Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Ato 2: A Cozinha do Inferno

    GodsCorpse
    Tecnocrata
    GodsCorpse
    Tecnocrata

    Mensagens : 328
    Reputação : -2

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Jun 10, 2019 9:59 am












    Voluntário para um experimento que o fez um super-soldado, Daecon Ward ficou perdido em outra dimensão por setenta anos antes de retornar para seu mundo.
    Ele é

    Nômade

    Fora do Tempo






    Hoje...


    "Estamos nos aliando com criminosos e assassinos agora?", Ward se questionou, enquanto Murdock listava suas conquistas no submundo. Sua expressão de desprezo lhe fez ponderar duas coisas entretanto: uma, com tudo que Barton falou sobre William Burnside, URSS e o desgosto de Barton - e agora Murdock - sobre super-soldados, ele se pergunta qual o legado que ficou das experiências, no que foram usadas... ou pior, quem.


    Quando Ward havia se juntado ao exército e entrado em um experimento com 80% de mortalidade, ele havia entrado para enfrentar valentões, independente da forma que fossem. Com a nova força, ele poderia proteger as pessoas... Com isso, em vez de libertação, seu legado foi opressão?


    Se perguntou isso... E como um homem velho cego soube para onde olhar para seu escudo.



    Postagem Anterior:






    Barton:
    - Ah, essa história de ninjas répteis de novo... Os japoneses nem sabiam diferenciar sapos de tartarugas quando inventaram essas lendas de Kappas. Todos sabem que é só um truque você usou para afastar os imigrantes chineses.







    Murdock:
    - Sempre tão cético, Barton. Deus sabe o quanto me empenhei em pedir ajuda dos céus. Mas parece que vivo às sombras do filho do demônio.







    Arthur Golden:
    - Então você é o chefão da Yakusa? Ou ficou para a família Luthor essa questão? - [...] - Os descrentes serão os primeiros a morrer Barton, nós vivemos em um universo muito grande e muito estranho, aceite isso, se adapte a isso ou morrerá.








    Daecon Ward:
    - Então, são tipo Tartarugas Ninjas? Isso sim seria novo. Gorilas nazistas e super-crocodilos ficam logo atrás na escala de Estranho. - Depois de ouvir a frase ameaçadora de Arthur, diminuiu no humor.




    Conhecendo Damian, Ward agregou a lista: "Escola de Assassinos."



    Chegando momentos antes de chegar ao local acompanhado de Murdock, foi ate Barton e indagou:







    Daecon Ward:
    - Primeiro você e depois Murdock... - o tom saiu um pouco hostil, mesmo sem intenção - O que você disse sobre Burnside e como Murdock reagiu a mim... O que não está me contando? O que eles fizeram?




    E então Golden socou a parede.


    Até o momento, tinha Arthur como um babaca com apenas agressividade na ponta da língua.


    Agora ele acreditava que era um lunático.


    Ficou quieto e encarou. Então virou para Murdock







    Daecon Ward:
    - O que é isso? Roanoke?




    OFF escreveu:Desculpa a demora. Fiquei esperando uns posts legais. E perdi a postagem antiga.
    Na próxima, devo adicionar um pouco de BG.





    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2106
    Reputação : 48

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Claude Speedy em Seg Jun 10, 2019 12:15 pm

    Adeline checando a região ao redor em uma velocidade de fração de segundos sem que seja considera ausente¹, devido sua velocidade fora do tempo, Barton ouve uma provocação bem cruel da parte do Astronauta, que deixa até mesmo o Nômade preocupado e depois assustado com a reação estranha de Arthur socar a parede. Daecon se aproxima de John Barton que permanece em silêncio e pergunta sobre o que mais ele sabia sobre outros super-soldados.

    Barton: -Eu não sei exatamente o que o exército fez, porém há suspeitas de todos os tipos de que o governo fez vários desses super-soldados iguais à você. Agindo ao redor de toda Europa, até que o se conta nos meios não oficiais é que agente nazista Heinz Kruger matou homem que trouxe o projeto do "Super-Soldado" para os Estados Unidos... Mas a versão mais simples, que penso que seja verdade, é que em algum momento os Estados Unidos conseguiram na verdade o projeto que te criou por meio de espionagem... Afinal Hitler era o "queridinho da América" antes de virar o vilão maior da humanidade, deve lembrar melhor do que eu que ele foi eleito "Homem do Ano" em 1938 pela revista Time. Há quem ache que foi durante essa aproximação que os Estados Unidos pegou tudo que precisava sobre raios-vita e o soro sem que ele soubesse. Sabe-se lá quantos igual você e Burnside existiram... Só sei que Murdock não é um de vocês.


    Então Damian continua, interrompendo antes que Murdock.

    Damian: - "Roanoke"?  Eu não sei que povo é o Roanoke... Não sei que palavra é essa... Mas é estranho... Porque é como se o corpo dessa pessoa tivesse desaparecido sem nenhum vestígio, não há marcas de rastros no chão. E o sangue parece impregnado de tal forma que é como se tivesse sido construído com a parede... Sequer foi pintado. É como se ela simplesmente tivesse... Sumido. Como um teleporte.  




    1-@DMadTitan considere o que esta acontecendo ocorrerá ainda passado todo o tempo que a Adeline dispõe para investigar. Você pode escolher entre continuar sua busca depois do bueiro ou retornar a eles com as informações, caso escolha a segunda opção é só responder normalmente considerando que ouviu tudo que esta acontecendo. Para todos os demais Adeline permanece protegendo Morgana.
    DMadTitan
    Neófito
    DMadTitan
    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por DMadTitan em Ter Jun 11, 2019 9:10 pm



    TIME AFTER TIME


    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Images?q=tbn%3AANd9GcTlItfdTo2mEx8K5CngNvB95Om6ljTFXJ1bViSbujST675DE96C

    Foram seis meses de treinamento para Adeline conseguir compreender como era capaz de fazer aquilo. Fazer objetos pararem no ar, mover-se enquanto todos ficavam paralisados no tempo dentre outras coisas mais sutis ou extremas. Ela não sabia o alcance que poderia ter, mas sabia que não poderia voltar para sua época, ela tinha certeza disso, pois o que mais fez foi tentar.

    Enquanto estava em quarentena pedia jornais para se atualizar e livros sobre viagem no tempo, queria compreender como aquilo funcionava e a única coisa que entendeu de toda a questão de física básica até a física quântica era que tempo era ligado a velocidade.

    Conseguia combrir uma área gigantesca, para ela o tempo continuava a seguir,mas para os demais eles nem sequer piscaram. O prédio estava aparentemente vazio e sinuca coisa que lhe chamou a atenção foi o homem armado próximo a um boeiro claramente protegido por um tipo de armadilha.

    — Deve trabalhar para o Murdock ele não iria dar as caras sem ter um plano para caso fossemos hostis. Ele deve ter vindo dos esgotos.

    Retornou para os demais, se divertia ao vê-los estáticos, não sabia o quanto conseguiria manipular sem consequências drásticas, por isso preferiu não tentar nada, ainda. Então parou ao lado de Barton e fez o tempo correr normalmente a tempo de ouvir toda a conversa.

    — Novamente em assuntos que não parecem relevantes para o caso Barton?

    Adeline olha para Murdock e o Damian com um sorriso no rosto.

    — Aquele homem nas sombras, trabalha para vocês? Enfim o prédio está vazio, não encontrei nada que eu achasse suspeito, mas vocês podem tentar ver algo que eu não consegui ver.

    Adeline vai até Morgana e aponta para o objeto na mão dela.

    — O que essa coisa diz? Ainda há alguma anomalia? E alguém sabe o que significa essas letras?


    Katerine Le Blanc
    Mutante
    Katerine Le Blanc
    Mutante

    Mensagens : 742
    Reputação : 15
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Katerine Le Blanc em Qui Jun 13, 2019 8:54 pm

    Morgana assim que se levantou parecia hipnotizada em quanto se aproximava de onde o aparelho estava indicando. Seus olhos estavam fixados na parede ao qual parecia estar em estado de transe em quanto encarava a mesma e suava frio. — Olá... - A voz da garota parecia mudar repentinamente em quanto um grande eco a sua volta e a sua tonalidade vocal não pareciam de uma humana.

    — Porque ainda está aqui, me diga como escapou do inferno e veio parar aqui?
    - Ela dizia sem resposta em quanto ouvia alguns passos se aproximar de si e a mesma logo fica um pouco tonta com uma leve dor de cabeça.

    Era Adeline perguntando o que o objeto dizia em quanto Morgana ficava um pouco confusa sem saber ao certo o que responder, porém, a garota logo respirava fundo olhando o aparelho em suas mãos.

    — Eu não faço a menor ideia, bem eu acho que o que precisamos está nessa parede! - Ela dizia em quanto abria um sorriso leve e discreto tentando esquecer de seus poderes por um momento.
    「R」
    Jim Jones
    Tecnocrata
    Jim Jones
    Tecnocrata

    Mensagens : 327
    Reputação : 7

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Jim Jones em Sab Jun 15, 2019 2:33 am

    Seguro minha mão enquanto ainda a sinto doer, por que diabos eu fui mesmo socar uma parede? Viro para o grupo e compartilho as informações que eu tinha.-Pelo que eu sei, fiverr é uma empresa de transporte de produtos bioquímicos, trabalha para algumas empresas mais conhecidas e pode lidar com material "sensível". Rolou algum acidente dela uns 50 anos atrás. Essa marca é nova certo?- Me viro ao velho para saber, algo naquilo não batia, talvez estivessem escondendo algo.

    A criança não sabia o que estava fazendo com o aparelho na mão, fico um pouco estressado, mesmo tendo sido eu a me posicionar a favor da garota ter o aparelho na hora. Ainda assim não consigo de estar estressado e distraído, era para eu estar aposentado se não por aquele androide maldito, vindo cobrar dividas de mim que até eu tinha me esquecido. - Nenhum de vocês tem conhecimento técnico certo?-olho para o aparelho procurando algum visor ou algo do tipo para entende-lo.

    - Vocês e sua "familia" tem algum contato com a Bayer ou Monsanto senhor Murdock?
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2106
    Reputação : 48

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Claude Speedy em Dom Jun 16, 2019 12:18 pm


    Depois de observar ao redor, a agente inglesa resolve retornar e responde provocando John Barton sobre seu costumeiro excesso de fala política.

    Adeline: — Novamente em assuntos que não parecem relevantes para o caso Barton?

    Barton: —Quem perguntou se o Murdock era um "super-soldado" foi o Daecon, "democrática amiga da monarquia"... Só estou respondendo..

    Morgana parecia conversar com a parede, ela dizia que o que quer que estivesse lá atrás enquanto observa o aparelho em sua mão. Assim como a mão de Arthur sangra...

    Adeline também questiona sobre um homem escondido no beco e se alguém ter algum conhecimento sobre o nome na parede, é quando Arthur resolve em um raro momento de generosidade compartilhar sua informação.

    Murdock:— Sim... A Bayer e a Monsanto são pareceiras desde antes de sua fusão global em 2016.

    Barton: —Por US$ 66 bilhões. Dinheiro mais que suficiente para financiar uma dominação de espiões em Wall Street para quebrar todas empresas chinesas, não é?

    Murdock:— Não sou aliado delas, Senhor Barton, apenas fiz alguns negócios ajudando a formação da Fiveer depois que elas se consolidaram no mercado... Você e sua família sempre defendendo a "anarquia" ao invés da ordem e disciplina não iriam entender. A verdade é que sou uma vítima da ganância deles igual todo mundo. Sei sobre o que a empresa transportava o primeiro contato que tive com ela foi em 1964...Eu era uma criança... No dia em que perdi minha visão... Eu me joguei na frente de um senhor de idade para evitar que ele seja atingindo por um caminhão. Em consequência, fiquei cego após ser atingido nos olhos por um resíduo radioativo que caiu do veículo...  Após me atingir, a carga contaminada cai dentro de um bueiro nas ruas de Hell's Kitchen e acaba atingindo os quatro seres que posteriormente se tornariam os quatro Kappas: Leonardo, Michelangelo, Donatello e Raphael.

    Barton: —É a história que ele conta há algum tempo! Escuto isso faz tempo, gente! E que ele venceu a Yakuza com esses quatro mutantes com nomes de artistas renascentistas, que unificou os clãs ninja conhecidos como Pé e Mão e os chamou de Tentáculo. Fez isso mesmo sendo um homem cego... E as pessoas acreditam em ninjas mutantes do esgoto. Imagina? E que Murdock tem um radar de morcego! Há, papo-furado! Já ouvi tudo sobre seus truques e sua gangue de "ninjas"... Ninja nem é um termo japonês, é outra invenção da CIA depois que os Estados Unidos explodiu Hiroshima! Vamos pessoal, estamos perdendo tempo... O que as gangues de Gotham¹ dizem é que você só recebeu muita grana de um milionário excêntrico.  

    Murdock sorri, é vísivel para os mais perceptivos que ele tenta segurar o sorriso e vira seu rosto para Adeline, como se soubesse claramente onde ela esta quando fala.

    Murdock:— Quanto ao homem vestido de ninja no beco, senhorita... Ele não esta comigo e sim com o Senhor Barton. É um dos aliados do Ronin.

    Barton nitidamente fica pálido.

    ***

    Lysion acorda... Há dores por seu corpo espectral. Ele esta insubstancial.
    Algo que ele não sentia há tempos. Tudo parece estranhamente feito de arenito ao seu redor.
    Como se tudo fosse puramente terra, cascalho e entulho...

    Um ruído irritante como de um alarme parece vir do seu lado esquerdo...

    ***

    Off: @Sandinus, Lysion esta com -3 de condição de ferimento. Aparentemente, se regenerando por estar parado. Ganhou o primeiro ponto heróico da aventura.
    Sandinus
    Wyrm
    Sandinus
    Wyrm

    Mensagens : 8486
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Sandinus em Seg Jun 17, 2019 11:03 pm









    Lysion Verne

    O Príncipe Solitário





    O fantasma acorda no meio de um monte de cascalhos e entulhos ao som de um insuportável barulho. Aquilo era estranho, nem ele lembrava da ultima vez que alguém conseguiu nocauteá-lo e muito menos da lembrança do sentimento de dor.

    Mas...o...que foi que aconteceu!? É impossível que o Blake tenha me nocauteado com tanta facilidade e com apenas um ataque!? Nem Nyalartothep pôde fazer isso, não seria o Blake que faria, mesmo utilizando-se de poderes sagrados que são minha fraqueza.

    Por um momento ele abaixa a cabeça e tenta lembrar de algo, porém sem sucesso, mas ele sabia que tinha acontecido alguma coisa.

    As palavras de Sinistro sobre, infortúnio com seu tom sugere que algo que aconteceu atrapalhou meu combate com o Blake e talvez eu tenha pago por não lutar sério, não tinha intenção de destruí-lo, mas não poderia ter sido derrotado daquela forma é impossível!

    Mais uma vez Lysion olha de um lado para o outro para tentar se localizar e ao que tudo indica estava ainda no mundo material, o que era estranho, já que quando ele é derrotado ele desaparece do mundo material voltando ao mundo etéreo até se recuperar o que dura em média vite e quatro horas.

    Ao que parece estou no mundo material e não no etéreo...alguém me trouxe para cá e impediu que eu fosse ao mundo etéreo? se sim, quem teria tal capacidade? Não consigo imaginar...

    Enquanto pensava o barulho irritante continuava a incomodá-lo, então o príncipe solitário segue o som, atravessa a parede para saber do que se tratava.



    DMadTitan
    Neófito
    DMadTitan
    Neófito

    Mensagens : 31
    Reputação : 1

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por DMadTitan em Qui Jun 20, 2019 9:34 am



    TIME AFTER TIME


    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Images?q=tbn%3AANd9GcTlItfdTo2mEx8K5CngNvB95Om6ljTFXJ1bViSbujST675DE96C

    — Interessante...

    Adeline encara Barton, pelo visto sua teoria do vigia não era tão absurda. Eram tantas informações que deixava Adeline atordoada. Ela tinha muito o que estudar ainda e naquele momento não seria tão útil para a investigação, aparentemente Barton era a pessoa mais bem informada presente ele poderia facilmente resolver isso sozinho o que colocou em questionamento as intenções reais do Olho em unir todas essas pessoas.

    Pelo menos conseguia, mesmo que pouco, saber como cada um pensava. Eram pessoas muito diferentes umas das outras. Morhana considerava que seja lá o que fosse estaria do outro lado daquela parede. Não entendeu exatamente o que ela quis dizer com o outro lado, afinal tinha vasculhado todo o local. Provavelmente se tratava da coisa toda de inferno e dimensões paralelas.

    Adeline se incomodava com toda aquela conversa desnecessário sobre homens tartarugas e mafia. Era como se toda aquela conversa inútil fosse uma distração, ganho de tempo para alguma coisa.  A falta de interesse real de Barton no que estava ocorrendo alí era clara.

    — Vamos chamar seu amigo para a festa senhor Barton, é muito indelicado você se divertir enquanto ele está no canto do salão.

    Adeline parou o tempo novamente, para os demais não se passava sequer um segundo. Ela vai até o homem nas sombras e o movia como se não pesasse quase nada. Ele estava congelado no tempo, ela não. Sua intenção era simples. Coloca-lo frente a frente com Barton, assim ele poderia explicar a razão de ter alguém nos seguindo e esse alguém ser seu aliado.

    ADELINE USA:
    DESLOCAMENTO TEMPORAL II para deslocar o ninja para a frente de Barton. CD 20 para resistir. Se ela não conseguir ela volta para onde estava antes. Esse é um Teleporte com Ataque e alcance de Percepção.



    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2106
    Reputação : 48

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Jun 20, 2019 1:04 pm


    Claude Speedy efetuou 1 lançamento(s) de dados Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 1139504.7c7e302e16a24865f62067a0b289ee5e (d20.) :
    8
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco
    Claude Speedy
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2106
    Reputação : 48

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Jun 20, 2019 1:16 pm

    Assustado, era visível que Jonh não esperava que Murdock soubesse do seu homem no beco. Mas fica ainda mais atônico com o fato da investigadora inglesa também saber! No instante seguinte em que Adeline começa a acreditar cada vez mais que Barton tem informações suficientes para resolver todos problemas sozinho, ela faz questão de trazer o aliado do controverso homem que vem tentando irrita-la desde o primeiro momento em que se viram.

    Carlos:—Hã, mas o que?

    O ninja das sombras do beco é teleportado pelo tempo até todos eles de forma sutil e reage atordoado.

    Barton:—Carlos, foi mal... O Murdock sabia que vocês estavam aqui para me resgatar e avisou a Adeline que... que.. que... Ei, como fez isso? Shocked

    Eles olham aterrorizados para Adeline.

    ***

    Lysion sabe de suas capacidades e já tinha visto Blake lutar, sabia que não era possível que o derrotasse tão facilmente. Ele então começa a se deslocar, assim que sente que esta totalmente regenerado. Ele então se volta para olhar onde esta e se vê em um imenso galpão abandonado. No chão ele vê que saiu de um estranho objeto aparentemente de algum equipamento dos bombeiros de Nova York.

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 1_25_scale_containment_unit__trap_receptacle_open__by_tk6084-d4sy9yx
    Sandinus
    Wyrm
    Sandinus
    Wyrm

    Mensagens : 8486
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Sandinus em Qui Jun 20, 2019 1:51 pm









    Lysion Verne

    O Príncipe Solitário





    Ao deslocar-se Lysion surge numa espécie de galpão abandonado, mais ma vez ele olha ao redor e percebe que abaixo de si estava um estranho objeto de onde ele saiu, mesmo em todos esses anos o fantasma não tinha visto.

    Seria uma nova tecnologia!? Mas, ela teve capacidade de me aprisionar! Uma tecnologia como esta é muito perigosa para mim, se isso cair nas mãos de meus inimigos eles podem me neutralizar e me aprisionar. Foi isso! Quem quer que seja deve ter me atacado no mesmo instante que o Blake e provavelmente inutilizou minhas chances de defesa, por isso eu fui atingido pelo Blake, recebendo todo o seu poder sagrado, por isso fui nocauteado, não sei como não fui destruído!

    Será que faz muito tempo!?


    Dito isso o fantasma rapidamente olhou para o teto do galpão e deslocou-se atravessando o teto e um pouco acima, para olhar ao redor se há alguém suspeito. Ele gira rapidamente de um lado para o outro na expectativa.




    OFF: Claude, apaga o post anterior por favor, que ficou invisível.OFF
    GodsCorpse
    Tecnocrata
    GodsCorpse
    Tecnocrata

    Mensagens : 328
    Reputação : -2

    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por GodsCorpse em Sab Jun 22, 2019 4:11 pm












    Voluntário para um experimento que o fez um super-soldado, Daecon Ward ficou perdido em outra dimensão por setenta anos antes de retornar para seu mundo.
    Ele é

    Nômade

    Fora do Tempo






    Hoje...


    Daecon ouvi com cuidado as palavras de Barton. Quanto mais ouvia, mais raiva e angustia. Quando se juntou ao projeto de Super-Soldado, ele estava lá para libertar países da opressão nazistas... Mas todo mundo conseguiu um pedaço do bolo.


    Postagem Anterior:






    John Barton:
    - Sabe-se lá quantos igual você e Burnside existiram... Só sei que Murdock não é um de vocês.







    Daecon Ward:
    - Você conseguiria me ajudar a achá-los? Eu digo, aqueles que não estão do nosso lado...




    "Nosso lado, quanto subjetivo..." - até mesmo os Estados Unidos não servia de eixo moral para quando se tratar de falar essas coisas, depois de todas atrocidades que ocorreram nos últimos anos. Ainda pesado que seja se aliar, em partes, com o exército, ele faz por causa de seu sobrinho - "Ao menos Frank eu posso confiar".


    Postagem Anterior:






    John Barton:
    - Quem perguntou se o Murdock era um "super-soldado" foi o Daecon, "democrática amiga da monarquia"... Só estou respondendo..







    Adeline White:
    - Novamente em assuntos que não parecem relevantes para o caso Barton?







    Daecon Ward:
    - - Eu não perguntei isso. Perguntei sobre o envolvimento de super-soldados nos conflitos daqui... O que aconteceu Murdock?




    Postagem Anterior:






    Damian:
    - "Roanoke"? Eu não sei que povo é o Roanoke... Não sei que palavra é essa... Mas é estranho... Porque é como se o corpo dessa pessoa tivesse desaparecido sem nenhum vestígio, não há marcas de rastros no chão. E o sangue parece impregnado de tal forma que é como se tivesse sido construído com a parede... Sequer foi pintado. É como se ela simplesmente tivesse... Sumido. Como um teleporte.







    Daecon Ward:
    - "Roanoke" era uma antiga colônia de índios que sumiu da noite para o dia. Não muito diferente do que acabou de dizer. - olhou para os colegas que estivessem em dúvida - ... Aprendi em casa.




    Deacon acompanhou a conversa do trio a respeito das "invenções" e movimentação de dinheiro e ninjas... Fora do seu escopo, preferiu não opinar. Havia perdido tempo demais e não queria parecer ingênuo perante o mundo moderno. Mas estava junto com Murdock sobre sua opinião de Barton: rebelde sem causa.



    Postagem Anterior:






    Murdock:
    - Quanto ao homem vestido de ninja no beco, senhorita... Ele não esta comigo e sim com o Senhor Barton. É um dos aliados do Ronin.







    Daecon Ward:
    - Não me surpreende. Já falei Barton, era bom bom teus "conhecidos" não virem nos atrapalhar. - Após o ninja ter sido teleportado, foi até o lado de Adeline - Surpreendente... - sorriu - Melhor começarem a falar rapazes. - cruzou os braços.






    OFF escreveu:





    Conteúdo patrocinado


    Ato 2: A Cozinha do Inferno - Página 2 Empty Re: Ato 2: A Cozinha do Inferno

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Jun 25, 2019 4:54 pm