Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Visão Geral dos Protagonistas

    1o0oP (Lui)
    Mestre Jedi
    1o0oP (Lui)
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1181
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Visão Geral dos Protagonistas Empty Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Seg Abr 30, 2018 12:26 am

    Visão Geral dos Protagonistas Jornad12

    A seguir uma postagem para cada jogador com seus personagens e fichas seguindo o modelo abaixo.
    1o0oP (Lui)
    Mestre Jedi
    1o0oP (Lui)
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1181
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png

    Visão Geral dos Protagonistas Empty Re: Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por 1o0oP (Lui) em Qua Maio 02, 2018 2:40 am

    Código da postagem


    Código:
    [justify]
    [center][b]Nome do Personagem[/b][/center]

    [center]IMAGEM[/center]

    Nick name do Jogador: "Aqui"

    Ficha do Personagem: "[url=URLAQUI]Nome do Personagem[/url]" (Link da ficha que deve estar em pasta compartilhada do grupo no dropbox como indicado ao lado)

    [quote]
    [center][b]Background[/b][/center]

    Escreva aqui ...
    [/quote]

    [/justify]
    [quote]
    [center][b][size=16]Alinhamento[/size][/b][/center]

    [b]Palavras-Chave[/b]: [i]aqui[/i] ; [i]aqui[/i] ; [i]aqui[/i] ; [i]aqui[/i] ; etc ...

    [b]Valores[/b] (Verdades em que Acredita ; "Axiomas" da Personalidade ; Crenças sem Explicação ; Acredito porque Acredito! ; Derivam das Palavras-Chave)

    - [i]aqui[/i]
    - [i]aqui[/i]
    - [i]aqui[/i]

    [b]Ambições[/b] (Desejos Abstratos, Profundos, Fantasiosos ; Sonhos ; Derivam dos Valores)

    - [i]aqui[/i]

    [b]Objetivos[/b] (Planos de Ação ; Respostas para: "Como exatamente pretende atingir suas Ambições?")

    - [i]aqui[/i]

    [/quote]
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7303
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Visão Geral dos Protagonistas Empty Re: Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por Dycleal em Sab Maio 05, 2018 4:56 pm

    Yrel Nak´Dur

    Visão Geral dos Protagonistas Yrel_n12


    Nick name do Jogador: @Dycleal

    Ficha da personagem: "Yrel Nak'Dur "


    Background

    Yrel Nak´Dur nasceu na floresta mágica das fadas de Nak'Dur, há 85 anos. Seu pai um duende e sua mãe uma Eladrin. Viveu com a mãe Yrana e seu irmão mais velho Ysmar. Até que foram levados pelo desejo de servir a sua comunidade e seu irmão foi estudar com um clérigo amigo da sua mãe em Treston na região de Ventuna à sudoeste da floresta e Yrela foi estudar druidismo com os druidas da Lua na floresta e na Agrestia das fadas. Após 20 anos ambos voltam, porém no dia combinado, seu irmão não aparece. Angustiados, Yrel promete a mãe que irá encontrá-lo e esclarecer este misterioso desaparecimento e após três semanas encontra-se em Treston para conversar com o Clérigo humano, Ragnar De Hallis, o mestre do seu irmão, portando uma carta da sua mãe explicado o ocorrido.


    Alinhamento

    Palavras-Chave: Liberdade ; Natureza ; Beleza ; Família

    Valores (Verdades em que Acredita ; "Axiomas" da Personalidade ; Crenças sem Explicação ; Acredito porque Acredito! ; Derivam das Palavras-Chave)

    - Beleza da liberdade é poder conviver com a natureza em todos os lugares e ter uma família para onde voltar.
    - A natureza é bela, preserva-la é a verdadeira liberdade.
    - A beleza da vida é amar e contemplar a natureza, defendendo-a para viver-mos nela com auto-suficiência com a nossa família.

    Ambições (Desejos Abstratos, Profundos, Fantasiosos ; Sonhos ; Derivam dos Valores)

    - Conhecer a natureza em varias partes do continente, para aprender e desenvolver sabedoria e com esse conhecimento poder defender e ajudar a preservar a natureza.

    Objetivos (Planos de Ação ; Respostas para: "Como exatamente pretende atingir suas Ambições?")

    - Meu irmão desapareceu, por isso, minha ambição fica para depois, primeiro tenho que encontrá-lo! Ouvi falar que ele foi levado para Dehill, vou virar aquele lugar de ponta cabeça e chacoalhar até ele cair, só saio de lá com meu irmão junto comigo.

    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10124
    Reputação : 75
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Visão Geral dos Protagonistas Empty Re: Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por Sandinus em Seg Jun 29, 2020 11:43 am

    Gluker, o Grung Dourado
    Visão Geral dos Protagonistas Med11

    Nick Name do Jogador: @Sandinus

    Ficha d e personagem: Só disponível no Roll20



    Background

    Das terras úmidas dos pântanos de Kuruwata veio Gluker fugido da perseguição do mais novo líder da tribo o Feiticeiro Glubisg, eleito pela tribo. Porém suas ações e atitudes passaram a ser extremamente tiranas causando a insatisfação de muitos da tribo, mas, pela tradição, independente de quem for eleito e de suas características era fato que deveria ser obedecido e seguido.

    Durante anos Gluker obedeceu e seguiu Glubisg, mas o modo injusto que ele tratava os membros da tribo foram enchendo a paciência de Gluker que mesmo sendo da casta mais alta e poderosa se recusou a aceitar e articulou o golpe contra Glubisg. Para seu azar Glubisg era esperto e sempre estava  um passo  frente de Gluker, então armou uma arapuca e capturou Gluker que foi julgado culpado e condenado a morte. Aquilo era ultrajante para Gluker que era conhecido como um dos Heróis da Tribo, um campeão do povo Grung ganhando este titulo e ascendendo a casta dos dourados após derrotar aquela que seria a líder das serpentes do rio que a tribo dos Grungs viviam em guerra, diminuindo a pressão delas para com eles.

    Antes de mata-lo Glubisg que era um dos "nobres" da tribo pagou um grupo de Grungs para  espancar Gluker antes de leva-lo ao sacrifício conhecido por "Morte Seca" onde o grung condenado ficava preso numa gaiola a luz do sol sem comida e com água apenas para sofrer mais e agonizar em sua morte, sem dormir submerso até que a morte o acometesse pela fadiga ou pela fome.

    No dia do inicio de sua aplicação da pena seu fiel amigo Grober um Grung Azul, o resgatou durante a noite e ambos fugiram, mas, para azar de Grober ele acabou sendo capturado pelos caçadores Grung e Gluker afastou-se o quanto pôde e jurou vingança, passando a trabalhar como mercenário.

    Foi então que ele foi acolhido por um monastério de monges e passou a treinar com eles durante alguns anos. Lá ele tinha uma vida confortável, mas percebeu que ficando ali não ganharia poder para se vingar. Decidiu então sair do monastério para buscar mais trabalhos como mercenário e durante suas andanças se aproximou da cidade de Dehil, porém, para sua surpresa, antes de adentrar a seus limites foi emboscado e atacado por um grupo de caçadores Grungs e quando já estava perdendo a esperança e a beira da morte um grupo de humanos passou e acabou enfrentando os Grung.

    Gluker se rendeu, mas os demais continuaram atacando os humanos e foram mortos. O monge foi capturado e interrogado por um xerife que acreditou no que ele contou pedindo ainda ajuda a Gluker para solucionar alguns problemas. Grato o Grung aceitou e partiu em missão nos ermos do norte.

    Alinhamento

    Palavras-Chave: Justiça, impiedade, força e vingança

    Valores:

    -Se existem normas elas devem ser cumpridas té o momento que me sejam úteis.

    -A piedade é para os fracos, aqueles que buscam a própria destruição devem ser atendidos mesmo que peça clemência.

    -Subjugar pela força é sinal de respeito e autoridade, os fracos devem obedecer os mais fortes ou lutarem até o seu fim.

    -A vingança é um acerto de contas que acalma a mente e o coração, todos os que tentaram me prejudicar e destruir deverão ser aniquilados.

    Ambições:

    -Preciso me tonar mais e mais poderoso, para que os que não me respeitem pelo respeito me respeitem pelo medo.

    Objetivo:

    -Voltarei para minha tribo um dia e destruirei os inimigos de meu povo arrancando a cabeça do tirano e cravando em uma lança para que todos lembrem de seus limites.
    Felux
    Forasteiro
    Felux
    Forasteiro

    Mensagens : 2
    Reputação : 2

    Visão Geral dos Protagonistas Empty Re: Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por Felux em Dom Ago 30, 2020 3:22 pm


    Jezebel, a Sã

    Visão Geral dos Protagonistas Med

    Nick name do Jogador: @Felux

    Ficha do Personagem:Só no Roll20

    Background
    Eu sou Jezebel Inke. Uma das quatro filhas de Elaine e Alvim Inke.

    Como muitos em minha atual posição, eu nasci na nobreza, filha de um homem desaparecido e de uma mulher dona de uma pequena cidade em Winddum, eu sempre tive meu espaço na sociedade perfeitamente ajustado, meu futuro também era planejado por mãos terceiras, mas nada decidido por mim mesma. Minhas irmãs mais velhas, Tereze, Lillian e Amélie sofreram das mesmas coisas que eu, destinos montados, mas não por elas.

    Tereze perdeu a cabeça ao se casar com um homem que não amava, minha mãe apresenta ela como uma mulher de mil talentos, mas Tereze não é nada além de uma mulher melancólica que passa seus dias sentada na frente de um piano, olhando para o nada.

    Lillian fugiu de casa e foi encontrada mergulhada em seu próprio sangue alguns dias depois, no meio da floresta. Acontece que enquanto procurava fugir para uma vida de plebeu, ela encontrou um urso no caminho e acabou perdendo na luta contra o animal. Felizmente ela sobreviveu, mas não possui um braço e um olho. A pobre criatura que atacou ela hoje é um enfeite na sala de visitas de minha mãe.

    Amélie é a mais trágica. Não pôde se casar por conta das doenças que possuía e recebeu o título de "Amélie a leprosa." ela passa seus dias olhando pela janela do quarto, esperando o momento que a morte vai vir levar ela desse plano. Eu rezo todos os dias pela minha irmã.

    E eu, Jezebel. A mais nova das quatro irmãs e também a única que não se deixou cair na loucura. Como as pessoas de nossa cidade gostam de chamar, "Jezebel a sã". Por esse motivo eu estava destinada a carregar o futuro da cidade, eu iria casar com o dono de algumas terras por perto e fazer nossa cidade crescer e estava de acordo com esse futuro, mas eu também possuía minhas próprias ambições. Talvez devessem me chamar de Jezebel, a ambiciosa.

    Meu pai, que eu tive o prazer de conhecer na infância, sempre foi um assunto desviado de mim. Minhas irmãs falavam como se ele fosse um anjo que desceu na terra, minha mãe o tratava como o único amor de sua vida e eu tinha poucas lembranças dele. O que eu sabia era que meu pai havia viajado em uma expedição com outros donos de terras e lá eles foram emboscados por alguns ladrões e morreram em combate.
    Eu acabei crescendo em um ambiente agressivo pela falta de meu pai, talvez o que fez minhas irmãs caírem na loucura e minha mãe se tornar tão distante foi justamente a morte dele. Eu me esforcei para não chamar atenção a maior parte de minha vida, passando meus momentos treinando minhas artes e respeitando ordens de minha mãe, enquanto em segredo, durante noites escuras e solitárias, eu aproveitava para conhecer o oculto e magia. Segui o caminho da bruxaria.

    Em meus estudos, eu descobri sobre o pacto com um ser chamado "Aquele que Espreita", que revelou segredos que até então eram desconhecidos por mim. Dizem que a curiosidade mata o gato, mas a curiosidade apenas me levou ao conhecimento e conhecimento é poder.

    É incomum de um Grande Antigo se comunicar com estudiosos dos segredos que eles revelavam, mas eu fui abençoada com uma mensagem de Aquele que Espreita. Durante meus estudos, eu perdi o controle do meu próprio corpo, cortei minha mão e joguei meus papiros para os lados, em minha parede, com meu sangue, eu comecei a escrever algo até eu cair e retornar a minha consciência. Peguei uma vela para ler o que havia escrito na parede.
    "Seu pai ainda está vivo."
    Era o que dizia.

    Eu não sei por que esse conhecimento havia sido revelado a mim, nem sua importância, mas o que eu saiba era que eu tinha acabado de descobrir algo enorme, não apenas para mim, mas para toda minha família.

    Eu não sei se reagi de medo ou se era o desejo de fugir de casa e conhecer o mundo, mas eu nunca disse para minha mãe sobre o que eu havia descoberto. Como poderia? Ela não fazia ideia dos meus estudos do oculto, afinal para todos eu era Jezebel a sã. Mas eu não poderia simplesmente deixar a mensagem ser esquecida. Na mesma noite, eu fui escondida até o quarto que antes era a sala de estudos de meu pai e procurei pela carta que o convidava para a expedição e descobrir a localização que eles seguiriam.
    Juntei algumas de minhas coisas - de forma tosca e irresponsável - e joguei em uma mochila. Roubei um pouco da despensa, para que eu pudesse ter comida em minha viagem e peguei um dos cavalos da família, Noite, a égua mais amistosa que eu já havia visto.

    E então eu sai ao mundo, em procura do meu pai e respostas.
    Por quê ele nunca voltou?
    O que era essa expedição?
    E o mais importante de todos.
    Por quê o meu patrono me deu essa informação?


    Alinhamento

    Palavras-Chave: Curiosidade ; Conhecimento ; Poder ; Oculto ; etc ...

    Valores (Verdades em que Acredita ; "Axiomas" da Personalidade ; Crenças sem Explicação ; Acredito porque Acredito! ; Derivam das Palavras-Chave)

    - Toda pergunta tem uma resposta, e é nosso dever ir atrás dessas respostas.
    - O mundo é cheio de coisas fascinantes, aqueles que não se interessam pelo oculto são ignorantes.
    - Recusar conhecimento é quase um crime tão grande quanto assassinato.
    - É o dever da juventude ser melhor do que a geração anterior.

    Ambições (Desejos Abstratos, Profundos, Fantasiosos ; Sonhos ; Derivam dos Valores)

    - Descobrir os segredos do mundo. O que é magia? Por que ela existe? Por que estamos aqui? Responder perguntas sem respostas e saciar a própria curiosidade.

    Objetivos (Planos de Ação ; Respostas para: "Como exatamente pretende atingir suas Ambições?")

    - Encontrar o próprio pai e entender os motivos de seu sumiço.
    - Descobrir o que era a expedição de meu pai e seus colegas
    - Entender as motivações de meu patrono por me dar a informação do fato de que meu pai está vivo.

    AndréMarrão
    Troubleshooter
    AndréMarrão
    Troubleshooter

    Mensagens : 954
    Reputação : 24
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Visão Geral dos Protagonistas Empty Re: Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por AndréMarrão em Seg Ago 31, 2020 3:16 am


    Azdrel HairyFeet

    Visão Geral dos Protagonistas 1876acb0f5e89aca9db771dede7b7add

    Nick name do Jogador: "AndréMarrão"

    Ficha do Personagem: "Por enquanto apenas no Roll20"

    Background

    Azdrel Nasceu em Asstone, uma vila de hobbits no reino de Ventuna (capital Carmost), a cidade é chamada pelos seus moradores de "Condado".

    Desde Cedo sentia-se enfadado, curioso, para alguns outros hobbits instável. Olhavam com estranheza a inquietude do pequeno HairyFeet, pois mesmo para um hobbit tão jovem ele era baixo até demais.

    Assim que pôde alistou-se para os Constabulários da Vila Geral. Um Grupo criado pelo Thain, um herói e antigo aventureiro.

    Azdrel destacava-se pela sua presteza e confiabilidade. Devido a sua pequena estatura, tinha facilidade em se enfiar por lugares que os outros não eram capazes. E assim quando foi necessário, O Thain cedeu um de seus melhores batedores ao reino Vizinho, pois por lá estava tendo problemas de ataques de bandoleiros as principais caravanas que saiam da capítal, as caravanas que eram patrocinadas pela própria coroa.
    Desde o início Azdrel achou estranha a atitude de alguns condutores, apesar do perigo, falavam de ganhos fáceis com aquelas viagens, mesmo com ataques anteriores, aqueles homens não tinham a aparência de terem sofrido perdas.Era estranho pois alguns, menos cuidadosos, mostravam relíquias de família que saqueadores nunca iriam deixar de levar.

    Assim, quando começou a fazer suas obrigações de Batedor, o Pequeno HairyFeet ficou bem atento tanto para emboscadas a frente, contra a caravana, quanto para atitudes suspeitas vindas de trás. Estava muito a frente e ouviu de trás, muito antes do combinado, seu nome ser chamado, não deveria ser outro batedor tão perto assim dele. Ao invés de responder, o pequeno se escondeu,
    Que sorte que teve, escondeu-se exatamente onde um dos outros batedores marcou de encontrar-se com alguns dos bandoleiros.
    Armaram todo o teatro e frisaram que o baixinho era uma ponta solta e devia ser calado, pois sabiam que ele não era de se vender.

    E assim HeiryFeet se afastou e voltou sozinho o mais rápido que pôde até a cidade. Se tivesse sorte ele estaria de volta antes do ataque acontecer e com algum reforço.

    Encontrou o contato entre o Condado e a Capital. E logo convenceu-o do que estava ocorrendo.

    Então montaram um contingente de bom tamanho para sobrepujar tanto os guardas vendidos quanto os Bandoleiros. Partiram em desabalada. Chegaram no momento em que os bandoleiros matavam o ultimo guarda leal a Capital. Aquilo entristeceu o pequeno pois se culpou de não ter avisado outros que como ele não eram metidos com estas falcatruas.

    Foi uma batalha e tanto, pois ao ver a chegada dos soldados os corruptos e os bandoleiros perceberam que estavam fritos e que se não matassem todos os soldados eles seriam de uma forma ou de outra destruídos, por isso lutaram com afinco redobrado. Azdrel corria entre inimigos e amigos criando algum mal entendido e dando chance para destruírem logo e o mais rápido possível os inimigos mais fortes e os Líderes. Alguns dos mercadores que estavam mancomunados com os ladrões vendo a maré mudarem e haviam ficado escondidos ao invés de tomar partido, pegaram em armas e foram ajudar os soldados leais ao Reino. Eles aproveitaram para garantir que nenhum dos bandoleiros ou soldados ficassem vivos para falar algo. Disseram depois estarem tomados de raiva por tamanha traição.

    Um desses comerciantes corruptos era um falso seguidor de Prosperus, o Deus da Prosperidade. Ele se chamava Peculiar Cromwell, tinha muita influência. Ele conseguiu convencer aos outros guardas que nada teve a ver com aquilo e através das capacidades que ganhava do Deus das trapaças os enganou e continuou gozando de seu bom nome, mas Azdrel deseja um dia expor aquele homem, o culpado pela morte de bons soldados. Um dia Azdrel vai mostrar que ele era o culpado de tantas mortes e muitas outras que viu depois.

    Azdrel foi considerado um herói, pois a armação era, roubar a caravana patrocinada pelo reino, pois tudo que era perdido, caso a caravana fosse atacada era pago pelo tesouro real, como se tivesse sido comprada no fim da viagem. Garantiam os lucros e os bens que eram transportado geralmente eram usados novamente na próxima caravana ou vendidos em alguma outra cidade.

    Azdrel foi enviado para várias outras missões, sempre considerado como um exímio batedor. Mas em seus momentos vagos ele investigava Peculiar e por vários motivos acabou descobrindo que havia algo que poderia ser descoberto na Cidade de Dehill, Alguém no templo de Prosperus poderia ter alguma informação interessante para Azdrel, o pequeno batedor.



    Alinhamento: Caótico e Bom (bucha)

    Palavras-Chave: Amizade ; Solidariedade ; Liberdade ; Comida ; Família

    Valores (Verdades em que Acredita ; "Axiomas" da Personalidade ; Crenças sem Explicação ; Acredito porque Acredito! ; Derivam das Palavras-Chave)

    - Nossa Parte é dedicar nossa vida na defesa de outros.
    - Se o bom ficar parado, perante a algo de mal que esteja ocorrendo, o mal vencerá.
    - Não há mal que sempre dure ou bem que nunca acabe, temos que fazer nossa parte sempre.

    Ambições (Desejos Abstratos, Profundos, Fantasiosos ; Sonhos ; Derivam dos Valores)

    - Tornar o mundo, ou ao menos o lugar onde eu esteja, melhor para as pessoas comuns, para aquelas que não podem lutar por si.

    Objetivos (Planos de Ação ; Respostas para: "Como exatamente pretende atingir suas Ambições?")

    - Nunca esquecerei da corrupção que matou vários bons soldados para trazer lucro. Um dia os culpados serão levados a justiça, dos mortais ou divina!
    - Desvendar e expor aqueles que fazem o mal, assim como exaltar os que fazem o bem.

    Conteúdo patrocinado


    Visão Geral dos Protagonistas Empty Re: Visão Geral dos Protagonistas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 29, 2020 1:20 am