Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capitulo 3: Tailandia – Zona de Perigo

    Compartilhe
    Portuga
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2052
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: Capitulo 3: Tailandia – Zona de Perigo

    Mensagem por Portuga em Ter Ago 05, 2014 10:55 am

    Daniel acordara, seus olhos viram o inferno, estava preso, estava preso! O que aconteceria com sua família!?!
    Tentava procurar algo, algum meio para escapar, em vão, não tinha como fugir dali...

    - Vocês não entendem, me soltem! Me soltem
    (falava visivelmente alterado)

    Então começara a juntar seus punhos, um em cima, outro em baixo, um perto do outro, como um x, depois abrira e esticara seus braços o mais rápido e forte que conseguira, fez o movimento algumas vezes, tentando quebrar as algemas, enquanto as mesmas comiam sua carne e apertavam ainda mais seu punho.

    ---------

    Daniel não conversaria nada naquele momento, sua mente estava em outro lugar, Rio de Janeiro, no morro onde nascera, o que aconteceria com seus entes agora? Como seria sua vida?

    Precisava de uma ligação, talvez o ajudassem, talvez não, mas precisava tentar, sabia o número que Costa tinha deixado no celular...

    - Preciso de uma ligação

    Dizia cabisbaixo, olhando para os estragos em seus braços e algemas, logo, um cederia ali, e não seria ele...
    Lukas
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4345
    Reputação : 0

    Re: Capitulo 3: Tailandia – Zona de Perigo

    Mensagem por Lukas em Qua Ago 06, 2014 10:57 am

    Daniel quebra a algema quando lembra de sua família e de seus amigos, praticamente refens do Dono do Morro no Rio de Janeiro. Sonya arregala os olhos e então a porta se abre.

    Um homem usando cuturnos, calça militar e regata verde adentra a sala. Ele tinha feições duras e seu cabelo era loiro, com um topete habilmente penteado. Era forte e robusto, como poucos lutadores que Daniel tivera visto antes. Seus braços exibiam tatuagens da bandeira norte americana. Ele joga o celular que Daniel arremeçara para distrair o Michelin em cima da mesa e fala:

    - A unica ligação que tu vai fazer é para teu chefe, dizendo que houve um imprevisto mas esta tudo bem. Depois, teremos uma conversa bem particular sobre as tuas ações recentes cara, sem enrolações. A proposito, sou Guile, Sargento da Força Aerea Americana.

    ***


      Data/hora atual: Ter Ago 21, 2018 12:59 pm