Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Ka III (SP) - Christiano Keller

    Sailor Paladina
    Mutante
    Sailor Paladina
    Mutante

    Mensagens : 702
    Reputação : 29
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

     Ka III (SP) - Christiano Keller - Página 3 Empty Re: Ka III (SP) - Christiano Keller

    Mensagem por Sailor Paladina em Qui Out 08, 2020 7:06 pm

    Ka usa de seu talento para com as mulheres pra convencer Idrolmi de que seu marido havia mudado de ideia de maneira muito convincente, embora já fosse tarde demais pra salvá-lo. Era fato que o marido de Idrolmi havia sumido da vista de todos por vários meses e aquela pequena conversa deixa claro que ele provavelmente havia encontrado seu fim não muito depois daquele evento. Numa forte reviravolta de eventos o prazo é estendido o suficiente pra que Ka tirasse um belo proveito do corpo da elfa. Uma foda fantástica que garantiu pelo menos uma mudança drástica de comportamento por parte de Idrolmi. Se o marido dela iria se adaptar ao ocorrido, já não era mais problema de Ka. Aquela transferência temporal e física do seu corpo começava a confundir sua mente aos poucos. A luz que impedia sua visão agora dava lugar a escuridão. Ka não conseguia ver, falar e nem se mexer. Parecia estar amarrado, vendado e amordaçado a uma cadeira. Sentia seu peito mais pesado e não sentia seu pênis. Além disso, sua audição parecia estar melhor, embora tivesse maior controle de suas orelhas. A venda lhe é removida e Ka, agora no corpo uma fêmea Nekojin percebia com certo pânico a situação em que se encontrava. Um espelho diante dele, faz com que o ladino reconheça sua nova fisionomia imediatamente. Estava agora no corpo de Ysh'toka, numa posição humilhante, diante daquela que deveria ser sua cunhada e pivô da maioria dos seus problemas: Origa Discordia. A elfa afaga seus cabelos e lambe seu rosto, mostrando um sorriso diabólico enquanto puxa o cordão de bolinhas em seu ânus de leve, fazendo círculos que causavam certo prazer, embora provavelmente desagradável na mente de um homem. Origa segue para seu trono no quarto.
    - Ai ai, gatinha,ao contrário da vadia submissa da minha irmã, eu ainda adoro dominar você... Essa cara de ódio que você faz quando te humilho, espero que nunca suma. Quebrar sua vontade é um plano de longo prazo pra mim...

    Spoiler:
     Ka III (SP) - Christiano Keller - Página 3 QSNtu46

    Origa dedilha a vagina enquanto observa Ysh'to (Ka) se contorcer tentando escapar. A elfa diz que foi bastante estúpido por parte da Nekojin achar que Oribel iria se voltar contra a própria irmã pra obter poder na família.
    - Eu sei porque você queria se unir a ela ao invés de mim. Você queria dominá-la depois. Pena que a Oribelzinha prefere obedecer a mim, né querida? Você fez muito bem em colocar o sonífero na bebida dessa gata safada.

    Discorda Origa se levanta e puxa uma cordinha, fazendo uma cortina se abrir, mostrando Oribel deitada e com uma coleira na cama.

    Spoiler:
     Ka III (SP) - Christiano Keller - Página 3 Kqc5ir2

    Origa vai até Ka com um chicotinho em mãos e começa a dar cipuadas em seus seios, a dor chega ser excruciante. Se Ka já tinha motivos pra odiar a irmã de sua amada, aquilo só piorava a situação. As marcas avermelhadas em seus seios ardiam muito, mais um pouco e ela começaria a sangrar. Porém, Origa interrompe a tortura ao ouvir batidas na porta. Irada, a elfa vai atender. Ka percebe nesse curto período de tempo que se quisesse conseguiria remover as algemas que prendia seus pulsos, caso quisesse reagir e atacar Origa. Seu peito parecia estar em chamas, mas Oribel apenas o observava com pena. Definitivamente não queria atrair a ira de sua irmã pra cima dela. Pelas palavras de Origa, parecia que estava falando com uma criada, que a avisa de que sua visita havia chegado. Origa ordena que a criada vá chamá-la e pouco depois retorna pro quarto junto com ninguém menos que Idrolmi.
    - Essas duas são as vadias que te falei. A minha irmã gêmea quer virar uma CUrier e como você está iniciando o projeto, pode levar a vagabunda... (Origa)
    - Mana...? Eu achei que ia servir apenas a você! Não sabia que ia me "dar" pra uma elfa qualquer... (Oribel)
    - Quem essa piranha pensa que é pra me chamar de elfa qualquer? (Idrolmi)
    - Cale sua boca, Oribel. Não se atreva a falar assim com sua nova dona. Venha aqui e lamba os pés dela. AGORA!

    Meio a contragosto, Oribel desce da cama, prostra-se de quatro e começa a lamber os pés de Idrolmi, pra alegria da elfa, enquanto Origa passa a chicotear a bunda dela em castigo. Alguns minutos depois, já satisfeitas, Origa amordaça Oribel e chama Idrolmi para que se sente na cama com ela, para que possam conversar, deixando suas escravas ardidas em paz por alguns momentos. Se Ka quisesse considerar uma fuga, talvez fosse melhor pensar no assunto e rápido. Não fazia ideia de quando Erótika iria removê-lo dali e se as duas vilãs não iriam abusar sexualmente de suas vítimas enquanto ele ainda estava no corpo da nekojin. A conversa tem início e Origa diz que havia sido escolhida pela Rainha para se tornar uma de suas conselheiras. Iria substituir a mãe como matriarca da família e doravante liderar os negócios da casa Discordia. Seu primeiro ato como tal seria expulsar sua irmã submissa de casa, fazendo-a passar vergonha publicamente e nunca mais poder voltar. Ao ouvir essas palavras, Oribel reage e tenta balbuciar algo, mas é incapaz de ser compreendida. A interrupção irrita Origa que vai até ela, a agarra pelo cabelo e a estapeia no rosto, pra então atochar o cabo do chicote no ânus da irmã.
    - Entenda, Oribel. Sua vida no Pico de Cristal acabou! Vou controlar sua mente e fazer você se exibir nua pelas ruas de Pico de Cristal, fazendo suas necessidades, vandalizando casas, incomodando as pessoas e se masturbando em público até ser presa e julgada persona non-grata em nossa sociedade. Não terei escolha senão excomungá-la de nossa Casa. Hahahaha!
    - Mana...

    Spoiler:
     Ka III (SP) - Christiano Keller - Página 3 JQup4YQ

    Idrolmi pergunta sobre a nekojin ali, e Origa responde que o nome dela era Ysh'toka, uma pretensa nobre de título comprado que achou que alcançaria alguma posição de poder na sociedade élfica. Havia recentemente despachado o namorado gay dela algum gueto de Dirtmouth e agora só ela estava só, sem ninguém que pudesse ajudá-la. Não tinha potencial pra ser escrava. Era muito arisca pra obedecer, mas ainda assim era uma pervertida. Idrolmi diz que talvez pudesse ter algum uso pra gata e se aproxima dela, removendo a mordaça.
    - Yshto'ka né? Vou lhe fazer uma oferta, garota. Torne-se minha agente, caçando escravas pra mim, e eu considero lhe dar uma vida melhor do que morar numa favela, que tal?
    - Tem certeza, Idrolmi? Ela pode não ser muito confiável e vai precisar de umas chibatadas.
    - Nada que um pouco de treino e tortura não resolva. Tenho outro agente, mas não posso contar com apenas um.

    Origa e Idrolmi olham pra Ka esperando resposta dele (a).
    Christiano Keller
    Sacerdote de Cthulhu
    Christiano Keller
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2742
    Reputação : 130
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

     Ka III (SP) - Christiano Keller - Página 3 Empty Re: Ka III (SP) - Christiano Keller

    Mensagem por Christiano Keller em Seg Out 12, 2020 10:06 pm

    Ysh'to (Ka),

           O novo corpo, uma nova vida com consequências inimagináveis para o destino de Ka. O destino do marido de Idrolmi poderia ser diferente ou não muito. Mas talvez a informação de que Idrolmi quer alguém mais dominante que a apoie poderia ser útil ou não dependendo de como seria o desfecho. No entanto enquanto a mente de Ka se adapta com a nova realidade temporal, a dificuldade de interpretar as sensações era grande. Tudo parecia muito diferente do que Ka estava habituado.
           Para começar seu corpo internamente estava diferente. A cabeça tinha um cabelo nas orelhas, orelhas grandes e sensíveis ou ao menos mais sensíveis que as de antes. A adaptação com a claridade demorava mais para acontecer. Algo em sua boca não o permitia falar. Poderia ser uma mordaça com um tipo de barra que impedia os dentes de se tocarem e o maxilar de se mover. A posição estranha para Ka também começa a tomar forma, parecia virado para cima, como uma das posições para fazer bondage. Em seus pulsos e tornozelos, amarras impedem de se mover livremente. Os braços levantados estão atrás da cabeça, mas as pernas um pouco levantadas. Cordas também passam pelo corpo segurando partes novas. Parece que há seios em seu peito, com um tipo de adesivo nos mamilos duros. Ao tentar mover o corpo as cordas fazem sensações estranhas que trazem um tipo de desconforto entre as pernas. Uma sensação que Ka nunca sentiu antes... mas perdeu seu pênis. Aquilo era o corpo de uma mulher...

           O choque da situação apareceu quando Ka percebeu que não estava no banheiro, mas havia algo entalado na porta dos fundos. Quando removem a venda, Ka descobre que está no corpo de Ysh'toka. Ela foi uma serva de Idrolmi no passado pelo que Ka consegue lembrar. Como seria importante lembrar de mais detalhes. Ela ajudou a treinar Oribel para sua profissão de CUrrier, mas detalhes importantes ainda eram desconhecidos para Ka. Como poderia sair daquela situação? Quanto tempo demoraria? O pior de tudo ainda poderia acontecer... e se alguém resolvesse brincar com ela? O pânico parecia tomar conta do corpo de Ka, mas ele era um cara experiente, sabia que quando a coisa pega fogo há tempo para resolver os problemas se focar no objetivo.

           Origa afagou o cabel, lambeu seu rosto de forma sensual e moveu o cordão de bolinhas anais. Yshto'ka poderia gostar, mas para Ka aquilo era terrível. A cara de ódio de Ka e seu auto controle ajudam com a situação. Origa queria provocar Yshto'ka e assim deveria ficar. Porém alguma coisa estranha parecia acontecer. Em alguma memória do passado, Ka lembra de um ritual em que sodomizou Oribel várias vezes, mas ela fez a magia para impactar a irmã. A irmã se dizia espada, mas agora ela tinha uma vagina. Será que Ka interpretou que Origa era uma futanari, mas aqui ela não é? A vagina lisinha assim parecia tentadora, mas Ka tinha que manter o foco. Por mais que quisesse fazer coisas ali, estava amarrado, sem pênis. Porém com uma língua e um dedo, deste mundo não teria medo.

           O show de Origa para expor Oribel parecia parte da história de vida de Yshto'ka, mas aquilo começou a doer. Cada golpe nos seios faz a dor aumentar, mesmo assim de alguma forma Ysh'toka parecia gostar disso. Ka não gostava daquilo, não gostava de sentir dor ou amargor. Quando Oribel se afasta, Ka pensa imediatamente em fugir, não queria ficar ali e correr o risco de Origa pensar em mover as bolinhas. Todavia algo ocorre... como foi que Oribel passou para a vida de CUrrier? Yshto'ka a treinou, então se Yshto'ka fugir agora, talvez Oribel não seja treinada e assim parte do elo entre eles poderia deixar de existir. Ainda assim, será que aquela seria a escolha certa? Por fim, Ka decide ficar e arriscar o destino de Yshto'ka ao colocar o "seu" na reta.

           Origa iria substituir a matriarca da família, seria aquilo por assassinato de sua própria mãe? Até onde ela poderia ir? Pelo que parece bem longe. Quando Origa descreve seu plano para expulsar Oribel, aquilo era terrível. Alguma coisa deveria ser feita, mas ali, naquele momento Ka acha que não deveria fazer nada. Poderia alterar o destino de uma forma inadequada. Ou seria sua falta de ação que jogaria as duas num destino pior?

           - Ser sua agente? Isso é um teste? Eu posso fazer de Oribel uma CUrrier, também posso capturar escravas para você. Só que presa assim, não vai acontecer. Solte-me e ela ficará viciada em anal. Ka tenta soltar seus pulsos das algemas para mostrar seu valor. Mas então se contém. Mostrar que poderia se soltar agora era um tipo de segredo que talvez devesse guardar.

      Data/hora atual: Seg Out 19, 2020 12:44 pm