Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Lnrd
    Tecnocrata
    Lnrd
    Tecnocrata

    Mensagens : 491
    Reputação : 24

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Lnrd em Sab Nov 09, 2019 11:20 pm

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Eb452f10


    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus




    Como anjo dum céu remasterizado, aquela beleza singular atravessou a porta automática do escritório e pousou, silenciosa qual pena, à ultima cadeira vazia.

    Movia-se de forma gentil e delicada, quase como uma antiga gueixa. Maneiras tão contidas que, afora ser um magneto ao olhar, poderia ter passado sem alarme.

    Com o resto do grupo, formando um trio de desconhecidos, chegara lá numa embarcação menor, mais ágil. Agradecera não ter precisado dizer palavra alguma, apenas emudecendo frente à rara paisagem. Nico nunca vira Hyperhub daquele ângulo. Poucos o fizeram.

    De fato, aquela era apenas uma das muitas coisas que não conhecia. Sair era um privilégio e um risco pelo qual a maioria da população não passava, vivendo apenas no interior do enorme cercado.

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus 6baa4510

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus 8f5d1b10

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus 2a432211

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Sevdal10

    Dali, das salgadas águas oceânicas, as altíssimas muralhas circundantes que haviam deixado para trás pareciam ainda mais irreais, assomando austeras naquele horizonte fabricado. Poderiam ser vistas do espaço?

    Também chamada de Nodel-Axis, tratava-se da megalópole-estado mais importante daquele lado do Atlântico-Sul. Cercá-la fora uma tarefa tão temerária quanto necessária. A Selva Exterior era alien demais, hostil demais. Tempestades EMP, plantas modificadas expelindo esporos de tecnovírus metalcorrosivo, nuvens invisíveis de radiação etc. Isso afora as coisas que caçava intencionalmente sob as sombras. Uma natureza que só podia ser descrita como “maquinofóbica”, retomando à força a Terra pós-apocalipse.

    Mas lá estava, para além da gigantesca barreira, cortando as ondas como a lâmina dum samurai urbano. Não que os mares fossem mais seguros para eles ou para os habitats aquáticos que sustentavam algumas esparsas agrupações menores. Não era, entretanto, para nenhuma delas que a lancha se dirigira.

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus E5fd8310

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus F98c9810

    O curioso iate-ilha à silhueta duma grande arraia branca, no qual se encontrava agora, era o ponto de encontro para reunião misteriosa que fora convocada por agentes noturnos. Num canto, um som neotribal era tocado ao vivo com maestria num instrumento personalizado. O vintage era sempre bem-vindo, lembrança de uma suposta unidade humana de um mundo de pré-fragmentação.

    À mesa, um oloide simples, de discreta elegância, descansava estático acima dalguns papéis. Apesar de reconhecido como símbolo místico daqueles tempos, era tão “clean” em suas curvas negras que parecia o oposto de qualquer tradição “primitiva e irracional”.


    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus B96d4010

    Afora os outros convidados – dois rapazes que receberam a mesma proposta para “tratar de negócios importantes” –, havia um secretário, ou fosse lá o que fosse. Aguardava, igualmente, o término duma ligação da “patroa”. Usava uma máscara que lembrava uma caveira estilizada.

    Não precisaram esperar muito até que um “perdão pela demora” viesse por detrás da grande poltrona cujo batente encobria a mulher que lá sentava. Ao virar-se, fitara demoradamente, com olhos vidrados, as figuras presentes. Havia algo de “dramático” naquele encarar, talvez por tratar-se de um arrojadíssimo terno encimado por um crânio negro. Não um que, como o outro, parecia saído dum escritório de design. Aquele lembrava algo arrancado dum ritual de magia.
    - Perdoem-me por não estar presente – complementara confirmando o óbvio de tratar-se de um Avatar. Mas de quem?

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Die-ha10

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Black-10

    Victoriana Absalonio era CEO da Proxima Nexus, do mercado de inovação tecnológica. Ou ao menos assim apresentara-se. O fato de ser uma Ghoul dizia muito dela. Ghouls estavam lá há mais de duzentos anos. Ghouls eram estéreis e nenhum novo era criado, fadados ao desaparecimento. Ghouls lideraram a reconstrução da sociedade. Ghouls tinham riqueza e vivência, estando para além da estupidez doutros gananciosos. Ghouls eram vistos com receio, pelas faces derretidas ou pelas maquinações que faziam.
    - Espero que não se incomodem com minha aparência. A maioria acha Ghouls repulsivos, mas temos orgulho de quem somos. Nesse corpo substituto eu poderia ter uma face com essa, não? – dissera apontando para aquele rosto exoticamente invejável à frente – Mas não. Não estou aqui para agradar. Prefiro manter o coeficiente de horror.

    O corpo-casulo da empresária ausente inclinou-se para frente, tocando o estranho enfeite de mesa, fazendo-o rolar pela superfície plana.
    - O oloide balanceado desloca-se seamlessly, em transições suaves. Um fora do prumo cambaleia pelo caminho.

    Queria ela dizer algo com aquilo? A frase tanto caberia na boca de gurus de autoajuda quanto de chefes da máfia. Fosse como fosse, passara a mirar o jovem programador, a ele dirigindo-se:
    - Não sei se gosta de refletir sobre essas coisas, mas há uma sutileza na arte da programação da qual gosto muito. Imagine um programa desenhado, por exemplo, para melhorar a economia. Como beneficia e pune a todos sem distinção, é considerado neutro. Porém imagine que se desenvolva outro motor que leve em conta, não sei, a desigualdade. Pode-se continuar dizendo que o original era neutro, mas essa oposição pode ressaltar que ele é, na verdade, “anti-igualdade”, que, no fim, pune mais os pobres –  e então riu, ou ao menos assim indicava o som vindo daquela boca de lábios ausentes – Não, não se preocupe. Não estou nem um pouco interessada em distribuição de renda. Queria apenas expor meu ponto. De que nenhuma tecnologia é inerentemente boa ou má. Muito menos neutra. Ela vai sempre reproduzir o mundo de quem a desenvolveu. Se você faz uma máquina para alongar a vida das pessoas você diz, numa voz silenciosa, que é melhor viver mais que menos. Eu mesma tenho minhas dúvidas quanto a isso... .

    Com aquilo, levantou-se. Novamente dava as costas aos presentes, olhava pela janela envidraçada que servia-lhe de quadro.

    Do cerco cinzento que envelopava os prédios a distância, separando-os das altas árvores dos ermos, destacava-se uma faixa mais clara: Edenloft, única abertura da cidade voltada para o oceano. Era um setor fechado, contando com uma praia particular, frequentado apenas pelas elites – de lá elas pouco saíam, como se num paraíso secreto apartado da ralé.
    - Já me perguntaram se, alguma vez, coloquei algum código ou porta secretos que me permitissem posteriormente manipular algum programa que fiz. Disse que não... apesar de ser impossível a qualquer pessoa saber se digo ou não a verdade. Mas, se posso assim dizer, tenho mais interesse nesse delicado ofício de projetar o mundo no qual acredito através da minha produção. E, até que alguém apresente uma alternativa, tudo o que eu faço é “neutro” – novamente, era perceptível, ou teria sido só a impressão de, uma risada.  

    Do que exatamente falava era difícil discernir, mas talvez fosse apenas uma forma de quebrar o gelo inicial. Não que precisasse. Não estava lá pra fazer amizades.
    - Bem, mas não foi para “filosofia de bar” que convidei pessoas com as capacidades de vocês. Podemos falar de negócios? Esse é Sétimo Otherjack, um dos meus advogados. É um prazer ter aqui Zipper Barlight, K. Peta e Nico Maverickson
    - Prefiro Nico d'AIM, manifestara-se finalmente, num claro incômodo que contrastava com a face sem expressão.
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1518
    Reputação : 50
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Nimaru Souske em Dom Nov 10, 2019 8:49 pm

    Peta estava tranquilo enquanto vislumbrava todo o ambiente. Não estava surpreso por tudo aquilo por mais que não lhe fosse costumeiro o contato com tamanho luxo e excentricidade. Apenas não era muito de seu interesse.

    Seu rosto era neutro, com seus olhos vermelhos caídos como se sempre em sono e postura tanto que inclinada para frente.

    Olhou o homem que trajava a máscara nos olhos, mas deixou escapar um pequeno sorriso ao ver que alguém ali parecia concordar com ele sobre estética. "De todos os materiais, a carne é a que carrega menos beleza" Pensava sozinho inerte em alguns segundos de introspecção enquanto o mundo real continuava seguir no tempo.

    Olhou para o crânio que falou com o grupo ali presente, mas também não reagira muito... Nem repulsa ou inimizade. Apenas acenou com a cabeça como se declarasse um "tudo bem" em relação a demora. A propósito, Peta não estava exatamente muito perto dos outros do grupo, muito menos a frente deles, ele era o que andava devagar, sempre mais atrás de todos.

    Sorri um pouco com os comentários de Victoriana sobre sua atual aparência, deixando até que aparecesse seus caninos proeminentes implantados. Mas logo o sorriso se escondeu em meio a dúvida do que aquela frase falada pela CEO significava... um enigma talvez? K não sabia, mas também não se esforçara tanto para tentar entender. Ficou ali, observando o resto da conversa.

    - Interessante... Respondeu com um olhar perdido. - Realmente, interessante. Normalmente quando sou contratado, meus empregadores nunca pareceram se interessar por filosofias ou algo parecido sobre a abiologia que nos circunda... Terminou a frase como se não tivesse ponto à chegar nem interlocutor a quem dirigir a frase, apenas um pensamento solto.

    Finalmente olhou para todos ao redor e, com sua voz calma e mansa, falou.

    - Não tenho problemas em me chamarem pelo meu nome, então prazer em conhecê-los, sou Peta... mas as pessoas das ruas me chamam de Dragão Chinês, então eu acabo também respondendo por esse nome meio brega. Pigarreou baixo por causa da sua apresentação que estava saindo maior do que o esperado. Nunca fora bom com a parte das reuniões, pois se tivesse a oportunidade pularia tudo isso para já estar em meio a missão.

    - Sobre os negócios, pressuponho que se me chamou aqui é porque tem algo que precisa queimar... Me dê nomes e valores que o negócio estará fechado.

    Seus olhos quase fechados estavam direcionados à Victoriana, sem nenhum ar de agressividade. Talvez fosse até estranho para os demais o quanto inerte ele aparentava estar.
    Shmul
    Troubleshooter
    Shmul
    Troubleshooter

    Mensagens : 791
    Reputação : 14

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Shmul em Seg Nov 11, 2019 3:55 pm

    Do momento em que entraram na embarcação menor Zipper não calou a merda da boca – Puta merda, olha essa floresta, que foda! Imagina se um daqueles gorilas "boladões" e "socados" na radiação não salta e nos derruba? Pá! Seriamos conhecidos pela “A Missão mais merda!” – riu e prosseguiu, ainda que ninguém desse bola – Que iate-ilha top! Parece uma bocetona! Não parece uma boceta pra vocês? Não!? Ninguém?

    Assim que o avatar de Victoriana se apresentou, não perdeu a oportunidade de ser tosco e falar asneiras- É um encontro de máscaras? Ainda bem que eu vim preparado – apertou um botão atrás da orelha fazendo com que a balaclava tecnológica cobrisse seu rosto – Pronto!

    - Um Ghoul falando de distribuição de renda através de um avatar no meio de uma embarcação em forma de... vagina, e um gasgter pirofágico super procurado? WOOOW! – grunhiu alto – Não me lembro de ter me drogado antes de sair de casa – agora falava em voz baixa, como que conversando consigo – será que aqueles muffins sintéticos dão algum “barato”? Só sei que essa missão vai ser interessante.
    Lnrd
    Tecnocrata
    Lnrd
    Tecnocrata

    Mensagens : 491
    Reputação : 24

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Lnrd em Sab Nov 16, 2019 6:32 pm

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus 653c8410


    "Ah, o 'Dragão Chinês'", ecoara o casulo em forma de caveira negra. Usava uma entonação que parecia refletir sobre o significado por trás da expressão. "Um símbolo de sorte e boa-venturança. Espero que nos traga alguma... . Ou ao menos acrescente variáveis à contingencialidade universal que nos soem favoráveis".
    - Que o quê? – deixara escapar um confuso Otherjack. No impulso, não pensara duas vezes. Não que fosse fazer muita diferença.

    A resposta viera com um toque de surpresa, contrastante com o que os olhos indicavam:
    - Não acredito em forças misteriosas guiando nossas vidas, que tudo tenha uma razão – Afora o próprio oloide, era agora notável que os papéis sobre os quais ele estivera repousado exibiam uma marca impressa, uma versão 2D do esquema daquele objeto. Era um símbolo não incomum de se encontrar por aí, numa espécie de “modinha new age” – Acredito que tudo é randômico. E acho que há extrema beleza nessa matemática.

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus 653f4e10

    Não mantinha mais a face voltada para o lado do fora, agora voltando ao interior do recinto. Era notável a qualidade dos estabilizadores daquela embarcação, não sendo possível detectar a mínima flutuação. A despeito do balanço do mar.
    - Entenda, não que alguém possa aleatoriamente voar ou desaparecer. É como jogar dados. Ninguém sabe qual será o resultado, mas a expectativa é por números. Se um cai por cima do outro e formam um castelo, isso é surpreendente, raro e inesperado, mas não impossível. Somos acidentes possíveis.

    O pouco de olhar que escapava à máscara de Sétimo denunciava uma expressão desconfiada, de quem não sabia nem se tinha entendido o que fora dito, nem o propósito daquela conversa.

    Indiferente à reação do homem, Victoriana prosseguiu o próprio percurso, voltando a sentar-se no “trono” à frente do grupo.
    - Sim, Peta. Às vezes é preciso queimar para limpar o terreno antes de se construir por cima. Confesso que às vezes também gosto de "queimar" coisas. Mas meu trabalho é mais o de preencher o vazio posterior... . – Voltou a “rir”, apesar de haver algo de incômodo na forma como as caixas de som sintetizavam dela o tom – Mas, de fato, não é desses talentos que preciso agora. Ouvi dizer que você é um hacker promissor, não?

    Àquela altura, todas as presenças da sala acompanharam os comentários de Zipper, ao que Sétimo gargalhou alto. Um surto curto, imediatamente recuperando a compostura envergonhado, titubeando sobre aquilo ser “polido”. A "patroa", por sua vez, não movera um mecanismo daquele telecorpo. “Precaveram-me que você tinha uma personalidade peculiar. Não sabia exatamente o que esperar”. A falta de flexão na musculatura daquele não-rosto tornava difícil discernir se a ricaça aprovava ou não, não que fizesse alguma diferença. Havia convidado ele, de modo que já devia ter calculado o custo-benefício de tal movimento.

    Resolvera continuar a exposição do contrato, por mais que fosse possível crer que não estivesse revelando tudo. Era uma Ghoul.
    - O serviço é simples. Um trabalho de courrier. Pegar algo em A; entregar em B. Não mais. Bem, talvez não seja tão fácil, ou não teria chamado vocês.

    Como se num adiantar a perguntas, acrescentara o motivo de precisar daquela gente.
    - O risco de interceptação é alto, logo não posso simplesmente mandar um entregador. Sendo sincera, mandar um “exército supersoldados” talvez fosse uma opção mais segura, mas toda a atenção seria problemática. Sem ofensas, mas vocês não são tão bons assim e, justo por isso, talvez não levantem tanta suspeita... .

    Foi então, naquele momento, que abriu um compartimento no tórax e de lá, como se tirando o próprio coração, exibiu um discreto pingente.
    - Bem, não trouxe o pacote para cá. Não faria o menor sentido correr o perigo de move-lo nessa direção, quando ele precisa ir na outra.

    Havia, para além da música, a rebentação das ondas reverberando pelo silêncio do espaço aberto. Era uma sinfonia muito distinta do eterno ruminar estático daquela cidade que nunca desligava.
    - Isso é uma chave criptográfica. Às 22h, na cidade, um pequeno pulso será emitido de algum ponto. Só ela será capaz de rastreá-lo. Lá, vocês poderão pegar a encomenda. Devo pedir que não percam ou quebrem isso e... na verdade, caso não seja possível protege-la, destruam-na. O mesmo para a encomenda.
    - Nesse caso, infelizmente, consideraremos a missão como um fracasso – acrescentara o empregado mascarado.

    Os vazios dos olhos do esqueleto miraram na direção de Nico. “Acho que você não é o perfil que vá se meter nalguma briga ou se arriscar por qualquer coisa. É melhor que isso fique com você”. Decidira, assim, quem portaria o objeto – Quanto ao resto, devem agir como seguranças e reforços, resolvendo qualquer problema do caminho. E é melhor que se prepararem porque, caso descobertos, encontrarão resistência.
    - Eu não acompanharei vocês – disse o “secretário” – Apenas estou aqui como contato pra mediar a relação entre a carteira da minha cliente e a conta bancária de vocês. Por falar nisso, terão uma quantia de $5000 para despesas e um veículo esperando nas docas, além do pagamento ao final do serviço.

    “O pagamento”, repetiu Victoriana. “Claro, não poderia esquecer disso. Porém o que ofereço não é exatamente dinheiro. É ‘vida’”. E cncarou a todos, como se aguardando que viessem as perguntas.
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1518
    Reputação : 50
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Nimaru Souske em Sab Nov 16, 2019 10:22 pm

    Ao ouvir aquelas palavras sobre a beleza em um mundo randômico, Peta balança a cabeça em afirmativo, concordando com aquilo dito.

    - Não garanto sorte, apenas êxito. Não falara como uma frase de efeito, mas acabou que saiu como uma. Se envergonhou um pouco. - Bem, ao menos diante de um pagamento prometo fazer o investimento valer a pena. Abre um pequeno sorriso.

    Mas logo toda sua arcada dentária estava a mostra, em um grande e expressivo sorriso ao escutar Victoriana. Queimar era o que ela buscava e queimar era o que ele gostava de fazer. Era a primeira vez ali que K parecia um pouco mais acordado que o usual, tanto que seus olhos pareciam brilhar em um vermelho mais intenso.

    - Eu sou bom, não vendo promessas. Me diga o que é preciso que farei o quanto antes, deixe esse papo de "futuro promissor" pra quando eu não puder mais me orgulhar pelas minhas habilidades atuais. Fala calmo, confiante.

    Em meio aquele diálogo, ouve as palavras de Zipper e não da muita bola... mas nitidamente tinha curtido o tipo aleatório que o cara parecia ser.

    - Entregadores, certo... como obviamente não sou nem discreto, nem o melhor combatente disponível nesse mercado, ficaria grato em saber o que lhe fez pensar que um hacker seria útil para esse job? Tem mais alguma informação entre esse ponto A e B que você sabe e não nos falou? Olhava o pingente fixamente enquanto falava, mas não deu nenhuma intenção de pegá-lo.

    Após algumas explicações, K.Peta já estava satisfeito com os rumos da negociação e não via a hora de sair logo em busca do pacote. Mas ficou surpreso logo com a resposta final: O pagamento.

    - Acho que pela primeira vez o pagamento me interessou mais que a própria missão... só me diga de uma maneira um pouco mais simplificada o que você quer dizer com "vida"? Não creio que seja uma ameaça... Mexia em seus caninos com as pontos dos dedos, como se fosse uma mania antiga, enquanto não parava de encarar a CEO com certo interesse.
    Matusael
    Adepto da Virtualidade
    Matusael
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1688
    Reputação : 88
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh28.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh37.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh47.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Matusael Ontem à(s) 4:06 pm



    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Levy10

    Abriu a porta e a atravessou sem cerimônias. Os dedos cobertos pela grossa luva de couro se entrelaçavam atrás da cabeça, numa postura preguiçosa. Levy estacou quando reparou que a sala estava ocupada com pessoas que ele não conhecia. Observou com cautela cada um, entendendo que estava interrompendo a reunião. Com certeza se tratava do grupo que o acompanharia naquela empreitada.

    - Perdoem a interrupção. Vim apenas avisar que o veículo já está preparado.


    Dito isso, fez um sinal como se pudessem continuar o que estavam fazendo e se posicionou escorado na parede ao lado da porta, aguardando caso fosse necessário. Cruzara os braços na altura do tórax, tentando mostrar uma postura mais respeitosa, mas seu rosto jovial dificultava a tentativa de fazer com que aqueles estranhos o levassem mais a sério do que um garoto poderia ser levado.

    Apesar disso, seu olhar era carregado de vivência, como se os olhos tivessem visto muito mais do que a maioria das pessoas haveriam de ver; isso, sim, era algo notável naquele rapaz.
    Shmul
    Troubleshooter
    Shmul
    Troubleshooter

    Mensagens : 791
    Reputação : 14

    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Shmul Hoje à(s) 9:27 am

    Aquele papo e aquelas pessoas, apesar de ricas e poderosas, não importavam para Zipper. Na verdade ele se imaginava sacando sua escopeta e saltando igual ao Neo do Matrix, atirando em todo mundo naquela sala e traçando uma rota de fuga da embarcação, que segundo ele parecia uma genitália feminina. Isso sim seria “randômico”, pensou ele.

    Sua imaginação foi captada pela imagem 2d do olóide. – Tem uns pirralhos no bairro que tão pichando esse símbolo nas paredes, além do Jefferson Airplane, um cara que cozinhou os próprios miolos com um programa de realidade aumentada que ele tava desenvolvendo. Ele fica rabiscando essa desgraça no próprio corpo e na casa toda igual um fucking zumbi – depois voltou para a cena do Matrix, mas agora enfiava uma bala na porra o olóide aumentando ainda mais a aleatoriedade do universo.

    - Peculiar? Nunca havia sido tão elogiado em minha vida. Assim você me derrete. Eu também amo todos vocês, inclusive você Vampeta – se referia a K. Peta, e falava as frases emendadas nas outras, quase que para não ser entendido.

    - Eu não sei se eu curti esse negocio de “vida”. Da ultima vez que me ofereceram isso eu fui torturado por 3 brutamontes por 1 dia inteiro, mas eu consegui me soltar no final, e depois eu remontei eles. Ficaram uns membros trocados, eu acho, mas sou muito bom com corte e costura.
    Conteúdo patrocinado


    01. O Contrato de Hermes 3Smegistus Empty Re: 01. O Contrato de Hermes 3Smegistus

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Nov 18, 2019 2:05 pm