Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    RP: O que mede um herói?

    Nimaru Souske
    Garou de Posto Cinco
    Nimaru Souske
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2123
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Nimaru Souske Sex Fev 12, 2021 8:32 pm

    Mari permanece sentada sobre a mesa, olhando para um ponto qualquer na parede do lugar. Perdida em pensamentos. Ao escutar alguns passos, notou a presença dessas novas pessoas que pareciam só confirmar que realmente ninguém ali estava disposto a ajudar.

    Mari se arrependia profundamente de tentar confiar na ajuda de alguém desconhecido, mesmo que soubesse que o papel dessa pessoa era ajudar as outras.

    - Acho que não, Carlos. Ela se vira lentamente até o policial. - A Elanne tá muito ocupada pra ler um tweet...

    Mari encara aqueles homens na porta e sente um peso no peito. Estava presa naquele lugar e não parecia ter como escapar sem forçar a sua saída.

    A voz na sua cabeça aparece novamente pra piorar a situação, como costumeiramente costumava fazer.

    Ela balança negativamente sua cabeça.

    - Você que tem que me aceitar. Falou baixo para si mesma.

    Mari, então, com a espada nas mãos, iria tentar acessar seus poderes. Ela queria sair daquele lugar e pedia para que a luz lhe iluminasse.

    Ela então ergue os braços como se pedisse para ser algemada.

    Iria esperar que a maioria das pessoas que estavam na porta se aproximassem dela para aí ativar sua luz e tentar correr para fora da sala. Existia a possibilidade de que a espada não lhe escutasse ou mesmo que seu corpo não lhe atendesse tão rápido a sua vontade de correr como normalmente acontecia, mas era o que tinha que tentar. Ao menos, era a única opção que não envolvia machucar mais pessoas.
    scorpion
    Mestre Jedi
    scorpion
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1136
    Reputação : 71

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por scorpion Sex Fev 12, 2021 10:17 pm

    Elanne acompanhava o Mago Supremo, quando ele pergunta para um "espaço vazio" sobre a entrada e saída de clientes. Dora podia não estar dando muita trela para o Mago. de certo, eles deveriam ter alguma rixa entre si... mas Elanne... algo estava errado.

    Foi o tempo da ruiva se inclinar um pouco para trás e ver um filete de suas franjas serem cortadas em pleno ar.

    A mulher acusava Elanne de ter matado o bar dela... Culpada! Não dava para negar. Mas... bem... foi a porra de um acidente!

    Elanne: Hey! Olha, moça! Eu... nós sentimos muito pelo seu bar. Foi tudo um acidente! Mas nós temos um peixe maior pra fritarmos agora!

    Mas a mulher parecia irredutível... Elanne não iria esperar pela ajuda de Dora.

    Elanne fez um rolamento para trás, sacando a pistola com gancho e a pistola, que logo ficou envolta da estranha energia verde que ela há pouco havia aprendido a usar.

    Elanne: Ruby! É sério! Vamos parar com essa merda!

    Se Ruby fosse continuar, Elanne usaria a pistola de gancho para se afastar dela, "voando" pela sala e iria efetuar alguns disparo (de preferência não letais em Ruby)

    ações:

    Livre: Sacar a pistola com gancho e a pistola (Vantagem SAQUE RÁPIDO)
    Movimento: Deslizar pelo alto da sala (Pistola com Gancho - BALANÇAR-SE)
    Padrão: Disparar a Pistola. DANO 4
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3660
    Reputação : 71
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Claude Speedy Seg Fev 15, 2021 4:22 pm



    Claude Speed
    Cavaleiro Fantasma



    As garotas começam um debate pesado tentando entender o que houve, o ferimento que uma causou faz Claude pensar. Mas ele esperava que fosse óbvio para elas de que não estariam seguras naquela noite voltando ao Clube 7... Era homenagem idiota aos heróis da mais famosa cidade de um país onde a prostituição é crime.

    O dono, Luigi, estava morto. Era algo que Claude precisaria pensar em como as garotas iriam reagir sobre...

    —Eles queriam acertar as contas em uma retaliação pela luta que venci ontem, para piorar é gente envolvida com o Harman que perdeu grana. Vocês devem imaginar que não podem voltar pro Clube essa noite, tem um sujeito que quer dar proteção pra gente hoje.

    Um fator claro é que no íntimo o Cavalheiro é utopista clássico idealista e ilegalista, em sua essência, uma sociedade regida por valores que enaltecem a liberdade, a igualdade e a justiça nunca teriam tantas restrições sobre que prazeres uma pessoa deveria poder sentir se esses fossem de forma cordial com os demais. Talvez com mais liberdade sexual sequer a prostituição seria necessária... Afinal ela é fruto justamente da imposição legal do casamento monogâmico como única forma legítima de se amar.

    Alguém se importa com o "amor de quenga"?
    Distopias...
    Orwell e Huxley...

    —O jovem Brandon, conhecido como Kid Utopia, decidiu intervir ao nosso favor. Ele ia usar os serviços do clube naquela noite quando descobriu a voz de uma mulher atendendo. Foi ela quem mandou os homens pegarem vocês... Então pra não se complicar com prostitutas o Kid contratou aquele anjo e a sua parceira adolescente para salvarem vocês, eu então fui atrás e parece que os dois mutantes foram bem sucedidos e vão receber suas recompensas... Agora ele disse para levar vocês até a casa dele, onde ficarão seguras por essa noite.

    Claude talvez tivesse mais tarde de lidar com algum telefonema irritado com a Frenesi, talvez a busca desesperada por parte de Phanael na sua cruzada de Satã e Deus contra os politeístas...Mas isso se tornaria relativamente inútil porque a Kid Utopia.

    Na recepção, Kid Utopia iria receber as garotas, vindo flutuando com elas, levando as garotas em direção dos elevadores, para que o segurança o visse de novo o "herói" chegar com um grupo de prostitutas. Elas iriam ser apresentadas para Maria Helena dormindo no sofá, caso as garotas quisessem "oferecer seus serviços" em gratidão ao resgate, Claude iria ou se passar pelo garoto seja por suas ilusões mentais e camuflagem para convence-las de que estavam prestando esse trabalho.

    Se não, ele arrumaria um canto para elas dormirem. De qualquer modo, o garoto mimado iria querer a suíte apenas pra ele. As seis meninas ficariam com Maria Helena na sala, de que maneira fosse para que Claude pudesse tomar um banho fechado sem ser incomodado e retirar os últimos pedaços de vidro que possam ter ficado em alguma parte da pele regenerada...

    O Cavalheiro teria muito trabalho para entrar em contato com Mari e Elanne amanhã.
    Fora o jantar que o "Ki,distopia" marcou com a irmã "Garota Utopia".

    A mente de Claude começa a fervilhar, ao imaginar que na religião antiga celta as tríades, na mitologia celta, consistiam na fusão de três personalidades divinas de Cailleach, Brígida e Dana numa só pessoa. O significado que possuía o número três nesta fé era o de "o meio", a indecisão que existe entre o bem e o mal

    O três representa na numerologia a ideia da plenitude ou totalidade, como se elas fossem um trio de passado-presente-futuro como mente-corpo-espírito.

    Os pitagóricos consideravam o três o primeiro número completo, pois, igual a três seixos postos em fila, possui um começo, um meio e um final...
    Por outro lado, na astrologia representa o signo de Gêmeos, que ocupa esta posição no Zodíaco.

    Personalidades destrutivas, cobertas por uma imagem doce e gentil.

    "—Mari, Elanne e Enchantress... Três idades como a deusa celta! Que longa noite das bruxas!"

    Pensava Claude, enquanto fazia os últimos preparativos para todo mundo descansar.



    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2690
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse Sex Fev 19, 2021 1:58 am


    @Nimaru Souske


    Pontos de Vitória: 5.




    HAHAHAHAHAHAHA!! Oh minha querida espadachim delirante... Não faz ideia do que faz e ainda consegue por uma guarda em cima de você... Tola como uma criança. Vamos quebrar você no nosso joelho e moldá-a certinho... O garoto não vai te proteger agora...

    Com a espada em mãos, Mari parte para fugir dali, propulsionada pela luz que lhe dá agilidade e velocidade sobre-humana. É um salto que passa pelos dois primeiros obstáculos, que junto com uma mão na cara de um e pisão no ombro de outro, joga ela mais para frente, rolando pela porta que separava ela da sala de espera e por cima das mesas com papéis. Todas as pessoas pareciam ocas quanto mais ela olhava. Os rostos de confusão viravam faces diabólicas, pálidas e olhos pulsando energias escuras - Apenas uma psicopatinha... Aquelas pessoas estavam gostosas... Obrigado Mari... Obrigado Mari... - ela ouvia como um deboche da voz das trevas. Gritos e mãos passam pela garota, mas ela consegue chegar na saída e, dali, as paredes claustrofóbicas não a detinham mais, nem mesmo a viatura carcerária da equipe tática, que cobria quase toda fachada daquela portaria, a impediria de fugir pelas ruas de São Paulo. Qualquer esquina High School Girl poderia ser Mari novamente...

    Não que importasse. Seu nome foi dado. Sua associação feita. Sua associada incomunicável. Sua mãe, desaparecida.

    A escuridão riria o caminho inteiro e apenas o conforto da luz a mantinha quente. A luz estaria sempre ali, mas, diferente das forças que percorrem seu corpo, ela estaria para sempre em silêncio.
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2690
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse Sex Fev 19, 2021 1:59 am


    @Claude Speedy


    Pontos de Vitória: 1.




    As garotas entendem, ou fazem que entendem a situação que Claude explica. Era muito para processar e dava pra ver na cara delas que estavam cansadas. Com a revelação do misterioso benfeitor, elas se prestam a se interrogar se alguma tinha algo com o rapaz para terem chamado a atenção, mas nenhuma havia tido o prazer, se é que seria um prazer. A pergunta por Luigi paira no ar de novo.

    Já no hotel, o segurança vira o olhar para o novo grupo de mulheres se aproximando para fazer companhia ao Utopiano mais novo, murmurando "sexta-feira". As garotas nem sabiam bem como reagir: a programação do trabalho fazia com que entrassem em pose, mas não dava para ignorar o restante das experiências do dia. Claude nunca as viu tanto desanimadas e tentando mesmo assim, até mesmo com os piores clientes. A noite longa de não-Halloween cobrava. O fluxo do orgoneo cobrava até para o Cavaleiro: mesmo que fizesse para recuperar o corpo, a energia era do corpo. Uma máquina auto-sustentável de chi sim, e ainda assim teria que lidar com os hematomas no dia seguinte.

    Chegando no apartamento, todas estavam meio tímidas e ficavam perto do seu segurança pessoal do Clube 7 e foram se organizando para dormirem juntas. O que elas não notavam, mas Claude sim, era a ausência da Maria Helena. A mente busca as piores opções primeiro e a integridade intacta do apartamento não implica em nenhuma invasão ou arrombamento. A porta podia ter sido trancada, entretanto qualquer um consegue abrir do lado de dentro mesmo sem a chave. O segurança não fez questão de mencionar e se questionado, não lembra. Enchantress não sabia dela então... Ela acordou? Fugiu? A pegaram? Qual seria a melhor opção?
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2690
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por GodsCorpse Sex Fev 19, 2021 2:00 am


    @Scorpion


    Pontos de Vitória/Sorte: 2/1.




    A bala sequer sai da arma, dando som do clique, mas nada. Não que importasse muito quando o sabre derruba a arma da mão da bilionária, arremessado pela Ruby enquanto Elanne desliza pela arma gancho. Seria uma boa oportunidade de pegar o sabre também, se ele não desmaterializasse em pleno ar e aparecesse novamente na mão - "Peixe maior para fritar"? Você vai ver o que faço para escamar um peixe com suas entranhas.

    - Divertido, já fazendo amizades...

    Um dos "laços mágicos" do portal do mundo dos mortos se desfaz a medida que o rombo começa a aumentar e o local todo treme pela iminente transformação daquela realidade, se é como o Mago dizia. A parede qual Elanne se grudou se desfaz e ela é forçada de volta ao chão - Esse lugar era minha vida... E a de outros! Meu melhor amigo está morto e é só para eu parar? Isso não acontece!

    O Mago Supremo está analisando aquela entrada com silêncio que é compartilhado pela Dora. Finalmente, enquanto Ruby continua a discutir com (ou melhor, para) Elanne, ele parece tomar uma decisão sozinho. As cordas que seguram o portal se desfazem e ele se põe a levitar no ar. Isso Ruby toma nota.

    - Mas que porra está fazendo?

    - O Bar dos Esquecidos sempre teve a fascinante mecânica de poder escolher quando seus clientes poderiam entrar e, uma vez, incapaz de escolher, ele sequer deixa entrar, estou errado? - Ruby não responde, não parece ainda entender sua intenção - "Ponto-a-ponto". Todos os pontos estão fechados agora. Só falta fechar este lugar.

    O portal já tomava as "paredes" do vazio, tornando o espaço parte de sua entrada naquele mundo e a miasma dos mortos tomava conta do lugar. Antes que Elanne pudesse agir em favor de escapar dali, Dora interveem. Para impedir - ou proteger Elanne - ela projeta quatro visões:
    As Visões da Dora:


    • O anjo que estava no bar, seu coração perfurado por uma espada de fogo por outro parecido com ele. Ali seria seu fim.
    • Há um homem troglodita. Seu corpo parece uma muralha tomada vida e o dobro de braços nesse corpo que não passaria por portas. Feições asiáticas, muitas tatuagens. Seu corpo se espatifa no chão a frente da Harman Tower. Elanne vê o anjo (vivo?), o homem de casacão, Enchantress e outra garota, no que parecia um embate.
    • Elanne vê um segurança deitado no chão. Ele se levanta com dor de cabeça quando uma lacraia demoníaca entra em seu corpo. Ali foi seu fim.
    • A terceira imagem ela parece ver a frente do tempo atual. É a garota, a Mari. Ela parece estar trajando uma armadura negra. Uma mão agarra ela pela cabeça e aquela escuridão sai seu corpo, deixando apenas a garota em um traje colegial, inconsciente e pálida no chão, aos braços em prantos de Maria Helena.


    Agora é tarde minha querida... Vamos ter que fazer a saída dos fundos.

    O Mago proporciona um portal atrás dele, mas ele já responde com um solavanco de energia a tentativa de Ruby de segui-lo: É melhor que vocês distraiam eles o suficiente para eu sair daqui. Não queremos dois portais para o mundo terreno. Elanne, Dora. Ruby. Adeus.

    Ruby e Elanne estavam ali quando o chão de pedras virava a areia acinzentada.

    Tudo era Mundo dos Mortos agora.
    Nimaru Souske
    Garou de Posto Cinco
    Nimaru Souske
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2123
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Nimaru Souske Sex Fev 19, 2021 10:50 am

    A escuridão até tentava distrair os sentidos de Mari, mas ela tinha algo a fazer naquele momento e era isso que sua cabeça focava. Seu caminho até a saída da delegacia fora uma experiência perturbadora e todas aquelas imagens junto com o pensamento que vinha a sua cabeça de que aquelas pessoas da lanchonete foram suas vítimas deixavam a garota profundamente triste.

    A Luz ainda estava lá e ela iria se agarrar nisso para se manter firme, mas o frio interno ainda a incomodava. Estava arriscando tudo pela mãe.

    Correndo por São Paulo, procurando esquinas e ruelas para despistar qualquer perseguição, Mari sentia sobre si o peso do que fizera. Agora, além das sombras que lhe perseguem, também estaria a polícia brasileira.

    Mais uma vez não era bem-vinda em um lugar.

    Com uma angustia presa na garganta e sozinha diante das trevas, a garota corria e corria sem muito rumo. Corria para extravasar suas emoções e para que seu corpo pudesse lhe levar para longe do que sentia... mas não dava muito certo.

    Em meio a toda confusão de pensamentos, Mari lembrou de um rosto que até então resolvera não envolver em toda a situação mas, agora, não teria outra escolha a não ser pedir ajuda a alguém que confiava. Ainda correndo, buscou ir até onde se lembrava que era a casa de Ricardo Yamazaki, seu professor de Kendo e um amigo de seu pai.

    Era uma medida desesperada de uma criança com medo.

    Ao chegar perto da casa, Mari iria procurar alguma esquina mais escura para voltar ao normal e, então, iria tentar se encontrar com ele.
    Conteúdo patrocinado


    RP: O que mede um herói? - Página 40 Empty Re: RP: O que mede um herói?

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Fev 26, 2021 10:25 am