Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!OFF!] Capela de Sázinha

    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Qua Jan 23, 2019 10:20 pm








    "Filho, eu vou lhe dizer. Tudo o que acontece aqui nesse chão rachado molda a gente. Uns diabo de uns homem ruim, de papo amarelo e cabelo desgrenhado. A gente faz parte de tudo isso aqui. Dos bicho que grita de noite, das madera velha batendo e as criança achando que é mais bicho. Tudo que é desgraça, filho. É isso o que faz a gente ser gente."





    Acordou devagar com o vento soprando em seu ouvido o ar frio da noite do sertão, junto desse mesmo vento pequenas pedrinhas e poeira vinham batendo no corpo cheio de pelos, as menores pedras prendiam entre o embaraçado e iam se acumulando.

    Não sabia o que era aquele lugar, foi jogado ali e só sentia a raiva em suas veias que não era a sua raiva, no corpo, na cabeça e cada ligamento que se contorceu para transformar-se na fera que esmagava sua consciência, tomava seus sentidos e sua vontade, de forma violadora, retirando todo e qualquer controle que tivesse.

    Sentiu-se erguer contra a sua vontade e sacudir todo o corpo com força e firmeza. Jogando as pedrinhas que tinham acumulado-se nos pelos para todos os lados. Fixou o olhar no horizonte e começou um leve trote, que rapidamente passou para uma corrida, não controlava aquele corpo - que era e não era seu, sentia-se dentro de uma armadura que se movia sem questionar suas intenções.

    E fica ali, em silêncio e com um pouco de medo daquela sensação, um punhado ajuntado de consciência, enquanto a fera rugia naquele deserto árido, corria cortando o vento em grandes saltos - a velocidade fazia uma brisa fresca no rosto da criatura, mesmo não estando em controle, podia sentir algumas dessas sensações boas, mesmo aprisionado no colosso de força de vontade que era a mente da fera, ainda tinha sentimentos compartilhados.

    E claro, não somente os sentimentos bons - mas também os ruins, os horríveis. Aqueles sentimentos que nunca havia sentido e martelavam sua cabeça sem parar.

    Não sabia como tinha vindo parar em um lugar tão esquecido por deus e pelo o que conseguia interpretar da mente da criatura, ela também não fazia ideia, estava sentindo falta dos cheiros da cidade, gente fraca e doente, presas fáceis, o instinto era mais maleável na cidade, não tinha esforço para procurar comida e a fome era saciada rapidamente.

    Mas aqui, no meio dessa aridez lhe restava correr até onde a vista alcançasse, passando por dunas e terra dura, pouco sinal de vegetação e nada de água. A criatura não tinha um instinto de preservação muito apurado, não conseguia distinguir qual era o objetivo, não conseguia entender muito do que se passava na cabeça da fera, apesar de estar em uma ligação direta. Era possível sentir alguns dos sentimentos, a criatura tinha fome e uma raiva sem sentido que não passava de jeito nenhum. Não conseguia compartilhar da mesma fome, mas sentia a mesma raiva. Isso era um combustível para que sua corrida não tivesse fim e sempre que possível, crescia a velocidade por alguns segundos em saltos poderosos.

    A velocidade ia diminuindo à medida que avançava no deserto e a vegetação seca começou a se mostrar cada vez mais aparente na trajetória da besta, pisava em galhos sofridos de meses de sol e eles se rompiam sem esforço algum.

    A fera parou repentinamente e pequena consciência aprisionada não soube o motivo, demorou um pouco para assimilar e viu alguns momentos depois, rosnou quando viu um calango correndo no deserto, estranhou o bicho diferente e sentiu o coração daquela pequena criatura disparar pela simples visão da fera, mesmo estática.

    Num rugido novo, saltou para atacar o pequenino calango e na aterrissagem, poucos centímetros de sua presa, aterrissou com a pata dianteira em um espinho seco e duro, atravessou um dos dedos da pata direita. Ganiu de dor e a mente aprisionada sentiu uma agulhada atrás da cabeça, a dor era intensificada nessa condição. Mas a fera não perdeu tempo com isso, estava faminto - ergueu a cabeça procurando a presa, mas era tarde, o calango foi salvo pelo espinhaço.




    Bom, minha nova proposta é de um jogo que passa no início do século XIX no nordeste do Brasil, mas precisamente em 1828, no auge do cangaço. Como puderam ler na apresentação - terá temas fantásticos na aventura, coisas comuns do nosso folclore tão diverso e algumas liberdades poéticas. Será uma campanha de fantasia usando o cangaço como pano de fundo.

    Não vamos usar sistema para isso e será tudo interpretativo, assim como o jogo seguirá um conceito de sandbox e individual para cada personagem, por ser assim que eu gosto de mestrar, dando oportunidade dos personagens abrirem árvores com os NPCs, onde o mundo reage às ações do personagem, então é importante que - caso se interessar pelo jogo, seu personagem tenha uma motivação muito forte, para possamos desenvolver a história.

    É importante que quem for jogar, tenha um conhecimento mínimo da época ou acontecimentos do cangaço, não por questões interpretativas, mas pela razão de que será uma campanha séria e de teor cru, considerando a realidade da época e alguns assuntos poderão ser sensíveis e ter alguns gatilhos, óbvio que não de forma gratuita, mas dentro do contexto.

    Aos interessados:
    Duração em OFF: Sem tempo definido. Vamos sugar o máximo que der do personagem até que ele cumpra seu objetivo final.
    Frequência esperada de posts: 2 à 3 posts por semana.
    Vagas: 4, sem distinção. Levando em consideração as regras do fórum.

    O que os personagens podem ser:
    - Cangaceiros
    - Fazendeiros
    - Caçadores de Recompensas
    - Militares
    - Volantes (Força Especial da época)
    - Cidadão Comum

    Havendo interesse confirmado de 4 pessoas, dou mais detalhes de ficha, criação de personagem, etc.

    OBS: Template copiado do Aumar, da proposta de SDA. :X
    Tom Sawyer
    Mutante
    Tom Sawyer
    Mutante

    Mensagens : 595
    Reputação : 10

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Tom Sawyer em Qui Jan 24, 2019 1:14 am

    Nossa, estou mais que dentro!!! 
    Provavelmente vou fazer um cidadão comum ou um caçador de recompensa!
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Qui Jan 24, 2019 10:31 am

    @Tom Sawyer escreveu:Nossa, estou mais que dentro!!! 
    Provavelmente vou fazer um cidadão comum ou um caçador de recompensa!

    Boa! Vamos aguardar mais interessados. Very Happy
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por nahna em Qui Jan 24, 2019 3:03 pm

    Eu! Eu! Idéia arretada! *rs*
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Qui Jan 24, 2019 9:19 pm

    @nahna escreveu:Eu! Eu! Idéia arretada! *rs*

    Aee! Very Happy
    Muito bem vinda! Garantidassa sua vaga!
    Saphira
    Cavaleiro Jedi
    Saphira
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 180
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Saphira em Sab Jan 26, 2019 1:04 am

    Só o áudio já me arrepiou, imagina se eu não vou querer jogar numa mesa que representa meu nordeste tão amado e sofrido? :O

    Cabe eu aqui, seu moço? <3


    [!OFF!] Capela de Sázinha 7140184937_7eb310a7cc
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Sab Jan 26, 2019 6:55 am

    Lady Katy escreveu:Só o áudio já me arrepiou, imagina se eu não vou querer jogar numa mesa que representa meu nordeste tão amado e sofrido? :O

    Cabe eu aqui, seu moço? <3


    [!OFF!] Capela de Sázinha 7140184937_7eb310a7cc

    Aeee! Cabe sim, com certeza! Vaga garantida!!
    Muito bem vinda! Very Happy

    Vamos ver se aparece mais um interessado!
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2019
    Reputação : 42

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Claude Speedy em Dom Jan 27, 2019 12:26 pm

    PEnsei em jogar com alguém ao estilo Corisco...
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Dom Jan 27, 2019 3:35 pm

    @Claude Speedy escreveu:PEnsei em jogar com alguém ao estilo Corisco...

    Bem vindo!

    Boa, assim que liberar o fórum, já posto o processo de criação. Smile
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por nahna em Seg Jan 28, 2019 7:42 pm

    Eu estou pensando em jogar um um cabra contador de histórias...
    Cidadão comum, que diz que foi cangaceiro...
    E que diz que é corajoso, mas na verdade é meio frouxo...
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2019
    Reputação : 42

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Claude Speedy em Seg Jan 28, 2019 8:56 pm

    @nahna escreveu:Eu estou pensando em jogar um um cabra contador de histórias...
    Cidadão comum, que diz que foi cangaceiro...
    E que diz que é corajoso, mas na verdade é meio frouxo...

    Num sei, só sei que foi assim...
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Qua Jan 30, 2019 9:26 am

    Alô todo mundo!
    Só pra informar que não esqueci dessa campanha, não. Tô só esperando a abertura da mesa. Smile
    Saphira
    Cavaleiro Jedi
    Saphira
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 180
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Saphira em Qui Jan 31, 2019 12:49 am

    Tio @Elminster Aumar libera pá nóis, pufavô bounce
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2019
    Reputação : 42

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Claude Speedy em Sex Fev 01, 2019 12:01 am

    Abriuuu
    Tom Sawyer
    Mutante
    Tom Sawyer
    Mutante

    Mensagens : 595
    Reputação : 10

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Tom Sawyer em Sex Fev 01, 2019 2:44 am

    Vou criar a ficha então!

    Enviado pelo Topic'it
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Sex Fev 01, 2019 7:27 am

    Alô!

    Pessoal, hoje posto todos os detalhes criação, sisteminha básico só pra medir algumas coisas e dar habilidades (se depender de mim, nenhum dado será rolado nesse fórum Very Happy ). O que vocês podem ir adiantando com relação ao personagem é:

    Nome:
    Idade:
    Altura:
    Peso:
    Cabelos:
    Olhos:

    Aparência: (possível descrição ou imagem)

    Personalidade e Motivação: (incluir um possível trauma e apesar da motivação poder ser descrita melhor no BG, definir por aqui também de maneira resumida - 1 linha)
    Profissão: (com relação as classes permitidas - cangaceiros, fazendeiros, caçadores de recompensa, militares, volantes e cidadãos comuns)

    Familiares (vivos):
    Familiares (mortos):

    * Somente os mais próximos. Brevíssima descrição + nome.

    Background:

    * É importante que aqui seja bem descrito a motivação atual do personagens, para encaixa na campanha. Como comentei na abertura, o mundo reage as ações do seu personagem. Vai ter uma trama por trás de tudo, mas até ser tocado nisso, o desenvolvimento do personagem ao redor do seu próprio objetivo é o ponto principal.
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2019
    Reputação : 42

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Claude Speedy em Sex Fev 01, 2019 9:34 am

    @Tom Sawyer escreveu:Vou criar a ficha então!

    Enviado pelo Topic'it

    Não tenho esse tópic´it Sad e você usa bastanet. Como é isso?
    Tom Sawyer
    Mutante
    Tom Sawyer
    Mutante

    Mensagens : 595
    Reputação : 10

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Tom Sawyer em Sex Fev 01, 2019 8:58 pm

    @Claude Speedy escreveu:
    @Tom Sawyer escreveu:Vou criar a ficha então!

    Enviado pelo Topic'it

    Não tenho esse tópic´it [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_sad.gif[/smiley] e você usa bastanet. Como é isso?
    É o aplicativo pra celular que a gente tem pra acessar o fórum... É inferior a acessar pelo Pc, mas é bom pra respostas rápidas!!!

    Enviado pelo Topic'it
    Saphira
    Cavaleiro Jedi
    Saphira
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 180
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Saphira em Sab Fev 02, 2019 2:22 am

    [!OFF!] Capela de Sázinha Juliana-paes-gabriela-em-cena-de-gabriela-30412-o-remake-teve-gravacoes-no-piaui-e-na-bahia-1335817324089_956x500



    Gabriela dos Santos

    Cravo e Canela


    “A esperança é quem me abriga
    Esses campos não tardam em florir
    Já se espera uma boa colheita
    E tudo parece seguir
    Fazendo a vida tão direita...”


    (Retrato da Vida - Dominguinhos)






    Nome: Gabriela dos Santos
    Idade: 23 anos
    Altura: 1,70cm
    Peso: 65kg
    Cabelos: Castanhos, longos, cacheados, com algumas mechas queimadas do sol
    Olhos: Castanhos escuros

    Personalidade e Motivação: A verdadeira representação de uma mulher de fibra, guerreira e muito sofrida. Gabriela possui tanta gana que é inacreditável, diante de tudo que já passou (e ainda passa) na vida. É dona de uma beleza arrebatadora e sensualidade nata, mas apesar disso é notória a sua ingenuidade. Muito moleca, procura viver a vida da forma mais leve possível, para amortecer o peso dos dias. É muito abnegada e traz consigo o sonho de ter uma vida melhor, sem os abusos que sempre sofreu.

    Profissão: Cidadã comum, apenas cuida dos afazeres da casa, mas tem experiência no trabalho como diarista, além de ser excelente cozinheira.

    Familiares (vivos): Januário, o padrasto.
    Familiares (mortos): Terezinha, a mãe.

    Background: É sol a pino, é suor, é muito chão. Gabriela caminhava duas horas todos os dias até o rio para buscar água, carregando uma bilha na cabeça. A água barrenta que, apesar de imprópria para o consumo, era a única alternativa que tinha para matar a sede e para as demais utilidades em casa. A seca matava os animais, as plantações e nada crescia. O principal alimento era o fruto do mandacaru e, às vezes, charque (quando conseguia). Dinheiro? O pouco que tinha era das peças de barro que o padrasto dela produzia e vendia na feira, à “preço de banana”. Mal sabia ele que cada peça daquela era revendida por uma fortuna na cidade grande.

    O sol fazia arder a pele da moça já bronzeada da rotina, mas nenhuma dor era maior do que a que sentia em seu brio. Seu padrasto a abusava sexualmente desde quando a moça ainda era uma criança de mais ou menos oito anos, não se lembrava bem. Ele a ameaçava todas as vezes que tentava resistir e ela não tinha para onde ir, então apenas cedia aos abusos. Não conhecia outra realidade, não sabia o que era o amor de um homem e achava que essa seria a sua sina para sempre. Aquela casinha de barro era tudo que tinha, era seu lar e aquela era a sua vida.

    Gabriela é uma moça cheia de vida, disposição e, apesar de toda dor, não é raro vê-la sempre com um sorriso nos lábios, alegrando o dia de alguém. Sempre muito gentil e solícita, ajudando quem precisa, como pode, indistintamente. Outra característica sua é ser bem “moleca”, aproveitando o tempo livre pra ir brincar de bola escondido do padrasto com as crianças dali. É muito cobiçada pelos homens, por sua beleza e sensualidade, mas eles não se aproximam, mais uma vez por causa do padrasto de Gabriela.

    Além de tudo é muito prendada. Sabe limpar casa, cuidar da roupa, é uma cozinheira de mãos cheias e tudo que faz é feito com muito esmero. Já trabalhou certa feita na casa de um fazendeiro, era muito querida por todos e elogiada por seu trabalho, mas quando o padrasto descobriu que ela havia se deitado com o filho do homem, teve uma fúria de ciúmes e arrancou Gabriela de lá pelos cabelos, apontando uma espingarda para o referido varão. Aquela cena lhe doía, mas ela apenas aceitava, não podia dizer nada.

    Mas mesmo diante dessa dura realidade, achando que nada mudaria nunca, a moça sonhava com o dia em que sairia dali e poderia experimentar uma vida com menos sofrimento, com menos dor. Tinha ânsia de viver a felicidade que nunca viu, que nunca sentiu, apenas ouve as pessoas falando que existe. Pensava em fugir dali, mas para onde iria feito rês desgarrada naquela imensidão vermelha? Vivia na espera de que lhe aparecesse, algum dia, uma solução.

    Gabriela só queria balançar a saia ao dançar nas festas de largo, coisa que nunca podia, porque o padrasto lhe proibia; queria poder brincar com as crianças sem ter hora para parar; queria sentir o prazer real que um homem lhe pudesse proporcionar; mas, sobretudo, queria aprender o que era viver, porque sobreviver lhe custava muito caro.


    [!OFF!] Capela de Sázinha Gray_line_png_605006


    No dia que a menina Gabriela nasceu caiu uma chuva arretada de abençoada durante toda a madrugada. Fazia tempo que não chovia e quando acontece é uma grande bênção para o povo do sertão. Ela recebeu esse nome, porque uma vez sua mãe, Terezinha, ouviu que Gabriela significava “mulher forte de Deus” e prometeu que quando tivesse uma filha, se chamaria assim.

    Nasceu na mesma casa que mora até hoje. Não conheceu o pai e tudo que sua mãe lhe dizia era que ele tinha sido morto por um cangaceiro quando Gabriela ainda estava no seu ventre. A moça não insistia em saber muito mais, pois via nos olhos cansados de sua genitora que era um assunto que lhe provocava profunda dor.

    Ela foi criada por sua mãe e pelo padrasto, Januário, de quem nunca gostou muito. O homem bebia demais e Gabriela nunca entendeu realmente o motivo de sua mãe ter se unido a ele quando a jovem ainda era um bebê. Ele a maltratava, gritava com ela, saía quebrando tudo quando chegava em casa embriagado e tudo que a menina fazia era se esconder atrás de uma estante velha que tinha na sala, tapando os ouvidos para não ouvir aquelas barbaridades todas.

    Até que sua mãe morreu pela doença de chagas, muito comum naquele lugar em que a maioria das casas eram de taipa. A doença estava em um estágio avançado e, infelizmente, as condições de vida na região eram muito precárias, bem como ninguém tinha dinheiro para levá-la para a cidade grande. Gabriela tinha oito anos e foi quando os abusos começaram. Ele reproduzia com a moça tudo que fazia com sua mãe.

    Não tinha amparo, não tinha parentes. Todos moravam em outras cidades mais distantes do sertão e ela nem sabe como seus pais foram parar naquele fim de mundo. E essa é a história de Gabriela, mulher forte de Deus, cujo coração sofrido encontrava-se mais árido que a terra em que pisava.


    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por einherji em Sab Fev 02, 2019 8:42 am

    @Saphira

    Ótimo! Já tinha visto um spoiler, haha. Mas completinho assim, ficou ótimo!
    Tem umas coisas pra completar, coloquei no tópico de fichas. Só escolher e distribuir. Aí pode postar lá mesmo! Very Happy
    Conteúdo patrocinado


    [!OFF!] Capela de Sázinha Empty Re: [!OFF!] Capela de Sázinha

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Maio 23, 2019 8:26 am