Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Lendall e Cylla

    Compartilhe
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7022
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Lendall e Cylla

    Mensagem por Lyvio em Qui Set 25, 2014 11:12 pm

    Prólogo Guardiana:

    Era mais um belo dia em Guardiana, os pássaros cantavam o Sol numa temperatura agradável, guardas vagando pela cidade para
    garantir a segurança, nada diferente do que vinha ocorrendo sempre desde ao banimento do Dragão das Sombras, o que
    acontecia de diferente nada mais era que a mudança de clima, a chuva sempre vinha para melhorar as colheitas e trazer água
    para o povo beber angariando mais orações e oferendas para Netuno e Dao.

    Esse ambiente pacifico e feliz era a impressão que as pessoas comuns de Guardiana tinham. Para os mais espertos era
    possível notar um aumento na quantidade de guardas na cidade e de recrutas para compor o exército de Guardiana, porém, não
    sabiam eles o real motivo disso. Apenas a alta cúpula da Cidade como o Rei, seus conselheiros, o General Varius e todos os
    sacerdotes dos deuses tinham conhecimento e eram proibidos de comentar algo a população para não causar alvoroço, a
    verdade, é que a a cúpula da cidade estava bastante temerosa sobre os boatos do avanço das tropas de Runefaust sobre Rune
    e o motivo dessa atitude todos desconheciam, afinal o Imperador Ramladu tinha fama de ser um homem sereno e generoso,
    ajudando sempre as demais cidade de seu reino e seu subordinados os Reis, por este motivo os reis de toda Rune passaram a
    trocar mensagens através de cartas enviadas por corvos correio sobre as investigações acerca do caso, mas até agora nada
    se descobriu.

    Uma semana atrás:

    Ledall  e Cylla

    Ledall acordava numa manhã chuvosa, o dia estava cinza e frio e a vontade de se manter na cama era enorme, porém a sua
    irmã Mirella sempre manteve o costume de cantarolar pela manhã, e mais uma vez ele foi acordado, porém a sons agradáveis
    de se ouvir, o tempo a fez melhorar bastante e ela passou a trabalhar como Barda nas festas que o Rei costumava fazer para
    seus principais súditos e a alta cúpula do reino, era onde ela ganhava seu sustento e levava para sua casa inclusive
    melhorando bastante a situação financeira da família que agora já morava no bairro de classe média do reino.

    Ledall por sua vez após levantar fez suas orações diárias para logo em seguida seguir uma rotina que ele sempre fez pela
    manhã ir até o templo de Apollo para auxiliar a sacerdotisa Lyana, uma bela humana de pele rosada e longos cabelos
    castanhos até a cintura, seus olhos eram azuis como o céu e possuía todo um jeito tímido e gentil que chamava a tenção de
    qualquer homem, seu sorriso parecia brilhar e trazia reconforto para quem via, Ledall tinha se aproximado bastante da moça
    durante todo esse tempo que a auxiliou após chegar de volta a Guardiana e um sentimento maior que amizade já tinha começado
    a surgir nele e parecia ser correspondente.

    Assim que ele desceu alegre se deparou com uma cena inusitada, dois guardas estavam dentro de sua casa discutindo com sua mãe,
    assim que viram Ledall apontaram as lanças para ele:

    -Você está preso Senhor Ledall, por ordens do Rei sob a suspeita de roubar um documento extremamente precioso do castelo. Dizia o primeiro da Direita

    -Sugiro que não tente resistir, há mais guardas lá fora. Dizia o segundo da esquerda.

    Quando Lendall esticou a cabeça viu mais quatro guardas e eles já estavam com outra pessoa presa Lendal identifica ela como
    a elfa Cylla, ela já tinha certa fama na cidade pois já tinha sido presa durante três meses por tentar roubar parte do tesouro do castelo, mas foi solta por bom comportamento e pela bondade do Rei que conheceu seus pais e tinha um grande apreço por eles, apenas o conselheiro Ganidos não se agradou da ideia, mas o rei tinha certeza que ela merecia uma segunda chance e a forneceu, libertando-a.

    Dentro da casa, a mãe  de Ledall o olhava e chorava sem entender o motivo da prisão de seu filho.

    -Foi você Ledall que fez isso mesmo...por favor diga que não...

    Dizia ela enquanto lágrimas desciam de seus olhos. Pouco depois Mirella desceu com o alvoroço e foi logo abraçando sua mãe
    para consolá-la.

    -Não foi ele que fez isso, vocês tem provas! Indagava Mirella visivelmente irritada.

    -Não precisamos de Provas, apenas a suspeita! Vamos senhor Ledall o Rei, o conselheiro Ganidus e o General Varius o
    aguardam no palácio, não se preocupe você vai estar em boa companhia...


    Diziam eles sorrindo e lançando um olhar para Cylla

    A elfa por sua vez estava presa segura por dois guardas e também bastante irritada, em sua cabeça lhe passava a pergunta sobre o porque disso, se a muito ela não agia de forma criminosa, restava a moça esperar a audiência com o rei para que tudo se esclarecesse.
    Srta. Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2627
    Reputação : 0

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Srta. Moon em Sex Set 26, 2014 9:34 pm

    “Não acredito” pensava para si mesma, enquanto era levada de arrasto pelos guardas, Cylla Saqsaihuaman não gostava de injustiças principalmente aquelas cometidas contra ela, em meio a passos largos na rua, sempre quando dava ela incomodava os guardas que estavam a segurar seus braços -Para de apertar meus braços, vocês estão me machucando...insistia nisso até o momento em que eles dessem uma aliviada seria o momento em que ela fugiria.

    Cylla Saqsaihuaman não estava nada contente com aquilo, pensou que o rei era um falso, ganhava status e fama de bondoso entre o povo com aquelas atitudes de perdão que ele a concedeu. Ela não gostava de lembrar sobre seu ultimo trabalho, foi um verdadeiro desastre.

    Quando deu por si ela se encontrava a frente da casa de mais um criminoso, e para sua surpresa era a casa do Ledall, aquilo estava ficando estranho demais e muito confuso. Ela não deu muita importância para a família do rapaz que causava uma pequena discussão entre eles, aproveitando disso Cylla Saqsaihuaman novamente pedia para parar de apertar seu braço, agora era o momento de fugir, com o guarda segurando ou não seu braço ela dava um encontrão no guarda a sua esquerda, sua intenção era cair sobre ele levando o outro de arrasto, no chão com os dois ela tentaria ficar de pé e sair correndo em direção ao lugar mais movimentado para desaparecer entre as pessoas ou encontrar um lugar seguro para se esconder.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6878
    Reputação : 65

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Edu em Sex Set 26, 2014 10:23 pm

    Ledall acordou com o som da sua irmã cantando. Ela estava de volta? E ainda por cima cantando bem? Como tinha perdido tanta coisa nos últimos anos. Queria dar um abraço na sua irmã antes de fazer qualquer coisa pelo resto do dia. Sem camisa foi descendo a escada estava ainda com sono quando viu a cena ali embaixo.

    A sua expressão nem mudou quando viu os guardas e ouviu a acusação. Ledall tinha se tornado um homem frio como o gelo.

    - Tenho certeza que de haver um algum engano. Por favor mãe e Myrella se acalme, tudo será resolvido o mais rapido possivel - Disse ele olhando pro cenário todo na sala.

    Ainda parado no topo da escada ele observou que Cylla estava também. Ele levantou a sobrancelha direita e pensou rapidamente "diga-me com quem andas e eu te direi quem és" Ele era amigo da ex-criminosa e ex-criadora de problemas, por isso ele tambem deveria estar envolvido nessa.

    Pensava se isso tudo tinha sido armado pelo conselheiro Ganidos. O rei não parecia o tipo de homem que mandava prender alguem apenas por uma suspeita. Quando fora recrutado pelo conselheiro, tinha acreditado no seu projeto de defesa do reino, mas no final tinha visto que ele era apenas um homem buscando poder. Ledall estava sendo usado como um ferramenta pra que ele conseguisse mais e mais. Agora Ganidos estava se livrando dela.

    Desceu os últimos degraus e olhou bem pro guarda ainda com a expressão fria:

    - Pelo menos me deixa pegar uma camisa? Não posso ir assim ver o rei - Disse ele abrindo os braços e olhando pra baixo indicando que estava com o torso nu.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7022
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Lyvio em Sab Set 27, 2014 3:01 am

    A situação ficava mais complicada e quente a medida que avançava, as pessoas que se aglomeravam já eram muitas, do lado de fora Cylla pedia aos guardas que diminuíssem a  força com que a seguravam, mas eles pareciam ignora-la, então, pensando numa alternativa de escapar busca em sua mente um local  de grande movimentação para se misturar as pessoas e se esconder e logo vem a sua mente a feira livre da cidade, o problema é que ela ficava aos pés do palácio e sem dúvidas a segurança por lá estaria reforçada.

    Do lado de dentro Ledall estava no começo da escada que descia de seu quarto quando viu a abordagem, mantendo-se frio como era de se esperar ele pediu para pelo menos vestir algo decente antes de ver o rei, os guardas se entreolharam entre si e um silêncio pairou por alguns segundos, então o guarda da direita se pronunciou e falou em alto e bom som para que todos dentro e fora da casa escutassem, inclusive Ledall e Cylla:

    -Pode se vestir, mas não tente nenhuma gracinha, o rei quer lhe ouvir, ver nos olhos de vocês a realidade, fique sabendo que se fugir, será declarado inimigo de Guardiana e de Rune e será perseguido pelo resto de sua vida onde estiver, tanto você como ela! E caso sejam capturados, sequer terão direito de serem ouvidos, seus rostos serão estampados em pergaminhos de anúncios de fugitivos em todas as cidades e locais de Rune e uma recompensa por vocês vivos ou mortos será arbitrada!

    Dizia ele enquanto olhava de um lado para o outro tanto para Ledall como para Cylla.

    A mãe de Ledall fica paralisada ao ouvir tudo isso e começa a chorar copiosamente:

    -Meu filho...por...por favor, vá com eles...eu não suporto mais passar tanto tempo sem você, vo...você não é culpado e vamos provar isso não...não é Mirella!?

    -Sim mãe faremos o possível...Ledall, não faça uma besteira.

    Mirella arregalava os olhos para seu irmão extremamente preocupada enquanto sua mão chorava abraçada e com a cabeça em seu ombro. Ledall já conhecia sua irmã, ela tinha um temperamento e uma personalidade fortes e não costumava se descontrolar, diferentemente de sua mãe que era bastante emotiva.

    Lá fora, um dos guardas que segurava Cylla reitera:

    -Escutou...se tentar qualquer gracinha mesmo viva, sua vida se acabará!
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6878
    Reputação : 65

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Edu em Sab Set 27, 2014 12:22 pm

    Ledall dá um sorriso sarcastico pro chefe da guarda.

    - Parece que é você que tá sendo preso aqui e não eu. Acalma-se um pouco, eu vou me vestir e iremos ver o rei. É melhor me acompanhar pra se certificar que eu não faça nenhuma besteira - Disse Ledall andando até os fundos da casa para pegar alguma roupas.

    Vestiu-as rapidamente e logo voltou a se apresentar na sala. Deu um abraço na sua mãe e irmã:

    - Ficará tudo bem, e logo estarei de volta - Disse ele após ter abraçado as duas e depois se virou pro guarda e falou - Pronto, agora podemos ir ver o rei.
    Srta. Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2627
    Reputação : 0

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Srta. Moon em Sab Set 27, 2014 2:36 pm

    Ainda pensando na melhor forma de fugir e com toda certeza em algum momento perto da feira livre, foi que ela escutou o guarda se pronunciando, tudo que ele falou não tinha algum valor para ela, logo Cylla perguntou aos dois que a seguravam -Ver nos meus olhos a realidade? Aquele tapado ali manda em vocês? Ela continuava a forçar seus braços -Eu já falei para de apertar meu braço...

    Cylla continuava a forçar sua liberdade se movendo para os lados, foi alertada pelos guardas a ficar calma. Já um pouco irritada com a situação ela apenas continuava a afirmar que não tinha feito nada, pior era o aglomerado de pessoas que se formava no local o que pensariam dela, que a mesma continuava a roubar. Cylla já não tinha uma boa fama e agora realmente estava com sua imagem manchada perante todos. Do que adiantou arrumar um trabalho e deixar a vida de crimes, sempre viu nos olhares que recebia das pessoas a desconfiança e discriminação.

    Seguiria o resto do caminho calada se não conseguisse escapar, não queria voltar para aquela prisão fedorenta, a jovem apenas começou a pensar uma maneira de fugir da prisão ou do lugar que a levassem era só o que restava no momento.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7022
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Lyvio em Dom Set 28, 2014 11:28 am

    Os dois guardas seguram cada um em um braço de Ledall e saem da casa, juntam-se aos outros dois guardas que seguravam Cylla e os outros dois que ficavam na cobertura abrindo caminho entre as pessoas até o castelo, as pessoas cochichavam e apontavam para os dois mais Cylla era o principal alvo de fofoca por sua fama, aspessoas apontavam assustadas para ela e por vezes ela ouvia sussurros:

    -...ladra!

    -Ladra Maldita, nunca deveria ter saído daquela prisão!

    -...eu acho que ela devia ter sido condenada a morte...

    -...ouvi dizer que foi ela que armou a morte de seu próprio marido...é uma viúva negra...

    -...ladra!

    -...Assassina!

    Poucas pessoas pareciam defede-la:

    -...Ela é uma mulher trabalhadora...se arrependeu do que fez!

    -...Eu conheço ela da Taverna é muito gentil, não acredito nisso dev ser armação...


    Já Ledall era alvo por sua aparência:

    -...eu sabia que tinha algo..veja como ele é estranho!

    -...com essa aparência, só pordia ser bandido...

    -...Não tem nada haver...nunca vi ele fazendo nada de errado na cidade, aparência não diz nada!


    Ambos ouviram tudo isso durante boa parte do caminho, mais a frente quando já se aproximavam da feira uma bela mulher irrompe as pessoas e tenta chegar até Ledall, mas é barrada por um dos guardas. Era a sacerdotisa Lyana.

    -Para onde você pensa que vai sacerdotisa, eles são suspeitos ninguém deve se aproximar!

    -Por favor senhor...deixe-me falar com ele, prometo que não demorarei...

    A bela face da moça faz o soldado sucumbir a sua beleza e ele logo cede.

    -Esta..esta bem..rápido por favor...

    Lyana se aproxima de Ledall e o abraça forte, logo ele sente algo molhar seu pescoço e quando percebe eram lágrimas da moça.

    -Ledall...o que foi isso? O que está acontecendo? Porque? Você é uma pessoal tão boa e gentil comigo...não acredito que estão fazendo isso com você...

    Indagava ela ainda abraçada com ele.

    Já para Cylla quem apareceu gesticulando para ela mas distante foi o taverneiro John que tinha muito apreço pela moça desde que ela começou a trabalhar na taverna que chorava copiosamente e enxugava suas lágrimas com um lenço rosa.

    -Aiii queriiidaaa...que foi isso? Porque fazem isso com você amigaaaa..que tristeza meu Atlas...O que posso fazer por você bebê?

    Ele era consolado por Rafas, que era um jovem humano com seus 20 anos de pele clara, cabelos negros e olhos azuis...as más linguas diziam que eles eram namorados...Já John era um negro alto e gordo de cabelos e olhos negros, não negava para ninguém que era maricas, mas era muito respeitado na cidade, pois herdou essa taverna de muitas gerações passadas.
    Srta. Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2627
    Reputação : 0

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Srta. Moon em Dom Set 28, 2014 6:13 pm

    Foi como ela imaginou, começou a andar pela rua escoltada pela guarda que os comentários surgiam aos poucos, dentre eles o que a incomodou mais foi às maldades comentadas sobre a morte do seu marido, isso sim a machucava mais do que levar um tapa na cara.

    Cabisbaixa só escutava as pessoas a julgando, ela não merecia todo aquele desprezo em meio aos falatórios ainda existia aqueles que acreditavam em sua inocência, dentre eles conhecia o taverneiro John, foi ele que lhe deu um emprego, poderia ser uma criatura estranha, que se assumira como um maricas, isso não a incomodava pelo menos ele não era um ser falso e fingido.

    Quando o viu a gritar entre a multidão ela só acenava para ele ou tentava já que estava sendo segurada pelos braços -Tudo bem,  não é nada demais eles só querem me interrogar só isso... Assim ela tentava acalmá-lo para não perder seu emprego e criar outras situações que poderiam a prejudicar num futuro próximo.

    Em meio a isso ela prestava atenção no movimento e até mesmo no Ledall que parecia ser muito querido pelos seus e até mesmo pela clériga Lyana, quando viu isso não aguentou e teve de fazer uma piadinha para Ledall, era o máximo para ela quebrar a pose fria dele ou sua imagem sinistra -Como assim tu ta dando uns pega na clériga e eu que sou presa por algo que tu fizeste, ela que deveria estar aqui no meu lugar? Afinal o que foi que tu fizeste desta vez, que até eu estou sendo presa?Quando conversava com Ledall ela permanecia a observar os guardas queria pegar algo de útil deles para usar mais tarde em sua fuga.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7022
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Lyvio em Seg Set 29, 2014 1:13 am

    Cylla puxava conversa com Ledall e ao mesmo tempo observava os guardas a seu redor tentando encontrar algo de útil, mas nada se via por cima das armaduras dos guardas a não ser alguns arranhões e amassos.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6878
    Reputação : 65

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Edu em Seg Set 29, 2014 2:35 am

    Ledall finalmente saiu de casa. Ele continuou andando calmamente pela rua em silencio, pareceu nem se importar com o que a pessoas falavam ao seu entorno. Na verdade parecia mais que a sua mente estava em outro lugar. Perdido em pensamentos, coisas misteriosas envolvendo os seus trabalhos realizados.

    No meio do caminho, entretanto, foi surpreendido pela aparição de Lyana sua colega do templo da cidade. Não imaginava que tinha ficado tão próximo dela assim, sempre tentava ser distante o maximo o possivel. Assim que a sacerdotisa o abraçou ele falou pra ela enquanto passava as maõs nos seus cabelos:

    - Tá tudo bem Lyana. Eu sou inocente assim como Cylla, o rei é um bom homem e verá isso. Tudo será resolvido.

    Antes que pudesse terminar o abraço com a cleriga. Ele segura o rosto dela delicadamente com as duas mãos e lhe dá um beijo na boca. Depois disso se vira pra Cylla e fala:

    - Eu??- Faz uma indagação com um sorriso sarcástico- Você que é mestra aqui Cylla, eu sou só o seu /quote:924b] y 
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7022
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Lyvio em Seg Set 29, 2014 2:37 pm

    A sacerdotisa inicialmente se assusta por Ledall beija-la na frente de todos mas depois que sentiu o calor dos lábios do homem cedeu e i beijou apaixonadamente sem se preocupar com que os outros iriam pensar, então assim que terminam ela olha em seus olhos com o rosto rubro e um sorriso sem jeito aproximando-se de seu ouvido e sussurrando:

    -Sei que você vai se sair bem e voltar para mim...

    Então dá um beijo no rosto de Ledall e sai.

    Por outro lado o taverneiro John só fazia chorar no ombro de Rafas.

    O grupo seguir subindo a grande ladeira que levava a feira a ao castelo que ficava no ponto mais alto de Guardiana, hoje não era um dia comum de feira portanto as coisas lá estavam tranquilas, mas isso não evitava os xingamentos e olhares desconfiados da população, o grupo passa pelos portões mas não deixam de observar que do alto da muralha uma mulher de olhar frio e superior os observava, era Milena, uma forasteira que havia chegado a alguns anos em Guardiana e rapidamente com sua competência galgou posições no exército da cidade e hoje se tornava comandante das tropas de segurança internas da cidade, seu olhar estava carregado de frieza e desprezo para ambos. Vocês já a conheciam, mas nunca tinham trocado palavras com ela, Milena sempre foi muito reservada.

    O grupo adentra aos portões e logose veem sobre um longo e largo tapete vermelho e ao final da sala um jogo de 5 degraus e o grande trono onde o rei estava sentado, de seu lado direito estava o Conselheiro Ganidos e do lado esquerdo o general Varius.

    Rei Isquen:

    Spoiler:

    Conselheiro Ganidos

    Spoiler:

    General Varius

    Spoiler:


    Os soldados empurram vocês até chegarem próximo ao Throno.

    -Me desculpem a rudeza Ledall e Cylla, mas pelo que o conselheiro Ganidos investigou as suspeitas sobre o desaparecimento de um documento de extrema importância não só para Guardiana como para Rune recai sobre vocês e sobre a guilda de ladrões ocultos de Guardiana, mas alguns destes já foram presos...Independente do que houver aqui vocês ficarão sob cautela, no entanto numa sela especial e exclusiva para cada um, não podemos trata-los como ladrões comuns, tendo em vista o comportamento de vocês nos últimos anos ser bom e seguindo a risca as leis.

    Ganidos interrompe o rei e parece discordar:

    -Majestade, a fama deles os precede, eles não deviam ter nenhuma mordomia, são ladrões iguais aos outros, apenas estão agindo de modo que não percebamos durante todo esse tempo, não é  atoa que enganam a até vossa majestade! Eu acho que devemos interroga-los e prende-los junto com os demais bandidos!

    Varius também se pronuncia:

    -Eu discordo...eles são apenas suspeitos e a suspeita recai sobre o problema em discussão e não sob o que supostamente você acha que eles fizeram sem sequer ter suspetas sobre isso, eles devem se ouvidos, depois decidimos o que fazer.

    Ganidos fecha o rosto visivelmente contrariado:

    -O que você sabe sobre isso! Você nada mais é que um brutamontes sabe apen...

    -SILÊNCIO OS DOIS!

    Interrompeu o rei com autoridade

    ...nosso trabalho é apenas interrogá-los, mantenham-se nesta linha!

    O rei respira fundo ordena que Ledall seja levado para uma sala ao lado para que um não ouça a resposta do outro.

    -Vocês serão interrogados separadamente, primeiro um depois o outro...Vamos começar com a moça Cylla.

    Dizia Varius

    Então o rei começa a indaga-los:

    -Vocês foram visto no dia que esse documento sigiloso desapareceu nos arredores do castelo, mais precisamente rondando a feira, e pelo que me informaram, vocês iam de um lado para o outro e por um momento sumiram durante algumas horas e voltaram para parecer indo embora da feira juntos sem levar nada...O que faz duas pessoas passarem tanto tempo na feira, sumirem por algumas horas, voltarem a aparecer indo em bora sem nada em mãos?
    -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    SÓ RESPONDAM APÓS LEREM ESSE AVISO:
    ]b]Pois bem, essa parte do interrogatório deve ser feito por MP, eu pergunto em on e vcs respondem em OFF, peço que sejam honestos e não combinem respostas pelo bem da diversão do jogo. Confio em vocês..[/b]
    Srta. Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2627
    Reputação : 0

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Srta. Moon em Seg Set 29, 2014 11:22 pm

    -Não me lembro de ter te ensinado a sair agarrando as clérigas e beijá-las? Cylla o respondeu prestando atenção no caminho em que os guardas estavam os levando, passando pela feira e logo pelo portão a jovem nem ligou para a mulher com cara de poucos amigos o humano é um ser muito complicado.

    Finalmente ela chegava ao local onde encontraria o rei e não só ele seu conselheiro e seu general estava junto, quando foi empurrada para perto do trono ela se manteve calada e de pé observava os três a procura de respostas, em meio a uma rápida discussão ela se mantinha calma, ficou ali na espera das perguntas não estava entendendo nada, e não tinha o porquê mentir.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6878
    Reputação : 65

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Edu em Ter Set 30, 2014 2:32 am

    Ledall sorri com a resposta que Lyana tinha dado a ele em relação ao beijo. Até que aquela prisão tava sendo boa em algum sentido, mas logo a clériga vai embora e ele tem que voltar pra triste realidade. Cylla o respondeu mas o clerigo apenas fez uma cara de desentendido.

    Após isso eles dois são levados pro castelo. Nesse caminho Ledall volta a sua quietude tradicional, não se intimida com a presença da fria Milena. Seus pensamentos só iam em direção ao conselheiro Ganidos. O servo de Apollo pensava que talvez o conselheiro não esperasse que aquele tipo de golpe não teria danos colaterais na sua imagem, mas o clerigo era traiçoeiro e sabia como fazer o feitiço virar contra o feiticeiro.
    Lyvio
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 7022
    Reputação : 13
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Lyvio em Qui Out 02, 2014 7:30 pm

    O interrogatório finalmente começa:

    Interrogatório Cylla:

    Então o rei começa a indaga-los:

    -Vocês foram visto no dia que esse documento sigiloso desapareceu nos arredores do castelo, mais precisamente rondando a feira, e pelo que me informaram, vocês iam de um lado para o outro e por um momento sumiram durante algumas horas e voltaram para parecer indo embora da feira juntos sem levar nada...O que faz duas pessoas passarem tanto tempo na feira, sumirem por algumas horas, voltarem a aparecer indo em bora sem nada em mãos?

    -Você esta sendo enganado ou iludido por alguém, eu não estava na feira nesse dia, foi alguém usando alguma magia ou um simples disfarce. Para que eu iria roubar um documento, quem o fez queria me incriminar aproveitando da minha antiga fama de ladra...tudo fica  mais fácil quando se dá um alvo certo. Assim tira o foco do principal ladrão...

    O rei olha para seus dois conselheiros e espera eles se pronunciarem, o primeiro é Ganidos, ele põe a mão no queixo e se pronuncia:

    -Acha que é assim tão simples? Poderia ser você sim! Não utilize desculpas pouco fundamentadas como esta para se safar, tem como provar que foi uma ilusão?

    Varius parece pensar um pouco e se pronuncia:

    -Ela pode estar certa Ganidos, poderiam querer culpa-la, tanto, ela como o Ledall, não podemos descartar essa possibilidade! Me diga garota...Porque devemos confiar em você com todo histórico de crimes em suas costas?

    -"Ilusão" eu não falei em ilusão pelo visto o senhor é mais criativo no oficio de enganar as pessoas, mas pode ter sido uma ilusão magica como você falou, isso já seria um trabalho para um conjurador... Qualquer pessoa com bastante recursos e tempo para planejar esse roubo pode fazer isso. Qualquer conjurador pode fazer, um ladrão esperto usaria de todos os meios para um grande roubo, só por que o senhor não vê ou tem noticias sobre tal ação, não quer dizer que isso não possa acontecer...Lembra é um roubo e o mesmo deve ser furtivo e quase imperceptível, para os leigos... Não tenho como provar que foi uma ilusão ou simples disfarce isso esta no alcance de grandes magos ou clérigos com suas magias o máximo que eu poderia provar a meu favor era que neste dia eu estava trabalhando na taverna...

    Para Varius

    -O que eu ganharia estragando a minha vida pacata com esse documento, já não passou pela cabeça de vocês que alguém já cansado das migalhas do poder do vosso rei esteja querendo destroná-lo,pegando o seu lugar isso é o natural quando se ta no poder sempre existira um subordinado querendo mais do que simples migalhas.

    Já pensou na oportunidade do contratante ter mandado roubar o documento e me acusar,sabendo do meu passado, claro que uma pessoa facilmente manipulável não questionaria que uma ex-ladra com o passado duvidoso realmente não seja a culpada pelo roubo.Sim para essa pessoa de pouca visão só o meu passado já me condena... Como eu saberia do documento e sua importância ou sua localização sem a ajuda de um contratante que certamente anda em seu meio e tem acesso a suas informações.

    Bom no momento eu e o bizarra somos os suspeitos principais do roubo, estamos aqui gastando tempo enquanto o verdadeiro ladrão esta em alguma taverna se gabando do que fez,logo após entregar o documento ao contratante...

    Não quero que acreditem em mim, só quero a verdade, meu passado eu não posso mudar, sim eu me tornei outra pessoa graças ao meu finado marido, ele foi o único que me deu a oportunidade de uma vida nova e feliz,larguei minha vida de crimes, mudei meu modo e maneira de pensar sobre as coisas e pessoas, consegui até um emprego.... Acreditando em mim ou não o resultado vai ser o mesmo, caso me prenda eu vou fugir e vou caçar quem me acusou injustamente por esse crime que não cometi, vou recuperar esse tal documento e que a divindade que protege o contratante tenha piedade dele, pois eu vou matá-lo da pior forma possível, claro antes vou fazer ele comer o documento.


    Ganidus ficou visivelmente incomodado com as declarações da moça e nervoso:

    -Voc..Você disse iludido, logo veio a minha mente ilusões...mas, o que você pensa que está fazendo? Me acusando de algo!? dizendo que sou mestre em enganar!? Como ousa garota Insolente, vou mandar os guardas enviá-la para a sela imediatamente por desacato a autoridade! GUARDAS! GUARDAS!

    Os guardas se aproximam atentos:

    -PRENDAM ESSA MULHER IMEDIATAMENTE!

    Os guardas entreolham-se e erguem sua cabeça para o rei.

    -O QUE ESTÃO ESPERANDO! Gritava Ganidos ofegante

    O rei então toma a palavra e com sua voz calma e serena ele completa:

    -Estão esperando minhas ordens Ganidos...contenha-se! A moça está nervosa, principalmente com o modo que você dirige a palavra a ela, é compreensível...

    Ele vira-se para Cylla e fala firme:

    -Peço que se contenha, você não pode sair agredido as autoridades desta forma!

    Os guardas se retiram e Ganidos fica parado sem ação, mas visivelmente muito irritado.

    Então retruca, ele olha çara moça com ar de ódio e um sorriso sarcástico de canto de boca se vê:

    -Se fazendo de sonsa? O que se fala é que você o matou por isso seu apelido de "Viúva negra"..Me diga, foi divertido ver seu marido arder até a morte? E quanto as outras vitimas que sofreram você ainda se diverte quando pensa até hoje? Quem será a sua próxima vítima?


    O rei se irrita:

    -Eu já disse que esse não é o ponto Ganidos, contenha-se! Ou o retirarei da sala!


    Ganidos baixa a cabeça:

    -Me...me desculpe vossa majestade.

    O rei respira fundo e toma sua decisão:

    -Eu achei convicta e verdadeira as palavras dessa mulher, mas como ela não pôde comprovar sua inocência eu indago mais uma vez, tem como você provar que não estava na feira nesse dia se sim diga?

    Cylla imediatamente percebeu que Ganidos ficava nervoso com seus comentários, ela não o culpava por ser um descuidado com as palavras, como a jovem estava sendo interrogada ela tinha que prestar bastante atenção em tudo e nas palavras ou frases formadas, vendo o nervosismo do Ganidos certamente ele tinha algo a esconder.

    Cylla não se deu ao trabalho de respondê-lo só esperou os guardas a levarem para a prisão e lá certamente teria uma visita do Ganidos, teve certeza da sede de poder daquele homem quando ele tentou dar ordens aos guardas passando por cima da hierarquia de seu rei, que o colocou no seu devido lugar ainda pedia a jovem para ela  se conter com seus comentários.

    Cylla permanecia de pé e acenava com a cabeça afirmando que faria o que ele pediu logo Ganidos conseguia ser mais desprezível que o normal, cabisbaixa apenas absorvia a dor que aquelas palavras lhe causavam. Calada, em um misto de dor e ódio se misturava em seu interior contido pela vontade de não desabar em choro ou fazer alguma besteira, por alguns segundos em meio à dor pensava em arrancar a língua daquele individuo asqueroso por falar tudo aquilo.

    Cabisbaixa com o olhar vazio ela só respondeu ao rei com o tom de voz firme -Não roubei nada... Pergunte ao John o dono da taverna Crowley onde eu trabalhava... Ele pode confirmar que estive trabalhando nesse dia na taverna... Continuava cabisbaixa  -Já deu não tenho mais nada para falar... Vossa majestade pode fazer o que quiser... Como falei antes o resultado vai ser o mesmo, vou caçar o verdadeiro ladrão e o contratante do roubo e provar que não roubei nada... Depois disso ela permaneceu calada já tinha falado tudo que achava e o que tinha feito no dia em que o documento sumiu, Ganidos conseguiu deixá-la acuada, sua mente estava a pensar na morte de seu marido junto a tantas outras pessoas inocentes naquele acidente, ser chamada de Viúva negra era apenas um detalhe e afirmação do preconceito humano em relação a ela, aquilo sempre acabava a estressando.

    O rei olha para a moça que parecia bem abalada:

    -Você parece que diz a verdade... mas não poso liberta-la sem um julgamento por esta acusação, enviarei você para a prisão e em uma semana será seu julgamento, esse será o tempo de você articular sua defesa, Varius se responsabilizar por trazer todos aqueles que você desejar para lhe defender, alguma objeção?

    Com um aceno do rei, os guardas pegaram-na e levaram na para a prisão assim que ela responde onde ela deveria aguardar seu julgamento.

    Interrogatório Ledall:


    Então o rei começa a indaga-los

    -Vocês foram visto no dia que esse documento sigiloso desapareceu nos arredores do castelo, mais precisamente rondando a feira, e pelo que me informaram, vocês iam de um lado para o outro e por um momento sumiram durante algumas horas e voltaram para parecer indo embora da feira juntos sem levar nada...O que faz duas pessoas passarem tanto tempo na feira, sumirem por algumas horas, voltarem a aparecer indo em bora sem nada em mãos?

    Ledall olha bem pro rosto do rei enquanto ele falava. Pergunta-se que historia era aquela da feira? Nunca tinha ido pra feira, muito menos junto com Cylla. Conheci a elfa por ela ser amiga da sua mãe, mas nunca tinham conversado.

    - Não sei do que você está falando Majestade. Nunca fui a feira junto com a Cylla. Tem certeza que ninguém usou uma magia se disfarçar com a minha aparencia e de Cylla? Não acha conveniente culpar os indivíduos mais suspeitos da comunidade? Parece quase que uma coisa armada, você se disfarça da ex-criminosa e do sacerdote de aparência sinistra, joga a culpa neles e ninguém questionará - Responde Ledall de forma fria e calculista ao rei.

    O rei pondera com as palavras do sacerdote, então olha para seus dois conselheiros e espera eles se pronunciarem, o primeiro é Varius, ele põe a mão no queixo e se pronuncia:

    -Acha que é assim tão simples? Poderia ser você sim! Não utilize desculpas pouco fundamentadas como esta para se safar, tem como provar que foi uma ilusão?

    Ganidos parece pensar um pouco e se pronuncia:

    -Ele pode estar certo Varius, poderiam querer culpa-lo, tanto, ele como o Cylla, não podemos descartar essa possibilidade! Me diga garoto...Porque devemos confiar em você com todo histórico de crimes em suas costas?


    Ledall vira-se pra Ganidos o encarando com seus olhos amarelos.

    - Simples porque eu não estava lá. Desde que voltei pra casa passo meu tempo todo no templo ou em casa com a minha familia. Não tem como eu ter me encontrado na feira com Cylla - Responde ele calmamente a indagação de Ganidos.

    Ganidos fecha a cara e retruca:

    -Você não me convence...sue jeito frio e sem emoção só reforçam que você pode estar mentindo a qualquer momento! Eu opino pela prisão cautelar vossa majestade, não preciso mais fazer perguntas, ele não as responde por que? teme algo, teme ser descoberto? Precisamos investigar mais a fundo e desmascara-lo!

    Varius toma a palavra:

    -Não se precipite Ganidos, deixe ele fazer sua defesa!

    O rei observa a discussão e toma a palavra:

    -Tem algum meio que comprove que realmente não foi você? se sim qual? Como se defenderá?

    - Pergunte a Lyana ou então a minha familia. Vão confirmar que eu estava sempre nesses lugares, mas vocês querem que eu abra o jogo. Eu falo tudo. Há uns anos atrás, quando eu estava em Alterone prestes da ser vendido como escravo por dividas. O conselheiro Ganidos veio me procurar me oferecendo um trabalho em troca de pagar a minha dividas e me livrar da escravidão. Segundo ele - nesse momento Ledall fez um com a mão apontando pra Ganidos e continuo - O senhor vossa majestade era bonzinho demais o que estava levando o reino a falência por não cobrar os impostos devidos. Eu fiquei incumbido de fazer essa cobrança de forma apropriada, sem o seu conhecimento vossa majestade, e mandar o dinheiro pro tesouro real como é devido. O problema é que na maioria dos casos para que alguns pagassem os seus impostos era necessário ameaçar, humilhar e espancar. Coisas que eu fiz nos últimos 4 anos e que tem pesado na minha consciência. Então era isso que eu tava segurando, não tenho nada a ver com o roubo desse documento ai.

    Ledall falou tudo de uma vez. Não alterou o seu tom de voz e nem demonstrou qualquer alteração emocional, mas que tinha ouvido ele falar sabia no fundo que era verdade.

    - Então por assim dizer eu sou um criminoso, mas nunca roubei documento algum. Me prendam provavelmente eu mereço mesmo.

    O rei, Varius e Ganidus se surpreendem com as revelações de Ledall, imediatamente ambos encaram Ganidos e o rei surpreso o indaga:

    -Isto é uma acusação muito séria Ganidos, o que tem a dizer sobre isso!?

    Ganidos manteve a calma e respondeu:

    -Desespero vossa majestade...não sei o que fiz a este homem para querer me envolver em suas maldades, estou fazendo apenas meu trabalho de interroga-lo, o senhor sabe que trabalho a anos a seu lado, sempre lhe fui servil e fiel e o senhor nunca ouviu falar nada sobre isso a meu respeito, está em jogo aqui anos de minha serventia e credibilidade contra as palavras de um réu que estava sendo acusado de outro crime e no desespero confessou crimes passados e diga-se de passagem gravíssimos. Podemos não ter provas para acusa-lo do roubo do documento, mas agora não nos resta outra alternativa, temos que prende-lo sob essas acusações e sob desacato a minhas autoridade!

    Varius ainda para um pouco pensativo, mas, apesar de não se dar bem com Ganidos o conhecia a muito tempo preferiu também acreditar nele.

    -Eu...eu acho que Ganidos tem razão Majestade, não podemos acreditar na palavra de uma pessoa com a fama que este homem possui, principalmente quanto a conduta ilibada do Ganidus.

    O rei olha sereno para Ledall e toma sua decisão:

    -Ledall, eu o condeno a prisão por espancamento, humilhação e instigação ao medo na população de Guardiana, decidirei sua pena e lhe informarei. Guardas, levem-no para o calabouço. Em uma semana faremos o julgamento apropriado sobre estas condutas, mesmo ele tendo confessado ainda possui direito de defesa.

    Os guardas se aproxima e prendem os braços de Ledall com algemas e seguem para o calabouço, mais dois guardas o acompanham e também o general Varius.

    Srta. Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2627
    Reputação : 0

    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Srta. Moon em Sex Out 03, 2014 12:51 pm

    Cylla Saqsaihuaman

    Cylla só levantou os braços até a altura da cintura não teve reação alguma quando os guardas a pegaram pelos braços novamente, apenas tratou de observar bem o caminho por onde estava sendo levada pelos guardas. Vendo o Ledall ou não Cylla não falava nada, ela ainda estava incomodada com o comentário do Ganidos, seu único foco no momento era observar tudo.

    Ficar uma semana presa não estava em seus planos agora era um fato concretizado, sua vida social terminou naquele dia, agradecia no seu intimo ao ladrão que lhe presenteou com aquele roubo, ele pagaria bem caro, sua paciência e bondade tinha limites, pior seria não ter acesso aos domínios do templo de vulcanon onde seu marido estava enterrado depois de todo aquele teatro que ela teve de passar.

    Procurava uma explicação plausível para tudo que estava acontecendo, pessoas, lugares, aliados e inimigos tentava manter a calma.
    ## Em teste de formatação ainda


    Conteúdo patrocinado


    Re: Lendall e Cylla

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Dez 18, 2017 12:26 pm