Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Compartilhe
    Bidy
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 553
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Bidy em Qua Maio 27, 2015 11:21 pm

    *Mesmo com a investida falhando, aproveita o impulso para continuar correndo na direção do helicóptero que começa a se afastar de modo que não conseguiria mais saltar...pelo menos não do chão.

    - E como vou puxar o helicóptero com meio batalhão me alvejando idiota!?

    *Tenta escalar o prédio mais próximo para ficar fora da linha de tiro e também para ficar mais próximo do helicóptero e avaliar se consegue um salto.

    - Ok se ver uma oportunidade pra pular, faça!
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Darkwes em Sex Maio 29, 2015 10:38 am






    Cais.
    Umbral tentava bater os braços e pernas para voltar a superfície, mas apesar do esforço, seu corpo parecia pesado, afundando mais e mais. O árabe prendia a respiração enquanto podia, mas sabia que de nada isso adiantaria se continuasse a afundar, suas esperanças começavam a diminuir e o desespero começa a tomar sua mente. No entanto, antes que tudo estivesse perdido, Almir ouve uma voz, era como se alguém dentro dele mesmo dialogasse, no entanto, Umbral sabia que aquela voz não pertencia à ele e não estava louco ao ponto de não saber quando falava consigo mesmo.



    - Acalme-se e libere sua mente... posso te ajudar nisso.



    Antes que pudesse ponderar sobre aquelas palavras, Almir sentiu seus membros moverem-se de forma fluida, o empurrando para a superfície, mas não era como se ele mesmo estivesse realizando aqueles movimentos, era certamente outra pessoa. O árabe rapidamente emergiu, estava quase sem fôlego, mas isso pouco importava. A lancha avistada anteriormente estava bem diante dele e nesta, havia uma mulher de feições orientais e longo cabelo arroxeado assim como seus trajes.
    A mulher estendeu a mão para Almir que, aos poucos, se recordava da face daquela pessoa, ele a reconhecia do Instituto Xavier, se não fosse algum truque, era sem dúvida a mutante telepata Psylocke diante dele. O mais estranho, no entanto, era o fato de que na lancha havia outro ocupante, o piloto, que vestia-se da mesma maneira dos guardas que protegiam o navio anteriormente.



    - Me desculpe por invadir sua mente, achei que precisava de uma pequena ajuda.



    Ainda no cais, Candice começava a se preocupar com a quantidade de policiais que se aproximavam do local, o helicóptero que podia servir de veículo, estava muito distante para ser alcançado pela mutante e, mesmo Trevor, que escalava uma construção, não teria muita chance em alcançá-lo, a oportunidade havia passado.
    Ainda no ar, a aeronave gira e, debaixo da mesma, era possível observar que havia uma pequena metralhadora rotativa que moveu-se, apontando em direção à Trevor. Do alto, o homem-lagarto tornara-se um alvo fácil.
    A arma interligada ao helicóptero começava a disparar ininterruptamente até que algo passa espantosamente por dentro da aeronave, rasgando-a ao meio, ocasionando uma explosão em pleno ar. A carcaça do helicóptero vai de encontro ao chão ainda em chamas, justamente onde se encontrava o outro soldado, mas o que mais chama a atenção é a figura responsável pela destruição presenciada. Tratava-se de um homem de pele azul-acinzentada, com vestes em tons escuros e com diversos detalhes prateados, no entanto, o que mais se destacavam eram suas grandes asas metálicas, apenas poderia ser o Arcanjo.
    Ainda suspenso no ar, o mutante olhou em direção aos policiais que acabavam de se aproximar e, num bater de asas, diversos fragmentos metálicos foram arremessados em direção aos oficiais, atingindo-os como dardos venenosos, que fizeram com que perdessem a consciência antes que pudessem tentar qualquer ação.
    Logo em seguida, o mutante alado olhou em direção à Trevor, questionando-o num tom de voz bem mais sinistro do que sua voz costumeira.



    - Você deve ser um dos enviados por Logan, está sozinho aqui!?


    *Umbral está com 3 ferimentos. Candice está com 3 ferimentos.






    Restaurante.
    O edifício estava desmoronando, mas Doutor D estava ileso após o impacto, seguido da explosão. O mutante começa a se mover por entre os escombros e percebe que Dominó não estava em nenhum lugar, tendo talvez sido arremessada para fora. Marcos vai caminhando de forma cuidadosa enquanto tenta entrar em contato com Magia e Dominó. A mutante de cabelo loiro responde, mas o som estava bem ruim, com muito chiado.




    - O que vocês estão... *chiado* aí em cima?? *Chiado*... derrubar o prédio?? Derrotei os guardas aqui e metade do piso do andar de cima cedeu sobre as máquinas...


    Enquanto ouvia a mutante, Marcos se distrai e pisa num local onde o piso cede, fazendo-o despencar para o andar de baixo, sofrendo ainda alguns cortes ocasionados por pontas metálicas que afloravam da estrutura. O mutante vai parar na mesma sala onde haviam adentrado inicialmente, mas a mesma se encontrava tomada por chamas e a saída estava bloqueada por um pedaço da estrutura do helicóptero. A fumaça fazia com que o mutante mal conseguisse respirar e ficar ali não parecia uma alternativa viável.


    *Doutor D sofre 1 ferimento pela queda. Caso fique na sala em chamas, deve fazer um teste de Vigor por turno devido a inalação da fumaça.


    ***
    Bidy
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 553
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Bidy em Dom Maio 31, 2015 4:54 pm

    *Quando já estava ficando sem idéias, o helicóptero explode e um anjo bizarro de asas metalicas surge...mesmo sendo um lagarto de dois metros ainda considera aquilo como incomum.

    - Quem diabos!?

    *O fato de não estar atacando e saber que foram enviados por Logan tira suas suspeitas...por hora.

    - Somos!Tem mais uma comigo! Ela tá presa no outro prédio e já tá ferida da ultima luta, temos que ajuda-la!
    Makaveli Killuminati
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1785
    Reputação : 8
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Seg Jun 01, 2015 4:47 am

    Púrpura Celeste estava bem próxima a um dos cantos da lage do edifício, mas olhando em direção ao outro, focada no salto que estava prestes a realizar. Os primeiros passos saltitantes dava início ao que seria um salto de fé em direção ao edifício do lado, os próximos passos dava início a um pique, as mãos e braços da mercenária acompanhava o ritmo do resto do corpo, estava chegando no limite da lage quando o helicóptero explode.

    A explosão do helicóptero faz com que Púrpura Celeste parasse sua corrida abruptamente, com metade dos pés fora do limite do edifício e a outra metade ainda em contado com a lage, seu corpo pendia um pouco para frente por conta da inércia, os braços balançavam freneticamente tentando trazer o corpo de volta para o topo do edifício e impedindo de cair em queda livre, até finalmente cair de bunda para trás, a mercenária solta um suspiro, aliviada de ter conseguido se manter no topo do edifício após a explosão ter interrompido sua concentração.

    Candice se levanta e com as duas mãos na cintura observa o quê tinha causado aquela folia, descobrindo ser o Arcanjo. - Droga... Eu pretendia usar o helicóptero e depois eu mesma explodir ele... - Candice falava consigo mesma enquanto observava os restos do helicóptero em chamas e os policiais todos mortos ou desacordados. O Arcanjo falava com Trevor, a conversa não estava muito clara, mas Candice interrompe ao ver Arcanjo vindo em sua direção. - Não não não... NÃO! - Falava a mercenária em histeria balançando os dedos indicadores no ar, como sinal de negativo, e logo começava a gritar. - VÁ ATRÁS DO SAMURAI ÁRABE!... - Púrpura Celeste coça a cabeça e sussurra para si mesma. - Como é mesmo que chamam ele?... Sombra... Sombral... Umbral, isso! - Após lembrar corretamente o apelido do mutante, volta a gritar com Arcanjo. - UMBRAL!!! VAI ATRÁS DO UMBRAL!!! - Púrpura Celeste apontava na direção em que o navio tinha ido, indicando para o Arcanjo procurá-lo.

    Após gritar para Arcanjo, a mercenária partia em direção a porta que dava acesso ao terraço, onde desceria todas as escadas e partiria do local, indo em direção ao esconderijo de Dominó, avisando a Trevor sobre sua fuga. - Estou voltando para o esconderijo. - Púrpura Celeste foi breve no contato via comunicador, e queria sair do local antes dos reforços chegarem.
    Yuji Kiba
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 230
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Yuji Kiba em Seg Jun 01, 2015 9:52 pm

    D, consegue ouvir a voz de Magia, porém o contato era ruim o que deixava o mutante impaciente. Antes que pudesse pedir para ser teleportado a transmissão é interrompida e o chão cede fazendo com que D caísse no andar inferior.

    -Wow, pelo menos desci um andar...

    D, Se levanta um pouco atordoado pela queda, porém, o andar em que havia caído parecia ainda pior. Cercado de fogo e sem saída, o mutante se abaixa para tentar diminuir a inalação da fumaça enquanto olha para o local onde havia caído.

    _”Talvez se eu bater forte o suficiente nesse chão ele ceda, mas também posso atirar nele e ver se caio no andar de baixo.”

    D se levanta e pega a arma, em seguida atirando no exato lugar onde havia caído enquanto tentava fazer peso com o próprio corpo para ver se o chão cedia mais rápido.

    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7801
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Elminster Aumar em Seg Jun 01, 2015 11:09 pm

    Por um momento de delíria, o árabe pensou que o próprio Alá tivesse atendido suas preces e descido à Terra para salvá-lo. No entanto ao emergir da superfície do mar ele se deu de cara com Psylocke, uma mutante do Instituto Xavier. Por instinto ele aceitou o braço amigo que ela oferecia e subiu na lancha. Em seguida ele abriu e fechou os olhos para ter certeza que era ela mesma e depois deu uma olhada envolta na lancha, e os seus olhos foram parar no piloto. Ele usa o mesmo traje dos guardas daquele navio, percebeu Almir.

    Apontando um dedo acusatório para o homem que dirigia à lancha, o árabe disse:

    - Esse homem tá com os caras do navio - disse o mutante, que ainda se sentia um tanto zonzo por quase ter morrido afogado. Umbral estava praticamente deitado na lancha, mas mesmo assim ele recusava baixar sua guarda. Uma de suas mãos segurava o punho de Luminosa. Virando-se do piloto para Psylocke, perguntou sem entender mais nada: - O que vocês tão fazendo aqui?
    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Darkwes em Ter Jun 02, 2015 2:37 pm






    Cais.
    Após subir na lancha, imediatamente Umbral questiona Psylocke a respeito do piloto, mantendo-se atento a qualquer comportamento estranho. A mulher de feições asiáticas olha na direção do piloto, em seguida dando um pequeno sorriso, volta sua atenção ao árabe. Almir pode visualizar uma aura arroxeada se manifestar em frente ao rosto da mutante, a aura se moldava de forma semelhante às asas de uma borboleta. Ao mesmo tempo, Psylocke se comunica com ele sem mover os lábios, claramente se tratava de telepatia.



    - Acredito que não chegamos a nos conhecer no Instituto... como deve notar sou uma telepata e tenho meus meios de convencer alguém a fazer o que quero. Então não se importe com ele, está completamente sob controle.



    A aura arroxeada desaparece e a mutante se senta em um dos assentos laterais da lancha, observando Almir por alguns instantes, antes de se pôr a falar, dessa vez do modo tradicional.



    - Eu estava em Shangai resolvendo alguns assuntos inacabados acompanhada do Arcanjo quando Logan entrou em contato comigo, ele disse que estaria enviando a X-Force aqui, me deu detalhes da missão e me enviou informações sobre vocês, além de pedir para que se pudesse, viesse até aqui dar uma mão.



    A lancha começou a se mover novamente, no entanto, esta se movia em direção ao navio que já se encontrava bem distante, ao invés de retornar ao cais. Psylocke jogou as mechas de cabelo que começavam a tampar-lhe o rosto para trás, deixando que esvoaçassem antes de prosseguir, dando continuidade a sua explanação.



    - Parece que chegamos um pouco atrasados, mas ao menos pude encontrá-los facilmente escaneando a região telepaticamente. Esse segurança caiu do navio onde você estava no mar e, através da mente dele, pude ver que Bishop esteve aqui e que você estava ferido, entre outras coisas. Logan estava preocupado que pudessem ter dificuldade em lidar com Bishop caso o encontrassem e estava certo.

    - Bom, mas melhor deixar isso de lado por enquanto. Parte da droga ainda está no navio certo? Temos que dar um jeito nisso... ah, parece que Arcanjo já encontrou os outros, ótimo. Não posso te curar, mas posso usar meus poderes pra bloquear a sensação de dor que está sentindo.



    A aura arroxeada se forma novamente em frente ao rosto da mutante e, de imediato, Umbral passa a não ser incomodado com os ferimentos ocasionados durante o combate contra o mutante cristalino.

    Ainda no cais, Trevor informa ao Arcanjo a respeito de Púrpura Celeste, que estava no alto de outra construção, fazendo o mutante alado voltar sua atenção para a garota. Esta, por sua vez, avisa sobre a localização do árabe, fazendo menção de descer as escadas. No entanto, antes que pudesse completar o movimento, Candice é apanhada pelo Arcanjo, que joga a mutante sobre seu ombro direito, subindo sem dar chance da mutante protestar.



    - Seu companheiro está seguro, mas vamos precisar de você para terminar o que vieram fazer aqui. Se estou certo é a mutante com poderes explosivos que Logan mencionou...



    Arcanjo se vira na direção de Trevor, planando por alguns instantes enquanto fala com o mutante no mesmo tom de antes.



    - Você é grande demais para ser carregado e não parece ferido. Volte para o ponto de encontro e aguarde lá que voltaremos em breve. E você garota, é melhor se segurar que estou com pressa!



    Sem um segundo aviso, o Arcanjo se propulsiona em grande velocidade rumando na direção em que o navio havia partido. O som das asas metálicas do mutante cortando o vento só não incomodava mais do que a sensação de insegurança ao ser carregada em extrema velocidade por alguém que nem conhecia. No entanto, após pouco mais de um minuto, a velocidade diminui e o Arcanjo desce, passando a acompanhar ainda em voo, uma lancha que se deslocava em alto mar, dentro desta, Candice pôde rapidamente avistar o mutante árabe, Umbral, além de uma mulher de cabelo longo arroxeado e feições orientais, um segurança que guiava a lancha era o terceiro ocupante, este usava vestimentas semelhantes aos guardas enfrentados no cais, mas parecia em transe, apenas guiando a embarcação.
    A oriental se levanta e olha em direção à Arcanjo e em seguida para Candice, que ainda era carregada pelo mutante de asas metálicas. O barulho da lancha incomodava, então a mulher parece decidir se comunicar mentalmente, ligando a mente dos quatro mutantes, para que se comunicassem sem restrições.



    - Você a encontrou mais rápido do que eu esperava Warren... ah, desculpe, sou Psylocke, mas podem me chamar de Betsy se preferirem. Liguei nossas mentes para que possamos nos comunicar sem empecilhos... pedi que Arcanjo a trouxesse até aqui para finalizar o que vieram fazer... destruir toda a droga e, pelo que li sobre você, é a mais apta para isso...


    *Umbral está com 3 ferimentos, mas não sofre redutores por estar com a sensação de dor inibida mentalmente por Psylocke. Candice está com 3 ferimentos.






    Restaurante.
    Doutor D havia despencado no andar inferior enquanto ouvia Magia pelo comunicador, se vendo em um ambiente ainda pior. O mutante dispara contra o solo abaixo dele, mas apesar da bala atravessar o concreto, o piso não cede. Marcos começa a inalar a fumaça negra que tomava conta da sala, se vendo obrigado a prender a respiração. O edifício começa a estremecer ainda mais e alguns pedaços de concreto desabam do andar superior. Porém, antes que o pior aconteça, um disco luminoso se forma próximo ao mutante, deste surge Magia que se move na direção de Doutor D.




    - Temos que sair daqui agora! Esse prédio vai desabar e você não vai querer esperar isso acontecer!


    Um novo disco luminoso surge embaixo dos dois mutantes, os envolvendo até que ambos ressurgem do lado externo, na rua de trás do prédio, no mesmo local onde haviam se teleportado para chegar até ali inicialmente. Após o teleporte, Magia questiona Marcos a respeito de Dominó.




    - E aquela mulher, onde está? Não a vi lá dentro em lugar nenhum.


    Porém antes que o mutante possa dizer qualquer coisa, ambos observam a estrutura do edifício se romper, fazendo com que este desmorone se tornando um amontoado de entulho. Por 'sorte', nenhum pedaço significante da estrutura cai do lado em que se encontravam. Passados alguns segundos de silêncio após o barulho do desmoronamento cessar, os dois podem ouvir uma voz conhecida vinda das proximidades.



    - Uhuul... filhos da... ack... droga.


    Para a surpresa de ambos, Dominó estava bem próxima à eles, sobre a mesma van a qual subiram para entrar pela janela anteriormente. O topo do veículo estava bem amassado e Dominó se encontrava deitada sobre ele, visivelmente ferida pela queda com algumas pequenas poças de sangue ao redor dela, apesar disso, a mercenária estava com o punho direito para cima, aparentemente comemorando o resultado.


    *Doutor D está com 1 Ferimento e 1 nível de Fadiga ocasionado pela Fumaça.


    ***
    Makaveli Killuminati
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1785
    Reputação : 8
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Qua Jun 03, 2015 2:34 am

    Estranhamente após avisar Arcanjo sobre Umbral, o mutante continuou voando em sua direção, Candice já esperava que o inevitável fosse acontecer. - Não não nã... - Arcanjo a interrompe com um encontrão direto contra a mercenária, colocando ela sobre os ombros em pleno voo, sem dar chances de Púrpura Celeste se desvincilhar do mutante, mas ainda assim reclamava. - Desgraçado! Me solta! - A frase saia da boca como um impulso, mas ao perceber a altura que estava, assume que não seria boa ideia se Arcanjo a obedecesse. - Ééé... Esquece, eu to bem aqui... Mas se você ficar roçando a mão na minha bunda, eu acabo contigo! - A mercenária falava em tom sério, embora o sorriso no rosto e a força que fazia para não soltar uma alta risada condenasse que estava sendo sarcástica, porém, como estava praticamente jogada nas costas do mutante, ele não poderia perceber.

    A viajem sob os ombros de Arcanjo passa a ficar mais tranquila quando ele diminui a velocidade e a altura, acompanhando a lancha que Umbral estava, ele e mais duas pessoas. Candice rapidamente percebe o quê estava acontecendo, e logo sua mente é invadida com uma voz feminina que cortava seus pensamentos, que no momento não eram dos mais puritanos. Psylocke reporta para a mercenária o quê estava acontecendo, e qual era seu plano, coincidentemente, parecia ir de acordo com o quê o grupo foi chamado pra fazer. - "Explodir??? E perder todo esse dinheiro?" - Pensava Candice em sua mente, com dó do futuro das drogas que estavam sendo transportada, ela poderia vender por milhões e comprar um arsenal digno do show que gostava de fazer.

    Púrpura Celeste cutucava com o dedo indicador os ombros de Arcanjo, chamando a atenção do mutante. - Pombinho... Eu sei que você nunca tinha encostado em uma garota tãããão bonita quanto eu, mas... Você já pode me colocar na lancha, sim?... - Candice deixava seu já conhecido sorriso no rosto, enquanto batia os pés um no outro e seus cabelos azuis e esvoaçantes perdiam o penteado.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7801
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Elminster Aumar em Qui Jun 04, 2015 10:43 am

    A manifestação dos poderes de Psylocke eram impressionantes na visão de Almir. Era difícil se acostumar a ouvi-la falar diretamente em sua mente enquanto o seu belo rosto permanecia impassível, sem mover um músculo sequer na região da boca. A tensão provocada no árabe pelo piloto da lancha se evapora completamente diante das explicações da mutante, e Almir trata de se relaxar e achar uma posição mais confortável para sentar na lancha. Ele passou a observar a água do mar enquanto ouvia tudo o que Psylocke tinha a lhe dizer, e fazia apenas comentários breves a respeito de uma coisa ou outra.

    Entrementes, o árabe pensava em como ele havia sido inútil naquela missão. Fora derrotado logo de cara pelo mutante cristalino, teve que ficar escondido a maior parte do tempo, não conseguiu evitar que Bishop fugisse com as drogas e ainda precisou ser resgatado após quase morrer afogado. Sua atenção voltou para o presente quando sentiu a dor em seu corpo diminuir, graças aos poderes da mutante que o acompanhava.

    - Hã... Obrigado.

    O som de um bater de asas fez Almir virar o seu rosto para o alto, male mal vendo a silhueta de um homem com asas que parecia carregar uma mulher. Quando Psylocke ligou a mente dos quatro, o árabe então entendeu. O homem de asas era o Arcanjo e ele estava carregando Candice. Enfim o navio com as drogas seria destruído, mas o sentimento de impotência e frustração continuavam rondando a mente do desanimado árabe...
    Bidy
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 553
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Bidy em Sex Jun 05, 2015 2:41 pm

    *Escuta o que o estranho mutante diz, realmente não pode esperar que ele tenha forçar para carrega-lo por aí. Mas também não pretende ficar sentado enquanto os outros terminam a missão.

    *Resolve seguir para o ponto de encontro, apenas espera que talvez o mutante tenha algum caminho alternativo
    Yuji Kiba
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 230
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Yuji Kiba em Dom Jun 07, 2015 11:41 pm

    D, falha em fazer o chão ceder e começa a respirar um pouco da fumaça, mesmo se abaixando já podia sentir os pulmões começando a ceder ao ar local, as feridas também começavam a doer quando a adrenalina começou a diminuir.

    -Esse é um desses dias que nada da certo... Mas também, acho que isso resume minha vida inteira hahahaahaha

    A gargalhada de D é interrompida por Magia que pergunta sobre Domino. Tossindo um pouco e meio desorientado, D responde da mesma forma fria de sempre olhando diretamente para a companheira de equipe.

    -E quem liga? Se ela morrer é uma boca a menos pra alimentar, agora tira agente daqui logo, anda!

    Falava D com um tom intencionalmente desagradável. Porém, Domino logo aparece viva e D não esboça nenhuma reação positiva ou negativa. Após descer da van onde haviam ido parar, D coloca a mão em seu ferimento fazendo uma expressão de dor, em seguida se voltando para Magia e Domino enquanto falava com um tom brincalhão.

    -E ai, quem ta afim de uma segunda rodada? Ainda tenho gás suficiente pra derrubar outro prédio!!

    D arruma suas roupas e tosse algumas vezes depois de falar, em seguida continuando.

    -Pra onde agora?

    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Darkwes em Seg Jun 08, 2015 11:01 pm






    Cais.
    Após a breve conversa com Psylocke, Almir observa o Arcanjo se aproximar da lancha, impulsionado por imponentes asas metálicas, trazendo consigo a garota enviada à Hong Kong assim como ele. Psylocke cumprimenta de forma breve os dois recém-chegados e em seguida, olha fixamente para Candice e sorri de forma irônica, dizendo algo que só Púrpura Celeste pôde ouvir em sua mente.



    - Acredite quando digo que essa droga não vale nada... além do mais... você quer fazer isso não quer? Explodir tudo com seu poder sem se preocupar, faça uma explosão mais impressionante que as vistas em filmes de hollywood!



    Logo em seguida, o mutante alado cumprimenta Umbral rapidamente gesticulando a cabeça, apesar do movimento amistoso, a expressão do Arcanjo era bastante séria, seu olhar passava a impressão de uma fera enjaulada pronta para se libertar a qualquer momento, num surto de selvageria descontrolada... Logo em seguida, o mutante de asas metálicas retruca as palavras de Candice.



    - Eu não te trouxe pra lancha mocinha, estamos aqui apenas de passagem... nosso ponto final é outro!



    O Arcanjo deu um pequeno sorriso, em seguida olhando para Psylocke e acenando positivamente para a mutante, de imediato linhas arroxeadas novamente se manifestaram em frente ao rosto da oriental e Candice passou a não sentir mais os ferimentos ocasionados na luta contra Arrasa-Quarteirão.



    - Estou desligando a sensação de dor da sua mente para que possa agir sem restrições, mas de qualquer modo, é bom não exagerar... quando você explodir o navio, vou protegê-la formando uma barreira de energia psiônica em volta do seu corpo, dando tempo suficiente para o Arcanjo te trazer de volta.



    A lancha já estava a aproximadamente 100 metros de distância do navio quando o Arcanjo subiu novamente ainda levando Candice consigo, rumando em direção a embarcação que transportava a droga, esta ainda se encontrava em movimento, mesmo sem nenhum ocupante, rumando de forma desgovernada pelo mar. Ainda na lancha, Umbral e Psylocke notam dois helicópteros militares se aproximando de onde se encontravam. Apesar de ainda se encontrarem distantes, seria apenas questão de tempo para que os alcançassem pelo ar.



    - Temos companhia. Mas não podemos perder tempo aqui, Arcanjo e Púrpura Celeste prossigam com o plano. Tenho uma ideia para despistá-los.

    - Umbral quero que crie uma ilusão para encobrir toda a área em volta da lancha e do navio. Vou te ajudar a fazer isso destrancando as limitações mentais que você se impõe para controlar o seu poder. Pode fazer isso?



    A mutante de feições orientais olha diretamente nos olhos do árabe, demonstrando confiança na capacidade do mesmo em alcançar o feito mencionado por ela. Enquanto isso, o Arcanjo pousa no navio, colocando Candice sobre um dos grandes contêineres metálicos e começa a levantar voo novamente.



    - Você sabe o que tem que fazer... nos vemos daqui a pouco, não vai dar nem tempo de sentir minha falta.



    O mutante levanta voo se distanciando do navio, rumando em direção à lancha que trazia os demais, ao mesmo tempo, Umbral pode sentir a influência do poder de Psylocke em sua mente, seus poderes pareciam mais fortes, mas isso não era verdade, a mutante não estava ampliando os poderes do árabe, estava apenas tornando possível que ele tivesse maior controle sobre os mesmos, controle suficiente para que gerasse a ilusão que desejasse e do tamanho necessário para encobrir a área.


    *Umbral e Púrpura Celeste estão com 3 ferimentos, mas não sofrem redutores por estarem com a sensação de dor inibida mentalmente por Psylocke. Umbral está com seu poder ilusório ampliado momentaneamente para o máximo possível. Trevor será inserido no final dos acontecimentos do Restaurante.






    Restaurante.
    Mesmo depois de todo o ocorrido, Doutor D não demonstra se impressionar com a cena de destruição ocasionada pelos três mutantes que ali se encontravam. O plano não era exatamente destruir todo o prédio, mas de uma forma ou de outra, englobou a meta inicial, que era a de destruir o maquinário que produzia a droga. Dominó desce da van com alguma dificuldade, mas não aceita ajuda de Magia, usando seu rifle como apoio, em seguida a mercenária bate a mão direita no ombro de Marcus e dá um sorriso, mostrando os dentes ensanguentados.



    - Mandou bem lá em cima Doutor Chifres... gosto do seu tipo, sem medo de morrer! Daríamos uma boa dupla haha... ack...


    Antes que pudessem dizer algo mais, os mutantes podem ouvir diversas sirenes que parecem se aproximar do local, além do som de um ou mais helicópteros se aproximando pelo ar. magia rapidamente reage aos ruídos erguendo a espada de lâmina larga que tinha em mãos, fazendo a mesma emitir um forte brilho azulado.




    - É melhor darmos o fora daqui. O que viemos fazer está terminado!


    Antes que Doutor D ou Dominó protestassem, um grande disco luminoso os envolve e, em uma fração de segundos, os três reaparecem dentro do galpão onde se encontraram com Dominó assim que se teletransportaram para Hong Kong. Imediatamente após chegarem no local, Dominó retira uma de suas pistolas e aponta para Magia, visivelmente irritada, esbravejando com a mutante.



    - Escuta aqui piranha russa... eu te disse pra não fazer mais isso sem avisar e adivinha! Ainda tenho uma bala sobrando aqui pra você!


    A mutante de cabelos loiros, por sua vez, apenas cruza os braços e sorri de forma irônica, retrucando a provocação da mercenária.




    - Ha-ha... por que não dispara pra ver onde eu teleporto essa bala.


    Trevor acabara de chegar no galpão, presenciando o clarão gerado pelo teleporte que trazia Doutor D, Dominó e Magia, seguido da discussão que se iniciava entre as mutantes.


    *Doutor D está com 1 Ferimento e 1 nível de Fadiga ocasionado pela Fumaça.


    ***
    Bidy
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 553
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Bidy em Ter Jun 09, 2015 5:52 pm

    *O homem lagarto alcança o local de encontro, no galpão onde encontraram Domino. Logo ponderou sobre a possibilidade de ir até o restaurante onde poderia talvez ajudar o outro grupo, em seguida pensou sobre o que diabos está fazendo nesse lugar? Não é um soldado, de fato sua profissão anterior não tinha nada sequer remotamente similar a qualquer trabalho militar...e ainda mais andando com um grupo de sociopatas que ao contrário dele escolheram ser assim.

    *Mas é nesse momento em que o grupo surge pelo teleporte de Magia, com as duas como sempre discutindo, Trevor que estava sentado em um caixote com os braços cruzados logo se dirige a elas no meio da discussão.

    - Espero que seu dia tenha sido melhor...o nosso com certeza não tá sendo.
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7801
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Elminster Aumar em Ter Jun 09, 2015 10:58 pm

    O árabe cumprimenta Arcanjo com um gesto de cabeça, também, e mal dá tempo dele trocar palavras com Candice. Umbral observa os dois se distanciarem em direção ao navio, e ouve as orientações de Psylocke. O mutante sentiu o poder da oriental manifestar-se sobre o seu corpo. Além de não estar sentindo mais dor, o árabe agora parecia estar menos tenso e mais propenso a se concentrar em fazer o que tinha que ser feito. Mesmo assim, uma dúvida passou pela sua mente e ela nem precisou ser dita em voz alta para que a mutante telepata ouvisse.

    Eu não consegui criar uma ilusão ao redor de um bote, mas quem sabe com a sua ajuda agora eu não consiga criar esse efeito em todo o navio. Eu tenho que justificar o por quê de ter sido chamado para a X-Force, não é mesmo?

    Concentrando todas as suas forças na área ao redor do navio, Umbral tentou criar a ilusão para despistar os helicópteros que se aproximavam.
    Makaveli Killuminati
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1785
    Reputação : 8
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Qua Jun 10, 2015 4:08 am

    Mais uma vez de forma intrusa, a voz de Psylocke ecoava em cada canto da cabeça de Púrpura Celeste, claramente a mutante estava lendo seus pensamentos. Candice era desleixada, e não se importava com nada, ou quase nada, então não finge nenhum mal ocorrido, simplesmente retruca a oriental em pensamentos. - "HEEEY!!! Para de ficar lendo meus pensamentos!!! ... Ou vai acabar enlouq... Olha, acho que to me vendo na água!" - Púrpura Celeste se distrai no meio da discussão mental entre ela e Psylocke, a mercenária achava estar vendo o próprio reflexo na água, dando um xauzinho para o além, tentando ver seus movimentos no reflexo. Sobre os ombros do Arcanjo, o mutante provavelmente não sabia por quê tanto Candice abanava as mãos.

    Após o devaneio, Candice lembra que uma de suas armas estava com Umbral, então pede novamente. - Samurai!!! Joga a minha arma!!! - Infelizmente Arcanjo mal havia deixado Candice terminar a frase, o quê a faz reclamar. - Por quê vocês são tão folgados?... Você, essa Psylocke, a Magia... Que falta de respeito. - A mercenária solta um suspiro de tédio, com as duas mãos apoiando a cabeça, e esperando tediosamente a rápida viajem até o navio.

    Quando finalmente é deixada no navio vazio, e sozinha, Púrpura Celeste tentava distrair sua mente, para que Psylocke não ficasse xeretando seus pensamentos. - " Pensa em qualquer coisa, pensa em golfinho, em golfinhos explodindo... Credo, que sádico... Estrelas caindo, céu roxo, vagalumes, mísseis e bombas, mar de chocolate..." - Candice pensava em qualquer coisa enquanto saltitava dentro do navio, mexendo em alguns equipamentos que encontrava no caminho.

    A mercenária carregava em mãos a arma de rede personalizada, que era a maior arma que tinha, embora a arma fosse grande e a mutante fosse magricela, já estava acostumada com o peso. Quando finalmente chega até o compartimento onde a carga estava, Púrpura Celeste segura uma das amostras da droga na mão, e em seguida guarda a amostra dentro do cano da Arma de Rede. - "Ops... Suco de cenoura, mamute cor-de-rosa, Mickey boladão..." - Candice continuava pensando em um monte de besteiras para incomodar Psylocke caso a mutante estivesse xeretando seus pensamentos, e quando sente-se segura de quê ninguém havia percebido o quê havia feito, começava a preparar sua explosão para destruir toda a carga do navio, com exceção da amostra que havia escondido.

    Naturalmente, uma aura começava a se formar ao redor do corpo esguio e tatuado de Púrpura Celeste, o sorriso sinistro característico da mutante estava estampado na sua face, e logo concluiria a missão dada por Logan.
    Yuji Kiba
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 230
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Yuji Kiba em Qui Jun 11, 2015 11:05 pm

    Com os comentarios de Domino, D sente algo que sentiu muita poucas vezes na sua vida, satisfação, porém antes que possa saborear o sentimento, nota pessoas se aproximando de onde estavam. O primeiro instinto de D, era se esconder nas sombras, com os ferimentos e o cansaço não mostrava mais tanta disposição pra luta, embora tivesse ódio de sobra em seu coração para disparar até mesmo contra pessoas inocentes.
    Porém, antes que possa decidir fazer algo, Magia teleporta o grupo para fora dali. Chegando no galpão, D se comove com a animação das suas companheiras de equipe. Ainda meio tonto e ferido pela ação, tentava se manter de pé com a mão no local onde estava machucado e ainda respirando com um pouco de dificuldade.

    -Admiro a capacidade que vocês tem de continuar brigando depois de derrubar um prédio, sinceramente...

    D, se move até Magia ainda tossindo um pouco em seguida colocando a mão no ombro da mesma enquanto olhava diretamente nos olhos dela e tentava forçar um sorriso apesar da dor.

    -Será que dava pra tu dar uma cura daquelas de hoje mais cedo?

    Preocupado consigo mesmo, D nem mesmo nota a presença de Trevor

    Darkwes
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1390
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Darkwes em Sab Jun 13, 2015 12:15 pm






    Cais.
    Após deixar Candice no navio, Arcanjo se aproxima da lancha e fica apenas observando enquanto Umbral cria a ilusão para encobrir as duas embarcações. Psylocke, parecia concentrada em manter seus poderes em funcionamento, permitindo que os demais executassem suas ações sem interrupções ou incômodos.
    A barreira ilusória gerada por Umbral se expande rapidamente, encobrindo perfeitamente a área fazendo com que os pilotos das aeronaves sejam enganados, passando direto sobre o local sem notarem o que acontecia ali. Dá pra observar que os helicópteros se separam passados algumas centenas de metros, rumando para diferentes localidades, seus pilotos muito provavelmente estavam confusos em não encontrar o navio em parte alguma.
    Quando os dois helicópteros já estão sumindo no horizonte, Púrpura Celeste já havia se energizado completamente, liberando todo o acúmulo de uma vez, gerando novamente uma grande explosão de coloração arroxeada, forte o bastante para estilhaçar a estrutura do navio e incinerar a droga que se encontrava  no interior dos contêineres.

    A própria aura azulada que Púrpura Celeste podia gerar para defletir balas, a protegia dos efeitos da explosão, mas após esta cessar, a garota só não foi de encontro ao mar e aos destroços do navio, pois fora envolta em um escudo telecinético arroxeado gerado por Psylocke. O escudo permaneceu ativo tempo suficiente para que o Arcanjo apanhasse a garota novamente, trazendo-a de volta até a lancha, dessa vez pousando sobre a mesma, em seguida soltando Candice.

    O estrondo certamente havia chamado atenção dos helicópteros que haviam se distanciado, dessa maneira, aproveitando-se ainda da barreira ilusória, Psylocke fez com que o piloto da lancha rapidamente guiasse a embarcação para longe da explosão, rumando em direção ao cais, mas não retornando ao ponto onde tudo começou, mantendo uma distância segura. Os dois X-Men ainda acompanharam Candice e Almir até o galpão onde haviam se encontrado com Dominó anteriormente...






    Ponto de Encontro. Alguns instantes antes da chegada de Psylocke e Arcanjo.
    Magia e Dominó se encaravam de forma ameaçadora quando notam a presença de Trevor que se aproxima comentando sobre o andamento da missão. Logo em seguida, Doutor D faz um comentário sarcástico a respeito dos ânimos das mutantes e ainda questiona Magia sobre a possibilidade de utilizar seu poder de cura novamente. Dominó então demonstra desistir da discussão guardando a pistola no coldre situado em sua coxa direita e se vira, começando a caminhar em direção a escadaria que dava acesso a cabine no alto da construção.



    - Seus estraga prazer, a loirinha vai escapar por enquanto, mas meu aviso foi dado! Agora vou tomar uma ducha enquanto vocês brincam de médico aí.


    Magia por sua vez olhou na direção de Dominó que se afastava, esticando a língua pra fora e fazendo uma careta até esta desaparecer de sua visão, em seguida voltando sua atenção à Marcos e Trevor. A mutante ergueu a espada de lâmina larga sobre a cabeça, fazendo a lâmina se iluminar e feixes luminosos encobriram Doutor D, curando suas feridas. Em seguida a garota baixou a espada, encarando Trevor com um ar de desconfiança.




    - Feito... e você, o que faz aqui sozinho? Onde estão os outros?


    Antes que Trevor pudesse responder a indagação, a entrada lateral do galpão se abre e, por esta, adentram Psylocke, Arcanjo, Umbral e Púrpura Celeste.




    - Illyana. Não estamos interrompendo nada, estamos?


    A mutante de feições orientais adentrou no local com um sorriso no rosto, caminhando lentamente até onde Magia se encontrava. O Arcanjo, que estava ao lado de Psylocke, tinha suas asas recolhidas em suas costas, deixando à mostra apenas uma pequena armação metálica num formato que lembrava a letra "Y". O mutante acenou com a mão direita, questionando a garota.




    - É bom revê-la, tem notícias de Peter?


    Magia pareceu se surpreender com a presença dos dois X-Men, em seguida olhando em direção à Almir e Candice arqueando sua sobrancelha direita.




    - Vocês...? Então Logan mandou reforços... faz tempo que não vejo Piotr, Warren. Você deve ter mais contato com ele do que eu... e vocês dois, se estão aqui, suponho que esteja tudo resolvido...


    Após a resposta de Magia, Arcanjo olhou em direção a Trevor e em seguida voltou sua atenção à Doutor D, o encarando por alguns instantes com seus gélidos olhos totalmente brancos. Logo após a chegada dos 4 mutantes que vinham do cais, do alto da cabine, Dominó saiu pela porta metálica apenas enrolada em uma toalha branca observando os demais mutantes reunidos.



    - Whoa, ouvi umas vozes estranhas e pensei que fosse o entregador de pizza! Mas olha só, mais visitas!.. Então, vocês vão ficar pra jantar ou já tão dando o fora?




    *Umbral e Púrpura Celeste estão com 3 ferimentos.


    ***
    Elminster Aumar
    Administrador
    avatar
    Administrador

    Mensagens : 7801
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Elminster Aumar em Sab Jun 13, 2015 1:32 pm

    A ilusão bem-sucedida deu um novo ânimo ao árabe mutante. Após o trabalho todo realizado com a explosão do navio e a fuga dos helicópteros, Almir devolve à arma de fogo que lhe fora dada por Candice antes do grupo retornar ao galpão. Lá eles se encontram com Magia, Trevor e Doutor D, e logo em seguida com Domino, que saia de uma porta usando apenas uma toalha branca. Almir parou por meio segundo para admirar as curvas da mutante, e então contou para o resto do grupo o que havia acontecido:

    - O navio foi destruído junto com as drogas, mas lamento dizer que Bishop foi mais rápido do que nós e conseguiu pegar o que ele queria. E foi tudo minha culpa. Ele estava na minha frente pegando as drogas e eu não fiz nada para impedi-lo. - Umbral estava contando a verdade ao grupo, tirando, é claro, o fato dele próprio ter pego umas amostras do navio. O árabe ainda não sabia o que iria fazer com aquilo, mas tinha uma esperança de que aquilo ainda poderia se mostrar útil no futuro.

    Ele tentou afastar esses pensamentos de sua mente a fim de proteger-se de Psylocke, e, dirigindo-se à Magia e ao Doutor D, perguntou:

    - E o que vocês conseguiram no restaurante?
    Bidy
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 553
    Reputação : 0

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Bidy em Ter Jun 16, 2015 9:32 am

    *Antes de responder Magia a porta se abre e os outros entram.

    - Isso foi rápido…acho que os reforços deles se limitavam a aqueles dois palhaços nas docas.

    *Umbral anuncia que o navio foi destruido com as drogas, pelo menos isso...depois de tanta dor de cabeça para não conseguir entrar no navio, fica pelo menos aliviado que pelo menos as drogas não vão se espalhar.

    *O lagarto sentado nas caixas cruza as pernas e passa a mão no focinho pensativo sobre os resultados.

    - Pelo menos a maioria das drogas virou pó, Bishop vai demorar pra recuperar os prejuízos o que vai nos dar tempo para pensar em algo. Vocês por acaso conseguiram pegar alguma amostra? Eu poderia estudar ela melhor quando voltarmos para casa, quem sabe aprender algo novo, talvez um tratamento para desintoxicar mutantes viciados.

    *Logo percebe Magia estando bem desconfiada de ter chegado antes.

    - E respondendo a sua pergunta. Fomos surpreendidos pelos reforços deles, dois mutantes que nos atrasaram mas pelo menos Umbral conseguiu entrar, quando terminamos com eles o navio já tinha saído e Arcanjo só conseguia levar a pequena Charles Manson aqui...e como os policiais chegando não estavam exatamente a fim de sentar e tomar um chá.
    Makaveli Killuminati
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1785
    Reputação : 8
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Qui Jun 18, 2015 1:31 am



    Finalmente tudo parecia "resolvido", Candice faz questão de dar um belo show com uma explosão grandiosa, com fogos e fumaças púrpuras estilhaçando o navio com as amostras remanescente. Logo o Arcando a segura, impedindo que a mercenária caia na água oceânica. Os dois voltam para Umbral e Psylocke, o mutante finalmente devolve a submetralhadora de Candice, que piscava para o samurai, enquanto acariciava a arma, a mutante parecia demonstrar algum sentimento pela arma, estava com saudades, então destrava a submetralhadora dando alguns tiros para o ar. - Está funcionando! - Púrpura Celeste estava realmente feliz em ter reencontrado a submetralhadora.

    O grupo volta ao ponto de encontro. Púrpura Celeste quase nem escutava a conversa dos mutantes, estava aérea, com pensamentos longe da missão finalizada, adentrando o galpão com olhar vazio, se dirigindo até um canto solitário onde pudesse limpar as suas armas. Em certo ponto, Candice escutava o diálogo de Magia, os outros mutantes acabavam por responder, enquanto Candice só imaginava uma resposta mais ácida. - Está tudo resolvido... Mas não graças a você!... Vadia... Se eu tivesse o poder de teletransporte pelo menos saberia como usá-lo... - A mercenária continuava em seu canto, esfregando o rifle com um pano branco.

    A conversa se alongou mais um pouco, até que Trevor pergunta sobre a amostra. De costas para o Lagartão, e em um dos cantos do galpão, o mutante poderia observar os cabelos azuis de Candice escorrendo sobre as costas molhada, suada depois de uma intensa noite. Púrpura Celeste responde a Trevor. - Nope. - Sem nenhum pudor, a mercenária continuava cuidando de suas armas. Púrpura Celeste já tinha um comprador em mente para a amostra que tinha conseguido furtar, não iria simplesmente doar para Trevor estragar a amostra com suas boas intensões.

    Dominó adentra o galpão coberta apenas de uma toalha branca, e Candice não perde a oportunidade de atazanar com a garota. - Ahhhh! - Púrpura Celeste solta um agudo grito, fazendo cara de assustada e olhando para Dominó. - Oh! Desculpa, achei que fosse a Cruella! - Púrpura Celeste segurava uma risada com as mãos na frente da boca, mas logo responde a pergunta de Domino. - Não é por nada não... Mas eu to sentindo falta de casa, sabe? O Estados Unidos... O capitalismo... Eu curto mais... Eu estou pronta pra voltar, é só a Magia fazer aquela mágica bacana de teletransporte pra me levar de volta e tals... Eu adoraria... Mas, eu aceito uma pizza! - Candice terminava sua confusa frase com um sorriso no rosto, nem ela sabia se ela tinha dito que queria ir embora, ou que iria ficar.
    Conteúdo patrocinado


    Re: #01 - Gene (em) EX-tinção - Parte 01

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Out 21, 2017 4:27 am