Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Em Ĵevurá

    DariusNovadek
    Cavaleiro Jedi
    DariusNovadek
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 266
    Reputação : 4

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por DariusNovadek em Seg Ago 10, 2020 9:39 am

    - Merda...

    Kate diz quando entendeu o que a mímica de galinha de Azriel significava.. Logo vira para Ka e diz:

    - Ka, você é o melhor estrategista aqui, para onde devemos ir? Só não podemos ficar parados aqui, logo já estarão acima de nós.. Temos que ao menos achar uma lugar que seria mais vantajoso para combate.. Onde decidir, estarei contigo.

    Kate podia ser tudo, mas não era arrogante (as vezes) ao ponto de ir agindo sabendo que alguém ali poderia pensar melhor por ela.. Era boa em combates, mas não era boa para fugir deles.. Aprendeu a receber ordens com Kevla, que sempre passava bem claro o que ela queria antes de qualquer coisa.

    Logo que Ka decidisse, Kate logo iria seguir o caminho.
    Christiano Keller
    Sacerdote de Cthulhu
    Christiano Keller
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2720
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Ago 10, 2020 9:52 pm

    Ka,

           Kate faz um elogio enquanto pede uma orientação para onde devem seguir. Aquilo foi um tanto inesperado e positivo o que faz Ka sorrir. Certamente a pergunta era importante e poderia levar o time para uma boa posição ou para um local ruim. A proteção das pedras pode ser uma boa cobertura e evitar o caminho mais óbvio parece mais seguro. Desta forma Ka olha para os lados e pensa na velocidade e destino de cada um. Como peças móveis em uma engenhoca, cada um tem uma função e destino. Quando as peças se movem a engenhoca muda de formato.
           - Vamos por ali (2). Diz Ka para Kate e também faz sinal para Azriel. Espera que com sinais mais amplos os outros também os vejam. Perto da encosta para servir de cobertura. Aperte o passo mas não vamos correr, pode fazer barulho. Com os braços Ka indica que vão para o caminho sul e com os dois braços elevados tenta fazer um sinal que mostra a encosta e que ficarão sob a cobertura.

           Ka leva os animais na direção que propôs e observa os colegas para ver se estão seguindo o grupo. Não deveriam se dividir naquele momento, além do mais alguns já estão feridos. Quando os voadores se movem, Ka faz sinal para voarem mais baixo. Para Kate apenas observa se estão todos cobertos pela encosta. A ideia simples é como andar atrás de um muro, o angulo de visão precisa ser muito fechado para ver algo bem perto.

           Se tiverem sorte poderão virar para o oeste logo sem serem vistos.

           Será que Mortalha tinha um deles sob seu controle? Poderia enviar o seu servo para outra direção para servir de distração ao deixar pegadas óbvias na estrada principal de onde viemos.
    Leomar
    Adepto da Virtualidade
    Leomar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1692
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Leomar em Seg Ago 10, 2020 11:33 pm

    Em Ĵevurá - Página 11 M2

    Situando:
    Os vultos avançam, mas ainda estão longe.

    Joguei uma série de percepção no off mas ninguém tirou grande coisa, então não tem muito que ver no momento, as encostas realmente dão certa proteção pelo ângulo, mas por enquanto é só isto, nenhuma caverna ou túnel promissor à vista.

    Os possíveis (prováveis) adversários ainda estão num plano mais baixo que Azriel, Nadhull e Mortalha, então ainda é possível que eles não viram vocês ainda, mas no próximo turno já devem perder esta vantagem.

    Os dois terrestres começam seguir pro sul, felizmente os animais não dão trabalho neste ponto, incluindo Cusco e Vent'Kapo que seguem sem reclamar e sem atrasar.

    Como os dois estão descendo, Azriel tem chance de voar para mais perto dos demônios, ver se eles seguirão o resto do grupo, ou se têm algo para falar. De longe ela tinha visto os dois derrubar os batedores com certa facilidade, mas só então percebe que Mortalha fez um feitiço de necromancia.

    Como voto da Sagrada Conduta, todo anjo tem entre suas obrigações proteger a si e o mundo "de todo o mal", o que inclui a necromancia. Como devota de Piro, você consegue suportar (ou quase eliminar) a aversão natural contra demônios, julgando-os por atos e não raça, mas magia negra ainda lhe causa certo desconforto. Pode racionalizar que nem toda magia negra é ruim "em si", aceitando que ela seja usada de acordo com a situação, assim como aceita ver alguém matando para se defender, o que inclusive serve para justificar a morte dos batedores, pois mesmo de longe deu para ver que eles nem mesmo tentaram conversar antes de atirar (ainda que talvez as intenções iniciais de Mortalha não fossem "nobres").

    Porém a necromancia é algo que bate de frente contra seu voto, e ver que ela criou uma marionete com o batedor recém abatido é algo que lhe causa muito desconforto. Mesmo que não queira externalizar isto agora, pensando "fugir primeiro, dar sermão depois", isto deverá lhe prejudicar no futuro (piorando qualquer rolagem que envolva faculdades mentais ou espirituais, ou exigindo algum "pagamento" envolvendo estas faculdades, como algumas horas de oração sincera, confissão com algum sacerdote, alguma penitência, etc.)

    Se quiser tentar ignorar esta culpa por enquanto, Role 1d12, se sair 11 ou 12 você ainda conseguirá racionalizar (não é tão grave, já que ela não matou apenas para fazer necromancia), um 9 ou 10 você ainda consegue empurrar a culpa de não dizer/fazer nada para mais tarde (podendo, como eu disse, administrar isto através de algum "pagamento". Menos do que isto você provavelmente vai querer no mínimo reclamar com Mortalha, mesmo que resolva deixar o sermão para outra hora.

    Nadhull e Mortalha não consegue ouvir se ou o que Ka e Kate discutem, mas fica evidente que receberam o aviso de perigo e optaram pela estratégia mais segura que é dar a volta pelo sul, usando a encosta das montanhas para não serem vistos por seres alados.
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7289
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Dycleal em Qui Ago 13, 2020 12:24 am

    Nadhull vê os seus companheiros apontando para um ponto (2) e entende que eles estão propondo uma retirada furtiva para lá e diz para Mortalha: - Mortalha, o pessoal vai se esconder naquela direção, vamos voar baixo e próximo do paredão até lá e não vai dar para levar esse seu boneco ai, mas podemos usar ele para que ele vá na direção contrária a nossa despistando a nossa fuga, que acha?
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4687
    Reputação : 45
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Srta. Moon em Sex Ago 14, 2020 11:28 am

    Mortalha nem espera Nadhull terminar de falar e já se joga para seguir voando baixo em direção que ele comentou largou o defunto onde estava cortando sua ligação com ele, sabia que não poderia fazer muito estando com sua plana presa naquele ritual.


    OFF: Larga o boneco e seguir rumo para onde o Nadhull falou,
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7289
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Dycleal em Sex Ago 14, 2020 12:56 pm

    Nadhull e Voa baixo e bem próximo do paredão seguido de perto por Mortalha que largara o brinquedinho encostado no paredão.
    Leomar
    Adepto da Virtualidade
    Leomar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1692
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Leomar em Seg Ago 17, 2020 10:45 pm

    Em Ĵevurá - Página 11 M1

    SITUANDO:

    Bom, vou continuar atualizando mesmo sem todos terem respondido pois para Ka e Kate não tem outra opção neste turno a não ser seguir em frente. Já rolei um punhado de ocultos também, para agilizar.

    Azriel, graças a sua visão de anjo você já viu que os vultos também são anjos, mas especificamente guardiões. Guardiões são os guerreiros entre os anjos, a forma mais óbvia de saber que um anjo é um guardião é pelas armas, a maioria dos anjos comuns não costuma portar ou mostrar que estão portando armas, e estes estão com espadas e lanças, mas tem vários outros detalhes que podem diferenciá-los (se quiser colocar algo do tipo, que notaria a boa distância, fique a vontade). Apesar de qualquer anjo poder candidatar-se a guardião a partir dos 35-40 anos, guardiões normalmente possuem 100 anos ou mais, sendo portanto pessoas com MUITOS anos de treinamento.

    Nadhull também já percebeu que os vultos são anjos (seja por ter conseguido enxergar a distância, intuição ou dedução), se bem que agora vocês estão todos juntos, então tudo que eu disser aqui basicamente todos vocês sabem.

    Os anjos ainda não viram vocês, eles estão atentos, mas ainda não sabem que os batedores foram abatidos, então não estão ativamente procurando inimigos, porém no próximo turno eles chegarão até o ponto onde os batedores estão e passarão rastrear com mais afinco, sendo assim é o último turno relativamente seguro.

    Mortalha começa sentir o veneno na coxa, o zirve fará sentir pontadas dolorosas. Por ser alada e estar com cajado você ainda pode andar sem prejuízo na velocidade, embora comece mancar (se quiser continuar voando baixo, sem por o pé no chão, pode ir na frente do grupo, mas se o veneno piorar, vai acabar precisando da ajuda deles ou de uma montaria, e acabará tendo que esperar.

    Há uma encosta mais alta logo em frente 1 onde ficarão ainda mais protegidos da visão de quem está em cima da montanha, e além disto Ka consegue vislumbrar a entrada de uma caverna neste ponto, parece uma caverna grande e pouco iluminada, podem haver animais escondidos lá, mas se tiverem não são de grande porte, portanto ela pode ou não ser segura.

    De qualquer forma, é o caminho mais óbvio para circular a montanha, e continuarão bem rente à parede.

    Dá para ver também que um nível acima 2 a montanha possui uma falha, que permite atravessar com proteção de duas paredes. Caso alguém queira ir por este caminho, só a Kate precisará fazer teste (pois o Ka tem escalar). Além do lugar permitir certa proteção dos olhares, ele limita o movimento, o que causa vantagens e desvantagens. Caso gastem tempo subindo, e derem azar dos anjos descerem direto pro sul, eles poderão encontrá-los logo na entrada da falha, a chance é 1/8.

    Existe também uma probabilidade de 50% de a caverna 1 ligar a uma parte da fenda 2, vocês só terão certeza se explorarem um ou outro.

    Nos dois casos vocês tem a oportunidade de pararem e ficar escondidos esperando o perigo (?) passar ou podem ir andando com prudência.

    Também podem passar direto e rodear para o ponto 3, onde andam mais rápido, mas ficam em campo mais aberto, embora ainda tenham boa parte da parede como cobertura. Vocês podem ir para 1 e depois para 3, a diferença é que indo por 1 vocês ficam bem rente a encosta, e por 3 direto vocês passam por trás daquele morro menor onde o número 1 está marcado.

    Basicamente vocês têm apenas estas três opções, mas lembrem que qualquer ação não óbvia além de andar é possível.
    Pikapool
    Troubleshooter
    Pikapool
    Troubleshooter

    Mensagens : 781
    Reputação : 35

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Pikapool em Seg Ago 17, 2020 11:26 pm

    A alegria só pode brotar de entre as pessoas que se sentem iguais!
    Com a aproximação dos seres, pude identificá-los como sendo anjos guardiões. E ao ver uma a entrada de uma caverna logo a frente e ao notar que a súcubo não parecia muito bem, resolvi agir.

    - Vou ganhar algum tempo para que possam esconder-se. - Disse já recuando e alçando voo.

    Logo que distanciei-me do grupo e vi que teriam alguma vantagem, segui em direção ao anjos.

    - Olá! - Bradei acenando amistosamente. - É raro encontrar semelhantes por esses lados. (Comunico-me com os anjos em esperanto)
    Christiano Keller
    Sacerdote de Cthulhu
    Christiano Keller
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2720
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Christiano Keller em Qua Ago 19, 2020 12:45 am

    Ka,

           Que merda é essa que a Azriel tá fazendo? Os malucos vão passar o aço nela. Acabamos de matar os amigos deles e ela acha que vai ficar tudo de boa? Nem se os caras tiverem bondade no coração isso vai funcionar, vão achar que somos assassinos cruéis mesmo quando os caras é que atiraram primeiro. Ka ainda passa a mão na face sobre a face sem encosta os dedos na pele num gesto de decepção. Não havia oportunidade de falar nada pois chamaria a atenção dos inimigos.

           Seguindo com o plano, mesmo com habilidade escalar a parede os animais não tinham essa habilidade, isso daria trabalho. Parece mais rápido e simples passar pela frente da caverna atento para ameaças do que dar a volta. Ka segue atento para a frente do caminho rente ao paredão. Talvez mortalha precise de ajuda com seu ferimento, mas enquanto ela voa bem não há nenhuma preocupação para com ela.
           Conforme avança Ka procura marcas no solo por alguma coisa. Criaturas voadoras não moram em cavernas, então fazia sentido observas rastros, pegadas ou outras coisas no solo. Se houver alguma coisa é certo que devemos nos afastar um pouco da entrada. Mas a frente parece mais elevada do que as laterais, então parece seguro ao menos contra os inimigos voadores.
           No pior dos mundos haveria um combate na frente da caverna que atrairá os inimigos, no melhor dos casos, Ka seguirá reto com Kate e os outros. A grande pergunta é o que será de Azriel? Como irá se juntar ao grupo se sobreviver ao seu encontro com os inimigos. Ainda mais que tipo de gente resolve ganhar um tempo quando estão em fuga? Seria isso um exemplo de mártir? KA deixa de pensar nisso, agora o importante é o solo e laterais.
           As pedras do deserto são mais esparsas, o terreno parece mais solto mas ainda não são de areia como dunas. A terra com marcas de passos ou rastros precisa formar padrões os quais Ka observa atentamente. As marcas na areia ou terra formam desenhos claros de acordo com cada pata. Não era o caso de diferenciar felinos ou caninos por tipo, mas algo como tamanho ou mesmo a presença dos animais. No entanto por mais que Ka procure, parece que não há nada em seu caminho. Os padrões na mente de Ka se formam com rastros de memórias passadas em outros momentos. Mesmo na cidade grande as marcas de pés molhados se formam no piso de pedra. Ali não parecem haver marcas, mas Ka não se prende apenas às pegadas. Os animais também podem deixar rastros de que estão por ali com restos de comida que transportaram para a caverna. Se um animal maior pegou sua presa, ele pode arrastar o animal menor para lá. É possível haver marcas de outras criaturas, restos de sangue coagulado, frutas podres ou outras coisas. Ainda assim há um terceiro elemento que é a marcação de seu território, deve haver marca de urina ou coco na região próxima que marca a caverna como sua propriedade. Talvez além da visão o olfato possa ajudar.

    Rastros no solo:
    Em Ĵevurá - Página 11 Animal-tracks-desert-lot-sand-footprints-85333216
    Em Ĵevurá - Página 11 Emu-tracks-desert-31960222
    Em Ĵevurá - Página 11 Brown-bear-footprint-marks-forefront-in-front-of-the-animals-bathing-place-in-the
    Leomar
    Adepto da Virtualidade
    Leomar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1692
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Leomar em Sab Ago 29, 2020 12:12 pm

    Em Ĵevurá - Página 11 M2

    Os quatro cercam Azriel numa formação em ferradura. Eram três machos e uma fêmea, um levava uma lança, os demais espadas. Era padrão dos guardiões não baixar as armas em uma situação de incerteza, embora Azriel (que não deveria parecer grande ameaça) provavelmente esperasse que eles demonstrassem alguma brecha, o que porém não aconteceu.

    Eles aproximam com semblantes desconfiados, um ou outro poderia até estar curioso sobre o que uma anjo estaria fazendo num fim de mundo aparentemente sozinha e aparentemente desarmada, mas seria bem difícil convencer que estava "apenas perdida". Azriel sente uma onda de mana branca envolver suas asas e corpo. As penas dos anjos são bem sensíveis para captar variações no fluxo de mana branco, afinal a mana branca pode ajudar ou atrapalhar o voo, sendo assim mesmo mudanças sutis são percebidas, assim como variações mínimas no fluxo de ar.

    Era quase certo que os guardiões provocavam uma curvatura no fluxo de mana branco para "ler" as vibrações mágicas de Azriel. Como era uma anjo e tinha dom branco isto não seria problema para ela, mas outra criatura (em especial demônios) poderia se denunciar sem precisar de uma única palavra, só por causa desta técnica. A técnica em si não precisava de um poder muito grande, mas uma "leitura" precisa ia precisar de muita experiência. Havia o risco de perceberem traços de mana negro no corpo dela, impregnados pela proximidade de seus "amigos" demônios, ou talvez de sentirem que Azriel despertara também o dom do fogo. Além disto, embora não fosse uma técnica agressiva (por enquanto), a própria curvatura do fluxo mágico já era uma técnica defensiva, que dificultaria Azriel usar uma magia mais ofensiva de cara.

    A magia do ar era um elemento feminino, portanto mesmo entre os anjos, onde a diferença de dom não é tão grande entre os sexos, havia uma probabilidade de que, se houvessem magos fortes, a probabilidade maior era de ser a fêmea do grupo. Embora isto não fosse uma ciência exata, era bem possível que pelo menos um ou dois dos machos não fosse portador do dom.

    Como anjos não envelhecem na aparência depois que chegam na maturidade, não dava para saber quem ali tinha 50 anos, 150 ou até mais de 500, embora as penas as vezes fornecessem leves dicas. Azriel tinha penas negras, algo raríssimo e que dava certeza que ela nasceu depois do Ragnarök (a grande destruição causada em toda Akaŝa por Piro há 100 anos atrás) pois antes disto nenhum anjo tinha penas desta cor. A guardiã fêmea tinha penas curtas e mais brilhantes, portanto deveria ser a mais nova do grupo, todos os demais tinham penas mais foscas, e portanto deveriam ser centenários, um deles também tinha penas mais longas, o que poderia significar que era o mais velho. Inclusive é este que, ignorando as primeiras palavras de Azriel, avisa em tom seco:

    Em Ĵevurá - Página 11 Aa82ad92259ef96b0ac60c71a3978bdc

    - Fique parada, em nome de Anĝelina, Rainha da Justiça! Nós somos guardiões de sua Vontade! Jamais buscamos o tormento dos inocentes, mas saberemos se suas intenções não forem boas! Identifique-se e diga o que está fazendo neste plaga!

    Apesar do tom relativamente educado e discurso decorado, como dito era uma ordem bem seca. Falava em Yrdok mesmo que fosse claro que eles sabiam Esperanto e que tinham ouvido Azriel falar em Esperanto. Percebia-se também uma leve, mas sem nenhuma intensão de disfarçar, arrogância na voz.

    Anĝelina tinha várias alcunhas, como Rainha da Paz, A Virgem, Deusa Sábia, Mãe Sábia, Deusa da Pureza ou até Senhora do Inverno, mas "Rainha da Justiça" era a menos usada, a não ser por Guardiães. Aquilo enfatizava a posição deles como juízes, e que eles certamente gostavam de exercer tal função.

    Nenhum deles retribuiu o sorriso que Azriel dera.




    Os anjos não viram o resto do grupo, a montanha era suficientemente grande e altura para não dar ângulo de visão, embora fosse impossível não ter visto a direção pela qual Azriel foi até eles, sendo assim todo o resto do grupo se movimenta rápido para pegarem distância de onde estavam.

    Ka, mesmo correndo, vai prestando atenção no solo, para ver se encontra rastros de possíveis problemas. O solo do deserto porém não é dos melhores para se rastrear. Ainda assim uma pegada solitária não escapa de sua visão. Usando rapidamente todo seu conhecimento de sobrevivência Ka calcula rapidamente: a pegada fora deixada quando o solo estava mais úmido, talvez durante uma chuva a sabe-se-lá quantos meses atrás. Como agora estavam andando com o semëk da Kate fica óbvio que era marca de outro semëk que passara por ali a muito tempo.

    Não era muita coisa, afinal se Kate achou um semëk lá para trás, não é surpresa esperar que existam várias áreas com semëks no deserto. Além disto não haviam sinais te algo maior que caçasse semëks por ali. Ausência de provas não é prova de ausência, mas era um bom sinal.

    Não tarda para descobrirem uma caverna de grandes proporções.

    Em Ĵevurá - Página 11 120213_underground_caves_10

    Ka e Kate conseguem ver uns 20, talvez até 40 metros a frente, já Nadhull e Mortalha conseguem ver bem mais. Havia espaço ali para esconder todo o grupo e animais, e seria quase perfeito, caso Azriel não tivesse sido impulsiva (ou Mortalha antes dela).

    A caverna possuía vários túneis naturais, e Nadhull, que possui maior sensibilidade a fluxos mínimos de ar, acredita que pelo menos um dos túneis deve dar em outra parte esterna, pois consegue perceber uma movimentação de ar quase imperceptível. Porém não é capaz de enxergar dali onde fica a outra extremidade.

    OBS.: Já comentei com alguns em outras aventuras, mas vale lembrar: Íncubos e súcubos possuem visão na penumbra, ampliando seu campo de visão, mas esta visão NÃO É visão na completa escuridão, sendo assim, nem mesmo os dois conseguem ver totalmente a caverna. Além da extensão, a caverna possui várias paredes, desníveis, etc. nos cantos mais escuros nem mesmo os demônios conseguirão enxergar se não usarem alguma fonte de luz. Anjos também possuem visão na penumbra, vocês só não sabem se é tão boa, melhor ou pior que dos demônios. Provavelmente vocês acreditam que seja levemente pior, mas não tem como tirar prova.

    Existem alguns montinhos de guano no chão, e Nadhull e Mortalha conseguem ver sem muita dificuldade que existem algumas dezenas de morcegos pendurados por ali, a maioria estava dormindo nesta hora. O número e tamanho deles não chega a preocupar os demônios. Em um canto, não muito longe da entrada, é possível ver restos de pequenos animais, algo do tamanho de um gato ou cão, que inclusive seria coerente com o lanche de algum semëk ou mesmo um morcego mais forte, mas fora isto não há nenhum sinal de perigo dentro da caverna.

    Ka calcula que mesmo levar os camelos pela caverna não seria um trabalho dos mais difíceis, e o custo/benefício entre ter que tomar cuidado com eles e ter bons lugares para se esconder parecia dar soma zero. Com Cusco e Vent'Kapo não precisariam nem se preocupar, a não ser que o Cusco latisse para qualquer outra "coisa" na caverna, mas mesmo ele parecia um cachorro ainda tímido que raramente latia.

    off: caso queiram explorar a caverna, façam um teste de lidar com animais, mas não precisam ter medo, é um teste fácil que só falham com um erro crítico.

    Mortalha sente a perna fisgar, causando dores incômodas, mas aparentemente o veneno não se espalhou mais. (off: falhou em um de três testes, então o zirve só prejudicará a perna atingida, sem mais testes por enquanto, a menos que seja atingida por magia branca. É um ferimento/envenenamento limitante mas não incapacitante. Deve passar com o tempo, mas você não sabe QUANTO tempo. Caso alguém tenha alguma ideia criativa para ajudar, podem rolar a perícia que for mais conveniente, ou detalhem a ideia e eu escolho a perícia.)
    Pikapool
    Troubleshooter
    Pikapool
    Troubleshooter

    Mensagens : 781
    Reputação : 35

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Pikapool em Sab Ago 29, 2020 2:58 pm

    A alegria só pode brotar de entre as pessoas que se sentem iguais!
    Infelizmente o grupo de anjos não hesitavam a nenhum momento e logo cercavam-me com suas armas em punho. Quase de imediato recuei levantando as mãos para o alto. Mas as desconfianças deles sobre mim só parecia aumentar quando senti-me envolta de mana branca. E como era de se esperar, logo comeram as ordens e os questionamentos.

    - Sou Azriel Morningstar. Sou de Burnabad, mas atualmente resido em Ĵevurá onde sigo com meus estudos sobre magia e alquimia. Recentemente, um fiel seguidor de Mestra Haĉoŭri pediu para que eu verificasse uma atividade magica incomum nas proximidades de Heséd. - Receio que o desconforto por ser alvo de suas armas transparecesse. - Então, já que vocês estão em maior numero e eu estou desarmada... - Respiro profundamente. - Poderiam pelo menos não apontar essas armas para mim. Isso me deixa nervosa... Além de assustada. - Apos uma breve pausa, prossigo. - Posso-lhes ajudar com algo mais?

    Não restava muito mais a se fazer se não aguardar pela reação dos mesmos.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4687
    Reputação : 45
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Srta. Moon em Sab Ago 29, 2020 3:10 pm

    Sentia a maldita dor em sua perna, logo teria que ver uma maneira de tirar aquele veneno de sua circulação sanguínea, mas  naquele momento tinha outras prioridades e uma delas era dar fim aos perseguidores.
    Falou com quem estava por perto:
    -Tenho que voltar e matar o restante dos perseguidores, provavelmente eles vão rastrear minha plana, pelo visto sabiam o que estavam fazendo e estão preparados para enfrentar demônios, mas não acho justo usar de venenos para matar seus inimigos, bando de covardes, ataquem a distância enquanto lutamos com eles no céu...
    Segurava o maldito namorado da anjo.
    Vamos voltar e matar todos ou eles vão machucar a tua namoradinha intrometida e a bostada que foi fazer não sei o que!



    OFF: Vamos Lutar que se dane tudo não vou ficar aqui parada mais um mês para ficarem jogando conversa fora. Tá na hora do espancamento diário de anjos.
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7289
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Dycleal em Sab Ago 29, 2020 6:56 pm

    Nafhull sente Mortalha lhe puxar e ao olhar para ela, ela o chama para lutar com os anjos lá em cima no platô e o Íncubo pensa um pouco e diz:- Sinto que naquela direção, e aponta para onde sente uma leve vibração de ar, Deve ter uma saída, pois sinto uma vibração e deslocamento de ar, vinda de lá.E se não me engando desta saída, pela posição que ela fica, podemos surpreender os anjos guardiões por trás e atacarmos com a vantagem da surpresa, que acha? E olha de lado para ver se os companheiros o ouviram.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4687
    Reputação : 45
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Srta. Moon em Sab Ago 29, 2020 9:31 pm

    -Será que ela vai ter tempo de esperar ? temos muita coisa para arrastar pelo desconhecido, além do escuro e pequenos obstáculos... Então vamos desperdiçar nosso tempo ? voando não vai dar provavelmente tem morcegos aqui e acorda-los vai denunciar nossa posição...Pense rápido...
    Ficou escorada em algum lugar esperando por alguma reação do demônio.
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7289
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Dycleal em Sab Ago 29, 2020 10:06 pm

    O Incubo fica pensando sobre as opções que tem e diz: - Bem, deixemos os camelos e nossa carga, aqui na caverna, os que não voam, podem tentar ir pela saída que indiquei e atacarem por trás a distância e podemos contornar por fora e atacar da mesma forma, usando a formação rochosa irregular, como cobertura e manter a tática de surpresa, e então?
    DariusNovadek
    Cavaleiro Jedi
    DariusNovadek
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 266
    Reputação : 4

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por DariusNovadek em Qui Set 03, 2020 10:40 am

    Kate seguia o grupo apenas, era uma cagada em cima da outra, e nem dava para reagir primeiro, mal tinham saído de um confronto, e já estavam querendo arrumar outro.

    Por sorte encontraram um caverna enorme, que seria perfeita se Azriel não tivesse sido impulsiva (agora entendia o que sentiam quando Kate era impulsiva).

    Motalha está com sede de combate, e quer voltar para combater.. Kate pensa um pouco, e diz:

    - Na minha opinião devemos seguir todos pela caverna, e Nadhull nos guiar para a próxima saída.. Com sorte Azriel vai convencer o grupo la de cima que ela não tem perigo algum... Aquela anja sabe convencer as pessoas, convenceu até um demônio querer ser seu namorado..

    - Ai encontramos ela no outro lado da saída..
    Leomar
    Adepto da Virtualidade
    Leomar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1692
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Leomar em Qui Set 03, 2020 9:07 pm

    off caverna:
    Em Ĵevurá - Página 11 M1

    Como a rolagem deu que a saída da caverna é na mesma encosta, só que para frente, e os animais não deram problema e nem os anjos foram longe, não vou colocar imagens novas por enquanto, vai esta velha mesmo. A entrada da caverna, onde estavam é o "1" e a saída é o "3" ou um pouco mais abaixo dele, se precisarem usar a caverna para esconder aí eu faço um mapa da caverna.

    Christiano, como a ideia do Ka era circular a montanha por fora, devido às rolagens nem vai fazer diferença se foram por dentro ou por fora, sendo assim vou passar para o próximo turno, e tendo ido por um caminho ou outro vocês acabam no mesmo canto, podem continuar seguindo em frente ou explorar a caverna/esperar perto.

    Apesar de um pequeno impasse, ninguém consegue ver maiores problemas na caverna, portanto consideram seguro dar uma olhada. Nadhull comenta sobre um deslocamento de ar e aponta um túnel na parede logo à esquerda da entrada. Havia um trecho mal iluminado logo onde o túnel fazia curva.

    Por algum motivo, Vent'Kapo parece entender o gesto de Nadhull e sai andando na frente de vocês, na direção que ele apontou. Talvez o lagarto tenha percebido o mesmo que o íncubo, ou tenha intendido como um comando (pouco provável) ou era apenas cabeça de vento mesmo e deu a loca. De qualquer forma, para o grupo até não era ruim, primeiro porque cavernas deveria ser um ambiente meio que natural para o lagartão, segundo que, se desse merda, ele se estreparia primeiro.

    Mas ele some caverna a dentro, e volta poucos segundos depois com a cara meio besta olhando tipo: "e aí, vocês vão vir ou não?"

    Mais uma vez tudo indicava caminho livre, tinha um degrau onde os animais podiam escorregar ou virar alguma pata, mas Kate fica esperta e não deixa nenhum camelo tropeçar ali. Eles pareciam animais muito fáceis de conduzir; Coincidência ou não, um deles solta um resmungo no mesmo instante em que a máscara que ele usava dá uma trincada, mas depois continua se deixando guiar sem maiores observações.

    Haviam outros dois túneis lá dentro, mas o primeiro, como previsto, levava para um ponto mais adiante fora da montanha. Alguns morcegos morcegos gritam, se soltam no teto e dão alguns voos, passam perto do grupo, mas nada verdadeiramente ameaçador.




    Os Guardiães não guardam as armas, como já era de esperar, mas ao ouvir sobre a Mestra Haĉoŭri eles mantêm as armas mais ao lado do corpo, como numa posição de "sentido". Aquilo já era alguma coisa, e além disto Azriel percebe, por uma fração de segundos, uma expressão involuntária de dúvida no rosto do guardião (que provavelmente era o mais velho do grupo). Pelo jeito ela tinha acertado em seus cálculos, e deve ter dado um pequeno sorriso também involuntário por alguma fração de segundo.

    A Escola Atemense não era mais digna de respeito dos anjos (ou pelo menos era o que acreditava 90% dos anjos), já que era uma escola corrompida de seus princípios originais. Ainda assim o nome de Haĉoŭri ainda era respeitado, pois ela fazia parte da Escola Atemense antes desta ser corrompida. Não se sabe como ela não envelheceu em mais de um século, pois só anjos e sereias tinham a capacidade de não envelhecer e Haĉoŭri não pertencia a nenhuma das duas raças.

    Seja como for, seu nome ainda significava respeito, luta contra a escravidão e pela honra.

    - E eu sou Hanät Camaal, O Instruído! Hanät Azriel Morningstar, a senhorita não és demasiadamente jovem para uma empreita deste tamanho? Onde está o resto de sua equipe? Se o seu orientador não sabe a extensão do problema, deve ser advertido severamente por tal imprudência, e se sabe, o crime dele é ainda pior! Volte e avise que grupos de Guardiões já estão em Heséd e que não é prudente mandar novatos.

    No mesmo instante que ele diz isto, talvez devido apenas um gesto de olhar muito discreto de Camaal, ou por puro conhecimento tático, dois dos anjos passam voar um pouco mais alto, um deles (o do lança) olhando na direção de onde estavam os batedores, outro na direção de onde Azriel veio. Eles afastam-se alguns metros, procurando certamente indícios de outras pessoas, mas mesmo que a visão dos anjos seja superior dos humanos, nada percebem de pronto.

    Observações: anjos são treinados para serem mais formais que outras raças, portanto a formalidade com que Azriel é tratada não diz muita coisa ainda.

    Quando conversam em idiomas humanos, anjos tratam os demais por "lorde" ou "lady", mesmo quando a pessoa em questão não é socialmente importante. Apenas inimigos declarados não merecem tal respeito. Em Yrdok Hanät é o termo formal para ambos os sexos.

    Entre os anjos, principalmente entre Guardiões é comum que alguns sejam conhecidos por títulos depois de algum feito notável, como "A Pura", "O Justo", "A Veloz" ou neste caso "O Instruído". Estes títulos são usados normalmente quando referimos a um Guardião em terceira pessoa, ou no caso quando ele se apresenta, mas não é necessário repetir em segunda pessoa.

    Como dito antes, a cor incomum das penas de Azriel (e também tamanho e brilho) podem indicar que ela de fato é jovem para uma anjo, embora mesmo com estes sinais não seria impossível que ela fosse centenária. O mesmo vale para o "senhorita", também é uma dedução que poderia estar errada (o anel que comprou poderia ser ou não ser uma aliança).

    Isto é conhecimento comum, e pela inteligência de Azriel ela percebe que o mais importante é que ele confirmou que as suspeitas de alguma anormalidade em Heséd não são apenas boatos.




    Ao espiar do lado de fora da caverna, Nadhull (e talvez Mortalha) consegue enxergar os anjos antes que eles consigam enxergá-los. Pode ser um golpe de sorte, ou talvez a visão de íncubo seja mesmo pouco melhor que dos anjos.

    Ele consegue ver Azriel frente a um casal de anjos, enquanto outros dois machos sobrevoam em volta, procurando alguma coisa. Dava para perceber que daquela distância eles não conseguiam ver nenhum rastro do resto do grupo. Os dois que estavam com Azriel ainda estavam armados, mas claramente deixavam ela se explicar antes de atacar. Se fossem humanos ou demônios provavelmente eles já teriam atacado. Vocês provavelmente já ouviram dizer que anjos não atacam pessoas desarmadas ou pelas costas, embora nem sempre se possa acreditar em "ouvir dizer".

    O túnel que tinha dentro da caverna acabou levando o grupo para um ponto no mesmo nível que estavam. Não era o ideal para o plano de Nadhull, mas pelo menos, como a caverna parecia segura, os camelos poderiam ser deixados lá dentro enquanto o resto pensava no que fazer. Ka poderia escalar até o platô, e ajudar Kate depois, ou Nadhull poderia ajudar ambos com uma corda, o que porém demoraria algum tempo, e poderia prejudicar a intenção inicial de atacar em duas frentes.

    Como estão protegidos pelas encostas, para encontrarem vocês os anjos deveriam (se seguirem a lógica) ir primeiro para leste e depois descer para o sul, podendo eventualmente encontrar a caverna onde se esconderam. Isto daria a vocês um turno ou dois para agirem antes deles.
    Pikapool
    Troubleshooter
    Pikapool
    Troubleshooter

    Mensagens : 781
    Reputação : 35

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Pikapool em Qui Set 03, 2020 11:12 pm

    A alegria só pode brotar de entre as pessoas que se sentem iguais!
    Assim que as armas deixavam de mirar-me, ficava mais calma e sentia a tensão diminuir por um instante. No entanto, a situação desfavorável e os outros anjos ainda patrulhavam a área. Esperava que os outros tivessem conseguido escapar ou pelo menos que tivessem encontrado um local seguro.

    - É um prazer conhecê-los. - Reverencio Camaal. - Desculpe-me, Hanät Camaal. Mas, ser jovem não torna-me incapaz. E eu jamais perderia a oportunidade de fazer parte de uma missão de alguém tão próximo a Mestra Haĉoŭri. - Encarei-o incomodada e talvez até mesmo afrontosa ao responder sobre minha tenra idade. - Enfim, não sei onde eles estão. A missão deles é entregar alimentos em Heséd. Então devem estar seguindo para lá. Espero alcançá-los logo, caso contrario só os encontrarei em Heséd. - Suspirei chateada por imaginar que realmente seguiria sozinha. - Já sobre meu orientador. Ele disse para averiguar uma atividade magica incomum nas proximidades de Heséd e não interferir, apenas voltar e relatar. Não vejo como isso possa ser preocupante.

    Os anjos que patrulhavam começavam a expandir suas buscas. Um deles checava por onde eu havia vindo e isso certamente indicava que eu, mesmo desarmada, ainda era algum tipo de ameaça. Por fim, dei de ombros. Afinal, eu não havia feito nada de errado. Prossegui e mesmo sem querer parecer enxerida acabava sendo ao questionar o guardião sobre essa tal evento nas proximidades de Heséd.

    - Hanät Camaal, poderia contar-me o que seria essa tal anormalidade magica? - Abro um sorriso afável.
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7289
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Dycleal em Qui Set 03, 2020 11:54 pm

    Nadhull observa os anjos falando com a sua amiga Azriel e nota que da posição que estão não podem ser vistos pelos anjos e volta alguns passos e diz para todos: - Podemos nos esconder aqui com os animais e nos preparar melhor ou observar as ações dos anjos e contratacar usando do elemento surpresa ou ainda esperar para ver se Azriel consegue despistar os guardiões e seguirmos o nosso caminho sossegado, o que escolhem?
    DariusNovadek
    Cavaleiro Jedi
    DariusNovadek
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 266
    Reputação : 4

    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por DariusNovadek em Sex Set 04, 2020 9:25 am

    A Kate pacifista ainda estava no comando.

    - Acho melhor esperarmos por aqui mesmo, acredito que ela vai sair bem dessa, e não precisaremos nos esforçar para combater
    Conteúdo patrocinado


    Em Ĵevurá - Página 11 Empty Re: Em Ĵevurá

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Set 24, 2020 1:02 pm