Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Malik T'chakan

    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Seg Abr 15, 2019 11:41 pm


    Malik T'chakan Images?q=tbn:ANd9GcRkG9zYO4hz6A1pvmrjimxddgUuXVM9s8ztiHwx7mzyzWbNzjICXA


    Day 1

    A
    noite era de lua cheia, bem alta e clara em pleno verão. Eram 19:00 e ainda havia uma imensa quantidade de pessoas andando pelas ruas, como se aquela cidade jamais parasse. Luminosos piscavam, música ecoava no ar, instrumentos rugindo e o falatório sem fim de pessoas era o que diariamente ecoava pelas ruas da cidade. Lojas, armazéns, bares, clubes, padarias... tudo quanto era comércio ainda estava aberto naquele horário e não precisava nem ser alta estação ou período de férias para tal. Sempre cheia de visitantes e moradores locais, as ruas estreitas não tinham descanso nunca. Os bares e casas noturnas trabalhavam já a toda velocidade naquela hora da noite na Bourbon St.

    Ainda nem era Mardi Gras e a cidade já estava ceia de pessoas e tudo funcionava a pleno vapor.

    A cidade também possuía outros tipos de atrações apreciados por muitas pessoas: a comida creoule, procurada por muitos. A fama do famoso Gumbo, Po Boy's, Jambalaya e Beignets havia cruzado o país e agora muitas pessoas desbravavam a noite da cidade procurando por algum desses práticos típicos e um bom drink para beber em meio à toda aquela agitação, música e show de luzes.

    A medida que as pessoas andavam pela cidade, os diferentes cheiros iam atraindo pessoas para as diversas diversões que poderiam imaginar, desde a comida, desde os drinks exóticos, desde as belas mulheres até o cheiro de produtos e frutos do mar frescos que vinham do grande mercado da cidade.
    Boatos do ocorrido cruzaram o país para todos os povos, desde humanos, vampiros, lobisomens e bruxos, o que acabou trazendo alguns curiosos à cidade.

    No caso de outros, nada havia mudado em suas vidas e esse era o caso de Malik que já conhecia muito bem as mudanças daquele lugar no decorrer dos anos...

    Malik T'chakan 636268159043834041-GettyImages-584753934





    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Ter Abr 16, 2019 12:46 am


    Malik T’chakan
    A Noite em New Orleans





    Quando a noite chega, os gatos saem e os ratos fazem a festa. Um ditado popular que sempre achei curioso, teria ele surgido na minha época humana? Seria ele um lembrete aos nossos senhores de que nossas senzalas nunca deveriam ficar vazias sem nossos capatazes? Bem, nunca saberia ao certo, mas com toda certeza toda vez que olhava para o mundo do lado de fora de minhas janelas refletidas por baixo dos meus óculos escuros, meus olhos incandescentes com o fogo da chama de minha vingança em Xangô percebiam que o mundo a minha volta tinha mudado mas as noites e as curiosidades daquele mundo que era New Orleans continuava a encantar a todos os que buscavam seus segredos.

    Acendi o meu charuto e peguei a minha bengala, observava das janelas refletidas o grande Hall do Hotel a qual construí com muito esforço, tramoias e mortes, mas que agora abrigava aqueles que buscavam refugio, segredos e paz, claro tudo por um preço, a “Preguiça” era o maior dos pecados humanos e por que não me aproveitar disso. Peguei meu celular, disquei os números com tranquilidade e no fim falei em um tom misto de ordem com “carinho”:

    -- Preciso de um “Vinho Rubro”, Nefertiti e Narisa, todos em cinco minutos...por favor.

    Cordialidade e educação sempre foram o meu lema, mas minhas ordens sempre foram a minha forma de mostrar quem é que manda e quando eu digo cinco minutos, bem, não espero que seja seis. Observando o lado de fora podia ver pessoas aqui e ali, novos hospedes, novos membros e o mais importante, novos clientes e era ao ouvir o som da porta se abrindo que eu complementaria para as duas que adentrariam, ou ao menos assim esperava:.

    -- Narisa, me conte como estão os negócios. - Minha voz indicaria a seriedade do assunto, eu queria saber como andavam meus lucros, confiaria a minha vida aquela mulher, de certa forma confiava, mas acima de tudo confiava minha fortuna. Ao ouvir tudo complementária para a segunda -- E Nefertiti, as garotas continuam limpas e saudáveis? -- Esperava a resposta enquanto apontava com o dedo para uma das taças no bar próximo a janela para que me servissem um gole de meu vinho, enquanto virava após a resposta da segunda e complementava independente da situação -- e como está Beatriz, estudando e segura?

    Para alguns aquelas palavras, aquelas atitudes e essa postura era de um tirano, mas aquilo era só parte de meu trabalho, quando assunto eram negócios aprendi a duras penas que tinha de ser firme como um senhor de escravos, mas não era assim que minhas meninas eram tratadas, não, após escutar os relatórios como de costume me aproximei e beijaria a testa de cada uma delas com ternura e complementária com um toque suave em suas cabeças com minhas largas mãos fortes. Um pai sabe quando bater, mas sabe quando abraçar, naquele momento elas precisavam do abraço, pois já tinham apanhado, mas foi após o gesto que complementei -- Meu sábado, gostaria de levar Beatriz para jantar e falar de seus projetos de física, façam a cabeça dela por mim sim? Afinal, ela tem o dia todo com as amigas de apartamento, vocês vão saber como lidar, estou velho para tudo isso. -- E com um leve sorriso tragava meu charuto mais uma vez e voltava para a janela, observando o Hall e tomando agora um belo gole do “Vinho Rubro” tão recheado de hemoglobinas que mantinham-me vivo.




    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Qua Abr 17, 2019 12:25 pm


    ...

    A
    quela noite estava bem agradável na cidade. Não estava muito quente e também não estava frio. Havia uma brisa gostosa refrescando a pele de todos que iam e vinham pela cidade. Malik estava em um de seus estabelecimentos na cidade observando todo o movimento das ruas pela janela de seu escritório.

    Era apenas apenas uma noite a mais o movimento tantas outras tinham existido antes daquela e existiriam também depois, algo parecia ser diferente.

    Como era dono de bares e casas de entretenimento noturnas, seus estabelecimentos viviam cheios a noite, mas naquela noite em especial ele receberia um visita inusitada. Uma bela morena entrava naquele estabelecimento. Um pouco de música e diversão naquela noite não iria fazer mal a ninguém.

    Foto:
    Malik T'chakan Images?q=tbn:ANd9GcSkC2Zj6N9OD2tT85UZLE6xhZ8qBMYmaBGLTv_s8nplIcl6mPgKp9jVseMjOg

    A mulher usava um belo vestido branco liso até os tornozelos, batom vermelho bem escuto e uma pequena bolsa branca também apenas com um celular,  cartão  de crédito e algumas chaves. Era o que cabia dentro daquela bolsa.

    Em seus braços haviam alguns desenhos tatuados que poderiam ser familiares de alguma forma para Malik, pois em sua história de vida já deveria ter visto em algum lugar e em alguma época.
    A mulher entrou no estabelecimento e inevitavelmente todos observaram e a seguiram com os olhos até que encontrou um lugar para se sentar solitária em um canto...



    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Qua Abr 17, 2019 4:48 pm


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite




    Bem, elas tinham entendido o recado, a ausência de respostas em suas atitudes não me era algo estranho, mas não me era algo agradável de se lidar, entretanto era algo tolo comparado a todo o esquema que me envolvia. Mas era a hora de voltar a ser a fachada dos negócios, um homem forte e poderoso com uma postura de apreciador de boas bebidas e de boas festas, essa era a fachada, essa era a forma que tinha de se esconder dos males que costumava provocar.

    Da janela estava a observar o salão do bar do Hotel Agasala: Preguiça, meu estabelecimento mais peculiar, a moradia de membros escusos, a moradia de homens e seus prazeres, mas acima de tudo um bom lugar para me encontrar depois de me procurar por toda a cidade. O bar continuava belo, bem decorado com o misto do egípcio e africano haitiano que eu tanto adorava, meu povo a muito tinha sido tirado de suas terras para viver em terras brancas e cruéis, lembrá-los de que nossa cultura era rica e poderosa era de fato um dever em todos os meus estabelecimentos, mas não era tão bela decoração que chamou a minha atenção.

    A bela mulher adentrou o recinto como se ali fosse sua moradia, bem, de fato existiam homens olhando para ela ali que tornariam aquela a sua moradia se ela assim deseja-se, não podia negar, era bela como um reflexo vivo de Iansã e quando alguém como ela adentra em um dos meus estabelecimentos tenho o dever de cortejar. Peguei meu telefone ligando para minha equipe de segurança e bar, suspirei alguns instantes antes de ser atendido, mais fui objetivo quando precisei falar  :

    -- Mesa isolada no canto inferior do bar, leve para ela duas garras, uma “Rubra” e uma “Branca” diga a ela que dependendo da escolha pode vir ao meu escritório, irei esperar aqui. E só para que fique claro a escolha certa é o “Rubro”.

    Sentado em minha poltrona continuava a degustar o meu “Vinho Rubro” enquanto observava a sala escura. Meus olhos incandescentes quase podiam ser vistos devido aos óculos escuros não tão grossos como de costume, esperei até escutar o som da porta se abrir, esperei até ela adentrar a minha sala e tomaria um gole ao ver a mesma desfilar passo a passo até a minha mesa, mas seriam minhas palavras que mostrariam o meu real interesse:

    -- Espero que não tenha sido um incômodo vir até aqui. - Minha voz era carregada de um tom tranquilo, quase sedutor, não existia lascívia entretanto, existia de fato interesse no prazer da conversa -- Mwanamke mzuri é como chamamos uma mulher como você em minha terra natal, belas, sedutoras, enganadoras...   -- Os meus oculos baixavam e nesse momento poderia se ver o olhar vermelho rubro, quente como as chamas de Xangô, firmes como as decisões de Oxalá e penetrantes como a espada de Ogum -- O que veio procurar em meu estabelecimento Mwanamke mzuri?

    Durante alguns instantes aquilo que parecia ser apenas um olhar, mas era na verdade o ápice da intimidação, não, eu não pretendia causar nela o medo ferrenho, mas pretendia mostrar a mesma algo que ela precisava compreender, naquele momento ela estava lidando como o homem que tinha a noite como sua aliada, que tia as serpentes como seu clã e que tinha força capaz de sim comprar seus próprios desafios mano a mano -- Não pense em mentir Mwanamke mzuri, não para mim. -- E por fim, eu a advertir para que nunca mais ele tenta-se algo como isso comigo.




    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Sab Abr 20, 2019 3:11 pm


    ...

    A
    garota olhou para as duas taças deforma curiosa quando elas foram entregues pelo garçom do lugar. Uma por uma ela pegou entre os dedos e cheirou o conteúdo de cada uma deles. Descobriu que uma se tratava do seu alimente preferido é outra era apenas uma taça comum com alguma bebida alcoólica. Pensou um pouco,  fazendo um pouco de drama com ambas as taças. Nunca recusou nenhum tipo de drink que teceu de um estranho e também não recusaria aquele afinal parecia que quem queria saber que tipo de mulher era ela. Será que deveria simplesmente demonstrar isso escolhendo umas das taças ou simplesmente deixaria tudo no ar? Ela então resolveu brincar um pouco. Usando de todo o seu talento e habilidade, convenceu aquele mesmo garçom a se aproximar dela de novo. O rapaz precisa bem tímido e inquieto com aquela mulher a sua frente, mas com alguma coisa especial em si ela fez com que o rapaz bebesse o conteúdo de uma das taças enquanto ela bebia o conteúdo da taça “vermelha”.

    Malik não conseguiu ver exatamente o que a mulher fez ou se fez alguma coisa, pois aparentemente apenas disse algumas coisas ao rapaz e ele bebeu. Em poucos instantes ela adentrava a sala daquele homem e o observava. Sabia que realmente deveria mesmo escolher aquele lugar...

    Ela ouviu os elogios com um olhar sedutor em seus olhos e também um suave sorriso em seus lábios. Quanto mais aquele homem a olhava nos olhos com um brilho vermelho no olhar, mais ela também o encarava com o mesmo brilho. Parecia duas cobrado se olhando, se admirando ou se ameaçando quem sabe. Em nenhum momento Malik falava com um tom de voz que poderia provocar algo. Era tranquilo e até mesmo quase sedutor.

    - Depende do que o seu estabelecimento pode me oferecer...

    Ele tentava intimidar e mostrar que era o dono do lugar e o dono da noite, mas esquecia que na frente dele não havia apenas uma bela mulher, mas sim uma predadora selvagem que conseguia tudo o que queria e não era suscetível a intimidações.

    - Que tal um bom sexo e uma boa comida para começar...




    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Seg Abr 22, 2019 6:45 am


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite




    Ao longo da nossa não-vida, aprendemos que viver entre os homens e mulheres de sangue quente requer cuidado e esmero. Ruborizar a pele, simular batimentos cardiacos, simular respirações, até mesmo alimentar-se parcialmente como eles, é algo de complexidade ímpar mas que garante a nossa sobrevivência e por isso seria indisplicência revelar-se em locais não tão seguros assim e por isso o jogo das taças com aquela mulher. Sentado não presenciava a cena que a mesma pudesse causar, mas presumia que se fosse um dos membros logo estaria em minha porta..

    Não demorou para que a porta fosse aberta e eu tivesse que soltar os meus disparates, cortejo e educação, foi isso que consegui aprender ao passar das eras, não era mais um escravo na senzala, não era mais um negro fujão, era o dono de minhas terras e dos meus negócios e por isso precisava de certa etiqueta. Mas minhas atitudes seguintes mostravam a ela quem eu era, quem eu poderia me tornar, mas duas serpentes compreendem quando estão em um cesto, compreendem mais ainda quando se digladiam por algo que não vale a pena o esforço e por isso ao ver a sua postura firme deixei as coisas prosseguirem de maneira mais leve .

    Levantei-me com um ar de quem a muito já estava cansado de estar naquela sala,  caminhei ao redor da mesa para poder sair de onde estava, o charuto apagado em um cinzeiro era pego por mim mais uma vez e acendido com um isqueiro dourado com adornos e serpentes e aranhas talhados no metal dourado. O primeiro trago foi dado para sentir o sabor, a fumaça soltada para cima para o pequeno exaustor que fazia minha sala manter-se aromatizada e não repleta de fumaça. Quando próximo o suficiente da mesma sorri, um sorriso cínico e real, pois afirmações como aquelas me divertiam, para o azar daquela bela mulher, eu não queria uma amante e por isso me dignifiquei a falar:

    Malik T'chakan D552b68458c5bdb38efb6adb9b58970f



    -- Agradeço o lisonjeio, mas se deseja comida temos bons vinhos “rubros” a se tomar, ou nosso chef pode preparar um prato. Já quanto ao quesito sexual, bem, não sou mais um jovem para suprir, mas darei-lhe um quarto no hotel para escolher quem quiser a ir, a bebida e comida fica por minha conta, faça bom uso se desejar.

    Mais uma tragada foi dada por minha parte, e de costas me virava seguindo para a janela onde encontrava-se a minha visão preferida daquele lugar. Observava o Hall enquanto esperava ela falar e dissertar sobre minha resposta, e até mesmo esperava perguntas, mas em digníssimo silêncio. Após as respostas por outro lado era a minha hora de falar, faria isso com tranquilidade, sem a olhar nos olhos, ou até mesmo desconfiar de suas ações, apenas falaria em tom tranquilo e real sobre a situação ali:

    -- Mwanamke mzuri, ainda não respondeu a minha pergunta sobre o que veio fazer aqui. - Dava um gole suave em minha taça, virando-me para a mesma com um olhar nada agressivo e com uma postura realmente mais solicita -- Precisa de alimento, prazeres, negócios, informações, ou apenas quis conhecer um local seguro?   -- Meus óculos agora voltavam a minha face, meus olhos incandescentes estavam agora menos exposto e com isso complementei -- Apenas me diga Mwanamke mzuri e farei o que puder para auxiliar, pelo preço correto claro.

    E sentando-me na cadeira recostei a observando, esperando uma resposta da mesma para todas aquelas questões..




    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Qua Abr 24, 2019 10:37 am


    ...

    E
    ele continuava insistindo que ela respondesse o que havia resolvido ir fazer naquele lugar, mas ela já havia respondido o que ela queria. Inicialmente queria simplesmente aquilo que havia falado mas agora já deve estar mudando um pouco de ideia sobre o que realmente queria daquele homem e lugar.

    - Eu não disse em nenhum momento que esperava que você quisesse satisfazer meus desejos pessoalmente...pensei que o seu estabelecimento pudesse cuidar de tal satisfação...

    O fato de ele ter se levantado não a intimidavam de forma alguma e aquela fumaça e cheiro de cigarro deixou de incomodar há muitos e muitos anos antes. Ela mantinha sua postura de fêmea dominante, mas agora cruza as pernas e os braços e continua falando de forma provocativa:

    - Inicialmente eu apenas quero prazer e alimento... quem sabe com o tempo eu não queira mais do que isso? Kkk...

    Para ela não existia problemas se tratando de dinheiro, pois sempre conseguia todas as quantias que quisesse e haviam outros que a mantinham sob quais condições que ela quisesse.

    Aquele lugar parecia um recinto bem curioso. Parecia ser uma mistura de bar, clube e uma espécie de prostibulo. Não dava para saber muito bem o que era aquele lugar, apenas que gostava muito daquela decoração, pois lembrava muito sua origem. Seu apartamento em Nova York era daquela forma então meio que já estava se sentindo em casa.



    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Ter Abr 30, 2019 1:34 am


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite


    Um sorriso breve formou-se em meu rosto, aquela mulher tinha culhões, eu não podia negar, veio em minha morada, confrontou minha presença e ainda por cima me colocou no meu lugar, não é sempre que encontramos pessoas assim. Traguei meu charuto com tranquilidade, passei minha mão pela minha cabeça, pela primeira vez encontrei alguém que me valia o tempo perdido para uma conversa, alguém que me fazia querer ter mais diálogos e não menos como de costume.  

    Sorri e para ela apagando o charuto em um dos meus cinzeiros espalhados pelo local, me fazendo apenas aproximar sem nada nas mãos. Meu dedo seria colocado entre o queixo e o espaço do pescoço da mesma, meu olhar sereno e calmo indicariam uma tranquilidade sobre o que estava para ser dito a seguir, não era uma ameaça era uma boas vindas, calorosa e tranquila como deveria ser.

    -- Desculpe-me, fui presunçoso, acreditei que era objeto de seu desejo mas não, não sou, no máximo objeto de sua curiosidade. Me de um instante para resolver essa “górada” como diriam em minha terra.

    Me descolocaria até minha mesa, pesgando o telefone na mesma e discando para o ramal , Nefertiti seria o contato para quem estava ligando, conhecedora dos prazeres talvez ela tivesse os contatos para que aquela mulher divertisse seu prazer até o limite. Com um tom sério e erguendo um dedo para a mulher para que ela compreendesse que eu estava pedido apenas um segundo comecei a falar:

    -- Nefertiti? Preciso de...um segundo. -- Observando rapidamente a mulher falava em um tom misto de pressa com desejo em servir -- -- Quantos garotos ou garotas prefere para sua festa particular?

    Não era sempre que um “ magnata da noite” oferta seus serviços de graça e em total poder, talvez ela não compreendesse isso, mas sendo uma irmã, uma vivente de nossa família “ofidica” com toda certeza saberia de seus próprios desejos e com base em sua resposta solicitaria a quantidade e especificações devidas da mesma. Após então responder ao pedido da mesma na medida do possível me sentaria em minha poltrona, observando a mesma e faria sinal para que a mesma sentasse enquanto proferia as palavras de forma amigável:

    -- Mwanamke mzuri, acredito que possua um nome, um nome igualmente belo. - Era a deixa, a deixa que talvez ela precisa-se para poder apresentar-se adequadamente, por isso apenas prossegui com meu tom e minha cordialidade   -- Hotel: Preguiça é apenas um de meus empreendimentos, temos um bar famoso para hóspedes e visitantes,  mas não acredito após provar um belo “Vinho Rubro” queira uma bebida menos intensa, por isso tome a liberdade de beber do meu copo, então, me diga nos conhecíamos antes?   -- Estendia a mesma o copo sobre a mesa, esperando que a mesma degusta-se, sem truques, sem enrolações,apenas uma conversa amigável. -- Pode me chamar de Malik, é assim que os amigos me chamam, “ Papa Meia Noite “ é como os que me temem me macham...




    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Dom Maio 05, 2019 6:38 pm


    ...

    A
    bela Liz observava os movimentos daquele homem curioso em seu ponto de vista, ainda mais porque ele iria de uma forma ou de outra realizar seus desejos.

    - Tenho todo o tempo do mundo... – respondeu ela enquanto ele ligava para uma funcionária, afinal Nefertiti parecia um nome feminino.

    - Pelo menos 3 garotos. Hoje eu quero nenhuma mulher... quem sabe amanhã a noite eu aceito....

    Parecia que pelo menos iria ter uma boa noite como não tinha em muito tempo e andava trabalhando demais então aquela era a diversão que precisava depois de tanto tempo.

    - Liz... pode me chamar assim... É assim que todos me chamam, mas caso precise dos meus serviços,  procure por Lisandra Eckhart.

    Parecia que ele gostava bastante de fazer muitas perguntas, mas ainda bem que ela não estava se importando muito com aquilo. Que bom que ele começou a falar um pouco de si também, o que indicava que haveria alguma conversa, então da maneira mais provocante possível ela mudou a perna que havia cruzado antes para a outra. Quem sabe aquilo não despertaria alguns instintos antigos no homem...

    - Ok, Malik... que eu saiba não nos conhecíamos antes de hoje. Costumo ter uma boa memória para rostos e nomes...mas por que?

    Ela estão toma a taça dele, já que a bebida foi oferecida de bom grado. Ela bebericou um pouco, deixando uma bela marca de batom naquela taça. Ela também chegou a passar a língua pela borda da taça, pois ele a olhava. Quem sabe ela não conseguia usar aquela boca e língua e deixar algumas marcas vermelhas molhadas naquele homem e naquele terno também...



    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Seg Maio 06, 2019 8:00 pm


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite




    Três belos homens, fo isso que ela pediu, não deixei de solicitar o que foi pedido, afinal, uma cliente sempre era uma cliente e um pedido sempre era um pedido, desliguei  telefone após pedir, soberba talvez essa fossa as palavras que definiriam aquela mulher, um lugar no restaurante Orgulho talvez a empanzinasse  o ego tanto que ela explodiria, mas essa ideia só me fez dar um leve sorriso e observar enquanto ela proferia palavras e tomava um gole da bebida mais cobiçada do mundo para os membros de nossa raça não viva.  

    Seu válido questionamento entretanto me servia para perceber duas coisas, eu era influente mas não era conhecido e se eu deseja-se permear entre as camadas sociais como tinha planejado, bem, eu estava indo pelo caminho correto. Me levantei, removi o paletó do meu terno e apoie na cadeira, meus braços estavam amostra dessa vez, eu era um homem elegante, mas não era fácil manter elegância com um braço de tamanho cinquenta e cinco me impedindo de gesticular. As cicatrizes neles mostravam um passado sofrido e talvez ela compreendesse que um homem que vem de onde eu vim não aumeja ser conhecido por que ele esconde abaixo de um terno e então respondi enquanto esticava o corpo observando os salões de entrada e o bar de minha janela e estava de costas para ela:

    -- Lisandra, um belo nome, me recorda uma escrava em minha senzala....

    Minhas palavras eram duras mas eram reais, Lisandra foi uma das mucamas a qual tive um romance, talvez dela venha a minha prole, nunca soube, apenas me recordo de seus gemidos amarrada nas cordas da senzala e seu olhar provocativo enquanto nos deleitamos e tentamos esquecer o mundo cão que nos víamos, virei para a mesma, e com minha face habitual de seriedade continuei:

    --...morreu no tronco após o sinhô da casa grande não conseguir “ rolar” com ela. -- Caminhei lentamente pela sala, dando a volta em minha mesa e indo para trás da cadeira de Lisandra, tocaria em seus ombros, de forma não hostil, pelo contrário beirava a gentileza excessiva e continuaria em um tom ainda sereno porém sublime -- -- Não nos conhecemos Srta.Lisandra por que todos preocupam-se em seus domínios e politicagens, todos preocupam-se com territórios e mortes no governo, mas poucos preocupam-se com quem enche seus copos. Eu sou esse homem, eu encho os copos, eu sei o que acontece na festa, mas ninguém sabe o que acontece com quem a faz funcionar.

    Meu caminhar foi sutil e minhas mãos também, soltando seus ombros voltava a caminhar para frente da janela, mas dessa vez sem a intensidade e pesar que fora, após respirar um pouco e escutar respostas se a mesma fosse as proferir e então voltaria a olhar para ela com um sorriso gentil porém quase provocativo e diria em um tom baixo :


    Malik T'chakan Michael-Clarke-Duncan-ap

    -- Mwanamke mzuri, mas como falei, me chamo Malik T’chakan, sou um dos poucos membros dessa cidade que estão aqui da época sua fundação e acredite quando digo quando cheguei isso tudo aqui não era nada. - E após complementar quem eu era para essa mulher me apoiaria na mesa a olhando de frente e nós olhos e continuaria a falar -- Se em algum momento precisar de ajuda pode me ligar ou me encontrar aqui, saiba, a primeira para familiares ( membros do mesmo clã ) é de graça, mas temos um preço para o serviço quando precisar dele de forma mais forma. -- E enquanto esperava a resposta da mulher a observava para ver sua “ dureza empática “.[/color][/b]




    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Sex Maio 10, 2019 7:15 am


    ...

    E
    la observou os movimentos de Malik e suas palavras sobre a história de onde já tinha ouvido um nome como o dela antes. Parecia ser uma história triste que ele simplesmente resumiu em poucas palavras enquanto caminhava por sua sala.  Em um determinado problema parou atrás de si e colocou as mãos firmes em seus ombros.

    Liz usava um gostoso perfume que podia ser sentido de longe. O perfume era boce e sensual que invadia as narinas de Malik uma vez que se aproximou e o cheiro despertava seus sentidos para aquela bela mulher a sua frente. Não havia sentido o cheiro antes pois o seu cigarro acabava por encobrir o cheiro, mas estando perto dela daquela maneira ele podia sentirolar e se deliciar.

    Aquilo era algo que definitivamente não estava acostumada, tanto que o resto a deixou alerta para qualquer coisa que pudesse vir com aquilo. Tal movimento a fez pensar se ela não estaria simplesmente preocupada demais por um simples gesto humano como aquele, mas será que era isso mesmo? Seu tom de voz era sereno então talvez estivesse exagerando ou talvez não, mas depois de algum certo tempo, ele retirou a mão de seus ombros e voltou para sua mesa, de onde esboçou um sorriso.

    Porque sorria tanto? Será que realmente estaria feliz desfrutando de tudo aquilo ou estaria simplesmente zombando?  Liz não sabia e provavelmente não descobriria.

    Aquele homem estava ali naquela terra há um bom tempo, diferente dela que tinha pouco mais de um século de vida e saber daquilo era reconfortante, era possível viver por tantos anos sob as regras da máscara, por mais difícil que parecesse.

    - Eu vou me lembrar disso...

    E ela procurava manter o mesmo nível de voz do que ele, como se tudo fosse um grande jogo e ambos estivessem jogando xadrez e medindo forças...





    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Ter Maio 14, 2019 12:58 am


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite



    Suas reações eram dignos de uma mulher fria e calculisa, o que mais poderia esperar de uma serpente não é mesmo? Elas costumam ser observadoras, ardilosas e até mesmo vorazes quando desejam. Liz por outro lado parecia querer o domínio da situação, de fato se sua beleza era sua arma ela com toda certeza poderia equiparar-se a uma bomba de Hiroshima, mas se seu trunfo era o submundo, ela equipararia-se a guerra fria. Suas últimas palavras para mim indicavam que ela compreendeu que no fim eu era o que era, um negociante e não um algoz e isso me deixava satisfeito.

    Logo então interfonei para a recepção e enquanto chamava me peguei a observando. Suas curvas belas eram pecados a serem observados, seu semblante calmo e imponente era como se ela estivesse em um batalha de egos comigo, pena, não pretendo brigar pelo direito de quem comanda, eu já sei o que preciso comandar. O Diabo é poderoso por fazer acreditar que ele não existe, bem, gosto desse ditado e pretendo segui-lo, foi ao atenderem a ligação que falei:

    -- O melhor quarto restante do Hotel, prepare para a minha convidada e seus acompanhantes, três garrafas de “Vinho Rubro” , duas da Melhor Bebida da casa e o que ela precisar de serviço de quarto, eu serei o seu concierge então, reportem a mim.

    Um luxo perfeito na primeira visita é sempre a garantia da segunda, aprendi isso ao longo dos anos, ela agora tinha as regalias de um/uma príncipe/princesa em um lugar que era maior que um castelo. Nada seria cobrado se não a boa fé de que nesse momento estávamos coexistindo em paz e por isso complementei ao desligar:

    -- Bem, acho que acabei todos os preparativos para a Sra.Liz, algo mais é preciso para uma irmã?. -- Esperava a resposta enquanto recostava-me na cadeira a espera da resposta da mesma para que assim pudesse auxiliá-la se algo mais fosse preciso.




    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Sex Maio 17, 2019 1:44 pm


    ...

    E
    la observava e o ouvia atentamente. Cada movimento feito e cada palavra bem pronunciada lhe enchiam os olhos e eram como música aos seus ouvidos. Tudo quando era muito bem feito, valia muito a pena a ser observado e estudado e Liz aprendeu com duras penas ao longo dos anos que deveria observar tudo muito bem antes de qualquer movimento.

    Não se podia negar que a hospitalidade de Malik era notável e que de um primeiro momento ele deixaria tudo “on the house" mas futuramente ela teria que pagar. Isso não era nenhum problema, afinal com o passar do tempo tinha nutrido e poupado bastante, ainda mais com alguns negócios extra curriculares.

    - Talvez... o que mais você pode me oferecer?

    Ela o olhava com um certo ar de curiosidade. Outros julgariam aquele olhar como petulância, mas estava apenas averiguando toda aquela situação e seus limites. Até onde Malik iria?

    Provavelmente depois de tudo aquilo Liz iria para o quarto que a ela foi designado e curtiria a noite a menos que Malik tivesse com outras idéias em mente...



    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Ter Maio 21, 2019 8:36 pm


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite



    Seu questionamento veio como uma bala sendo disparada em meu coração negro e dolorido. Como assim ela me pergunta o que mais eu poderia lhe oferecer? Oras eu era Malik T’chakan, não existe nada que eu não consiga fazer para os meus contratantes. Seja pela força, seja pela manipulação, um pedido bem pago é um pedido feito e por isso para aquela atitude singular eu apenas sorri em deboche. Bem, ela queria saber o que eu conseguia fazer? Estava na hora de mostrar um pouco.

    Minhas seguraram a mesa, eu me levantei com a mesma tranquilidade de antes mais com um pouco mais de afinco, meus passos, bem, esses demonstravam uma natureza fria e tranquila que antes já tinha sido mostrada, mas colocada em cheque, porém dessa vez a sensação que a minha presença passaria era outra, eu estava sendo pouco hostil, estava deixando claro essa faceta, não para intimidar mas para deixar claro para ela que no mundo que eu vivia, eu podia fazer tudo que ela desejava e por isso, mais uma vez em suas costas coloquei a mão em seus ombros mas agora abaixando-me falava em seu ouvido :

    -- Diga o que precisa e eu lhe concederei: Informação, Dinheiro, Passaportes, Mortes, Drogas, Documentos, Alibis, Liberdade e até mesmo imortalidade. Tudo tem um preço Liz, tudo pode ser adquirido eu posso lhe dar tudo isso e ainda mais, só que infelizmente, hoje, só irei lhe dar o mais agradável desse mundo, irei lhe dar certezas e acalento.

    E levantando o corpo ainda com as mãos na mulher falaria enquanto massageava lentamente seus ombros com a delicadeza de uma princesa ao curvar-se:

    -- Bem, acho que tem um quarto com homens lhe esperando para apreciar suas curvas. Aproveite bem, diga a eles que se não aguentarem seu ritmo terão que se ver com Nefertiti. Meu ramal está a sua disposição, ao término de seus prazeres, pode me chamar para conversar se quiser. -- Minhas mãos soltariam os ombros de minha nova aliada e direcionaria-me até a porta, para abri-la e com isso deixar a mesma ir. Era a hora de começar a movimentar-se, o diabo se mantém esquecido, mas não se mantém omisso as preces que são feitas a ele.





    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Ter Maio 28, 2019 6:20 am


    ...

    L
    iz estava brincando e tentando dar um nó no psicológico de Malik, insistindo mais uma vez naquela pergunta, afinal enquanto não tinha o que queria, ela não sossegava.

    - É você quem eu quero... – sussurrava ela quando mais uma vez ele ia atrás dela e colocação suas mãos em seus ombros. Ela queria porque queria uma noite com aquele homem, pois sabia que só uma noite seria o suficiente para que ele ficasse viciado nela.

    Aparentemente ela sabia que aquele tipo de coisa não iria acontecer porque parecia que aquele homem não iria ceder tão facil assim, mas nos custava insistir.

    Não tinha mais nada o que fazer ali, mas sabia que Malik iria ficar bem pensativo com as suas palavras e o que ela queria daquele lugar. Talvez acabasse cedendo em outra noite ou talvez não cedesse nunca, quem sabe. Ela então se levantou e foi para a porta que ele já tinha aberto para ela. Enquanto passava pela porta não pôde deixar de usar suas habilidades vampirescas de sedução (carisma lvl 4 e beleza sobrenatural lvl 4). Seria sua última tentativa naquela noite. Será que funcionaria?





    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Ter Maio 28, 2019 2:38 pm


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite






    Era triste ver que a luxúria para alguns era como uma veia vital, sempre pulsa, sempre precisa ter algo correndo entre elas, sempre, sempre, mas no fundo não posso negar que os prazeres enquanto minha “juventude” era uma das poucas coisas boas que eu conseguia apreciar longe das senzalas. Bem, no fim, as palavras daquela mulher soavam uma provocativa a minha masculinidade e minha libído.

    A porta estava aberta esperando a partida daquela mulher, mas ela ousava ainda mais. Seu charme seu poder de sedução trespassava minhas narinas e meus poros, seu olhar afiado como uma navalha ao fazer a barba de um marinheiro agora cortava minhas roupas virtualmente enquanto saia lentamente de minha sala. O que ela queria? Prazer, o que eu poderia oferecer? Bem, no máximo desejo:

    (Caso Efetivo - Malik)

    -- Sua companhia me foi boa, mas quero deixar claro para você uma ultima coisa Srta.Liz... -- E aproximando-me da mesma, com um olhar severo e pouco amigável porém dessa vez fechando a porta ao término de sua fala -- -- … Nunca provoque uma serpente, principalmente uma que não cabe entre suas pernas...passar bem.

    E fechando a porta seguiria até minha mesa, pegaria o telefone e interfonando para Nazira falaria em um tom misto de tranquilidade e afirmação, algo comum quando eu estava dando uma ordem expressa que deveria ser levada a risca:

    -- Prepare o carro para mim, estou indo visitar minha neta, ligue para ela, fale que seu benfeitor tem uma proposta para ela e é urgente..


    ( Caso de Não Efetividade - Malik )

    A luxuria pode ser uma maldição ou uma benção, geralmente a primeira pois o vício do prazer é maior que o de desgosto, ao ver a mesma passar com seu aroma e sensualidade, minha larga mão foi na direção de seu braço o segurando com a firmeza de um carrasco e a puxando para dentro do meu escritório a porta se fechou. A encostaria na parede a observaria a suas feições. Apática e provocativa como toda serpente, cruel e sedutora, sim, eu não sou um homem dos velhos prazeres, mas sou um homem dos velhos costumes e um velho costume meu, era fazer minhas companheiras desmaiarem de exaustão.


    Jogada na mesa ela seria e seu belo vestido seria rasgado tão rápido quanto seria retirado por completo, apenas seu salto alto e suas roupas debaixo ( se ouvessem ) eram suas vestes. Minha mão seguraria suas coxas e seu corpo seria levantado, ela conseguiria abraçar-se na minha cabeça com suas pernas deslizando pelas minhas costas enquanto minha face estava entre suas pernas, minha língua de cobra a exploraria e os gemidos poderiam ai acontecer, mas o resto dessa história, bem, o resto dessa história eu só posso deixar que possam imaginar.







    (Parada de Malik)
    Tobirama efetuou 3 lançamento(s) de dados Malik T'chakan D10 (d10.) :
    5 , 8 , 4
    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Qua Jun 05, 2019 8:24 am


    ...

    L
    iz estava cutucando demais e sabia que cedo ou tarde isso poderia lhe custar talvez muito mais do que ela queria que custasse.

    Liz era um mulher ardilosa e uma cobra que gostava de jogos, de jogar em certas situações e ela havia dado um breve deslumbre disso.

    Dependendo apenas de Malik, nada aconteceria, mas Liz era até que bem habilidosa e conseguiu fazer com que o homem tivesse uma bela visão do que poderia ter acontecido entre os dois, uma noite de amor selvagem, onde ele poderia até mostrar todo o seu prazer em deixar a mulher caída e exausta porém não passou de uma agradável visão manipulada.

    Enquanto passava pela porta, Liz sorria para si própria com ar de vitória pois só o fato de ter conseguido cutuca-la o ego de Malik. Não sabia o que o futuro lhe reservava, massa talvez em uma próxima vez, ela poderia fazer uma mesma sugestão e ele pudesse aceitar.

    Quem sabe... mas ela sempre tinha o que queria... de uma forma ou de outra...

    E Liz simplesmente saiu daquela sala para desfrutar sua noite, deixado Malik com suas  caraminholas na cabeça e um desejo naquele momento em visitar sua neta. . .



    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Qua Jun 12, 2019 2:09 pm


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite



    Aquela mulher adentrava em minha cabeça, a sua maneira ela conseguiu o que queria, mas existia um velho ditado do oriente que costumava dizer “ Cuidado com o que você deseja, você pode conseguir “ e quando trata-se de desejos, bem, eu compreendo bem onde eles podem levar. Quando a porta da sala se fechou foi o momento que eu precisava para poder continuar minhas ações, era noite, era tarde mas eu tinha uma visita a fazer, eu tinha de conversar com alguém, pois eu podia sentir, as cobras estavam cercando a cidade e pelo pouco que conheço delas, o bote seria traiçoeiro.

    Discando número a número era a hora de falar diretamente com quem importava, minha neta. Aquela jovem tão especial mostrava-se um grande futuro para a família, uma Acadêmica empenhada em ajudar a humanidade, uma luta que poderia ser decepcionante, mas menos se eu pudesse a ajudar como seu benfeitor e foi então que eu liguei para a mesma falando assim que ela atende-se:


    -- Beatriz, espero não ter lhe acordado. Poderíamos nos encontrar? É sobre o fundo estudantil, talvez tenhamos que rever algumas coisas... -- Esperaria a resposta da mesma enquanto observava pela janela de vidro espelhado os meus salões -- -- … Prometo que não vai tomar muito do seu precioso tempo.

    E caso a mesma aceitasse com uma voz sorridente e com um olhar tranquilo falaria para a mesma em um tom único e fraternal:

    -- Estou indo a caminho, nos encontramos no restaurante Gula tudo bem? . -- E esperando a confirmação ligaria no ramal de uma de minhas associadas e lacaias e falaria em um tom ameno e tranquilo -- Preparem o carro para mim com Urban como motorista, estou indo para o restaurante Gula. -- E desligando me preparava para ir, para que assim que o carro chegasse eu pudesse partir diretamente.







    Askalians
    Tecnocrata
    Askalians
    Tecnocrata

    Mensagens : 437
    Reputação : 59
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Askalians em Ter Jun 18, 2019 10:00 am


    ...

    L
    iz então foi curtir sua noite. Não demorou para se instalar em seus aposentos e aproveitar bastante tudo o que foi preparado especialmente para ela, desde a comida quanto a noite te prazer que teria com os garotos. Não costumava querer fazer aquele tipo de coisa e na verdade aquele era um fato bem isolado. Talvez estivesse procurando aproveitar mais um pouco enquanto algo estava prestes a acontecer. Ela podia sentir...

    Já Malik preferia aproveitar a noite de uma oura forma, falando com sua neta naquele momento com uma desculpa qualquer de tratar algum assunto urgente com ela...

    Quando Malik ligou, Beatriz estava cochilando, mas já estava muito acostumada com ligações do seu avô no meio da noite, tanto que quando o seu telefone tocou, já meio que fazia ideia de quem poderia ser. Atendeu então a ligação com a voz um pouco de sono:

    - Oi, tudo bem? Não tem problema. Se encontrar agora!? Ah..tá.... tudo bem...

    Realmente era algo estranho ele querer tratar do fundo estudantil assim do nada, mas sabia que devia ir até o “gula” e sabia que iria pedir para alguém ir busca-la então tratou de se arrumar logo e ficar pronta.




    Tobirama
    Neófito
    Tobirama
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 10

    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Tobirama em Qua Jun 19, 2019 2:03 am


    Malik T’chakan
    Belezas da Noite



    Era a hora de seguir caminho e isso significava me arrumar, encontrar a paz que eu precisava para poder assim encontrar aquela jovem que eu tentava a todo custo proteger do mundo em que ela vivia e não tinha a menor ideia. Um banho quente era o que eu iria tomar, o calor da água talvez fosse o único “ fogo “ que eu ainda gostasse, o aroma das fragrâncias das ervas que eu mandava comprar do egito sempre me ajudavam a relaxar e no fim, eu estaria renovado.

    Trocado me arrumaria como de praste, uma boa roupa social, um bom terno e uma boa lente de contato escura ajudaria nos olhos, um óculos adequado também. Fotofobia era a desculpa habitual, mas hoje talvez ela fosse mais convincente devido ao restaurante ser um local bem iluminado, um carro solicitado anterioremente já estaria a minha espera, Urban seria o motorista, ao menos assim esperava e nesse momento antes de partir diria:


    -- Beatriz, será levada por um de seus homens Urban? -- Esperaria a resposta de forma que ao ouvi-la complementaria com tom imperativo e pouco amistoso para o homem no volante -- -- Espero que seja um de seus homens mais educados, o último a constrangeu olhando suas pernas, lembre-se, sou tolerante, não paciente.

    E recostando na poltrona da limusine eu aguardava o destino atento aos acontecimentos ao meu redor, ao menos tentando assim permanecer pois acredite, a cidade era uma verdadeira guerra e a noite, bem, generais não costumavam pôr as caras para fora pois eram alvos ambulantes.

    Enquanto o carro seguia palavras eram proferidas para Urban/o motorista enquanto observava pela janela :

    -- Já teve a sensação de que uma tempestade está vindo ? -- Com um “respirar” fundo acendia um de meus charutos cubanos de 45, uma boa época para se fumar charutos e complementaria independente da resposta -- Me parece que vou chover muito meu amigo, parece que muito vai chover. -- E enquanto degustava o charuto aguardava chegar ao meu destino, o destino onde eu encontraria a mulher que carregava meu sangue e que estava cada vez mais próxima de continuar a linhagem.







    Conteúdo patrocinado


    Malik T'chakan Empty Re: Malik T'chakan

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Out 18, 2019 3:45 pm