Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!ON!] 3ª Noite: Gehenna

    Padre
    Cavaleiro Jedi
    Padre
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 185
    Reputação : 38

    [!ON!] 3ª Noite: Gehenna - Página 4 Empty Re: [!ON!] 3ª Noite: Gehenna

    Mensagem por Padre em Dom Maio 05, 2019 10:58 pm

    d o c


    Para quem se julga tão descartável e se porta como quem não liga para nada e não guarda rancor, as palavras de Victor soavam como dor de cotovelo aos ouvidos da médica, que tentava segurar o riso irônico mediante a uma situação tão importante como a que se encontravam. Para ela opiniões não eram um problema, as opiniões de cada um era o que faziam aquele grupo ser tão valioso quanto ela considerava, mas para ela ser coeso com as suas ideias era essencial. Naquela altura já não se importava se passava a impressão de ser tirana ou se os sentimentos de Victor estavam abalados porque ela não fez um afago em sua cabeça, mas aquilo não era um ambiente de trabalho e vidas estavam em jogo e se naquele momento aquele homem queria fazer as coisas daquele jeito, que fizesse então, ela cuidaria do dela da melhor forma que pudesse.

    No campo de batalha a médica dava tudo de si para garantir que todos continuassem no auge de seu vigor e que as coisas não perdessem de mão e foi durante o auge da batalha que finalmente viu... A última filha de Eva, gritava e chorava naquele estado tão crítico. "Havia sido atingida"? Era o que Doc se perguntava. Não, algo a mais estava acontecendo ali, ela só não entendia ainda o que.

    Ao mesmo tempo, percebia que os últimos acontecimentos influenciavam de forma preocupante o campo de batalha, fazendo mais uma vítima no campo de batalha.

    Droga.

    O uivo de fúria cega lhe causava um rápido desconforto que logo era substituído pelo senso de urgência. Mantendo a calma e tendo o cuidado de se expressar da melhor forma possível, olhava séria e usava o tom mais assertivo que conseguia para Diana.

    Eu vou cuidar do caso dela que é a prioridade máxima, mas você vem logo em seguida. Eu prometo que já te ajudo, mocinha. ― Em seguida olhou para Antônio. ― Eu preciso chegar até ela, confio em você, Tony.

    Junto de Tony, a médica desbravava o campo de batalha ignorando tudo e todos, no final do dia estavam em guerra e torcia para que a última filha de Eva fosse forte o suficiente para enfrentar sua batalha pessoal enquanto o caos atingia seu ápice. A cura era performada por Maria com vigor, naquele momento a mulher esquecia tudo o que estava acontecendo ao redor e focando toda a sua atenção em trazer de volta o vigor necessário para que pelo menos a loba, mesmo que não lutasse, conseguisse conter a sua matilha.

    Nesse estado eu não sei quanto tempo ela dura... ― Olhava para Victor, crendo que ele sabia da seriedade de uma ferida como aquela, afinal ele mesmo já deveria ter visto aquilo antes. ― A prata machuca ela, porém se a removermos aqui vai ser fatal... Eu posso iniciar a cura, porém não posso finaliza-la. Enquanto esse caos não acabar, ela dependerá da própria força para sobreviver.

    Levantava-se então e encararia a loba nos olhos, caso eles estivessem abertos.

    Eu preciso ajudar Diana... Nós não podemos remover a prata, mas mantê-la é tão perigoso quanto. Nesse momento suas chances de sobreviver vão depender apenas da sua força de vontade, resista.

    Caso Doc percebesse que não havia mais nada que pudesse fazer, iria imediatamente ao apoio da última filha de Eva.


    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 510
    Reputação : 76
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [!ON!] 3ª Noite: Gehenna - Página 4 Empty Re: [!ON!] 3ª Noite: Gehenna

    Mensagem por Mellorienna em Seg Maio 06, 2019 8:54 pm





    O Fim


    Vai-te de mim!
    Guarda-te,
    que não mais vejas o meu rosto;
    porque, no dia em que vires o meu rosto,
    tu morrerás.
    (Êxodo, 10:28)
    - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -



    Eu fui o Fruto não colhido, dormindo profundamente sob as águas. Até que chegou o Despertar, desabrochando as flores de fogo em meu coração. Eu fui a Esperança da Luz, aninhada ao Coração da Árvore. Eu fui Aquela Que Vem Com A Aurora.

    Quando Danu chegou ao Jardim da Promessa, era tarde demais. A Yggdrasil estava morta, e com ela ruiu a estrutura da realidade. Os muros entre o Mundo Físico, o Sonhar e a Umbra não existiam mais. Tombaram os contrafortes dos Céus e ergueu-se sobre a terra o Inferno. E o Sexto Grande Maelstrom rugiu em sua tormenta de aniquilação enquanto mudava tudo que um dia conhecemos.

    Dizem que, no fim, tudo que temos é a família. Infelizmente, nenhuma verdade é absoluta. Os Humanos não deveriam caminhar entre Monstros, sob risco de que os terrores que guardamos despertem. Os pais e os irmãos de Antônio, os sobrinhos de bochechas rosadas, as cunhadas risonhas - eles se foram. Três quartos da população mundial até então saudável e feliz se foi com eles. Chamaram de Apocalipse Zumbi. Mas, dessa vez, todo mundo preferia não ter assistido.

    Nenhum dos nossos foi tomado pela doença, porém - ainda assim - havia pouco a comemorar. Mayane, uma das mais poderosas sensitivas vivas para ver esses tempos sombrios, perdeu-se em algum lugar da própria mente (ou da própria alma?), longe demais para que minha mãe ou mesmo a Grande Sonhadora pudessem alcançá-la. Os elfos cantaram para Mayane um Esquife de Cristal: lá dentro, nossa Branca de Neve jamais envelheceria ou morreria. Porém, não mais abriria seus olhos doces e calorosos, até que o Terceiro Juízo Final estivesse sobre o mundo. A médium, linda como mil Primaveras, foi pranteada até que as lágrimas secaram. Os olhos de Antônio eram opacos quando o vi pela última vez: um homem despido de tudo que já amou e condenado a sobreviver na esterilidade da terra devastada.

    Assim como meu pai. Acho que Victor esperava morrer em sacrifício ritual - um Odin moderno, enforcado de cabeça para baixo na Grande Árvore da Vida, trazendo a solução para todos os problemas. Mas o corpo da Yggdrasil é o meu corpo, e diante de mim meu pai chorou as impossibilidades de sua triste sina. Mais um sobrevivente, enquanto nomes como Europa ou Américas deixavam de fazer sentido. O Maelstrom destruía as terras, soterrava montanhas e erguia cidades esquecidas da profundeza escura dos mares. E o Jardim da Promessa foi isolado de tudo que restou e tudo que se criou: terras sagradas onde a Aurora de Sangue lançou raízes. E quando Lúcifer - em asas negras como a noite eterna! - veio a mim, abandonei a casca da semente que eu era e me lancei à suave existência superior para a qual fui concebida.

    Ana, mãe amorosa que me amou com todo o seu coração, tentou impedir o inevitável. Mas não havia mais caminhos. A mãe de Dmitri era a última Aurora Serena sobre o mundo - e estava morta. As Sombras tomavam o coração para o qual vertia meu amor, enquanto meu próprio sangue salgava a terra onde Lúcifer jurou proteger Lilith e sua descendência (essa era a tal Promessa do Jardim, no fim das contas). Uivavam e caíam os lobos e Danu lutava em vão para trazer uma vitória questionável para nosso lado - o único interesse dela era a minha sobrevivência, afinal. Por fim, quando me entreguei, e meu coração se abriu para a Escolha Final, a Primeira Elfa deu sua vida para garantir que Dmitri e eu tivéssemos um começo brilhante mesmo em meio ao caos. Do corpo de Danu e do meu sangue se fez a Comunhão, para a qual arrastei o espírito do meu amado.

    Assim renascia a Yggdrasil.

    Pequena muda, ainda incapaz de sustentar os Mundos. Guinnevere, apesar de livre da maldição com a morte de Danu, era a única que podia ouvir nossas vozes sussurradas no farfalhar das folhas e no som do rápido crescimento. E por isso ficou. A Grande Sonhadora, tecelã dos cultos da Nova Era. Sua linhagem, nascida do amor que compartilhava com Gerson, foi de grandes guerreiras e sacerdotisas, de grandes caçadores e menestréis. Através de gerações, os Gs entrelaçados de Guinnevere e Gerson passaram a ser o símbolo dos Guardiões - um seleto grupo de descendentes incumbidos de zelar pela ainda jovem Yggdrasil. Disto eu sei, apesar de estar no Futuro, pois de onde estou o Tempo não é mais que um olhar de soslaio para objetos que se movem na periferia da visão.

    E é assim que vi Maria Ivri chegar à Atlântida, erguida do que antes foi o Atlântico Norte, repositório de tecnologias em sinergia com habilidades sobrenaturais que a médica logo identificou como sendo parte das bases dos Sinais da Consagração. Minha mãe foi com ela. Ana era a maior estudiosa viva dos Sinais, além da mulher Da Paixão - cujo destino permaneceu velado para mim. Em Atlântida, Doc e Ana uniram esforços para atingir a cura para o Apocalipse Zumbi, entregando aos braços da Aniquilação milhares de almas. Não havia mais Umbra, Céu ou Inferno para onde um Espírito pudesse seguir após a morte: apenas o Nada. Todas aquelas almas sem esperanças de redenção, de uma nova chance, de um recomeço. Todas aquelas vidas destruídas! Por quanto tempo uma mulher pode suportar o peso do dever?

    Por toda a Eternidade.

    Crescem os galhos da Yggdrasil, e Dmitri está aqui comigo. Antônio é o único que entende. O Dilúvio, Primeiro Juízo Final. O Apocalipse, Segundo Juízo Final. Com as folhas que provam o sabor do Futuro eu vi: Antônio buscando pelo Fim do Mundo. O Terceiro Juízo Final. O Advento. Apenas assim Mayane estará livre. Mayane, doce Mayane! Perséfone sendo amada novamente por um Hades disposto a tudo. Meus galhos se agitam, mas quem sou eu para condená-lo? Prendi a mim mesma e a Dmitri no corpo da Primeira Elfa morta apenas para que o Fim de Tudo não fosse o nosso fim.

    Os Sinais da Consagração replicados em Atlântida criam um oásis para a Humanidade, sob a tutela de Doc e Ana. Porém, mamãe, ninguém está seguro. Cuidado! As Criaturas da Noite ainda se escondem nos lugares profundos, longe do beijo do Sol. Antônio as viu, em sua busca de formas de trazer o Advento. E ele as eliminou, mas... o Terceiro Julgamento não é exatamente o desejo dessas crias profanas do Senhor Deus?

    Ruge a tempestade, e Victor permanece de vigília. O Homem Sem Sombra, Portador da Marca de Lúcifer e Fiel da Promessa. É dele e de Gerson o treinamento dos Guardiões. Mas é dele, e apenas dele, o Primeiro Fruto do meu amor. Papai, sua missão agora o leva para longe, para espalhar as Sete Sementes pelos Sete Cantos das terras devastadas. E restaurar as amarras da Realidade para a qual você entregou tudo que tinha, até que o Vazio o consumisse.

    Ah!, Guinnevere dança com Gerson diante dos primeiros botões de minhas flores! E ela carrega a Primeira Criança, a gestação inaugural da terras devastadas, enquanto Dmitri e eu sonhamos o mundo que virá.

    Eu sou o Fruto não colhido, dormindo profundamente sob as águas, que se agitam em ondas aterradoras. Até que chegue o Despertar, desabrochando as flores de fogo em meu coração, que arde com a ferocidade dos que aguardam o Advento. Eu sou a Esperança da Luz, aninhada ao Coração da Jovem Árvore, cuja copa se agita ao sabor da tormenta crescente. Uivam os Lobos diante da Terceira Estrela Rubra! Eu sou Aquela Que Vem Com A Aurora.




    OFF: Caçadores, foi uma grande honra para mim narrar Vingadores do Sangue para vocês. As bases desse cenário vêm de um conto que eu comecei a escrever em 2009, tendo o World of Darkness como pano de fundo, intitulado Codenome: Consagrados. Um dia pretendo disponibiliza-lo para vocês (tem 50 páginas e precisa de revisões, mas pretendo trabalhar nele ao longo desse ano). Nada melhor para comemorar os 10 anos do conto do que esse primor de PBF, acerca do qual eu só tenho que agradecer a cada um de vocês.

    Pretendo tirar um recesso sabático dos jogos by forum por hora. Mas - e esse é um compromisso com vocês! - quando do meu retorno, narrarei uma segunda temporada de Vingadores do Sangue <3

    Obrigada a cada um de vocês por fazerem do VdS o melhor jogo de todos os tempos!
    Foi um prazer e uma honra, de verdade, esses meses de jogo com vocês.

    Bunny~



      Data/hora atual: Dom Jul 21, 2019 5:04 pm