Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Jornada Através da Noite

    Jim Jones
    Tecnocrata
    Jim Jones
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 7

    Jornada Através da Noite - Página 2 Empty Re: Jornada Através da Noite

    Mensagem por Jim Jones em Sab Mar 14, 2020 3:23 am

    O ambiente não era nada do que eu costumava frequentar. Estava deslocado, tanto em vestimenta como em postura naquele lugar, fazia anos que eu não ia a uma chopada. Não estava muito cheia, mas estava cheia o suficiente, tento me inteirar mais  com o ambiente, abre uns botoes da camisa, pego um copo com alguma coisa, não importava o que, não iria beber mesmo, só pra fazer uma cena.

    - Disciplina? Uma especie de instinto? Não sei muito bem, mas se veio junto com o resto, talvez consiga já usar ... - a frase sai quase como um pensamento em voz alta. Fico pensando o que ao certo seriam essas disciplinas.

    Ezra parecia saber sobre também. claramente estava inserido nessa sociedade a mais tempo que eu. - Sim, acho que podemos dispersar, nós somos um grupo bem destoante hehe...- Começo a caminhar pelo ambiente, parecia ter bastante gente aqui, de todos os tipos, começo a procurar se havia alguém  mais velho entre os estudantes, ou alguém que parecesse deslocado dessa realidade mais jovem. Dou atenção ao que estava tocando, quem sabe reconheço a musica.

    off: Teria como usar as disciplinas instintivamente? Ou precisaria passar por um treino?
    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 774
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Jornada Através da Noite - Página 2 Empty Re: Jornada Através da Noite

    Mensagem por Lnrd em Seg Mar 23, 2020 2:25 am

    Uma pequena fusão de sons e a música qualquer que tocava morria, cedendo espaço a uma nova batida, cíclica e urbana como um mantra moderno.
    Era próximo a corações em pânico, fúria ou excitação.
    E acelerava cada vez mais.

    Poderia até ser do gosto de Hugo, mas seria uma surpresa, julgando-se pelo exterior dele.

    Mas que, por exemplo, chutaria que sob aquela pele vivia uma fera, um potencial assassino?

    Ao menos até onde os olhos varriam, não encontrara quem lhe chamasse particularmente a atenção. Um restaurante sem “maitre” para recomendar a especialidade da casa.

    A esperança era que ao menos os pratos ali fossem mais saborosos que as bolsas de sangue de Gábor.

    Entretanto, e antes que assim o percebesse, havia sido “notado”. Talvez mais que isso. Ventrue eram conhecidos por uma “presença” marcante, o sangue de leões e reis que se manifestava com força, principalmente em noites de caça.
    O desafio fervia-lhes as veias.
    - Você não tem cara de quem sairia de casa pra beber essa porcaria que a galera chama de “vinho”, né?” – questionara uma cara estranha, com um rosto jovem e quase imberbe que mal parecia ter 18 anos, mas vestindo-se de forma “distinta” e “minimalista”. O efeito era quase cômico, tal como uma criança tentando passar por um adulto bem sucedido e “antenado”. Era mais um “cosplay” de clientes com os quais o empresário já esbarrara. Uns na forma de tubarões do mercado. Outros, mero bufões golpistas tentando alguma charlatanice.
    - O povo aqui só sabe dessas bobagens hippies. Você tem alguma coisa? Quer alguma coisa? Podemos trocar... .

    Algo na expressão dele deixava óbvio do que se tratava a negociação: drogas. Mas o interesse parecia ser em coisas “da elite”, produtos finos. Quanto mais forte, melhor – nada “relaxante”, só “estimulante”.

    Ezra também parecia não estar com sorte em topar com algo que sintonizasse com ele. Mas, por sorte ou azar, o albinismo dele era uma característica bastante marcante.
    - Cara, que curso você faz? – perguntara alguém muito naturalmente a ele, indiscrição certamente incentivada pela bebida e pela falta de noção. O vampiro parecia deslocado sim, mas ainda assim facilmente passando por um estudante de algum curso “menos mainstream”.

    A pergunta vinha de um rapaz da mesma faixa etária dele que, ao contrário, era “genérico” ao ponto de soar pouco acostumado a gente “diferente”. Aquilo era a própria matéria prima da Máscara, um fruto da normalidade cuja mente jamais admitiria o absurdo que se escondia por detrás do véu da escuridão mesmo se o encarasse de frente.

    Letícia não precisara procurar muito. Na verdade, até parecera que, ao contrário, procuravam por ela. Não por acaso: era uma Toreador.

    Um rapaz de rosto esnobe se aproximara, com um olhar estranho, frio e analítico. “Julgava-a”.
    - Atriz? Cantora? Você tem um carisma diferente e eu não sei direito o que é... – havia algo de pedante na maneira como falava, do tipo que se deixasse, falaria por horas em ouvir nada em retorno.

    O tipo que, depois de algum tempo, pedia para ter o pescoço torcido e o corpo queimado numa vala.
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu
    gaijin386
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2785
    Reputação : 3

    Jornada Através da Noite - Página 2 Empty Re: Jornada Através da Noite

    Mensagem por gaijin386 em Seg Mar 23, 2020 7:51 pm

    Não importa o tamanho de seu poder, mas sim o que você faz com ele.

    Platão



    Ezra decidiu ser prático e bem contou em termos acadêmicos sua área de atuação - História com ênfase em medievalismo e interesses arqueológicos. E você? Diz pegando mais cerveja e bem oferece ao outro e bem vai vendo o quão bêbado está o colega.
    Jim Jones
    Tecnocrata
    Jim Jones
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 7

    Jornada Através da Noite - Página 2 Empty Re: Jornada Através da Noite

    Mensagem por Jim Jones em Sex Mar 27, 2020 4:00 am

    A musica me irritava um pouco, não sei por que a achava repetitiva, cada vez mais acelerava, cada vez mais  me irritava, resolvo ignorar ela por enquanto, quando vejo que sou notado.

    - Realmente... Não vim aqui pela bebida, ou pela. Vim encontrar uns amigos.- resolvo levar a figura a sério por enquanto, pelo visto tinha conseguido minha primeira presa.- Se eu tenho algo? Talvez, por que a gente não vai num lugar menos amontoado, mais particular. Não posso ser visto... você sabe.-Faço um gesto mexendo no nariz como se estivesse o limpando.-Eai? Tem algum lugar mais quieto aqui?
    Conteúdo patrocinado


    Jornada Através da Noite - Página 2 Empty Re: Jornada Através da Noite

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Abr 01, 2020 4:32 am