Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Steampunk World - Alice Green

    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2612
    Reputação : 159
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Steampunk World - Alice Green - Página 2 Empty Re: Steampunk World - Alice Green

    Mensagem por Hellkite em Seg Ago 05, 2019 11:39 pm


    - Eu ouvi o pedido de ajuda dele, mas quando cheguei já era tarde. Não pude fazer nada para ajudar. O braço dele... O mecânico. É seu trabalho ali, não é? Parece muito com os meus. Você o conhecia? Eram amigos? Sinto muito, meu querido Philip. Queria ter podido ajudar mais.

    Philip acena com a cabeça. “Sim, voce sabe observar bem... Um dos meus primeiros protótipos, Lorde Hanequim perdeu o braço em uma caçada. Não era bem meu amigo, mas sim um cliente, eu fazia manutenção em seu braço mecânico uma vez por ano.”, diz, olhando para o corpo do lorde.

    - Atchim... Atchim... Céus! Me desculpe. Creio que fiquei muito tempo exposta a este ar frio da noite. Será que podemos ir? Temos que cuidar do seu ombro e realmente estou sentindo que posso estar ficando resfriada.

    Um dos guardas se levanta e nega. “Aconteceu um assassinato aqui com um lorde de Londres. Isto é coisa seria e precisamos averiguar os fatos”, diz ele, e já prepara uma lista de perguntas.

    O outro guarda, ainda agachado, olha para Philip e Alice, e alça os ombros. “O senhor está com um tiro no ombro e a senhorita me parece febril... Deixe eles irem até o hospital... Só me digam onde moram, para que possamos interroga-los amanha. Em hipótese alguma saiam da cidade. Vou confiar em vocês.”, diz ele.

    **

    Havia um hospital não longe dali, e Philip é prontamente atendido. Um autômato doutor fazia a operação de retirada da bala, e enquanto esperava em uma sala, Alice sentia seu corpo esquentar ainda mais, a ponto de começar a suar frio. Um enfermeiro passa por ela, e ao ver seus calafrios, da um comprimido para ela tomar.

    Porém aquilo não conseguia acalma-la, pois havia começado a sentir dores, cada vez mais fortes. Pareciam algo como se fossem cólicas menstruais, só que localizadas em partes diferentes do corpo, atingindo outros órgãos.

    Alguem cutucava em seu ombro. “A operação foi um sucesso! O senhor Philip esta em seu quarto, pode ir visita-lo”, ela ouve, e segue a pessoa como se fosse um fantasma.

    Alice esta dentro do quarto, onde Philip esta deitado. Ao lado esta o autômato doutor. “Senhorita Alice! Correu tudo bem, a bala foi retirada sem problemas, e não perfurou veias ou artérias, alojando-se em um musculo. Philip pode descansar aqui se quiser, mas pode ser liberado... Senhorita Alice, voce esta bem?”

    Philip, preocupado com o estado da amiga, pede para que a jovem se aproxime. “Querida... você esta muito doente... E... O que aconteceu com seu cabelo? Esta todo arrepiado?”

    Alice se volta para o espelho do quarto. De fato, as pontas dos cabelos estavam no ar, esticadas, como se ela estivesse em um daqueles brinquedos de estática, onde voce coloca a mão numa esfera de metal.

    O autômato chega perto de Alice. “Senhorita Alice, vou tirar sua temperatura!”, diz, e ao tocar na pele dela, o autômato treme, pois arcos elétricos saltam do corpo dela para o do doutor, que ao final fica estático, com a cabeça caída.
    Caelestia
    Samurai Urbano
    Caelestia
    Samurai Urbano

    Mensagens : 126
    Reputação : 16

    Steampunk World - Alice Green - Página 2 Empty Re: Steampunk World - Alice Green

    Mensagem por Caelestia em Sab Ago 17, 2019 10:47 pm

    Mesmo não sendo de seu feitio, Alice amaldiçoaria Lorde Hanequim se o homem já não estivesse morto. Todo seu corpo doía e ela sabia que devia ser por causa do misterioso conteúdo da seringa que o lorde injetou em seu corpo.

    Havia deitado encolhida em um pequeno sofá enquanto aguardava o termino da operação de Philip. Já haviam lhe dado um comprimido para aliviar a febre, mas parecia que não estava fazendo efeito, pois cada vez sentia-se mais quente e sentia que as dores se espalhavam dentro de seu corpo causando cólicas incômodas.

    Já estava assim a algum tempo, quando finalmente vieram lhe avisar do termino da operação de Philip. Com algum esforço ela levantou, se ajeitou brevemente e praticamente se arrastou acompanhando a pessoa até o quarto onde seu amigo estava.

    Uma vez lá dentro, Alice se sentiu dividida entre o alivio de ver que que amigo estava bem e o forte mal-estar que sentia.

    “Senhorita Alice! Correu tudo bem, a bala foi retirada sem problemas, e não perfurou veias ou artérias, alojando-se em um musculo. Philip pode descansar aqui se quiser, mas pode ser liberado... Senhorita Alice, voce esta bem?”

    Philip, preocupado com o estado da amiga, pede para que a jovem se aproxime. “Querida... você esta muito doente... E... O que aconteceu com seu cabelo? Esta todo arrepiado?”

    Antes de responder foi até um espelho próximo e se olhou.

    - “Estática. Mas por que, se eu não fiz nada com o meu cabelo...” – Logo pensou. Seu pai era um entusiasta da eletroestática e havia lhe ensinado muita coisa. Uma das suas primeiras lições, que havia aprendido ainda criança, era que o cabelo quando friccionado por um determinado material ficava carregado de eletricidade estática e por isso ficava arrepiado, o que não era o caso dela no momento.

    Sem que Alice se desse conta ou pudesse fazer algo o autômato doutor se aproxima dela e toca em sua pele. E ela podia jurar que nesse momento sentiu uma sutil e leve descarga de energia percorrer seu corpo. Quase que instantaneamente o autômato fica estático, como se houvesse desligado.

    Alice olha espantada e dá um longo passo para trás. Sua mente trabalha rápido. Se seu cabelo estava mesmo arrepiado devido a energia estática, sabia que o metal era uma forma de descarregar esse excesso de energia. Então, talvez ao toca-la o autômato doutor tenha sido danificado.

    - Eu estou ficando gripada meu amigo, mas vou ficar bem. Confie em mim. O meu cabelo... Bem, eu dormi em um sofá pequeno enquanto esperava sua operação terminar. Quando acordei pedi um pente a uma enfermeira. Acho que foi a combinação tempo de Londres, cabelo seco e pente. Creio que fiquei com estática nos fios. Será que foi isso que afetou o doutor? Precisamos chamar alguém para ajudar aqui...

    Alice respondeu a Philip da forma mais evasiva que pôde. De modo que pudesse tranquilizar o amigo sem, no entanto, dar mais detalhes do que estava acontecendo com ela.

    Olhando em volta, ela procurou por algo no quarto que fosse de metal, onde encostaria de leve observando o que iria acontecer. Não só se haveria outra espécie de descarga, mas também com seu cabelo e seu corpo de uma forma geral, se aliviaria ou aumentaria a febre e as dores. Porque em uma ideia louca, Alice estava começando a achar que essa estática acumulada em seus fios de cabelo poderia sim ter algo a ver com a injeção de lorde Hanequim.

    -“No mínimo, se ainda estiver alguma estática residual no meu corpo, eu descarrego ela antes que me cause problemas. Assim espero” – Ela pensou.
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu
    Hellkite
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2612
    Reputação : 159
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Steampunk World - Alice Green - Página 2 Empty Re: Steampunk World - Alice Green

    Mensagem por Hellkite em Ter Ago 27, 2019 11:24 pm

    - Eu estou ficando gripada meu amigo, mas vou ficar bem. Confie em mim. O meu cabelo... Bem, eu dormi em um sofá pequeno enquanto esperava sua operação terminar. Quando acordei pedi um pente a uma enfermeira. Acho que foi a combinação tempo de Londres, cabelo seco e pente. Creio que fiquei com estática nos fios. Será que foi isso que afetou o doutor? Precisamos chamar alguém para ajudar aqui...

    Philip esta ainda assustado com o que tinha presenciado, e a resposta de Alice não serviu para tirar sua desconfiança. Porém o amigo prefere deixar passar o assunto em branco... por enquanto. “Sim... pode ter sido isto mesmo... Vou chamar a enfermaria...”, diz, fazendo tocar um sino. Logo um enfermeiro aparece e encontra o autômato medico desativado. Ele afasta a vestimenta, abre uma tampa nas costas, verifica o combustível da mini-fornalha, e volta a fechar. “Estranho... Parece estar tudo em ordem... O que aconteceu?”, pergunta para Alice e Philip.

    Philip lança um rápido olhar para Alice, mas logo se dirige ao enfermeiro. “Não sabemos, estava passando um diagnostico entediante, e parou de funcionar”, diz, com cara de cansado. O enfermeiro ri. “Este é o problema dos autômatos, falam como se quiséssemos saber de todos os detalhes”, comenta, empurrando o doutor para fora do quarto.

    -“No mínimo, se ainda estiver alguma estática residual no meu corpo, eu descarrego ela antes que me cause problemas. Assim espero” – Ela pensou.

    Uma fagulha elétrica salta de seu braço de metal para o metal em que estava tocando, fazendo um leve “tzz”. Ela olha para suas mãos mecânicas e as testa, abrindo e fechando o punho... parecia que a obra-prima de manufatura de seu amigo era resistente as descargas. Um pouco mais calma, Alice notou algo de diferente dentro de si, e percebeu que suas colicas tinham passado. Mais aliviada, ela volta seu olhar para Philip, que estava fitando o teto, deitado na cama, pensativo.

    O que mais ele sabia?

    FIM DA INTRODUCAO.

    ***
    Off: Espero que tenha gostado Caelestia! Se quiser continuar, me avise!
    Conteúdo patrocinado


    Steampunk World - Alice Green - Página 2 Empty Re: Steampunk World - Alice Green

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Nov 19, 2019 5:05 am