Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sons, gostos e cheiros

    Tellurian
    Tecnocrata
    Tellurian
    Tecnocrata

    Mensagens : 341
    Reputação : 27
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Tellurian em Seg Mar 16, 2020 9:33 am

    A preocupação de Clement se desfaz no momento que as primeiras notas soam, doces e harmônicas. Apesar da aparência desgastada pelo tempo e abandonada, as teclas de marfim claro e a afinação impecável eram sinais claros que alguém havia dado atenção ao instrumento. A casca exterior estava suja, mas isso era apenas marca do desuso pelos frequentadores e funcionários da casa de chá. A despeito disso, os mecanismos internos estavam bem lubrificados, as teclas estavam leves ao toque e o som, impecavelmente afinado.

    -"Ara... Kurementu-san sabe tocar, então? Pode tocar algo pra nós?"- Hana tinha um grande sorriso de satisfação ao ver Clement dedilhar o piano. Ela havia apanhado uma bandeja e o objeto agora estava aninhado entre seus braços, enquanto a moça aguardava.
    Dalek
    Neófito
    Dalek
    Neófito

    Mensagens : 16
    Reputação : 0

    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Dalek em Seg Mar 16, 2020 1:09 pm


    Clement sorri satisfeito, enquanto olha para Hana desconcertado. Ela o olhava atentamente como se tentasse decorar uma mágica de seus dedos, então ao olhar atras dela nota uma pequena cascata de bambú, que deixava uma pequena quantidade de água cair sobre um bambu um pouco maior provavelmente vindo de canos atrás da casa de chá, aquilo dava um som fluido e tranquilo no ambiente e com isso percebe que ele nao incomodou ninguem ao contrário, se fez a atenção no pequeno estabelecimento. Nesse momento um silêncio sombrio ecoava junto das águas e de pequenos sons de cuias de porcelana sendo postas sobre a mesa. Enquanto passa a mão sobre um banco guardado sobre o instrumento, ele o observa e decide aceitar o convite.
    Tirava a poeira com leveza para nao espalha-la pelo ambiente, também nao queria fazer bagunça não viera para isso, mas enquanto passava suavemente suas mãos empurrando a poeira do móvel para se sentar, sua mente viajava pensando no que iria tocar que agradasse Hanna e seus colegas de trabalho, algo dançante, um soneto mais profundo, uma melodia dramática não sabia, aquele piano viajara longe ate aqui, não eram instrumentos comuns fora do ocidente isso ele tinha certeza. Arranhando seu idioma ele fala para Hanna com tranquilidade "- Eu saber tocar... Algo". Sentou-se, olhou a parede verde desbotada a sua frente, imaginou um jardim, uma plateia sobre um jardim desconhecido. Um rio cortando vastas planícies. Ele levanta as mangas de sua camisa ate seu antebraço e então colocando suas mãos sobre as teclas; Ele sorri, dizendo em seguida *- Com todo prazer* e começando de leve ele se aprofunda em seus pensamentos, deixando livre a mais sutil nota de sua imaginação.



    Após terminar a ultima nota, ele suspira, e sai do seu transe calmo, e devagar baixa a tampa do antigo instrumento a fim de proteger seu precioso patrono, os campos de sua mente vieram a tona e se foram lentamente com o final de sua melodia, agora pode olhar para a real motivação de suas ideias. Hana estava ali ainda com o mesmo sorriso empolgado. então pigarriando ele fala "- me perdoa eu demorei muito, nao vi tempo passar."

    *
    Tellurian
    Tecnocrata
    Tellurian
    Tecnocrata

    Mensagens : 341
    Reputação : 27
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Tellurian em Qui Abr 16, 2020 2:23 pm

    As notas doces de Clement ecoam pelo restaurante apertado. Graças à inesperada (e potencialmente hostil) platéia, o rapaz começa de forma tímida, tocando as teclas do piano como se elas fossem mordê-lo. Mas conforme a música se desenvolve, Clement começa a entrar naquele mundo particular que apenas os talentosos tem acesso. A música se aprofunda conforme a mente se perde na harmonia. As cores se borram e se desvanecem, e tudo começa aos poucos a não importar mais. A vibração das notas parece subir pelos braços de Clement e ressoar em seu coração, e a própria respiração se metamorfoseia no metrônomo que rege o compasso da melodia.

    Qual a cor de um Ré menor? Como é o gosto de uma Clave de Sol? Notas bemol tem um cheiro mais floral que os altos sustenidos? Aquele mundo particular de Clement, onde ele estava seguro e nada existia além de música, o tempo parecia fluir de um jeito diferente. A música tinha um período definido de tempo, de poucos minutos. Mas para Clement parecia que haviam se passado horas, ao mesmo tempo em que tudo parecia ter durado apenas o tempo de um suspiro. Não importa onde estivesse, nos teatros esplêndidos da terra da Rainha ou em uma apertada casa de chá nas ilhas do Sol Nascente. O mundo da música era um lugar maravilhoso, onde Clement ansiava por entrar e lamentava por sair.

    Quando as ultimas notas soaram, o piano parou de vibrar lentamente, deixando uma sensação de latência nos ouvintes. Como um doce gostoso que acabou, mas ainda deixa o sabor suave na boca por vários momentos depois do fim. Clement pigarreia e olha em volta, pedindo desculpas pela demora. O que ele vê é uma Hana embasbacada, com o queixo prestes a atingir o chão. A sua colega de trabalho também olhava do balcão, com um grande sorriso impressionado estampado no rosto. Na única mesa ocupada do restaurante, um velho senhor estava às lágrimas.

    O velho se levantou, e ofereceu uma grande reverência à Clement. -"Arigato gozaimasu. Hontou ni arigato."- e logo em seguida foi amparado pela colega de Hana, que o colocou novamente sentado na mesa. O velho senhor estava profundamente emocionado, mas tinha um sorriso enrugado, desdentado e simpático no rosto.

    -"Tem alguém que eu gostaria que você conyecesse, Kurementu-san."- A voz de Hana escondia notas de emoção, e ela tinha um sorriso doce no rosto.
    Dalek
    Neófito
    Dalek
    Neófito

    Mensagens : 16
    Reputação : 0

    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Dalek em Qui Maio 28, 2020 6:14 pm

    Você já ouviu um elogio de verdade? Uma sensação que vem chegando de baixo como um vapor quente de uma locomotiva.
    Naquele momento era essa sensação que transpassava seu corpo. Hana era uma pequena flor que agora desabrochava diante Clement, seu único sorriso era bem mais satisfatório que uma plateia inteira de críticos num teatro lotado, e com certeza isso ele ja vira varias e varias vezes, apesar de seu talento atingir o sucesso próprio é uma conquista difícil para um homem com Clement.

    O senhor não parecia nervoso quando se levantou, caminhou ate Clement e lentamente juntava suas mãos, logo ele percebeu que aquele gentil gesto era também outro grande reconhecimento do seu trabalho, estudo e dedicação. Não pudera responder a altura pelo baixo nivel de vocabulário, mas devolveu o gesto para que não faltar com respeito. Esse velho piano, ancorado nessa praia, nesse restaurante era como um velho baleiro que pescava nos mares mais antigos, permanecendo intacto fazendo o melhor do seu trabalho, mesmo depois de décadas de uso. Clemente sabia tocar uma porção de instrumentos, mas de longe o piano, seu querido instrumento era o que mais tocava os corações das pessoas, e ele sabia o porque.
    Hana falou que precisava conhecer alguém, quem será, aquele restaurante realmente não parecia com tantos funcionarios para serem apresentados assim, ainda sim não poderia recusar.

    Claro, mas você me prometeu cozinhar algo bom, não vá me deixar na vontade tudo bem? Clement sorri gentilmente ficando totalmente corado enquanto coloca a mão no queixo coçando a fina pelugem que cresce ali.

    Antes de buscar um local para se sentar ele olha para trás pensando em quantas historias esse piano já nao viveu, se aproximando para uma despedida ele passa a mão de leve mais uma vez sobre sua madeira que agora nao demonstra mais fragilidade, o forte som que urrava do piano provou sua imponência, e Clement respeitava isso a uma forma muito sentimental. Recolheu seu banco, arrumou a tampa media e se virou para o lugar. agora olhando direito o recluso restaurante parecia pequeno em tamanho, mas em detalhes e cultura ele parecia muito rico, a arquitetura inglesa era refinada e esbelta, mas a japonesa era delicada e diversa, um tom dourado esquiva sobre as travessas das portas, um desbotado na pintura demonstrava sua idade, mas em cada uma das parede existia uma grande pintura de uma flor em tinta dourada, parecia um emblema ou alguma coisa familiar, Clement ouvira historia de grandes casa do japao como a do próprio xogun, governante dessas terras, talvez em outra época esse fora um grande restaurante, talvez tenha oportunidade de perguntar a Hana depois..

    Agora por um minuto a imaginação de Clement viajava entre as eras buscando respostas para cada detalhe naquele estabelecimento, mas isso tudo foi rapidamente apagado pela pequena imagem de Hana o chamando para mais perto, ele caminha desnorteado e sorri.
    Tellurian
    Tecnocrata
    Tellurian
    Tecnocrata

    Mensagens : 341
    Reputação : 27
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Tellurian em Ter Jul 21, 2020 3:55 pm

    Hana tinha um grande sorriso no rosto. Clement não podia deixar de notar o quanto a moça era pequena. A moça era delicada em cada detalhe. Clement pegara gosto em observar os japoneses se dedicando em suas tarefas diárias. Era impressionante como buscavam de forma incessante a perfeição em absolutamente cada detalhe. Clement jamais havia visto tamanha disciplina. E Hana tinha um charme a mais, porque a moça exalava feminilidade. Seja na forma habilidosa como manuseava os grandes hashi que utilizava para cozinhar, seja no coque que havia feito para impedir que seus longos cabelos caíssem na comida, deixando soltos pequenos fios negros de cabelo na sua nuca. Na forma como ajeitava os cabelos para trás da orelha ou no biquinho delicado que fazia para soprar os quentes pedaços de frango empanado que acabara de fritar, para prová-los. Achou graça em como a moça notou que ele a observava e ruborizou ao perguntar-lhe "oque foi?" com seu sotaque carregado.

    Os aromas da cozinha também eram imensamente convidativos. Claro, comida frita sempre cheira bem. Mas haviam notas mais delicadas, como gengibre, canela e outras especiarias, que davam corpo e cor ao cheiro, tornando-o quase obsceno a quem tinha o estômago tão vazio quanto o de Clement. Hana também prepara um famoso chá Oolong, que Clement já havia conhecido e se maravilhado. E era raro que um inglês se impressionasse com chá. Era um elogio que não podia deixar de ser notado.

    Hana e os outros funcionários do estabelecimento conversavam e riam, contavam histórias e piadas. Riram muito quanto Clement acabara comendo por engano uma porção generosa de wasabi e quase cuspira uma labareda de fogo. Ainda tinha as orelhas quentes quando Hana lhe trouxe água fresca.

    Clement não conseguia ver naquelas pessoas gentis e divertidas nada dos terríveis selvagens bárbaros sobre os quais os marujos contavam histórias de terror. Naquela tarde, teve certeza que tudo não passava de exageros. Tão reais quanto os contos de pescadores que se gabavam de terem pescado baleias. As horas passaram sem que o rapaz inglês pudesse notar.

    Quando o sol começou a enfraquecer, e o céu ganhou tons lindíssimos de rosa e laranja, Clement saiu do restaurante com Hana. Ela lhe disse que a pessoa que ela gostaria de apresentar-lhe estava do outro lado do canal, em terras japonesas. Que ele poderia ir com ela agora, e ela lhe ofereceria hospedagem em sua casa pela noite. Mas que entenderia caso Clement decidisse não se arriscar. Ela sabia que estrangeiros temiam se aventurar em terras japonesas além da segurança de Dejima.
    Dalek
    Neófito
    Dalek
    Neófito

    Mensagens : 16
    Reputação : 0

    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Dalek em Ter Set 01, 2020 3:20 pm


    Já é tao tarde? Pensou consigo mesmo. O dia foi exaustivo ao extremo, porém não como um dia de trabalho árduo e sem descanso, mas sim como uma semana inteira de farra e bebedeiras. Aquela tarde tinha passado tão intensamente e rápida que mal pode ver o movimento do restaurante se encher e esvaziar. Sinal que a calmaria havia tomado conta de seu peito, estava relaxado, totalmente despreocupado. A angústia que pairava sua sombra era densa e permanente, ele parecia estar vagando ao nada todas as manhãs em Dejima. A ilha era altamente convidativa aos olhos dos ocidentais, porem desde que chegara ali, só tinha ficado entediado, mais e mais curioso.

    O convite que Hana fizera era praticamente um choque de realidade na monotonia de seus dias, "Eu? Explorar o outro lado da ilha? Mas óbvio que iria, afinal as barbáries não passam de exageros e as pessoas parecem gostar de mim, será uma boa chance de olhar mais um pouco essas terras. Além de… Conhecer mais a Hana" Clement cora a face inteira ao pensar nisso, deixando um pigarro transparecer na sua voz ao responder;

    "— Uhuuff... Então, senhorita Hana, não que eu vá abusar de sua boa vontade, mas a senhorita poderia me acompanhar antes? Eu queria lhe mostrar algo, aliás, te dar algo como agradecimento por essa tarde esplendida." Lembrou de um senhor no píer, logo depois de sair da casa de chá com Richard, ele vendia um tipo de concha azul com um adorno de uma flor que não reconhecia, era um broche para o cabelo, seus cabelos negros combinariam bem com um enfeite, e também não queria deixar passar despercebido sua visita nesse continente, ao menos alguem além dele vai se lembrar que ele esteve ali.


    Caminham alguns minutos ate chegar no píer, Clement pede que Hana espere um minuto, e corre na direção do senhor sentado em um barril, ele tem uma lona entendida na beira da calçada, nela, diversos acessórios brincos e coisas artesanais, parecia um presente simples, mas sabia que pela bondade dela, agradaria com certeza. Em um minuto ele volta correndo, seus cabelos desajeitados pelo vento balançam agora na mesma sincronia do forte vento que vem das ondas, a moça aguardando olha com olhos profundos pra ele, de cima, Clement vê quase que olhos de súplicas, ainda não intendia oque era mais profundo e curioso, se era o oceano que ali o trouxe, ou os olhos dessa jovem tao gentil. Estendeu a mão e colocando o seu chapéu no peito ele gentilmente entrega o presente.

    " — Obrigado por hoje, sei que não é muito, mas em algum lugar devo achar algo que mais lhe agrade" E como no dia inteiro, um sorriso sincero agora surge no rosto de Clement.
    Conteúdo patrocinado


    Sons, gostos e cheiros - Página 2 Empty Re: Sons, gostos e cheiros

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Set 25, 2020 7:35 pm