Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Só não venda a alma (por um preço baixo)

    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Só não venda a alma (por um preço baixo) Empty Só não venda a alma (por um preço baixo)

    Mensagem por Leomar em Qua Set 04, 2019 3:21 pm

    Num primeiro momento, Ricardo se surpreende ao ouvir Ka dizer que a peça tinha pó de diamante, em seguida chega ficar irritado vendo que era uma especulação.

    Ricardo não perde muito tempo discutindo com Ka, no fundo (e não necessariamente muito no fundo) Ka sabia que Ricardo não o achava o cara mais inteligente e esperto do mundo.

    - Só alguém que trabalhasse para um deus usaria pó de diamante numa magia fraca. - e sai sem esperar resposta.

    Ka trabalha em silêncio no novo elmo. Já tinha deixado o primeiro molde pronto, então o trabalho é relativamente rápido. Teria de deixar esfriar, mas parecia ter saído muito bom, pelo menos nisto estava melhorando.

    No dia seguinte ele experimenta o elmo. Tinha ficado melhor que o anterior. Estranhamente ainda estava um pouco quente, mesmo tendo ficado a noite toda esfriando. Ka o leva na mão para não queimar as orelhas, mais uma hora e o metal estaria suficientemente frio.

    Antes de ir ao porto, lembra que queria falar também com a artesã que o procurara no dia anterior. Seria um desvio meio grande, mas talvez uma empreitada menor seja boa antes de encarar o porto.

    O bairro dos Pequenos Milagres não era grande, e Ka encontra a tenda da armeira. Verificando dos lados, percebe Tirel sentada a pouca distância enquanto a tenda estava ainda fechada, ele se aproxima.

    - Bom dia! Que as deusas lhe abençoem!

    - Bom dia! Veio para ajudar encontrar aquele sal que começamos testar?

    - Sim, se ainda tiver precisando de ajuda. - Tirel parecia meio cansada, mas acordar desanimado é normal na cidade. - E se não for abusar, poderíamos trocar informações profissionais?

    - Aceito qualquer ajuda que me ajude com aquela espada. Minha cliente está falando com meu irmão. Quando terminarem, podemos fazer alguns testes.

    Ka se anima, olhando a tenda: - Se ela está aqui, talvez possamos conseguir falar sobre o mercado...

    Tirel faz um cara enigmática: - Não creio que você vá querer interrompe-la agora...

    Ele fica alguns segundos olhando na direção da tenda e do meio-fio, e resolve que é melhor sentar ao lado da artesã.

    Não muito tempo depois um humano (deve ser irmão de Tirel), abre a tenda. Estava suando, cabelos desgrenhados, sem camisa e parecia que tinha acabado de por as calças. Depois dele uma demônio de pele cinza grafite também sai.

    - Ah menina, estava aí de fora esperando este tempo todo? Por que não entrou?

    Tirel revira os olhos, Ka quase pode ouvir a resposta irônica não dita. A humana se esforça para dar um sorriso laranja (que tenta parecer menos forçado que o amarelo).

    - Seu irmão é mesmo muito atencioso. Tirion disse que vocês dois estão dando tudo de si para consertar a Suspiro Esmeralda. Fico feliz, sabia que podia confiar em você.

    A demônio passa a cauda na cintura de Tirel, como um sinal de amizade.

    - Oh, é verdade, Tirion está dando tudo que pode. Por aquela espada! - A demônio não parece ter percebido o tom de ironia nas palavras de Tirel.
    Christiano Keller
    Mestre Jedi
    Christiano Keller
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1487
    Reputação : 64
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Só não venda a alma (por um preço baixo) Empty Re: Só não venda a alma (por um preço baixo)

    Mensagem por Christiano Keller em Sab Set 14, 2019 12:07 pm

    Ka,

          Ao falar com Ricardo estava claro que o homem não sabia que existem limites. Há coisas que não adianta insistir pois a sobrevivência básica vem primeiro. Não estavam preparados para encantar a armadura, não temos a informação sobre o material e não temos o dinheiro para os ingredientes. Insistir nisto naquele momento poderia gerar trabalho, muito gasto e pouco dinheiro. Ka não tinha dinheiro para se bancar, todo dia precisava de comida, cada dia sem trabalho era um dia mais perto do fim e este não era o objetivo, era uma tentação testando seus limites. A ambição e o desejo de Ka são grandes, mas como se constrói uma peça, não podemos partir para o final, precisamos construir cada etapa, algumas sem o formato final como quando derretemos o metal para forjar uma peça dura.

          Quando Ka trabalhou com o novo elmo e sabia que era um passo atrás, mas serviria para dar mais passos a frente. O elmo tinha linhas rusticas de poder como havia estudado mas era sua primeira peça, ainda eram do mesmo material comum do lado de fora, mas não estava enferrujado e tinha suportes de cobre do lado de dentro como um pequeno fio que encostava em sua pele. Inspirado pela visita à loja de Helena o elmo estava polido, apesar de escuro o metal exibia um certo brilho liso e não tinha mais as marcas de marteladas como peças anteriores. Talvez isso ajude com algo, mas ainda falta o resto da armadura que agora destoava do elmo.

           Ao observar que Tirel estava com ciumes ou com uma preocupação sobre o irmão era melhor deixar o tema de lado para evitar problemas. Era óbvio que o Tirion estava fazendo sexo com Kapitulina e esta sentia um duplo prazer em zombar de Tirel, um sinal da maldade inerente. Sexo de manhã parecia uma coisa bem legal aos olhos de Ka que ainda não era versado nesta atividade.
           -- Olá, estou impressionado ao saber que é a portadora da Suspiro Esmeralda, em geral armas que fazem pessoas, mas seu poder é maior do que a espada. Serei direto, estou aqui para trabalhar com Tirel e identificamos que o liônio para parte do concerto da espada talvez esteja disponível no mercado negro. Meio sem jeito. Como pode ver nós não somos o tipo de pessoa que entra e saí do mercado negro vivos com facilidade, ainda mais com um material caro em mãos. Poderia ajudar-nos? Lembrei que talvez queira verificar algum serviço meu, já fiz uma armadura para o cavalo do mestre Hârin, da Corte dos Milagres com liônio em sua liga. Ka aguarda preocupado por um comentário, sem ajuda não conseguiria o material e sem o material não haveria serviço.
    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1286
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Só não venda a alma (por um preço baixo) Empty Re: Só não venda a alma (por um preço baixo)

    Mensagem por Leomar em Dom Set 15, 2019 3:19 pm

    Só não venda a alma (por um preço baixo) 180?cb=20111208105936&path-prefix=pt-br

    - Ah que bom, o garoto enlatado está ajudando também! Eles me emprestaram a Suspiro Esmeralda para matar alguns akils*, mas no meio do caminho tinha um golem, tinha um golem no meio do caminho...

    *Akil é uma raça de demônios bem agressivos, que parecem verdadeiras bestas meio lupinas; não são dos demônios mais inteligentes, e ao contrário de alguns diabos, não gostam muito de trabalhar com íncubos ou súcubos, preferem ficar em grupos só deles.

    Spoiler:
    Só não venda a alma (por um preço baixo) Tumblr_mezb2zC61N1qe4mrro1_500

    Golens eram criaturas de muitos ouviram falar, mas poucos já viram, embora haviam várias histórias que algumas estátuas em Dafodil eram na verdade golens, incluindo duas enormes no portão oeste, na parte da Necrópole. Como eram praticamente destituídos de espírito, golens eram tecnicamente chamas do mortos-vivos.

    - O mercado negro... na falta de diversão melhor na cidade, eu gosto de passar por lá. Não é como a taverna da Sereia Bêbada de Burnabad, mas sempre que temos sorte dá para arrumar algumas brigas divertidas lá. Você já sabe em que barraca vendem o que precisam? Não que eu esteja com muita pressa, mas minha amiga Tirel disse que o trabalho é complicado.

    Restaurar uma espada quebrada era mesmo mais difícil do que fazer uma espada nova, ainda mais uma como aquela, que tinha muitos ornamentos na lâmina. Por falar em armas, Kapulina começa guardar as dela: tinha um cinto com duas facas de caça na cintura, uma adaga amarrada na coxa, nas costas uma katana e um bastão em forma de gancho, na cintura um say e uma kratak. Kratak era um tipo de espada símbolo de Piro, tinha a lâmina curta, reta e fina; a maioria era feita com aço normal, mas as krataks legítimas eram feitas com o lendário aço-16, um metal magicamente tratado com dureza e peso impares. A diversidade das armas escolhidas impressionava muito mais que a quantidade.
    Christiano Keller
    Mestre Jedi
    Christiano Keller
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1487
    Reputação : 64
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Só não venda a alma (por um preço baixo) Empty Re: Só não venda a alma (por um preço baixo)

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Set 16, 2019 12:14 pm

    Ka,

           Ka havia ido ao mercado negro e as lembranças não eram agradáveis. Porém uma visita lá com Kapitulina era muito mais seguro do que sozinho.
           -- Lembro da barraca sim, apenas tenho receio que não terem mais material já que o suprimento deles não é regular. Ka queria colocar todas as cartas na mesa, não poderia se arriscar com uma combatente daquele padrão.
           Sem deixar transparecer Ka percebe o comentário de Kapitulina sobre a armadura rudimentar que usava, garoto enlatado. Ka tira parte da sua proteção de trabalho deixando na loja de Tirel ficando com roupas simples o elmo novo, sua pequena mochila na frente da barriga e o martelo. Velocidade foi importante na última vez e Ka pensa em treinar com o martelo para combate. Um pouco de receio cruza a mente de Ka e então organiza a lógica das informações que tem.
           O clima quente do deserto havia sido difícil com o peso extra da armadura, os pés afundando bastante na areia solta eram difíceis para locomoção. Talvez agora consiga mais velocidade e tenha menos desgaste físico. Ka então se recorda das palavras da Cigana Ametista de que deveria abandonar tradições, que o primeiro poderoso é a terra, a maior materialidade, a sobrevivência... é bloqueado pelo medo. Ka tinha medo de ir ao mercado negro e morrer no processo pois isso quase aconteceu da outra vez. Ka precisava enfrentar seus medos e agora tinha os interesses de Kapitulina ao seu lado para ajudar na situação. O serviço com Tirel para Kapitulina renderia um bom dinheiro para Ka e atenderia sua ambição de obter ouro de novos clientes. Ao pensar no ouro Ka lembra das palavras de Senun sobre a ambição e pensa no que fará com ouro. O objeivo era melhorar a vida das pessoas, poderia fazer um negócio, empregar pessoas, prover produtos que ajudem com a qualidade de vida. Havia tanto sofrimento em Dafodil e no mundo que Ka quer fazer algo sobre isso, dinheiro e poder seriam usados para melhorar a vida das pessoas.
    Conteúdo patrocinado


    Só não venda a alma (por um preço baixo) Empty Re: Só não venda a alma (por um preço baixo)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Set 19, 2019 10:08 pm