Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O sabor da esperança

    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Qui Dez 12, 2019 9:29 pm

    ...Deixa rolar, eu avisei que mataria qualquer que me incomodasse, no entanto preciso da Nordolin... Vou procurar por ela, enquanto você fica aqui cuidando da yrlissa...

    Saiu sem falar mais nada nem dava importancia para as pessoas só falou com qualquer guarda perguntando onde estava Nordolin, queria busca-la para deixa-la em segurança , fazia isso simplesmente por que precisava da elfa para curar seu irmão como pensado antes havia largado aquelas pessoas de mão.

    OFF: procurar a maldita. se for me atacar só rola iniciativa que vou perfurar com a lança ...não quero perder meu tempo conversando com os npcs inuteis ali do bando.
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Ter Dez 17, 2019 2:01 am

    Nishizawa,

    As pessoas, humanas, nos corredores estão sendo orientadas para ficarem em seus quartos. Como Nishizawa é uma meio elfo, os elfos não interferem em suas ações e a ignoram pois consideram que está do lado deles. A faixa vermelha que Marina deu, presa na cabeça de Nishizawa também faz com que algumas pessoas mais agressivas, que também tem a faixa vermelha na cabeça, a ignorem.
    - Nordloin? Está no terraço. responde um dos guardas.
    Ora, onde ficava o terraço daquele lugar? Uma escada um pouco escondida levava para o andar superior. Dois guardas na porta deixam Nishizawa passar sem fazer perguntas. A escada leva a um andar superior, aparentemente vazio e segue para uma abertura. O ar do lado de fora estava mais fresco e uma corrente com vento fazia a pelo de Nishizawa se arrepiar com a diferença na temperatura. No terraço, parecia que os elfos estavam preparados para o combate. A dica de Marina no outro dia foi importante para se prepararem pois haviam cestos com flechas em vários pontos, arqueiros prontos escorados na parede esperando um sinal.
    Em meio a um grupo de elfos estava Nordolin.
    - Senhora, precisamos atacar ou eles estarão sobre nós a qualquer momento. O guarda parecia o líder dos outros ali reunidos, porém parecia que o grupo ao redor de Nordolin era uma guarda pessoal.
    - Meus sais, onde estão? Como essas pessoas podem pensar em fazer algo assim? Ai, defendam o lugar. Com a ordem o guarda ordena aos outros em comandos de batalha uma formação e disparos.
    A música para com as flechas, agora gritos de dor e agonia são ouvidos ao longe. Logo ordens de ataque também aparecem. Pedras e flechas começam a passar perto da cabeça de Nishizawa, mas elas passam por todo o terraço. Nordolin faz sinal para Nishizawa ficar atrás de uma cobertura junto com ela.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Ter Dez 17, 2019 4:29 pm

    -Dia difícil? perguntava ironizando a elfa, foi ela que deixou a situação chegar aquele ponto nada mais justo vê-la morrer, mas não deixaria isso acontecer precisava dela para curar seu irmão.
    -O que vai fazer agora que deixou chegar a este ponto critico eu preciso da senhora para salvar meu irmão, espero que não morra aqui ou sirva para algo pior que a morte...
    Não dava muita importância para as pessoas a sua volta muito menos elfos, apenas observou a situação do lugar e como fugiria dali, era simples não queria mais que isso.
    -Vamos ter que fugir a senhora querendo ou não vamos ter que fugir, como falei anteriormente preciso de sua ajuda e não posso me dar ao trabalho de deixa-la morrer aqui, sendo assim espero que entenda meu lado e me conte se há uma rota segura para fugirmos...



    OFF:
    ninguém ali é da minha conta (sou responsável) a não ser Marina e Yrlissa, pedi educadamente um meio de fugir simples e com a maldita curandeira...Não quero ter que explicar o que vai acontecer (coisas muito ruim) ficando ali...
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Sex Dez 20, 2019 3:35 am

    Nishizawa,

    Nordolin estava com a face irritada sobre os eventos do momento.
    - Esses humanos estúpidos acham que podem sobreviver aos reptilianos sem nós. Tentamos conversar com eles, mas eles não escutam a razão. A frustração na face de Nordolin tomou conta da irritação, mas logo ela fica com a cara irritada novamente.

    Nishizawa escreveu:-Vamos ter que fugir a senhora querendo ou não vamos ter que fugir, como falei anteriormente preciso de sua ajuda e não posso me dar ao trabalho de deixa-la morrer aqui, sendo assim espero que entenda meu lado e me conte se há uma rota segura para fugirmos...
    - Não há uma rota de fuga, não fugimos, não podemos fugir daqui. Nordolin olha com reprovação para Nishizawa.
    O ataque logo para, gritos de retirada são ouvidos pelas ruas ao redor do prédio. A fumaça não é grande, há alguns pontos longe do prédio em que se pode ver focos de incêndio. O cheiro de madeira queimada está distante e há carne queimada. Nordolin dá ordens para recolherem os sobreviventes. Esse ataque acabou, muitos feridos estão do lado de fora e os soldados começam a recolher as pessoas.
    Do lado de dentro Marina está no quarto com as moças e dois corpos no chão. Parece que haviam alguns sabotadores no meio das pessoas do hospital, por sorte Marina estava lá para resolver.

    - Nishizawa, como pode ver graças ao aviso de sua amiga Marina estávamos prontos para eles. Mas está certa que isso não acabou. Você deve buscar o exame de seu irmão logo. Talvez na próxima vez Marina não esteja aqui para nos informar ou já seja conhecida pelos bandidos. Nordolin estava mais serena.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Sex Dez 20, 2019 4:07 pm

    Nishizawa apenas colocava a mão na testa pensativa e pela milésima vez pensava o quanto aquele mês estava tornando-se cansativo para ela, não queria estar ali envolvida com aquela luta sem sentido até agora não entendia muito bem o que estava acontecendo. Voltava a sua postura nobre sentada ao lado de Nordolin e a encarava, novamente percebia que aquela elfa a cansava, era uma criatura que vivia fora da realidade do mundo, quanta ingenuidade em ficar ali e esperar a morte. Com calma comentou.
    -Vamos morrer aqui então...
    Deixou Nordolin sozinha com seus afazeres sabia que seria a mesma ladainha de sempre, não lutar e nem fugir morrer ali e fim. Foi para o quarto onde estava Yrlissa, com Marina comentou sobre o ocorrido e agora explicou que ela estava em perigo, deveria ficar ali, comentou que Nordolin estava maluca em esperar a morte certa, já que certamente tinha espiões ou seja lá como se chamava os fanáticos que queriam colocar fogo naquele lugar.
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Sab Dez 28, 2019 10:07 pm

    Nishizawa,

    O combate daquele dia havia acabado durante a noite. As forças da revolução foram mortas ou feridas por centenas de flechas dos elfos. Eles eram poucos, mas bem preparados e fortificados. Do lado de dentro do hospital alguns combates aconteceram, mas Marina estava lá para fazer as forças dos elfos vencerem ao apontar os humanos com as bandagens vermelhas.

    Dia 4 semana 3

    A manhã do dia seguinte tem um cheiro forte e sangue no ar. Muitos feridos do ataque eram agora atendidos do lado de fora do hospital. Eles poderiam ser considerados prisioneiros ou vítimas, mas isso não era bem claro. Todavia elfos agora ficavam do lado de dentro do hospital e humanos do lado de fora. Os ânimos entre os dois grupos estava acirrado. As pessoas feridas por flechas estavam espalhadas por todos os lados. Um elfo retirava as flechas e as deixava para serem reutilizadas logo outro tratava dos feridos.

    Marina olhava pela janela e dizia:
    - Nishizawa, as pessoas comentam que metade da cidade caiu para as pessoas enquanto a outra metade está nas mãos dos elfos. Aqui no hospital é que a situação está um pouco melhor, mas nos bairros pobres a coisa tá feia para as pessoas. Não acha de devemos escolher um lado? Marina sabia que não precisavam escolher um lado e poderiam deixar os fatos se desenrolarem. A questão toda era que naquele momento estavam em uma instalação dos elfos e precisavam da ajuda de Nordolin. Poderiam pedir ajuda para as outras pessoas e se refugiar lá também.

    No meio do dia um guarda elfo distribuía comida comida para as pessoas do lado de dentro do hospital. Era uma comida racionada, mas adequada.
    - Aqui tem um pouco de comida para vocês. É importante saberem que as pessoas colocaram fogo no depósito de comida da cidade, logo tudo está mais difícil de conseguir. O guarda informava algo preocupante, destruir comida é algo que afeta a todos, não apenas um lado do combate.

    As pessoas feridas do lado de fora estavam amontoadas e reclamavam por qualquer coisa. Quando chega a comida, alguns jogam a comida que recebem no chão e dizem que aquilo era veneno.
    Yrlissa agora estava quase acordando com alguns movimentos inconscientes, Nordolin dizia que era bom isso.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Seg Dez 30, 2019 5:21 pm

    -Obrigada por tudo Marina e desculpa, mas eu não estou entendendo o que tem haver a parte pobre da cidade sofrendo mais que os outros, digo lá a violência pela divisão racial é mais perigosa que no resto da cidade?

    Mostrava-se preocupada com o que estava acontecendo os dias alá só estavam piorando mas precisava da elfa curandeira isso era certo, não poderia abandonar aquele lugar, tinha uma preocupação maior com a cura da yrlissa, passou por tudo aquilo e no final poderia colocar tudo que fez a perder.
    -Preciso da curandeira, ela vai curar meu irmão devemos ficar aqui até porque tenho que cuidar da Yrlissa e não vou sair do lado dela...Não quero correr o risco dela se machucar novamente , digo o mesmo para você não precisa correr risco desnecessário, vamos nós manter neutras, vou ver com Nordalin no que podemos ajuda-la e tentar convence-la a ajudar a parte pobre da cidade nem que nós tenhamos que sair daqui para pegar mais alimentos coisa que vai terminar logo...
    Assim que terminou de falar com Marina, sentou-se ao lado da Yrlissa novamente cuidava da elfa como sempre , prestou-se a fazer uma suave massagem na elfa como sempre queria que ela estivesse curada logo para irem embora daquela cidade. quanto as outras duas moribundas por caridade cuidou das feridas delas com magia novamente.
    OFF: Permanecer neutra, com Marina no mais ver do que a curandeira precisa e ver se poderia ajudar pessoal área pobre que tanto Marina incomoda.
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Ter Dez 31, 2019 6:19 pm

    Nishizawa,

    Marina observa Nishizawa e comenta:
    - Há coisas diferentes acontecendo nas partes da cidade. Na parte pobre apenas as ideias do Culto são permitidas, não há liberdade de expressão ou pensamento pois tudo deve ocorrer segundo os doutrinadores. As ordens deles devem ser seguidas, agora que tomaram a região então, deve ser algo mais forte que antes. Não há mais propriedade, tudo é do Culto e os doutrinadores decidem o que fazer. Marina faz uma pausa para respirar. Do outro lado, deste lado, há liberdade, mas há consequências tanto boas como ruins para todos. Alguns querem uma coisa, outros desejam outra coisa e na desordem apenas aqueles que tiverem sorte se darão bem. Cada um pode ter aquilo que conseguir juntar e valorizam a propriedade. Marina olha para Nishizawa e diz: São conceitos diferentes. Parece que os elfos e parte dos humanos mais ricos quer manter esse modelo. Marina fazia seu melhor para explicar a situação para Nishizawa, mas agora não deixará o hospital sozinha.

    Em uma da frequentes visitas de Nordolin para verificar Yrlissa, Nishizawa tem a oportunidade de conversar e perguntar o que precisa.
    - Neste momento precisamos de informações. Não vamos passar forme, talvez a comida não seja boa, mas podemos criar mais. Nishizawa entende que é uma referência clara para a magia de criar comida igual a que usou na porta do anão. Isolados aqui nos torna alvos fáceis e como elfos eles podem nos identificar facilmente. Os olhos de Nordolin brilham quando olha para Nishizawa e ela diz: Talvez você possa ser o fiel da balança neste conflito. Uma mulher metade elfa e metade humana, sua origem humilde poderia fazer ter acesso aos dois lados e decidir o futuro de Harkwood. Nordolin faz uma pausa. Talvez não diretamente, mas suas palavras podem influenciar os líderes de cada lado. Se quiser falar com o Lorde e a Lady de Harwood eu posso enviar uma indicação, no entanto precisará de algo para ajudar a eles ganharem essa pequena guerra para tal. Nordolin parece cansada após fazer sua magia diária para recuperar Yrlissa.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Sex Jan 03, 2020 4:24 pm

    -Que se dane tudo Marina, fique aqui e cuide da Yrlissa, vou tentar fazer algo para garantir nem que seja nossa fuga desta cidade em segurança...
    Saia do quarto ainda pedindo para Marina cuidar da yrlissa e se cuidar não se jogar no perigo eminente ou morte certa, qualquer coisa comentou que ela deveria fugir levando a Yrlissa junto, as encontraria em qualquer lugar o importante era sobreviverem a toda aquela loucura.

    Quando se encontrou com a Nordalin, pediu para visitar o regente e sua esposa queria ver qual era a situação geral da cidade além da clara divisão no qual Marina comentou, tinha que diminuir a influencia do culto, querendo ou não sua ideologia estava começando a matar as pessoas e ela própria não gostava da ideia de manipular os ignorantes, tudo bem matar em uma guerra ou luta, mas levar a inocentes ignorantes a se suicidar em nome dos outros a deixava muito irritada por isso queria se possível junto até mesmo com a Nordalin visitar o regente.



    OFF: Nada to seguindo o fluxo da coisa só isso.
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Qua Jan 08, 2020 1:39 pm

    Nishizawa,

           Nordolin indica onde pode encontrar o Barão Fenmarc, Lord e governante, assim como Leroflyn a chefe dos elfos. Após sair do hospital e seguir pela parte nobre da cidade para a área Nordeste na direção do castelete que estava no horizonte dos telhados Nishizawa chega até entrada. Do lado de fora do castelete era possível ver alguns guardas humanos e outros elfos, ambos com os mesmos tipos de uniformes, os quais são levemente diferentes dos dos elfos do hospital.

           Na entrada pelo simples fato de ser elfa não são feitas perguntas, mas um dos elfos diz: "Amiga da Yrlissa". Yrlissa parece que tem algum tipo de status ou reputação que não contou ou não considerou relevante. Quiçá o fato de ter ficado fora da sociedade dos Elfos por tantos anos e ter voltado agora a sua reputação a preceda.

           Mais a diante há uma sala ampla e o Barão, ou pelo menos o homem com cerca de 60 anos sentando no trono, conversa com outro homem perto dele com um papel em mãos. O Barão usa um colar marcante que é dourado com folhas conectadas. Parece ocupado discutindo tropas e recursos com o outro homem que tem uma aparência de ser um tipo de mensageiro. Do outro lado olhando pela janela está uma elfa que veste as mesma cores de Yrlissa.

           Ao entrar na sala Nishizawa chama a atenção de todos apenas com sua presença, logo a elfa caminha até Nishizawa, em seu peito há um colar igual ao do Barão, e diz:
           - Olá minha criança, sou Lleroflyn. Antes de tudo quero agradecer por trazer lady Yrlissa para nossa comunidade. Ela é uma jovem muito séria e comprometida com seus valores. Todos ficamos preocupados quando ela assumiu o fardo para ajudar Simonton. Lleroflyn faz uma pequena reverência para Nishizawa.

           O colar igual no Barão e Lleroflyn tinha um significado claro, uma união. Seria uma união amorosa? O Barão era idoso para um humano, talvez Lleroflyn também fosse muito mais velha do que aparentava.

    Imagem ilustrativa:
    O sabor da esperança - Página 7 81sDtn7tFnL._SY500_
    O sabor da esperança - Página 7 49203972506_d02353a8ef_b
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Qui Jan 09, 2020 4:24 pm

    Finalmente tentava descobrir o que estava acontecendo, teve que passar quase um mês naquela cidade, pensava neste tempo desperdiçado que poderia ter cobrado seu preço em relação a saúde de seu irmão. Não deu muita importância aos comentários dos guardas ou da Lleroflyn, mas guardou para si a curiosidade.
    Mostrava seu respeito em reverência a ambos possíveis lideres daquele lugar, ficava decepcionada com o Barão Fenmarc, esperava mais queria estar na presença de um líder de verdade e não de um velho já nos seus últimos dias viu o futuro daquele lugar tinha que tratar bem a Lleroflyn e o Barão, pelo que viu logo a esposa do velho seria a governante absoluta do lugar, claro tinha que fazer as pessoas aceitarem sua presença ali.
    -No que posso ajudar? Não pretendo ficar muito tempo além dos dias que me prendem a esta cidade...



    OFF: Seguir roteiro de uma boa aventureira disposta a ajudar. No entanto percebo que o senhor é apaixonado por elfas um pouco acima do peso.
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Qua Jan 15, 2020 3:55 pm

    Nishizawa,

           A elfa olha para Nishizawa com curiosidade:
           - Ora minha criança, vejo que quer contribuir com a paz entre os humanos e os elfos. Você como metade elfa e metade mulher pode ser nossa melhor oportunidade. Com a mão ela faz um sinal para apontar ao Barão. O meu marido é bom com coisas mais práticas e de curto prazo, mas não dirige o reino de forma estratégica como eu. Ela pega na mão de Nishizawa e a leva até a janela. Na borda, aponta para a cidade enquanto fala. Daqui até o Hospital é a parte em que nós controlamos. Da igreja até a cervejaria é a parte que o Culto domina. Neste momento ninguém controla o silo. Ela abaixa a mão e fala com tranquilidade. Todos querem tomar o silo pois sem comida não haverá um futuro. Porém os homens dentro do silo querem todas as riquezas da cidade ou tocarão fogo na comida. A ganância é terrível. Porém ninguém está combatendo essa guerra da forma certa. Pausa para Nishizawa pensar até que ela completa: Lutamos contra uma ideia. Uma promessa de vida fácil para pessoas em dificuldades, um almoço grátis para os que não tem comida, um apoio para os que não tem onde se apoiar. No entanto condenam a criação de valor, não há benefício para as pessoas que desejam criar valor. Quando acabarem os recursos dos outros, não terão nada. Outra pausa. Então precisamos combater essas ideias com outros valores, valores como liberdade de expressão, liberdade de escolha, liberdade de benefícios, liberdade de conquistas e tudo o mais que valoriza o indivíduo. Para poder convencer as pessoas você pode atacar a cervejaria, fazer um incêndio de grandes proporções, ninguém precisa se ferir. Logo quando acabar a cerveja e não reconstruírem o local, poderemos fazer outra ação na igreja. Outra pausa, aquele era o plano, uma ideia simples, sem mortes, um acidente pacífico para comover as pessoas. No entanto aquilo ainda poderia ser considerado um ato de terror. Você pode fazer isso? Lleroflyn observa Nishizawa.


    OFF:

    A elfa tá usando um treko destes, acho que chama anca para vestido medieval:
    O sabor da esperança - Página 7 Bustle1874FB
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Qui Jan 16, 2020 8:45 pm

    Estava surpresa por ver a elfa apontar para o velho e chamar de seu marido.
    -Aquele velho inútil? Sem muito que continuar a comentar foi até a janela deixou ser guiada pela elfa, no mais prestava atenção na situação, agora finalmente tinha uma noção básica do que estava acontecendo no geral, ver os lugares demarcados lhe trazia alguma tranquilidade para ela eram apenas alvos, agora tinha por onde começar.
    "Sim, pode matar boa parte deles, humilhar e tirar sua dignidade, mas enquanto tiverem o que comer vão permanecer parasitando" foi o que pensou vendo os lugares.
    - A senhora tem a planta do silo, Igreja e da Cervejaria? Um mapa da cidade, pois vou tomar o Silo... Enquanto a senhora destrói a Cervejaria... Quero alguns soldados os mais furtivos, a senhora queima a Cervejaria com soldados disfarçados como se fosse do meu bando, por fim coloque a culpa em mim, diga a seu soldados chamar por meu nome e clã dedique a destruição e saque a mim... Deixe sobreviventes do que aconteceu na Cervejaria eles vão espalhar a noticia que tomei o Silo e que próximo alvo é a Igreja e depois o Hospital, por fim derrubar o Barão tomando o reino... Diga para ser o mais cruel possível... Tudo isso vai ser uma desculpa para que o Culto venha me atacar no silo... Dando oportunidade de seus espiões e soldados retomarem o lugar... Quando isso estiver acontecendo é sua deixa para surgir como a salvadora do povo... Diga que sou uma vilã e que precisa de seu povo tanto elfos quantos humanos para me expulsar da cidade que é de todos independente de crença ou raça...

    Seguiu pedindo por armas, um pequeno grupo de soldados uma flamula com o símbolo e cores do seu clã, além do uniforme dos soldados com a cor do seu clã, pediu um trabalho simples e rustico no qual imitava sua tradição até mesmo armas simples, arcos, espadas e itens necessário para invadir o Silo depois de sua avaliação da planta do lugar.

    -Dobre a segurança no Hospital, Yrlissa e Marina estão lá e não quero envolve-las neste suicídio...


    OFF: vou tomar ou destruir o silo, no mais pedir para ela destruir o outro lugar colocando a culpa no meu falso grupo rebelde mercenário.
    OFF²: Bustle aquele acessório. Tem que jogar mais em jogos estilo de épocas, só medieval com orcs não rende conhecimento de moda hauhauha
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Dom Jan 26, 2020 4:09 am

    Nishizawa,

           Quando Nishizawa fala do Barão, o chama de inútil, Lleroflyn faz uma expressão de que foi desagradável.
    Nishizawa escreveu:-Aquele velho inútil?
           - Você não é muito esperta não é? Sabe que ele é da minha família e ainda assim me desrespeita em minha casa. Lleroflyn estava irritada e desapontada com o comentário de Nishizawa.

           No entanto Lleroflyn ainda segue a conversa com Nishizawa.
           - Não tenho a planta destes lugares. Porém não são muito grandes. No entanto você não pode atacar o Silo, ainda não. Já tentamos tomar o Silo, eles montaram uma barricada com comida e estão de guarda para com as janelas. Tropas com as escadas poderiam tomar o local porém eles tem fogo e sujeira lá dentro. Ao sinal do ataque perdemos a comida. Ela respira e diz: O líder deles no silo é alcoólatra. Sem cerveja terá que beber vinho, nosso vinho. Não desejo ações cruéis com as pessoas da minha cidade. Os Tsushuo são pessoas boas, apesar de que Naoko é muito submissa. Uma lástima, minha criança. Não poderia manchar a reputação de Naoko ao dizer que os Tsushuo são cruéis. No entanto Ochiriwa não me parece uma boa pessoa e logo trará essa mancha para seu povo. Lleroflyn então indaga Nishizawa: Preciso que faça algo para desequilibrar o Culto. Sei que não gosta do meu plano, mas eu não gosto do seu. Acha que podemos chegar em uma nova opção? Algo não tão cruel?

    A área verde do Hospital aparece no mapa ao sudoeste (canto inferior esquerdo), o cilo é o grande C após as duas praças, o lado leste (direita das praças) é controlado pelo culto.

    Mapa de Harkwood, minha versão:
    O sabor da esperança - Página 7 Harkwo10
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Seg Fev 03, 2020 4:20 pm

    Apenas colocava a mão no queixo analisando a situação em que se encontrava, não dava muita importância para o que Lleroflyn falava apenas sorria com seu comentário inútil, mas futuramente ela seria dona de tudo aquilo, já que o seu marido era apenas um velho, será que aquilo não foi uma oportunidade de golpe por parte dos elfos.
    -Perdoe meu comentário impertinente, é que tenho passado um mês complicado longe de casa e sem noticias do meu querido irmão...
    Ao escutar sobre sua mãe ela ficou parada encarando a elfa, prestava atenção em cada palavra, não gostava de ouvir nenhum tipo de comentário sobre sua mãe, provavelmente maioria daqueles elfos pomposos pensavam assim, mas sua mãe havia recuado, no momento não era hora de conflitos internos, ninguém naquela maldita sala ou outro elfo havia atravessado montanhas seguido por distancias absurdas para salvar um clã e sua mãe havia feito isso com maestria, o segredo estava em suas magias, no qual forçadamente ensinou algumas a sua filha.
    Já sabia no entanto do que seu tio era capaz, ele era um puro Tsushuo e como tal um guerreiro nato de um clã bélico, honrado e preço as tradições antigas, isso o impedia de ser um completo oni.

    Ajoelhou-se frente a elfa, tinha outros planos em mente futuramente precisaria de sua ajuda e no momento tinha apenas que servir tornar-se útil, claro pra ela não havia crueldade em suas ações pois estaria em guerra contra bandidos independente se eram guerreiros ou plebeus, sabia diferenciar as coisas não existia crueldade em fazer algo contra quem está te atacando. Não via agora necessidade de confrontar a soberana daquela cidade sobre sua percepção ela estava errada, prova disto foi que a cidade estava um caos sem controle. Mudou seu tom de voz de forma mais cordial possível mantendo a cabeça abaixada de joelhos.
    -Perdoe minha ofensa Senhora Lleroflyn, eu a servirei por hora, se o seu desejo é livrar-se do culto e retomar o silo mais tarde eu o farei para retratar o comentário infeliz que fiz sobre seu marido e por ter desrespeitado sua casa... Mas no entanto devo retornar ao hospital Yrlissa precisa de meus cuidados prometi que ficaria com ela até estar completamente curada...

    OFF: esperar Yrlissa ficar curada caso não tenha urgência em esperar o culto tomar toda a cidade eu por mim não ligo , Tenho que cuidar da minha filha adotiva, pq ganhei uma filha o.õ

    Ta legal o mapa só que a cidade é grandinha demais para toma-la hauhaua
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Sex Fev 21, 2020 2:56 am

    Nishizawa,

    As ações foram um tanto ignoradas por Lleroflyn pois ela já havia dado sua mordida e Nishizawa havia ajoelhado para pedir desculpas. Um comportamento bondoso e ordeiro não era lá um com comportamento para liderar um reino, talvez não um comportamento mais fácil.
    - Você sabe o que precisa fazer minha criança. Aguardamos suas ações. Lleroflyn então afasta da janela dando a entender que a reunião estava acabada.

    Nishizawa pode ver o caminho e sabia por onde passar para evitar problemas com as pessoas do Culto. Ao evitar a praça o caminho estava livre por dentro das vielas no entanto guardas no alto das casas faziam o acompanhamento de todos que estavam nas passagens. Ao chegar ao hospital, Marina está com Yrlissa e comenta que há pouca comida, talvez não tenham para amanhã. É final da tarde do dia 4, semana 3. Em mais três ou quatro dias Yrlissa irá despertar de seu tratamento. A correção na cintura dela já estava bem melhor e o hematoma diminui todas as vezes que Nordolin passa para curar Yrlissa.

    OFF:

    Só pra ordenar as coisas, não vai atacar os locais nem nada, certo? pode escolher o dia que quer fazer algo ou ir direto para quando a Yrlissa acorda.
    Dia 5 semana 3
    Sem comida
    Dia 6 semana 3
    Sem comida, combate em campo.
    Dia 7 semana 3
    sem comida, protesto de pessoas nas ruas.
    Dia 1 semana 4
    Yrlissa acorda, todos estão com fome, mas tem água.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon em Qui Mar 05, 2020 12:51 am

    Cansada seguiu para o hospital, seu irmão provavelmente já estava morto, e no final perdia seu tempo ali lutando por algo que não era de sua obrigação em ajudar, teria saído da cidade voltado para seu clã, mais tarde pegaria outro caminho para outra cidade mais calma. Claro agora estava ali atolada até o pescoço nos problemas dos outros e para que tudo aquilo, ganharia um aperto de mão e um tapinha nas costas para seguir com a benção de alguém seu caminho.
    Entrou no hospital foi ao quarto de Yrlissa e lá ficou até o dia em que ela acorda-se, já em relação a Marina usou toda sua magia para criar alimento o necessário para elas e o restante de sua magia para ajudar Nordolin com sua reserva de comida, suprindo a mesma com sua magia, não era muito mas já era algo, deu graças a sua mãe por ter ensinado boa parte das magias que conhecia, não poderia reclamar pois quando fugiram pelas montanhas muitos dias ou semanas sobreviveram usando aquela magia que hoje mais uma vez mostrava-se eficiente até certo ponto quem sabe.




    OFF: Vamos já para a Yrlissa acordando e morrer de fome eu ao menos não vou tenho magia para me alimentar ou alimentar a Marina... Virei mãe de duas raparigas crescidas Sad

    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2431
    Reputação : 104
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Mar 30, 2020 7:58 pm

    Nishizawa,

    A noite do quarto dia da terceira semana seguiu complexa. Uma grande explosão perto do depósito de comida aconteceu. Não tardou em chegar relatos de que tentaram atacar o local e parte da comida foi destruída. Porém Nishizawa não estava preocupada com aquilo, podia transformar coisas em comida. Algumas madeiras eram mais gostosas do que outras, mas no fundo tudo poderia ser comida, até pedras ou areia. Nishizawa foi discreta com sua produção, assim como Marina não mencionava nada. Ter comida era uma diferença importante quando os outros enfrentarão a fome.
    Na manhã do dia 5 da terceira semana a ração que todos receberam foi menor. Muitos poderão passar alguns dias sem comida, em alguns locals de Shaud e Al-Wahziz pessoas ficavam até 30 dias sem comer. No entanto alguns ânimos ficavam exaltados. Algumas pessoas estavam apenas frustadas por não terem seus desejos atendidos. Os pontos de vista seguiam sem uma decisão certa, sem um apoio claro. A pequena vantagem era dos estrangeiros, Elfos, mas talvez não fosse possível perder tempo com aquelas pessoas, soldados eldos murmuravam coisas como deixar eles para trás.
    No sexto dia, Nordolin avisa que deixará a cidade e retornará para a Grande Floresta em poucos dias. Se quiser tratar seu irmão, poderá procurar por ela na cidade dos elfos. Porém ela recomenda para Nishizawa deixar Harkwood. Algumas pessoas viram que estava tudo perdido, os Elfos os deixarão e ninguém poderá ajudar.
    Finalmente o último dia de tratamento de Yrlissa, ela acorda da anestesia induzida por Nordolin e diz:
    - Nossa, obrigado por ficarem ao meu lado todo esse tempo. o quadril deformado de Yrlissa agora dá lugar a uma bunda normal, o jogo com as pernas ao caminhar desapareceu e ela parece pronta para fazer tudo o que quiser.
    Os elfos planejaram deixar a cidade durante os próximos dias e a derrota da cidade para os rebeldes é terrível para alguns dos moradores. Alguns dizem que os Lordes tem um plano, deixar que eles lidem com os problemas da fome e os reptilianos sozinhos. Depois voltarão para limpar o que restou dos rebeldes. Algumas das pessoas acham que isso é monstruoso, mas é por isso que apoiam aos rebeldes. Outros acham que aquilo é o sensato a fazer, um passo para trás pode levar a dois para frente.

    Marina então indaga Nishizawa:
    - Vamos para sua tribo? Precisamos tentar cuidar do seu irmão, certo? Você não desistiu dele, certo? Marina percebeu como Nishizawa não desistiu de Yrlissa e não acreditava que ela teria desistido de seu irmão.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4180
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Srta. Moon Ontem à(s) 1:03 am

    Já estava cansada com tudo aquilo não teve exito em nenhuma atitude, para falar a verdade não estava entendendo muito bem toda aquela confusão, provavelmente teria irritado algum espirito vingativo ou deus de alguma area sagrada. Já era nitida em sua cara a falta de vontade de tentar fazer algo, gostou da ideia de deixar todos se matarem, mas naquele dia em que Nordolin teve com ela uma conversa sobre fugir, ela pediu para dar uma carona a Yrlissa e Marina até um lugar seguro longe daquela confusão toda.

    Decidida no que deveria fazer e manter sua palavra dada a LIeroflyn, assim que Yrlissa acordou deu sua rapida expliação do que faria, além de que provavelmente veria seu irmão de uma froma ou outra o veria. Só sugurou no braço da Marina.

    -Marina leve a Yrlissa para longe fiquem em segurança saiam com a Nordolin eu encontro vocês seja onde for, mas não poderei sair da cidade, pois dei a minha palavra para LIeroflyn que ajudaria a não ser que ela mesmactenha desistido desta cidade e me liberte da minha promessa...

    Tratou de colocar sua proteção e ajeitar suas armas para sair em direção ao caminho que levaria ela até a Lleroflyn.



    OFF: Lutar fazer o que... já era para ter queimado metade da cidade com os rebeldes a muito tempo Razz
    Conteúdo patrocinado


    O sabor da esperança - Página 7 Empty Re: O sabor da esperança

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Abr 03, 2020 11:06 pm