Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Prólogo Mitsue Mori

    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Seg Abr 13, 2020 8:20 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger


    Mitsue-San chegara cedo - suas responsabilidades como presidente do conselho pediam isso - á escola, e vinha sozinha naquele dia ensolarado de primavera, onde as belas e rosadas sakuras soltavam e espalhavam suas folhas por todo lado, e na escola Fumizuki não era diferente. No caminho para a escola, ela avistava algumas esculturas estranhas pelo caminho, e se lembrava de sua mãe comentando com sua avó que tinham visto no noticiário que várias delas haviam surgido por toda a cidade de Tokyo, e de que as autoridades ainda não faziam ideia de quem as havia feito. Elas pareciam ser realizadas em espécies de blocos quadrados de baixo relevo, e estavam nos mais diversos lugares, desde paredes, tetos e chão, até mesmo em objetos, como carros, estátuas e fontes de praças.

    Prólogo Mitsue Mori 1j2ws5K  
     

    Chegara sozinha porque seu amigo e colega de conselho estudantil, Kenjiro-Kun, não aparecera em frente a sua residência naquela manhã para acompanha-la aos estudos como de praxe.

    Prólogo Mitsue Mori Ro83SAi

    Ao se dirigir a sala do conselho para organizar as coisas, notou que seu celular vibrava e era ninguém menos do que o próprio Kenjiro-Kun, que lhe mandava uma mensagem esquisita sobre um tal jogo sensacional. Esta que dizia exatamente assim:

    "Presidente! Descobri algo incrível que pode nos ajudar com o conselho! Por favor, aceite este convite e me encontre após a aula no telhado da escola que lhe conto tudo!"

    Então enquanto não sabia bem o que fazer, vinha outra mensagem, desta vez com o tal convite para a instalação de um app, chamado "Darwin's Game", com um ícone engraçado, um desenho caricato de uma cobra de barba branca fumando um cachimbo e vestindo um chapéu digno dos melhores filmes americanos noir. Em sua descrição somente a seguinte informação:

    "O grande jogo, ou você ganha ou você não existe."  

    Prólogo Mitsue Mori SEvZhZD

    O número do remetente era desconhecido, mas pelo código de área Mori-San imaginaria que fosse dali do Japão, o que não ajudava muito de todo o modo. Seria uma brincadeira sem graça de Kenjiro? Bom, pelo que ela conhecia dele, aquilo não aparentava ser de seu feitio.... Outro alguém o havia enganado? E o ícone e descrição do app não a ajudava a levar aquilo muito a sério, então a jovem apenas "aceitou" instalando o app em seu celular e o executou, já que a curiosidade - como sempre - era maior do que o bom senso. Eis que o inacreditável aconteceu.

    Prólogo Mitsue Mori TaHg3CZ

    Ao pressionar seu dedo na tela do celular em cima do ícone da cobra, seu corpo ficara imediatamente imóvel e uma cobra de verdade surgiu de dentro de seu celular e a picou no pescoço sem dó, sem nenhuma chance de defesa. A última coisa que via antes de desmaiar era de seu celular piscando a tela com o recuo da cobra de volta ao aparelho e uma mensagem em fonte futurista. "Bem-vinda ao jogo, Mitsue Mori-San."

    Prólogo Mitsue Mori DBfjLvN

    Abria os olhos e se encontrava em uma planície magnifica, cheia de flores e borboletas rosadas que sobrevoavam sua cabeça.

    Prólogo Mitsue Mori Im7qVvO

    Então um sujeito com o rosto escondido por sombras surgia sendo carregados por outras tantas borboletas com uma pomba branca em suas mãos e lhe dizia, em um tom tão calmo que chegava a irritar:

    Prólogo Mitsue Mori KK7lR15

    - Ah! Mori-Chan! Estou ansioso para ver como você lidará com esse Sigil, talvez você possa se considerar azarada, mas não se engane... - Então ele dava as costas a Mitsue e concluía - Acho que chega de dormir não? - Todas as borboletas mergulhavam contra ela que ainda se encontrava imóvel e ainda por cima muda. Então...  

    Despertara com o sol em seu rosto. Estava deitada em um confortável sofa, na sala do conselho estudantil. A janela aberta abria a possibilidade do sol penetrar a sala e atingir sua face. Teria sido um sonho esquisito? A secretária do conselho, Fujikawa-san, estava sentada no outro sofá em sua frente, e quando reparou que ela havia acordado, se levantara e ia de encontro a ela com um misto de preocupação e alívio em seu tom.

    Prólogo Mitsue Mori Chika-fujiwara-149354
    Chika Fujiwara

    - Mori-saaaaaaannnnn! Você está bem?! - Fujiwara-san sempre a chamava pelo primeiro nome pois se auto-considerava sua melhor amiga, se aquilo fosse verdade, apenas Mori-San poderia dizer.

    Sala do conselho (EXEMPLO):
    Prólogo Mitsue Mori Cd76gJB








    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Ter Abr 14, 2020 2:53 pm




    Mitsue Mori


    Mori se levantou lentamente, enquanto passava a mão no pescoço onde a cobra havia mordido, ou assim ela pensará. Pois não encontrou nada, sua segunda ação foi reparar na sala que se encontrava que identificou como sendo a sala do conselho e por último em Chika-chan, sua amiga e secretária do conselho, que lhe perguntava se estava bem. - Un, daijobu Chika-chan... - disse para tranquilizar sua amiga que parecia preocupada consigo. Mas então algo se desperta dentro de si, fazendo com que se lembre do seu celular e se agite. - Eeeh Meu celular??? Eu recebi algo estranho no celular e então uma cobra saiu e daí um ser que não sei quem e também tem o Kenjiro-kun que não apareceu e e… - estava tão esbaforida que falava tudo muito rápido, Chika-chan não a compreendia. E então ela voltou a si, achando melhor não tocar naquele assunto, primeiro tinha que procurar por Kenjiro-kun que havia lhe mandado uma mensagem, pedindo para encontrá-lo depois da aula.

    - Gomeneee, só foi um sonho estranho. Não se preocupe. - Com isso ela afagou a cabeça da amiga, num gesto fofo, como se fizesse um carinho no gato. Se levantou de onde se encontrava sentada - Dewa, o que aconteceu nesse tempinho que estava desacordada? - Enquanto isso, procuro por sua bolsa e consequentemente seu celular que Chika muito prestativa havia recolhido quando a encontrou desmaiada. Ouvia Chika-chan falar consigo, mas não conseguia prestar atenção, pois se encontrava focada no celular, sua atenção estava completamente no ícone. “Com certeza não fora um sonho.”
     
    Parte cortada:
    b]-Mori-chan… Mori-chan! O sinal tocou. [/b]- sua amiga lhe chamava abanava as mão na sua frente e só na segunda ela conseguiu escutar. - Você tem certeza que está tudo bem mesmo?
    -Ah sim, vamos para aula.
    - desse lhe sorrindo, enquanto pegava suas coisas e se direcionava para a porta.






    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Qua Abr 15, 2020 9:22 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Mitsue-san se desculpava e dizia a Chika que estava tudo bem, mas a amiga parecia muito aflita e parecia determinada em leva-la a enfermaria:

    - Ahou! Mori-chan não pode mentir para sua melhor amigaaaa!!!! - Ela esperneava com sempre. Chika era uma garota muito emotiva, que se preocupava muito com quem gostava e também bastante prestativa com os assuntos do conselho, mas sua atitude as vezes poderia ser de alguém um tanto quanto narcisista e autoritária. - Eu só cheguei agora a pouco e te encontrei desse jeito, aí pedi para o Ishigami-Kun avisar a direção e....Precisamos ir falar com a Nana-sensei! - Nana-sensei era a enfermeira da escola, uma mulher bastante amiga dos alunos e sempre pronta para ajudar quem quer que precisasse, até mesmo os mais valentões, aqueles de quem Mori-san precisava se virar para por na linha.

    Já Ishigami era o tesoureiro do conselho, um garoto bem quieto e que pouco se relacionava com as pessoas, mas possuía um bom coração e era bem dedicado a suas funções.

    Prólogo Mitsue Mori 611sKBK4siL._AC_SL1000_

    Ela continuava a espernear e nem ouvia o que Mori-san falava sobre seu celular, mas a própria Mori-san também a ignorava e focava naquilo que supostamente teria lhe colocado naquela situação. Analisando o ícone do aplicativo, ele aparentava ser mais um jogo mobile caça-níquel igual a tantos outros que existiam e inundavam os celulares dos jovens japoneses e sugavam suas mesadas. Mas para ter certeza ela teria de executa-lo e ver por si mesma.

    O sinal tocava e Mori-san se atentava de que a aula enfim já iria começar. - Ah! Eu tenho exame de matemática hoje com Shiroi-sensei! Mori-chan onegaiiii, vá ver Nana-sensei! - Ela então se despedia de sua amiga e juntando seu material, partia para as aulas no andar de baixo da escola. Porém ao chegar na porta, se virou e disse rapidamente para a presidente do conselho:

    - Quase me esqueci, Kenjiro-kun mandou avisar que está muito doente e não virá hoje! Abayo!






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Qui Abr 16, 2020 6:05 pm




    Mitsue Mori

    Chika-san conseguia ser insuportável quando queria, toda aquela preocupação fazia Mori-san bufa de revirar os olhos. Ela compreendia sua amiga, talvez até ela mesma fosse assim como seus amigos, mas naquele momento não era necessário toda aquela preocupação, se encontrava bem.

    -Não estou a mentir, Honto ni genki desu Chika-chan!! - Mori-san suspira e balançava a cabeça em negação. Pelo que sua amiga falado, não ficará tanto tempo desacordada. Precisava se lembrar de agradecer Ishigami-san por ajudá-la, nesse momento se encontrava completamente envergonhada pela situação. - Serio? Agradeço por isso Chika-chan, mas não havia necessidade. Mas tudo bem, se vai deixa-la mais calma, eu do uma passada na Nana-chan. -Disse com um sorriso para amiga, realmente faria isso.

    Sua atenção voltou ao celular onde podia ver o ícone do app que tanto lhe causava uma sensação estranha. Ouviu o sinal tocar e sua amiga correr para pegar sua bolsa escolar, lhe gritando que tinha uma prova naquele momento e frisava mais uma vez para ir ver Nana-chan - Hai hai, Ganbatte! - disse desejando boa sorte a sua amiga, que antes de sair lhe falou sobre Kenjiro-kun está doente.

    Aquilo surpreendeu Mori-chan, afinal tinha recebido uma mensagem dele. Onde dizia para que se encontrassem depois da aula. A situação só ficava cada vez mais estranho. Mori, andava pelos corredores até a enfermaria, enquanto olhava a tela de seu celular. Ela estava existente em clicar no aplicativo, a talvez seria melhor fazer aquilo em outro lugar. Finalmente havia chegado a enfermaria, batendo na porta antes de entrar na sala. - Sumimasen Nana-sensei








    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Qui Abr 16, 2020 9:08 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Mitsue-san ficava ainda mais confusa após a noticia de que seu vice-presidente estava doente e não viria á aula naquele dia. Ele era do tipo que não faltava por nada a escola, nem sobre febre, o que deixava Nana-sensei bastante irritada com o rapaz a ponto de manda-lo ir embora para casa várias vezes no ano.

    Ela então decidia ir de uma vez ao encontro de Nana-sensei, na enfermaria, e no caminho seu pescoço começava a coçar e acabara por encontrar com sua professora de química, a quieta e solitária Kiho-sensei, que caminhava lentamente pelo corredor lendo um jornal matinal popular de Shinjuku. Ela parecia bastante concentrada naquele jornal.

    Prólogo Mitsue Mori Eym3rsw
    Kiho Kubota-sensei

    OFF:
    Faça um teste de perícia "Perceber" e não esqueça de seu dado selvagem, você rola sempre seu dado + o selvagem (D6) porque é uma carta selvagem. Faça sempre as rolagens neste tópico:

    https://www.novaerarpg.com/t5697-rolador-de-dados


    Ao notar que Mori-San vinha em sua direção, a professora rapidamente dobrava o jornal, o enfiando por debaixo do braço e lhe cumprimentando:

    - Ah, Mitsue-Rijichou-san, como está? Ishigami-Kun avisou a todos na sala dos professores de seu estado, está indo ver Nana-sensei espero... - Kiho-sensei era uma mulher na casa de seus 20 e tantos anos, era uma das mais jovens professoras da escola e várias garotas se identificavam com ela, pois a mesma sempre aparentava ser calma e bondosa, e pronta para conversar com quem precisasse. Era bem estranho que uma mulher tão bonita como Kiho-sensei ainda continuasse solteira, e alguns rumores maldosos sempre rondavam por entre as rodas de conversas dos desocupados e maldosos.

    Ao entrar na enfermaria, Nana-sensei logo a recebia com um olhar de preocupação:

    - Mitsue-san, você também? Já é a segunda pessoa que desmaia nesta manhã, será que o tempo quente tem os afetado tanto assim? - A garota logo que entrava podia notar que em uma cama, um aluno estava deitado, parecendo em um sono profundo. - Este é o Igarashi-kun, ele também desmaiou a pouco tempo, então decidi deixa-lo dormindo até que acordasse... - Mori-san conhecia bem aquele tipo. Igarashi-kun era o tipo de aluno problema, que sempre precisava ser repreendido, sempre arrumando confusão. Enfim, tudo aquilo que a ordem e disciplina do conselho estudantil ia contra.

    Nana-sensei então acenava com as mãos para que a Rijichou se sentasse para que ela pudesse examina-la. Um breve tempo de analise e a enfermeira se surpreendia com algo, com suas pupilas dilatando no processo.

    - Mitsue-san? Quando foi que você fez esta tatuagem? Não sabia que você gostava dessas coisas... - E então ela apontava para o pescoço da garota.

    Prólogo Mitsue Mori A76bOy6  
    Nana-sensei






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Sab Abr 18, 2020 9:59 am




    Mitsue Mori

    Enquanto pensava em seu amigo, que a fazia arrancar os cabelos quando sua teimosia era maior que a dela. Aquele dia realmente já não fazia mais sentido para si. No seu caminho até a enfermaria, Mori sentiu seu pescoço coçar e foi automático seu movimento de levar sua mão ao local e coçar a região. Estava um pouco distraída quando percebeu Kiho Kubota-sensei, que vinha muito concentrada em seu jornal. 


    -Ohayo Kubota-sensei. - fez uma pequena reverência em respeito, e ouviu a professora falar sobre o ocorrido mais cedo - Hai, bem estou sim. Não havia necessidade de Ishigami-Kun ter feito isso. Não se preocupe estou indo ver Nana-sensei nesse momento - Disse envergonhada. Não acreditava que alguns contavam sobre a sensei, ela era sempre gentil com todos. Ela realmente não merecia se difamada, por coisas tão superficiais. Se despediu e voltou ao seu caminho. 


    Já na enfermaria, Mitsue pedia licença enquanto entrava pela porta logo sendo recebida por Nana-sensei, que falava sobre mais um aluno que havia parecido do mesmo jeito que ela. - Oh! Isso é realmente estranho, ainda mais Igarashi-san que é sempre cheio de energia. - Mitsue, olhava para o garoto deitado. 


    Após um breve momento de análise da enfermeira da escola, Mitsue observou ela que parecia surpresa sobre algo, que logo fora lhe dito ser uma tatuagem. - NANI?! - A garota ficou assustada, nunca sequer pensou em se tatuar e agora aparecia algo estranho em sua pele. Ela procurou por um espelho em sua bolsa para tentar ver. - HEEEE!! Kore hana desu ka? (O que é isso?) 


    Então sua mente voltou ao acontecimento de mais cedo, onde uma cobra realmente tinha saído do seu celular e a mordido. Não foi um sonho, aconteceu e agora tinha algo no seu corpo. Ela precisava de explicações, precisava descobrir o que estava acontecendo. Se dizer mais nada, Mitsue pegou suas coisas e saiu da sala da enfermeira às pressas. Provavelmente Nana-sensei a chamou, mas ela não ouvira. Sua mente estava muito agitada, Kenjiro-kun não estava por perto para ajudá-la a organizar seus pensamentos.








    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Sab Abr 18, 2020 10:52 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Mitsue-san cumprimentava cordialmente sua professora e acabava por reparar em algumas coisas bem interessantes. Por mais que ela não acreditasse e nem aceitasse como os outros tratavam a jovem e bela professora, não deixava de reparar que a mesma apesar de sempre discreta, utilizava joias caríssimas como anéis de ouro e brincos, algo que considerando o salário de um professor, fosse pouco provável que tivesse condições financeiras para tal. Notou também que ela estava bastante focada na leitura daquele jornal, o que também era estranho, pois a mesma - e a maioria das pessoas - geralmente gostavam de acompanhar as noticias por meios eletrônicos.

    Na capa do jornal, era possível ver uma chamada de manchete para a seção de crimes, e o titulo dizia: "Corpo de magnata sênior é encontrado morto. Suspeita é de assassinato." - Ao notar que Mitsue-san a observara, Kiho-sensei escondia ainda mais o jornal e logo se despedia.

    - Ah sim, isso mesmo, vá ver Nana-sensei, não podemos nos dar ao luxo de perder nossa Rijichou! - Algo no tom de sua voz indicava um comportamento um pouco diferente de seu habitual. Será que ela também percebera algo em Mitsue? Mas a Rijichou decidira então ir de encontro a enfermaria. Ela então pedia licença e constatava que era um tanto curioso que um rapaz tão cheio de energia como Igarashi estivesse desmaiado daquela jeito.

    - Ah bem, você sabe Mitsue-san, Igarashi-kun as vezes se mete em cada confusão que é difícil de entender... - Ela lhe respondia, desviando o foco de Igarashi e voltando para então examina-la. E quando a sensei o fazia, notava algo que a deixava completamente chocada. Ela tinha uma tatuagem em seu pescoço.

    Prólogo Mitsue Mori N3jnTwi      

    Com o auxilio de seu espelho, pode notar que a tatuagem era totalmente negra e extremamente bem feita, como se fosse realizada com uma espécie de laser, tamanha perfeição de suas linhas. Ela tinha um desenho estranho na parte de cima e na parte de baixo um tipo de código de barras.

    Não era difícil começar a ligar os recentes eventos com a picada da cobra e com o tal aplicativo de jogo, e seu nervosismo fora tanto que juntava suas coisas e partia da enfermaria sem nem se despedir, deixando Nana-sensei ainda mais preocupada, mas a enfermeira nem tivera tempo para chama-la e Mitsue-san se encontrava correndo pelo corredor para direção de um lugar que somente ela poderia dizer. Seu celular começa a enviar sons de notificações e vibrava constantemente.






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Dom Abr 19, 2020 4:35 pm




    Mitsue Mori

    Enquanto corria pelo corredor sua mente estava trabalhando constantemente nos acontecimentos desde cedo, seus pés a levaram até o terraço. Onde ao abrir a porta e sair para espaço, onde só se via o horizonte e o céu azul. Mitsue sentiu o vento passar por si, fazendo seus longos cabelos flutuar no ar.

    Então ela começou a pôr seus pensamentos em ordem desde o acordar, onde sua avó e mãe falaram sobre coisas e estranhas e também teve as mensagem estranha que a fez apagar e então sua professora que parecia ter algo a esconder, nunca desconfiaria dela. Mas naquele dia específico ela parecia realmente mais diferente sem falar de seu comentário estranho. Então apareceu mais um que havia desmaiado e então a tatuagem em seu pescoço, sua mão foi ao local onde se encontrava a marca estranha.

    E como se tivesse acordado de um transe Mori ouviu seu celular tocar e vibrar, correu até sua bolsa que havia jogado no chão quando chegará ao terraço. Seu celular tocava em alerta sobre algo, segurava ele em sua mão olhando para ele como se fosse uma bomba.






    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Ter Abr 21, 2020 6:25 am




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    A Rijichou passava por maus bocados naquele dia. Parecia perceber coisas que nunca sequer pensava antes, como se um fino véu que cobria a sua realidade para com aquele mundo estranho e confuso tivesse sido rompido para sempre, e a garota, presa em suas bizarras situações.

    Ela então se via sozinha no terraço da escola, onde podia sentir a brisa refrescante do ar diante de todo aquele calor, não só do tempo como do momento em que vivia. Então antes que pudesse se concentrar e focar melhor em seus pensamentos, em seus sentimentos, mais um balde água fria era jogado sobre ela. Aquele maldito aplicativo estava lhe mandando notificações sem parar e o som do vibrador do aparelho podia gelar sua espinha cada vez mais.

    Ao segura-lo e analisá-lo, a pré-visualização da notificação lhe mostrava a seguinte mensagem:

    Prólogo Mitsue Mori XCCuh05

    Essa era a maior notificação que recebia, mas outras também surgiam. Para saber mais, Mitsue-san precisava enfim abrir aquele aplicativo e assim encarar o real motivo de todo  aquele dia difícil.






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Qua Abr 22, 2020 7:40 pm




    Mitsue Mori

    Já farta daquilo tudo o que estava acontecendo ao seu redor e das coisas que aconteceram com ela mesma. Não tinha como ignorar mais tudo aquilo. Precisava saber o que estava acontecendo, alguma explicação para todos os acontecimentos. E o único jeito seria entrar no aplicativo que não parava de lhe mandar mensagens e o som das notificações eram assustadora.

    Agora com o celular na mão, a presidente do conselho podia ver um ranking, nomes? O que seria aquilo, e ao desbloquear e procurar pela tela do celular o app, ela hesitou por alguns segundos antes de respirar fundo e clicar de uma vez ele. Ela não podia saber o que iria acontecer depois disso.






    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Qui Abr 23, 2020 9:28 am




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Mitsue-san chegava a conclusão que de que não adiantava negar ou adiar os fatos, precisava logo entender o que aquele aplicativo de celular tinha a ver com os recentes e estranhos eventos de sua vida. Ao abrir o app, uma tela de boas vindas surgia com a seguinte mensagem:

    "Bem-vinda ao Darwin's Game, Mitsue Mori-San!"

    E abaixo da mensagem ficava uma arte de caricatura da própria Mitsue-san, esta que era até bem animada e mexia seus braços para cima e para baixo enquanto o app parecia carregar. Na próxima tela, surgiam várias informações, como: "Mitsue Mori - Rank D - 0 Batalhas; 0 Vitórias;"

    Também haviam ícones espalhados pela tela que davam acessos a outras abas, como uma na forma de dinheiro, que continha a quantia de 500$ em seu marcador. Ali havia uma espécie de loja, que possuía tudo o que ela poderia imaginar e muito mais, desde suprimentos alimentícios a armas pesadas e até residencias luxuosas. Outro parecia funcionar como um chat normal de qualquer jogo online, onde você podia adicionar outros jogadores para então trocarem mensagens de texto.

    Alguns tinham nomes estranhos, como um que chamava bastante atenção para a Rijichou, pois já tinha ouvido aquela palavras antes. A aba "Sigil" continha apenas um item sem nenhuma descrição, este item era: "A azarada"

    Tudo indicava para um app de jogo online como qualquer outro,  com a exceção do tal "Sigil" nada era tão surpreendente, afinal ela tinha até um avatar personalizado e fofinho. Voltando as notificações, agora era possível vê-las por inteiro, e aquele top 10 juntava ainda mais informações.

    Prólogo Mitsue Mori MpT69Xk

    Então uma mensagem surgia na tela, uma mensagem do tal "Hamano-san" que acabava de adentrar o top 10 daquela região.

    Prólogo Mitsue Mori DBBsDaW

    - Olha só o que temos aqui... - Uma voz grave interrompia o transe de Mitsue-chan para com o aplicativo e a trazia de volta ao mundo real. - Está precisando de companhia koneko-chan? Posso lhe ajudar com isso...






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Qui Abr 23, 2020 7:35 pm




    Mitsue Mori

    Mori finalmente havia entrado no aplicativo, prestava atenção no que a tela lhe mostrava. O jogo parecia já ter um cadastro dela, sem que ela precisasse fazer um. "Um interessante, como conseguiram tanta informação sobre mim?" Viu um animação sua animada e depois mais coisas aparecerem. "Ranking D?"

    Passou a navegar pelo aplicativo, indo de aba em aba, tentando entender o que se passava por ali. Tinha um tipo de crédito e produtos de todos os tipos, também tinha uma aba onde se podia contatar com outros jogadores "É um MMORPG mundo aberto?" Mexendo mais um pouco, ela entrou em uma com um nome já conhecido. Mas não havia uma explicação, apenas um item, sem informações.

    Voltando a tela principal, pode ver melhor as notificações. Onde dizia sobre o que estava acontecendo com outros jogadores, até aí normal. Então uma janelinha brilho na tela e ela abriu, e o tal Hamano-san lhe havia mandado uma mensagem. Ela teria lhe mandado outra se não fosse o susto que levou quando ouviu uma voz atrás de si.

    Estava tão distraída que não perceberam ninguém chegando ao terraço. Seu corpo retraiu trazendo, fazendo com que ela leva-se uma das mãos ao peito que pulava freneticamente. Ainda de costas para a figura, ela respirou fundo e virou seu rosto mau humorado para ver quem era e o que fazia ali.






    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Sex Abr 24, 2020 2:21 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Ao se virar para ver quem era o abusado que tinha a audácia de tentar "cantar" a Rijichou em pleno terraço, ela se deparava com um rosto conhecido pelo conselho, por todos os maus motivos, é claro. Era o recém transferido arruaceiro Takase-Kun, um tipico valentão encrenqueiro com uma extensa lista de advertências e punições não só da própria Fumizuki como também de sua escola anterior.

    Prólogo Mitsue Mori 2fUpEoL

    - Oh hohohou! Rijichou-sama em pessoa! Sabe, sempre te achei uma gata, mas dessa sua posição de antes estava uma loucura! - Ele vinha junto de seus capangas, um grupo de alunos idiotas o suficiente para o seguirem, ou tão medrosos que não podiam fazer mais nada contra. Um deles falava á Takase:

    - Ela está sozinha... Será que... Eu sempre desejei... - Então Takase soltava gargalhadas altas com aquela reação de seu seguidor. - Ouviram isso rapazes? Nosso colega aqui tem uma paixonite pela Rijichou! Devemos ajudar a seu desejo se concretizar? - Todos riam daquilo e o garoto que causara aquela euforia agora ficava vermelho como pimentão. Ele era um tanto quanto roliço e asqueroso e Mitsue podia jurar já te-lo visto se esgueirando perto da sala do conselho algumas vezes.

    Takase então se colocava a frente de todos sem tirar o olhar de Mitsue-san e lhe dizia em um tom sínico:

    - E aí Koneko-chan? Já que você também está gazeando aula, que tal nos satisfazer um pouco? Juro que não lhes entregamos para a direção! Sabe, deve pegar muito mal a presidente do conselho matando aula para mexer no celular... - Ele então parte para a direção de Mitsue na tentativa de pegar seu celular. - Vamos ver o que tira tanta a sua atenção!

    Off: Partimos para uma disputa @Mystic Stranger, isso claro, considerando que você vá tentar evitar que ele pegue seu celular. Caso você vá por isso, faça um teste de "Agilidade" no rolador de dados (não esquecendo seu dado selvagem), contra a de Takase, que eu farei depois da sua, para dar um suspense XD.  

    Dependendo da sua ação, podemos enfim começar um combate de verdade depois! Como sempre, qualquer dúvidas só me chamar no discord!






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Sab Abr 25, 2020 10:00 am




    Mitsue Mori

    Mori permaneceu séria e agora até com uma pose mais altiva. Na frente daqueles arruaceiros não podia vacilar. Na verdade aqueles Onore (babacas) eram os de menos, quem mais lhe causa raiva era o Takase. Um punk que vivia causando problemas, estava a ponto de ser expulso de mais uma escola.

    Não se sentia coagida em relação às galanteadas do babaca sem noção, apenas o analisava vendo-o se exibir para os seus seguidores. Observou um robusto lhe falar ao ouvido, e teve que ouvir mais e mais asneiras sair de sua boca. Ela, não tivera o melhor início da manhã, e agora tinha que aturar esse ser inescrupuloso. Sua paciência estava no seu limite.

    Permaneceu em sua postura altiva, observando todos os movimentos. Então ele tomou a frente, vindo em sua direção na tentativa de pegar seu celular que encontrava-se em sua mão direita. Não deu muito certo seu plano, pois Mori desvio com maestria e se distanciou e de onde Takase estava.

    -Gomene, te decepcionar meu caro. Mas esse tantão de areia aqui, não cabe no seu caminhãozinho. - Disse debochada e sem sequer uma gota de emoção na voz ou rosto. Olhou, para o rapaz que havia falado ao ouvido de Takase e todo resto. - Acho que nem juntando todos os caminhãozinhos de vocês.

    E mais uma vez, se pondo em uma pose superior e cruzando seus braços. - Se caso vocês não saírem da minha frente nesse exato momento, estaram realmente muito encrencados. - Ela olhou para o rapaz que tentará pegar seu celular. - E Takase-san, caso você não saiba. Sua vida escolar está por um triz. Caso seja pego mais uma vez fazendo baderna por aí, será expulso daqui também. - O olhar de Mori era sério, e sua voz fora firme.







    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Dom Abr 26, 2020 2:11 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    De fato, não estava sendo uma manhã agradável para a presidente do conselho. Seu braço direito havia sumido do nada e ainda por cima a metido em um tipo de jogo estranho e claramente de mal gosto. Ter um babaca completo como Takase-kun e seus idiotas seguidores não ajudava em nada á melhorar a situação.

    Mitsue encarava a todos demonstrando superioridade e não deixando qualquer indicio de medo ou intimidação transparecer em seu rosto. Diante da investida de Takase para roubar-lhe o celular, esquivou tão magistralmente que teve tempo até de se distanciar um pouco do mesmo, visto que ele errara o bote e quase se desequilibrava de vez.

    - Kono... - Ele incitava um xingamento á aquela ação de Mitsue, mas a garota estava tão decidida em não só se deixar levar por aquelas ações, mas como de enfrenta-los de vez, que cortava sua fala e já emendava a sua com um ar de autoridade exemplar, além de uma bela cutucada na moral dos arruaceiros, em especifico de seu líder.

    - Co-Como é?! - Takase parecia bastante surpreendido com a resposta e provocação de Mitsue, e até gaguejava por isso. - Você! Sua Yariman! Vou acabar tanto com você que vai ter de andar de cadeira de rodas! - Ele então gritava enfurecido e os outros atrás dele incentivavam com gritos de apoio do tipo "Isso aí chefe!" e "Acaba com essa Yariman!". Já o roliço de antes, partia até a porta para fecha-la e observa-la, caso chegasse alguém para atrapalhar a briga.

    Off: Começamos aqui nosso tão aguardado combate! Primeira coisa a se fazer é rolar a iniciativa, e no tópico de tutorial de combate tem as informações que vamos seguir.

    Ganbatte kudasai!  lol!




    Takase-kun parte para cima de Mitsue que nem vê de onde o rapaz acerta seu golpe. Ele atinge o estomago da garota sem dó nem piedade, demonstrando mais uma vez ser um ser inescrupuloso. A força com que ele da este golpe faz Mori-san ser jogada com violência para trás, caindo e rolando ao chão. A dor é insuportável, e ela sente um rebuliço tão grande que acaba vomitando ali mesmo o seu café da manhã feito com tanto esmero por sua avó.

    Todos os seguidores estão vidrados naquela batalha, e ao ver seu líder acabar com a pobre Rijichou os faz vibrar ainda mais, sem nem se importar com o fato de ela ser uma menina inocente. Parece que sentiram muito suas masculinidades com a reprovação da mesma.

    O que eles e nem Takase-Kun contavam era de que Mori não era só uma garota popular e inteligente do ensino médio, e ela se levantava - ainda com certa dificuldade e dor - e estava decidida a enfrenta-los. E agora era a vez dela de partir para cima na pura e verdadeira porrada.

    Isso pode ter feito os outros rirem, mas Takase a olhava com um olhar de imensa surpresa, o que também deixava a própria Mori em duvidas com sua reação. Ele apontava para ela e depois para seus punhos como se estivesse envolto em dúvidas além de sua compreensão. Algo na atitude de Mori o deixava um tanto preocupado.

    - Eu... Eu... Ah... - Ele parecia tão preocupado que começava a gaguejar. - O resto eu deixo para vocês rapazes! - Então disfarçando sua atitude anterior, deixava que os outros assumissem o combate enquanto sentava em frente a porta.

    Off: Ele rolou muito bem nessa rodada. Tirou um "lutar" de 14 contra seu aparar de 5, e 18 de dano contra sua resistência de 5. Então ele lhe causou com esse golpe um abalo (que você precisa testar "espirito" para poder atacar na próxima rodada) e mais dois ferimentos, em um total de 3 que você pode aguentar. Cada ferimento lhe dá uma penalidade de -1 para cada ação, menos para teste de espirito e vigor. Mas você tem 3 benes ainda e pode usa-los para testar se vigor e tentar absorver estes danos, se livrando assim das penalidades e pronta pra batalha.   






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Ter Abr 28, 2020 10:20 pm




    Mitsue Mori

    Mitsue era a presidente do conselho, mas nem isso intimidava os arruaceiros. Talvez fosse a atitude de Takase, que faziam seus comparsas se sentirem dessa forma. Ela não teria medo deles nunca, e se caso fosse necessário ter de brigar, o faria até o seu último suspiro.

    Mas realmente aquele não era um dos seus melhores dias, seria melhor que ela não tivesse insultado a masculinidade dos baderneiros, seria melhor que tivesse apenas ignorado e saído dali. Ou talvez não, tudo acabaria dando errado de algum jeito.

    Mitsue viu o garoto a sua frente ficar completamente irado a ponto de xingá-la, tão ferozmente. Ouviu seus seguidores o apoiarem com gritos e vaias. Ela se sentiu estremecer, mas não podia mostrar que haviam conseguido assustá-la. Permaneceu série enquanto tentava ignorar aquilo tudo. Mas isso não foi por tanto tempo, em poucos segundos Takase estava a sua frente lhe socando o estômago.

    Ela pode ser sentida ser arremessada para trás, tudo parecia estar em câmera lenta. Foi uma das piores sensações que já sentiu, estava sem fôlego e sua visão girava. Ela ficou um bom tempo ali no chão enquanto tentava se recuperar. Quando pareceu voltar ao normal, começou a se erguer. Sua respiração estava dificultada, mas lá estava ela de pé enquanto mantinha uma das sua mãos no abdômen.

    -Omae wa mou shindeiru! - sua voz saiu com um pouco de dificuldade, mas se podia sentir a fúria em seu tom e seus olhos queimando em pura raiva. Ele realmente havia lhe acertado e nem sequer em momento algum pensou no que isso poderia acarretar. Ele parecia em choque ao vê-la e andou para trás, fugindo com um covarde depois de ter iniciado aquilo tudo. Respirou fundo e ergueu sua cabeça, olhou para todos ali a sua frente, muitos com más intenções. Ela correu em direção ao grupo que estava a frente do seu oponente, passando diretamente por eles. Seu objetivo era chegar até a entrada do terraço, onde Takase se encontrava. Não havia pensado muito, apenas ágil rápido lhe chutando com toda a sua força.







    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Qua Abr 29, 2020 8:19 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Mitsue-san realmente não era o que aqueles arruaceiros pensavam. Era muito mais que apenas uma garota linda e educada e um "exemplo de como deveriam ser as garotas da Fumizuki". Ela era dona de si mesma, e não iria dar esse gostinho de vitória e superioridade para aqueles tipos de idiotas.

    Ela logo se levantava, ainda sentindo a dor do forte golpe de Takase percorrendo por todo o seu corpo e limpando sua boca, ela dizia a quem quisesse ouvir que eles não deveriam cantar a vitória antes da hora. Takase via aquilo e parecia ainda mais abismado, sabia que aquele golpe deveria ter derrubado a garota, pois derrubaria qualquer um, mas algo ali não havia saído como ele gostaria.

    Mori-san então ao se recompor, pegava todos de surpresa e partia com uma curta corrida, se desvencilhando dos seguidores de Takase e surgindo entre eles e o próprio. Mirando com muita fúria, ela tentava acertar um poderoso chute bem no meio na fuça daquele marginal, porém Takase não era um típico arruaceiro e brigão por sorte, ele era extremamente ágil e forte, e logo que entendera o que Mitsue tentara realizar, se levantava e desviava milimetricamente de seu golpe, segurando ainda no ar a perna da garota.

    - Baaaka! É você que já está morta e ainda não sabe, agora vamos ver a cor dessa sua calcinha! - Porém antes que ele pudesse se abaixar para visualizar as partes intimas da Rijichou por debaixo de sua saia, uma voz interrompia sua ação.

    - Takaseeee! Acha que o nosso clã perde tempo com lixos como essa gente!? - A voz vinha do outro lado da porta, que logo era chutada com violência e revelava sua origem. Takase largava imediatamente a presidente e parecia tremer como vara verde, uma atitude que Mitsue nunca sequer cogitava ver daquele tipo de gente como ele.

    Era um homem forte, tinha um cabelo curto no estilo militar, possuía um tapa olho e ostentava várias cicatrizes, além de vestir uma jaqueta com uma insignia estranha.

    Prólogo Mitsue Mori P6t6N4f  

    - Shigu-sama!? Eu...Eu.. - Takase voltava a gaguejar e não conseguia nem se explicar para seu suposto superior. Suava tanto que parecia estar avistando o próprio demônio encarnado. Ou alguém a serviço dele.

    - Saia logo daqui e faça o que chefe lhe pedira, eu cuido dessa aí, AGORA! - Antes mesmo do berro, Takase saía correndo porta afora, e seus passos pesados na escada poderiam ser ouvidos de longe. os outros não sabiam bem o que fazer e então seguiram seu líder escada a baixo.

    Agora restavam ali apenas Mitsue-san e o sujeito estranho chamado Shigu. Ele estava parado em frente a porta, e assim ficou por um tempo, analisando a presidente, antes de então dirigir a palavra para a garota:

    - Você está bem Rijichou-san?! Esses malditos! Essa foi por pouco!
     






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Qui Abr 30, 2020 7:45 pm




    Mitsue Mori

    Mori, não sabia o que havia acontecido direito. Sabia que aquele golpe que recebeu era para ter sido mil vezes pior do que foi. Mas lá estava ela de pé, ainda que tivesse machucada. Em momento algum recuou ou ágil com um sexo frágil.

    Sua ação de correr até Takase e chuta-lo com todas as suas forças foi por água abaixo, quando ele reagiu e segurou sua perna. Aquilo a deixou tão frustrada que sua única reação foi xingá-lo. - Jyoro no ko! ( Filho da …) Me solte seu hentai Kutabaro! (Pervertido maldito).

    Mas quando Takase estava prestes a se abaixar, uma voz do outro lado da porta é ouvida e logo depois a porta se abre com violência. Sua perna então é solta e ela se equilibra para não cair de bunda no chão. Sua visão agora ia de um para o outro, onde se podia ver o machão tremer na base com o outro cara que aparecia. Mori, não sabia se ficava grata por ele ter aparecido bem na hora, ou se ficava preocupada por ele conseguir fazer Takase ficar com medo. Uma coisa ela tinha certeza, aquele cara não era uma pessoa normal e muito menos parecia ser alguém do bem.

    Eles ficaram um tempo se analisando, até que ele resolveu falar com ela. A forma com que ele conversou deixou ela desconfiada, mas não podia ser rude. Afinal, ele a ajudou de alguma maneira. - Domo Arigato… Estou agradecida por realmente ter aparecido naquela hora. - Ela disse fazendo uma pequena reverência, mas não podia se deixar enganar. - Quem é você?

     






    Raijecki
    Adepto da Virtualidade
    Raijecki
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1533
    Reputação : 118
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Raijecki em Sex Maio 01, 2020 1:25 pm




    Mitsue Mori
    @Mystic Stranger

    Só restava a Mitsue-san xingar Takase-kun após ter seu golpe aparado com tanta facilidade pelo mesmo. Porém ela era salva na ultima hora por uma figura desconhecida que fazia até o valentão Takase partir dali junto de seus seguidores sem nem pestanejar.

    Ele então lhe perguntava se ela estava bem, algo que logicamente a deixou desconfiada, mas decidiu agradece-lo mesmo assim, já que no fim das contas a havia salvo de uma humilhação gigantesca e talvez de algo até pior que era melhor nem pensar. Por fim ela lhe perguntava quem ele era, o que gerou certa surpresa do homem.

    - Quem sou....? Sou eu Mitsue-san o Ke- Ele então parava por um tempo depois de dar alguns passos na direção de Mitsue-san, e dizia com um tom envergonhado. - AH! Gomen nasai Rijichou! Mas ainda não sei bem como desativar isso, aí acabo me esquecendo! - Ele então chega bem perto dela, e ao fazer isso, algo extraordinário acontece.

    Ele já não era mais aquele homem sinistro, cheio de cicatrizes e um tapa olho sinistro. Nem mesmo vestia as mesmas roupas, agora era mais baixo e magro, e vestia o uniforme da Fumizuki. Era seu vice, o sumido Kenjiro-Kun.

    Prólogo Mitsue Mori K97WH3A

    - Funcionou! Bom, temos de leva-la até Nana-sensei, ela vai te ajudar Mitsue-san! -  Ele então se oferecia para ajuda-la a andar até a enfermaria.
     






    Mystic Stranger
    Samurai Urbano
    Mystic Stranger
    Samurai Urbano

    Mensagens : 142
    Reputação : 58

    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Mystic Stranger em Sex Maio 01, 2020 7:04 pm




    Mitsue Mori

    Ela olhava aquele homem que lhe falava como se a conhecesse, e não hesitou em dar uns passos para trás quando se aproximou uns passos de si. Ela ficava cada vez mais confusa com aquela situação, e o cara pareceu se ligar e então voltou a se aproximar dela. Mas algo agora acontecia, Mori pode ver com se fosse magia o cara de face de vilão para um face bem conhecida por ela. Os olhos de Mori se arregalaram pela surpresa e seu coração acelerou algumas batidas, era tão bom vê-lo ali que não pode evitar de o abraçar.

    -Ken-kun!! - seus olhos já se enchiam de lágrimas de tão aliviada que estava. Mas logo sua voz doce sumira e uma irritada apareceu. E ela se afastou o segurando pelos braços e o olhando irritada! - BAAAKA! Você me deixou sozinha! O meu dia hoje foi horrível!!! E aquele aplicativo que você me mandou que nem eu sei pra que serve. O que você tem nessa sua cabeça?? - ela falou tanto que ficou sem fôlego, e acabou por murchar mau humorada e sentido um pouco de dor. Ouvirá dele que precisava ir a Nana-sensei e ela concordou com isso. - Mas não pense que vai escapar de mim, você precisa me explicar o que está acontecendo.

    Ela então se apoiou no Kenjiro-kun e esperou que ele a ajudasse seguir até a enfermeira. Ela estava feliz por ele ter aparecido, mas não iria demonstrar tão fácilmente. Bastava aquele momento em que esqueceu-se e o abraçou tão forte.

     






    Conteúdo patrocinado


    Prólogo Mitsue Mori Empty Re: Prólogo Mitsue Mori

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 27, 2020 10:36 am