Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Alta Miridia (Capitulo 1)

    Compartilhe
    Charles Darren
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 905
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Charles Darren em Ter Out 14, 2014 4:24 pm

    Lelouch ficou apenas parado enquanto olhava para o homem, ele lhe entregara um bilhete com algumas palavras escritas. Lelouch sem pensar duas vezes rasga e joga no chão. Quando a mulher pergunta a respeito daquilo ele apenas responde"-Idiotices religiosas, esse povo deve acreditar que os deuses vão salva-los ou algo assim.-" Saiu andando calmamente na direção do carro e então fala ao homem que estava no veículo"- Poderia me deixar numa taverna próxima ?-".
    Letarius
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 52
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Letarius em Seg Out 20, 2014 1:18 am

    [Droga atrasei por 1 hora, maldito horário de verão XD]

    *O grupo retorna ao carro e todos com exceção de Lelouch decidem retornar a sua nova residência.*

    [Anderson & Edu]

    *Vocês são levados a um prédio luxuoso na zona alta da cidade, havia um carro bonito para poderem dirigir na vizinhança sem chamar atenção, mais o motorista deixa o carro de combate e as chaves para vocês. O prédio que vocês estão agora é recente e por isso quase não tem nenhum inquilino de verdade, embora muitos apartamentos tenham dono, muitos deles são convidados da cidade ou pessoas que a visitam para assuntos políticos, sinal que o governador queria que vocês também ficassem de olho nesses tipos, ou talvez optou por deixa-lo ai apenas pela quantidade de vagas livres, ainda havia pelo menos 1/3 do prédio sem ocupação, deixando o prédio quase como uma construção fantasma, pela falta de atividade nela. O apartamento dos 3 fica nos andares mais altos um deles na cobertura, mais quem ficaria com ele deveria ser decidido pelo grupo em si. Como prometido, os apartamentos estão totalmente mobiliados, havia já um considerável pagamento sobre a mesa da cobertura, local onde foram levados primeiro pelo motorista, uma recompensa em torno de 1000000 de notas comuns, o dinheiro mais utilizado por aventureiros em cidades grande, ela é equivalente em valor a uma moeda de ouro, mais infelizmente ela não é aceita em locais dos granfinos e almofadinhas como dizem a maioria dos aventureiros. Ainda sim a sua troca por notas da cidade é praticamente equivalente, sem muito prejuízo, a nota comum também é mais fácil de trocar em centros "não legais", como mercados negros, onde a nota de uma cidade não tem grande valor para os mercadores. A geladeira dos apartamentos estão cheias de diversidades, que vão das comidas mais tipicas e fáceis de preparar do ocidente como algumas iguarias do oriente. O apartamento agora era de vocês para fazerem o que quisessem deles. Sintam-se a vontade!*

    [Charles]

    *Como pedido o motorista o deixa num bar, ele opta por um bar mais voltado aos aventureiros que um bar fino e por isso o deixa na cidade média, com um telefone para contata-lo caso queira voltar de carro, o bar que você é deixado é chamado de "Bar Sopro do Dragão", entrando o bar tem um ar amistoso e confortável, olhando em volta parece que ele foi feito para aventureiros da antiga, chão e paredes são cobertas por madeira, as mesas e cadeiras são efetivamente feitas de madeira de lei com design dos velhos tempos de cavaleiros e dragões, havia um grande crânio de dragão na parede encima da mesinha do bar, mesas espalhadas com grupos de óbvios aventureiros sentados discutindo suas aventuras e conquistas. Uma lareira com fogo alto num canto da sala deixando tudo  ainda mais parecido com os velhos tempos das lendas. Quando você entra percebe que havia alguns dos aventureiros da muralha, um deles ergue uma caneca de aspecto antigo e salta sua chegada.*

    -Esse é o cara que derrubou o gigante verde na muralha!!! Três vivas pra eles pra ele!

    *O povo do bar grita e alegria e o dono do bar o chama-o para a mesinha e lhe oferece algumas bebidas de graça, uma jovem se aproxima de você e parece interessada em vocês.*

    [fiquem a vontade pra interpretar por hora, quando ficarem satisfeitos de explorar a cidade vamos pular alguns dias pra segunda parte da história]
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6816
    Reputação : 62

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Edu em Qua Out 22, 2014 11:44 am

    Reiko salto do carro parando bem em frente ao apartamento de luxo. Levantou a cabeça e olhou o predio. Nada mal na sua visão. Era um belo começo pra quem tava tentando se livrar do pai criminoso.

    Andou até o saguão de entrada e entrou no elevador. Chegando aos últimos andares ela abriu a primeira porta de um dos apartamentos reservados a eles. Com um sorriso no rosto ela correu e se jogou no sofá. Tirou as botas e se espreguiçou falando em voz alta:

    - Ãhhhhh! Colhendo os frutos do trabalho!

    Tirou as meias e as jogou no chão, depois a camisa social jogando no mesmo destino tambem e por ultimo o colã preto. Ficou só de calcinha e sutiã. Obviamente já tinha trancado a porta do seu apartamento quando entrou. Correu pro banheiro pois iria tomar um banho de banheira! Ela riu pra si mesma ao pensar em banho de banheira.
    Charles Darren
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 905
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Charles Darren em Seg Out 27, 2014 4:05 am

    Lelouch adentrou o bar, de inicio ele pensou que fosse algo mais humilde mais pelo visto bar era um estabelecimento para pessoas que possuíam bastante dinheiro, a decoração chamou bastante sua atenção mais a todo o tempo pensou no dinheiro que gastaria ali.

    Ele ficou constrangido com as pessoas o elogiando não era aquilo que ele queria, ele desejava uma vida mais tranquila é humilde. Se sentou a mesa. Mesmo com as bebidas que o homem ofereceu de graça ele apenas tomou apenas um copo. Quando a garota se aproximou interessada ele puxou uma de suas espadas e apontou para ela, sorrindo ele falou "-Dá o fora, se quiser pode tentar outro dia ou esperar na minha casa, mais agora preciso trabalhar".

    Chamou o dono do bar para perto dele, ele não queria que todos ouvissem o que ele falava"- Onde posso conseguir um serviço ilegal, você sabe assassinato, sabotagem, assalto e etc..."

    anderson
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2907
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por anderson em Seg Out 27, 2014 9:57 am

    Blöodgarm'indel deixa Nuschlorusjhadres seguindo-o pelo ar. Queria experimentar um automóvel pela primeira vez. Nada melhor que voar. O motor da coisa era mais silencioso, porém o barulho era completamente monótono. Não havia vida. Outra coisa que o incomodou foi os assentos. Eram confortáveis, mas frios. Nada parecido aos músculos da bacia do seu Dragão. Era esquisito. Se quisesse ar tinha que abrir uma janela. No todo o Elfo não gostou da experiência, mas esta modalidade não cansava seu familiar.

    No carro observou a mulher humana. Queria conversar, mas não sabia como começar. Ele faz diversos cálculos matemáticos para socializar com a humana, sem sucesso. Quando fazia isso começava a divagar e tecer teorias sobre o universo, o cosmos e outras coisas mais. Gente com a sua envergadura intelectual era assim. Sua mente trabalhava mais rápido que o normal e focar-se numa tarefa social era impossível. Quando estava num meio de um algoritmo que lhe concedia uma palavra para iniciar a conversa passível de cinco respostas antecipadas, o carro parou e chegaram ao prédio.

    Por motivos óbvios ficara com a cobertura. Tinha um familiar voador que quebraria tudo nos andares inferiores. Ele entra e observa tudo. O melhor para o padrão humano. Esbanjar era a palavra que eles mais gostavam. Ele senta no chão sobre um tapete e Nuschlorusjhadres vem até ele. Ambos começam a dissertar sobre o ocorrido esperando observar algum detalhe que passara despercebido.

    Uma coisa os incomoda, A luta parecera despropositada, mas aquelas criaturas estavam longe de normais investidas do mundo aberrante contra o mundo civilizado. Alguém orquestrou o ataque. Quem?
    Letarius
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 52
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Letarius em Qui Out 30, 2014 4:19 pm

    [Charles]

    *A mulher se afasta e parece comentar algo com uma outra mulher, você só pode imaginar que ela esta ofendendo sua masculinidade, mais a festividades e o som das pessoas gritando e dos músicos tocando abafa qualquer tentativa de ouvir o cochicho. Por sua vez o barman coloca a mão embaixo do balcão, você ouve o leve som de madeira batendo uma na outra e em seguida ele passa discretamente um fichário sobre o balção sem olhar para ele e em seguida se afasta sem dizer nada. Dentro do fichário havia alguns "pedidos especiais" e uma caneta, uma única instrução havia no interior da capa do fichário que era "assine com X", sinal que você deveria assinar com um X e muitos dos pedidos ali eram pedidos por pessoas usando nomes como Sr. XXX ou Miss. YYY.*

    Disponíveis


    *Um fazendeiro de nome Rufus Albadia sabe demais, preciso que ele e sua família sejam silenciados permanentemente.
    Pagamento: 500 Notas Comuns

    *Gangue de Zoantropos tem tornado minha vida complicada, afaste os "Presas Sangrentas" da Rua Elm.
    Pagamento: 1000 Notas Comuns

    *Filho rebelde de politico conservador codinome "Tarius" deseja tornar-se um Zoantropo ajude-o a causar essa humilhação a seu respeitável pai.
    Pagamento: 100 Notas Comuns

    *Cientista do laboratório de alquimia da cidade esta para receber partes de um monstro imenso morto recentemente na muralha, intercepte o carregamento e deixe na porta do galpão abandonado 45 da Zona Baixa.
    Pagamento: 1500 Notas Comuns

    *Protótipo de androide fugiu de controle e preciso que o caso não chegue aos ouvidos dos políticos conservadores, encontre-o e detenha-o, da forma que for necessária!
    Pagamento: 800 Notas Comuns

    (só é possível escolher uma dessas missões!)

    [Anderson e Edu]

    Reiko não deu muita bola para o ocorrido e se pós a relaxar e aproveitar os luxos do trabalho bem feito, a cidade foi protegida, os muros ficaram de pé e ouve quase nenhuma casualidade. Acima de tudo estava cada vez mais distante de seu pai.

    Por outro lado Blöodgarm'indel via-se mais incomodado com o ocorrido, talvez por ser inteligente demais ou preocupado. Sua mente a principio está ainda distraída com os últimos eventos mais logo ele começa a olhar o ocorrido de outra forma, o ataque dos monstros a principio estava muito bem orquestrado ainda sim com uma falta de proposito, ele não perde tempo em imaginar que aquele ataque foi planejado por alguém, mais quem é a resposta que ele realmente deseja alcançar! Infelizmente para ele não existem muitas pistas que ele possa seguir apenas usando sua memória e o que viu no campo de batalha, ele precisaria de alguma coisa a mais para começar a entender o que estava ocorrendo, mais a noite chegava e a sombras cobrem a cidade por poucos instantes antes das luzes automáticas a iluminarem novamente, para o elfo mal acostumado com a cidade grande especialmente aos "exageros" da cidade alta, aquilo seria uma obvia novidade, a cidade parecia tão clara quanto de manhã e muito mais claro do que durante a tarde! Luzes com imagens sendo formadas, grandes letreiros luminosos, objetos voadores deslizando lentamente pelo ar também carregando luzes com propagandas e informações diversas, lá embaixo carros correndo de um lado para outros como formigas seguindo seu caminho de volta ao formigueiros após um dia de trabalho duro. O mundo dos humanos era algo curioso.

    O telefone toca quebrando tanto o relaxar de Reiko quanto a meditação de Blöodgarm'indel, parecia que era o governador de acordo com o nome que havia no telefone, Reiko sabia que esse telefone é um dos que permite vídeo conferencia, usando magias ilusórias e de adivinhação, um aparelho raro e muito caro!

    [imaginando que você atendam! como diz o bom senso.]

    *A imagem de corpo inteiro de forma semi-transparente aparece diante de vocês.*

    Governador - Ouvi dizer que vocês foram imprescindíveis para a defesa da muralha hoje, como eu esperava e acreditava. Primeiramente quero agradecer e parabenizar vocês pelo trabalho bem feito! Eu realmente estou satisfeito com o desempenho de vocês. Em seguida a parte burocrática eu preciso que vocês me passem o que vocês viram na muralha, de acordo com as leis que temos eu não tenho influência para interferir diretamente com os assuntos da muralha e preciso saber como os soldados estão trabalhando e com quais armamentos eles tem para repelir ameaças que vão a seu encontro. Se puderem me dar um leve ideia de como a situação da muralha está eu ficaria muito agradecido.
    anderson
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2907
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por anderson em Sex Out 31, 2014 10:46 am

    O telefone toca e mais uma coisa estranha ao Elfo se revela naquele mar de novidades. Blöodgarm'indel, depois de algum tempo, consegue atender ao chamado do estranho objeto. Aparece a imagem do governador e o elfo intui a magia por trás do equipamento. Interessante.

    Maquinalmente o elfo relata tudo que ele se lembrava nos mínimos detalhes. Passando pela ação que cada um tomara, os ataques oriundos da muralha e sua óbvia inutilidade, as pessoas que participaram, o pseudo-sacerdote e a experiência astral. Usava a memória compartilhada entre ele e Nuschlorusjhadres para detalhar o melhor possível. Essa era uma interatividade simples que não envolvia qualquer habilidade social, o que deixava o elfo o mais confortável possível.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6816
    Reputação : 62

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Edu em Sex Out 31, 2014 5:19 pm

    Depois que Reiko tirou a calcinha e o sutiã. Ela entrou na banheira e relaxou completamente. Apoiou os braços e os cotovelos nas bordas da banheira junto com a cabeça. Fechou os olhos e dormiu por um tempo. Pareceu que tinha sido um tempão, mas na verdade foram apenas alguns minutos.

    Terminou o banho e se enroscou na toalha. Será que tinha um lavanderia naquele prédio? Tinha que botar pra lavar aquelas roupas dela não as usaria de volta sem estarem limpas. Andou até a sala recolhendo as peças de roupa largadas no chão. Amontoou elas todas num canto do sofá. Bem, com certeza deveria ter uma maquina de lavar ali no seu apartamento.

    Abriu a sua mochila e vestiu-se com os trajes que estavam ali. Uma calça jeans e camisetas. Quanto terminou o telefone tocou. Reiko ainda estava secando os cabelos quando a imagem do governador apareceu. Com uma expressão de surpresa a maga saudou o homem e ouvi o que tinha a dizer:

    - Hm... Obrigado. Não eram criaturas tão ameaçadoras assim e... sim a situação do soldados na muralha é ruim. Armas e equipamentos não são da melhor qualidade, além disso muitos dos soldados são jovens que parecem não ter tido um treinamento digno e muito menos alguma experiencia. Pra um setor tão vital da proteção da cidade, ele parece estar bastante sucateado - Afirmou Reiko sem qualquer papa na língua.
    Charles Darren
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 905
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Charles Darren em Sab Nov 01, 2014 6:35 am

    Lelouch ficou apático quanto ao fato das mulheres falaram dele, ele não ligava para o que as pessoas falavam, foi assim que foi criado em sua vila, como um homem de verdade.

    As propostas de trabalho o interessou bastante, principalmente a que relacionava o laboratório, ele pensou nas palavras do governador relacionado a isto, era a chance de matar dois coelhos com um golpe. Assinou seu nome como Sr. XXXXX e passou um traço na seguinte frase "
    *Cientista do laboratório de alquimia da cidade esta para receber partes de um monstro imenso morto recentemente na muralha, intercepte o carregamento e deixe na porta do galpão abandonado 45 da Zona Baixa." Entregou o caderno ao gerente da taverna, e saiu silenciosamente pela porta. Ele procuraria agora o carregamento que teria que interceptar.
    Letarius
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 52
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Letarius em Qua Nov 05, 2014 8:46 pm

    [Edu e Anderson]

    -Imaginava que a situação estivesse ruim, mais não tanto, tentarei mandar as informações que vocês adquiriram para o Presidente e o conselho, talvez com o ataque de hoje eles percebam a importância da muralha... vejo que Lelouch não se encontra com vocês, imagino que ele esteja festejando a vitória pela cidade, gostaria que enviassem a ele meus agradecimentos. Antes de desligar gostariam de fazer qualquer pergunta? Uma vez que nosso último encontro foi interrompido.

    -------------------------

    [Lelouch]

    *Você sai do bar e encontra-se diante do cão teleportador do Governador. Ele estava tão quieto desde a muralha que você mal se lembra dele após o inicio do combate. O animal late em sua direção, não como um sinal de agressividade e sim como um chamado. Mais sem falar nada você não tinha como entender o que aquele animal queria com você. De qualquer forma um homem de sobretudo se aproxima de você, deixa uma pasta cair e segue seu caminho, na pasta de papel havia escrito "para: Sr. XXXXX", nela havia a localização do laboratório e o caminho que o carregamento estava seguindo, aparentemente optaram por usar os trens anões para carregar o máximo de corpos em suas caçambas normalmente destinada a minérios. Ele passaria na estação próxima a menos de 5 minutos de caminhada, porém, não seria provável que ele fosse parar, afinal estava carregado de cadáveres. A partir da estação mais próxima o trem iria passar por outras 3 estações antes de chegar ao laboratório.*
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6816
    Reputação : 62

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Edu em Sab Nov 08, 2014 4:13 am

    - Não senhor, não tenho nenhuma duvida. Poder desligar se quiser - Responde Reiko com um sorriso no rosto.
    anderson
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2907
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por anderson em Sab Nov 08, 2014 9:13 am

    O Elfo também não se opõe a interrupção da conversa. Ainda não tinha comido e sabia que Nuschlorusjhadres tendia a ficar tenso ao pular uma ou duas refeições. Era um Dragão em fase de crescimento, afinal.
    Charles Darren
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 905
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Charles Darren em Dom Nov 09, 2014 10:33 pm

    Lelouch saiu do bar e deu de cara com o "cão teleportador" de todos que já tinha visto ele era o que ele menos esperava encontrar. Ele começou a latir, Lelouch pensou que talvez fosse o governador estivesse ali próximo. Quando observou um homem se aproximar ele segurou sua espada esperando que algo acontecesse, mas ao ver apenas ele derrubar uma pasta ele ficou confuso.

    Ele abriu a pasta é então entendeu que era a respeito do trabalho, eles aparentavam trabalhar rápido. Passou a mão na cabeça do cachorro e começou a correr ele esperava que o cachorro o guiasse até a estação, caso não fizesse, ele apenas continuaria a correr até chegar ao seu destino.
    Letarius
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 52
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Letarius em Dom Nov 16, 2014 12:10 am

    [Não, eu não estou atrasado com a postagem, eu fiquei sem Internet mesmo e o pouco que tive, usei para manter a frequência de postagens do meu blog, eu só lamento não ter conseguido mandar a mensagem para vocês, ela foi escrita mais não foi enviada eu realmente lamento muito por isso! Então novamente me desculpe, pelo menos dessa vez não foi atraso meu (^_^)"]

    [Edu e Anderson]



    A dupla agora podia descansar satisfeita e de cabeça tranquila ou quase. Uma hora após a "ligação" do governador o cão teleportador do mesmo reaparece no apartamento de cada um, ele late algumas vezes, parecendo querer atenção ou chamar para algo, ele não fica muito tempo latindo e rapidamente parte assim que qualquer um dos dois tente se comunicar com ele ou se aproxime, infelizmente ele desaparece sem deixar rastros nem explicações. Ainda sim após ter "perturbado" os dois ambos podem ouvir um uivo vindo do lado de fora do prédio.

    [Lelouch]



    [Como você não especificou qual estação escolheu mandei você para a estação mais próxima!]

    Você chega a estação alguns minutos antes do trem, graças aos passes e reconhecimento que ganhou ao trabalhar para o governador, forçar uma entrada rápida na estação não seria um problema, é possível ver o trem se aproximando, os trens anões são conhecidos por sua força, resistência e por nunca pararem se assim o maquinista quiser! Comparado aos trens humanos mais modernos que são muito rápidos, suaves e frágeis, o trem anão é praticamente um tanque, construído para suportar ataques de criaturas colossais em suas viagens subterrâneas. A estação é grande e possui 6 trilhos nessa estação em particular, ele está vindo pelos trilhos do meio, a estação possui uma passarela elevada que permite passar por cima de todos os trens, tem poucos guardas em ação no momento, não chegam a ser de 10, mesmo assim estão muito espalhados e 4 deles estão nas entradas, ainda sim existem algumas câmeras de segurança, e você não terá tempo de verificar se alguem está olhando elas agora, o trem vai passar em questão de segundos.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6816
    Reputação : 62

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Edu em Seg Nov 17, 2014 10:16 pm

    Terminada a chamada Reiko. Tinhas coisas pra fazer, como pegar as suas roupas e botar pra lavar. Catou as peças amontoadas num canto do sofá e foi andando até onde deveria ser a lavanderia da sua casa.

    Tacou sua roupas dentro da maquina de lavar, deixando de fora apenas as suas roupas de baixo que lavaria depois em separado. Enquanto esperava terminar a primeira leva da maquina o cão do governador apareceu no apartamento latindo. Ela tomou um susto assim que o viu e ouviu o seu latido.

    - Pelas barbas do profeta o que esse cão tá fazendo aqui? - exclamou ela.

    O animal, no entanto, já tinha sumido na hora que ela chegou na sala pra averiguar. Não tinha nada ali, mas ainda pode ouvir ao uivo vindo de fora do prédio. O que será que aquele cachorro maluco queria? Pegou a sua mochila do sofá e calçou as botas e saiu do apartamento o trancando depois. Foi até o elevador pra descer e ver o que aquele cão queria.
    anderson
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2907
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por anderson em Sab Nov 22, 2014 9:39 am

    O Elfo vai até o equipamento que tinha alimento e retira uma vasilha com muita carne. Quem quer que os tivesse acomodado queria se provar conhecedor da fisiologia dracônica. Claro, as carnes já estavam frias há muito tempo, portanto foram mortas há algum tempo. Uma pena, mas um mal necessário, pensava. Para si escolheu uma série de verduras e legumes. Não sabia usar os equipamentos de preparo e não pretendia pedir a ninguém que o ensinasse.

    Descansou por um tempo até que o estranho cão apareceu ali. Estava refeito da batalha anterior e já planejava entrar no seu transe cotidiano quando aconteceu. Seguiu o cão até o lado de fora e ouviu o uivo.

    - Nuschlorusjhadres, vá ver o que é isso.

    Saiu calmamente para averiguar.
    Letarius
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 52
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Letarius em Seg Nov 24, 2014 11:56 am

    [Enquanto nosso ladino não volta]

    Enquanto Reiko descia pelo elevador (externo com visão panorâmica) ela viu o cão teleportador sobre o prédio vizinho uivando. O elfo tem a mesma visão de seu próprio apartamento e seu companheiro percebe que o cão em particular parece apontar para os trilhos do trem.

    Quando Reiko chega ao primeiro andar o cão já está lá do lado de fora do prédio a sua espera, ele gira algumas vezes no lugar e sai correndo (usando as patas dessa vez) parecendo querer guiar para algum lugar, sempre que parecia pegar uma dianteira ele voltava e corria de novo. Ele guia até a estação de trem mais próxima onde ele se senta e fica a encarar a estação em total silêncio, ele dava algumas poucas encaradas em Reiko e voltava a encarar a estação.

    Cães teleportadores são animais selvagens na natureza, mais também são conhecidos por serem bastante inteligentes e serem capazes de perceber quando algo ruim esta para ocorrer.

    [Quase terminando a primeira parte!]
    Charles Darren
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 905
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Charles Darren em Seg Nov 24, 2014 10:41 pm

    Lelouch graças a seu conhecimento conseguiu chegar na estação mais próxima, porém antes que pudesse descansar o barulho do trem e ouvido. Observando o local ele consegue avistar alguns guardas. Pensou em passar despercebido pelos guardas caminhando nas sombras e chegar até próximo ao trem, como não tinha tempo de pensar em nenhuma outra forma mais segura teria de pular.

    Lelouch tentou passar pelos guardas usando uma de suas especialidades, à "furtividade" é chegando próximo tentaria pular no trem no momento em que ele passasse, visando se segurar em alguma parte da máquina.

    -----
    Teste de Furtividade +22
    Charles Darren efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    8

    Saltar +20
    Charles Darren efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
    10
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6816
    Reputação : 62

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Edu em Ter Nov 25, 2014 3:46 pm

    Reiko no momento em que entrou no elevador panorâmico viu o cão teleportador no topo do predio. Ela imediatamente pensou em voltar e usar uma magia pra voar, mas rapido-rapido o cachorro sumiu do lugar onde estava. Continuava muito sem entender porque aquele animal estava perturbando, o que queria?

    Não demorou muito pra que chegasse no térreo saiu logo da recepção pra rua. Virava a sua cabeça e olhava pra todos os lados em busca do animal. Não demoro muito pra que visse o animal parado esperando. Ele logo começou a correr e a maga exclamou:

    - Mas que diabos?! Calma ai!.

    Reiko correu atrás do bicho. Ela chega até a estação um pouco ofegante.

    - Mas porque você me quer aqui? O que tem demais nesse lugar?- Pergunta ao cão.
    anderson
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2907
    Reputação : 0

    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por anderson em Sab Nov 29, 2014 2:27 pm

    Telepaticamente, Nuschlorusjhadres, avisa a Blöodgarm'indel da localização do cão e da aparição da humana. Talvez seja alguma mensagem informal, pensa o Elfo. Ele então conjura sobre si a magia vôo e sai em encontro deles.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Alta Miridia (Capitulo 1)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Out 20, 2017 8:26 am