Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Dia de treino

    Lalalady
    Samurai Urbano
    Lalalady
    Samurai Urbano

    Mensagens : 101
    Reputação : 0

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Lalalady em Seg Mar 11, 2019 8:59 am

    Mestre Fah escreveu:- Creio que "caçar" foi uma figura de linguagem. - Comenta Fah.

    - Bem, minha família sempre tinha que caçar algo enquanto estávamos viajando de Nesopry para cá, por isso que não estranhei a expressão de Keela. Mas na próxima não levarei a sério, Mestre Fah. - respondeu Tirel.

    Keela escreveu:- Tanto faz. Não seria uma ideia ruim. O que prefere: ave ou peixe?

    - Tanto faz, mas peixe parece uma boa opção. - disse Tirel.

    Tirel escuta com atenção tudo que Mestre Fah tinha a dizer, que não era bom guardar raiva, porque iria envenenar seu espírito. Mas isso era difícil para Tirel, que tinha um temperamento de pavio curto e frequentemente explosivo. Teria que aprender a controlar melhor suas emoções.

    Keela escreveu:- Mestre Fah provavelmente deve estar certo, considerando a composição física de vocês. A menos quando você esteja querendo manter a mana vermelha para acelerar o metabolismo. Uma vantagem de ser uma rubra é que provavelmente você nunca ficará gorda. Por outro lado não se apegue muito aos cabelos compridos.

    - Ah não, meus cabelos não! Sabe o trabalho que dá pra manter bonitos com todo esse clima esquisito dessa cidade e esse horrível deserto para vir de Nesopry até aqui? Tem que ter algum produto que o deixe imune ao fogo. Você não indicaria nada? NADINHA? - disse ela passando as mãos nas pontas ainda ressecadas e pelo treino.
    Dycleal
    Antediluviano
    Dycleal
    Antediluviano

    Mensagens : 4600
    Reputação : 106
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Dycleal em Ter Mar 12, 2019 9:37 pm

    Nadhull Ouve tudo em silêncio, precisa de tempo para digerir os novos ensinamentos e vira-se para Tinafe e Niréia e diz: - Mestras, queridas mestras, ouvi coisas profundas e importantes e preciso de um tempo para digeri-las, a tarde estarei ensaiando canto como solista do coral dos acólitos de Piro e a noite na minha hospedaria vai ter uma noite de música dançante e gostaria de convida-las para dançarmos e nos divertir um pouco e quem sabe possam me tirar dúvidas e ministrar, neste ambiente mais relaxado, novos conceitos e conhecimentos, ficaria honrado se aceitassem, mas compreenderia se tiverem outros compromissos...
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Kether em Qua Mar 13, 2019 8:13 am

    Nergal se manteve em silêncio durante a explicação da mestra e depois com o convite do inccubus direcionado às mestras. Mas desta vez ele não deu tanta importância ao que ele falava ou não.

    - Mestras ainda devo me encontrar com o Mestre Sem Josan com quem tenho estudado filosofia, teorias mágicas, alguma base de alquimia, debatemos sobre todos estes temas enquanto cozinhamos alguma coisa boa para degustar. Portanto devo seguir estes ensinamentos enquanto melhoro minhas habilidades culinárias. Como Mestre Josan ainda tem hoje e amanhã para me instruir deverei aproveitar o máximo que eu puder com ele.

    Nergal fala para a mestra espiritualista

    - Devo lhe agradecer mestra. Uma vez que por sua ajuda consegui encontrar o Mestre Sem o que foi uma grata indicação. Qualquer dia gostaria de poder conversar com seu filho. A Filosofia Sem é realmente uma experiência enriquecedora.

    Ele fala para Nireia.

    - Mestra Nireia, gostaria se possível em algum momento debater sobre a magia branca e suas aplicações com o estudo da anatomia dos seres. Recentemente tive problemas com as tentativas de cura, como não tenho o controle tão preciso, acabei por arrebentar o cordão de prata de alguns pacientes quando ajudava os feridos nas cercanias do Templo, acredito que algumas pessoas me chamaram de anjo da morte. - ele terminava um pouco triste pelo título que recebera - Mas ao ajudar no tratamento de um centauro ontem junto com um humano que utilizava métodos não mágicos, fiquei surpreso e disposto a aprender esse caminho também.

    Enfim ele termina.

    - Além dos treinamentos, acredito que não devo continuar utilizando as dependências do Templo como moradia. Mestras gostaria de saber se há uma casa ou quarto para locação, bem como algum trabalho para ter rendimentos suficientes para manter uma moradia?
    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Leomar em Sex Mar 15, 2019 11:14 pm

    Tirel escreveu:- Ah não, meus cabelos não! Sabe o trabalho que dá pra manter bonitos com todo esse clima esquisito dessa cidade e esse horrível deserto para vir de Nesopry até aqui? Tem que ter algum produto que o deixe imune ao fogo. Você não indicaria nada? NADINHA?

    - Eles devem começar crescer mais rápido, mas uma boa maga do fogo invariavelmente se queima. Com o tempo aprenderá desenvolver uma proteção para a pele, que, se for disciplinada, aprenderá usar sem nem precisar pensar nisto. Mas esta proteção não costuma se estender até os cabelos.

    Logo depois Keela levanta voo em direção ao Rio da Serpente, combinando de encontrar vocês no templo, Kah segue a seu lado.

    - Keela é uma grande maga, mas seu treinamento costuma ser bem duro. Não é fácil despertar o dom, ainda mais na sua idade*. São muitos detalhes a se levar em conta. Alguns tentam usar atalhos, mas apesar de sua condição, ou talvez especialmente por ela, aconselho a não se perder nestes atalhos.

    *Embora a maioria dos magos só fique forte depois de anos, já em idade madura ou mesmo depois de velhos, o primeiro "despertar" do dom costuma se dar dos dez aos quatorze anos, e de forma bem gradativa.

    Ao chegarem perto do templo, Keela já estava esperando, toda molhada, segurando um peixe de quase um metro pelas guelras. Nem todos os peixes do Rio da Serpente eram confiáveis, mas os maiores costumavam vir do mar então devia ter carne razoável ou boa. Tirel ainda comenta que, se quisesse evitar o cheiro nas mãos, Keela poderia usar limão.

    - É? Tem mesmo necessidade? - A maioria dos demônios tinham olfato ruim, com algumas exceções, Keela não parecia do tipo que se importava muito com o cheiro de peixe.




    Nadhull passa a tarde toda no templo, observava o enorme acervo artístico do templo. Uma curiosidade do templo era que muitos quadros eram trocados com frequência, então de dias em dias muita coisa mudava. No meio tempo ele também treinava algumas músicas sacras.

    Muitas músicas eram entoadas em Trans-Tareno, embora Nadhull conseguisse entender relativamente bem, era difícil acompanhar os demais, então falava em Tareno baixinho para não atrapalhar, ou só ficava nas vocalizações. São entoados também alguns mantras em Moloke (mas como são mantras, são bem repetitivos) e músicas menores em Tareno e Esperanto. Dafodil tinha gente de tudo que é canto, e no templo também se ouviam mais uns três idiomas demoníacos diferentes aqui e ali.

    Era entusiasmante ficar analisando aquele ambiente sacro-artístico, pois cada canto parecia ter algo interessante. Ainda assim Nadhull se arrepende de ficar quatro horas ali. Por mais que tenha coisas para ver e músicas para ouvir, após duas horas e meia tudo fica cansativo.

    Niréia aceita o convite para dançar. Ela era boa, embora só conhecesse os ritmos mais batidos. Nadhull percebe que ela tinha alguns passos diferentes, e pensa se pode ter algo a ver com seu dom.

    "Provavelmente tem, afinal eles não disseram que a magia influencia TUDO na vida? Possivelmente até a forma de dançar."

    Nadhull conduz alguns passos, Niréia tem alguma dificuldade com alguns, mas não era das parceiras mais difíceis de conduzir. Mas depois de duas horas ela se despede, amanhã seria uma Iniciadora (primeiro dia da semana, sagrado em Ajros) e ela queria acordar cedo. Nadhull ainda dança com outras humanas até o fim da noite. Ele aproveita para tentar alguns passos que viu Niréia usando com as outras humanas.




    Nergal escreveu:- Mestras ainda devo me encontrar com o Mestre Sem Josan com quem tenho estudado filosofia, teorias mágicas, alguma base de alquimia, debatemos sobre todos estes temas enquanto cozinhamos alguma coisa boa para degustar. Portanto devo seguir estes ensinamentos enquanto melhoro minhas habilidades culinárias. Como Mestre Josan ainda tem hoje e amanhã para me instruir deverei aproveitar o máximo que eu puder com ele.

    Tinafe: - Sim, é uma boa ideia. Provavelmente não conseguirão mesmo ter nenhuma aula prática nos próximos dois dias já que usaram demais do dom na arena, então é bom treinar teoria. Depois posso ver o que aprendeu ou cozinhou de bom.

    Niréia também confirma com os dois que provavelmente terá de adiar suas aulas por dois dias, já que Keela roubou a aula dela.

    - Devo lhe agradecer mestra. Uma vez que por sua ajuda consegui encontrar o Mestre Sem o que foi uma grata indicação. Qualquer dia gostaria de poder conversar com seu filho. A Filosofia Sem é realmente uma experiência enriquecedora.

    - Certamente. Não há fonte de conhecimento que os Sen não bebam, embora obviamente o estudo dos Aduls sejam o principal. Se eu não tivesse me iniciado tão jovem no espiritualismo, provavelmente aprofundaria mais na filosofia. Assim que puder, apresentarei meu filho a vocês.

    Quando comenta sobre os Cordões Prateados, Niréia demonstra pouco conhecimento a respeito, ela educadamente dá a entender que o conhecimento ou falta dele sobre os Cordões Prateados não influenciam a magia, e portanto ela não se deu o trabalho de estudá-los muito. Gaíla que demonstra ser mais entendida, comentando que a principal (quase única) função dos Cordões de Prata são ligar o corpo material ao corpo espiritual e portanto sua aplicações espirituais são realmente mais marcantes que as mágicas. Tinafe comenta que estes podem ser fortalecidos ou enfraquecidos, mas raramente de forma externa, e mesmo que também não fale muito, dá impressão que eles são mais estudados pela magia negra que pela branca.

    Quanto estadia, Gaíla diz que há uma estalagem permanente razoável perto de onde mora. Tinafe comenta que se estiver preocupado com dinheiro, poderia ser interessante avaliar algumas das joias que você tinha.

    Vocês conversam vários temas corriqueiros, até chegar ao templo, onde as deixa.
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Kether em Seg Mar 18, 2019 12:29 pm

    Nergal se despede das mestras e já ia partir em direção a casa de Josan, quando ele se detém e olha para trás e retorna até Tinafe.

    - Tinafe, você poderia me ajudar com a avaliação das joias eu apenas as acho bonitas. Não tenho conhecimento suficiente para a avaliar o verdadeiro valor de cada uma delas. E acredito que um olhar feminino poderá ser muito mais valioso do que o meu.

    Ele abre a bolsa com as joias e vê os brincos.

    "Será uma boa hora para dar para ela..." - pensa sorrindo.
    Lalalady
    Samurai Urbano
    Lalalady
    Samurai Urbano

    Mensagens : 101
    Reputação : 0

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Lalalady em Seg Mar 18, 2019 2:09 pm

    Keela voou em direção ao rio para buscar comida e Tirel começou a caminhar com Mestre Fah, que lhe dava instruções adicionais sobre usar atalhos ou coisa do tipo, mas ela não deu muita bola, afinal, estava aborrecida pela notícia ruim acerca de seus cabelos.

    A mestra vermelha pescou um senhor peixe. Daria para alimentar algumas pessoas com aquela carne. Keela não se importou com o cheiro de peixe, mas Tirel estava fazendo até careta perto dela. Sugeriu um limãozinho nas mãos para tirar o cheiro, mas a mestra não estava nem aí.

    - Os demais se dispersaram, pelo que vejo. Será que ainda conseguiríamos reunir os outros para comer esse peixe e conversar um pouco? Essa carne dá para alimentar algumas pessoas. - Tirel olha ao redor procurando algum dos rostos conhecidos. - E onde posso preparar esse peixe? - continua.
    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Leomar em Sex Mar 22, 2019 5:58 am

    - Os demais se dispersaram, pelo que vejo. Será que ainda conseguiríamos reunir os outros para comer esse peixe e conversar um pouco? Essa carne dá para alimentar algumas pessoas. - Tirel olha ao redor procurando algum dos rostos conhecidos. - E onde posso preparar esse peixe?

    - Vindo a pé eles deverão demorar ainda uma hora e meia ou mais, mas se conheço bem a natureza humana, nada tem poder mais arrebanhador do que comida. - Fah sorri. - Há uma cantina no tempo que usamos para preparar refeições coletivas. Normalmente não usamos para uso pessoal, mas pode ser arrumado. Porém, se preferir, tenho certeza que pode usar e residência da Senhora Gaíla. É simples, mas funcional.

    De fato o grupo se dispersa pelas próximas quatro horas. O íncubo fica no templo, admirando a arte sacra e cantando, enquanto o anjo procura outro mestre. Porém eles são convidados para o jantar mais tarde.

    Como só irão se encontrar depois de quatro horas, isto se os dois aceitarem o convite, fica com quatro horas para treinar ou explorar a cidade. Role 2d10 para cada hora que quiser gastar treinando culinária, as demais horas pode gastar como quiser na cidade.

    Algumas sugestões que PODEM ser usadas:

    opções Tirel:
    Aceitando cozinhar no templo outros podem ficar observando com olhar de quem espera no mínimo ganhar um pedaço do peixe no final, isto pode gerar certo desconforto, e dependendo do número de pidões que tiver, nem uma baleia daria conta de todos. Porém é possível que mesmo que esperem certa contribuição, o número de pidões que entram na cozinha seja controlado, além disto sempre se pode recusar compartilhar, embora isto possa soar egoísta ou mal agradecido. Por outro lado pode ter a vantagem de uma das cozinheiras servir como instrutora, neste caso não precisa rolar os dados (ou rola uma vez só), mas terá que encontrá-la mais duas vezes nos próximos dias para subir a perícia.

    Preferindo aceitar a casa de Gaíla, lá é uma casa realmente simples e funcional, ela também já deve ter alguns temperos básicos que lhe pouparão tempo de procurá-los. A vantagem é que na casa dela pode se sentir mais confortável, e também pode trocar figurinhas com ela enquanto prepara o peixe.

    Caso não queira nenhuma das duas, pode até preparar perto de sua tenda mesmo, é só fazer uma fogueira improvisada e por uma panela ou grelha por cima e já resolve, neste caso até seu irmão poderia ajudar com o fogo. Não seria difícil também arrumar outra instrutora para lhe auxiliar, gastaria apenas algumas moedas ou até mesmo pode pagá-la apenas convidando a participar do jantar também. Esta instrutura pode ser encontrada em qualquer comércio ou ser indicada por Gaíla ou Fah, e vocês podem cozinhar em qualquer fogueira feita na hora, ou mesmo ela pode ter um lugar já pronto para isto.

    Cada rolagem que fizer gasta uma hora, então se fizer só uma rolagem, fica com três horas livres antes do jantar para fazer o que quiser na cidade (procurar contatos, visitar templos, ver artistas de rua, analisar o comércio, ficar de bobeira, encher a cara, procurar um namorado, jogar sinuca ou qualquer outra coisa que imaginar), rolando duas vezes sobram duas horas e por aí vai.

    Mas mesmo nessas rolagens, não precisa ficar necessariamente em cima das panelas, pode fazer qualquer outra coisa ligada à culinária cuja imaginação (com desculpa plausível) poder criar, exemplo: você rola 3 vezes 2d10 para ver se consegue subir a perícia de uma vez, então vai gastar três horas preparando e só uma hora livre; mas nestas três horas você pode, por exemplo, ir no mercado (principal, de praça ou ambulante mesmo) procurar temperos para preparar o peixe, e com isto começar um diálogo com mercadores locais; pode voltar a sua tenda para pegar os temperos que tem lá (já que não os leva por ai), e encontrar seu irmão e contar as novidades para ele enquanto cozinha; pode aproveitar que está perto do templo e procurar um livro ou pessoa com dica de receita talvez mais "especial", ou pode procurar algo inusitado na Torre do Alquimista; pode perguntar a Mestre Fah se ele conhece alguma herbanária especial que possa tanto ter dicas "exóticas" quanto vender os temperos necessários; pode meditar enquanto a carne está pegando o tempero, etc.

    Keela também não deve acompanha-las nestas quatro horas, e a menos que a convide especialmente, há uma probabilidade dela nem ir no jantar. Mas ela indo ou não, nos outros dias não será difícil encontrá-la, muitas pessoas na cidade conhecem seu nome e lhe indicariam onde acha-la. Também não há certeza se Niréia comparecerá.

    Estas são as observações mais óbvias, mas você está livre na cidade, então qualquer outra ideia pode ser válida.

    opções para Nadhull:
    Ao chegar no templo, você é convidado por Tirel para jantar um peixe mais tarde. Como já anunciou que ficará quatro horas cantando no templo, este jantar será só daqui quatro horas. O prato será peixe. Se não quiser participar, é só dar uma desculpa pra ela on game.

    Como já comentei, o tempo que fica no templo, você repara muita coisa (principalmente as artes sacras) interessante, e consegue participar de alguns coros, mas nem todos porque lá tem muita gente falando muitos idiomas diferentes. Com o tempo acaba cansando.

    Mas neste meio-tempo, pode interagir (ou não) com quem tiver no templo, há pessoas ligadas à Cour des Miracles, mas não necessariamente ligadas ao culto de Piro e o contrário também, há também pessoas ligadas às funções administrativas: biblioteca, vigia, tesouraria, etc.

    Saindo do templo, pode ir direto para o jantar (se aceitou o convite) não é certeza que Niréia tenha sido convidada, ou se foi convidada não é certeza que ela vá, mas talvez possa usar um pouco do tempo do próprio jantar para já convidá-la para dançar. De qualquer forma, você não deve ficar muito tempo no jantar, pois quer procurar outras humanas para dançar mais e ainda tem poucas horas na madrugada depois. Ainda assim é tempo suficiente para socializar no jantar.

    - Tinafe, você poderia me ajudar com a avaliação das joias eu apenas as acho bonitas. Não tenho conhecimento suficiente para a avaliar o verdadeiro valor de cada uma delas. E acredito que um olhar feminino poderá ser muito mais valioso do que o meu.


    Ela observa as joias.

    - Tem bastante coisa para um caipira! Tenho alguns contatos na Corte que podem analisar. Bom seria se pudéssemos encontrar um comerciante akvlandense, eles pagariam mais.

    Spoiler:
    Na volta ao templo, Tirel pergunta se Nergal gostaria de jantar mais tarde, já que Keela pegou um peixe que dava pruns doze. Caso aceite, ela deve prepará-lo em quatro horas, como ficará três horas com Josan pelas rolagens, ainda sobra uma hora. Já que vai treinar culinária, talvez possa até levar algo para o jantar depois. Durante as três horas Josan irá conversando, não necessariamente só sobre culinária, embora passará os macetes básicos.

    Nergal resolve aproveitar o dia e falar com Josan enquanto era cedo. Como era o segundo dia dos três que ele prometeu testar, Nergal pergunta um pouco sobre culinária, que instintivamente acredita poder servir de base para alquimia depois. Ele também comenta sobre seu treinamento em uma arena mágica anteriormente.

    - Interessante. E como se sentiu depois de ter queimado tanta mana?

    - Até que bem, na verdade...

    - Calmo? Satisfeito consigo mesmo?

    - Tipo isto...

    - Embriagado pelo poder da mana branca?

    Nergal começa desconfiar das perguntas.

    - Não sei se "embriagado" sera a palavra certa, foi algo bom.

    - Foi?

    - Não deveria ser?

    - Você que teve a experiência. Não é convicto dos próprios sentimentos?

    - Ahnn, bem... sim. Foi um sentimento bom, mas o senhor acha que deixei escapar algo?

    - Se um mago deixa escapar algo, isto pode resultar em vida ou morte. Mas se está vivo, deve ser mesmo algo bom. (Pausa enigmática relativamente longa para propositalmente dar um clima) - E se estivesse lutando contra outro inimigo?

    Nergal põe os neurônios para trabalhar.

    - Bem, as mestras magas deixaram a entender que só não matei Keela pois o poder dela era muito grande, mas com um inimigo normal eu teria chances boas de matá-lo antes que ele me matasse.

    - Sim... (pausinha) Seria uma chance boa, NUMA ARENA. E talvez com um pouco mais de treino, possa ter chances boas fora das arenas também. (Pausa, Nergal sabia que ele ia falar mais) - Mas, depois disto estaria sem mana para queimar ou usar, embora a mana branca garantisse um sentimento de paz e tranquilidade...

    Nergal começa entender a linha de raciocínio, e sabia que Josan não ia terminar o raciocínio:

    - Este sentimento poderia me trazer uma falsa sensação de bem estar e segurança? E me deixar despreparado para reagir se precisasse lutar um pouco mais, e depois de gastar minha fonte de energia, ainda estaria impossibilitado de usar magia. É isto que sugere, mestre?

    - Dependendo de contra quem tivesse lutando... Isto poderia ser uma hipótese. (Pausa) A magia branca pode lhe fazer sentir-se bem. Mas é bom sentir-se bem em qualquer hora? Temos que vigiar nossos medos, tristezas, ódios, isto é certo e a maioria dos exercício de meditação são para isto. Mas deveríamos vigiar também nossa alegria e paz? Será que até o que é bom, pode nos levar ao erro? Para se ter um controle melhor do Equilíbrio, precisamos ver sempre todas as partes de cada momento.

    - Este é um ensinamento de Jara? O Equilíbrio...?

    - Sim, é sim. Mas só parte.

    Josan era gajano, e já o viu usar simbolismos de adeptos de Tamuz em seus cumprimentos, ainda assim não tinha problemas em usar ensinamentos de Piro ou Jara. Realmente estava praticando a essência Sen a bebendo de várias fontes de conhecimento, sem preconceito.

    Josan passa uma receita aparentemente simples para Nergal. Embora a comunidade de Verda Ero não fosse muito machista, Nergal tinha passado boa parte da vida comendo coisas feitas pelas fêmeas, sem se preocupar em fazer sua própria refeição.

    A cozinha de Josan não estava mais arrumada que o resto da casa, por sorte os potes estavam bem fechados. Nergal lava alguns talheres, que estavam junto de maços de folhas secas, separa uns potes com arroz e cenoura que estavam entre alguns mapas e um top feminino, vai procurando um pedaço de mesa usável, juntando livros num canto só da mesa...

    - Pegue aquele pote... aquele, e aquele outro... Quais os melhores sentidos para se cozinhar algo?

    - Creio que paladar e olfato.

    - Há receitas que fazemos para agradar o paladar, outras que fazemos pelas propriedades dos alimentos. De qualquer forma, foi reducionista de novo: Só sabemos como ficará para o paladar depois de pronto. Se provar ovo cru, óleo e farinha, isto não tem gosto de bolo. O segredo, que não é segredo, mas muitos esquecem, é usar todos os sentidos. O paladar é importante para temperar, mas o olfato denuncia se tem algo podre ou não. O tato lhe dá a textura dos alimentos, que muitas vezes é tão ou até mais responsável pelo prazer de comer do que o sabor: Batata cozida e purê de batata são a mesma coisa, mas por causa da textura nosso cérebro interpreta como totalmente diferente, o mesmo se dá para uma peça de carne firme e uma pasta de carne, apesar das propriedades serem as mesma, a pasta tem aparência bem pouco convidativa. Agora ponha algumas porções de márgara aqui. (Nergal não sabia o que era) Aquele pó verde no pote da segunda estante. Quanto é uma porção mais uma porção?

    Ele vai seguindo as instruções de Josan, no final o prato não sai com uma aparência das melhores, Nergal prova, e não era só a aparência que estava ruim.

    - Nem todos os pratos fazemos só pelo gosto, este é pelas propriedades fortificantes. (Ele prova também) Arg, mas de fato está uma porcaria. Você colocou duas colheres de márgara, ao invés de duas pitadas.

    - O senhor disse duas porções, não falou se eram colheres ou pitadas!

    - E os seus sentidos, servem para que? Além do mais eu disse uma porção mais uma porção... - Josan não dava ponto sem nó. - Talvez tua capeta consiga comer, mas não tá aconselhável pro nível humano.

    Vocês pegam outra receita, à base de morê e carne (morê é um grão roxo, parecido com feijão, levemente doce, bem comum em Akaŝa), desta vez Nergal procura usar o máximo todos os sentidos, Josan só fala como deveria fazer, mas de novo não ajuda.

    - Mm, bem melhor. Percebe a diferença?

    De fato o segundo prato estava razoável.

    - Você pode colocar algumas coisas antes, durante e depois da preparação, pode ir corrigindo aos poucos, dando "notas" especiais com pouca coisas ou mesmo concertar o sabor do prato depois de pronto jogando mais tempero por cima. Alguns temperos só funcionam cru, outros só no preparo. Mas tem que entender que "A soma dos ingredientes é maior que a soma das partes." Vou lhe dar o endereço de uma herbanária que conheço, pode procurá-la para comprar algumas coisas com notas diferenciadas, agora ou mais tarde.
    Dycleal
    Antediluviano
    Dycleal
    Antediluviano

    Mensagens : 4600
    Reputação : 106
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Dycleal em Sex Mar 22, 2019 1:33 pm

    Nadhull recebe o convite de Tirel para mais tarde comer um peixe com ela e os outros discípulos e instrutores e ele diz que aceita com prazer e assim que sair das suas atividades no templo, onde cantará em alguns corais e observará as obras de arte e consultará alguns livros de referência para melhorar a sua cultura artística em geral.

    Após o jantar espera que Niréia compareça para saírem para dançar e se não for possível, achará algumas jovens animadas para dançar e quem sabe algo mais...

    Nadhull fica animado com a ideia do jantar, é uma boa oportunidade para socializar e aprender um pouco mais com os mestres em uma conversa franca e instrutiva.
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Kether em Sex Mar 22, 2019 3:17 pm

    Nergal passa todo o tempo com o Josan aprendendo a cozinhar, enquanto conversavam sobre as técnicas e Josan o testava com os porquês de uma determinada escolha. A aula-conversa-debate seguiam como no dia anterior e as teorias de magia.

    - A soma dos ingredientes é maior que a soma das partes. - repetiu o anjo reflexivamente. - Eu aceitaria de bom grado a indicação mestre. Aproveito para convidá-lo para um jantar. Os outros como eu estarão lá, comeremos peixe. Desejo levar um acompanhamento, uma salada leve e com frescor. Talvez usar alguma fruta para harmonizar o sabor.

    Após terminar a salada ele vai para o Templo, com Josan (se ele assim desejar), o acompanha até o local onde será realizado o jantar onde entregará a salada para Tirel e se retira para banhar-se. Depois retornará para o local onde levará os brincos para dar de presente para Tinafe.
    Lalalady
    Samurai Urbano
    Lalalady
    Samurai Urbano

    Mensagens : 101
    Reputação : 0

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Lalalady em Seg Mar 25, 2019 3:12 pm

    Mestre Fah escreveu:- Vindo a pé eles deverão demorar ainda uma hora e meia ou mais, mas se conheço bem a natureza humana, nada tem poder mais arrebanhador do que comida. - Fah sorri. - Há uma cantina no tempo que usamos para preparar refeições coletivas. Normalmente não usamos para uso pessoal, mas pode ser arrumado. Porém, se preferir, tenho certeza que pode usar e residência da Senhora Gaíla. É simples, mas funcional.

    - Apesar da ideia de cozinhar na cantina do Templo parecer muito convidativa, pois poderíamos partilhar com outros irmãos nossa comida, temo que o peixe não seria suficiente para todos. Acredito que a ideia de usar a casa da Mestra Gaíla seria mais adequada, além de nos proporcionar um ambiente mais intimista, propício à conversa e socialização. Ficarei muito feliz se a mestra aceitar que eu cozinhe em sua casa.


    Antes de sair, Tirel convida Keela para se unir a eles mais tarde.

    Ao chegar na residência de Gaíla, tudo é muito simples. Tirel logo se sente à vontade, porque era uma pessoa prática e sem rodeios. Ela começa a limpar e descamar o peixe, para em seguida retirar suas espinhas. Cozinhar peixe exige paciência e esse era um exercício que Tirel gostava de fazer de vez em quando para liberar a cabeça de outros pensamentos. Ao terminar de filetar, ela pega uns três ou quatro temperos que Gaíla tinha em casa mais semelhantes com os que usava na culinária akvlandana e em seguida pretende deixar o peixe na marinada de temperos com limão durante uma hora ainda.

    Nessa hora, Tirel percebe que Gaíla observava enquanto Tirel estava imersa em sua preparação. Aqui e ali ela indicava onde ficava alguma coisa, tentava acertar algum procedimento que a jovem akvlandana começava errado.

    - Mestra Gaíla, a senhora é tão serena. Me diga, como consegue ser tão leve em um ambiente tão hostil quanto essa cidade?

    E assim embalam em uma conversa na próxima hora enquanto o peixe absorve a marinada de temperos.

    Uma hora depois, Tirel retoma o balcão onde corta cebolas, pimentões, tomates e um pouco de coentro [me corrija se algo dessas coisas não existir nesse universo]. No fogo, ela coloca o peixe com os ingredientes e os deixa com um pouco de água, suficiente para um caldo leve de temperos com os demais ingredientes.

    Após terminar, o cheiro estava bom, mas Tirel estava insegura sobre o resultado e não provou sua receita, com medo de se surpreender, para melhor ou para pior. Era uma grande responsabilidade cozinhar com os temperos dos outros para receber convidados em uma casa que não era sua. Onde ela estava com a cabeça quando propôs isso?

    spoiler:
    Usarei o tempo da seguinte maneira: 2h na preparação do peixe (limpar, tirar espinhas, marinar e filetar), 1h conversando com Gaíla, 1h na finalização do peixe (preparação no fogo com demais ingredientes).

    Imaginei que pelo fato de cozinhar há certo tempo para a família, receberia algum modificador, afinal isso está na história prévia da personagem e nas perícias que já domina. Mas bem...

    Resultados das rolagens:

    Primeira hora: 7

    Segunda hora: 20

    Terceira hora: 20

    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Leomar em Seg Abr 01, 2019 3:21 am

    Nergal:
    Você disse que pega a indicação mas não disse se vai na herbanária. Bom, independente se for antes do jantar ou se for no dia seguinte a narrativa será a mesma: Josan anota o endereço para você, não é difícil de achar. Chegando na casa, é recebido por um rapaz adolescente que deveria ter 19 no máximo, ele fica impressionado de ver um anjo naquela cidade, chega a ajoelhar e te chamar de "guardião". Quando diz o que quer, ele diz que a herbanária é sua mãe, Jussara (ele chama Kandel). Jussara é uma humana quarentona, relativamente bonita ainda, assim como o filho, ela fica extremamente impressionada de ser procurada por um anjo, comenta que não sabe como receber um anjo, mas se sente honrada.

    Dia de treino - Página 4 01

    Dizendo que foi indicado por Josan, Jussara diz que ele é um de seus melhores clientes. A casa dela é bem simples, e praticamente metade dela é ocupada por seu material de trabalho: vasos, maços de ervas secas ou frescas, flores, frascos, etc. Jussara pergunta se você quer um chá e se pode ajudar com mais alguma coisa.

    Josan resolve também preparar algo rápido para não chegar de mãos vazias. Ele ainda pergunta a Nergal se ele não ia levar o prato que fez para Tinafe provar. Tinha ficado uma porcaria para humanos, mas alguns demônios gostavam de márgara, vai que...

    Nergal aprende que a márgara é uma planta bem dinâmica. Suas folhas pareciam espinafre, e se plantassem os dois juntos, alguém desatento podia misturar, o que poderia dar merda, só a cor era de um verde mais escuro. Quando seca e triturada, a márgara virava este tempero amargo que ele usou no prato, não eram muitos que gostavam deste tempero, era mais popular em Fajr-Regno e entre demônios (e com alguns doidos que gostavam de jurubeba, jiló, guariroba e estas coisas). Quando fresca as folhas podiam ser comidas, mas elas são tóxicas e o "suco" de suas folhas amassadas pode ser usado como veneno em flechas, mas pode ser usado também como anestésico, dependendo da concentração. O chá de márgara é o menos tóxico, na verdade ele é usado contra qualquer tipo de inflamações ou infecções na garganta e também ajuda limpar o pulmão e desintoxicar, principalmente contra ressacas, e protege também as cordas vocais, o problema é que o chá de márgara tem o gosto EXTREMAMENTE ruim.




    Keela comenta que sairia para beber, e se não ficasse bêbada demais, ela talvez aparecesse na festa de Tirel mais tarde. Os outros dois wananki iriam, bem como as mestres magas.

    - Mestra Gaíla, a senhora é tão serena. Me diga, como consegue ser tão leve em um ambiente tão hostil quanto essa cidade?

    - Quantos anos você tem? 18? Acho que daqui uns 30 anos eu lhe respondo. - Gaíla diz num tom de brincadeira, ela parecia satisfeita de conversar enquanto Tirel trabalhava. - Bom, confesso que para mim foi relativamente fácil, embora não era tão fácil assim na sua idade.

    Como devota de Piro, eu sou reencarnacionista*, então creio que uma das coisas mais importantes para nós, é encontrarmos nossas vocações. Eu tive a felicidade de perceber minha vocação para espiritualista lá pelos 11, 12 anos. Já frequentava os cultos, pensei em ser talvez uma sacerdotisa, ou quem sabe até uma freĉia, hihihi. Mas como não tinha dom para magia, me dediquei a estudar sobre o espírito, e foi o que gostei.


    *A reencarnação não é vista da mesma forma segundo o deus de devoção e muitas vezes nem em adeptos do mesmo deus ou deusa. Os adeptos de Piro levam a questão mais a sério, acreditando que todos seus seguidores reencarnam com frequência, já entre os akvlandanos, de maioria adeptos de Jara, a reencarnação é algo raro que só acontece, ou com grandes heróis cujos feitos agradam os deuses, ou com demônios que não respeitam nem a vida e a morte. Para a maioria dos akvlandanos comuns, mesmo se pessoas comuns reencarnarem, a influência de uma vida sobre a outra é basicamente nula.

    - Além disto, vejo a história de Piro como uma história de evolução. Piro é o único deus que não escondeu dos humanos nem mesmo suas fraquezas. Isto de alguma forma me tocou, não apenas a questão de tradição, que passamos de pais para filhos, mas de forma diferente.

    Então "evolução" passou ser o assunto que mais despertava meu interesse, e mais uma vez, isto estava perfeitamente alinhado com a profissão de mestre espiritualista que eu viria a escolher depois.

    E posso dizer que também fui privilegiada. Tive bastante apoio. Antigamente, a guerra em Fajr-Regno era bem pior do que é hoje, e isto me dava muita raiva quando eu tinha vinte e poucos. Mas quando engravidei, não tinha mais tempo para ficar com raiva. Tive porém momentos de tristeza, mas a tristeza era mais fácil de lidar do que a raiva.

    No oitavo mês, estava um pouco desnutrida para uma mulher grávida, e percebi que fazia três dias que eu não comia algo realmente nutritivo quando Silvan nasceu. Apesar de ter sido um bebê pequeno, virou um menino esperto e hoje é um homem lindo. Como disse, eu tive bastante apoio, era pobre, mas meu marido era ótimo e me apoiou até a morte, assim como Silvan, que nunca me deu muito trabalho. Fora a dificuldade da gravidez, pois pra ser sincera, ficar grávida é um saco, ainda que a recompensa seja boa, minha vida foi relativamente fácil de conduzir.

    Então agora eu não só era uma estudante espiritualista, como mãe, e as duas coisas me forçavam a ter esta "leveza". Creio que a parte da raiva, de deixar de ser uma menina estouradinha para virar uma mulher meditativa, devo principalmente a estas duas coias, e aos amigos que cultivei.

    Mas há muito mais ainda. Não saberia responder toda sua pergunta, mas enquanto vamos vivendo, vamos aprendendo: Eu me comprometi primeiro com a igreja de Piro, depois que comprometi com o espiritualismo e só muito depois que conheci a Corte dos Milagres. Mas embora já tivesse visto minha cota de demônios em Fajr-Regno, com a Corte o convívio se tornou maior, e fui obrigada a desenvolver uma nova cota de paciência, pois é preciso muito mais paciência que o normal para aguentá-los. E com isto acabei percebendo que, por mais que tenhamos um ambiente hostil, o mais importante é o que eu faço do que este ambiente faz comigo.


    Os dois wanamki chegam mais ou menos no horário combinado, o anjo ainda trás mais um convidado que apresenta como Josan, um filósofo da prática Sen, os dois trouxeram pratos de salada para ajudar no jantar.

    Keela não aparece, mas as outras duas mestres magas sim.

    O peixe acaba ficando mais temperado do que Tirel pretendia, ela percebe que mestra Gaíla, por mais sutil que fosse na hora de comer, teve de fazer um pouco de força, já a demônio parecia comer com gosto.
    Lalalady
    Samurai Urbano
    Lalalady
    Samurai Urbano

    Mensagens : 101
    Reputação : 0

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Lalalady em Seg Abr 01, 2019 1:16 pm

    Mestra Gaíla escreveu:- Quantos anos você tem? 18? Acho que daqui uns 30 anos eu lhe respondo. - Gaíla diz num tom de brincadeira, ela parecia satisfeita de conversar enquanto Tirel trabalhava. - Bom, confesso que para mim foi relativamente fácil, embora não era tão fácil assim na sua idade.

    - Tenho 19, Mestra Gaíla. Ainda muito a aprender...

    Mestra Gaíla escreveu:Como devota de Piro, eu sou reencarnacionista*, então creio que uma das coisas mais importantes para nós, é encontrarmos nossas vocações. Eu tive a felicidade de perceber minha vocação para espiritualista lá pelos 11, 12 anos. Já frequentava os cultos, pensei em ser talvez uma sacerdotisa, ou quem sabe até uma freĉia, hihihi. Mas como não tinha dom para magia, me dediquei a estudar sobre o espírito, e foi o que gostei.

    - Então a senhora acredita que irá reencarnar? É uma perspectiva interessante. Cresci ouvindo minha mãe dizer que eu só tinha essa vida e que por isso tinha que fazer as coisas direito... que essa coisa de reencarnar é só para quem é herói. Bem, até um dia desses eu era apenas alguém comum na vida, agora com esse dom de magia, de repente ganho uma vaga nesse ciclo de reencarnação, né? hahahaha - gargalhou Tirel, mas depois percebeu que pode ter sido indelicada com o comentário.

    Mestra Gaíla escreveu:No oitavo mês, estava um pouco desnutrida para uma mulher grávida, e percebi que fazia três dias que eu não comia algo realmente nutritivo quando Silvan nasceu. Apesar de ter sido um bebê pequeno, virou um menino esperto e hoje é um homem lindo. Como disse, eu tive bastante apoio, era pobre, mas meu marido era ótimo e me apoiou até a morte, assim como Silvan, que nunca me deu muito trabalho. Fora a dificuldade da gravidez, pois pra ser sincera, ficar grávida é um saco, ainda que a recompensa seja boa, minha vida foi relativamente fácil de conduzir.

    - Então a senhora tem um filho? E ele mora aqui com a senhora? O que ele faz da vida? - Tirel era muito curiosa.

    Mestra Gaíla escreveu:Mas há muito mais ainda. Não saberia responder toda sua pergunta, mas enquanto vamos vivendo, vamos aprendendo: Eu me comprometi primeiro com a igreja de Piro, depois que comprometi com o espiritualismo e só muito depois que conheci a Corte dos Milagres. Mas embora já tivesse visto minha cota de demônios em Fajr-Regno, com a Corte o convívio se tornou maior, e fui obrigada a desenvolver uma nova cota de paciência, pois é preciso muito mais paciência que o normal para aguentá-los. E com isto acabei percebendo que, por mais que tenhamos um ambiente hostil, o mais importante é o que eu faço do que este ambiente faz comigo.

    - É uma boa perspectiva, mas ainda não cheguei a esse nível de paciência. Na verdade, com menos do que isso, já teria mandado alguém para o inferno... - comentou Tirel encerrando a conversa com a chegada do anjo, do demônio e das mestras. Keela não apareceu, o que a desapontou um pouco, mas talvez fosse melhor assim do que se ela ficasse toda hora desqualificando o anjo negro.

    Tirel recebe a salada preparada por Nergal. Ele tinha mesmo feito um bom trabalho com uma salada bastante refrescante, o que combinou com seu peixe um tanto quanto temperado demais. Ela observou o esforço da Mestra Gaíla para comer e se sentiu um pouco constrangida.

    - Mestra Gaíla, acho que exagerei um pouco no tempo da marinada de temperos. Talvez 15 minutos fossem suficientes. Tome, pegue aqui um pouco da salada que Nergal fez, que está refrescante, dará o contraste perfeito com o peixe. - disse ela.

    E virando-se para Nergal, agradeceu.

    - Obrigada por ter trazido algo para nós. - e olhando para os demais, disse: - Aliás, obrigada por todos vocês terem vindo. É muito gentil. - voltando-se novamente para Nergal, ela perguntou: - Agora me diga, Nergal, você tinha demonstrado certa curiosidade por armas na última vez que conversamos. O que deseja saber?
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Kether em Ter Abr 02, 2019 3:16 pm

    Nergal segue com o Mestre Sen até o herbanário apenas para se apresentar e marcar uma visita para o dia seguinte, uma vez que ele ainda tinha o compromisso com os outros wanamki. Antes de partir ele fala com a bela mulher e seu filho.

    - Não quanto com os demais anjos, mas comigo pode ser apenas você mesmo. Não se faz necessária pompa, luxo ou requinte para comigo. Apenas a simplicidade da vida.

    Ele fala isso e parte com um sorriso como resposta para os dois.

    [...]

    Nergal e Josan partem para o jantar levando os pratos que fizeram, e também o outro que Nergal fizera e estava "ruim" para o paladar humano. Quando Nergal encontra Tinafe ele a chama para um canto e lhe dá os brincos de presente e retorna para a festa com ela de braços dados. Passado um tempo quanto todos conversavam entre si.

    - Agora me diga, Nergal, você tinha demonstrado certa curiosidade por armas na última vez que conversamos. O que deseja saber?

    O anjo se surpreende com a pergunta da jovem pois pensara que ela somente retornaria neste tema quando estivessem em estudo, lhe responde.

    - Recentemente eu comecei a estudar sobre a magia e suas aplicações, não só com os efeitos diretos que podemos realizar como também efeitos sob os corpos como a cura ou cirurgias com auxílio de magia. E também com encantamentos de armas, armaduras e itens diversos. Eu li que certos materiais possuem mais afinidade com a magia que outros, bem como as linhas de poder que devem ser feitas nestes itens para determinados efeitos. Porém eu não conheço nenhum encantador ou artesão que domine esta técnica, por isso da pergunta. Afinal antes de despertar minha habilidade mágica, eu era um soldado.

    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Leomar em Sex Abr 05, 2019 9:20 pm

    Antes dos outros chegarem

    - Mm... - Gaíla pensa um pouco antes de responder, em Akaŝa, discutir sobre a reencarnação poderia ser um problema já que alguns a classificam até como heresia - Alguns deuses deixam que as leis espirituais ajam sobre a maioria sem interferência, então não é de se estranhar que Jara se dedique mais a alguns preferidos, como Apalala*, enquanto a maioria tem que descobrir o caminho pelo pós-vida por si mesmos.

    *Jara já teve vários filhos com humanos e tritões, isto não é segredo nenhum. Dois ou três deles tinham o nome Apalala e estes é quase certo que são reencarnações de heróis anteriores, talvez até o mesmo Apalala em "versões" diferentes, embora aí já não temos certeza. Os pais destes Apalalas (bem como de vários outros filhos da deusa) também são considerados heróis, afinal a deusa só escolhe os melhores quando quer ter um filho. Estes pais costumam reencarnar mais facilmente, como um "presente" da deusa.

    - Quanto mais demoramos no pós-vida, mais temos de esquecer antes de retornar, por isto para alguns a reencarnação é tida como presente dos deuses, para outros como maldição dos deuses, se bem que... Bom, de qualquer forma, as vidas passadas, passaram. Elas fizeram de nós que somos, mas não quem seremos. Só a vida atual é a que define o que seremos, sendo assim sua mãe está certa ao dizer que esta é a única vida que temos para fazer as coisas direito. Não deixa de ser um bom conselho. E... bom, aproveite o novo dom, mas não espere que ele seja qualquer garantia para qualquer coisa no pós-vida. Magia não faz ninguém melhor ou pior, apenas diferente.

    A resposta de Gaíla podia ter alguns pontos que pareciam vagos ou que poderiam gerar várias outras perguntas para quem não dominava assuntos espiritualistas ainda. (off: caso fique intrigada demais com o assunto, pode rolar psicologia 2d10 para ver alguns pontos que ela pode ter deixado aberto, mas é um teste difícil com alvo bem baixo).

    - Então a senhora tem um filho? E ele mora aqui com a senhora? O que ele faz da vida?

    - Sim, como eu disse, um homem lindo! Embora elogio de mãe possa sempre ser suspeito, não é? Silvan mora em Nesopry, mas quando pode vem aqui. Faz cerca de três meses desde a última vez, e provavelmente demorarei mais uns três meses para revê-lo. Mas não reclamo, é o Caminho da Vida! Silvan é historiador, e também é um filósofo Sen.

    OFF: a filosofia Sen não é uma sociedade propriamente secreta, mas também não é muito influente, sendo assim diria que há 50% de probabilidade de Tirel ter ou não ouvido falar deles. Pode escolher livremente se ou quanto já ouvi sobre eles.

    Depois dos outros chegarem

    - Mestra Gaíla, acho que exagerei um pouco no tempo da marinada de temperos. Talvez 15 minutos fossem suficientes. Tome, pegue aqui um pouco da salada que Nergal fez, que está refrescante, dará o contraste perfeito com o peixe.

    - Ah, está só um pouco forte, mas está bom; faz-me lembrar de casa! Mm, faz já um bom tempo que não lembrava do tempero de Fajr-Regno. Mas a salada faz mesmo um contraste interessante. Obrigada!

    A culinária fajrense era mesmo conhecida pela não moderação de temperos, podia ser salgada ou apimentada e os fajrenses também eram importadores vorazes de especiarias. Alguns consideram a culinária exótica, outros refinada, outros acham uma droga mesmo. Gaíla provavelmente estava sendo muito generosa dizendo que estava só um POUCO forte, mas ela mentia de um jeito fofo.

    Nergal presenteia Tinafe com os brincos, ela fica surpresa, e feliz, colocando-os na mesma hora, retribuindo com beijos de desentupir pia.

    - Há! Você é muito fofo!

    Já quando oferece para provar o outro prato que tinha feito, a recepção não é das melhores.

    - Argh! Isto está horrível! Você sabia que márgara é venenosa?

    - Ann... É que Josan disse que você poderia gostar... - Nergal vê o filósofo de canto de olho, ele sacode os ombros como quem diz "Não tenho nada com isto, eu disse TALVEZ ela goste, talvez."

    - Eu até gosto de márgara, uma ou duas pitadas, mas isto está venenoso até para mim. Só não é pior que o chá de márgara, pois tomar aquilo é pior que ser torturada.

    Tinafe passa os dedos nos próprios lábios, Nergal lembra que também ficou com a boca meio anestesiada antes, devia ser mais um efeito da planta. Mas fora o pequeno mico, o resto corria bem. Talvez Nergal tenha visto um pequeno sorriso em Tirel quando ela percebeu que não fora a única a errar a mão no tempero, mas de qualquer forma resolve falar um pouco com ela também.

    obs: Como todos, menos Keela, aceitaram o convite, Nadhull pode interagir com qualquer um, incluindo o novo filósofo que Nergal apresenta como Josan. Mas como pretende ficar um tempo e sair depois para dançar, pode também interagir só com Niréia depois do jantar, já que ela aceita sair para dançar. Mas se não tiver afim de fazer mais nada no mesmo dia, amanhã ou domingo eu já posto algo sobre a manhã seguinte.
    Dycleal
    Antediluviano
    Dycleal
    Antediluviano

    Mensagens : 4600
    Reputação : 106
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Dycleal em Sab Abr 06, 2019 11:12 am

    Nadhull ouve a todos e experimenta um pouco de tudo e independente de gostar ou não agradece e expressa que gostou, cumprimenta o filosofo que Nergal trouxe e diz que gostaria de conversar mais, porém naquele dia estava apertado pois queria ir dançar um pouco para relaxar, senta-se junto de Niréia e fala sobre amenidades e estilos de dança, elogiando as suas roupas e penteado, mas de forma discreta e fica esperando a sua mestra se mostrar pronta para se retirarem.
    Lalalady
    Samurai Urbano
    Lalalady
    Samurai Urbano

    Mensagens : 101
    Reputação : 0

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Lalalady em Seg Abr 08, 2019 9:41 am

    Gaíla escreveu:- Sim, como eu disse, um homem lindo! Embora elogio de mãe possa sempre ser suspeito, não é? Silvan mora em Nesopry, mas quando pode vem aqui. Faz cerca de três meses desde a última vez, e provavelmente demorarei mais uns três meses para revê-lo. Mas não reclamo, é o Caminho da Vida! Silvan é historiador, e também é um filósofo Sen.

    - Eu também moro em Nesopry. Só venho para Dafodil para entregar encomendas e escoar mercadorias. Então ele é um Sen, daqueles enigmáticos que se sabe pouco ou quase nada e nada de direto se pode tirar? - Tirel sabia pouco a respeito dos Sen e nas poucas vezes que ouviu falar deles, sempre foi como pessoas de quem não dava para conversar muito sem se irritar com os rodeios para chegar ao assunto.

    Nergal escreveu:- Recentemente eu comecei a estudar sobre a magia e suas aplicações, não só com os efeitos diretos que podemos realizar como também efeitos sob os corpos como a cura ou cirurgias com auxílio de magia. E também com encantamentos de armas, armaduras e itens diversos. Eu li que certos materiais possuem mais afinidade com a magia que outros, bem como as linhas de poder que devem ser feitas nestes itens para determinados efeitos. Porém eu não conheço nenhum encantador ou artesão que domine esta técnica, por isso da pergunta. Afinal antes de despertar minha habilidade mágica, eu era um soldado.

    - Ah, eu venho estudando o assunto há alguns anos, desde que meu pai começou a me ensinar a fazer armas. Realmente, alguns materiais tendem a canalizar melhor algumas energias mágicas. Se quiser, amanhã posso lhe mostrar algumas das armas que trouxe em minha última viagem para Dafodil. Estou com minha tenda na Praça dos Sonhos Pequenos. Então você era um soldado? De onde você é? - Tirel queria saber mais sobre o anjo-negro-ex-soldado.
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Kether em Seg Abr 08, 2019 11:51 am

    Nergal conversava com Tirel

    - Ah, eu venho estudando o assunto há alguns anos, desde que meu pai começou a me ensinar a fazer armas. Realmente, alguns materiais tendem a canalizar melhor algumas energias mágicas. Se quiser, amanhã posso lhe mostrar algumas das armas que trouxe em minha última viagem para Dafodil. Estou com minha tenda na Praça dos Sonhos Pequenos. Então você era um soldado? De onde você é?

    - Isso seria bastante interessante, mas pela manhã eu irei a um herbanário para comprar alguns itens para estudos sobre culinária e alquimia com mestre Josan. Poderia me encontrar contigo na parte da tarde para que pudesse me mostrar estas armas, ou se desejar me acompanhar até o herbanário seria bem vinda. Sim eu era um soldado em minha cidade natal, Verda Ero que era praticamente um ponto de luz num mar de escuridão. Mas a cidade não existe mais.

    Nergal para de falar sobre a cidade pois não queria reviver aqueles fatos.

    - Eu recentemente até estava iniciando o trabalho para aprender a desenvolver o material da minha armadura, pois é um material resistente porém menos pesado que o que utilizei para repara-la a bem pouco tempo. Mas são tantos ramos de conhecimento que desejo aprender que acho que uma vida será pouco. - termina em tom mais descontraído.
    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Leomar em Dom Abr 14, 2019 7:50 pm

    TIREL

    - Então ele é um Sen, daqueles enigmáticos que se sabe pouco ou quase nada e nada de direto se pode tirar?

    Gaíla gargalha.

    - Ai... ai... Acho que esta foi uma das melhores descrições que já ouvi sobre os pensadores Sen. Enigmáticos, com certeza. Talvez isto tenha influência minha, como espiritualista também estou envolvido com o enigmático. O mistério é um sedutor de olhos e pele escura... Quanto ao "nada de direto", também tem sua verdade. Os Sen adoram uma boa charada, um paradoxo ou um provérbio. Quanto mais nova eu enchia Silvan de provérbios, hoje olho pra ele e penso: "eu criei um monstro!"

    Os Sen podem ser até irritantes algumas vezes, estão sempre estudando os piores erros das pessoas comuns: a ilusão, as falácias. Muitos acham ruim justamente por ser difícil enganá-los, e perto de um Sen, muitos também acham complicado enganar a si mesmos, por isto o rancor.


    Nergal e Tirel conversam brevemente. Ele diz ser de Verda Ero, o lugar tem suas lendas na Ilha dos Excluídos: segundo dizem, é (ou era?) o único lugar fértil na Ilha dos Exilados, embora fosse só um pequeno pedaço da ilha, deveria ser maior do que uma pequena cidade. Um lugar onde flores diversas e até árvores frutíferas cresciam. Porém Verda Ero não era um lugar para humanos, pois ficavam no meia da região dos lupinos, uma raça humanoide que, como o nome sugere, aparentam-se a enormes lobos e que não costumam ser amigáveis. Talvez Verda Ero fosse um lugar bonito justamente devido a humanos não irem lá estragar tudo.

    Nergal combina de encontrá-la depois, e ainda pergunta se estaria interessada em visitar uma herbanária na manhã seguinte. O dia seguinte era uma Iniciadora, dia sagrado para seguidores de Anĝelina. Tirel fica de dar uma resposta depois.

    No dia seguinte, Tirel não acorda muito bem, seu estômago pesava como uma pedra. Depois de passar um tempo na "casinha", ainda tem que ouvir seu gêmeo tirando sarro:

    - Ma'bah! Pensei que a princesa não ia deixar o "trono". Sua cara está um verdadeiro bagaço maninha. O que andou aprontando?

    Caso queira contar ao irmão sobre as peripécias de ontem, a descoberta do dom, etc. Ele ouvirá admirado, embora com cara de cético em muitos pontos. Tirel também perceberá que está muito cansada, e que não consegue "sentir" a presença da mana como sentia ontem (portanto não vai conseguir fazer nenhum truque). Será que demoraria a recuperar sua força? Era algo que começaria a se preocupar a partir de agora. Agora havia muito a se pensar.

    Sua cliente, caso cumprisse sua promessa (tomara que tenha esquecido) passaria em sua tenda todos os dias para saber das "novidades", porém Tirel não tinha menor ideia de quando ela apareceria, se fosse mesmo aparecer, portanto não iria ficar esperando, até porque não teria nada novo para falar com a meio(?)-demônio por enquanto.

    NADHULL

    Nadhull come, mas sai cedo da pequena reunião. Ele convida Niréia para dançar em outro lugar, e como ela também não tinha tanto a falar com os demais, aceita.

    Niréia comenta que provavelmente o íncubo precisaria de um dia ou dois, no mínimo, para recuperar a energia mágica gasta com Keela, e portanto não faria muito sentido treinar no dia seguinte, marcando para daqui dois dias.

    Ela também observa que o dia seguinte seria uma Iniciadora, dia sagrado para adeptos de Anĝelina. Talvez, com as atividades destes, a cidade conseguisse ficar com o clima levemente menos pesado da mana negra, embora sentir alguma vantagem da mana branca já seria esperar demais. Niréia não é adepta de Anĝelina, apesar de ser maga branca, mas eventos conjuntos afetam o ambiente, embora os eventos de Dafodil não sejam suficientemente grandes para apresentar uma mudança significativa.

    Depois que a maga vai embora, Nadhull ainda fica um tempo, tinha mesmo gostado desta coisa de dançar.

    A Iniciadora começa com muitas nuvens, e antes do almoço cai uma garoa. As ruas ficam elameadas, mas por enquanto a chuva era fina a não atrapalhava muito, embora pudesse engrossar.

    Cerca de um terço da cidade estava parada devido as atividades religiosas. Com dois terços não importando para a Iniciadora, ainda tinha problemas de sobra para procurar na cidade, ainda assim a cidade parecia mais "vagarosa". Nadhull só se dá conta depois de pensar na observação de Niréia, que ele, antes de conquistar sua liberdade, achava as Iniciadoras tediosas ou até desagradáveis, e quando não estava trancado (literal ou figuradamente) nos aposentos de sua antiga dona, tendia a se manter mais longe do rio ou ir mais para o lado das montanhas.

    Era algo que fazia sem nem perceber, e ainda não sabe porque. Hoje porém não sente esta compulsão instintiva. Para testar, até resolve se aproximar do porto.

    Como imaginava, parecia haver um número menor de demônios por ali, o número de meio-demônios não mudava muito mas algo afastava os de baixa-casta. Nadhull sente o cheiro do rio e da garoa, mas não sente nenhuma força misteriosa dizendo para se afastar.

    Um grupo de monges, com suas vestes cor de açafrão, entoava cantos em algo que deveria ser Yrdok (língua dos anjos, oficial de Ajros). O grupo era exclusivo de humanos, já que meio-demônios não eram bem vindo na Cisne Branco. Se bem que em Dafodil tudo era relativo, pois poucos tinham mesmo sangue puro, alguns podiam não ser meio-demônios, mas eram um-quarto-demônios ou três-sétimos, etc.

    Os meio-demônios que estavam no porto, e eventuais demônios de média-casta mantinham pouca distância. Não era uma coisa de respeito, mas era tipo "nós não gostamos de vocês, vocês não gostam de nós, então enquanto ficam no seu espaço, nós ficamos no nosso". Haviam certas hostilidades nos olhos de ambos os lados, e muitos (também de ambos os lados) querendo que alguém desse motivo para uma luta, assim, embora parecesse uma atividade civilizada, havia certo grau de tensão ali.

    NERGAL

    Nergal continua conversando com Tirel e fala sobre amenidades com os demais também. Nadhull e Niréia saem relativamente cedo. A maga branca diz que marcaria outro treino com vocês, talvez daqui dois dias.

    Fah e Josan também encontraram motivos animados para conversar entre eles. Quando o filósofo começa despedir dos demais, embora ainda não fosse muito tarde, Nergal resolve ir também. Influenciado por Josan mais cedo, Nergal resolve procurar alguma estalagem barata para não ficar no templo.

    Ele conversa com Tinafe, mas ela lhe conta que está "sobre liderança de uma súcubo da Cour" e que esta noite iria dormir num barco. Comenta que, trabalhando para a Cour isto implicava em alguns dias ter que dormir em barcos, outros em barracas ou cavernas, etc.

    Nergal pergunta se La Cour des Miracles era então como um exército.

    - Às vezes exército, às vezes escola, às vezes guilda... Pode ser melhor ou pior, dependendo do que se faça...

    De forma bem vaga, ela explica que está "sobre liderança" desde que veio de Fajr-Regno e enquanto estiver em missão. Diz que uma de suas missões continua sendo encontrar sua irmã, mas não a única, porém Tinafe é vaga em quase todas as explicações, mostrando que não podia explicar tudo sobre a Corte.

    - Mas tenho mais folgas que uma amazona comum, amanhã podemos dormir juntos, se quiser.

    Tinafe também diz para Nergal não ter pressa em fixar-se definitivamente em Dafodil, melhor seria ficar uns dias em estalagens e depois procurar outro continente fora daquela Ilha dos Excluídos para arrumar um lar, e ela até comenta que Fajr-Regno é muito mais agradável que aquela ilha.

    Satisfeito ou não com as explicações dela, não era uma noite em que perderia discutindo. Talvez tentasse saber mais sobre a Corte outro dia.

    Enquanto caminhava, Nergal viu num canto dois corpo retalhados, um cartão-postal irônico da cidade; Era também incomodado por mendigos ou simplórios que o viam como algum tipo de "coisa fantástica". De quando em quando alguma mulher o segurava pedindo ajuda para sabe-se-lá-o-que, muitos o saudavam como "guardião". Quando estava no templo até esquecia estas misérias coletivas, mas começa perceber que realmente terá que começar a ser mais discreto, talvez arrumando uma capa ou manto, ou as pessoas não o deixariam em paz.

    O dia começa frio, o que é até agradável, mas depois de algumas horas uma fina garoa começa cair. A cidade estava um pouco menos barulhenta por ser uma Iniciadora (dia em que muitos procuravam templos da Cisne Branco, já que não tinham grandes templos da Sagrada Conduta). O sul da cidade (onde tinha mais gente vinda de Ajros e se bobear até alguns anjos) deveria estar mais movimentada que o centro hoje.

    A chuva estava tão fina que não chegava incomodar, mas como Nergal queria ir na herbanária, resolve fazer isto logo, pois vai que dá azar de cair uma chuva de verdade.

    Jussara o atende, e o filho dela, Kandel, também estava na casa. Era uma casa simples, mas estava em melhor condições que a maioria, já que a maioria dos dafodianos não se preocupavam muito com limpeza.

    - Oh! Sente-se, guardião! em que posso servi-lo?

    Embora mais discreta (ou menos desesperada) que muito da cidade, Jussara não deixa de demonstrar ainda um pouco de exaltação por estar na frente de um anjo.

    Pouco tempo depois que Nergal tinha chegado, outro jovem humano aparece na porta dela, usava uma armadura deveras pesada, mas estava sem elmo.

    Dia de treino - Página 4 Erebor10

    O jovem parecia poucos anos mais velho que o filho da herbanária, e parecia relativamente forte, mas (embora não tivesse nada com isto) Nergal parece perceber um certo ar de afeto a mais no rosto do jovem, portanto certamente não era outro filho dela.
    Christiano Keller
    Mestre Jedi
    Christiano Keller
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1499
    Reputação : 64
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Christiano Keller em Dom Abr 14, 2019 11:57 pm

    @Kether - eventual interação na cena

    Ka,

           Ao chegar na herbanária a garoa estava deixando-me molhado. Era provável que ficaria bem molhado até chegar na forja. A casa de Jussara já era conhecida e a passagem para comprar as folhas de chá seria breve. Depois que me livrei dos problemas e caminhei até aqui só ficava pensando em quais folhas compraria, se seria certo comprar apenas um tipo ou se deveria comprar uma variedade. A verdade era que não sabia o que estava fazendo, apenas o efeito positivo que as folhas traziam para o corpo era o que aparecia.
           Uma vez dentro da casa vejo uma criatura de pele branca, cabelos negros, olhos negros, 1,80m, 70Kg com um par de asas negras. Seria esta criatura um anjo-negro? Certamente seria um dos clientes exóticos de Jussara. Este tipo de cliente certamente explica como ela tem faturado nesta cidade e que certamente sabe o que faz de uma maneira ainda mais impressionante do que eu imaginei.
           -- Olá a todos, vim por folhas de chá. Aguardarei a minha vez. Olho para cada um dos presentes e num momento de espera do Anjo-negro aproveito a oportunidade: Se precisar dos serviços de um ferreiro, meu nome é Ka e posso ser encontrado na forja do Tiberuis aqui perto. A gente sempre tem que procurar novos clientes, vai que a oportunidade aparece e alguém precisa de alguma coisa.
           Será que o anjo-negro se interessaria por uma armadura leve e resistente customizada para suas asas? Talvez precise de algo mais discreto como uma capa, mas também que possa proteger suas asas, como uma capa e abraçadeiras de metal para proteger as asas, quase como brincos, mas que dão a liberdade de movimento preservando partes essenciais do corpo. Ou será que usaria um arco com flechas para acabar com seus inimigos a distância? Se for um tipo de mago, seria o caso de usar uma peça com um metal condutor?
    Kether
    Garou de Posto Cinco
    Kether
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 91
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Kether em Seg Abr 15, 2019 1:03 pm

    Nergal caminhou pela cidade e aquela adulação começava a deixar mais difícil sua caminhada pela cidade, ir de um lugar a outro já começava a se tornar quase uma missão.

    "Devo voltar a usar meu manto com capuz com as asas guardadas..."

    Chego então na loja da senhora Jussara como havia marcado com ela.

    - Senhora eu gostaria de algumas ervas para chá com propriedades calmantes e que ajudem na meditação e harmonizem os chackras. Algo como Dente de Leão, Calêndula, Lavanda, Bergamota, Alecrim, Manjericão, Jasmim, Erva Cidreira, Flor de Lótus. Se não as tiver para chás mas tiver secas para fazer incensos também serviria...

    Nergal terminava de fazer opedido quando um jovem guerreiro, pelo menos numa primeira impressão, entra na loja. Ele anuncia pelo o que procurava e então se apresenta para o anjo negro.

    - É uma honra conhecê-lo Ka. Eu realmente estou a procura de um bom ferreiro... Eu preciso melhorar minha armadura.

    Nergal abre o manto mostrando a armadura com as placas negras e brancas.

    - Achas que poderia reproduzir uma liga metálica com a qualidade do que eu tenho nas brancas, mas com a durabilidade das negras? E claro preciso balancear bem para não afetar minha forma de vôo. Existem outros detalhes que também devem ser considerados mas esta não é a melhor hora para tratá-los.

    Nergal se vira para a dona da loja.

    - Aguardarei aqui se não for atrapalhar.

    Conteúdo patrocinado


    Dia de treino - Página 4 Empty Re: Dia de treino

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 22, 2019 3:39 am