Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    01 - A Assemblagem

    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 783
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Lnrd em Sab Jan 11, 2020 1:26 am

    01 - A Assemblagem 0_n6zz10


    01 - A Assemblagem Images10


    A CRUZADA INVISÍVEL





    A Aliança Rebelde desferiu o último golpe contra o Império Galático. Não só a nova Estrela da Morte foi destruída, mas o próprio Imperador está morto. Vader, mão direita dele, também sucumbira, não antes de ser redimido pelo filho e último cavaleiro Jedi, Luke Skywalker. Para a maioria absoluta das pessoas, tais detalhes são rumores confusos e distantes.

    Em sistemas mais próximos de rotas e pontos estratégicos, uma coisa parece clara: seja diante dos próprios olhos, seja por notícias, vários planetas se voltaram contra o aparato militar que até então submetia-os a uma obediência cega, sustentada por violência extensiva ou velada. A Nova República se ergue como governo, colocando-se no encalço dos últimos imperialistas.

    Apesar das promessas de esperança, tal mudança por si não parece suficiente para iniciar uma era de utopia. Em vários lugares, principalmente para quem sempre vivera às margens de tudo isso, pouca coisa mudou. Atos de vilania e egoísmo persistem, mesmo nos mais civilizados dos planetas, assim como problemas e disputas locais em diferentes escalas.




    O frio e a desorientação eram intensos, mortais. Tudo breu e hipotermia. Era difícil à mente lembrar que cadeia de eventos havia levado àquela situação insólita.

    Sede. Cansaço. Voltar a pensar e respirar – sem nem entender que havia parado – era um violento coice contra a mente e o corpo. Tremores sacudindo os nervos.

    Uma batida metálica ecoava, incômoda, afastando-se e se aproximando. Que droga estava acontecendo?

    Uma voz automatizada, com a estranha falta de fluência nas palavras de quando um computador lê um texto, irrompeu em meio àquele nada incômodo, o qual só não era equiparável ao fim de tudo justamente porque tudo doía:
    - Não_entrem_em_pânico. Vocês_estão_experienciando_a_doença_de_hibernação.

    Hibernação? Aquilo não era uma capacidade de todas as espécies da galáxia. “Carbonita”, completou a figura.

    Congelados. Mas como?

    Para uns, a última coisa que lembravam eram imagens desconexas de disparos, gritos e coisas do tipo; para outros, nada além de uma sensação de surpresa. Sempre à bordo de alguma nave de pequeno ou médio porte.
    Precisavam entender o que havia acontecido, o que estava acontecendo. Não estar à mercê do que poderia acontecer.
    Assim que os pensamentos voltassem ao lugar.
    - Tenho_que_verificar_o_resto_da_nave. Volto_já. Não_saiam_daqui.

    A criatura, seja lá quem ou o que fosse, afastara-se por definitivo. Mas havia outro ruído estranho. Parecia um animal ferido ganindo, difícil de definir.

    Algum tempo passou até que a vista voltasse a responder. Aos poucos, um ambiente tétrico, metálico, ia surgindo. Era o interior de alguma instalação. Um galpão ou coisa do tipo. E quanto mais os detalhes se tornavam claros, menos a situação parecia fazer sentido: havia carcaças metálicas e ferramentas de todos os tipos, desde as pequenas de mão às grandes, das que estariam numa oficina. Mas o próprio ambiente parecia meio decrépito, como se fosse velho. Uma grande banheira sucateada.

    01 - A Assemblagem Toni-b10

    E havia outros. Todos despertando em igual situação.
    Entre eles, era difícil não perceber a presença de um grande wookiee – o responsável pelos barulhos estranhos que escuravam.

    01 - A Assemblagem 0413


    Quando o estalido de metal contra metal voltou num ritmo crescente, logo puderam notar a aproximação de uma estranha unidade K-2SO.

    Era comum personalizar-se equipamentos como naves e droides, mas aquilo era para além do esperado.

    01 - A Assemblagem 03_t6e10


    - Não_há_mais_ninguém, mas_tem_isso – e virou destrambelhadamente um grande caixote com equipamentos diversos que haviam sido retidos. Cada pessoa logo reconheceu as próprias coisas em meio àquela pilha caótica. – Meu_nome_é_Allph-red.

    Aquela customização, um nome em si... Seja lá a quem pertencera aquela máquina, devia ter depositado alguma consideração a mais nela.
    - Levantem. Vocês_têm_que_me_ajudar_a_sair_daqui.

    Naquele momento, o wookiee alcançara algo em meio às coisas, uma gargantilha que levara ao pescoço, praticamente sumindo em meio ao espeço pelo.
    - Que droga está acontecendo aqui, droide? Que nave é essa? Onde está a minha nave?
    - Piratas. Suas_naves_foram_capturadas_e_desmanchadas. Seríamos_vendidos. Escravos. Mas_eles_fugiram. Devemos_fazer_o_mesmo. Não_tenho_os_registros_da_embarcação_atual.
    - MINHA NAVE?!

    Num surto de ira, ergueu um pedaço de lataria alto e atirou-o à distância, causando um estrondo que ecoou na cabeça de todos, obrigando a própria figura a tapar os ouvidos com as mãos, sentidos ainda sensíveis pelo despertar.
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2795
    Reputação : 3

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por gaijin386 em Sab Jan 11, 2020 1:16 pm

    - Ny shootogawa!  Ny shootogawa! Diz o pequeno jawa envolto em robes para o Wookie grandão e o Allph-red. E ele pensava sobre o valor de um droide customizado no mercado, pois os upgrades eram sempre bem considerados ao comprador certo, mas não era hora de pensar nisso, pois mencionaram piratas que queriam vende-lo como escravo ou coisa pior então ele se recompôs e foi a pilha de coisas buscando o seu material e claro prestando atenção em coisas menores que chamem a atenção. E claro após conseguir o seu equipamento (em especial os que permitem a tradução da fala) ele diz - Não atire! Não atire! Piratas? Escravos? Não... não... não. Jos não é escravo... Jos luta. Ele diz com uma voz obviamente artificial diferente da voz natural de um Jawa e Pega o rifle de sniper precisão blaster (trademark weapon).
    nahna
    Mutante
    nahna
    Mutante

    Mensagens : 569
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por nahna em Seg Jan 13, 2020 1:16 pm




    "- Ootay trek ril...?" - Balbucia, ainda desconexa do seu entorno.
    Jaka olha ao redor, tentando focar os olhos, sem recordar dos últimos acontecimentos, mas logo se reconhece em algum lugar hostil.

    "- Carbonita..." - Pensa alto.
    Embora se alarme ao visualizar o enorme Wookie e o dróide, logo percebe que eles não representam perigo imediato. E haviam outros em estado semelhante ao dela.
    Aparentemente, deveria ajudá-los a sair de onde estão...
    Com alguma dificuldade, ela se levanta e caminha até onde consegue reconhecer alguns dos seus pertences, retomando para si.

    Tapou os ouvidos com o estrondo da peça atirada, ainda desorientada.

    "- Uma nave... Há alguma nave inteira?" - Pergunta para o dróide.






    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 783
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Lnrd em Dom Jan 19, 2020 8:29 pm

    “Não_estou_alocado_nessa_estação, senhora. Não_possuo_tal_resposta_em_meus_circuitos”, respondera a unidade K-2SO, tentando resumir que não fazia parte do “cast” daquela nave e, portanto, não possuía tal tipo de informação.
    - Mas viu alguma coisa útil por aí? Parece que não levaram tudo – concluíra a grande criatura peluda, mostrando o ambiente ao redor –. Talvez ainda haja alguma coisa funcionando, ou que ao menos possa ser consertada.
    - Meu_conhecimento_técnico_na_área_é_limitado. Não_seria_capaz_de_tal_avaliação.

    “Ótimo. Bastante útil”, resmungara em resposta. “Acho que vamos ter que procurar por nós mesmos.

    A figura terminara de recolher as próprias coisas e se recompor. Entre as coisas que pegara para si, não era possível notar um blaster pesado e uma espada, denunciando que era alguém capaz de cuidar de si. Também recolheu, entre outras coisas, um computador de braço. Parecera tentar ligá-lo, mas não tivera sorte. Talvez quebrado. Talvez apenas sem baterias.
    - Meu nome é Drokkoora Gunsantan, capitã do Aurelian Vissel  e... merda! CADÊ MEU COPILOTO?! Oh, não! Oh, não! Oh, não!

    Em desespero, começara a procurar por todas as partes, revirando pilhas e chamando “VISLAK! VISLAK!”. Não obtinha respostas. Até que encontrou um lenço rasgado e deteve-se, pasma.
    - DROIDE... você disse que... que foi vasculhar o resto da nave. Viu... mais alguém?
    - Lamento_informar_que_não.

    Um “não pode ser, não pode ser” passou a ser entoado como uma espécie de mantra por aquela que, agora sabiam, era uma wookiee fêmea.

    De vez em quando, a grande sucata na qual estavam emitia estranhos barulhos, como se a fuselagem sofresse algum tipo de trepidação sacudindo as próprias estruturas. Talvez tivesse passado por uma batalha e estivesse prestes a ruir, partindo-se e jogando todos ali dentro para a morte certa.
    - Temos_que_nos_apressar_e_sair_daqui – insistira o droide.
    - E qual a parte de que precisamos de uma nave pra isso você não entendeu, lata velha?! Pretende sair andando?
    - Sim.

    Era impossível saber se o temperamento de Drokkoora era naturalmente tempestuoso ou se apenas passava por um momento difícil após sair de um terrível congelamento apenas para saber que havia sido sequestrada, que perdera sua nave e que quem a acompanhava era agora possivelmente um cadáver. Mas ela pareceu avançar na direção de Allph-red como se disposta a parti-lo e pedaços pela falta de consideração com quem era de carne e osso, e não uma máquina imune a ambientes hostis como o espaço.

    Mas então deteve-se, refreando aquele instinto assassino. “Vamos. Vamos vascular as coisas. Temos que achar algum veículo. Alguma coisa tem que ter sobrado”.
    Deathstroke
    Neófito
    Deathstroke
    Neófito

    Mensagens : 15
    Reputação : 0

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Deathstroke em Dom Jan 19, 2020 11:07 pm

    (Desculpe por só mandar a primeira ação agora. Ando um pouco ocupado)

    Recupero todos os meus itens na pilha no chão, fitando logo em seguida a nave e as outras pessoas. Percebo que o local se trata de um ferro-velho de naves, praticamente. Deduzo que seja possível consertar alguma com diversas peças para que possamos fugir daqui, mas ainda não compartilho este pensamento. Não sei a natureza das pessoas ao meu redor. Talvez possam passar a perna em mim a qualquer momento, afinal, fui sequestrado, aparentemente.

    - Tenho uma série de perguntas a fazer - Inicio a frase, falando em Básico - Onde estamos? Por que estamos aqui? Que tipo de nave é essa? Onde está a minha nave? Por que estamos sendo atacados? Exijo respostas imediatamente, e assim, talvez eu consiga ajudá-los de alguma forma.
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2795
    Reputação : 3

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por gaijin386 em Seg Jan 20, 2020 12:48 pm

    O pequeno Jawa procura na pilha de sucatas algo útil para si tal qual por exemplo o rastreador de alguma nave e bem se tiver sorte algo valioso. Já que estava sob tiros e as situação aparentava estar sob "controle".
    nahna
    Mutante
    nahna
    Mutante

    Mensagens : 569
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por nahna em Qua Jan 22, 2020 4:04 pm




    "- oh, schutta!!" - Reclama, ao reestabelecer seus sentidos, e ter maior ciência da situação em que estavam.

    Prontamente dá um pulo de onde estava, correndo pelo hangar, entre as grandes sucatas... procura uma nave qualquer que não pareça depenada o suficiente.
    Qualquer coisa que a tirasse daquela futura tumba espacial. Ela passa correndo, batendo nos motores, tentando ouvir o Eco da falta de peças.






    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 783
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Lnrd em Sex Jan 24, 2020 9:32 pm

    "Allph-red" vira-se na direção daquele “humano de pele azulada”, encarando-o por longos instantes, até afastar-se soltando uma resposta no ar: "Não_temos_tempo_para_isso”.

    Drokkoora, por outro lado, respondera-o da melhor forma que seu humor lhe permitiu naquele momento, sem nunca parar de "escanear" o ambiente ao redor com os olhos, tentando discernir algo útil.
    - Calma, rapaz. Se quer exigir alguma coisa, boa sorte procurando o setor de reclamações da nave. Nós mesmos estamos tão perdidos quanto você, então... .

    “Vamos. Vamos procurar uma forma de sair daqui...”, completou, prosseguindo na busca.

    O exótico Jawa – quantos deles já viram antes soltos pelas estrelas? – a Twi’lek continuavam na tentativa de achar algo que servisse, até que, entre outras latarias totalmente depenadas, um volume em melhores condições cativou-lhes a atenção.

    Percebendo a agitação, a Wookiee correra para o mesmo lado, detendo-se num misto de sentimentos conflitantes.
    - Hah! Sim! Minha nave! Ah não, não, não, não, não! Droga! Minha nave!

    A reação era confusa, mas logo esclareceria as razões para aquilo. Aquela era a Vissel, embarcação que a ela pertencia fazia anos. Ou quase.
    - Mexeram em tudo! TUDO!

    Aparentemente, o veículo passara por um tipo de reforma para se passar por uma nave "zerada". Apesar de – de alguma forma – a estrutura geral da lataria ainda ser reconhecível para a ela, partes inteiras haviam sido substituídas e as várias modificações realizadas, a muito custo, ao longo dos anos, simplesmente removidas. De armas à pintura, nada estava lá e, conforme descobrira em seguira, os próprios circuitos haviam sido totalmente substituídos.

    A capitã sentara no chão, momentaneamente drenada pela constatação.
    - Está... está irreconhecível... irrecuperável... .
    - Ao_menos_parece_quase_nova - manifestara-se o autômato, não se apegando a possíveis valores sentimentais ali atrelados.
    - Tão nova que não foi nem terminada – lamentara –, robô inútil. Não é navegável. Falta tudo nela.

    Não havia painéis e o próprio motor. Era o que estava em melhores condições ali, mas, mesmo assim, impraticável para o grupo.

    Naquele momento, o autômato parecera atraído por uma pilha distante de sucata. Acompanhado pelo som de pisadas metálicas, afastou-se até o local e conectou-se a um terminal. Não demoro muito para terminar sua análise e virar-se para o grupo.
    - Reconheceria_esse_computador_de_bordo_em_qualquer_lugar. Ele_teve_os_arquivos_de_navegação_apagados, mas_possui_um_temperamento_bastante_confiável. Podemos_usá-lo.

    Um “amigo” do K-2SO, provavelmente aquele no qual chegara até lá, estava pronto para o uso. A sugestão que dera era bastante razoável e ninguém em sã consciência se negaria àquilo num momento de necessidade. Mas, por algum motivo, a peluda figura pareceu relutante.
    - Colocar outra central na minha Vissel... . Isso... isso... isso não está certo.

    Como antes, pusera-se a encarar, mudo, a imagens à frente. Se por falta de tato, ou simplesmente impelida pela urgência, a máquina apressou-se em responder aquilo que, por ventura, deveria se passar pela cabeça de todo mundo ali presente.
    - Esqueça_sua_Vissel. Ela_está_morta. E_se_não_fizermos_nada, também_estaremos_em_breve.

    O “monstro” não tinha o que discutir, limitando-se a devolver o encarar. Então levantou-se, concordando.
    - Um motor. Procurem por um motor. Sem ele... .
    - Talvez_na_cidade.

    Drokkoora, que segurava um cano de ferro, deixou-o cair com um estrondo.
    - Cidade? Como assim “cidade”?!
    - A_cidade_lá_fora. Vi_por_uma_escotilha.
    - Está... está dizendo que nós NÃO ESTAMOS NO ESPAÇO?!?!

    O droide permaneceu sem mover uma junta, até decidir responder: “A_dedução_é_correta”.

    Impulsionada pela raiva, saiu pisando forte no chão, caminhando em direção ao que acreditava ser uma rampa de saída.
    Deathstroke
    Neófito
    Deathstroke
    Neófito

    Mensagens : 15
    Reputação : 0

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Deathstroke em Sex Jan 24, 2020 10:16 pm

    - O que estamos esperando? Vamos sair daqui logo - Digo para todos, andando a passos largos até a tal escotilha. Se possível, abro ela. Após isso, ficarei com meu blaster pesado em mãos, atento a qualquer coisa.
    nahna
    Mutante
    nahna
    Mutante

    Mensagens : 569
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por nahna em Sex Jan 24, 2020 10:49 pm




    Ela respira fundo... Todo o desespero em escapar do lugar... e o tempo todo estavam em terra firme?
    Olha com raiva para o dróide.

    "- Lata desmiolada... Porque não avisou?" - Indaga, irritada.

    Jaska corre até a escotilha e dá uma boa olhada para o lado de fora.






    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2795
    Reputação : 3

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por gaijin386 em Sab Jan 25, 2020 12:34 pm

    Depois de pegar o que pode carregar que não fosse seu originalmente o pequeno Jawa também decide olhar pela escotilha para ver onde estava.
    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 783
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Lnrd em Sab Fev 01, 2020 1:50 pm

    01 - A Assemblagem Star-w10

    01 - A Assemblagem F4245710


    A classificação “cidade” era um exagero para o que se apresentava aos olhos do grupo: tratava-se quando muito de um “entreposto”, umas poucas edificações baixas sobre um chão terroso alaranjado em meio a uma paisagem semidesértica e rochosa.

    O céu era uma imensa piscina no mesmo tom, provavelmente pelo efeito da estrela local na atmosfera, e uma imensa nuvem de espirais avermelhados se espalhava em todas as direções, como se uma tempestade de areia corresse alta na atmosfera. “Hummm”, resmungou a capitã, provavelmente preocupada com as condições de voo daquele lugar.

    Ao lado e além do pequeno aglomerado de casebres, era possível ainda notar uma longa faixa que corria até perder-se de vista. Um trilho eletromagnético.

    A uma primeira observada, não era possível identificar nenhum perigo evidente: as raras criaturas ao ar livre seguiam as próprias vidas, indiferentes àqueles recém despertos.
    - Bem, não parece que “seja lá quem foi” que nos sequestrou ainda esteja aqui. Um esquema de roubo e desmonte desses precisa de muita gente e não parece que caberia todo mundo escondido nessas casinhas. Acho que podemos nos dividir pra cobrir mais terreno. O Garoto Azul e o Baixinho vêm comigo. Se você não se importar – disse, dirigindo-se à Twi’lek –, prefiro distância dessa lata por enquanto – e, com isso, começou a andar.
    - Aparentemente_ela_quer_que_nós_sigamos_juntos – processou o droide, falando a Jaska. – Talvez_devêssemos_tentar_daquele_lado.

    “E então”, perguntou ao inusitado Chiss, “qual sua história? Sua gente não é exatamente comum desse lado da galá... ah, desculpe – interrompeu-se após perceber o óbvio –... não sabemos nem onde estamos. Mas, como ia dizendo, vi poucos da sua gente nas minhas viagens. De onde você é?”.

    À frente do trio, uma figura atarracada parecia absorta mexendo nalgum equipamento quase do tamanho dele, até que as orelhas dele se mexeram e vibraram, como se captando algo. Automaticamente, virou-se na direção de quem se aproximava.
    E congelara.

    01 - A Assemblagem 3f3bed10


    Quase como que em resposta, Drokkoora parara e pigarreara, limpando a garganta. Algo parecia incomodá-la. “Humm... bem”, começou a falar aos outros dois.
    - Olha, eu não sou a figura mais simpática que há por aí e coisas pequenas geralmente tem um pouco de aflição de falar comigo. Talvez você – e dissera aquilo indicando Jos – pudesse falar com ele... hum... bem... de “igual pra igual”. Tente descobrir onde estamos e como sair daqui.

    Enquanto isso, na outra ponta do acampado, Allph-red tentava puxar assunto com Jaska.
    - Acho_que_você_não_me_disse_seu_nome. Quero_dizer, se_vocês_vão_me_levar_para_casa, preciso_saber_se_são_confiáveis.

    Saindo de dentro de um casebre, uma figura coberta por roupas de proteção emergira. Entretanto, não avançara, parecendo desconfiada com a presença deles.

    01 - A Assemblagem C4843d10

    - Oh, veja: talvez_aquela_pessoa_possa_nos_ajudar. Com_licença...
    - Não, não, NÃO! Por favor! Nós não temos nada a ver com Tulsa! Por favor, NÃO NOS MATE! – e prostrara-se no chão, em súplica.
    - Oh... o_que_eu_faço?! – indagara o autômato à companheira, confundido por aquela reação súbita e exagerada.
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2795
    Reputação : 3

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por gaijin386 em Sab Fev 01, 2020 8:55 pm

    @Lnrd escreveu:Quase como que em resposta, Drokkoora parara e pigarreara, limpando a garganta. Algo parecia incomodá-la. “Humm... bem”, começou a falar aos outros dois.
    - Olha, eu não sou a figura mais simpática que há por aí e coisas pequenas geralmente tem um pouco de aflição de falar comigo. Talvez você – e dissera aquilo indicando Jos – pudesse falar com ele... hum... bem... de “igual pra igual”. Tente descobrir onde estamos e como sair daqui.


    O pequeno Jawa não expressa reação visível já que seu rosto é coberto pelo capuz, mas obviamente pensava só porque sou pequeno significa que virei embaixador dos baixos? Seja como for ele se aproximou e falou com auxilio de sua caixa de voz.

    - Err.... Eu sou Jos D'naqa e estamos perdidos. Por um acaso saberia dizer onde estamos? Traduzido para básico pela caixa de voz.
    nahna
    Mutante
    nahna
    Mutante

    Mensagens : 569
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por nahna em Seg Fev 03, 2020 2:53 am




    Estavam no meio do nada... cerrou os punhos de raiva.
    Não tinha qualquer lembrança de como tinha acabado naquela sucata imprestável no meio do nada.
    Tinha sido capturada? Como? Seria vendida como escrava? Onde estavam os captores?

    Suspirou, se controlando.

    Olhou a wookie falando com ela... ir com o maldito droide... que maravilha. Não era louca de contrariar uma wookie desconhecida, contudo.

    "- Tudo bem... perfeito!" - Respondeu revirando os olhos.
    "- Muito bem observado! Acho que talvez você tenha razão!" - Respondeu ao dróide, que gostava de colocações óbvias.
    "- Venha, cabeça-de-lata... Tente não tropeçar." - Disse ela, seguindo pelo caminho sugerido por ele.

    Virou-se para allph-red, ao perguntar seu nome.
    "- Eu sou Jaska Saa'var... sou a pessoa mais confiável que você deve encontrar nesse fim de galáxia."
    "- E você? Porque foi abandonado? Mal funcionamento?"


    Finalmente visualizam almas vivas, mas ao serem saudados pelo droide, sua reação foi bastante peculiar.

    "- Ei, Ei!!! Calma!" - Mostrou as mãos, desarmada.
    "- Não viemos fazer-lhes mal algum... Apenas precisamos de ajuda para chegar à algum lugar onde possamos arranjar um transporte..."






    Deathstroke
    Neófito
    Deathstroke
    Neófito

    Mensagens : 15
    Reputação : 0

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Deathstroke em Dom Fev 09, 2020 1:13 am

    “E então”, perguntou ao inusitado Chiss, “qual sua história? Sua gente não é exatamente comum desse lado da galá... ah, desculpe – interrompeu-se após perceber o óbvio –... não sabemos nem onde estamos. Mas, como ia dizendo, vi poucos da sua gente nas minhas viagens. De onde você é?”.

    Fito a Wookie com desconfiança. Sinto como se ela tivesse algum envolvimento com este meu sequestro misterioso. Tento rever os acontecimentos em minha cabeça. Quem sabe forçando minha memória eu me lembre do que aconteceu depois de entrar em minha nave e sair de Lanruilara.

    - Meu nome é Issomas, e até que encontremos um lugar seguro, creio que seja impertinente falar a respeito de minhas expedições galáxia afora.
    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 783
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Lnrd em Dom Fev 09, 2020 2:16 am

    O diminuto morcegoide lançara uma expressão desconfiada, sem certeza se devia ou não confiar naquele estranho. Nunca se sabia de onde a próxima facada viria e aquele lugar não parecia exatamente um ponto turístico recebendo visitas o tempo todo. "Seus guarda-costas?", inquiriu, indicando as duas figuras atrás de Jos. “Chamamos esse lugar de Arnak’Toss. Mas, como pode ver, não passamos de um lugarejo perdido no meio do nada”.
    - De onde vocês vieram? – Prosseguiu, questionando o Jawa, ainda relutante em relação ao grupo – O último trem passou faz dias e não chega ninguém por aqui desde... desde... bem, desde a gangue de Tulsa fugir às pressas”.

    E então, espreitando ainda mais os olhos, perguntou: “Ou vocês são como o homem que encontramos congelado lá atrás?!”

    Aquela localização em si não dizia muito, uma vez que ninguém ali havia escutado aquele nome antes. Mas talvez aquele Chadra-Fan cauteloso tivesse inadvertidamente dado várias pontas que poderiam conduzir a alguma saída.

    Já Drokkoora tinha que lidar com a própria cota de “precaução”.
    - Oookeey! – Respondera ela à recusa do Chiss em falar sobre o passado – Ninguém é obrigado a falar de si, não é mesmo? E, se a sorte estiver ao nosso favor, em pouco tempo não precisaremos mais dividir espaço. Mas como não sei se você é algum tipo de assassino ou fugitivo perigoso... não que eu tenha problemas com quem tem problemas, se é que me entende... mas vou ficar de olho em você. Não quero ser roubada outra vez ou morta. Sem ofensas.

    Noutra parte, a figura estirada ao chão não parecia certa se aquilo era uma armadilha ou não. Talvez assim que levantasse recebesse o golpe de misericórdia, num ato de cruel vilania.
    - ...Tran... transporte? E como chegaram aqui? Não temos nada que possam roubar, eu juro. Tulsa e os comparsas eram os únicos com naves e esse tipo de coisas. Nós... nós nem saímos daqui... . O máximo que vão conseguir é o trem.

    Aquela notícia era boa, de fato. Porém havia um contraponto bastante incômodo. “Mas ele ainda vai demorar dias pra passar por aqui de novo. A não ser que queiram ir andando até o espaço-porto de Garnak’Vess. A pé deve levar... hum... alguns meses”.

    Dentro de uma cabana, sem saber da aproximação daquele grupo um homem repousava, tentando recuperar as próprias energias. Havia sido libertado da prisão em carbonita fazia algum tempo agora, com toda a desorientação e dor fazendo parte do passado. As memórias, entretanto, continuavam confusas. O máximo de que lembrava eram vagas imagens de uma perseguição e, em seguida, o despertar naquele fim de mundo perdido.

    Havia sido alimentado, mas pudera conversar pouco com quem quer que fosse ali. Sabia pouco sobre onde estava, ou sobre como sair daquela situação.
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2795
    Reputação : 3

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por gaijin386 em Seg Fev 10, 2020 2:22 am

    Bem que eu queria que fossem, mas não são meus guarda costas, mas apenas pessoas que estão na mesma situação que eu. Arnak’Toss? Em que planeta fica isso? Bem sendo sincero e respondendo a pergunta estávamos presos por escravagistas que pensavam em vender a gente... Talvez fosse essa gangue que você mencionou... Eles estavam trabalhando para alguém?
    nahna
    Mutante
    nahna
    Mutante

    Mensagens : 569
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por nahna em Seg Fev 10, 2020 10:54 pm




    Suspirou, estudando aquela reação...
    Devia ser um costume, pensou... talvez fossem subjugados ali por algum bando de desordeiros. Possivelmente os seus captores.

    Sorriu.

    "- É... Eu e outros despertamos numa sucata abandonada no meio do nada..."
    "- Onde estamos?"


    Quando ele falou sobre o trem, ela se animou momentaneamente.

    "- Um trem parece bom, heim, cabeça de lata?" - Perguntou para o dróide, retoricamente.

    Mas logo ouviu que ele demoraria a passar novamente... - Chingou baixinho.
    Olhou ao redor pensando em possíveis soluções, irritada.






    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 783
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Lnrd em Ter Fev 18, 2020 4:11 am

    O “morcego” levou as pequenas mãos à boca, espantado com a fala do Jawa. Escravos!
    - Foi o que imaginei... . Então deixaram alguns pra trás na pressa. Olha, entre nós: fujam daqui ao mais rápido possível. Esse lugar vai virar uma zona de guerra.

    Como alguém pronto a “fofocar” com desconhecidos, tentara explicar, tropeçando na própria agitação – e era difícil discernir entre exagero e real perigo –, que Tulsa liderava um desmanche de naves, a Espada Ferrugem. Era uma perigosa gangue que chegara àquela “cidade” após um destroier ter “naufragado” próximo à ferrovia. Depois de tirarem todas as partes eletrônicas e boa dose da lataria do gigante, intensificaram a recepção de naves roubadas de outra organização, a Telon Muzk. Entretanto, a parceria acabara em confusão e uma caçada estava em curso. Quanto a eles, meros habitantes do fim do mundo, sobreviviam de fornecer serviços de cozinha e outros suportes aos bandidos, não sendo eles próprios escravos – estes eram para a venda, não para serem “gastos” naquele buraco.

    Além, ele e o resto da reduzida população não tinham outro lugar para ir. Apenas continuavam seguindo o ritmo dos dias enquanto aguardavam a chegada da outra organização, agarrados à esperança de que talvez fossem poupados. “Bem, em que planeta, você pergunta... Vocês estão realmente perdidos, não? Aqui é Maak II. Nas ‘Regiões Desconhecidas’, como dizem por aí”.

    Aquilo era uma notícia péssima. Sendo uma grande área da galáxia conhecida por todo o tipo de anomalias e outros perigos, a chance de encontrarem uma rota de transporte comercial interplanetária era zero. E teriam de oferecer muito para convencerem alguma “carona” a tirá-los de lá.

    Uma história parecida fora explanada pelo mascarado à outra dupla, com um adendo: o droide parecia saber daquela situação, complementando aqui e ali com alguma informação. “Na_realidade, trata-se_de_uma_guerra_de_piratas. Está_acontecendo_por_toda_a_parte”. Talvez aquele fosse o motivo de estar tão apressado em voltar para casa.

    Estavam todos no meio da linha de tiro.
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco
    Christiano Keller
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2458
    Reputação : 107
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Christiano Keller em Ter Fev 18, 2020 7:20 pm

    Chris,

    Ainda acordando da situação em que estava, Chris não podia deixar de ouvir a história complicada em que havia se metido. Agora todos eram um bando de escravos que precisavam deixar aquele local.
    - Ei, vou com vocês, ficar aqui não parece ser saudável para nós. Como damos o fora daqui? Pegamos o trem em movimento? Chris não tinha cara de um habitante local e nem queria ser um deles para o resto da vida. Uma opção de ir para outro lugar era tudo que precisava.
    Ao levantar e estivar os músculos sentia o quanto ficou travado. Não poderia mais esperar, uma linha de tiro de um combate entre piratas é sempre um problema. Pessoas vão morrer então é melhor sair da área logo.

    - Meu nome é Chris, qual o de vocês? Agradeço a ajuda de todos. Chris tentava ser carismático com as pessoas presentes.
    Conteúdo patrocinado


    01 - A Assemblagem Empty Re: 01 - A Assemblagem

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Abr 09, 2020 10:15 pm