Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Barra de Moxotó (Jônisson)

    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Seg Fev 11, 2019 4:15 pm

    - Cabra, tome jeito e tento que hoje o padre não tá prassuas graças.

    Tinha que trabalhar - era sem outro jeito para ganhar um sustento, às vezes não tinha como dar golpe para arranjar comida, ou se tinha - não tinha mais quem acreditasse. Jônisson já tinha fama de desacreditado em Moxotó e em tudo que era canto, sabiam quem era o moço. Arrumou emprego ali na igreja mesmo, onde condenado e boa gente não tinha diferença, era tudo o mesmo rebanho - mais ou menos, mas no geral, era sim. O padre era boa gente e sempre acolhia, sempre tinha um pão amanhecido e um pouco de café para oferecer, além do teto. Não dava pra dormir no relento com os bichos picando e azucrinando na cabeça. O sacristão, Enrico, era seu companheiro de trabalho na maioria dos dias e o que mais fazia, o que mais gostava de fazer, na verdade - era reclamar.

    - Num guento essa vida não e ocê ajude, viu. Dá pra fazer tudo sozinho, não.

    Era bom nisso. Em reclamar. Jônisson era bom em contar história e o sacristão era bom em reclamar, fazia tanto que às vezes nem sabia mais do que estava reclamando, só abria a boca e falava de qualquer coisa que fosse, saindo dele - parecia sempre reclamação, mesmo que não fosse - mesmo que não tivesse motivo. O trabalho junto do sacristão era relativamente simples, coisas gerais da igreja - coisas que apareciam e precisavam de um jeito - tinham que dar um jeito, simples. Agora, precisavam organizar um punhado de roupas que a esposa do Coronel de Sá tinha doado e seriam repassadas aos pobres (que era quase todo mundo da cidade) na próxima missa.

    - Veja sóocê. Trabalhando aqui debaixo do sol enquanto o povo só vem pra missa e já sai de roupa nova, num podia ajudá? Podia, num podia?
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Ter Fev 12, 2019 11:26 am

    Jônisson não se sentia muito a vontade, sentindo que estava trabalhando, mas os benefícios de estar em boa conta do padre valia a pena. Sem contar que Deus tava olhando, e no fim das contas ia considerar isso quando fosse a hora de sua morte (amém!). Enrico era chato que dava dó, mas pelo menos era alguém pra conversar. Ah, se fosse ainda cabra ruim... Dava logo um jeito nesse moço, com certeza.

    "- Mas minha graça agora é só divina, tenha certeza! E tu não reconhece um cabra mudado, não?" - Faz o sinal da cruz e cara de bom moço.

    "- Se avexe não, que se tem um trabalhador aqui sou eu mesmo! Já fiz de tudo nessa vida... Isso aqui agora é pra pagar pecado!" - separou um fardo de roupa.

    "- Rapaz, tem tanta roupa aqui que me pergunto até o que sobrou pra dona vestir!" - Ficou pensativo por um instante. Depois olhou para o sacristão, envergonhado.

    "- De jeito religioso, com certeza!" - Se explica. "- Fiz voto de santo quando vim mimbora pra igreja!"
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Qua Fev 20, 2019 4:10 pm

    - Ah, mas vá! Voto santo, era o que faltava! Terminou teu lado, cabra?

    Enrico tinha um amontado de roupas de um lado, separado em cores e pequenos montes. Reclamava mais do que lhe cabia, era um sujeito difícil de se suportar, mas não dava pra negar que era caprichoso com o que fazia, a reclamação era a força do seu trabalho. Com os amontados que tinha, empilhou alguns - colocando um pedaço de papelão na separação das cores e amarrou os fardos com um barbante e puxou esse mesmo barbante, jogando o fardo pelas costas.

    - Tem pouco tempo a missa já começa e o padre deve de tá precisando da minha presença. Cabra santo, mas não sabe fazer nada só. Esse povo tá todo abestado com essas histórias de monstro, lobisome e encapetamento que tem aparecido. Tão precisando de deus. Já não basta cangaceiro aperriando e mulestando, agora tem bicho ruim. Vamo andando com isso aí, Jônisson.

    Entrou na sala reservada da sacristia, onde alocou um dos fardos e ia fazendo isso com os demais, pouco a pouco, levando todas as pilhas que tinha sepadado.

    - Quero ver só esse povo saindo de roupa nova, se vão dar um obrigado pra quem juntou tudo.
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Qua Fev 20, 2019 5:13 pm

    Jônisson se incomodava com pouca coisa na vida, e por isso aturava sacristão sem penar... mas ô cabra chato!
    Era descrente demais pra um homem de Deus...

    "- E não é? O povo conta história demais aqui por essas bandas!" - Disse ele, mas se aproximando um pouco mais, para falar com cumplicidade.
    "- Mas vou lhe dizer viu... Essa coisa de lobisomem é pra quem tem Jesus longe do coração! Eu mesmo, quando era danado, ví um bicho desse..."

    "- Vôte!"
    - Faz o sinal da cruz de forma errada.

    "- Não sei se você já viu um tubarão de perto... que tem uma boca desse tamanho assim..." - Usa os braços pra gesticular uma tamanho exagerado...
    "- Tem mais de seiscentos dentes... e era assim bem parecido, umas unhas que pareciam peixêra..." - Cruza os braços pensativo.

    Por fim, aponta a pilha dele de coisas amontoadas. As coisas estavam separadas em três pilhas desorganizadas, com nada dobrado e sobrepostas de qualquer jeito, mas estavam de fato separadas.

    "- Terminei faz é tempo, ó praquí!"
    "- Essa pilha aqui é de mulé, essa aqui é de home, e essa aqui é de pirráia. Aqui é missão dada, missão cumprida!"
    - Diz orgulhoso de sí.
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Ter Fev 26, 2019 10:17 am

    O sacristão Enrico olhou de canto para os montes que Jônisson tinha separado, com até um pouco de desdém. Não conseguiu reclamar e isso o afetou - já estava com o discurso preparado de que teria que fazer tudo denovo e re-arranjar as coisas, pois estava errado, fora de lugar ou misturado. Mas a primeira vista, parecia tudo em perfeita ordem e de acordo com o que fora pedido para fazer.

    "Tá é bom, então."

    Desanimado. Fez mais uma viagem a ajudou com o restante das roupas que ainda precisavam ser levadas para dentro da igreja. Com o sol a pino, em seu ponto mais alto no céu e fazendo a terra se mexer quando se olhava na distância. Era possível ver as pessoas chegando para a missa, fora de hora - pois costumavam ser no final da tarde - mas era uma ocasião especial. A doação de roupas da senhora do Coronel Sá. Jônisson sabia bem que esse tipo de caridade sempre vinha acompanhado de alguma coisa, tinha eleição chegando ou problema com os governos e o Coronel de certo ia pedir voto, corpo pra levar bala ou só se mostrar dono dali mesmo, como era comum.

    "Sente na frente, viu? Prá acaso o padre careça de algo seu. Também num fique encerando o coroné e as pessoas de sua família."

    A fala era mansa, mas ordenando - parecia esquecer que Jônisson era um contratado ali pela paróquia, não pelo sacristão - mas era homem de reclamar e de dar ordens. Não era ruim, mas gostava de parecer ruim e já sabia, mas vale a pena confirmar, gostava de reclamar e quando não tinha como reclamar ou parecer ruim, tinha que fingir ou um ou outro. Com as roupas todas separadas e próximas do altar, as portas e cortinas abertas, o povo começou a entrar na igreja e tomar seus lugares - Enrico deu uma volta e ficou perto do altar, mas um pouco mais pro fundo.
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Ter Fev 26, 2019 12:11 pm

    Jônisson ouviu atentamente as orientações do sacristão, ou pelo menos fingiu que ouviu... As vezes tinha o problema de vazio entre as orelhas.
    Mas sentar na frente não seria nenhum problema mesmo... uma das coisas que o cabra gostava da igreja, é que vinham quase todas as moças da cidade.
    Ficou até aliviado de ver as pessoas chegando. Já estava entediado de toda a arrumação, ainda que não tivesse feito quase nada.

    "- Se preocupe não!"
    "- Se o padre precisar, eu faço até a missa!"
    - Disse, bastante seguro de si.

    Ele suspirou brevemente e colocou as mãos na cintura, matutando. Apesar de já estar por algum tempo nas redondezas, zanzava mais no mato do que na cidade, e portanto, alguns detalhes ainda eram desconhecidos para ele

    "- Me diga você que é sabido... o coroné é homem bom pra esse povo todo?"
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Qua Fev 27, 2019 4:24 pm

    De onde estava, do lado e um pouco atrás do altar - Enrico fez um sinal com o dedo para que Jônisson fizesse silêncio, mas ele próprio não conseguiu se controlar e coçou os lados da cabeça, já preparado para responder à pergunta.

    "Oxe! Já viu coroné ser bom pra algum povo, home? Finge que gosta de pobre e até beija criança suja quando é pra conseguir apoio e se não consegue, é bala."

    Mudou rapidamente o semblante relaxado, ficando sério e fixando os olhos na frente da igreja - muitas pessoas entravam e junto com essas muitas pessoas, vinham o coronel de Sá e sua família. Todos de branco. A esposa e uma filha pequena. Mas ele é que chamava a atenção. Um homem corpulento com um paletó branco, assim como sua calça e botas. Cara de poucos amigos, chapéu laçado e com presilha de ouro, não tirou nem mesmo a arma da cintura para entrar na igreja. O filho não estava acompanhando - haviam dois rumores - o jovem Flávio (que era um homem muito melhor do que seu pai) tinha sido assassinado por cangaceiros e o outro rumor era de que não tinha sido nada de cangaceiro, mas um lobisomem, uma besta-fera saída da mais bizarra história de terror.

    "Xiu, vai já começá."

    Todos foram se sentando - a família do Coronel sentou-se próxima de Jônisson. Na frente, como era de costume. O padre veio logo em seguida e iniciou a missa - levantou diversos pontos sobre a seca, sobre dificuldades e por fim, chegou na doação do Coronel.

    "... E meus amigos, estamos reunidos aqui na graça de nosso senhor Jesus é para receber a graça do seu Coronel Sá, que gentil demais da conta junto com sua senhora, nos doou algumas roupas que devem de ir para os mais desafortunados da nossa paróquia."

    O Coronel mantinha a cara fechada, não esboçou nem mesmo um pequeno sorriso com as honrarias.
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Qua Fev 27, 2019 5:58 pm


    Jônisson se aquetou quando todos chegaram e prestou bastante atenção no coroné e na família... Não era por menos que o véio tava carrancudo... o filho era um lobisome!
    Era o tipo de coisa que tirava o sono do rapaz. Não tinha um cabra que não ficasse froxo vendo uma coisa dessa.

    Pra ele, não gostar de pobre era coisa normal... nem ele mesmo gostava! Se fosse por ele, teria nascido rico...

    Quando a família chegou até a frente, Jônisson humildemente foi "espanando" o banco onde eles iam sentar, fazendo uma reverência e falando baixinho.

    "- Olhe... limpamos logo cedinho! Não vai sujar roupa branca não, seu coroné." - Disse de modo confidente.

    Daí então se sentou e sossegou enquanto o padre tagarelava... de vez em quando dando uma espixada de olho pra olhar para eles.
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Ter Mar 05, 2019 6:12 pm

    OFF:
    Não sei se eu que não descrevi muito bem - mas a história é que o filho do Coronel tenha sido assassinado por um lobisomem, ao invés de um cangaceiro - não que ele seja um, haha! XD


    Antes de tudo, valendo o contexto das ações de Jônisson, o Coronel chegou com a família e só não o ignorou por ter o "espanado" também com seu chapéu, meio que o jogando para o lado enquanto indicava os assentos para que sua esposa e filha sentassem. Voltou-se para Jônisson então, com a mesma cara amarrada de sempre e lhe disse por fm.

    "Se tem um bicho que não gosto é de cabra puxa saco, visse?"

    Sentou-se em seguida, de uma só vez e bufou, ouvindo o padre falar. Aquele povo tinha uma esperança que não era comum - Jônisson sabia bem, já tinha visto de tudo e compreendia que qualquer coisa ali oferecida seria aceita de bom grado pelo povo, pois era o que conseguiam e o que se conseguisse, era bom e não tinha como reclamar. Dava pra pedir mais, dava pra ficar bravo - mas era de dar água nos olhos as pessoas ali, no meio do dia, num calor bravo e que queimava a cabeça do povo, ajoelhados e agradecendo pelo pouco de roupas novas que tinham ganhado. Tudo foi rápido, afinal de contas, muitos tinham que voltar pra lida e ela foi adaptada para o horário em que o Coronel poderia estar presente em Barra de Moxotó, tão logo iria voltar pra Sázinha, sua cidade de morada.

    O padre indicou as pessoas para que pegassem as roupas que lhes fossem servir e foi logo falar com o Coronel, uns minutos depois. Cochicharam por algum tempo e então se afastaram, o padre ficou sério e o Coronel não mudou muito sua expressão, indicou a saída com um aceno para sua mulher e filha e voltou a atenção para Jônisson.

    "Você aí, cabra."

    O coronal estalou os dedos, chamando Jônisson - não tinha freios ou modos, para ele - todo o povo era menos que ele e para isso, o estalar de dedos se estava bom pra chamar cachorro, tava bom pra chamar qualquer um ali.
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Qui Mar 07, 2019 4:41 pm

    OFF::
    Eita, entendi errado XD. Perdão





    Jônisson achou o doutor altivo demais... Só porque era cheio dos recursos, não baixava a bola nem com um filho morto. Vixe.

    "- Se preocupe não, meu senhor. Isso foi só um costume do povo índio de minha mãe, pra espantar os maus agouros... sei que a família passou por um mau bocado..." - Disse ele, se explicando sem ser perguntado.

    "- Sou de ficar alisando não, mas sou homem da igreja... se precisar de alguma coisa, sou seu criado nesse momento." - Cumprimentou colocando o chapéu no peito.

    Sentou-se e fingiu prestar atenção na ladainha do padre... Estava pensando mais na barriga do que em qualquer outra coisa. Até perceber que o tempo tinha passado, e a missa terminado.
    Olhou para o Coroné com os estalos de dedos, e então se levantou e caminhou até lá.

    "- Coroné..." - Disse ele, cumprimentando.






    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Sex Mar 08, 2019 6:07 pm

    O Coronel passou a palma da mão na boca e barba branca, esfregando o rosto e terminando com uma coçada no queixo - observando os passos dele enquanto se aproximava após ter sido chamado. Aí então, respondeu Jônisson, não tinha muito interesse na voz - como era comum do povo mais abastado de se falar com gente menos endinheirada que eles - no caso do Coronel, era assim com todo mundo, podia ser quem fosse, tinha fama de já ter destratado até mesmo o bispo - que era autoridade e autoridade santa, ainda por cima - mas era o Coronal de Sá, tinha até uma cidade com o nome da peste, fazia o que queria - mandava e desmandava onde fosse, não era das melhores companhias, mas era o homem do dinheiro e era bom estar do lado do dinheiro.

    "Jônisso, né? O seu padre aqui me disse que você é metido a conversa, inventadô de história, mas que é homem bom de trabalho."

    Enfiou as duas mãos no bolsos das calcças brancas e baixou um pouco o olhar. Balançou a cabeça para o padre, que estava imóvel e no mais completo silêncio, para que fosse embora - de que não precisava mais da presença do mesmo ali.

    "Minha família tá voltando pra Sá, mas devo ficar por aqui mais um tempo. Vou pra minha fazenda ver como é que tá as coisas e caçá a desgraça do cangaceiro que matou meu filho, tô juntando tudo que é homem das rendondezas pra ir junto, pago bem e pago melhor ainda se voltá com o côco do amaldiçoado."
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Seg Mar 11, 2019 10:52 am

    OFF:
    Desculpa a demora! Demorei pra sair do carnaval *rs*





    Jônisson balançou a cabeça concordando. Ouviu atentamente, ainda mais quando foi dito que era homem de trabalho... Ficou orgulhoso de si mesmo com o elogio.

    "- Seu santidade o padre me conhece bem demais. Se tem um cabra que é trabalhador sou eu mesmo!"

    Disse parando para ouvir em seguida. Eita, que o coroné ia juntar uma milícia pra fazer justiça...
    O negócio ia feder na cidade.

    "- Com a bença do padre, vai aparecer rapidinho esse cabra safado! O senhô pode contar com meu serviço, mas já abandonei minha arma faz tempo pra servir a igreja..."
    "- Mas se for vontade também de nosso senhor jesúis cristo, viro anjo vingador!"


    Faz o sinal da cruz em ordem equivocada.






    [/quote]
    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Sex Mar 15, 2019 6:01 pm

    OFF:
    Tranquilo! Também me enrolei no retorno da folga de carnaval. XD


    "Pois é vontade de vosso sinhô Coronel de Sá e largue de história!"

    Respondeu de súbito, imediatamente após as últimas palavras de Jônisson. Não era um homem de paciência e nem de trato fino, como já visto antes - tinha até mesmo pouco apreço pela autoridade eclesiástica, mostrado a forma ríspida com o padre e as histórias que rondavam até mesmo a respeito do bispo - mas homem do dinheiro era assim mesmo. Tirou as mãos dos bolsos e quase quase que estava para virar as costas, soltou suas últimas palavras.

    "Espero que apareça na fazenda, tamo combinado."

    A fazenda não era longe - ficava no limite da cidade de Barra de Moxotó com Tiporaí. Mas como bem pensado por Jônisson, não era uma das melhores situações para se estar envolvido - era de se esperar que o Coronel não ligasse muito para que fosse para a linha de frente contra os cangaceiros, pior - era possível que ele até mesmo empurrasse quem quer que fosse para que levasse a bala em seu lugar.
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Ter Mar 19, 2019 9:54 am





    Jônisson ficou preocupado, mas preferiu disfarçar... vixe, que tava de calças curtas. Se negasse ajuda, o coroné dava um fim nele... pelo menos ajudando tinha mais chance de sair vivo, e com alguns contos no bolso. Eita, desgraça!

    "- Pode deixá, que se tem um cabra de palavra sou eu mesmo!" - Disse ele, orgulhoso de si.

    Quando o coroné foi se afastando, Jônisson olhou pro padre, preocupado.

    "- Deus sabe que não tenho escolha, né seu padre?" - Ficou esperando confirmação.






    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Ter Mar 19, 2019 3:28 pm

    "Tem é nada de opção, meu filho. Mas veja só, garanto que é melhor fingir que tem."

    Disse o padre em tom pesaroso, também olhando enquanto o Coronel se afastava dos dois, juntou as mãos na frente do corpo. Era claro que ele também estava profundamente incomodado com o modo no qual o Coronel tratava as pessoas, mas o que poderia fazer? Além de tudo, ao custo de pequenas humilhações, conseguia algumas doações para a igreja e para sua paróquia, como por exemplo as roupas que receberam hoje e conseguiram um mínimo para as pessoas da cidade. O padre se virou para Jônisson e passou a mão na cabeça dele, com uma bênção rápida. Mesmo não sendo o maior dos devotos, sentiu alguma coisa naquele rápido momento, não sabia descrever nem com letra e nem com palavra, mas era um calafrio ao contrário. Aqueceu seu corpo e o fez estremecer.

    "Vai na paz do senhor e volta vivo."
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Ter Mar 19, 2019 6:50 pm





    Jonisson respirou fundo, e sorriu para o padre. Ele tirou o chapéu e levou ao peito, se inclinando para cumprimentar.

    "- Muito obrigado, seu padre! Podexá que se tem um cabra que gosta ficá vivo sou eu mesmo!"
    "- E agradeço por demais esse tempinho aqui!"
    - Diz ele, rindo e se despedindo.

    Jônisson sai caminhando em direção à fazenda, sem pressa, refletindo em seu passeio. Na verdade, suava frio... Queria se meter com cangaceiro não... mas também não tinha saída... Ou fugia dalí e não voltava nunca mais, ou fazia o que o coroné queria...
    Sua cachola o levava para longe, mas seus pés o levavam para a fazenda.






    einherji
    Tecnocrata
    einherji
    Tecnocrata

    Mensagens : 325
    Reputação : 28

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por einherji em Qui Abr 04, 2019 4:54 pm

    A cabeça tinha que funcionar rápido, não era muito longe até a fazenda e como já sabia - chegando perto dali os jagunços do Coronel já iam o encontrar para que fosse tomado em conta, levado até o bando que se juntaria para caçar os cangaceiros e supostos assassinos de Flávio, o filho do Coronel. Um cachorrinho magrela passou a andar do lado de Jônisson, devagar, mas com pequenos saltinhos - típicos de filhotes. O cachorrinho, apesar do sol e claramente estar com fome, tinha a língua pra fora e mostrava contentamento ao ver alguém, como mostraria para qualquer pessoa provavelmente - sabia que humano era igual a comida, mesmo que fosse qualquer restinho de qualquer coisa, mas não pediu ou se interpôs, só foi acompanhando Jônisson pelo caminho, com a língua caída do lado da boca.

    Viu um braço balançando na distância, era um dos homens do Coronel. Tinha um uniforme parecido com o da polícia, mas usava uma faixa vermelha no braço, indicado que era um homem de Sá. Chamava Jônisson para que se aproximasse e o cachorrinho ia em sua cola.

    OFF:
    Desculpe a demora!
    nahna
    Cavaleiro Jedi
    nahna
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 280
    Reputação : 11

    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por nahna em Sex Abr 05, 2019 3:43 pm




    OFF:
    Bem vindo de volta! Smile

    Jônisson foi andando tranquilo e fez uma festinha para o cachorro, com um afago em sua cabeça.

    "- Eita, totó! Aqui sozinho, bichinho!"
    "- Se eu passá de hoje, eu venho te dar uns ôssos"
    - Sorriu pro cachorrinho.

    Ao avistar o homem do coronel acenando, acenou de volta, indo até o seu encontro.

    "- Diacho... É hoje que eu vejo minha sorte..."

    Juntou-se aos demais pra receber orientações.






    Conteúdo patrocinado


    Barra de Moxotó (Jônisson) Empty Re: Barra de Moxotó (Jônisson)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Maio 23, 2019 8:15 am