Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Golu II (SP) - Bahamut

    bahamut
    Mutante
    bahamut
    Mutante

    Mensagens : 524
    Reputação : 102

    Golu II (SP) - Bahamut - Página 5 Empty Re: Golu II (SP) - Bahamut

    Mensagem por bahamut Seg Maio 24, 2021 8:30 pm

    Depois das palavras de Zozo, Golu acena em agradecimento, colocando Mikaela no ombro como sua nova posse. Allura sorri mordendo os lábios se lembrando de quando foi capturada e levada como prêmio. Ela sobrevoa Golu, posando nos ombros dele e começa a bulinar a nova posse de seu marido.

    Allura: - Ain Golu, toda essa cena me deixou com tanto tesão! E ela está tão gostosa com esse rabão aberto e empinado.

    Allura então faz crescer um falo em sua vulva e mete na boca da futa e enquanto isso, usa a sua língua demoníaca e a introduz no rabo recém fodido. Golu não reage e continua andando enquanto Allura se diverte em seu ombro. A brincadeira acaba rendendo posteriormente e as outras esposas se juntam, acariciando, lambendo e mordiscando Golu, Allura e Mikaela até que todos se engalfinhavam em um sexo grupal com direito a muitos gemidos orgásticos e muita porra. No dia seguinte Mikaela e Lillith conversam sobre por onde seguir caminho e Golu decide ouvir sua esposa. Ao seguirem caminho chegam em um vilarejo que parece abandonado. O aviso de Rinkah ao chegarem foi seguido pela presença de uma Nekojin que os identificou como sendo enviados das Samurais e então vários arqueiros surgiam nos telhados. O grupo ficou ansioso e o perigo era iminente. Golu se preparou para falar quando Fafnir se adiantou e convocou a Nekojin para um duelo. Isso acarretou na mudança de uma situação extremamente perigosa para algo instigante. A luta era acalorada, torcidas se faziam ouvidas e Zozo ao lado de Golu o parabenizava por ele ter as melhores esposas...

    Golu: - Golu saber escolher e cuidar de esposas. Se Zozo quer aprender, Zozo mora em Karthak e aprende com Golu.

    O combate logo termina em empate com uma cena de sexo muito instigante... As pessoas então saem de suas casas voltando à sua rotina como se nada tivesse acontecido e Ghislaine, a Nekojin, pergunta o que eles fazem por lá. Golu se aproxima e se apresenta.

    Golu: - Eu sou Golu, líder de Karthak e de Oásis, membro do conselho de chefes, campeão da arena de Parsek, Garanhão em fazenda de centauras, marido de muitas esposas. Golu veio para Asamura a pedido de Pyria, a rainha dos demônios. Viemos para ajudar as Ninjas no combate contra as Samurais. Pyria quer vê-las subjugadas e Golu vai fazer isso.

    Golu fez questão de analisar bem o vilarejo e como as coisas funcionam por ali. Respondeu as perguntas de Ghislaine da melhor forma possível com a ajuda de Sibil e Lillith. Golu também perguntou sobre a situação do conflito no momento e como o grupo poderia ajudar de imediato a vila. Ele também deixou que Fafnir se aproximasse da Nekojin e qque trocassem carinhos caso tivessem interesse.
    Sailor Paladina
    Mutante
    Sailor Paladina
    Mutante

    Mensagens : 728
    Reputação : 31
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Golu II (SP) - Bahamut - Página 5 Empty Re: Golu II (SP) - Bahamut

    Mensagem por Sailor Paladina Dom Jun 06, 2021 12:59 pm

    Vilarejo Rozan:
    Golu II (SP) - Bahamut - Página 5 1DQolDa

    Após todo o embate, Golu e companhia têm uma chance melhor de observar o vilarejo. O lugar lembra bastante a própria Karthak quando Golu chegou lá pela primeira vez. Ele sinaliza pra que seu pequeno exército o acompanhasse. A princípio o surgimento de tantas feras deixa os residentes um pouco nervosos, mas ao perceberem que não havia ameaça, eles vão aos poucos se acostumando com a presença delas. Ghislaine pede que Golu a acompanhe para conversarem. Fafnir e Rinkah procuram um lugar pra acomodar os novos visitantes. Golu leva Sibil e Lillith consigo no caso de precisar de algum intérprete. A taverna local era simples, mas aconchegante. Golu e Ghislaine precisam se abaixar pra passar pela porta, mas o teto era alto o suficiente pra ele andar com mais conforto. Devidamente acomodados, Golu começa a contar sua história pra uma curiosa Ghislaine com ouve com atenção a todos os detalhes. Ela parecia mais interessada na história de Golu do que na motivação deles terem ido até aquela vila. A gata pergunta de onde ele viera, o que fazia da vida, suas conquistas e pessoas que conheceu. Suas perguntas eram bem pertinentes, o que atiça uma certa curiosidade tanto em Golu como Sibil. O fato daquela Nekojin saber tanto sobre o meio-ogro e ter rapidamente aceitado sua presença e a do exército dele. Parecia até que já esperava a chegada dele em sua vila. Mas como aquilo poderia fazer sentido se ambos nunca se viram antes? Lillith a questiona:
    - Você parece saber muito sobre a vida do Golu. Por acaso o conheceu em algum momento?
    - Nunca tinha visto ele, mas conheço pessoas que conviveram com ele e o descreveram bastante...
    - Quem são essas pessoas?

    conversa com Ghislaine:
    Golu II (SP) - Bahamut - Página 5 Ubw6Euv

    Ghislaine traz a tona nomes muito curiosos. O primeiro deles sendo o de Lady Mira, a elfa negra escravagista que ela teve o desprazer de conhecer em suas jornadas. Mira a mantinha frequentemente sob o vício de ópio, o que a deixava dopada e incapaz de fazer algo contra sua mestra. Encoleirada e nua, servia apenas como cã de guarda pra elfa no seu período em Asamura, até que dez anos atrás, a elfa decidiu partir levando jovens escravas pra Khas Modan, deixando a nekojin ali. Alegou que a gata não tinha muito valor de revenda. Lillith diz que foi uma dessas escravas junto com Lynn. Ao ouvir esse nome, Ghislaine pergunta a descrição dela, mas isso não ajuda muito, visto que Lynn e Lillith ainda eram adolescentes na época e o nome dela não era incomum. De qualquer modo, ela ouvira falar uma ninja chamada Lynn que anda junto com as Oni. Havia a possibilidade de serem a mesma, mas ela não estava ali. As Oni ficavam escondidas em uma caverna secreta. Sua base de operações contra as samurai de Edo, a Capital de Asamura. A nekojin diz pra Lillith torcer pra que sua amiga não tenha sido capturada pelas samurais.
    - A capital era uma fortaleza muito difícil de penetrar... Normalmente as samurais que penetram nas nossas defesas quando acham uma brecha... Miaaaaau.

    escravas de lady mira:
    Golu II (SP) - Bahamut - Página 5 ViKPluJ

    Sibil observa um amuleto de Shadowlady no pescoço de Ghislaine e pergunta onde ela conseguira um símbolo ocidental. Afinal, o símbolo de Shadowlady oriental era a parte escura do Yin-Yang. Ghislaine coça a cabeça, meio confusa por instantes. Ela diz não entender porque os ocidentais chamavam Yang de Shadowlady, mas achara bonito o símbolo que usavam e por isso pediu um exemplar ao clérigo humano que portava um. O meio-elfo fica ainda mais curioso, olhando pra Golu por instantes e voltando a questionar a nekojin, quem era esse humano. Ghislaine diz que o clérigo se chamava Saulot e que reverenciava a deusa no oeste. Ele costumava visitar seu vilarejo a cada sete dias pra realizar uma missa. O nome soa familiar pra Lillith, que coloca a mão na testa como se tivesse uma forte dor de cabeça. Lillith diz que Saulot veio lhe "dar uma benção", quando na verdade colocou uma magia de obediência nela pra que obedecesse Mira e fosse com ela pra Onduth. Mas então Ashelia a viu acorrentada e a salvou. Na verdade, o intento da meio-ogro era ter uma escrava pra si, mas acabou se apaixonando por ela. Aquele evento havia sido totalmente apagado de sua mente por causa da magia. Sibil leva a mão ao queixo pensativo:
    - Hmm, mestre Golu não comentou que Lady Mira estaria em Karzek? De qualquer forma, a presença de Saulot aqui pode não ser uma boa ideia...
    - Por que não? Ele disse que era um refugiado de uma vila que foi atacada por gigantes... Servos de Yang nunca mentem. Miau.

    Lillith e Sibil olham pra Golu esperando sua opinião a respeito. Havia muito o que pensar e discutir sobre o assunto e sobre pra onde iriam em seguida. Esperar que Saulot aparecesse? Procurar a caverna secreta das Oni? Enfrentar uma guarnição samurai pra capturar algumas futas? Contatar Pyria pra saber sobre Mira? Havia todo um conflito de interesses ali. Lynn poderia estar mais próxima do que Golu imaginava, enquanto Mira podia estar mais longe. Será que ainda valia a pena se envolver naquela guerra santa em uma terra tão distante de casa? Enquanto Golu decidia, Fafnir já estava aproveitando bem o dia com os habitantes locais.

    fafnir se divertindo com os locais:
    Golu II (SP) - Bahamut - Página 5 L2zfrOhGolu II (SP) - Bahamut - Página 5 F1ssBIm

      Data/hora atual: Seg Jun 14, 2021 3:41 pm