Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Freak(out)
    Tecnocrata
    Freak(out)
    Tecnocrata

    Mensagens : 348
    Reputação : 13

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Freak(out) em Sex Nov 01, 2019 4:03 pm

    Logan escreveu:– Dois caras entraram ali. Estavam bem armados e carregando uma garota – contou. – Usaram um código para bater na porta. Tem mais gente do lado de dentro, não sei dizer quantos. Quem quer que seja, possuem armamento pesado.

    – Merda… – disse o velho de um jeito meio tenso, enquanto coçava a barba e encarava a cabana de com um olhar preocupado. – Eu tinha esperanças de resolver isso de um jeito rápido, mas pelo jeito não são poucos, e não parecem pouca merda.

    – Tá legal. Esperem aqui – disse Jéssica, subitamente. – Os caras já viram a cara do Logan e você é muito pouco sutil para fazer reconhecimento – disse, falando para o velho. Deixa que eu vou na frente.

    Jéssica não era só bonita. A maldita também era furtiva, e não foi difícil para ela se esgueirar para perto da casa silenciosa como o próprio oxigênio. De longe, Logan e o velho a viram se esgueirar pela janela, testar a fechadura e depois contornar a casa por trás. Por fim, agachada próxima da porta, ela fez sinal com a mão para que ambos se aproximassem.

    – Bem, – disse ela em um tom de sussurro para eles – de fato há uma luz na casa, e vem de velas, muitas velas. Contudo, não há sinal de ninguém na casa. Ou eles estão se escondendo muito bem… ou há alguma saída subterrânea. Atrás da casa há um velho poço, que deve estar fechado a, pelo menos, um século, mas isso fortalece a hipótese de eles estarem abaixo de nós, agora.

    O velho voltou a coçar a barba. Sentia um ímpeto de pular a janela e atear fogo em tudo de uma vez, mas se conteve.

    – O que vocês sugerem? – perguntou, com um ligeiro mau humor. A primeira a falar foi Jéssica.

    – A porta está trancada, mas isso não é problema – disse, mostrando um estojo com grampos de arrombamento. – Podemos tentar descer pelo poço também, mas fará mais barulho. Apesar de tudo, não é uma opção descartável. Podemos ir juntos por dentro, ou podemos nos separar. Talvez assim podemos surpreendê-los se alguém pegar o poço. O que acha, Logan?

    Era legal da parte de Jéssica perguntar para Logan o que ele achava, ao invés de simplesmente chegar e dizer “faça isso e foda-se”, por ele ser o mais novo, mas por outro Logan detestava as “sinucas de bico” que a dupla metia ele, embora não demonstrasse isso.
    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 757
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Beaumont em Sex Nov 01, 2019 5:05 pm

    Investigadores, inteligentes e sortudos de sempre estarem no lugar certo na hora certa, o problema disso é que investigadores de fato poluíam a cena do crime o que dificultava o nosso trabalho. Mas eu gostava deles quando eles ajudavam. Uma mão extra seria de muita ajuda para encontrar o culpado por tudo aquilo. Eu o cumprimentei e apertei sua mão, ser sociável era um bom começo para conseguirmos trabalhar em parceria. A ultima coisa que eu queria era alguém para atrapalhar. 

    Quando ele mencionou algo relativo a um "culto" eu, que estava um pouco desnorteador, voltei a minha atenção e olhei para Allie. O culto...Eu estava certo o tempo todo, só não tinha certeza porque eles estariam envolvido com o caso da pequena Nora Vanger...

    Leon : - Eu entendo, meu nome é Summers... Eu também estou atrás do "culto Macabro" desde de Charleston, Carolina do Sul,  e qualquer informação sobre o caso pode ser muito útil. Porque não se junta a nós e comemos alguma coisa ? Podemos discutir sobre o caso. 
    Freak(out)
    Tecnocrata
    Freak(out)
    Tecnocrata

    Mensagens : 348
    Reputação : 13

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Freak(out) em Seg Nov 11, 2019 12:33 am

    SCOTT L. SUMMERS – BEAUMONT

    Scott L. Summers:
    Força de Vontade: 07/07
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7

    Municiador Atual: 14/15

    JOSH STORM – MITZRAEL

    Josh Storm:
    Força de Vontade: 04/04
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7

    Carl pareceu satisfeito com a recepção do trio, apertando a mão de cada um. Josh e Scott foram mais receptivos, enquanto Alisha limitou-se a cumprimentar Carl de um jeito mais formal e calado, limitando-se a dizer:

    – Eu dirijo. Vamos procurar uma lanchonete para comer algo.

    Scott sabia que não era do feitio de Alisha ser tão seca, mesmo com estranhos. Talvez o sujeito, por alguma razão, não tenha causado boa impressão?

    Alisha deu a ignição. Atrás estavam Josh e Carl, e Leon estava ao seu lado. Levaria um tempo até que Alisha encontrasse um lugar apropriado, isto é, discreto e com boa comida, onde eles pudessem falar sobre a situação sem serem incomodados.

    – Vocês podem interagir e conversar no carro enquanto Alisha dirige. –


    Subitamente Alisha gritou, falando um palavrão, coisa que raramente fazia – apenas quando algo muito forte a impressionava.

    – Puta que pariu! Mas que porra é essa?!

    Obviamente o grito alarmou a todos, fazendo o trio olhar para frente, onde Alisha olhava. Um carro ultrapassou e ficou na frente de Alisha, onde todos puderam ver Samantha amarrada, amordaçada e chorando, com a cara colada no vidro olhando para eles, em uma expressão de pavor, como se implorasse ajuda. Ela estava com o rosto cortado e sangrando, e do lado dela havia um homem estranho – muito estranho.

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 TI4U_u1160406406

    – Isso não faz sentido… – dizia Alisha, tensa. – Isso não faz porra de sentido nenhum! Eu a deixei no hospital! Que porra de brincadeira doentia é essa?!

    Aquele cara esquisito lambeu o sangue que escorria do rosto de Samantha e sorriu de um jeito muito estranho. Tão estranho que seus dentes pareciam… presas? Em seguida o carro deu uma arrancada e começou a deixar Alisha para trás. O claro desafio foi entendido por ela, e ela começou a perseguir o carro dos sequestradores sem se importar com nada.

    – Chega dessa merda! Chega disso!

    A perseguição levou algum tempo. Todos perceberam que a trilha dava para o parque Griffith que, nos dias de hoje, estava longe de ser um local agradável, contudo Alisha não se importava com nada, como se dirigisse em fúria hipnótica.

    Alisha avançou e entrou dentro do parque da mesma forma que os sequestradores fizeram. Ela avançou pela escuridão da mata até que os perdeu de vista, subitamente dando de cara com uma grande árvore.

    – Merrdaaa!!!

    Ela freiou. O choque com a árvore ainda amassou um pouco o parachoque e quebrou uma lanterna, mas não foi violento a ponto de machucar ninguém.

    Alisha saiu xingando, empunhado a arma e olhando para todos os lados naquele breu.

    – Tá legal! Vamos nos separar! Carl, está armado? Josh, sabe atirar? Temos de agir rápido! Temos de salvar aquela garota!

    Alisha estava certa, mas era óbvio que estava afobada e não sabia direito o que fazer – e graças a ela, todos estavam agora no meio da escuridão no grande parque Griffith.
    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 757
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Beaumont em Seg Nov 11, 2019 5:47 pm

    Finalmente nós poderíamos tirar um tempo para comer e dialogar, apesar de eu não estar com vontade de fazer nenhum dos dois. Minha cabeça ainda doía mas pelo menos o vento da viagem de carro era agradável. Eu discretamente fechei os olhos. Fazia dias que eu não dormia de forma plena então parte da minha dor de cabeça poderia ser por causa disso. Mas toda vez que eu fechava os olhos, a imagem do Leather Face me perturbava. Ele arrastando a perna como um deformado pelo cemitério, uma verdadeira imagem de desespero através das câmeras de segurança. Minha mente estava um verdadeiro liquidificador, eu lembrava de Nora, da garotinha caída no chão resultado do tiro da minha arma e até mesmo da figura fantasmagórica que eu vi no cemitério naquela noite. Tudo era muito confuso. 

    Meu olhos se abriram quando Alisha gritou. Minha cabeça parecia que estava a ponto de explodir e eu levei a mão esquerda até a têmpora. 

    Leon: - Allie !! Que droga !! 

    Não precisei terminar a frase pra ver que ela estava certa. Havia um sequestro em andamento e o pior de tudo que era a garota amiga de Nora. 

    Leon: - Precisamos segui-la ! 

    Exatamente no mesmo momento em que eu gritei, tive de sacar o meu telefone e ligar para o 911. 

    Leon : - Alô ! Aqui é o Delegado de Charleston Carolina do Sul, eu estou próximo ao  parque Griffith e quero fazer uma denuncia de sequestro de vulnerável. Preciso de viaturas armas pois o sequestrador também está armado e é agressivo ! Tragam um negociante e o apoio tático local. Eu repito: A situação é de extrema urgência !!! 

    Desliguei o telefone no mesmo instante e guardei no bolso. Eu ia tentar dar mais detalhes mas Allie estava visivelmente transtornada, eu abri a porta do carro depressa e gritei para ela. 

    Leon : - Alisha espere !! Isso é uma ordem direta !! Recomponha-se ! Nós vamos em duplas !! O detetive vai com você pela esquerda e eu vou com Josh para o outro lado,  vamos contornar e o primeiro que achar liga para o outro ! Alisha !! Escute, não se separe de seu parceiro. Um precisa cobrir o outro. Lembre-se de nossas noções básicas na academia. 

    Eu saquei a pistola e olhei para Josh que parecia ter recebido uma arma de Allie, droga eu queria ter ido com Alisha mas é melhor eu proteger Josh, ela sabe se cuidar. Além do mais eu acho que na minha atual situação eu não vou conseguir atirar em ninguém. 

    Assim que Josh estiver pronto, nós seguimos pelo lado direito. Eu usava a lanterna do celular para não ficar no breu total e mostrava para que Josh fizesse o mesmo. 

    Leon : - Josh, desculpe ter metido você nessa, mas é mais seguro você comigo do que no carro sozinho. Allie ficou visivelmente louca, ela está tão imersa nesse caso quanto eu. Nora lembra muito ela na infância...Eu vou na frente e você me cobri, atire apenas se tiver certeza de que não é a menina. Ela tem na faixa dos 16 anos, é ruiva de cabelos volumosos. Precisamos salva-la.  
    mitzrael
    Tecnocrata
    mitzrael
    Tecnocrata

    Mensagens : 408
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por mitzrael em Ter Nov 12, 2019 3:05 pm

    Josh segue o grupo sentado na parte de traz do banco sua cara não e de toda felicidade
    pois ele tinha planejado sua noite bem diferente que estava vivendo .

    Ele olhava as ruas , as luzes , em sua mente vinha Amy e tudo que ele tinha planejado fazer com ela
    um sorriso esbolsava do canto direito da boca de Josh quando ele sentia a velocidade do carro aumenta .
    Alisha tava com o rosto totalmente transtornado

    Pensando:

    Que droga e essa so falta isso , e eu achando que ia comer algo ,
    agora to em meio em uma perseguição , que droga men .

    Antes de ele termina se seu pensamento pode sentir o carro parando bruscamente e
    tanto o Leon como a Alisha saindo ja engatilhando suas armas .

    – Tá legal! Vamos nos separar! Carl, está armado? Josh, sabe atirar? Temos de agir rápido! Temos de salvar aquela garota!


    Josh olhava pra arma e a pegava e engatilhava deixando uma bala na agulha

    Sim sei .

    Seu olhar mudava ficava com semblant serio e o olhar mas atento .

    Leon : - Josh, desculpe ter metido você nessa, mas é mais seguro você comigo do que no carro sozinho. Allie ficou visivelmente louca, ela está tão imersa nesse caso quanto eu. Nora lembra muito ela na infância...Eu vou na frente e você me cobri, atire apenas se tiver certeza de que não é a menina. Ela tem na faixa dos 16 anos, é ruiva de cabelos volumosos. Precisamos salva-la.

    Ok amigo , nao vamos nos destrair temos uma menina pra salvar .

    Josh ficava nas costas de leon dando um espaço de e passos de distancia .

    estarei bem atraz de vc amigo vou usar sua luz pra ver tbm assim quem nos ver pensara que uma pessoa so .

    JTaguchi
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 11
    Reputação : 0

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por JTaguchi em Dom Nov 24, 2019 1:14 pm

    Na medida que as descobertas eram feitas, as esperanças de uma boa noite no Lucretia's sugando a vitae do pescoço de alguma garota bonita iam se esvaindo. A coisa parecia cada vez mais complicada, e ele não conseguia tirar a imagem da garota amordaçada da cabeça. O que aqueles malditos estavam fazendo com ela nesse momento?

    E claro, Jessica sempre tinha a mania de jogar certas decisões para ele. Logan desconfiava que era uma forma bastante inusitada de incentivá-lo a fazer o trabalho que ela fazia, mas a situação era grave demais para ele se arriscar querendo se exibir. Tinha um lugar desconhecido abrigando sabe-se lá quantos caras muito bem armados contendo uma refém. Definitivamente, não era hora para fazer graça.

    - Vamos entrar juntos. - falou. - Não sabemos o que vamos encontrar lá dentro e, não sei se vocês se lembram, eu não sei atirar. Eles estão armados e tem uma refém. Muita coisa em jogo pra se arriscar.

    - Eles não estão esperando que a gente se separe. - comentou Ian. - Pelo menos, é o que eu pensaria no lugar deles.

    Mas que merda. Ele estava certo.

    Logan ergueu as mãos em sinal de derrota.

    - Certo, você venceu, velho. - disse. - A gente se separa e tenta chegar no poço por vários cantos. Temos comunicação e armamento. O primeiro que chegar espera os outros, ok? - então, ele se virou para Jessica. - Por favor, querida. As damas primeiro.
    Freak(out)
    Tecnocrata
    Freak(out)
    Tecnocrata

    Mensagens : 348
    Reputação : 13

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Freak(out) em Qua Nov 27, 2019 8:39 pm

    SCOTT L. SUMMERS – BEAUMONT

    Scott L. Summers:
    Força de Vontade: 07/07
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7

    Municiador Atual: 14/15 (2 extras)

    JOSH STORM – MITZRAEL

    Josh Storm:
    Força de Vontade: 04/04
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7

    LOGAN MCLAIN

    LOGAN:
    Vitalidade: 7/7
    Força de Vontade: 6/6
    Fome: 2/5
    Humanidade: 7
    Ressonância:

    A situação não era favorável de ângulo algum. O local estava longe de ser seguro com tantos drogados, mendigos e prostitutas nas proximidades – embora, por alguma razão desconhecida, nem os piores elementos se atreviam a avançar para o centro de toda aquela mata.

    Josh escreveu:– Sim sei.

    Alisha entregava para Josh uma Browning HP que ela havia pego do porta-luvas.

    Scott escreveu:– Alô ! Aqui é o Delegado de Charleston Carolina do Sul, eu estou próximo ao parque Griffith e quero fazer uma denuncia de sequestro de vulnerável. Preciso de viaturas armas pois o sequestrador também está armado e é agressivo ! Tragam um negociante e o apoio tático local. Eu repito: A situação é de extrema urgência !!!

    – Entendido, delegado. Reforço a caminho.

    Alisha ainda se encontrava aparvalhada, acalmando-se apenas quando Scott veio até ela.

    Scott escreveu:– Alisha espere !! Isso é uma ordem direta !! Recomponha-se ! Nós vamos em duplas !! O detetive vai com você pela esquerda e eu vou com Josh para o outro lado,  vamos contornar e o primeiro que achar liga para o outro ! Alisha !! Escute, não se separe de seu parceiro. Um precisa cobrir o outro. Lembre-se de nossas noções básicas na academia.

    – Sim… Sim! Tudo bem. Desculpe. Carl, aqui. Pegue isso – diz ela, entregando a Carl uma pequena Walther ppk que levava de reserva em um coldre na canela. – Venha comigo! Josh, siga Scott e faça tudo que ele disser.

    Alisha se afastou rapidamente com Carl, que a seguia ainda confuso, como se ainda nem pudesse entender onde estava e como foi parar lá.

    Scott escreveu:– Josh, desculpe ter metido você nessa, mas é mais seguro você comigo do que no carro sozinho. Allie ficou visivelmente louca, ela está tão imersa nesse caso quanto eu. Nora lembra muito ela na infância...Eu vou na frente e você me cobri, atire apenas se tiver certeza de que não é a menina. Ela tem na faixa dos 16 anos, é ruiva de cabelos volumosos. Precisamos salva-la.

    Josh escreveu:– Ok amigo , nao vamos nos destrair temos uma menina pra salvar . Estarei bem atraz de vc amigo vou usar sua luz pra ver tbm assim quem nos ver pensara que uma pessoa so .

    Josh e Scott tomaram o caminho oposto ao de Alisha e Carl.

    * * *

    No fim aconteceu o que Logan não queria: eles se separaram. Jessica pegou a porta.  Provavelmente ela entraria pelo lugar mais óbvio possível para tirar a atenção dos sujeitos de Logan e do Velho. Algo esperto e arriscado, mas pelo menos ela era rápida e boa de briga. O velho contornou a casa, fazendo sinal para Logan se aproximar, quando viu que estava tudo limpo.

    – Tá legal. Vê ali? Ali é o poço – apontando para uma espécie de cova entulhada no chão, a menos de três metros – Vai primeiro. Eu vou cobrir a Jéssica para ter certeza que ela vai entrar na casa sem levar uma facada pelas costas e já alcanço você.

    Levando as instruções do Velho ao pé da letra, Logan saltou para dentro do poço. Era mais fundo do que ele pensava – muito mais. Ele não se machucou na queda, mas seria praticamente impossível escalar de volta para o buraco.

    Quando Logan prestou atenção no local, viu que aquele poço tinha sido escavado além do seu tamanho original a ponto de virar, literalmente, uma catacumba. O local tinha, pelo menos, vinte metros. O chão estava enlameado, empossado e cheio de ossos – humanos. Nos cantos, dezenas e dezenas de caixões empilhados. A configuração da câmara era como uma cúpula, onde três túneis estreitos se abriam à esquerda, ao centro e à direita. Logan tinha a sensação de que havia retornado à idade média, dentro daquele lugar, e tudo piorava agora, que ele ouvia, muito distante, um som fraco de um grito feminino seguido de um disparo de escopeta, sem poder voltar por onde entrou.

    * * *

    Josh e Scott não haviam se afastado muito quando um grito feminino – claramente a voz de  Alisha – pôde ser ouvido pelas matas, seguido do som de um disparo que, para Scott, era obviamente um tiro de escopeta.  A dupla agora avançaria em socorro de Alisha e Carl ou voltariam para o carro e aguardariam reforços?
    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 757
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Beaumont em Sab Nov 30, 2019 10:25 pm

    Um tiro de escopeta ? Isso sem dúvidas não foi Allie ! Ela não estava usando escopeta então nas piores das hipóteses ela sofreu o tiro ! Meu raciocínio não costumava ser dos melhores quando Allie ficava em perigo então por isso fui rápido e objetivo ao dizer: 

    Leon : - Josh, você ouviu ? Vamos voltar, fique atrás de mim !! 

    Dei meia volta segui o caminho reverso. Precisava encontrar Allie o mais rápido possível !!! Não havia tempo para ficar no carro e esperar pelos reforços eu apenas liguei mais uma vez pedindo urgência. 

    Leon: - Alô !! Preciso de reforços com urgência !! ou ligar o gps do celular assim vocês saberão onde estou no parque Griffith exatamente. 

    Desligo o telefone e guardo na calça de forma segura e continuo a avançar onde ouvi o grito mantendo a cautela.
    JTaguchi
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 11
    Reputação : 0

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por JTaguchi em Seg Dez 02, 2019 5:06 pm

    A primeira coisa que fez ao chegar no fundo foi se reportar. Exatamente como Ian lhe ensinara outras vezes.

    - Galera, estou inteiro. - sussurrou no rádio. - O poço é fundo pra caralho e aqui embaixo parece uma masmorra. Sinto que um maldito balrog vai aparecer a qualquer momento por aqui.

    Logan estava, literalmente, com o cu na mão. Quando foi Abraçado, há quase um ano, não lhe passara pela cabeça que sua existência noturna seria tão carregada de tensões como era agora, dentro daquele poço escroto, sentindo-se no meio de uma sessão de Dungeons and Dragons. Em sua cabeça, sua não-vida se resumiria a infindáveis noites de diversão no Lucretia's, alguma grana ganhada com tatuagens feitas em mortais e vampiros e uma ou outra caçada em busca de sangue. Porém, as coisas não estavam se saindo conforme o planejado: ele estava ali, procurando dois caras muito bem armados que carregavam uma garota que nem tinha saído da adolescência. A lembrança do olhar desesperado dela lhe deu calafrios.

    Com a pistola em punhos, ele se concentrou por alguns segundos, a fim de melhorar sua visão. Pé ante pé, caminhou por aquele túnel até chegar num ponto onde o caminho se desmembrava em três. É sempre assim, pensou, quando você está andando num túnel, ele vai te obrigar a escolher em qual direção continuar.

    OFF:
    Vou considerar que ele ativou Olhos da Besta mais cedo.

    Então, ouviu o tiro. Num reflexo, Logan levou sua mão ao rádio e tentou se comunicar com Ian.

    - Velho, você está aí? - perguntou. - Me diz que esse grito não é da Jessica.

    Impossibilitado de ajudar, ele resolveu continuar. Por via das dúvidas, pegou o caminho do meio, preocupado se sua senhora tinha sido alvejada ou não. Ou... talvez a vítima do tiro fosse a garota. Então, ele se lembrou que pouco mais cedo, ao sair do bar com Ian, ele carregava uma escopeta entre seus equipamentos. Bem, talvez o velho tivesse encontrado alguma ameaça no caminho. Nesse caso, ele poderia se sentir tranquilo - ele não atiraria na própria cria.
    mitzrael
    Tecnocrata
    mitzrael
    Tecnocrata

    Mensagens : 408
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por mitzrael em Sex Dez 13, 2019 8:54 pm

    Josh se surpeendia com o tiro e com o
    nervoso de seu amigo .
    Josh nao deixava ele se destanciar segurava
    Seu braco .
    Calma esse tiro nao vem da direcao dela
    Fique calmo meu amigo .
    E outra pelo que pude ver ela sabe muito bem
    Se cuidar .
    Se alguem grito deve ser a menina que procuramos
    Isso indica que ela esta em perigo e nao
    Podemos voltar .
    Temos de seguir meu amigo
    Josh olhava serio pro seu amigo
    Seu semblante de blayboy sumia
    E ele ficava mas focado ao que tava
    Acontecendo .
    Temos de seguir o son o quanto antes
    E isso fica pra frente e nao na direcao de sua
    Amiga.
    Vc confia em mim meu amigo .
    Josh falava segurando ainda no braco
    De seu amigo .
    Freak(out)
    Tecnocrata
    Freak(out)
    Tecnocrata

    Mensagens : 348
    Reputação : 13

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Freak(out) em Dom Jan 05, 2020 11:39 pm

    SCOTT L. SUMMERS – BEAUMONT

    Scott L. Summers:
    Força de Vontade: 07/07
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7

    Municiador Atual: 14/15 (2 extras)

    JOSH STORM – MITZRAEL

    Josh Storm:
    Força de Vontade: 04/04
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7

    LOGAN MCLAIN

    LOGAN:
    Vitalidade: 7/7
    Força de Vontade: 6/6
    Fome: 2/5
    Humanidade: 7
    Ressonância:

    Logan escreveu:– Velho, você está aí? – perguntou. – Me diz que esse grito não é da Jessica.

    Demorou um pouco para que o velho respondesse, e isso certamente deixou Logan agoniado até que, finalmente, ele obteve uma resposta. Não foi uma resposta muito boa, mas poderia ter sido muito pior.  

    – Relaxa, garoto. Ela tá bem. Eu tô aqui com ela. A coisa tá meio foda aqui. Segue de onde você tá que eu dou um jeito de te encontrar depois. Se a gente se mexer agora daqui vai acabar dando merda.

    Consciente de que estava por conta própria, Logan a contragosto seguiu pelo túnel do centro. O lugar era muito úmido, mas não era apenas isso. O olfato de Logan logo detectou cheiro de morte – carne recém-abatida que começava a feder. Graças aos olhos da besta, ele podia ver claramente tudo que se encontrava adiante, e a visão não era boa, mesmo para um morto-vivo. O chão começava a descer de forma irregular, como se o lugar estivesse sobre uma colina. Após passar por um pequeno portal que antes tinha um portão de ferro – agora arrancado e jogado no canto à esquerda –, Logan conseguiu ver por uma grande rachadura no chão uma sala de pedra que ficava um andar abaixo. Em uma parede um corpo acorrentado em forma de X e sem a cabeça sugeria o corpo de um homem jovem. Pela coloração que se encontrava, era possível deduzir que o processo de decomposição havia começado recentemente. Do lado oposto, um corpo nu sem as pernas e braços estava pendurado pelo pescoço através de uma corrente no teto.

    – Gostaria de fazer dessa vadia uma de nós – ouviu uma voz masculina dizendo, embora não pudesse ver quem falava –, mas não temos uma pá aqui, tampouco vai ser fácil enterrá-la. Teremos de improvisar.

    – Isso não vai ser problema – respondeu outro homem. – Talvez Godofredo queira se divertir?

    – Isso vai ser divertido de ver...

    – Godofredo! Carne fresca para você!


    Logan também não sabia quem era o tal Godofredo, mas cada passo que ele dava causava tremores consideráveis no chão e na estrutura ao redor. Logan pensou que talvez fosse melhor não conhecê-lo, mas o destino pareceu assim querer. Os tremores do tal Godofredo foram o suficiente para fazer a já avariada e frágil estrutura em que Logan se apoiava ceder, fazendo com que ele e muitos pedaços do teto cheio de rachaduras viesse para baixo, causando um grande estardalhaço.

    – Puta que pariu! – gritou um dos homens.

    Logan não estava machucado. A queda fora curta e, por sorte, nenhuma pedra caiu em cima dele, mas isso não significava que ele estava longe do perigo.

    Off: Alguém se aproxima e no próximo turno irá aparecer na sala em que você está, através da passagem à sua frente. Você pode tentar se esconder testando Resolve + Stealth ou pode tentar confrontar quem se aproxima. Nesse caso a iniciativa é sua automaticamente graças às circunstâncias, mas não se esqueça que ele não está sozinho.

    * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

    Scott seguia na direção do tiro, seguido de Josh, que fazia o possível para acalmá-lo. Ambos estavam tensos, e isso só piorou quando, após adentrarem mais alguns metros naquele terreno, encontraram Carl estirado no chão, sobre uma poça do próprio sangue – sua cabeça já não existia mais, apenas pequenos fragmentos de ossos e massa cefálica que rodeava o cadáver.

    Off: Algum de vocês pode pegar arma dele de volta, se desejarem mais poder de fogo.

    Havia um rastro de sangue mais à frente; um rastro que não parecia estar conectado com o sangue de Carl. A dupla, seguindo em frente – agora ainda mais abalada –, encontrou Alisha caída. Ela estava pálida, fraca e respirava com dificuldade. Ela virou a cabeça e viu Scott e Josh se aproximarem e instintivamente levantou a mão, parecendo querer dizer alguma coisa. Quando eles se aproximaram próximos o bastante para conseguirem ouvir sua fraca voz, ela murmurou:

    – É uma armadilha...

    Dois tiros ecoaram das matas à frente. Josh sentiu o peito arder e caiu. Segundos depois, já havia perdido a consciência. Um disparo semelhante acertou Scott nas costas. Ao contrário do amigo, ele agonizou muito mais antes de apagar, sofrendo com o desespero de puxar o ar e não conseguir.

    * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

    Scott abriu os olhos. Estava tudo escuro. Sentiu o estômago arder, a boca amargar e uma fraqueza súbita. Tentou chamar por Josh, mas não conseguiu. Não estava mais armado. De repente se lembrou de Alisha caída, e tentou se mexer. Algo impediu sua locomoção – uma tampa de madeira. Se mexeu e sentiu madeira dos dois lados. Desesperado, começou a se debater e sentiu que havia  duas coisas embaladas em lençóis do seu lado – coisas que, de repente, começaram a se mexer e a chorar. Scott entrou em desespero. Se lembrava do tiro, mas agora não sentia dor alguma. Teria sido tudo um sonho ruim? Ele não sabia, mas sabia que agora estava em um caixão com dois bebês ao seu lado.

    Josh estava na mesma situação e, embora não estivesse tão distante assim de Scott, ele não sabia. Ele acordou com o choro dos bebês ao seu lado e, assim que ergueu a mão para frente – ou seria para cima? – sentiu uma pesada tampa de madeira que lhe impedia de sair.

    Off: Scott e Josh estão com Fome 5.
    JTaguchi
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 11
    Reputação : 0

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por JTaguchi em Sex Jan 10, 2020 4:03 pm

    Nada é tão ruim que não possa piorar.

    O lugar fedia a morte e podridão e Logan quase pôde sentir seu estômago revirar. Embora já não fosse mais vivo, a sensação de repulsa ativava sua memória muscular e lhe fazia recordar da sensação de ânsia que sentia quando se deparava com algo muito nojento.

    Ao chegar no que parecia ser um andar inferior, ele percebeu corpos amarrados, pendurados e mutilados de várias formas. Fez uma careta de nojo e tentou identificar os corpos. Nenhum deles se parecia com a garota que os dois cainitas tinham raptado. Um pequeno suspiro de alívio escapou de sua garganta e novamente a imagem daquele olhar desesperado encheu sua mente.

    O diálogo que ouviu nesse momento era tenebroso. Enquanto ouvia, Logan deixou o rádio ligado para transmitir a conversa para Jessica e Ian. Dois vampiros discutiam sobre o destino de uma mulher, que Logan acreditava ser a garota raptada. Houve a chegada de um terceiro - um tal de Godofredo que ele não sabia onde estava naquela hora. No entanto, logo o terceiro se fez presente através de um tremor que ficava cada vez mais forte conforme ele se aproximava. O Gangrel olhou para o teto, de onde pequenos filetes de areia caíam a cada tremor que o grandalhão causava. Não demorou muito e toda a estrutura ruiu, lançando-o ao chão junto com parte do teto.

    No meio da poeira e dos pedregulhos, Logan cuspiu parte da areia que tinha engolido. Guardou o rádio no colete novamente e então se arrastou para debaixo de alguma pedra maior que havia ali perto. Poderia emboscar seus adversários, mas estava em desvantagem, lutando contra pelo menos três - e o tal Godofredo valia uns três sozinho, a julgar pelo estrago que fizera apenas andando.

    OFF:
    Resolve 3 + Stealth 1 para se esconder ali no meio das pedras.
    mitzrael
    Tecnocrata
    mitzrael
    Tecnocrata

    Mensagens : 408
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por mitzrael em Sab Jan 11, 2020 10:12 am

    josh não podia acreditar como tudo aquilo aconteceu pode acontecer .
    ele so queria uma noite divertida e acabo em uma envestigação em meio de uma floresta .

    pensando :

    Que lugar e essa? como fui parar aqui ?


    Josh ainda zonzo passar a mao no local tentando achar uma sainda e entender melhor o que aconteceu com ele .

    pensando :

    onde será os outros ? será que tão bem ?

    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 757
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Beaumont em Seg Jan 13, 2020 9:36 pm

    Acometido pela adrenalina do desespero eu não percebi a armadilha que havia sido criada. Meu coração pulsava como mil e o fato de ver Allie naquele estado não tive muito tempo para pensar em recolher aquela arma para mim e apenas a entreguei para Josh, quanto mais poder de fogo ele tiver, melhor para se defender disso tudo. Minha preocupação era Allie. Toquei seu rosto pálido e disse

    Leon : - Por favor não me deixe, eu não posso ficar sem você !! 

    Eu não esperava que dissesse que aquilo era uma armadilha. Quando ela disse, foi como um banho de água fria que caiu em mim junto com o disparo certeiro em mim. Eu não estava a serviço e por este motivo não usava colete aquela noite. Tudo o que eu pensei que teria nessa noite eram alguns shots de bebida...Nada mais. Meu corpo cansado se espalhou no tronco de Alysha e tentei protege-la até o ultimo momento de minha vida.

    ***********************************

    Quando meus olhos se abriram novamente um tornado de dúvidas me confundiu. Talvez tivesse sido um sonho hyper real ou algum efeito da bebida. Mas eu poderia jurar que tomei um tiro e vi Allie morrer naquela noite. Estava tudo escuro mas eu podia ouvir o choro de crianças recém nascidas ? Meu objetivo principal era tentar sentir se tinha espaço para socar a madeira com toda a força. Mesmo desesperado eu tentaria transformar meu desespero em força para sair daquela situação. Soquei  uma, duas, três vezes para ver se ao menos uma rachadura eu causaria. Quem tão doentio seria capaz de me prender em uma caixa com 2 bebes ?? Na minha mente eu só podia lembrar da face do leather face. Aquilo me trouxe um ódio repulsivo e eu soquei a madeira mais algumas vezes com toda a força. 

    Eu precisava me acalmar. (Se for necessário vou gastar 1 FDV caso entre em frenesi) 

    Precisava destruir a madeira para que se ele tivesse sido enterrado a terra pudesse entrar no espaço e movimentar a terra. Eu estava tão desesperado que não conseguia pensar a quanto tempo estava ali ou se a terra já havia fica mais sólida ou se poderia estar molhada com alguma chuva e assim facilitar sua fuga quase impossível...
    Freak(out)
    Tecnocrata
    Freak(out)
    Tecnocrata

    Mensagens : 348
    Reputação : 13

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Freak(out) em Qua Jan 15, 2020 11:20 pm

    SCOTT L. SUMMERS – BEAUMONT

    Scott L. Summers:
    Força de Vontade: 06/07
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7
    Fome: 5/5
    Ressonância:

    JOSH STORM – MITZRAEL

    Josh Storm:
    Força de Vontade: 04/04
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7
    Fome: 5/5
    Ressonância:

    LOGAN MCLAIN – JTAGUCHI

    LOGAN:
    [i]Vitalidade: 7/7
    Força de Vontade: 6/6
    Fome: 2/5
    Humanidade: 7
    Ressonância:

    Logan não perdeu tempo e enfurnou-se nos próprios escombros do teto. Os pedaços eram grandes o bastante para cobri-lo totalmente, permitindo que ele visse o que acontecia na sala através de pequenas frestas – além disso, a própria poeira escura que lhe cobria fornecia uma espécie de camuflagem naquele lugar.

    Logo aquele homem negro e alto que levava a garota que Logan antes tinha visto apareceu com
    uma escopeta em mãos. Ele, não vindo nada, simplesmente gritou:

    – Você fez de novo, seu ogro estúpido! Deveria tomar mais cuidado ao caminhar! É assim que você agradece o presente que estamos te dando?! Tome mais cuidado com nosso lar,ou vai ficar sem jovenzinhas gostosas para empalar com esse seu pinto nojento!

    Ele se foi pelo corredor, deixando Logan com a certeza de que aquela menina agora estava sendo violentada por alguma aberração.

    – Mas que porra foi isso, afinal? – dizia a voz do Velho, vindo do rádio. –  É melhor você sair daí o quanto antes, senão – e de repente mais sons de disparos podem ser ouvidos. Disparos em sequência, de uma arma automática. O único som que Logan ouve agora do rádio é uma leve interferência estática.

    * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

    Off: Primeiro Messy Critical da mesa.  Razz

    A preocupação de Josh com os amigos, o súbito despertar naquele lugar e o som de choro que vinha dos embrulhos ao seu lado começaram a força-lo a instintivamente buscar sair daquele lugar. Ele tocou no que estava à sua frente e percebeu que era madeira, tábuas... uma tampa. Era como se algo falasse para ele dentro de sua mente: “Caixão! Você está dentro de um caixão! Saia daí!”. Ele entrou e desespero, mas não sentiu medo... Começou a sentir raiva, na verdade – muita raiva. E a raiva lhe tomou, como nunca antes. Ele perdeu totalmente o controle. Ele começou a babar, a rosnar e pegou aquelas crianças, ele as drenou. Tomou do sangue delas como se fosse a coisa mais deliciosa do mundo de se beber – e de fato foi. Ele então pegou seus corpinhos sem vida e bateu eles contra a tampa, como se fossem dois martelos. Quando elas já estavam despedaçadas demais para parar em suas mãos, ele largou os pedaços e começou a esmurrar a tampa enquanto urrava. A tampa espatifou e muita terra começou a cair em seu rosto. Era um animal perfeito saindo de um buraco. Conforme se aproximava da superfície, ouvia sons estranhos, mas estava irracional demais para distinguir gritos de disparos.

    Off: Se quiser, pode gastar 1 ponto de força de vontade para se controlar por um turno.

    * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

    Off: Segundo Messy Critical...

    Scott, tomado pelo desespero e pela raiva que seus palpites sobre leather face instigavam, começou a esmurrar sistematicamente a tampa do caixão, buscando uma rachadura, uma parte fraca da estrutura... Não conseguiu, de início. O choro das crianças ficava mais alto, e aquilo começou a irritá-lo. Seu estômago queimava demais, sua boca estava seca e, sem ele perceber, presas começaram a se estender dentro de sua boca. Ele começou a ouvir o choro das crianças e de repente sentiu um desejo mórbido... queria calá-las, matá-las, mas não de qualquer forma. Ele queria beber o sangue delas. Essa ideia pareceu sublime e louvável em sua mente. Quando se deu conta do absurdo que cogitava, esmurrou a tampa com muita raiva – raiva de si mesmo – e então sentiu aquela terra úmida lhe caindo em cima e caindo em cima das crianças, que pareciam já enfraquecer com a falta de ar.

    Off: Como gastou 1 ponto de força de vontade, você está no controle de sua ação nesse turno, mas certamente você está em frenesi.


    * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

    Ao mesmo tempo que o rádio se calou, Logan conseguiu ouvir, ainda que de maneira muito fraca, sons de disparos e gritos do lado de fora. Um verdadeiro “quebra pau” pareceu se iniciar lá fora, e nesse momento ele ouviu a voz de um dos homens:

    – Mas que porra está acontecendo lá, afinal?! Eles só tinham que vigiar duas covas, caralho! Godofredo, a gente vai sair pra ver que merda se passa. Fica aqui com as meninas e cuida do refúgio!


    Logan ouviu barulho de coisas sendo pegas – provavelmente armas – e passos se afastando. Era possível agora ouvir claramente lamúrios abafados de bocas amordaçadas e grunhidos estranhos, como que de libido, além do som viscoso de algo nojento fazendo um movimento de vai-e-vem.

    Off: A única forma de sair daí é avançando pelo túnel estreito. O tal Godofredo aparenta estar agora sozinho e distraído(...). Você pode tentar enfrentá-lo ou passar por ele na surdina.
    JTaguchi
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 11
    Reputação : 0

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por JTaguchi em Sex Jan 17, 2020 7:56 am



    – Mas que porra foi isso, afinal? – dizia a voz do Velho, vindo do rádio. –  É melhor você sair daí o quanto antes, senão

    A interferência deixou-o em pânico. Se alguma coisa era boa o suficiente para abater o velho, Logan não queria saber o que era. O velho era bom em combate, tinha uma resistência desgraçada e uma mente ágil quando o assunto era perigo. Logan esperava que ele e Jessica estivessem bem, mas não queria ter que sair dali sem tentar fazer nada pela garota.

    Contudo, a incerteza sobre o que acontecera com eles o deixou aterrorizado demais para tentar algo. Aquele Godofredo certamente era um monstro capaz de parti-lo ao meio com apenas um golpe e ele não tinha certeza do que poderia fazer para tirar aquela garota dali. Engoliu em seco e decidiu obedecer a ordem de Ian. No entanto, o destino daquela garota não saía de sua mente.

    OFF:
    Resolve 3 + Stealth 1 para sair daí na surdina. Vou gastar 1 ponto de Força de Vontade. Considerando que ele está deliberadamente deixando a garota para morrer nas mãos desse gigante escroto, acho que cabe um teste de Humanidade também.
    mitzrael
    Tecnocrata
    mitzrael
    Tecnocrata

    Mensagens : 408
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por mitzrael em Dom Jan 19, 2020 1:21 am

    Josh agia por estinto
    tudo que ele fazia ou agia era pro a sua sobrivencia
    nunca tinha passado por algo parecido antes , nem em seus piores pesadelos
    era como ele estive se em outro corpo .

    sua mente tava embaralhada , mau entendia ou que ouvia ou fazia

    sua mente so repetia

    Preciso sair daqui !!
    isso é um pesadelo e tudo um pesadelo!!
    maldiçãooooo !!!!!
    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 757
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Beaumont em Dom Jan 19, 2020 7:44 pm

    Eu estava definitivamente enlouquecendo naquele lugar. O confinamento, a dor, a sede, afinal por quanto tempo eu fiquei ali ? Difícil dizer, mas eu poderia ter certeza de que não estava bem. Cada murro que eu dava me trazia ainda mais vontade de continuar. A terra começou a deslizar e eu não hesitei. Continuei e continuei a socar despejando a terra nas crianças até que a minha índole tentou me trazer de volta daquele desespero ensandecido. Não valeria a pena se eu conseguisse sair daquele caixão e não conseguisse salvar aquelas pequenas vidas. Me lembrei de Allie e do quanto era importante para nós salvar vidas. 

    [Gasto 1 de FDV caso seja necessário para manter o foco em minha convicção de proteger a comunidade.]

    Mesmo com o espaço pequeno se estreitando ainda mais devido a terra, a passagem lá de fora começava a se mostrar mais vaga. Eu então usaria minhas costas e com toda a força possível faria meu caminho até o teto aproveitando o buraco que fiz para encher o caixão de terra e me dar espaço para subir. Para salvar as crianças eu as abraçaria contra o meu peito tentando leva-las comigo. Elas poderiam morrer, mas ao menos eu estaria tentando salva-las o máximo que eu puder. Eu precisava conduzir o meu corpo com toda a força possível até o topo. Eu não poderia desistir de viver...
    Freak(out)
    Tecnocrata
    Freak(out)
    Tecnocrata

    Mensagens : 348
    Reputação : 13

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Freak(out) em Seg Jan 20, 2020 5:02 pm

    SCOTT L. SUMMERS – BEAUMONT

    Scott L. Summers:
    Força de Vontade: 05/07
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7
    Fome: 5/5
    Ressonância:

    JOSH STORM – MITZRAEL

    Josh Storm:
    Força de Vontade: 04/04
    Vitalidade: 06/06
    Humanidade: 7/7
    Fome: 5/5
    Ressonância:

    LOGAN MCLAIN – JTAGUCHI

    Logan Mclain:
    [i]Vitalidade: 7/7
    Força de Vontade: 6/6
    Fome: 2/5
    Humanidade: 7
    Ressonância:

    O pesadelo que Scott se via era indescritível em palavras. Era como estar vivendo algo digno de um conto de Lovecraft ou um roteiro cinematográfico de Clive Barker. Ele continuava lutando para abrir caminho para fora da cova, ao mesmo tempo que segurava as crianças para tentar salvá-las. Por sorte, a força do seu espírito parecia estar mais do que determinada, embora fosse horrível sentir a temperatura do corpo daquelas crianças atiçando ainda mais seu desejo por beber sangue.

    Quanto mais se esforçava, mais conseguia avançar. Aos poucos conseguia ouvir melhor o que acontecia na superfície. Um tiroteio, gritos... Uma briga feia, por sinal. Finalmente conseguiu sair e colocar as crianças no chão, que choravam muito. Nessa hora, pode perceber várias coisas que aconteciam ao mesmo tempo, e a briga foi o menor dos problemas. Sim, de fato haviam pessoas estranhas atirando umas nas outras, movimentando-se rápido e, vez ou outra, se atracavam em socos e facadas. Mas o pior veio logo em seguida...

    Um buraco não muito longe se abriu no chão. Um buraco idêntico ao de Scott. Dele, saíram voando dois corpos de bebês – ambos completamente destroçados. Em seguida mãos saíam se apoiando no chão, e então uma cabeça com rosto bem conhecido... Josh! Josh se levantou, babando e rosnando como um animal. Seus olhos brilhavam de forma feroz, seu rosto estava retorcido de raiva e sua boca e dedos estavam ensopados de sangue. Era como um surto de cólera, só que mais bestial, pois em suas bocas haviam... presas.

    Nesse instante Scott ouviu um rosnado se misturando com uma gargalhada, e quando se virou, viu Alisha sorrindo, com a boca suja de sangue. Ela tinha as mesmas feições bestiais de Josh e estava com uma postura estranha, como se estivesse prestes a avançar em Scott, e de fato ela avançou. Não só ela, mas Josh também. Josh era pura raiva, enquanto Alisha misturava hostilidade com algo que parecia um sorriso perverso.

    Ambos se mexeram com uma agilidade anormal. Quando pensou em disviar, já tinha sido atingido. Ele foi como empurrado, mostrando que ele não era o interesse. Foi mais um ataque desdenhoso do que para machucar. A dupla ensandecida queria as crianças, e quando Scott foi ao chão, ele pôde ver Alisha rindo e dilacerando a garganta de um dos bebês, enquanto Josh abria o ventre da segunda a dentadas. Toda essa situação macabra se misturava com o tiroteio que acontecia logo adiante.

    Off: Vale lembrar que Josh pode gastar força de vontade se quiser assumir o controle do Frenesi. Scott terá que gastar mais força de vontade no próximo turno se quiser continuar a ficar racional.

    ** ** ** ** ** ** ** ** ** ** ** ** ** ** **

    Off: Messy Critical. Vou desconsiderar o uso de força de vontade.

    Tomado por uma situação de pavor, Logan se aproxima de forma cautelosa. Ele pôde ver a garota que estava sendo levada por aquele grandalhão do lado de fora, mas agora ela estava acorrentada em uma mesa de pedra, com uma mordaça e com as pernas forçadamente abertas. Logan acabou por surtar ao ver a coisa que a estuprava...

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Monster_2015-01-24_by_noistromo_x960

    Eis Godofredo. Era difícil acreditar que aquilo era apenas um carniçal, no final das contas. Sua razão foi ofuscada pelo seu sentimento mais íntimo e egoísta – o sentimento de sobrevivência da Besta. Logan simplesmente correu. Sem se preocupar com o barulho, com ser detectado ou mesmo com o destino da garota. Ele correu como um animal corre do fogo. Ele passou por outra garota acorrentada na parede, que tentou pedir socorro, apesar de também estar amordaçada, mas Logan, em seu estado irracional, sequer a percebeu ali. Não se sabe se Godofredo o notou ou mesmo tentou correr atrás dele, mas quando Logan finalmente recobrou os sentidos, ele estava do lado de fora do parque mais uma vez, na parte de trás da casa, onde tudo começou, e ele viu um sujeito caído no chão, como que derrubado por outros, um vampiro e uma vampira fazendo a festa em recém-nascidos e uma puta briga um pouco mais adiante: Jéssica estava ferida, mas ainda assim ela lutava com ferocidade ao lado do velho contra quatro outros cainitas, sendo que dois deles Logan conhecia como a dupla que o flagrou no parque enquanto levavam a garota.

    Off: Você ganhou uma mancha pelo messy critical. Ninguém percebeu você ainda, devido à confusão que está rolando.
    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 757
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Beaumont em Qua Jan 22, 2020 4:22 pm

    Conseguir me livrar da terra e alcançar a liberdade era como nascer de novo.Eu estava completamente sujo, meu cabelo tinha terra e meu rosto estava imundo e negro. Eu limpei a terra do meu rosto com dificuldade tentando recobrar uma respiração que na verdade eu não sei como eu conseguir ficar em um espaço confinado por tanto tempo. Deixei as crianças no chão em tentei limpa-las logo em seguida, mas fui surpreendido por Josh e Ellie. Suas expressões eram de demônios, eles rasgavas, destruíam e surtavam com as crianças e eu gritava em plenos pulmões. 

    Leon: Nãoooooooooooooooooooooooooooooo !!!! 

    Soquei o chão de terra em um claro gesto de desapontamento. Não sei mais onde eu estava. Aquilo era o inferno ? Ou algum efeito alucinógeno? Seja lá o que fosse aquela não era a Allie em sua sanidade. Eles precisavam ser contidos, se estivessem drogados pela mesma coisa que eu então eu entenderia todo esse sentimento que está tentando explodir em minha cabeça. Aproveitei que eles estavam entretidos e olhei em volta. Minha mente queria me possuir, mas eu precisava ser forte. Para salvar Allie e se possível Josh também. Se eles estivessem drogados a culpa não era de Josh, eu que o meti nessa merda toda. 

    [Gasto mais 1 FDV para manter a sanidade] 

    Olho em volta com a cabeça a ponto de explodir. Precisava achar alguém conhecido ou quem sabe algo que eu pudesse usar para nocautear Allie e Josh para arrasta-los para um lugar onde pudessem ser contidos e medicados de maneira adequada. Um celular...Vasculhei em meus bolsos logo em seguida. Precisava ligar para uma ambulância e tira-los daqui. Precisava achar alguém....Precisava achar...Precisava nocauteá-los, precisava de uma arma...

    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 D7c7mve-7cbb3a62-cc18-41af-b5ff-9dbb144e1936.jpg?token=eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJzdWIiOiJ1cm46YXBwOjdlMGQxODg5ODIyNjQzNzNhNWYwZDQxNWVhMGQyNmUwIiwiaXNzIjoidXJuOmFwcDo3ZTBkMTg4OTgyMjY0MzczYTVmMGQ0MTVlYTBkMjZlMCIsIm9iaiI6W1t7InBhdGgiOiJcL2ZcLzdhZTQyNTUzLTc3NTMtNDllOS04MTljLTU0YTk1YWI4YWY4YlwvZDdjN212ZS03Y2JiM2E2Mi1jYzE4LTQxYWYtYjVmZi05ZGJiMTQ0ZTE5MzYuanBnIn1dXSwiYXVkIjpbInVybjpzZXJ2aWNlOmZpbGUuZG93bmxvYWQiXX0
    Conteúdo patrocinado


    [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões - Página 4 Empty Re: [Noites Alquímicas] Prólogo: O Purgo dos Caixões

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Jan 24, 2020 2:51 pm