Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    RP: O que mede um herói?

    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1984
    Reputação : 84
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Set 30, 2020 10:33 am

    - Sei que está sendo difícil para a senhora, mas enquanto eu tiver aqui a gente vai disputar quem cuida mais de quem. Sorri, brincando para continuar tentando ajudar a sua mãe a lidar com toda aquela informação.

    Até porque, se pensasse com mais atenção, iria ver que não sabe o motivo pelo qual a espada carregou ambas para aquele local e não só a sua portadora.

    - Certo. Quando eu for falar com ele tento tirar essa história a limpo. Fala sobre Nighstalker.

    Mari sorri com a reação de sua mãe diante de sua fala, mas, logo em seguida, escuta sua apresentação e seu coração parece gelar por um curto período de tempo. Maria Helena havia dito seu nome completo e dentro desse "completo" incluiu o nome da família de seu pai, o nome qual Mari carrega consigo por conta das tradições. O gelo deu lugar a um aconchego instantâneo.

    Talvez a sua família não estivesse em um estado tão ruim quanto ela imaginara quando ainda estava no japão.

    Ela encara a mãe terminando sua fala com um pequeno e tímido sorriso no rosto. Ao final, Mari ergue os dois polegares em aprovação para a sua mãe e pisca um de seus olhos.

    Estava orgulhosa.

    Já em relação a aproximação de Night, Mari só sentia nervorsismo.

    Continua com seu sorriso amarelo, ainda mais com a menção da "dívida".

    - Não, não precisa. Valeu... Maria Helena interrompe o rapaz, o que de certa forma alivia Mari.

    Vendo que Helena havia assumido a conversa, Mari apenas encara os dois enquanto espera a resolução do impasse.
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Qua Set 30, 2020 6:50 pm


        
           
           
        

               

                   
                   

    @Pikapool


                       

    Presentes na Cena



                           

                                 
    • Lady Utopian - Leslie - IMG

    •                        

                       

                       

    Informações



                       

                             
    • Condições: Normal.

    •                        
    • Pontuação e Nível de Poder: 132 - 8.

    •                        
    • Pontos de Vitória: 1.

    •                        
    • Localidade: Boston, Massachusetts.

    •                    

                   

               

           

               

                   
    Anne-Sophie escreveu:A não ser que seu coração super também seja impenetrável.
                   

    Ranho quase voa pelos dedos de Leslie, louca para rir da piada. Ela concorda com a alcunha que Anne-Sophie talvez vá receber: "A mulher que fez Lady Utopian chorar" - Certamente vai ser uma headline e tanto... Tomara que não achem que você está dando um fora em mim. Minha reputação sofreria tanto com isso. - brincou.


                   

    Leslie recebeu o pedido recusado tranquilamente, já estava se preparando para se despedir quando Anne mudou de ideia - Ah... tá, ah certo! Que peninha! Até poderia te levar com super-voo-velocidade, mas como pode ver, estou levemente... Alcoolizada. Vamos acabar dando de cara num prédio e não vou gostar disso. - riu - Ai tá tá! Sofá para Anne-Sofá! Chata. - sorriu.


                   

    Claramente não passou despercebido as exclamações para festa de pijama que a Lady Utopian alegremente acompanhou, saltitando no caminho inteiro, acompanhando a cantora até seu apartamento - Promete... Promete que não vai julgar que está desarrumado? Promete Anne?! - ela aponta com o dedo, olhando bem séria, depois ri - Eu te dou um pijama... Porque você é a mulher mais linda desse mundo... Só por isso!


                   

    Mesmo com as proclamações da garota, o quarto tinha, no máximo, uma cama desarrumada que Lady Utopian salta em cima - Tem pijama ali naquele armário... Ai Anne... Obrigado de novo... Obrigado por tudo. - ela levanta da cama e abraça a cantora - Agora, que vai ser nossa festa do pijama?


                   

    Não há sombra do homem iluminado até o momento.


               

           
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Qua Set 30, 2020 6:57 pm


        
           
        

               

                   

                       
    Alexis escreveu:Não precisa agradecer! Todo seu... mas não antes sem falar que diabos aconteceu aqui?!
                       

    Ela deu de ombros e, em um brilho de luz, a silhueta da mulher encolhe até desaparecer, surge ao lado do corpo do lagarto, disparando três vezes contra a cabeça da criatura - Não sei. Monstro andando pela cidade. Tem vários desses por aí. -  novamente, ela se teletransporta para o lado de fora, onde pode ser ouvida sua voz - É bom se manter na linha, ô porradeira, se não te pego também.


                       

    Com mais um teletransporte, ela some de vista. As pessoas escondidas na casa aparecem, agradecendo Alexis e se perguntando o mesmo que a garota perguntou: "O que aconteceu aqui?" - Não temos seguro para... ataque de monstros. - diz o patriarca.


                       

    A pergunta do que havia acontecido se torna ainda mais pertinente e assustadora, quando corpo do lagarto gigante passa por uma metamorfose, dando lugar ao cadáver de um rapaz nu, um pouco mais novo que Alexis.


                   

               

           

    @erishk


        

    Informações



        

             
    • Condições: Normal.

    •        
    • Pontuação e Nível de Poder: 133 - 8.

    •        
    • Pontos de Vitória: 3 (+1 Ponto de Vitória pela fuga do personagem).

    •        
    • Localidade: Nova Iorque, Cidade de Nova Iorque.

    •     


    erishk
    Cavaleiro Jedi
    erishk
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 273
    Reputação : 5

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por erishk em Qua Set 30, 2020 9:01 pm

    “Legendas”
    Entre parênteses e itálico = pensamentos, (exemplo)
    Com – na frente e negrito = falas, - exemplo


    @GodsCorpse

    Meio atônita com o que aconteceu, não acredita que a pessoa sumiu sem que tivesse feito algo, "voltando a si" com a afirmativa da mulher sobre o seguro - Me desculpe, não posso fazer nada em relação a isso, só oferecer ajuda na mão de obra da reforma que terão que fazer... anota esse número XXXX-XXXX , ao que ocorre a metamorfose - Seria bom vocês ligarem para a polícia contando o que houve aqui, mas pediria para omitir o fator... e apontando para si: - "...eu!" e se despede acenando ao planar antes de alçar vôo, completando - Pode me ligar quando precisar de uma força... gesticula fazendo "muque" - ... com a obra!
    Pikapool
    Troubleshooter
    Pikapool
    Troubleshooter

    Mensagens : 824
    Reputação : 35

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Pikapool em Qua Set 30, 2020 9:12 pm

    Adrenalina é como amar alguém, todos os seus músculos se contraem, da um grande frio na barriga e depois de realizado você sente uma leveza e alegria inexplicável, é muito bom!

    Leslie escreveu:- Ai tá tá! Sofá para Anne-Sofá! Chata.

    Ri e então proferi. - The Voices?! Anne-Sofá?! Você está impossível.

    Leslie estava alegre demais, talvez estivesse mais embriagada do que eu podia perceber. Os elogios faziam-me crer que a qualquer momento ela abraçaria-me dizendo o quanto nos eramos amigas e o quanto ela gostava de mim. No entanto, não questionei o fato do quarto estar bagunçado e assenti com a cabeça prometendo não julgá-la. Mas logo vi que era exagero da garota.

    - Wow! Que bagunça está... a sua cama!! - Ironizei. - Você realmente é uma garota rebelde. - Disse ao colocar minhas coisas ao lado da porta. - Eu que preciso te agradecer por me deixar passar a noite. - E enquanto dirigia-me ao armário fui surpreendida com um abraço. - Pode ser. Que tal começarmos fazendo as unhas enquanto falamos quaisquer bobagens e talvez mais tarde um grande balde de pipoca e um filme do Channing Tatum? - Questionei-a em tom de zombaria.

    Abracei-a de volta apoiando minha cabeça em seu ombro e logo corri os olhos por todo o quarto em todas janelas e na sacada à procura do velocista voyeur. A principio não acreditava que ele também pudesse atravessar paredes, mas era melhor manter-me alerta até que eu mesma pudesse ir até a sacada procurar por ele do lado de fora.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3468
    Reputação : 69

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Out 01, 2020 6:43 pm












    Phanael dá a deixa para Claude se apresentar, mas esse não o faz, sabia que seria muito mais interessante deixar Elanne falar e ele também queria deixar a milionária  se apresentar e se conversar um pouco mais e sabia que demônios e anjos são famosos na mitologia judaíco/islãmica/cristã por serem controlados ou por controlar por meio de conhecimento do nome verdadeiro.

    Já foi esquisito ter sido recebido por dois demônios nos moldes físicos de deuses pagãos ao mais tradicional estilo de descrição romana em uma mistura de pós-visigodos com barroco, agora um anjo entra no bar para beber. Aquilo soava estranho quando ouvia sua avó falar no catecismo.

    Phanael escreveu:—Claro que sim, filho de "Deus" como você. Quanto a não ter casado na religião católica, não precisa se preocupar, muitas religiões existem no mundo, ela enxerga nosso pai das mais variadas forma quando verdadeiras, no fim todos são ele e ele é todos. Os lugares prometidos por todos os santos e por nosso irmão Jesus Cristo dificilmente fecham as portas eternamente para alguém, aqueles que se arrependem de coração e buscam consertar seus erros sempre alcançarão o Reino dos Céus. Deuses considerados pagãos são nada mais que filhos de nosso pai que buscam o poder e o reinado absoluto sobre aqueles que se permitem, mas são falsos deuses inclusive os que olimpianos.

    Claude pesava que aquele era o mesmo discurso católico do começo do século lV, mesmo com uma fala mansa ele tenta "vender bíblias", parece que o sujeito esta aqui para converter pecadoras divindades. Curioso pensar que foi só à partir do século III a.C. que os judeus deixaram de usar o nome Yahweh para o genérico nome Elohim, afim de demonstrar a soberania universal do Deus de Israel sobre todos os outros... Quase dois séculos depois da fundação da cidade de Atenas, que tem esse nome por ser filha de Zeus... Mas Claude tentava não falar nada quase, em um conflito interno ele ficava imaginando se não estava tendo algum tipo de sonho bizarro, desde que seguiu um diabrete até aqui, mas especialmente depois que viu a mulher que quase o matou e tirou a vida de uma garota na sua frente pedir gentilmente para se sentar em sua mesa... Como o Drácula fazia nas histórias de Bram Stolker antes de devorar suas visitas.
    Phanael escreveu:
    -Senhorita Ellane Prince, prazer em conhece-la pessoalmente, me chamo Phanael, o Querubim.
    "Ele disse 'Querubim...'  Isso... Só deve ser um sonho."

    Speed se negava a crer que ouviu isso, por um instante quase beliscou. Sua avó por parte de pai o havia batizado e foi ela que era uma devota fervorosa de Santo Expedito que deu seu segundo nome tão obscuro, que só em inglês tinha alguma sonoridade. Mas a insanidade da palavra, mas também se recordava tanto das descrições de Querubins do livro de Ezequiel... Os querubins segundo a visão descrita por aquele profeta eram espíritos com quatro asas e quatro rostos...

    O primeiro rosto de touro, o segundo de homem, o terceiro de leão e o quarto de uma águia. Ficavam logo abaixo de Deus e seus corpos eram completamente cheios de olhos! Esse é o principal simbolo das lojas da maçonaria. Há também quem dizia que o Querubim é um ser em forma de um bebê alado que estava sobre Propiciatório da Arca da Aliança... Mas esse era um de vista anacrônico originada do Renascimento, já que  representação dos querubins tinha sido esquecida já no século I d.C.

    De qualquer modo, Phanael não se parecia nem com um monstro e nem com uma criança recém nascida voadora.

    Mas para Claude a referência mais forte do Querubim é a descrita no Jardim do Éden, proibindo aos homens retornar e segurando espadas em chamas...
    A fonte de toda maldição para todas religiões de Abraão.
    E de medo para parte da infância na comunidade italo-espanhola de Claude.

    Quando Nightstaker convida a todos para juntar as mesas e se afasta esperando a decisão, Claude abaixa o óculos olhando para Elanne, sem dizer nada. Mas a expressão era de preocupação e de como se esperasse aprovação por parte dela para isso.

    Phanael escreveu:-O Nightstalker... Ele parece ser o "menos pior" dentre os sete...
    -dizia ele enquanto pegava uns petiscos sem preocupação-

    Nessa hora, o Cavalheiro comenta em um tom indignado, mas polido.

    —Parece que não sabe que espírito és, caro Querubim. Bem disse Jesus em seu sermãonão devemos julgar para não sermos julgados. E se alguém é maligno como esses sete, deve ser convertido ao Senhor em arrependimento... Não devemos ser violentos ou vingativos, devemos dar a outra face, é esse o ensinamento.

    Claude poderia recitar os evangelhos todos se precisasse, até mesmo partes bem obscuras como contradições inclusive que essas palavras estão tanto no Sermão da Planície em São Lucas quanto é conhecido como Sermão da Montanha em São Mateus.  Além dos locais diferentes esse sermão foi pregado, sabia erros entre os textos como a conversão dos apóstolos em cada um dos evangelhos. Ele teve uma forte educação cristã do lado católico e o pentecostal de sua família, já tinha passado da hora disso ser útil de alguma forma.

    —Não devemos ser violentos ou vingativos, temos de dar a outra face, quando entrou você falou de estourar a cabeça de dois outros aqui, SEUS irmãos! Não seja como Caim... Ou outros que andaram com Cristo e cometeram erros, pode se arrepender. A pobre Mari já tem o fardo de ter uma lâmina que impulsiona contra o caos... E você joga sobre ela essa responsabilidade de lidar logo com os Sete! Sabe-se lá que tipo de comentário santificado igual ao seu, um servo do Criador supremo poderia gerar sobre a katana dessa garota.

    Com isso o Cavalheiro se evadia da pergunta. Ocultando seu real interesse em pegar a assassina alienígena que estava ao lado dele. Assim escondendo a razão pela qual ele fez o questionamento.

    Quando Nightshade de quem eles falavam se aproxima da mesa, o instante se expande como um medo terrível. Rapidamentee Claude, abaixa de leve seus óculos e olha para os olhos de Elanne, em uma expressão de desespero... E sem esperar qualquer resposta dessa e vendo o quanto o rapaz insistia diante do embaraço da pobre e insegura Mari, que aparentemente em sua paixão adolescente caia diante da sedução do rapaz, o Cavalheiro se levanta como se ele não fosse relevante para essa decisão.

    O Cavalheiro se levanta tentando inicialmene salvar a garota do vexame e comenta.

    —Dê uma chance ao rapaz, Mari! Enquanto isso vou até o palco, aquele pobre sapo esta em maus lençóis, acho que devo ir até lá oferecer minha apresentação de Stand Up Comedy enquanto Éris não chega. Juntem as mesas que eu já me sento com vocês.

    E se levantava pega com a mão e vai levando a taça de vinho que lhe foi oferecida e ele deu ao anjo de volta.
    Mas ao mesmo tempo ele decide fazer algo  muito mais cruel.

    Enquanto passa por Nightstalker, usando de sua telescinese ele de uma vez puxa a espada da bainha de Mari e a faz voar diretamente contra Encantress.

    (off: primeiramente desculpe @Nimaru Souske, mas não sei se teremos outra chance e não ia dar pra explicar tudo.)

    Mecânica:
    Jogo de Cartas: Mover Objeto 3 (Fixos: Acurado, Afeta Intangível, Características 8 [Arma Improvisada 3, Maestria em Arremesso 5], Preciso, Sutil. Por rank: Dano +1, Multi-ataque +1, Teleguiado +3)




    ClRP: O que mede um herói? - Página 29 AmpleEnchantedBarb-small ude Speed

    scorpion
    Mestre Jedi
    scorpion
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1041
    Reputação : 70

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por scorpion em Qui Out 01, 2020 9:34 pm

    Elanne prestava atenção e ficava, no momento, mais calada para mais ouvir do que falando, ao contrário dos companheiros de mesa. Ali, pareciam mais estar em uma balada e ela como a turista recatada que foi levada à festa por alguma amiga, mas ainda não fala a língua. Entretanto, a visão de Phanael foi algo surpreendente... isso porque ela já havia visto diversos tipos de criaturas sobrenaturais, porém, nenhum anjo ainda.

    Elanne: Querubim.... você quer dizer, QUERUBIM mesmo? Hmmm... Eu os imaginava de maneira diferente, pelo que ensinam na escola dominical. De toda maneira, o prazer é meu, Phanael.

    Então, uma senhora parecia mais como uma tiete. Elanne estava acostumada com aquilo e nem era algo que a incomodava, especialmente quando eram mulheres, e não tarados querendo as fotos de seus pés. Logo a menina dizia que a mãe era uma dona de casa e a mesma se zanga... a ruiva então, simpaticamente apóia a mãe.

    Elanne: Olá, Mari. É um prazer. Hahaha... e mesmo que fosse uma dona de casa, senhora Maria Helena...

    Elanne sentava-se charmosamente e cruzava as pernas no banco de veludo que havia desejado. Pegava a taça e oferecia um brinde à Maria Helena e a Mari se a mesma estivesse bebendo... Continuava a falar.

    Elanne: ...Não há profissão no mundo mais trabalhosa do que essa, não é? Eu mesma não tenho tal coragem.

    A senhora começava a falar então sobre seu app e Elanne se curvava, mostrando um pouco de interesse.

    Elanne: Hmmm... Sabe, Maria Helena, eu não tenho muitos investimentos no Brasil, mas acho um país muito interessante e com uma cultura magnífica. Talvez estejamos tendo uma oportunidade aqui. Vou fazer algo que não faço sempre, mas... pro inferno! Podemos todas morrer hoje, num bar onde sapos nos atendem e homens-cobra me mandam cantadas, certo? Eu vou te dar o meu telefone pessoal...

    A ruiva tirou uma caneta dourada da bolsa e escreveu atrás de um cartão o seu telefone.

    Elanne: Quando tudo isso acabar... Me ligue. Eu gostaria de saber mais sobre a sua empresa e quem sabe investir nela e em você. Se tem algo que eu valorizo são mulheres que metem a mão na massa. Afinal, o que iríamos fazer? Deixar o mundo nas mãos dos homens? Hahahaha!

    Deu uma risada charmosa, mas meio perua. Foi quando Claude olhou nos olhos dela com um certo desespero...
    Ela demora a perceber o que ele vai fazer, mesmo porque, ela desconhece as suas habilidades.

    Elanne: O quê...?

    A ruiva se levanta e então, a espada da jovem japonesa sai voando em direção à Enchantress. Como o poder é sutil, Elanne não tem como saber que foi o Cavalheiro que atacou... mesmo assim, a surpresa é grande.

    Elanne: Mas que porra é essa?!

    Aguardaria para ver as reações ali.

    OFF: NARRADOR, POSSO JOGAR ALGUM CONHECIMENTO PARA CONHECER ALGO SOBRE A LORE DOS MEUS NOVOS COLEGAS?
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10234
    Reputação : 75
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Sandinus em Qui Out 01, 2020 10:55 pm

    Phanael ouve as palavras do homem de preto  e perebe que ele pareceter conecimento sobre religião, mas apenas pelas escrituras, as coisas não são extamanete como estão lá, mas ele não tinha culpa, um livro modificado pelas mãos humanas durante milênios jamais manteria sua essência.

    —Parece que não sabe que espírito és, caro Querubim. Bem disse Jesus em seu sermãonão devemos julgar para não sermos julgados. E se alguém é maligno como esses sete, deve ser convertido ao Senhor em arrependimento... Não devemos ser violentos ou vingativos, devemos dar a outra face, é esse o ensinamento.

    Phanael sorri não com deboche mas com compreensão, mas era visivel que ele concordava com pouca coisa do que o homem falou.

    -Entendo...os humanos estudam a religiosidade com base no que diz um amontoado de papéis por muitas vezes distorcido pelos interesses escusos dos humanos, muito do que foi escrito e traduzido modificou completamente a realidade das coisas. Pouco da essência dos livros sagrados restaram. Você estudou pelos escritos humanos  eu pelos escritos do pai diretamente, logo você não tem autoridade para me contestar.

    -Não devemos ser violentos ou vingativos, temos de dar a outra face, quando entrou você falou de estourar a cabeça de dois outros aqui, SEUS irmãos! Não seja como Caim... Ou outros que andaram com Cristo e cometeram erros, pode se arrepender. A pobre Mari já tem o fardo de ter uma lâmina que impulsiona contra o caos... E você joga sobre ela essa responsabilidade de lidar logo com os Sete! Sabe-se lá que tipo de comentário santificado igual ao seu, um servo do Criador supremo poderia gerar sobre a katana dessa garota.

    Phanael quase gargalha:

    -Piedade com demônios!? Caim e Abel?, faça uam comparação simples e analise o porque Caim matou Abel e porque eu mato demônios. Phanael espera u pouco para o homem raciocinar e continua:

    A função dos anjos é proteger a humanidade, todos aqueles que a ameaçarem devem buscar a redenção ou a morte. Demônios ocupam corpos de pessoas, corrompem os vivos e vilipendiam os mortos, o lugar deles é no inferno e lá devem ficar. Não há piedade para demônios pois estes já não tem mais rendeção, mesmo sendo meus irmãos.

    Phanael ouve Elanee com a mesma surpresa que a mãe de Mari e também sorri:

    -Sim, sim querubim. Eu imagino que vocês achavam que éramos crianças peladas com asas e um arco com uma flecha de coração...

    Ele mesmo sorri imaginando a cena. Até acontecer algo estranho, a espada de Mari voa sozinha em direção a Echntress o anjo não acharia ruim se ela morresse, mas não achava que aquele local era o mais propício para isso, na verdade, ele achava que Èris tinha agido de alguma forma e já iniciado seu plano, ele ergue-se olhando de um lado para o outro procurando alguém suspeito.

    -Não saiam dessa mesa!

    O querubim fica em alerta.
    Katerine Le Blanc
    Mestre Jedi
    Katerine Le Blanc
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1282
    Reputação : 18
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Katerine Le Blanc em Sex Out 02, 2020 1:49 am

    For MeFight for what is rightIs more than have fame
    Kachen logo que saia do restaurante se viu de volta as ruas, com pouco tempo de caminhada a mensagem de Ren havia chegado. O garoto sabia do que se tratava e foi quando tentou voltar ao hotel, mas conforme andava se via na mesma rua.

    O mais novo nunca se perdia e aquilo era uma coisa rara e foi quando decidiu ir na direção oposta e em alguns minutos se viu em pequenos becos, ouvindo Kivat cantarolar decidiu seguir o caminho mesmo que não levasse a ligar nenhum. Quando viu uma figura em um traje todo em preto, com textura como kevlar, e uma máscara preta com visor vermelho na região dos olhos decidiu parar e perceber que quem estava sendo espancado era o mesmo data do restaurante.

    Antes que conseguisse falar algo ouvia Kivat e foi quando seu senso de herói falou mais alto, mesmo que eles merecessem Kachen era maior que tudo. — Ei você é melhor parar... — Dizia o mais novo caminhando lentamente até o mesmo e abrindo a mochila.

    — Kivat! — Gritava Kachen assim que o mesmo começava a voar e com sua mão direita o mais novo pegava Kivat e logo o mesmo mídia sua mão esquerda, em questão de segundos as tatuagens apareciam em sua pele e o cinto se formava, Kachen esticava o braço para frente enquanto andava. — Henshin! — Proferia o garoto posicionando Kivat no cinto e e se transformava.
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Sex Out 02, 2020 1:38 pm

    Alexis escreveu:Pode me ligar quando precisar de uma força... com a obra!

    Os civis da casa olham para Alexis atônitos enquanto Alexis faz sua saída do local, em busca de um lugar para dormir. Uma cobertura aconchegante que fosse e encontrava em uma que também era meio estufa, dando o conforto necessário em um sofá que ficava próximo das plantas.


    @erishk


        

    Informações



        

             
    • Condições: Normal.

    •        
    • Pontuação e Nível de Poder: 133 - 8.

    •        
    • Pontos de Vitória: 2.

    •        
    • Localidade: Nova Iorque, Cidade de Nova Iorque.

    •     


    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Sex Out 02, 2020 1:55 pm


        
           
           
        

               

                   
                   

    @Pikapool


                       

    Presentes na Cena



                           

                                 
    • Lady Utopian - Leslie - IMG

    •                        

                       

                       

    Informações



                       

                             
    • Condições: Normal.

    •                        
    • Pontuação e Nível de Poder: 133 - 8.

    •                        
    • Pontos de Vitória: 2 (+1 Ponto de Vitória por ter escolhido cuidar da heroína)

    •                        
    • Localidade: Boston, Massachusetts.

    •                    

                   

               

           

               

                   
    Anne-Sophie escreveu:Você está impossível.
                   

    - Eu SOU impossível! - riu - Não me chama de rebelde! Sou fraca para garotas que falam isso... Não te beijei porque você está bêbada.


                   

    Já ao tempo que Anne perguntou se queriam ver filme e fazer as unhas, a heroína estava no segundo sono com a cabeça no ombro de Anne-Sophie. Dormia como um bebê... Um bebê que roncava baixinho. Felizmente, a noite foi uma tranquila. O vislumbre do homem dourado não era mais visível e a luz do amanhecer traz a calma e segurança que apenas o amanhecer implica. Leslie acordaria devagar e depois saltaria de cima de Gyllenhaal, verificando as roupas e depois pedindo desculpas.


                   

    - Ai meu deus, eu babei em você... Mil desculpas... Aiai... eu não tentei te beijar né? Meu deus que vergonha... Tá tudo bem?


                   

    Ainda seriam uns dois dias até o resultado da audição do dia anterior e hoje, a Grande Maçã (Nova Iorque) chamava Anne-Sophie e Leslie para apresentarem seus talentos, mais tarde.


                   

    - Eu vou atrasar a gente... Meu deus, eu deveria não ter bebido e te levado para casa. Ai Leslie como você é... Eu te dou uma carona para Nova Iorque.... se não tiver medo de altura.


               

           
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Sex Out 02, 2020 8:12 pm


    Participantes:


        
           
               
               
               
               
               
              
        


                   

                       

    @Claude Speedy


                       

                       

    Informações


                       
    • Condições: Normal.
    • Pontuação e Nível de Poder: 150 - 10.
    • Pontos de Vitória: 4 (+1 PV pela cena).
    • Localidade: Bar dos Esquecidos

                   

               


                   

                       

    @Nimaru Souske


                       

                       

    Informações


                       
    • Condições: Normal.
    • Pontuação e Nível de Poder: 150 - 10.
    • Pontos de Vitória: 4 (+1 PV pela espada roubada).
    • Localidade: Bar dos Esquecidos

                   

               


                   

                       

    @Sandinus


                       

                       

    Informações


                       
    • Condições: Normal.
    • Pontuação e Nível de Poder: 150 - 10.
    • Pontos de Vitória: 3 (+1 PV pelo preconceito).
    • Localidade: Bar dos Esquecidos

                   

               


                   

                       

    @Scorpion


                       

                       

    Informações


                       
    • Condições: Normal.
    • Pontuação e Nível de Poder: 142 - 9.
    • Pontos de Vitória: 4.
    • Localidade: Bar dos Esquecidos

                   

               


        
        
           
        

               

                   

    Claude Speedy, Elanne Prince, Mari, Phanael


                   
    Elanne escreveu:Sabe, Maria Helena, eu não tenho muitos investimentos no Brasil, mas acho um país muito interessante e com uma cultura magnífica. Talvez estejamos tendo uma oportunidade aqui. Vou fazer algo que não faço sempre, mas... pro inferno! Podemos todas morrer hoje, num bar onde sapos nos atendem e homens-cobra me mandam cantadas, certo? Eu vou te dar o meu telefone pessoal...
                   

    Maria Helena apresenta uma mistura de alegria e de medo no seu olhar. Provavelmente não havia pensado na ideia de "morrer" naquele bar, então ela pega o cartão com aquela expressão de "onde vou me enfiar". Novamente, a mãe dá outra cutucada para a filha Mari e encara um "Olha só". Já estava sobreando um pouco - Seu dinheiro estará em boas mãos.


                   
    Claude escreveu:Dê uma chance ao rapaz, Mari!
                   

    Maria Helena encara o Cavaleiro Fantasma com uma expressão mais perto de desgosto - uma vez que era claro que tem um desdém pelo rapaz que se apresentou - enquanto Nightstalker parecia estar meio confuso sobre isso.


                   

    Com o gesto invisível feito pelo Cavaleiro, a Sonzaishinai é retirada da bainha, explodindo em uma luz tão forte quanto ao do sol para todos dentro da sala. Imediatamente, tudo que era sombra por um momento se desfez, incluindo alguns indivíduos que são sombras, qual o grupo não sabia dizer se eram apenas manchas na visão ou criaturas. Vampiros que aproveitavam o conforto do bar, seguros de seu poder de influência, explodiram em chamas instantaneamente em contato com uma luz tão forte. Simon, ao lado (ou não) de Andraste, foi um dos infortúnios que só teve o momento de por os braços na frente do rosto antes de virar cinzas. Nightstalker colocou as mãos na frente do rosto, ofuscado pela luz e a lâmina girou no ar, estocando no peito da Encantadora, caindo da cadeira para trás.


                   

    Silêncio se instaura por apenas um segundo, antes de começar gritos desesperados - Meu morceguinho!! - gritou uma mulher em prantos agarrada à cinzas em suas mãos. Demônios que antagonizaram Phanael na entrada se levantam das mesas, apontando e gritando.


                   

    - Eu disse! Filho da puta de anjo não se entra nesse bar! É culpa deles!


                   

    A Encantadora lentamente retira a espada do próprio peito e empurra a lâmina pelo piso do chão e se abraça ao ferimento, gemendo de dor...


                   
                       
                       
                           
                           
                       
                   

    Paralelamente


                               

    A espada estremece e fica parada no ar, ao alcance da mão do Mago Supremo.


                               

    - Que artefato curioso... Mas duvido que tenha consciência própria...


                               

    - Me dê a arma, mago. - de uma das mesas, um homem se levanta, com uma montante negra em mãos - Essa é uma das armas místicas criadas pelo Ferreiro de Svarog! Me alcance!


                               
    Homem:

                               

    O guerreiro é um homem caucasiano musculoso próximo aos dois metros de altura. Não veste mais que um manto marrom e uma saia gaélica, e tem em mãos uma montante grossa de metal preto reflexivo.


                               
                               

    Um grupo de mulheres, todas vestidas em mantos pretos, abrem os braços para revelarem braços de asas e corpo cromado - - Não! É uma arma de Angelus, sua luz nos chama! Nos dê ela mago! - um disparo corta o ar, atingindo perto do grupo das harpias.  - Como se eu fosse deixar...


                               

    - Você deveria ter morrido para a luz, Darkwalker!


                               

    - Bem que vocês gostariam, vagabundas!


                               

    - Ah esse puto de novo não... - diz Nightstalker, com suas sombras saindo do chão e cobrindo seu corpo, formando uma capa viscosa de escuridão ao redor de seu corpo.


                               
    Mulheres Harpias e Homem Armado:

                               

    As harpias são mulheres humanoides de várias etnias, com corpo "vestido" de um metal cromado que cobre suas intimidades e servem de resistência, e seus braços dão local para asas. O grupo constam quatro mulheres.
    O homem armado é uma cópia de um vaqueiro do velho oeste, mas trajando roupas negras com peças metálicas (e muitas balas) agregadas às roupas.

                               

    O Mago encara os dois grupos se opondo em virtude da arma, mas dá de ombros e encaminha a arma de volta à mesa do grupo - Não parece meu problema.


                               

    Um murmúrio se instala a respeito da natureza da arma e uma naginata fica apontada para Maria Helena e sua filha - Me dê a espada - disse a mulher mascarada.


                               
    Mulher Mascarada:

                               

    A mulher está trajando uma armadura de couro leve e tecidos, além da máscara sem boca Noh e um chapéu amigasa.

                           

                               

    - Tira a mão da minha carteira, seu vermezinho! - um anão (a lá Tolkien) segura um bacamarte virado a um pequeno golem de pedra. Um golem maior se põe na frente - Algum problema baixinho?


                               

    - Sua prole feita com minhas pedras dos rins tava botando a mão na minha carteira.


                               

    A "barwoman", a aracnídea albina levanta quatro de suas oito patas, com pistolas tecnológicas nas patas/mãos - Parou parou parou! Quais eram as regras? Sem violência dentro do bar!!


                               

    Frahank aparece por uma das entradas, batendo com o pilar sobre uma das mesas e partindo em pedaços. Pequenas fadinhas por perto se afastam assustadas.


                               

    - Sentiram a pressão do grandão, não é?!


                               

    Os demônios de fogo circulam a mesa do anão, falando em um dialeto que Phanael compreende - Nidavelliriano maldito! Cale-se!


                               

    O Homem-Mariposa sobrevoa os demônios de fogo de Muspelheim, atraído por suas chamas.


                               

    O dragão de cinco cabeças cospe chamas por todas as bocas.


                               

    - Anjos não são bem vindos. Anjos odeiam tudo que veem. Anjos são uns putos!! - exclama a cabeça amarela, de forma que todos conseguem entender.


                               

    - Parou com essa merda!! Estou fazendo meu caça-palavras e agora- - grita a cabeça azul, mas o caça palavras estava rasgado em cima da mesa.


                               

    A cabeça vermelha apenas urra, cuspindo chamas no teto (que incrivelmente é à prova de fogo).


                               

    - Acredito que tem uma resposta sensata para tudo que está acontecendo. Por favor, alc- - o dragão verde vomita uma nuvem verde de veneno e a boca branca se contorce para abraçar a outra para fechá-la.


                               

    Um anão (não os do Tolkien) salta para abraçar a cabeça em chamas, enquanto outros seis se agarram no tórax humano das cabeças de dragão.


                           
                   

    Nightstalker corre até a colega dos Sete e fica parado olhando para ela, sem saber o que fazer, enquanto ela se torce abraçada ao ferimento. Aos poucos, ela vai se recompondo e, se colocando em pé, Claude ouve em sua mente: Imagino que tenha sido você... boa tentativa.


                   

    Quando Enchantress se põe em pé, ela cai sobre os braços do Nightstalker - Socorro!! Eles estão tentando me matar!! - ela aponta para a mesa e se deita no abraço do colega, chorando enquanto a ferida vertia sangue.


                   

    - Seus filhos da puta!! - Helstrom é o primeiro a tentar agressividades, arremessando o tridente flamejante na mesa - Vocês vão se foder de terem mexido com super-heróis, seus... Estranhos!


                   

    - É tudo culpa do anjo!! O que um anjo e uma arma de sol estão fazendo aqui?! Vieram tentar matar a gente! Fascistas monoteístas!!


                   

    Fruhank bate com o pilar no chão novamente e pandemônio se instaura no bar, iniciando os conflitos entre todos. Desavenças entre raças. Preconceito com aparências. Raiva descontroladas.


                   

    Verdadeiro desentendimento levado à conflito. Discórdia.


               

           
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1984
    Reputação : 84
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Nimaru Souske em Sex Out 02, 2020 9:21 pm

    Mari escuta quieta a discussão entre Claudio e o Querubim e sabia que dali não conseguiria acrescentar nada já que ambos pareciam entendidos do que estavam falando. Ela só teria que tomar cuidado para notar caso aquilo estourasse uma briga na mesa. Não era o ideal. Mas os comentários de Claudio começam a ficar em tom mais pessoal e até mesmo a se referirem diretamente à ela.

    Nem mesmo pensara em aceitar o copo oferecido pela ruiva, muito menos escutou a conversa que ela tinha com sua mãe logo ali ao lado.

    A garota olhava tensa para os dois, com olhos quase esbugalhados, sem ter o que falar. Segurava firme a espada em suas mãos por baixo da mesa.

    - Certo. Responde ao homem de preto. - Eu vou ver o que ele quer de mim e tirar algumas informações a limpo, vocês não precisam seguir só porque ele pediu... mas acho que já sabem disso. Falou para os outros da mesa, sem jeito.

    Antes que Mari se levantasse, logo após Claudio sair da mesa, ela sente uma estranha força puxando sua espada e a aperta com mais força. Olha com uma feição de estranhamento para sua mãe, mas não tem muito tempo de reagir ou explicar.

    A Luz se fez. A Luz do mundo se liberou naquela sala e, pela primeira vez em alguns anos que a garota possuía a espada, não havia sido ela que a tinha liberado.

    - Sonzaishinai! Grita Mari, como um chamado forte. Pesado. Via a sua arma, amiga, sair de perto de si sem ter tempo de fazer algo para impedir.

    O que estava acontecendo?

    Ergueu-se da mesa e encarou o corpo da mulher qual sua espada havia estocado diretamente no peito.

    - Não, eu... eu não... Estava desolada.

    Não sabia o porque aquilo havia acontecido e seu corpo, junto a sua mente, não conseguiam escolher como reagir diante daquilo. Mas diante dos seus olhos a espada é empurrada ao chão e a primeira coisa que finalmente faz sentido é ir até ela e pegá-la.

    - Mãe, eu... eu já volto... eu... Confusa, tenta falar para Maria Helena antes de sair em passos rápidos, ignorando aqueles ao redor, até a espada.

    Mas, em instantes, ela começava a flutuar pelo controle de um homem que parecia poderoso. Um grupo de seres pareciam conhecer a espada, ou ao menos diziam a conhecer, o que ao mesmo tempo que encheu Mari de uma vontade de perguntar o que eles sabiam sobre ela, também a perturbava com imensa preocupação de perdê-la.

    A espada era dela e de ninguém mais.

    - Ela é minha. Fala ao mago logo após ele a devolver para a mesa.

    Mari a segura, já fora da bainha, e a encara de perto. Percebe a mulher que ameaça ela e sua mãe e já entende o que tinha que fazer ali.

    Olha para Maria Helena.

    - Percebi que foi um erro ter vindo, Mãe. Continua olhando para ela e chega mais perto, ignorando a mulher.- Vamos embora.

    Não se importava mais com nada ali, nem com os da mesa, nem com os heróis. Só queria sair dali.
    Pikapool
    Troubleshooter
    Pikapool
    Troubleshooter

    Mensagens : 824
    Reputação : 35

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Pikapool em Sex Out 02, 2020 10:40 pm

    Adrenalina é como amar alguém, todos os seus músculos se contraem, da um grande frio na barriga e depois de realizado você sente uma leveza e alegria inexplicável, é muito bom!
    As palavras de Leslie eram confusas, mas eu não esperava outra coisa de uma pessoa em seu estado atual. O que coincidiu com sua próxima ação. Adormeceu antes mesmo que eu percebesse. Fiquei alerta durante a primeira hora, mas não fui checar o perímetro. Não queria acordar Leslie que dormia em meu ombro. E ver Leslie dormindo, trazia-me certa paz o que fez-me adormecer logo em seguida.

    Na manhã seguinte, acordei assustada com o levantar brusco de Leslie. E ao ouvi-la, suspirei aliviada por ver que não era nada demais.

    Leslie escreveu:- Ai meu deus, eu babei em você... Mil desculpas... Aiai... eu não tentei te beijar né? Meu deus que vergonha... Tá tudo bem?

    Ri do comentário. - Não se preocupe. Sua baba não é acida. Então, tudo bem. - Refleti por um momento, mais para criar suspense do que para relembrar. - Se não me engano, você disse que não me beijaria porque eu estava bêbada. - Olhei pra ela de forma maliciosa. - Não se preocupe. Não vou contar pra ninguém.

    Eu estava a vontade ainda aproveitando a cama macia enquanto Leslie martirizava-se por ter bebido e achar que atrasaria para o teste. Eu pelo contrario, não preocupava-me com as horas.

    - Hmm, viajar ao lado de uma heroína?! Você sabe que está me deixando mal-acostumada. - Sentei-me na cama rindo. - Acredito que ambas precisamos de um banho e quem sabe possamos tomar café antes de partir. Relaxa, Leslie. Tudo vai dar certo. - Sorrio gentilmente e pisco para ela. - Ainda bem que sempre trago algumas roupas na minha mochila. - Levanto e vou arrumar-me.

    Presumia que estávamos livres do velocista, mas ainda teria mais algum tempo para certificar-me disso. Mesmo que fosse divertido estar junta a Leslie, que apesar de ser uma super, algo nela fazia-me querer protegê-la. Ela parecia emitir uma aura de carência. O que era compreensível por tudo que eu havia observado. Mesmo assim, provando-se que não haver mais ameaça, eu precisava retornar para minha vida cotidiana.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3468
    Reputação : 69

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Claude Speedy em Sab Out 03, 2020 1:40 pm










    Jesus disse: ‘Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada’

    São Mateus 10:34







    Sonzaishinai

    Um belo nome...

    Soa como um trocadilho em japonês entre a Shinai, a espada de treino do kendô e a expressão "não tenha medo" ou "não se preocupe".

    Por um instante ele bem que queria que mais gente falasse japonês para também se confundir com o grito da garota.

    Há muitas coisas que Claude fez de que não se orgulha.

    Usar um sincretismo religioso com a Bíblia e o xintô para tentar dar justificativas para roubar uma espada sagrada e atacar uma demônia era uma delas.

    Não pelo roubo temporário, mas por ter de falar de religião para fazer isso.

    Isso sempre gera briga.

    Elanne escreveu: ...Vou fazer algo que não faço sempre, mas... pro inferno! Podemos todas morrer hoje, num bar onde sapos nos atendem e homens-cobra me mandam cantadas, certo?...

    Profético.

    Pensava Claude, enquanto ainda mais medo vinha sobre ele ao ver que a espada apesar de ter pego em cheio, apenas divertiu a demoníaca criatura, que rapidamente já o tentava intimidar com uma mensagem mental.

    Ele esperava que Elanne ou Mari ouvissem sobre o que acabou de falar sobre "a espada se encherá de ira" com a intolerância do anjo, mas esse comentário foi aparentemente ignorado. E isso talvez fosse uma vantagem, já que o mago que pegou a arma parecia ter ouvido a conversa e já começava a tentar desmentir Claude.

    Ao ver ela se levantar depois de uma espada no peito de uma arma que matou várias criaturas sombrias no peito, como que se fosse nada, a preocupação foi imediata!

    Tudo que Claude pode fazer foi ficar de costas para a garota do kendô, protegendo a retaguarda dela e contando que essa fizesse o mesmo naquele improviso. E olhando diretamente para a encantadora, tentado ver qual seria o próximo passo dela.

    Iria protege-las com sua vida se preciso fosse. Sua mente se tornava mais focada, sua vontade fazia a energia da sua individualidade fazia mais que dobrar a resistência de seus músculos e ossos.

    Novamente... Vendo tamanho horror diante de si, sentia como que ele jogasse novamente contra o mal e via que a natureza dominante do universo era a Tirania. E a manobra que ele tentou executar não pareceu suficiente

    —Elanne, ajude! Antes que todos esses demônios servos da Enchantress ataquem Mari! Phanael, acalme-se ou a espada dela vai matar todos seres das trevas desse bar!

    E com isso, continuando com convicção na mentira, se punha a proteger Helena e Mari de qualquer ataque.
    Além de tentar chutar pra por abaixoo Nightstalker.
    —Sai, maconheiro!

    Lutando defensivamente, ele tenta chutar o sujeito na cabeça para o desequilibrar para o chão.
    Alguma pancada que tentarem acertar em uma das duas, Claude iria tentar levar no lugar.


    Mecânica:
    Vou usar poder dinâmico do controle do Vácuo para montar a defesa.


    ▎ ⓅⓅ Pontuação: 14 pontos
    Efeito: Característica Aumentada / Tipo: Geral / Ação: Livre / Alcance: Pessoal / Duração: Sustentado
    Graduação: Vigor Aumentado 7 (+7 em Fortitude e Resistência).

    ▎ ⓅⓅ Pontuação: 10 pontos
    Efeito: Característica Aumentada / Tipo: Geral / Ação: Livre / Alcance: Pessoal / Duração: Sustentado.
    Graduação: Vontade Aumentada 10.

    ▎ ⓅⓅ Pontuação: 3 pontos
    Efeito: Característica Aumentada / Tipo: Geral / Ação: Livre / Alcance: Pessoal / Duração: Sustentado.
    Graduação: Vantagens Aumentadas 3 (Armação, Defesa Aprimorada, Interpor-se).[/color]



    Sobre o chute:

    O ataque do chute, caso acerte, conta com Agarrar Rápido e Derrubar Aprimorado.
    Em termos de regra um ataque corpo a corpo que ao acertar causa dano e agarra, como teria mais uma ação livre de Derrubar Aprimorado, eu já tento derrubar de uma vez.

    Visualmente seria uma canelada na tempora em um chute circular, que ao girar puxa o alvo pro chão pelo pé que se enroscaria na nuca.



    ClRP: O que mede um herói? - Página 29 AmpleEnchantedBarb-small ude Speed

    DMadTitan
    Cavaleiro Jedi
    DMadTitan
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 283
    Reputação : 3

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por DMadTitan em Dom Out 04, 2020 8:20 pm



    ANDRASTE
    HEROINA IMORTAL


    Andraste reconhecia alguns rostos ali, outros não fazia ideia de quem eram o que a deixava apreensiva. Se surpreendeu ao ver que algumas pessoas famosas não eram especiais apenas por serem quem eram, mas por terem capacidades sobre-humanas. No mundo em que vivia isso era comum então apenas deu de ombros.

    Reconheceu Enchantress e lembrou da época que lutaram lado a lado, mas não chegaram a se tornar amigas, Andraste não conseguia criar vínculos depois de tantos anos de vida. Reconheceu também um ajo e lembrou de quando eles caíram na terra e tomaram as mulheres humanas dando origem aos nefilins, Andraste quase foi estuprada por um porém o matou antes que tentasse algo. Aquela tempo era difícil e ao lembrar do dilúvio suas respiração ficava ofegante pois foi difícil reviver tantas fezes ao tentar não se afogar.

    Andraste se despede do vampiro para seguir em direção a Enchantres porém tudo muda muito rápido, ela fora atacada, acusações, gritos, o vampiro virava cinzas na sua frente e caos total tomou tudo e todos. Uma briga digna de filme de faroeste iniciava, Andraste suspira e seus ombros pesam, ela olha para cima novamente um hábito que não conseguia perder.

    - Juntar tantos seres sobrenaturais assim, alguns inimigos declarados. obvio que iria explodir...Estão satisfeitos?

    Saca suas espadas apenas no caso de alguém tentar lhe impedir, mas não iria ficar ali, briga de bar não era coisa de herói e não havia inocentes para serem salvos, não naquela armadilha e caminhou em direção a saída.

    OFF escreveu:
    Vou sair desse caos, ai se for preciso uso PV para editar a cena e sair. Desculpa, mas não vou enfiar a personagem em uma luta desnecessária e sem sentido. Depois me resolvo com os "deuses"
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Dom Out 04, 2020 10:41 pm


        
           
           
        

               

    @Katerine Le Blanc


                   

    Presentes na Cena



                       

                             
    • Kivat - IMG

    •                    

                   

                   

    Informações



                   

                         
    • Condições: Normal.

    •                    
    • Pontuação e Nível de Poder: 148 - 9.

    •                    
    • Pontos de Vitória: 1.

    •                    
    • Localidade: Tokyo, Japão.

    •                

               

           

               

                   

                   

    O indivíduo solta o corpo do homem e encara Kamen Rider transformado na sua frente. Sem tirar o olhar, ele saca sua espada e aponta para sua vítima no chão. Ele fala algo em japonês, depois em inglês - O quê? Você quer defender essa escória? São Yakuza. Quanto menos deles melhor.


                   

    O gangster tenta se rastejar em direção de Kachen e é pisado nas costas pelo esforço - E agora vou matar eles, então dê o fora daqui, ou continuo por você...


               

           
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Out 05, 2020 1:27 am







               

                   

                   

                       

    @Pikapool

    Presentes na Cena


                           
    • Lady Utopian - Leslie - IMG

                       

                       

    Informações



                       
    • Condições: Normal.
    • Pontuação e Nível de Poder: 134 - 8.
    • Pontos de Vitória: 2.
    • Localidade: Boston, Massachusetts.

    •                    

                   

               

           


                   

    - Graças a deus. Se eu tivesse baba ácida, eu não sei o que faria da minha vida.... Ai deus, eu disse isso? Ei, não me olha assim! - ela arremessou um travesseiro em Anne - É bom ser mal-acostumada com uma heroína como sua amiga... Peraí...


                   

    Celular dela está tocando de novo e ela tira um momento para atendê-lo no banheiro. Quando volta, está com uma expressão de frustrada - Menina, eu só vou poder te levar agora... Reunião de pai.. Ugh... E você não me dá essa piscadinha se não não respondo por mim! - fez uma cara de falsa raiva.


                   

                   

    Arrumadas e ajeitadas, Leslie sorri com a presença de Anne-Sophie e elogia sua aparência mais uma vez, corando o rosto. Ela tenta disfarçar emendando elogios à música dela. Gyllenhaal notou, mesmo ela tentando esconder, que Lady Utopian havia recebido uma mensagem com texto fazendo menção à audição do dia anterior... enquanto Impulse, não.


                   

    - Pronta?! Veste isso aqui... - ela foi cobrindo o corpo de Anne-Sophie com uma capa de chuva - Não há muito que posso fazer pelo seu cabelo, mas ao menos posso garantir que não pegue muito atrito no voo.


                   

    Irônico, pois não precisava. Concordado com a viagem, Lady Utopian leva Impulse até a cobertura do prédio, enrola os braços na garota e parte para o voo, cortando os céus em uma velocidade imensa. Ela certamente era rápida, mas não Impulse rápida e, diferente dela, não emanava a eletricidade que a Força da Aceleração faria.


                   

    Lady Utopian é rápida, mas não uma velocista.


                   

    Mal dava para ouvir o que ela falava até finalmente estar chegando na capital do estado de Nova Iorque, quando deu para ouvir - Chegamos em Nova Iorque. Onde você quer que eu deixe você?



    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2108
    Reputação : 47
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Out 05, 2020 1:47 am



       
           
           
       

               

                   
                   

    @DMadTitan


                       

    Presentes na Cena



                           

                                 
    • Sam

    •                            
    • Sam

    •                            
    • Gárgula - IMG

    •                        

                       

                       

    Informações



                       

                             
    • Condições: Normal.

    •                        
    • Pontuação e Nível de Poder: 135 - 9.

    •                        
    • Pontos de Vitória: 1.

    •                        
    • Localidade: Bar dos Esquecidos... Ou Brownsville, Texas.

    •                    

                   

               

           

               

                   

    Andraste escolhe o caminho de não participar da banalidade violenta que toma o local. Conhece os integrantes, mas falta motivo, ainda que de se esperar que não precisasse de muito para acender a faísca daquele botijão. Foi muito fácil. Palavras ecoavam alto com nomes e gritos, "os heróis", "os deuses", "os elfos"... Muitos sendo culpados, tudo sem motivo nenhum, apenas pura... discórdia.


                   

    A guerreira precisou fazer força para fazer o caminho de volta, cotovelando uma criatura meio-homem meio-serpente nas fuças para fazer caminho e pisando por cima da cabeça de um anão de jardim animado para que saísse do caminho. Violência era necessária para pavimentar o caminho da saída e ali estava, de volta no Corredor. Outras criaturas que não queriam partilhar daquela violência fugiam ali, atravessando o caminho e Andraste foi uma delas, chegando ao campo de pedras brilhantes com o horizonte infinito. Bastava se jogar naquela direção sem fim que estava de volta aonde queria retornar. Os Sams tentavam ir contra corrente para entender o que estava acontecendo lá dentro, mas não tinham muito sucesso.


                   

    - Indo embora tão cedo? - dizia uma estátua animada àqueles que passavam, chegando a trocar o olhar com Andraste - Acho que já entenderam a mensagem.


                   

    Andraste conhecia a figura por histórias, pelo Tute Kawuskishinay, um exímio mago gnomo que mora em Nova Iorque, amigo de muitos na sociedade mística e um porto seguro a todos eles. Ele contou uma vez sobre uma Gárgula que andava entre homens, em busca de retomar poderes que o deram vida, para poder dar vida a outra como ele. Um mensageiro do Olimpo, se necessário. A porta para Brownsville e Viriato estavam a dois passos à frente, para voltar à cidade calma Texana e o gatinho que vai lamber seus dedos.


               

           
    Pikapool
    Troubleshooter
    Pikapool
    Troubleshooter

    Mensagens : 824
    Reputação : 35

    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Pikapool em Seg Out 05, 2020 1:10 pm

    Adrenalina é como amar alguém, todos os seus músculos se contraem, da um grande frio na barriga e depois de realizado você sente uma leveza e alegria inexplicável, é muito bom!
    Não entendi o comentário sobre o que Leslie faria da vida se tivesse baba ácida, mas conclui pela reação da garota que aquilo estava além do significado literal de suas palavras. Apenas levei as mãos a frente do rosto para proteger-me do travesseiro. Em qualquer outro momento aquilo seria o inicio de uma guerra de travesseiros, mas o celular de Leslie era mais rápido.

    Mesmo tendo outro compromisso, não consegui fazer Leslie desistir de levar-me para Nova York. Algum tempo depois, estávamos no terraço preparando-nos para viajar. Mesmo após estar sóbria os elogios, mais sutis que anteriormente, prosseguiam e ao vê-la ruborizar, eu concluía que talvez ela tivesse um interesse maior em mim. Não que isso incomodasse-me, pelo contrario, era até lisonjeiro. Quem diria que justo eu despertaria o interesse de um super.

    Mais uma vez o celular dela anunciava-se. Notei do que tratava-se, mas apenas ignorei. Já sabia quem seria escolhida. Provavelmente ela também seria a escolhida em Nova York, mas não era motivo para tentar e até mesmo analisar as habilidades de outros supers.

    - Só para lembrar, Leslie. Heroínas poderosas não deixam moças indefesas caírem dos céus. Então, pode me segurar com força. - Em tom de zombaria prossegui. - Digo, forte o suficiente para não me deixar cair, mas não o suficiente para quebrar meus ossos. - Ri ao preparar-me. - Ao infinito... e além! - Respondi engrossando a voz e levantando um dos braços para o alto ao melhor estilo Buzz Lightyear.

    Leslie era rápida, mas não se comparava ao tarado dourado. Naquele momento fiquei feliz por saber que havia feito a escolha certa. No entanto, acreditava que Leslie poderia se cuidar agora que estava sóbria. Por fim, chagávamos.

    - De preferencia no chão. - Respondi mais uma vez fazendo piada. - Pode me deixar sobre algum terraço.

    Já em terra firme abracei Leslie. - Obrigada pela carona. Além de todo o resto. - Encarei-a atenciosamente. - A gente se vê na audição, né? - Questionei-a antes de despedir-me.
    Conteúdo patrocinado


    RP: O que mede um herói? - Página 29 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Out 21, 2020 9:49 pm