Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    A maldição - O jogo

    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1429
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Raijecki em Dom Jun 07, 2020 3:59 pm

    A Maldição - X




    Só o mero pensamento de que a jovem garotinha filha do taberneiro estivesse presa nas garras daqueles bandidos já deixava a elfa Lúthriel extremamente revoltada. Talvez ela se lembrasse dos horriveis acontecimentos que presenciara, inclusive com ela mesma, e então partia sem titubear para fora da taberna a fins de tentar rastrear as pegadas dos sequestradores.

    Infelizmente a nevasca estava muito forte, e além de sentir cada centímetro de seu corpo congelar a cada segundo, também impossibilitava de perceber quaisquer rastros anteriormente deixados lá. Não restava outra alternativa se não voltar para dentro e descansar, esperando o amanhecer onde poderiam seguir viagem rumo a Vila Pinheiro.

    ***

    Lenna se prontificava de assumir o compromisso de trazer a filha do taberneiro de volta sã e salva, e isso enxia os corações de todos com a esperança de poderem se reencontrarem.

    - Que sua senhora á que serve tenha orgulho de você! - Ele a respondia enquanto sua esposa chorava compulsivamente. Lenna também intimava suas companheiras de viagem a acompanharem naquela nova missão, e Leyka a respondia prontamente e decididamente:

    - Sim, podem contar comigo também! - Então a madre se dirigia até Rochar, que repousava sentado olhando fixamente para a fogueira, e só era despertado de seu transe quando ela o cumprimentava seriamente. - Estou melhor... Seu pagamento... - Ele apontava para um pequeno saco de pele sujo que estava em cima da mesa. - Você pode pegar de minha casa em Vila Pinheiro, caso ela não tenha sido saqueada diante de tanta morte e desespero... - Sua voz era extremamente cansada, como se estivesse perdendo sua vitalidade aos poucos. A marca em seu pescoço parecia ter parado no mesmo lugar, mas Lenna ainda sentia a presença daquela magia sedutora exalando daquele homem. 






    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1839
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Nimaru Souske em Dom Jun 07, 2020 8:07 pm

    - Como mãe, ela sabe como se sente, senhor. Pode confiar em minhas palavras que Tenebra terá orgulho dos meus atos assim como você ainda terá muito orgulho dos feitos de sua filha. Falou para o taberneiro antes de se levantar e ir para a mesa de Rochar. Suas palavras saíam sinceras, como se estivesse conversando com a própria deusa a sua frente prometendo cumprir sua palavra.

    Ao ouvir a resposta de Leyka, Lenna apenas acena com a cabeça e deixa escapar um leve sorriso. Aquelas mulheres pareciam boas pessoas e suas ajudas seriam muito bem vindas.

    Chegando na mesa de Rochar, escuta sua resposta.

    - Fico feliz que meus conhecimentos puderam lhe ser úteis... Ouve sobre o pagamento e permanece um curto tempo calada, apenas o observando enquanto ainda encara as manchas negras. - O Senhor virá conosco até sua casa pegar o pagamento? Sinto que ficarei mais a vontade para pegar o dinheiro e... no caminho, poderemos conversar um pouco sobre o que aconteceu ontem e talvez ajudá-lo com essas marcas que parecem ainda estar fazendo mal ao seu corpo.
    Pikapool
    Mutante
    Pikapool
    Mutante

    Mensagens : 654
    Reputação : 35

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Pikapool em Ter Jun 09, 2020 4:20 am

    Limites são desculpas criadas por pessoas fracas que não estão disposta a lutar pelo que querem!
    O cheiro bom que tomava o quarto era o único consolo por não ter conseguido seguir atras dos sequestradores. Sabendo que teria um longo dia, prontamente levantei e vesti minhas roupas e chequei meus equipamentos. Quando terminei, finalmente desci até onde todos encontravam-se.

    [...]

    Ao deparar-me com o taverneiro, abaixei a cabeça e de imediato proferi:

    - Sinto muito por não conseguir rastrear sua filha e perseguir os malfeitores. Infelizmente a nevasca impediu-me. Mas farei o possível para trazê-la de volta. - Apos uma breve pausa. - E mesmo que não consiga trazê-la de volta. Garanto-lhes que as cabeças dos sequestradores vocês terão! - Conclui em tom agressivo enquanto juntava a sobrancelhas e franzia a testa em sinal de raiva.

    Sem mais, apenas aguardei até que as garotas estivessem prontas para seguir.
    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1429
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Raijecki em Ter Jun 09, 2020 7:28 pm

    A Maldição - XI




    - Tenho certeza que eles terão o que merecem! - Respondera o taberneiro á elfa Lúthriel, com um olhar agressivo e que transparecia sua concordância com a atitude da mesma. Leyka já ia tomando seu café apressadamente e ao  mesmo tempo ia arrumando suas coisas para poder partir com suas companheiras em busca daquela honrada missão. - Parece que terei muitas coisas para escrever! - Ela comentava com um grande sorriso para sua recém amiga elfa.

    Na outra mesa, a madre da noite conversava com Rochar, seu paciente na noite passada. Ela perguntava - já pedindo - para que o homem a acompanhasse até sua residência em Vila Pinheiro, para assim não só pagar sua divida pessoalmente como também durante a viagem contar tudo o que sabia sobre a atual situação em que aquele local passava, além de como ele teria se ferido daquela maneira. O homem á olhou de forma aterrorizadora e indignada por um tempo com aquela sugestão, até que á respondia ríspido:

    - Não volto nunca mais para lá! - Agora sua face se completava em pura raiva e o medo penetrava em seu olhar. - Eu lhe prometi pagamento e aqui está! - Ele então gritava e batia com o braço no pequeno saco de couro que estava em cima da mesa, fazendo-o cair ao chão aos pés de Lenna, revelando uma chave de ferro enferrujada como seu conteúdo. - Agora vá! Não lhe devo nada! - Não precisaria ser um especialista em leitura corporal para entender que somente um comentário sobre voltar a aquela vila o fazia estremecer de medo e revolta, e Lenna entendia de que seria praticamente impossível persuadi-lo do contrário.

    - Vocês tem cavalos? Acho que seria bom conseguirmos alguns no estábulo desta vila antes de seguirmos não? - Leyka comentava para Lúthriel durante o café.





    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1839
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Nimaru Souske em Ter Jun 09, 2020 9:03 pm

    Lenna vê que o homem não lidava nada bem com o local e, ainda mais, com o que ocorrera na noite anterior. Isso não ajudava em nada a entender o que havia acontecido, mas já não lhe cabia fazer mais nada naquela situação.

    Durante todo momento de interação com aquele homem, a Madre olhava diretamente em seus olhos. Talvez buscasse alguma resposta para as questões que tinha em sua mente e que o homem nada lhe dizia... mas mesmo assim, parece que teria q buscar seu pagamento ela mesma.

    Abaixou-se para pegar a chave e a guardou em um de seus bolsos. Acenou com a cabeça para Rochar e se virou para sair.

    - Acho uma boa ideia, Assim que vocês estiverem prontas já podemos partir para o estábulo. Respondeu ao comentário de Leyka.

    Não parecia uma cobrança ou uma maneira de apressar as outras, Lenna Kirch apenas parecia estar dizendo que já estava pronta.
    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1429
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Raijecki em Ter Jun 16, 2020 10:20 pm

    A Maldição - XII




    Lenna juntava a chave e apenas acenava para Rochar antes de se juntar as demais. Leyka sugeria alugar alguns cavalos, e com a concordância de todas, partiam para o estábulo a procura de animais que aguentassem aquela dura viagem. Restavam apenas três, o que era o suficiente, mas fazia o preço saltar lá em cima, custando cada animal cerca de 30 tibares de ouro pelo aluguel de uma semana.

    - É pegar ou largar, e já aviso, eles podem ser fortes, mas não são cavalos de batalha, e pelo que ouvi sobre pra onde vão, a situação não está nada boa... - Comentava o dono do estábulo. Leyka arregaalva seus olhos, e espantada com aquele preço abusivo, respondia:

    - De certo não podemos chegar a um acordo? - Ela então olhava para suas amigas, na esperança de que elas fossem ajuda-la a barganhar.


    Off: Post minusculo só pra não atrasar galera, e o @Pikapool pra variar não postou, então perdeu este turno, mesmo que não tenha perdido muita coisa mesmo. Vamos combinar de postar sempre semanalmente para não deixar a mesa morrer, e se não puderem só me avisarem que podemos esticar o prazo sem problemas. Sobre o custo do aluguel dos cavalos,o livro diz que para comprar é 75 TO, então como a situação tá ruim, presumi que seria mais ou menos metade disso, já que o dono pode perder os animais e ficar no prejuízo.

    Mas caso não concordem e achem algo diferente nas regras só me avisarem que eu mudo. Depois desse post nós já vamos para a vila e aí o pau vai pegar!





    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1839
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Jun 17, 2020 9:46 pm

    Ao chegarem e se depararem com aqueles preços absurdos, Lenna não tinha muitas ideias sobre o que fazer para diminuir o valor.

    - Por Tenebra, não é possível que sejam tão caros... Encara os cavalos. - Para economizarmos, podemos alugar apenas dois e uma dupla divide um cavalo enquanto outra segue sozinha. Fala para as companheiras de viagem.

    Tendo a resposta das outras mulheres, a Madre voltaria sua visão para o homem responsável pelos cavalos.

    Encarava-o esperando que no fundo dos seus olhos encontrasse algum caminho para que aquele preço descesse, mesmo sabendo que aquilo era um tanto inútil.
    Pikapool
    Mutante
    Pikapool
    Mutante

    Mensagens : 654
    Reputação : 35

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Pikapool em Qui Jun 18, 2020 6:22 pm

    Limites são desculpas criadas por pessoas fracas que não estão disposta a lutar pelo que querem!
    Mal chegávamos no estabulo e o abuso já começava.

    - Trinta peças de ouro para alugar um cavalo? Hey, amigo. Tenho cara de centaura? Eu quero o cavalo para ir até a cidade e não para cruzar com ele. - Respondi indignada ao comerciante.

    Recuo até minhas companheiras para analisar como prosseguir com tal absurdo.

    - Bem, se alugarmos um cavalo e uma carroça, nós economizaríamos um terço. - Levei a mão ao queixo pensativa. - Ou podemos pagar e depois poderíamos reaver parte do dinheiro ou mesmo todo ele. O que me dizem? - Sorrio maliciosamente aguardando o pronunciamento das demais.
    Malz não ter respondido. Como havia dito que ia esperar as outras personagens, achei redundante um novo post semelhante ao anterior.
    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1429
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Raijecki em Sab Jun 20, 2020 4:59 am

    A Maldição - XIII




    A situação abusiva em que se encontravam as deixavam em um sentimento de revolta praticamente singular. A elfa já respondia sem papas na língua indicando que não iria aceitar um valor tão alto para um simples aluguel de cavalo, e a madre  chamava a atenção de suas companheiras para que talvez pudessem comprar e dividir apenas dois daqueles animais, dividindo-os também. Leyka já contava suas moedas quando ouviram o homem:

    - Você tem cara de muita coisa mocinha... - Respondia ríspido o dono dos cavalos. - Podemos fazer o seguinte, vocês alugam um cavalo e uma carroça, faço tudo por cinquenta tibares de ouro, e sintam-se agradecidas pela minha generosidade! - Sem muita opções remanescentes, Leyka as olhava e então acendia com a cabeça para o homem.

    - Tudo bem, que assim seja. - Ela então recolhia a parte das duas e as juntava com a sua em uma pequena sacola de couro e as entregava ao homem sem nem mesmo olha-lo nos olhos. Logo ele as entregava um belo animal e uma carroça em bom estado, o que as surpreendia, visto a atitude anterior do mesmo. - Tavam achando o que?! Quem paga bem tem o que merece... - Enfim as três podiam partir para sua aventura, mesmo que a viagem até lá pudesse custar bem caro, a promessa de uma gorda recompensa as animava diante de tamanha escuridão.

    - Uma semana!! - Uma voz se distanciando ao fundo era ouvida enquanto partiam...

    O caminho até Vila Pinheiro estava em estado deplorável, e o cavalo sofria para puxar todo o peso da carroça. As estradas jaziam soterradas de neve e era bem difícil - Mesmo com a grande percepção elfica de Lúthriel - E elas presumiam que precisariam acampar alguns dias até chegar á seu destino. Á noite ouviam vozes distantes, parecidas com murmúrios, e o cavalo permanecia sempre em estado de alerta, relinchando com medo de tudo a sua volta. Os alimentos e a água iam cessando conformo progrediam, e pelo caminho já começavam a enxergar corpos caídos e carbonizados, desde adultos á bebês de colo recém nascidos.

    - Meu deus... O que pode estar acontecendo aqui?! - Exclamava Leyka, cada vez mais aflita com o que via. Então mais alguns quilômetros, podiam ver uma grande concentração de fumaça preta pintando os céus, e sentiam que estavam mais perto da vila. O cheiro de carne podre e queimada ficava insuportável, e elas tinham de tapar suas narinas e bocas para não vomitarem ali mesmo.

    Nenhuma delas havia presenciado uma guerra, mas mesmo assim, o cenário que encontravam ao enfim chegarem aos portões da vila as fazia imaginar exatamente aquilo. Pilhas e mais pilhas de corpos queimavam ao redor do local, com várias flechas, lanças e facas fincadas nos cadáveres em chamas. A guarnição da vila, em uma ponte precária logo acima do portão principal as recebia:

    - Alto lá! Quem são vocês e o que querem?! - Gritava um dos dois guardas.

    Off: Sobrou 8,5 TO do dinheiro de vocês.          




    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1839
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Jun 24, 2020 12:15 am

    - Obrigado. Responde ao escutar a alternativa que o homem havia aceitado, mas sua resposta era mais direcionada à elfa que havia dado a alternativa do que ao próprio homem.

    Lenna entregou suas moedas para ajudar na compra e subiu na carroça. Tinha pressa.


    Enquanto se distanciavam, a Madre ergueu o braço esquerdo com o polegar em riste para indicar ao homem que gritava que ela tinha ciência do prazo limite... ela só não sabia se seriam capazes de cumprir o bendito prazo.

    Pelo caminho, Lenna Kirch ia ficando cada vez mais aterrorizada com o que via, desde o clima que parecia querer matá-las a qualquer hora até os corpos que iam variando de idade de uma forma bastante desagradável.

    - A noite os acolheu... mas sinto que algo está errado. A Madre põe seu braço em frente ao seu nariz para diminuir aquele cheiro. - E parece que daqui em diante nada vai melhorar.

    Encarava a fumaça preta ao longe.

    Chegando perto do portão, a mulher de cabelos negros se erguia para falar.

    - Sou Madre Lenna Kirch, vim buscar o pagamento por meus serviços na casa de Rochar. Falava alto, firme.

    Estava sem o capuz cobrindo sua cabeça para que os guardas pudessem vê-la.
    Pikapool
    Mutante
    Pikapool
    Mutante

    Mensagens : 654
    Reputação : 35

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Pikapool em Qua Jun 24, 2020 8:08 pm

    Limites são desculpas criadas por pessoas fracas que não estão disposta a lutar pelo que querem!
    Encarei o homem com o olhar de quem sacaria a adaga e mostraria a ele a cara de muita coisa. No entanto, apenas entreguei minha parte do pagamento.

    Enquanto rumávamos aquele homem estipulava um prazo.

    - Em uma semana vou recuperar tudo o que me foi tirado. - Resmunguei rancorosa.

    Após alguns dias de viagem que parecia ser vigiada por espectros malignos, deparava-nos com uma cena nada agradável.

    - Hmm, queimados hein? Talvez o deus do sol esteja demonstrando sua ira. O que me diz Lenna? - Cobri o nariz com o manto.

    Diante do portão apenas tirava o capuz para que pudessem verme.

    - Lúthriel Nightweaver, uma alquimista em busca de provisões para meus estudos. - Bradei aos guardas.
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade
    Nimaru Souske
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1839
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Jun 24, 2020 9:33 pm

    - Não costumo sujar minha boca em vão só pra falar disso que ainda chamam de deus... responde à Lúthriel. - Mas se essa situação tem qualquer coisa haver com ele, vou ficar muito feliz em ajudar a acabar com isso. Ela sorri.

    Não era muito comum ver Lenna sorrindo, mas aquela possibilidade realmente agradava seu coração.
    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1429
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Raijecki em Sab Jun 27, 2020 3:03 pm

    A Maldição - XIV




    Enquanto Lenna e Lúthriel dialogavam sobre o possível causador daquele desespero todo - que elas achavam que fosse obra do deus do sol -, Leyka arqueava a sobrancelha para as duas, e em um ato de repulsa a elas dizia:

    - Eu não sei quem causou isto, mas tenho certeza de que não foi nenhum deus, os humanos... - Ela olhava então para a madre - Geralmente são os culpados...

    Chegando ao portão da vila, a madre e a elfa se apresentavam de maneira ríspida, e o guarda as olhava com uma feição de indignação profunda antes de as responder:

    - Vocês estão de brincadeira porra!? Não estão vendo nossa situação?! - Ele então se virava para os outros guardas ao seu lado que também ficavam surpresos com aquelas apresentações. - Estamos sofrendo com maldições! Não temos provisões e se você encontrou Rochar provavelmente está infectada como ele! Armas! - Ele então sacava seu arco de suas costas e incitava a seus colegas a fazerem o mesmo. Leyka se atravessava na frente das duas e tentava amenizar a situação:

    - Por favor esperem! Nós viemos pelo contrato! - Gritando a plenos pulmões, ela levantava o já amassado pergaminho contendo uma cópia do contrato que o líder da vila teria posto em busca de aventureiros. - Viemos ajudar! E Rochar fora curado por ela! - Ela concluía por fim apontando para Lenna.

    - Mentirosa! - Vociferava o guarda, e então acenava para que seus companheiros disparassem suas flechas contra as três. Porém nada acontecia, e o guarda se virava enfurecido para os outros, mas logo abaixava o tom e se encolhia diante da presença de outro homem.

    Ele surgia imponente com roupas de couro fervido enegrecidas, uma espada presa do lado esquerdo de sua cintura e uma máscara estranha. Tinha a barba rasa e cabelos castanhos bem cortados, uma aparência bem diferente da dos outros guardas, que mais pareciam coveiros todos sujos e com roupas remendadas do que outra coisa. Ele então se colocava a na ponta da ponte, logo acima delas e lhes dizia:

    - Deixem-as entrar, eu as acompanharei até meu escritório. - Os guardas ainda tentavam argumentar, mas ele os ignorava e partia da ponte sem nem mesmo olhar para trás. Então os portões eram abertos e elas já podiam guiar a carroça para dentro da vila.

    Líder:

    A maldição - O jogo - Página 3 XrhlLQg

    - Vocês hein! Não conseguem usar essa cabeça um pouco não?! Quase nos mataram! - Leyka explodia com as duas enquanto a carroça ia passando pela guarnição do portão. No fim da trilha cheia de lama e neve, aquele homem as esperava. Ele fazia sinal para pararem com a carroça e então lhes dizia:

    - Deixem ela na estrebaria ali e me sigam, por favor. -  Um homem velho segurando uma pá, com uma aparência tão cansada quanto a dos guardas e vestindo uma capa negra que cobria todo o seu corpo recolhia as rédeas do cavalo para que elas pudessem seguir o homem até uma cabana maior e mais cuidada do que as outras, que pareciam decrepitas e amontoadas de neve.  

    Homem com a pá:

    A maldição - O jogo - Página 3 K2hTQYm

    - Eu me chamo Oeric Saberct e sou o líder desta vila, é a minha assinatura que está aí. - Ele dizia apontando para o pergaminho de Leyka. Estavam então no escritório do líder da vila, e ele logo acenava para que elas pudessem se sentar em frente a ele, que se afundava em uma poltrona confortável logo abaixo de um quadro muito bem pintado fixado na parede de madeira.

    Quadro:

    A maldição - O jogo - Página 3 Fp6HlRm

    - Então, o que sabem sobre nossa situação? - Ele as pergunta em tom calmo.





    Pikapool
    Mutante
    Pikapool
    Mutante

    Mensagens : 654
    Reputação : 35

    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Pikapool em Ter Jun 30, 2020 1:11 am

    Limites são desculpas criadas por pessoas fracas que não estão disposta a lutar pelo que querem!
    - Calma amiga, só estava brincando com Lenna sugerindo que o comportamento do clérigo de Azgher de não ter prestado auxilio ao pobre homem poderia ter algo relacionado. - Conclui com um sorriso sem jeito.

    Diante os portões um inconveniente. Guardas assustados por uma maldição que provavelmente era uma artimanha de algum mortal. Provavelmente um mortal bem poderoso que poderia ter uma boa quantia em tesouros a ser saqueada. Enquanto divagava recostei na carroça e esbocei um sorriso só de pensar no tesouro. Voltei a mim quando os portões abriram.

    Leyka estava histérica, talvez toda aquela agitação não fosse costumeira.

    - Calma. No final tudo ficou bem. - Pisquei para a mesma.

    Fomos recepcionadas por um homem de porte distinto. Diferente dos outros, ele parecia não sofrer com as intempéries. Isso fazia-me suspeitar do mesmo, mas por ora eu exibia um largo sorriso. Enquanto o cavalariço que mais parecia um coveiro levava nosso cavalo até a estrebaria.seguimos o suspeito.

    - Muito prazer, Lorde Oeric. Me chamo Lúthriel Nightweaver. - Apresento-me ao sentar.

    Enquanto minhas companheiras apresentam-se e responder a pergunta de Oeric, eu perco-me no quadro tentando descobrir qual localidade estava retratada na pintura.

    - Bela pintura! - Comento esperando uma historinha por trás do quadro.
    Conteúdo patrocinado


    A maldição - O jogo - Página 3 Empty Re: A maldição - O jogo

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Jul 03, 2020 10:59 am