, e pensou em começar a arquitetar seu plano. O plano de fazer os vampiros dominarem a raça humana. Claro que algumas mortes seriam necessárias, como de chefes de exercito ou políticos que não se alinhassem com a causa. O resto vai sobreviver. Para ser escravos da classe dominante.

    -Concordo com você, meu amigo - Mentiu Arthur - Porém o problema maior não são os anjos. São os humanos. Veja bem, são um bando de ignorantes. Se acham superiores a nós. Se nos descobrirem, vão caçar até nosso ultimo membro, então por que temos que respeita-los? Por que temos que se ajoelhar perante seus pés, sendo que somos superiores, principalmente intelectualmente? A terceira guerra mundial é questão de tempo por conta da ignorância humana, e seremos todos mortos por eles.

    Me levantei e notei que todos estavam olhando para mim, com curiosidade. Nunca teve ninguém que desafiasse os humanos daquela forma. Obviamente que mata-los, todos tem coragem. Mas tirar sua hegemonia? Ninguém nunca se atreveu a mexer um dedo quanto a isso. A não ser eu.


    -Precisamos dos humanos para nos alimentar, por isso não podemos mata-los. Porém a partir de hoje, devemos ser tratados como seus superiores. Pois é isso que somos. Não quero nenhuma guerra, só quero que a justiça seja feita. Os senhores daqui sabem como seremos massacrados e humilhados quando nos descobrirem. E acreditem, eles irão descobrir. Temos que estar um passo a frente deles quando isso acontecer. Ou nosso povo será massacrado.
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Ter Dez 11, 2018 11:53 pm

    Sebastian Burkhard escreveu:
    Escutei calmamente o homem se excitando novamente, com gritos exagerados e frases sem sentindo. Ele atribuía a culpa dos ataques aos anjos, como se os mesmos tivesse culpa da burrice dos outros vampiros, como ele tinha acabado de dizer. Era uma hipocrisia sem tamanho. Olhou para todos os mestres e sacerdotes que ali estavam, e pensou em começar a arquitetar seu plano. O plano de fazer os vampiros dominarem a raça humana. Claro que algumas mortes seriam necessárias, como de chefes de exercito ou políticos que não se alinhassem com a causa. O resto vai sobreviver. Para ser escravos da classe dominante.

    -Concordo com você, meu amigo - Mentiu Arthur - Porém o problema maior não são os anjos. São os humanos. Veja bem, são um bando de ignorantes. Se acham superiores a nós. Se nos descobrirem, vão caçar até nosso ultimo membro, então por que temos que respeita-los? Por que temos que se ajoelhar perante seus pés, sendo que somos superiores, principalmente intelectualmente? A terceira guerra mundial é questão de tempo por conta da ignorância humana, e seremos todos mortos por eles.

    Me levantei e notei que todos estavam olhando para mim, com curiosidade. Nunca teve ninguém que desafiasse os humanos daquela forma. Obviamente que mata-los, todos tem coragem. Mas tirar sua hegemonia? Ninguém nunca se atreveu a mexer um dedo quanto a isso. A não ser eu.


    -Precisamos dos humanos para nos alimentar, por isso não podemos mata-los. Porém a partir de hoje, devemos ser tratados como seus superiores. Pois é isso que somos. Não quero nenhuma guerra, só quero que a justiça seja feita. Os senhores daqui sabem como seremos massacrados e humilhados quando nos descobrirem. E acreditem, eles irão descobrir. Temos que estar um passo a frente deles quando isso acontecer. Ou nosso povo será massacrado.

    A maioria dos membros daquela reunião estavam interessados no que Arthur dizia, outros achavam completa idiotisse, outros o ignoravam. Um dos sacerdotes mais velhos levantou-se para olhar diretamente para quem propunha tal situação.
    -E como você pretende implementar tal situação sem infringir nosso acordo de paz com os humanos e com os anjos? - perguntou o ancião, realmente interessado na resposta.
    Lentamente, o velho se encaminhava para mais perto daquele vampiro que tinha 90% da atenção dos presentes.
    Irving
    Neófito
    Irving
    Neófito

    Mensagens : 33
    Reputação : 0

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Irving em Qui Dez 13, 2018 9:09 pm

    -Pergunto ao senhor e pergunto a todos aqui. Quanto tempo acham que esse acordo de paz vai durar? Os humanos irão descobrir nossa existência, e com tantas mortes acontecendo, irão querer se vingar. Seremos todos mortos. Quando estiverem presos esperando a sua sentença de morte, saberão que um pedaço de papel não defende ninguém.


    Respondo o homem, que se aproximava, fico atento para ver se o mesmo não ira tentar me atacar, ou me prender.
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Sab Dez 15, 2018 10:20 pm

    Sebastian Burkhard escreveu:-Pergunto ao senhor e pergunto a todos aqui. Quanto tempo acham que esse acordo de paz vai durar? Os humanos irão descobrir nossa existência, e com tantas mortes acontecendo, irão querer se vingar. Seremos todos mortos. Quando estiverem presos esperando a sua sentença de morte, saberão que um pedaço de papel não defende ninguém.


    Respondo o homem, que se aproximava, fico atento para ver se o mesmo não ira tentar me atacar, ou me prender.

    -Não fique tão tenso. - falou o ancião calmamente. -Sabemos que um pedaço de papel não nos defende, mas uma guerra não é a solução.

    -Nós temos que nos impor, sim, mas não tão abertamente! Já estamos alcançando cargos de poder. - outro homem falou, um pouco mais longe e várias cadeiras de distância.

    O lugar inteiro, homens e mulheres, adultos e crianças, todos sem exceção estavam prestando total atenção na conversa que se desenrolava. Uns ou outros começavam a conversar entre si sobre o assunto, mas logo paravam quando o silêncio se instaurava. Todos queriam a mesma coisa, porém nem todos queriam que fossem da mesma forma.
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Seg Dez 17, 2018 9:12 am

    @Freya Stormborn escreveu:
    The New Angel


    Ok, então nós tentamos impedir que eles de provocar mortes desnecessárias? Desculpe minha visível ignorância quanto a isso, senhorita Fairchild, mas eu realmente não consigo ver... Ou sentir... Como fazemos isso.

    Havia confusão em minha voz, para dizer o mínimo. Não fazia mesmo ideia de como nós podíamos impedir vampiros, considerando que realmente existissem, de matar humanos... Porque realmente eu não conseguia me imaginar fazendo nada de "sobrenatural" ou enfiando estacas em corações alheios. Se é que isso era verdade, sobre as estacas. Eu já não sabia mais no que acreditar, considerando é claro que ainda conseguisse acreditar em alguma coisa. Era tudo tão diferente do que havia sido ensinada a acreditar por minha vida toda que agora aquelas coisas tão "simples" pareciam bizarras ou irreais.

    Veja... Eles haviam me dito que eu não era uma humana e que vampiros e anjos existiam. Eu diria que era impossível, mas uma parte de mim se agitara ao ouvir aquilo. Seria possível? A lógica dizia que não. Anjos não assumiam corpos físicos, ela dizia, e vampiros não saem a luz do sol. Parte da população, que supostamente seria de vampiros, jamais poderia sair a luz solar e isso parecia inviável. Ou apenas fosse nova demais naquele mundo para compreender aquilo. Nova demais para ver o óbvio.

    Eu realmente quero ajudar a impedir carnificinas sem motivos, mas não sei como fazer isso, como é possível ou mesmo se isso é possível.

    -Você pode convencer qualquer um a qualquer coisa apenas com palavras... E um pouco de batalha também. Nós temos a habilidade de nos projetarmos, assim como os vampiros, e quando fazemos isso com eles podemos entrar em uma espécie de luta onde podemos convencê-los a fazer (ou deixar de fazer) o que queremos. - disse senhorita Fairchild. -Temos quase como obrigação que defender os que não podem se defender; não que precise fazer isso o tempo todo. Posso te ensinar como aprimorar suas habilidades, minha jovem.

    A jovem senhora estava animada com a ideia de ensinar a mais gente sua arte angelical, mas não forçaria ninguém a nada.
    Freya Stormborn
    Tecnocrata
    Freya Stormborn
    Tecnocrata

    Mensagens : 422
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Freya Stormborn em Seg Dez 17, 2018 11:31 am

    The New Angel


    Eu quero aprender o que a senhora puder me ensinar.

    A vontade de auxilia aqueles que não podiam faze-lo por si mesmos era claro em mim. Havia sido por isso que escolhi seguir o campo da medicina inicialmente: salvar e proteger vidas. Cuidar para que doenças não continuassem levando crianças e pais e mães de família, dar uma vida confortável a idosos. Sabia que eu não podia salvar o mundo ou impedir que doenças ceifassem vidas, mas poderia fazer alguma coisa para diminuir a quantidade de mortes desnecessárias por falta de cuidados que existia. Me lembrava das palavras de meu pai: Seja a mudança que você quer no mundo. Eu seria, seja auxiliando como médica ou como um ser angelical.

    Saphira
    Cavaleiro Jedi
    Saphira
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 180
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Saphira em Seg Dez 17, 2018 5:33 pm





    ANGEL? WHAT? #001





    Patrick sempre foi uma pessoa muito altruísta e fazia o possível para ajudar as pessoas, buscando efetivamente ser um indivíduo útil e ativo na sociedade. Nunca se preocupou com o que os outros iam pensar, agindo em benefício de todos sempre que encontrava uma oportunidade. Por isso nem pensou duas vezes quando recebeu um convite - na caixa de correio da sua casa - para comparecer à uma reunião que, segundo ali estava descrito, tinha por objetivo encontrar formas eficazes para o combate à violência no Rio de Janeiro.

    Lá estava ele no dia e hora marcados. Haviam poucas pessoas no local, o que fazia com que ele estranhasse ter sido convidado, já que sempre faz suas caridades sem ser visto, pois não gosta de ficar em evidência por fazer algo que sempre pensou ser obrigação de todos os seres humanos: ajudarem-se mutuamente.

    Patrick parecia meio aéreo, disperso, procurando entender o que estava sendo dito até que começou a ouvir da pessoa que presidia a reunião coisas sobre vampiros, sobre ser "nossa" função manter o equilíbrio e ele começou a se sentir no meio de um monte de gente doida falando coisas nada a ver. Ainda assim permaneceu quieto, em silêncio, observando até onde aquilo iria e se alguém se dirigiria a ele em algum momento.



    Irving
    Neófito
    Irving
    Neófito

    Mensagens : 33
    Reputação : 0

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Irving em Qua Dez 19, 2018 7:13 pm

    -Altos cargos de poder? - Comento, em meio a risos - E o que o senhor acha que vão fazer com você o seu cargo, quando descobrirem que é um vampiro?

    Após responder o homem, viro minha atenção novamente ao ancião. Precisava urgentemente que alguém se manifestasse ao meu lado. Já estava começando a achar que ninguém estava me entendendo, e que seria morto pelos meu próprio povo.

    -A cada dia dezenas de humanos estão sendo mortos meus amigos, logo isso irá virar guerra. A situação está descontrolada. Não é um pedaço de papel ou um cargo de poder alto que vai salva-los. Se ficarmos aqui parados, esperando alguma coisa acontecer, seremos todos extintos. Somos uma raça superior a eles, não podemos viver nas sombras! Eu estou cansado de viver nas sombras. Só estou propondo buscar o nosso lugar na sociedade, que é no lugar mais alto. Não é possível que todos aqui queiram viver escondidos e com medo.
    Caphein
    Forasteiro
    Caphein
    Forasteiro

    Mensagens : 4
    Reputação : 0

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Caphein em Qui Dez 20, 2018 2:42 am

    Eu fiquei observando enquanto a Senhorita Fairchild explicava tudo aos novos membros. Sempre preferi observar e ouvir ao invés de falar. Eu conseguia ver olhares de confusão, de espanto e até olhares céticos. Enquanto observava todas aquelas reações diferentes me lembrei de quando era eu no lugar deles, com todo esse misto de sentimentos. No começo tudo parecia brincadeira, mas me deixei levar para ver até onde tudo aquilo ia. Quando começaram a me ensinar o que eu era capaz, quando eu descobri todo o meu potencial e a responsabilidade que estava em minhas mãos, senti medo e empolgação. Ver tudo isso nesses novos membros, reacendeu tudo isso e me senti responsável por ensiná-los da melhor forma possível. Era assim sempre que tínhamos essa reunião e não seria diferente agora.

    - Desculpa interromper, Senhorita Fairchild, mas gostaria de acrescentar uma coisa. Todos vocês, têm que ter ciência de toda responsabilidade e poder que possuem agora.
    - Eu disse me sentindo estranho por falar tão de repente após o silêncio que mantive - Nós temos sim, que proteger os seres humanos, mas isso não significa necessariamente que vamos matar todos os vampiros. Acredito que possamos convencê-los a diminuírem sua sede. Não queremos entrar em guerra, pois isso prejudicaria muitos humanos. Eu posso ensina-los como fazer, mas preciso que se comprometam a ajudar os inocentes e a se controlarem no calor de um confronto.
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Qui Dez 20, 2018 4:07 pm

    Anjos:

    E depois que Theo se pronunciou à causa, a senhorita falou chamando a atenção para Patrick.
    -Vejo que o jovem não está entendendo porque está por aqui. - dizia a senhorita Fairchild, observando o rapaz que ainda não se pronunciara. -Existem alguns anjos que não são exatamente bons, apesar de poder fazer tanto quanto nós aqui nesta mesa.
    Fairchild achava que todos que pudessem, deveriam ajudar nas trevas que só estava por começar; porém não era de seu feitio impor sua opinião aos outros.

    -x-
    Vampiros:

    Sebastian Burkhard escreveu:-Altos cargos de poder? - Comento, em meio a risos - E o que o senhor acha que vão fazer com você o seu cargo, quando descobrirem que é um vampiro?

    Após responder o homem, viro minha atenção novamente ao ancião. Precisava urgentemente que alguém se manifestasse ao meu lado. Já estava começando a achar que ninguém estava me entendendo, e que seria morto pelos meu próprio povo.

    -A cada dia dezenas de humanos estão sendo mortos meus amigos, logo isso irá virar guerra. A situação está descontrolada. Não é um pedaço de papel ou um cargo de poder alto que vai salva-los. Se ficarmos aqui parados, esperando alguma coisa acontecer, seremos todos extintos. Somos uma raça superior a eles, não podemos viver nas sombras! Eu estou cansado de viver nas sombras. Só estou propondo buscar o nosso lugar na sociedade, que é no lugar mais alto. Não é possível que todos aqui queiram viver escondidos e com medo.

    -Não estamos escondidos nem com medo, meu jovem. Apenas aguardando o momento certo. Temos tudo em nosso controle. - o ancião o respondeu com calma e seriedade. -Você, jovem, não deve se meter onde não é chamado. Quando precisarmos de força bruta acima de inteligência, te chamaremos.

    Neste momento, alguns garçons e garçonetes apareceram para colocar a mesa com comidas e bebidas. Uma em especial estava bem interessada em estar ali para que pudesse conhecer melhor aquela raça.
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 197
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Askalians em Qui Dez 20, 2018 5:43 pm

    ALLY DOROSH
    HNM!?

    E então ela entrou em cena, com toda a sua beleza e seu charme, mas era apenas uma garçonete e sua função alí era a de colocar pratos de comida nas mesas e manter os copos cheios.
    Ally era uma bela morena, de pele bem branca como a neve, cabelos bem escuros e ondulados, sem nem mencionar que seus olhos azuis pareciam duas joias, de tão bonitos que eram.
    Ela era bem concentrada e habilidosa. Sabia que aquela era uma reunião bem importante apesar de não saber quem eram as pessoas presentes e nem sobre o que conversavam. Ela precisava ficar cantarolando uma música em cabeça para que não prestasse atenção nas conversas alheias e nem descobrisse algo que não era da sua conta. Se resguardava apenas para servir à todos, com um belo sorriso no rosto e grande simpatia em suas feições.
    Servir as pessoas pode parecer um trabalho simples e deveras humilhante, porém para ela era algo importante. Ela acreditava que seu serviço era ajudar as pessoas a lhes proporcionar uma experiência o mais agradável possível em num jantar, fazendo com que todos pudessem se sentir muito bem e voltassem àquele lugar com alegria de satisfação da experiência que haviam tido. Era isso que Ally tinha em mente sempre que trabalhava.
    Ela tomava o máximo de cuidado para não encarar nenhum dos convidados do lugar. Nada de contato olho no olho, ou poderia receber uma grande bronca por isso.
    Anye Lee Winster
    Forasteiro
    Anye Lee Winster
    Forasteiro

    Mensagens : 3
    Reputação : 1

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Anye Lee Winster em Sex Dez 21, 2018 12:50 am



    Anye Lee Winster


    Just Human @

    As vezes eu queria que o tempo passasse lentamente, só para que eu pudesse continuar a rever as novelas que minha mãe fez na Coreia do Sul. Meu sotaque ainda com resquícios britânicos se misturavam quando eu repetia as falas dela ao observar atentamente cada gesto que ela fazia com os lábios pelo vídeo em meu celular; a voz saia baixa, mas eu conseguia ainda me escutar.

    O mundo ao meu redor era cinza e chato, eu vivia imersa as lembranças que ela e meu pai deixaram para trás, em resumo, desde meus oito anos quando soube que moraria com minha avó materna no Brasil, pois, meus pais haviam morrido em um acidente enquanto eu permanecia em nosso apartamento ainda na Inglaterra com minha babá. Pode parecer triste que uma garota seja órfã, porém o lado bom é que ainda tenho um amor para quem eu possa contar e ele se chama Isabel, minha avó.

    Viver com minha avó era simples, uma Geneticista de grande renome que dava aulas em grandes universidades, dela que provém meu luxo de ter um quarto só meu no centro da capital com vista para o mar. Mas, eu não desejo viver assim, não por muito tempo, eu tenho minha própria independência e por isso que estou a observar a grande biblioteca da cidade, onde lá eu sou a bibliotecária e estudante da faculdade federal.

    Meus olhos percorrem o caminho, depois que guardei meu celular de novo na mochila, desci do ônibus a passos largos ignorando ao meu redor. Talvez eu vivesse em um mundo onde as coisas não eram "normais" mas, eu estava alienada desse mundo há muito tempo, vivia de trabalho, estudo e faculdade e procurava me espelhar em minha avó para ser uma excelente geneticista como ela, era esse meu futuro e era isso que eu queria.

    As notícias sobre o mundo, não me espantavam, observava um telão no prédio ao lado dando referência aos mistérios quase escancarados de nossa sociedade e suas vítimas. Engoli seco ignorando as notícias e entrei na biblioteca esperando enfrentar mais um dia de trabalho.

    Style by me

    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Ter Dez 25, 2018 10:19 pm

    @Askalians escreveu:
    ALLY DOROSH
    HNM!?

    E então ela entrou em cena, com toda a sua beleza e seu charme, mas era apenas uma garçonete e sua função alí era a de colocar pratos de comida nas mesas e manter os copos cheios.
    Ally era uma bela morena, de pele bem branca como a neve, cabelos bem escuros e ondulados, sem nem mencionar que seus olhos azuis pareciam duas joias, de tão bonitos que eram.
    Ela era bem concentrada e habilidosa. Sabia que aquela era uma reunião bem importante apesar de não saber quem eram as pessoas presentes e nem sobre o que conversavam. Ela precisava ficar cantarolando uma música em cabeça para que não prestasse atenção nas conversas alheias e nem descobrisse algo que não era da sua conta. Se resguardava apenas para servir à todos, com um belo sorriso no rosto e grande simpatia em suas feições.
    Servir as pessoas pode parecer um trabalho simples e deveras humilhante, porém para ela era algo importante. Ela acreditava que seu serviço era ajudar as pessoas a lhes proporcionar uma experiência o mais agradável possível em num jantar, fazendo com que todos pudessem se sentir muito bem e voltassem àquele lugar com alegria de satisfação da experiência que haviam tido. Era isso que Ally tinha em mente sempre que trabalhava.
    Ela tomava o máximo de cuidado para não encarar nenhum dos convidados do lugar. Nada de contato olho no olho, ou poderia receber uma grande bronca por isso.

    O ancião se calara ao entrar todos aqueles garçons, quando a maioria se retira volta a falar:
    -Podemos conversar sobre suas ideias e opiniões para melhorarmos nossa sociedade. - acaba aceitando.
    Steph Hoel
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 32
    Reputação : 3

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Steph Hoel em Qua Jan 23, 2019 9:22 pm

    Depois dos anjos todos apresentados a sua verdadeira identidade, senhorita Fairchild os pediu que se encontrassem com ela e mais alguns iniciantes dali uma semana no Parque Lage, lugar de beleza natural incrível com uma escola de artes que ocupa a maior construção do terreno. Apesar da escola, todo o espaço é coberto por plantas, árvores e natureza que até mesmo confunde os visitantes sobre como é possível o ser humano ainda não ter destruído aquela natureza como todas as outras da cidade. Além da beleza natural, o palacete e seu jardim com moldes europeus era a casa de Rodrigo de Freitas Mello e Castro que a mandou construir 1811 e como todas as residências na época esta também tem uma torre de vigia (considerando a dimensão de 52 hectares) e uma lavanderia onde os trabalhadores (para não chamá-los de escravos) faziam a lavagem de roupas, como também um aquário em argamassa que imita pedras e troncos de árvores.

    No dia marcado, a mulher com seus pupilos (cerca de 10 pessoas) se encontraram na frente do Palacete para sua aula. O intuito da mesma era mostrar as energias e forças que certos seres são capazes de sentir, como a energia da lavanderia que não é aconselhável no segundo semestre do ano. Quem podia sentir, não conseguia entrar na estrutura que um dia foi a lavanderia da mansão e não sabia o porque.
    -Eu sei que alguns de vocês podem não sentir essa energia, mas para os que sentem não se assustem. É normal essa sensação, sintam e percebam seus limites. Quem não sente, observe o local e imaginem todos os sentimentos que devem estar envolvidos aqui...

    Parque Lage:

    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 197
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Askalians em Ter Jan 29, 2019 8:54 pm

    ALLY DOROSH
    HNM!?

    Ela serviu cada um dos presentes, mas infelizmente ou felizmente continuou a existir uma conversa alí, que por mais que ela evitasse de ouvir e prestar atenção, o inevitável acabou acontecendo e ela acabou por ouvir tudo.

    Ouviu sobre o encontro no Parque Lage e ficou pensando no assunto. É claro que com sua curiosidade, ela provavelmente iria lá espionar no dia e no horário do encontro, ainda mais porque o lugar era famoso por toda a sua beleza.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Sobre a Trama e Ambientação

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Mar 20, 2019 10:45 pm