Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Arthur Fray

    Compartilhe
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Dom Mar 03, 2019 5:57 pm




    Day 1

    A
    noite era de lua cheia, bem alta e clara em pleno verão. Eram 19:00 e ainda havia uma imensa quantidade de pessoas andando pelas ruas, como se aquela cidade jamais parasse. Luminosos piscavam, música ecoava no ar, instrumentos rugindo e o falatório sem fim de pessoas era o que diariamente ecoava pelas ruas da cidade. Lojas, armazéns, bares, clubes, padarias... tudo quanto era comércio ainda estava aberto naquele horário e não precisava nem ser alta estação ou período de férias para tal. Sempre cheia de visitantes e moradores locais, as ruas estreitas não tinham descanso nunca. Os bares e casas noturnas trabalhavam já a toda velocidade naquela hora da noite na Bourbon St.

    Ainda nem era Mardi Gras e a cidade já estava ceia de pessoas e tudo funcionava a pleno vapor.

    A cidade também possuía outros tipos de atrações apreciados por muitas pessoas: a comida creoule, procurada por muitos. A fama do famoso Gumbo, Po Boy's, Jambalaya e Beignets havia cruzado o país e agora muitas pessoas desbravavam a noite da cidade procurando por algum desses práticos típicos e um bom drink para beber em meio à toda aquela agitação, música e show de luzes.

    A medida que as pessoas andavam pela cidade, os diferentes cheiros iam atraindo pessoas para as diversas diversões que poderiam imaginar, desde a comida, desde os drinks exóticos, desde as belas mulheres até o cheiro de produtos e frutos do mar frescos que vinham do grande mercado da cidade.
    Boatos do ocorrido cruzaram o país para todos os povos, desde humanos, vampiros, lobisomens e bruxos, o que acabou trazendo alguns curiosos à cidade.

    No caso de outros, nada havia mudado em suas vidas e esse era o caso de do "tio Artie", que voltou à cidade após longos anos...






    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Dom Mar 03, 2019 8:17 pm

    O aeroporto internacional Louis Armstrong estava lotado. Passageiros iam para todos os lados, funcionários abarrotados de trabalho, e um certo voo vindo da Grécia trouxe de volta para cidade um de seus mais antigos moradores. Após dois longos anos viajando pela península balcânica, Arthur Fray finalmente voltou para casa. Mas ainda havia um longo percurso para chegar no lugar que chamava de lar.

    Conseguiu um táxi para o French Quarter, onde estava seu antiquário e casa. Já estava entardecendo quando deixara o aeroporto e já era noite quando chegou ao seu destino. Em dois anos a cidade não mudara quase nada. Alguns estabelecimentos novos, outros fechados ou com nova diretoria, mas o clima característico da cidade estava lá, ainda mais agradável com o jazz que tocava no rádio do táxi.

    Arthur chegara ao seu destino. Desceu, pagou o motorista depois dele deixar sua bagagem -duas grandes malas de viagem e uma menor-, na frente da porta do antiquário Relics & Rarities. Era um bairro movimentando, principalmente nas noites de verão. Arthur se aproximou do seu lar, parou em frente, e suspirou de cansaço e alívio. Estava em casa.

    Antes de entrar, se aproximou do batente da porta da entrada. Fechou seus olhos e colocou a palma da mão esquerda sobre o batente, enquanto inclinava um pouco a cabeça como se tentasse escutar algo. Depois aproximou o rosto, cheirou o batente e por fim, lambeu a madeira antiga. Um casal que passava por perto percebeu a cena e saíram rindo achando que o velho Artie era algum tipo de biruta. Mas não. Arthur apenas testava as defesas mágicas do refúgio em busca de sinal de violação. Dois anos eram muita coisa, e este velho era precavido. Mas estava tudo no seu lugar. Nada violado.

    Algumas palavras são ditas e um clique na fechadura é ouvido, trancas são destrancadas e a porta se abre. Era um local com seu espírito desperto graças às práticas de feitiçaria. Ele era receptível ao seu senhor, bem como aos convidados, que não percebiam nada. Porém, quando havia algum invasor, alguém indesejado ou algum cliente impertinente, o local poderia afugentá-lo pregando alguns sustos ou dificultando as coisas, como se fosse uma casa mal assombrada. Então, Arthur entra, coloca a bagagem ao lado da porta da entrada enquanto a porta se tranca sozinha. Uma casa desperta tinha suas vantagens.

    Olhou em volta para conferir tudo, claro que estava tudo no local, mas havia algo a mais. No fundo da loja, ao lado da registradora, havia uma sacola de papel coberta de poeira pelo tempo. Arthur se aproximou e viu que era comida chinesa, já velha e estragada. Ele jogou ela no lixo. Ao lado, um bilhete:

    "T. A. Vim te visitar e não te encontrei em casa. Trouxe a janta. Volto outro dia. Não trabalhe muito. C. F."

    Era da Clairy. Ela falou que não havia encontrado Arthur em casa e ligou o procurando preocupada. Isso foi dois meses depois de sair de viagem. Celulares. Facilitam muito. Como a tecnologia avança e a magia é esquecida. Esta é sina de todo bruxo. Então, Arthur coloca a mala menor sobre o balcão e a abre. Era de código. Dentro dela, protegidos por espuma, haviam alguns itens raros. Alguns foram difíceis de se encontrar, mas ele finalmente encontrou o que seu cliente procurava. Levou mais tempo do que imaginava. Cada local que visitava o levava a outro. Foi difícil encontrar algo perdido quando este algo queria continuar perdido. Arthur espera que seu cliente fique satisfeito e entenda a demora. Amanhã ele ligará para ele. No momento, Arthur apenas quer descansar.

    Mas não seria nesta noite que descansaria. No fundo da loja havia uma escada em caracol que levava para o segundo andar, onde se encontrava seu quarto, e para o porão, onde ficava o depósito. Ao tocar no corrimão para subir as escadas, sentiu um frio na espinha, sentiu a presença de algo vindo do depósito. Arthur ficou alguns instantes pensativo, analisando a sensação. As defesas não foram violadas, logo, era alguém que tinha passe livre para o local. Arthur imaginava que podia ser Clairy tentando lhe pregar alguma surpresa de boas vindas. Arthur estava ansioso para ver a sobrinha que começou a descer as escadas, como se não tivesse percebido nada. Conforme descia, seu sorriso de alegria foi mudando quando seus sentidos lhe trouxeram um cheiro de sangue familiar. Arthur havia esquecido da promessa que fizera anos atrás, de nunca negar asilo para lupinos quando o buscassem. Mas a casa desperta se lembrava. E ela permitiu a entrada de um lupino, que estava escondido no depósito.

    Arthur teria uma conversa séria com o espírito da casa mais tarde.
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Seg Mar 04, 2019 5:49 pm


    ...

    D
    escendo as escadas aquele cheiro foi ficando cada vez mais forte até que ele acabou encontrando quem não esperava, aquele lupino de outrora. Ele estava deitado em um tapete no chão, como se fosse um bicho de estimação. Estava um pouco mudado, tinha crescido um pouco afinal já fazia alguns anos desde o último encontro. Agora o lobo Scott estava bem mais crescido.

    Assim que Arthur pisou no depósito, ele se levantou meio que encabulado e sem jeito e acenou para ele:

    - Oi... E aih... Eu precisava falar com você... Tem alguns lobos ficando doentes, com alergias de pele e só você pode ajudar...

    Ele então fez uma breve pausa e continuou falando:

    - Sua casa me deixou entrar então eu resolvi procurar algum remédio. Pelo que entendi, as coisas todas ficam aqui em baixo, mas parece que eu não sei o que procurar e a sua casa também não sabe como me ajudar.

    Ele olha em volta e continua dizendo:

    - Foi mal mesmo eu ter entrado sem pedir, mas sua casa me recebeu muito bem... Me ajudou a achar este cômodo e tudo. Eu procurei não bagunçar nada e nem tirar nada do lugar. Depois de algumas horas eu fiquei cansado e acabei dormindo e foi então que você chegou...

    Realmente aquele garoto de cerca de 20 anos era bem educado e gentil. As aparências enganam pois olhando para ele ninguém diria que era um alpha e o pior, que havia conquistado esse posto através da força.



    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Ter Mar 05, 2019 12:49 am

    -"Calma, jovem Scott, não há problema algum. É que a casa esqueceu de me avisar que eu tinha visitas." Arthur fica um pouco aliviado enquanto olha para cima em direção ao teto com um olhar de repreensão.

    Arthur não podia acreditar que aquele ali na sua frente era praticamente uma criança anos atrás quando ele e uma matilha de lupinos o salvaram de algumas criaturas desgarradas que eram contra tudo aquilo que Claudia construiu. Um jovem crescido. Tempos atrás ouviu boatos que Scott havia se tornado o lobo-alfa do seu grupo através de um combate. Era assim que os lupinos resolviam a maioria das coisas. E olha só, aquele garoto tímido se tornou este rapaz educado.

    -"Você é bem vindo aqui. Como foi acordado naquele dia, todos vocês são bem vindos aqui. Desde que não tenham más intenções. Eu acabei de chegar de viagem e não tenho muita coisa para oferecer. Talvez eu tenha algumas ervas na dispensa. Gostaria de um pouco de chá?" Arthur faz um gesto para que Scott o acompanhe até a cozinha no andar superior.

    -"Pode me fazer um favor? Tem duas malas de viagem ali perto da entrada, poderia trazê-las para cima enquanto eu preparo o chá?", então Arthur vai até a cozinha e coloca a água para esquentar enquanto procura nos armários por chá. Scott logo depois chega com as malas e Arthur aponta para deixá-las em um canto. Era jovem e saudável, estava disposto, e isso é bom, significa que sua saúde ainda não foi afetada por o que quer que seja que esteja afligindo os lupinos. -"Olha, achei um pouco e café também. Prefere chá ou café?"

    Após a escolha do jovem lupino, Arthur aponta uma cadeira para Scott se sentar e enquanto serve duas xícaras, pergunta: -"Então, jovem Scott, tenho várias ervas e unguentos que podem ajudar qualquer tipo de doença comum. Também tenho algumas para doenças não tão comuns. Mas não adianta usar qualquer um deles se não sabermos do que tratar. Estes sintomas, alergia de pele você disse, poderia me descrever melhor? Qual o estado dos doentes? Você sente algum sintoma?", e toma um gole da xícara, calmamente.
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Ter Mar 05, 2019 11:59 pm


    ...

    O
    lobo Scott era bem educado e gentil:

    - Eu gostaria de tomar um chá sim. Eu tentei te avisar, mas você não respondeu às minhas mensagens deixadas na sua porta. Será que não é hora de arrumar um celular?

    Assim que entrou, viu que havia um amontoado de cartas e papéis em um dos cantos da sala. Aparentemente a casa tentou deixar tudo ali no canto, como se fosse uma montanha de lixo a ser jogado fora sendo que na verdade eram coisas importantes.

    - Enfim... pode me ajudar com a alergia lá do pessoal?

    Scott então se levanta e o acompanha até a cozinha daquele lugar, pegando as malas como foi pedido à ele. Talvez para o titio as malas estivessem bem pesadas, mas para o lobo era leve até demais, mesmo tendo um corpo de adolescente aparentemente nada musculoso, conseguia carregar aquilo facilmente. O lobo não havia explorado o local, pois só estava atrás do remédio para seus companheiros, então só ia atrás de Arthur.

    - Eu prefiro chá.. vai que depois eu não prego o olho quando voltar pra casa...

    Ele pensou um pouco na pergunta que o bruxo fez e disse:

    - Então... eu não sinto sintoma nenhum, mas estão todos estressados, querendo se matar e cheios de bolhas purulentas pela pele. Não sei se é sobrenatural ou não, mas está deixando todo mundo insano e louco. Tive que acorrentar todos e coloca-los em celas antes de vir aqui...

    Se senta em uma cadeira na cozinha, apoia os cotovelos na mesa e a cabeça sobre as mãos.

    - Será que vou me infectar também? ou será que já estou infectado!?

    Ele olha de forma pensativa para a caneca de chá a sua frente...



    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Qua Mar 06, 2019 12:32 am

    -"Me desculpe, mas eu perdi meu celular em algum lugar de Creta. Não sei mexer nessas coisas direito, esperava que Clairy me ajudasse a comprar um novo e reaver meu número quando voltasse."

    Arthur ouve atentamente o jovem lobo descrever a enfermidade. Se fosse apenas uma doença de pele seria até que simples resolver, mas, pelos sintomas, ela afeta a mente dos lobos e Arthur não é perito nesta área. Apesar que pode ser uma reação do instinto da raça à enfermidade. Fazer suposições não vai ajudá-lo neste momento.

    -"Seu povo sempre foi resistente às enfermidades mundanas. Nunca soube de alguém que tenha sofrido de algo parecido. Não gosto de fazer suposições, pelo que me descreve, acredito que apenas algo sobrenatural superaria a resistência do seu povo. Vamos trabalhar com esta teoria. Você pode me levar até eles? Preciso vê-los de perto. Só preciso achar minha maleta... onde foi que a deixei mesmo?"

    De repente, uma porta inferior do armário se abre devagar, rangendo como se quisesse ser notada. Lá dentro a maleta de Arthur. -"Ah, ali está! Obrigado casa!" Arthur pega sua maleta, a coloca sobre a mesa, a abre e confere o interior. Então ele desce a escada até o depósito e pega alguns potes e pequenos embrulhos contendo ervas e pós medicinais, além de outras coisinhas que ele espera não precisar utilizar. Volta à cozinha e os coloca dentro da maleta e a fecha.

    -"Acho que isso será o suficiente por enquanto. Vamos?... e por favor, termine seu chá!", e coloca seu chapéu fedora antes de deixar sua casa.
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Qui Mar 07, 2019 11:51 pm


    ...

    O
    lobo prestava atenção no que Arthur dizia, mas não estava achando ser nada segura leva-lo para ver os outros, ainda mais porque estavam bem violentos. Mesmo estando todos presos com correntes em jaulas, era arriscado um contato, de qual forma.

    - Arthur... A situação é bem arriscada. Você tem certeza que é necessário velozes de perto? Você pode ser atacado se algo der muito errado....

    O lobo continuava bebericando o chá enquanto viu o bruxo ajeitando uma maleta que a casa meio que “deu” para ele. Desceu ao depósito também para pegar uns pontinhos estranhos e colocar dentro da maleta.

    Muitas vezes, essas coisas de magia faziam o jovem lobo parecer um bebê lupino bem assustado, que olhava tudo com uma expressão de medo e curiosidade ao mesmo tempo, típica de filhotes.

    - Não tem mesmo como te convencer a não ir?

    Então Scott terminou seu chá e teve que obedecer e deixar Arthur ir com ele, mas como é que o bruxo iria até a região do extremo norte, depois do tremê? Iriam de táxi ou de alguma forma magica quem sabe?

    O bando de Scott se localizava no bayou, uma área meio que já quase de fora de Nova Orleans, mas era o seu canto por natureza. Lá havia pântanos e bosques e varias casinhas mais simples onde podiam ter uma vida simples e alegre com toda ânsia alcatéia. Havia algumas casas bem melhores a medida que se explorava o bayou, inclusive vasas bem maiores, de alvenaria e até uma espécie de lugar com celas feita de metal e abrigadas do brilho da lua, assim problemas seriam evitados.



    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Sex Mar 08, 2019 5:35 pm

    - Arthur... A situação é bem arriscada. Você tem certeza que é necessário vê-los de perto? Você pode ser atacado se algo der muito errado....
    -"Entendo o risco, jovem Scott, mas como poderei medicar algo se suas descrições são vagas e sem ver o paciente? Não é um caso de gripe ou mau-olhado que é fácil medicar. Preciso estar lá. Preciso analisar o caso de perto. E confio que você vai segurá-los para não me ferirem. Vamos?"

    - Não tem mesmo como te convencer a não ir?
    -"Você os quer curados, certo? Então, vamos até eles."

    Ao saírem do antiquário, entre o barulho noturno do French Quarter, o som das travas e trancas da porta se fechando às costas de Arthur e Scott eram audíveis apenas por aqueles com ótimos sentidos ou que estivessem atentos à porta que se fechara sozinha. Scott estava visivelmente preocupado, ainda mais agora com a presença de Arthur, como ele poderia garantir sua segurança, era o que Arhtur imaginava que o jovem lobo estava pensando.

    -"Ouça, meu jovem, lembro do seu rosto anos atrás, quando seu grupo, sua matilha, me salvou de um grande problema. Naquele dia eu jurei ajudar todos da sua raça sem distinção. E hoje, anos depois, você aparece aqui solicitando minha ajuda. Esta é uma forma de eu poder pagar uma parte do que devo a vocês. Agora, aponte o caminho.", dizia, pois Arthur não sabia realmente onde eles viviam, mas ouvira boatos de várias matilhas espalhadas em vários locais, mas onde exatamente?
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Seg Mar 11, 2019 11:05 pm


    ...

    A
    o saírem do antiquário, entre o barulho noturno do French Quarter, o som das travas e trancas da porta se fechando às costas de Arthur e Scott eram audíveis apenas por aqueles com ótimos sentidos ou que estivessem atentos à porta que se fechara sozinha. Scott estava visivelmente preocupado, ainda mais agora com a presença de Arthur, como ele poderia garantir sua segurança, era o que Arhtur imaginava que o jovem lobo estava pensando. Apesar desse desconfortável todo, não seria o menor dos problemas para Scott fornecer toda a segurança do mundo que o bruxo precisaria.

    Saindo do local, Scott apontou para uma motocicleta, que deveria ser usada pelo bruxo para ir ao local. Era uma Yamaha Rd 500 Lc 1984, branca e vermelha, muito bonita por sinal. Chegava a parecer novíssima, pois o garoto tinha cuidados doentios com ela.

    Moto:

    - Essa é a minha moto. Não é difícil de usa-la. Me acompanhe com ela e por favor, guarde minhas roupas... Vou precisar delas depois.

    Então, Scott foi para detrás de um poste e em um piscar de olhos, de forma parecendo bem dolorida em alguns minutos ele aqui transformou em um imenso lobo, bem maior que os lobos que existiam e até que grandes perto de um ser humano.

    Lobo:

    O lobo então saiu detrás do poste, pegou aquela camiseta, jeans e par de tênis meio surrados com os dentes e o levou até Arthur, deixando tudo ao lado da moto. Ele esperava que Arthur guardasse no compartimento debaixo do banco da moto e então ambos poderiam ir para o local. Assim Scott seguiu corre do na frente, apontando o caminho...
    O bando de Scott se localizava no bayou, uma área meio que já quase de fora de Nova Orleans, mas era o seu canto por natureza. Lá havia pântanos e bosques e varias casinhas mais simples onde podiam ter uma vida simples e alegre com toda a sua alcatéia. Havia algumas casas bem melhores a medida que se explorava o bayou, inclusive vasas bem maiores, de alvenaria e até uma espécie de lugar com celas feita de metal e abrigadas do brilho da lua, assim problemas seriam evitados.



    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Ter Mar 12, 2019 5:28 pm

    - Essa é a minha moto. Não é difícil de usa-la. Me acompanhe com ela e por favor, guarde minhas roupas... Vou precisar delas depois.

    Arthur olhava a moto, curioso com a situação, e comenta: -"Sempre imaginei que vocês preferiam viajar através do mundo espiritual, evitando olhares de adormecidos, e que no mundo físico utilizassem meios mais práticos como circular. Você me surpreendeu."

    Scott volta detrás do poste totalmente transmorfado em um grande lobo. Os poucos curiosos que passam por eles se afastam, mas não Arthur, que pega as roupas do jovem lobo de sua boca e procura pelas chaves da moto nos bolsos. Então, levanta o banco e guarda as roupas no compartimento da mesma, mas não sem antes dobrá-las, o que deixa o jovem um pouco impaciente. -"Calma, jovem, um homem deve zelar pela aparência, e não queremos nada amarrotado."

    Arthur sobe na moto, liga, e sai rodando. Scott sobe pela parede lateral do antiquário e vai saltando pelos telhados das construções, sempre permanecendo à vista de Arthur e longe da vista dos curiosos. Era um lobo grande, ágil e silencioso. Arthur o seguia, atento ao trânsito e ao caminho seguido pelo jovem lobo. Após deixarem a área da cidade e chegarem ao bayou, devido à pouca movimentação e falta de edifícios, Scott passa a correr ao lado de Arthur na estrada que cruza a região.

    Entre pântanos e bosques, chegaram ao destino: algumas celas de metal escondidas do brilho da lua. Arthur estacionava e aguardava Scott mostrar o caminho, afinal, se fosse sozinho sem a presença de Scott, os demais podiam achar que estava invadindo o território e nada de bom sairia dali.
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Qui Mar 14, 2019 11:55 pm


    ...

    O
    lobo Scott procurou seguir pulando pelos telhados das casas da forma mais silenciosa possível, apesar do seu tamanho. Aquela era a melhor das formas para que os seres humanos não se assustassem com o animal passeando no meio da cidade, completamente a esmo e sem um propósito. Era perigoso demais para todos, mas daquela maneira, chegava a passar bem despercebida.

    A cada salto, ele procurava ver se Arthur o estava acompanhando seguindo pelas ruas, ainda mais porque estava levando o bruxo à um lugar que ele desconhecia, a região dos pântanos do bayou. Eles atravessaram todo o French Quarter e subiram para o Tremé, até finalmente chegarem.

    região:

    Assim que chegaram àquela região úmida, cheia de pântanos, o lobo procurou seguir por entre as árvores de forma um pouco mais vagarosa de antes, para que a moto pudesse acompanhar, de forma a encontrar um sobrado bem no meio daquele lugar, mas em uma região mais seca a beira de uma espécie de lago.

    casa:

    Dentro daquele lugar, haviam cômodos comuns para pessoas viverem por alí, como na verdade viviam, mas no subsolo daquele sobrado haviam celas feitas de metais que poderiam ser usadas por logos para mante-los presos em dias de transformação.
    O lugar era bastante grande visto de perto, tanto que aí dentro vivia uma matilha de cerca de 10 lobos adultos entre homens e mulheres, mas quase todos estavam em celas, menos um mais jovem que Scott e o próprio Scott.

    Assim que o alfa se aproximou, o lobo menor ficou logo feliz e saltitou, voltando a virar humano. Seu nome era Nick e ele estava preocupado, pois todos estavam muito agitados e berrando lá em baixo. Scott voltou a ser humano, afagou os cabelos do pequeno e lhe disse que havia trazido ajuda. Nick se aproximou da moto e cheirou Artur, rosnando um pouco, pois não gostava muito daquele cheiro de bruxo, mas já que iria ajudar era bem vindo. Então os dois lobos levaram Arthur ao local onde estavam os outros.

    Desceram algumas escadas e chegaram no local.

    celas:

    - Cuidado ao se aproximar Arthur... estão muito violentos....




    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Sab Mar 16, 2019 3:44 pm

    Arthur chega ao seu destino, o sobrado no meio do pântano. Claro que não era no pântano em si, mas em uma área sólida, entre os pântanos. Scott o acompanhou todo o percurso e muitas vezes Arthur imaginava como seria ser um lobo e andar livre pela natureza, mas o bruxo estava ciente da sua condição e apenas aceitava seu destino. Cada um tinha um papel neste mundo, e o de Arthur era auxiliar e não ser livre do seu destino.

    Arthur pára a moto, desce, e um garoto lobo sai do sobrado. Arthur nunca o vira antes, era bem jovem, chamado Nick. Ele se aproximou e cheirava e rosnava par Arthur, e o bruxo, apesar de ter o mesmo sangue que estes lobos, não era um deles, e permaneceu parado, sem se mover, enquanto o pequeno terminava sua análise. Pelas atitudes do pequeno Nick, Arthur fora aceito. Mas por quanto tempo?

    Lobos eram imprevisíveis, difíceis de se lidar, muito perigosos. Mas se algum dia conquistar sua confiança, eles seriam aliados para o resto da vida. O difícil mesmo era conquistar sua confiança. Por sorte, Scott estava ali para auxiliar e protegê-lo. Mas se todos os lobos que vivem aqui por algum motivo resolvessem investir contra Arthur, Scott, sozinho, não conseguiria protegê-lo.

    Arthur foi levado para o sobrado, escoltado por Scott e Nick. Os uivos e ganidos dos lobos, presos em celas no subsolo do sobrado, podiam ser ouvidos conforme se aproximavam do sobrado. Não era um grito de raiva ou de socorro. Era um uivo de dor.

    Ao chegar no final do lance de escadas para o subsolo, Arthur vê o conjunto de celas. Não era nada do que imaginava, um lugar sujo, com celas enferrujadas e espalhadas, não, pelo contrário, era um local bem construído, bem cuidado, organizado, lembrando um pavilhão de prisão - e Arthur suspira mais aliviado, se sentindo mais seguro, pois essas celas eram bem construídas para segurar o frenesi dos lobos.

    O velho bruxo então se aproxima da primeira cela, longe das grades, e olha para dentro a fim de analisar a situação. Com cuidado, ativa seus dons de bruxo para analisar o mundo espiritual a o corpo físico do lobo encarcerado.
    Askalians
    Cavaleiro Jedi
    Askalians
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 198
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Askalians em Ter Mar 19, 2019 10:51 pm


    ...

    L
    obos costumavam ser muitas vezes bem imprevisíveis porém não o bando de Scott, pois ele conseguia controlar tudo. Havia dedicado toda sua vida para sua matilha, sempre zelando pela segurança e bem estar de todos.

    Os lobos cuidavam do açougue da cidade. No local, trabalhavam humano e lobos porém só os lobos cuidavam da compra das melhores carnes para cidade afinal com aquele faro que possuíam, ninguém melhor para escolher carne. Infelizmente, com aquela atual situação, apenas os humanos estavam trabalhando no açougue, para evitar qualquer tipo de contaminação.

    Arthur foi levado para o sobrado, escoltado por Scott e Nick. Os uivos e ganidos dos lobos, presos em celas no subsolo do sobrado, podiam ser ouvidos conforme se aproximavam do sobrado. Não era um grito de raiva ou de socorro. Era um uivo de dor. Alguns estavam bem inquietos e tentavam balançar as grades na esperança de arrebenta-las, apesar de terem sido feitas especialmente para conte-los.

    O velho bruxo então se aproxima da primeira cela, longe das grades, e olha para dentro a fim de analisar a situação. Com cuidado, ativa seus dons de bruxo para analisar o mundo espiritual e o corpo físico do lobo encarcerado. Era uma mulher loira que ele via. Se não fossem as bolhas de infecção, de certo que seria uma bela mulher de se ver, com grandes olhos azuis e pele bem clara. Ela tinha grandes e redondas bolhas de infecção por todo o seu rosto e corpo. Se remexia de uma mistura de raiva e dor . Ela parecia estar fervendo de raiva e dor ao mesmo tempo. Era horrivel a cena e chegava a dar dó de ver. Alguns uivavam tristemente com aquilo e outros choravam muito e batiam suas cabeças contra as grades das celas. Era horrivel se se ver...

    O que será que era aquilo?? O que é que o bruxo faria ??

    A infecção que formava bolhas na pele de todos era algo de causas sobrenaturais, que mexia desde fisicamente quanto espiritualmente com a condição de todos. Parecia algo que ele já havia visto em suas andanças pelo mundo, uma especie de maldição que fora colocada talvez com o intuito de enfraquecer algum alfa. Os motivos pelos quais Nick não havia pego aquilo eram misteriosos.



    Gelatto
    Mestre Jedi
    Gelatto
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1329
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh19.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Gelatto em Qui Mar 21, 2019 6:54 pm

    Arthur se aproxima. A loba está coberta por bolhas de infecção pelo corpo e rosto, ocultando o que poderia ser uma bela moça. Agora era alguém debilitado coberto por chagas e pus. Arthur ergue seu braço direito à frente, abrindo a palma da mão e juntando o dedo do meio com o polegar, começa a sussurrar algumas frases, olhando fixamente para a loba. O que quer que seja aquilo afetava o espírito do lobo além do seu corpo. Mas porque isto não afetou Scott? E muito menos Nick?

    Arthur se lembra de uma viagem a Budapeste onde descobriu relatos de um antigo ritual que amaldiçoaria um alfa de uma matilha. Era um ritual forte usado para debilitar o líder e enfraquecer a coragem dos demais antes que algum caçador ou entidade os eliminasse. Scott é o líder desta matilha, desta família, e se a maldição é direcionada para o alfa, porque ele não foi afetado e apenas os demais?

    -"Scott, aconteceu algo incomum antes destas chagas aparecerem em que você e Nick não estiveram presentes? Algum visitante, alguma caça, algum alimento...? Parece que lidamos com algum tipo de maldição, e preciso de mais informações."

    Então se aproxima de Scott e de Nick, coloca a mão aberta sob a cabeça de ambos. -"Não se mexam, por favor.", pede. Fechando os olhos ele começa a se concentrar, virando bruscamente a cabeça alternando entre ambos, como se procurasse algo neles. Era meio incômodo, mas Arthur era de confiança. O bruxo procurava analisar a carne de ambos, bem como seu espírito. Procurava algo especial, algo que os tivesse protegido da maldição, algo no sangue ou no espírito, algo em comum entre ambos.

    Remover as chagas e acalmar a dor seria algo temporário. Arthur precisava descobrir a cura logo.

    Arthur utiliza sua Esfera de Vida e do Espírito para analisar o DNA de ambos em busca de algum tipo de imunidade ou anticorpo. Ele acredita que por algum motivo físico ou espiritual, ambos são imunes à maldição e pretende descobrir isso para replicar nos demais.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Arthur Fray

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Mar 23, 2019 1:29 pm