Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1378
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Raijecki em Sex Maio 08, 2020 7:09 pm

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança 77OD2DL




    I






    1º de setembro de 2018


    Estavam todos devidamente prontos e impecáveis para mais um ano na lendária e tradicional escola de magia e bruxaria de Hogwarts. Aquele seria o quarto ano de estudos, e agora já não eram mais crianças como nos últimos, mas sim adolescentes prontos para aproveitarem cada vez mais de seus momentos junto de seus amigos e quem sabe, talvez até futuros "afetos".

    A única coisa de que tinham certeza era que quando chegassem no castelo para presenciarem a cerimônia de seleção das casas dos novatos, tudo estaria ali do jeito que deixaram no ano anterior. Veriam a diretora Minerva com seus fios de cabelos brancos, chapéu pontudo e feição de poucos amigos – pelo menos até o primeiro gole de álcool – e seus discursos tão clichês que dariam sono até no saudoso Dumbledore.

    Os leões sabiam que ouviriam os pedidos e incentivos de seu chefe de casa, o professor de transfiguração e vice-diretor, Luca Hawkins - que também era aquele que guiava os novatos até o chapéu e chamava seus nomes -, sobre como deveriam focar em vencer não só a taça das casas mas como também a taça de quadribol - o último título tinha sido da Corvinal em vitória contra a Sonserina em um dos melhores jogos que aquela escola já havia visto desde os tempos de Harry Potter - honrando assim o manto da Grifinória.

    Os sonserinos passariam seu tempo livre na úmida, porém não menos aconchegante masmorra, onde poderiam avistar parte do lago negro enquanto se preparavam para mais uma grande festa de seu chefe da casa, com os mais exóticos petiscos e as mais saborosas sobremesas, o professor de poções Horácio Slughorn. Quem sabe dessa vez algum deles conseguiria preparar - ou ganhar - uma felix felicis?

    Já os corvinos encontrariam sua torre favorita intocável, bem como as excelentes aulas de feitiços de seu chefe de casa Fílio Flitwick, um baixinho talentoso e muito bondoso, pelo menos quando não estava lecionando e pressionando a perfeição do coral de sapos que tanto amava.

    E por fim os lufanos continuariam a ser lufanos, lutando muito e perdendo em tudo como sempre, mas sem nunca desistir.

    E assim partiam da plataforma nove e três quartos exatamente às 11 horas da manhã com a locomotiva Expresso de Hogwarts, cheios de expectativas de mais um incrível ano letivo. Ou pelo menos era isso que eles achavam...

    Durante a viagem alguns rumores começavam a ganhar cada vez mais força, e eles eram no mínimo preocupantes. Manchetes de jornais - de o pasquim até o profeta diário - traziam perguntas sobre as súbitas mudanças que a escola poderia estar passando.

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança BUks8Ts

    Aquilo parecia muito estranho, pois nunca haviam sequer cogitado – quiçá pensado – que Minerva poderia um dia se aposentar, e ainda por cima seu sucessor trocar os professores da escola! Todos os alunos pareciam apreensivos e ansiosos para descobrir de uma vez por todas a verdade por detrás daquelas recentes e surpreendentes notícias. Quando a locomotiva enfim chegara a estação de Hogsmead, todos saltavam eufóricos e nervosos, e logo brigavam e discutiam para pegarem as primeiras carruagens que os levariam até o castelo. Não queriam perder nem um segundo sequer dos anúncios que a diretoria da escola iria passar. Quem sabe não demitiriam de uma vez por todas o velho e rabugento Argus Filch? Afinal de contas como diz o ditado, dos males, o menor. Durante o caminho, avistavam o grupo de primeiro anistas que aguardavam os barcos para seguirem até o castelo pelo lago, e para alívio de todos - os que gostavam dele é claro – o gigante guarda-caça estava entre eles.  

    Ao chegarem, todos se apressaram para entregar suas bagagens para que os elfos pudessem leva-las até suas respectivas casas e partiam rapidamente até o salão principal, a fins pegar os melhores lugares para aquela cerimônia, que talvez fosse vir ser a mais agitada dos últimos anos.  

    Conforme o salão iria enchendo e a disputa pelos melhores lugares - digna de uma bela dança das cadeiras – ia cessando, todos notavam que não havia nenhum professor na mesa principal que ficava de frente a eles, nem mesmo os fantasmas davam as caras por ali.

    Na mesa dos sonserinos, a ruivinha Taurya O'Shier, colega de 4º ano, perguntava a Charlie e os demais se eles sabiam de algo:

    - E aí meninos, o que vocês acham que vai acontecer? Ouvi falar que transferiram a enfermeira Pomfrey!

    Taurya O'Shier:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança XccX3IY

    Já na dos corvinos, os rumores é de que teriam um novo chefe de casa, e o agora quaternista James Webster também questionava a seus colegas:

    - Dizem que teremos um novo professor e feitiços e de que ele será de outra casa! Acreditam nisso!? – Sua fala fazia outro membro da corvinal se levantar e gritar para todos terem calma. - Se acalmem! Vocês não são corvinos?! Nós discutimos e pensamos sabiamente e civilizadamente!  - Era o monitor da casa, Evan Webster, irmão mais velho de James e aluno do sétimo e último ano. Utilizava brincos brancos e brilhosos e seus movimentos eram um tanto espalhafatosos, mas se tratando dos afazeres e responsabilidades, ele era certeiro e detinha a confiança de todos os seus colegas de casa.

    James Webster:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança KV57iyf

    Evan Webster:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança S79BYwt

    Na dos leões da Grifinória a preocupação de muitos era não só sobre o seu chefe da casa e vice-diretor, mas se teriam trocado a professora de voo, que também geralmente era a coordenadora dos esportes da escola.

    - Era só o que faltava, já perdemos ano passado e retrasado, aí trocam a Madame Hooch e colocam alguém de outra casa, aí não ganhamos nunca mais! - Esperneava o capitão do time de quadribol e monitor da Grifinória, o artilheiro Rômulo Enzonelli, aluno do sexto ano e neto do famoso bruxo italiano Vito Enzonelli e herdeiro de uma das mais influentes famílias do mundo bruxo. Ele tinha o típico temperamento do avô, diziam os que o conheciam...

    - Tiago! Seu pai não disse nada para você?! - Ele gritava para o outro lado da mesa, onde o filho do lendário herói Harry Potter se sentava com seus amigos mais íntimos.

    - Não! Estou tão chocado com essas notícias quanto vocês! - Ele respondia, também gritando para o outro lado da mesa. Tiago então se virava para Axcelandra e Lykke com uma feição de revolta e comentava com elas:

    - Meus próprios pais não me contam nada! Acreditam nisso?! Apostos que estão metidos com isso! Nem mesmo os Weasley sabem algo e eles são filhos da ministra! – A última parte ele fazia questão de que todos ouvissem, talvez assim parassem com os questionamentos com eles, que já não aguentavam de tantas perguntas sobre aqueles rumores.

    Rômulo Enzonelli:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança GjUymcj

    Tiago Sirius:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança FbBOXry

    A mesa dos lufanos não era exceção, mas eles pareciam um tanto mais animados do que os outros. Será que sabiam de algo que os outros não sabiam?

    Então toda a iluminação cessara, deixando a todos no escuro, com apenas duas pequenas esferas de luz lado a lado flutuando em frente a grande porta do salão. Alguns gritos e suspiros eram ouvidos até que uma das esferas se mexia em um movimento circular e logo todos não ouviam mais nada...

    Até que onze esferas de luz surgiam de onde ficava a mesa dos professores e se posicionavam exatamente onde as cadeiras estavam anteriormente. Uma grande explosão de luzes - dignas do maior festival de fogos do dragão chinês - acontecia e revelava uma bruxa jovem, bonita e com uma coruja em seu ombro. Ela estava agora iluminada por várias velas que sobrevoavam por cima de sua cabeça.

    - Olá a todos! - Ela dizia, e mesmo não aparentando estar gritando, sua voz ecoava por todo o salão, forte e decidida. - Sei que foram pegos de surpresas com as recentes notícias, então sem mais delongas irei esclarece-las de uma vez! - Ela então batia palmas e as velas voltavam a iluminar o salão, e agora eles conseguiam ver o que eram as duas esferas de luz paradas em frente a porta do salão. “São os irmãos Rees” - Diziam alguns alunos em todas as mesas. “Os expurgadores?!” - Outros exclamavam, surpresos.

    - Eu sou Zuzanna Thomson e sua nova diretora de Hogwarts! Estou ansiosa para trabalhar neste castelo e juro lealdade e dedicação a este cargo! - Então todas as outras esferas de luz atrás dela mudavam de cor, passando por todas as cores das casas e brilhando ainda mais fortes. – Também serei a nova chefe da Corvinal, mas sequer cogitem algum tipo de favorecimento! Minerva era vice-diretora e chefe da Grifinória e nem por isso houve este ato inaceitável... Pois bem, deixarei que os novos membros do corpo docente se apresentem!

    Zuzanna Thomson:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança VICX4kN

    Agora a primeira das esferas da esquerda passava para a frente e revelava um homem com cabelo encaracolado e uma barba bem cultivada, este que falava com um leve sotaque francês:

    - Me chamo Clemént Vaganay e serei seu novo professor de feitiços, estou ansioso para lecionar para vocês! - Ele era bem-apessoado, e algumas garotas até suspiravam com sua presença. Os alunos da lufa-lufa vibravam e aplaudiam eufóricos, o que indicava que Clément claramente pertencera a casa dos lufanos quando fora aluno.

    Clemént Vaganay:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Ri16mnC


    Ele então se sentava e a próxima luz continuava com aquela cerimônia, se revelando uma bela bruxa com longos cabelos castanhos escuros e uma roupa um tanto esquisita, com uma saia parecendo ser feita de palha ou algo naquele estilo:

    - Alohaaa! Sou sua nova professora de poções, Lillo Maron Mauí! Espero que possamos nos divertir enquanto aprendemos! – Ela então fazia uma breve dança, mexendo os braços e sua cintura - tirando o fôlego dos marmanjos – e então se sentava ao lado de Clément. Os dois pareciam ser próximos, pois logo começavam uma animada conversa. Mais uma vez os lufanos gritavam e batiam palmas eufóricos. Seria Lillo mais uma lufana?

    Lillo Maron Mauí:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Bzelrl8

    A próxima luz que se revelava era de mais uma bruxa, mas dessa vez ela aparentava ter mais idade, apesar de estar bem "produzida". Vestia roupas formais e pelo jeito era um tanto quanto educada, pela maneira extremamente formal que se apresentava:

    - Sou a historiadora Elizabeth Austin e lecionarei história da magia no lugar do antigo professor Binns, e também serei a nova chefe da casa da Lufa-Lufa, obrigada pela atenção. - Ela então se sentava e novamente os lufanos explodiam em alegria. Já eram três do corpo docente pertencentes a casa dos lufanos, e os membros das outras casas começavam a se preocupar.

    Elizabeth Austin:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança FLfnzhd

    Continuando com a apresentação, era a vez de mais uma bruxa se apresentar, e ela também fazia os marmanjos suspirarem, e uma aluna da Sonserina também, apesar do motivo ser bem diferente. - É a minha tia! É claro que tinha de ser ela! Não acredito que minha mãe não disse nada! - Dizia eufórica a ruivinha O'Shier a seus colegas sonserinos.

    Alanna O'Shier:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança OsROMCE

    - Me chamo Alanna O'Shier, serei a nova enfermeira da escola e juro solenemente tratar a todos! - A linda bruxa com sardas e olhos azuis esverdeados pulava de alegria e logo também se sentava, sem antes cumprimentar os outros professores. Agora era a vez da casa da Corvinal explodir de alegria com o recente anúncio.

    O próximo era um velho conhecido de todos, Luca Hawkins, que em poucas palavras parabenizava a todos os novos membros docentes e deixava claro algo que os leões não gostavam nem um pouco.

    Luca Hawkins:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança PtEMKqU


    - Vocês todos já me conhecem, mas preciso parabenizar todos os novos professores e os dizer que torço muito pelos seus sucessos, também venho anunciar a todos que não sou mais o chefe da Grifinória e nem mais vice-diretor, mas continuo como professor de transfiguração. - Seu tom de voz era nitidamente forçado, como se não tivesse gostado nem um pouco de ser “rebaixado” de cargo, mas precisava transparecer que estava tudo bem. Ele se sentava e fechava ainda mais sua feição enquanto o próximo se apresentava. E ele também era uma figurava carimbada da escola. Era o gentil meio-gigante, não tinha como errarem, até sua luz estava mais alta e maior que as dos outros.

    - Dou boas-vindas a todos! Especialmente aos novos professores! E quero que saibam que podem contar com o velho guarda-caças e professor das criaturas mágicas aqui para o que precisarem! - Os leões e os outros alunos que gostavam de Hagrid aplaudiam aliviados com a sua permanência garantida. Claro que ele tinha de bater com sua enorme barriga na mesa dos professores ao tentar se sentar, e arrancava como sempre várias risadas de todos. Até a nova diretora deixava escapar um risinho, que logo fazia questão de disfarçar.

    Rúbeo Hagrid:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança XSkliMe

    A próxima a se revelar era ninguém mais, ninguém menos do que a ex-jogadora de quadribol e famosíssima pela batalha de Hogwarts, Gina Potter! Uma chuva de gritos, assobios e palmas soavam quando a mesma surgia para se apresentar.

    - Haha! Obrigada a todos por essa recepção! Serei a nova professora de voo e coordenadora de Esportes Mágicos, então tratem de jogar justo hein!  - Os seus filhos se entreolhavam abismados e surpresos, e todos a suas voltas faziam o mesmo. – Ah nããão.... - Murmurava Tiago a suas colegas. Do lado sonserino, Alvo Severo, irmão de Tiago e aluno do segundo ano também não parecia muito empolgado, apesar de tentar esconder isso quando sua mãe olhava para ele da mesa dos professores.

    Gina Potter:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança RGudU4r

    Então era a vez de mais um conhecido anunciar seu novo cargo, era ninguém menos do que Neville Longbottom, o professor de herbologia.

    - A todos um muito obrigado por sua atenção, todos já me conhecem por ser o professor de herbologia, mas a partir de hoje também serei o novo chefe da Grifinória! - Ele parecia bastante feliz com aquela “promoção” e os leões não sabiam bem como reagir, mas decidiram apoiar seu novo chefe com a mesma empolgação que fizeram com a nova professora de voo anteriormente, afinal de contas, Neville era um dos heróis de Hogwarts, aquele que tinha destruído uma das horcruxes de Lorde Voldmort na lendária batalha. Além de claro, ser um ex-auror.

    Neville Longbottom:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança SDBYg6G

    Agora era a vez de uma bruxa bem diferente do que estavam acostumados, pois ela não utilizava varinha, fazendo sua esfera de luz sair de seu próprio dedo. Ela vestia um pano amarelado com várias gravuras estampadas no mesmo, um belo e exótico colar de pérolas negras e um vestido da mesma cor do pano em sua cabeça.

    - Olá a todos, sou Tobenna Iloerika, a nova professora de Astronomia e estou muito feliz pelo convite da nova diretora e ansiosa para estudarmos juntos esta grande matéria! - Ela então dizia algumas palavras em uma língua que ninguém conhecia, talvez com a exceção do jovem Ekon Mbah, e então se sentava e dava lugar a próxima.

    Tobenna Iloerika:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança UmSBrNf


    A seguinte era uma bruxa um tanto quanto roliça - para não dizer gorda ou obesa - e um tanto mal-encarada, para não dizer aparentemente de mal com a vida.

    - Orácea Keepah, a nova zeladora, ex-secretária do Departamento de Acidentes e Catástrofes Mágicas, portanto se não quiserem se encrencar, comportem-se! - De todos, ela era a única que parecia realmente irritada naquela cerimônia, e se fosse regra ou tradição os alunos odiarem sempre os zeladores do castelo, ela tinha feito muito bem o seu papel. Porém, foram poucos os que tiveram coragem de vaiar, e eles logo se calavam por efeito de alguma magia que os dois bruxos em frente a porta do salão conjuravam.

    Orácea Keepah:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança WTUK3Gh

    - Ufa! Muito bem, concluímos as apr...Não, me desculpem, ainda faltam alguns nomes... - Dizia um tanto quanto cansada a nova diretora, e então batia palmas destacando os bruxos que iluminavam suas varinhas com as esferas de luz na porta do salão. - Lhes apresento os irmãos Rees! Eles exercerão um novo cargo que criei para nossa escola, o cargo de Expurgador de Assombros de Hogwarts! - Os dois bruxos então se curvavam em uma reverência a todos e partiam, percorrendo o salão e o iluminando completamente, até chegarem a mesa e se sentarem ao lado de uma cadeira vazia, do lado esquerdo da cadeira da diretora.

    Irmãos Rees:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança GjxGX3r

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Q9ybhlJ


    - Agora sim, bem, agradeço a compreensão de todos e peço um voto de confiança para com os novos membros da escola, eles foram selecionados a dedo por minha pessoa e gozam de minha inteira confiança! Dito isso, acredito que podemos começar a cerimônia de seleção das casas! – Então com uma palma, ela fazia a porta do salão abrir e um bruxo muito bem vestido surgia, seguido de vários alunos que aguardavam apreensivos e ansiosos para saberem em que casa cairiam.

    Enquanto eles se dirigiam até o chapéu seletor, um suculento e gigante banquete surgia diante de todos, que logo se atravancam, parecendo que fazia muito tempo desde a última vez que se alimentavam.

    Então o homem parou ao lado do chapéu, puxou um pergaminho que caia até seus pés e quando todos acharam que ele iria chamar o primeiro nome da lista, ele se apresentava, cessando a dúvida de muitos sobre quem de fato era sua pessoa.

    - Sou o novo vice-diretor e chefe da casa da Sonserina, Aegon Griffiths, peço silencio a todos para que eu possa chamar o primeiro nome a ser selecionado para o chapéu...

    Aegon Griffiths:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança StsUv1O


    Off: Enfim começamos meus bruxões! Seguinte, vocês podem interagir com os colegas - ou entre si - que apresentei tanto antes do fim do post quanto depois! Espero que tenham gostado do post, visto que levou bastante tempo para ser feito! Então, bora fazer magia! lol!






    Shmul
    Troubleshooter
    Shmul
    Troubleshooter

    Mensagens : 875
    Reputação : 18

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Shmul em Ter Maio 12, 2020 11:27 am

    Estar no time de quadribol era um sonho que havia se realizado no terceiro ano, quando ouve uma grande reformulação no time da Sonserina. Aquela nova formação elevou significativamente a qualidade da equipe que não vinha se impondo nos últimos anos, performando uma das melhores finais de todos os tempos. A vitória escapou por um detalhe, ou por falta de experiência, visto que a maioria do time eram de novatos... mas, a ESPERANÇA vinha renovada, talvez herdado de seu antecessor “Dente-Víbora”.

    Já dentro do trem a caminho pra Hogwarts, Tommy caminhou decidido pelo estreito corredor procurando por Ekon e Reynard. Ele abriu a porta com força e bradou – Esse ano, meus Ofídios... esse ano vai ser NOSSO! – e sentando-se junto a eles completou – eu ganhei uma “fucking Nimbus 2017”, e devo dizer que é uma loucura. Acho que era o detalhe que faltava!

    Eventualmente, ao longo da viagem, soube através de Mackenzie a notícia que circulava no Profeta Diário, o que lhe causou ansiedade e satisfação – Ei, Mack, tomara que troquem a professora de voo, assim mais ninguém precisará ser salvo no ar (se referindo à irmãzinha dele), nem ter o braço tostado – e mostrou novamente o horripilante braço cicatrizado, mesmo a contra gosta da garota. (Isso sem contar o caso do Neville que se acidentou no primeiro ano dele, mas que provavelmente nossos personagens não sabem).

    Já dentro do grande salão, se desvencilhou de sua irmã Lufana – Vamos, Mavi, você precisa se enturmar mais com seus colegas de casa. Sempre vou cuidar de você. Você sabe disso! E não se preocupe, pois aposto que os professores novos serão mais legais que os anteriores.

    Antes de seguir até a mesa dos Sonserinos, procurou cumprimentar suas amigas Lykke e Axcelandra na mesa dos leões, e por ventura escutou o “choro” de Romulo Enzonelli, não deixando passar em “branco” – Realmente, vocês NUNCA mais vão ganhar... na verdade, a Madame Hooch tinha piedade de vocês e os ajudava a não serem surrados. – e no fim das contas, Thomas era um Sonserino. Após a discussão, se curvou entre as duas amigas, e se dirigindo para Axcelandra de maneira terna ele disse – Parece que estou aprendendo com alguém, não é mesmo? – e mostrou brevemente a língua, se referindo à famosa “língua de cobra” da garota.

    Finalmente se dirigiu para sua mesa, sentando-se próximo do time de quadribol e de Charlie – Ei, Modelo – se referindo a Thorps – quando é que você vai parar de se meter em confusão e entrar pro time de quadribol, inferno?

    As apresentações da nova equipe docente de Hogwarts o deixaram eufórico como com qualquer outro naquele recinto. Seguiu jogando conversa fora com os alunos próximos.
    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 854
    Reputação : 32
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Lnrd em Ter Maio 12, 2020 2:48 pm



    Axcelandra Maverickson





    O rosto dela e a paisagem se misturavam, conforme conferia o próprio reflexo na janela do Expresso. Havia algo de elegante nela mesmo naquele uniforme sem graça.

    Enfadada, soltou o corpo sobre o banco, relaxando os ombros e bufando.
    - Amiga, promete não embaraçar a gente esse ano? Por favorzinho – Brincou com Lykke. Como diziam por aí, "dar liberdade" era pior que dar galeões, e a jovem Maverickson não deixava passar nada – Tenho planos pra gente esse ano... – e o olhar dela expressava confabulação.

    Era difícil saber exatamente qual era o plano em questão. O de se tornar monitora quando fossem para o 5º ano, o de passar o dia acompanhando os trabalhos da Ministra da Magia... havia "o covil"... .

    Estava discutindo com a parceira sobre as matérias que frequentariam quando o "rumor" chegou.
    - A Diretora McGonagall?!?! Vocês tão de sacanagem... – Não conseguia acreditar naquilo. Não que fosse a mais simpática das criaturas, mas... – Vão trocar o professor Hawkins também?!

    A preocupação com o corpo docente era verdadeira, mas havia um pensamento mais urgente, uma sirene de alerta no fundo da cabeça... havia "o covil"... .
    - Temos que reunir o resto do pessoal. Se a nova direção resolver inventariar todos os cômodos de Hogwarts... .

    O anseio era legítimo, mas o corredor do dragão existiu oculto lá por tanto tempo que... Mas agora era diferente. Com o entra e sai, alguém poderia ser seguido.

    Quando finalmente se aproximaram do castelo, agradeceu efusivamente a elfa que pegou as coisas dela. Detestava aquilo, mas não havia o que fazer: num restaurante, não tinha como dispensar o "garçom" e fazer tudo por si. Elfos eram “trabalhadores” da escola e podia ao menos trata-los com decência. "Quando eu for ministra....", pensou ela.

    Vem!”, disse agarrando o braço de Lykke , enquanto despedia-se do resto dos "Dragões" que havia encontrado – Thomas fora um dos que só viria depois, no próprio salão. Infelizmente, as mesas lá eram divididas por casa, e Sonseriana e Grifinória estavam em extremo opostos, dificultando a comunicação.

    Na verdade, as duas eram as mais distantes de todo o clube, uma vez que Lufa-Lufa atravancava o meio do caminho entre elas e o resto – se comunicar por gestos e sinais sempre acabava chamando a atenção e, no fim, ninguém se entendia corretamente.

    Sendo assim, tentaria catar informações com os próprios colegas de brasão.
    - E de que adianta Madame Hooch se ninguém aqui parece saber voar?! – Reclamou consigo em voz alta – Francamente, eu não vou ficar rouca de novo gritando por vocês, capicce? – Complementara, alfinetando o monitor.

    Terceiranistas – ou melhor, quartanistas – tirando onda com veteranos não era muito recomendável, mas sabia que Rômulo era um rapaz “de estirpe” e duvidava que ele fosse ser grosseiro com uma “princesinha” como ela. Talvez risse, talvez devolvesse a chacota, talvez... .

    Axcelandra às vezes implicava com os meninos, meio como forma de mostrar que não estava interessada em nenhum deles – sinal óbvio de que estava.

    Já achou que o jovem Enzonelli estava paquerando ela, mas provavelmente era só coisa da cabeça dela. Se bem que meninos provavelmente faziam isso com todas.

    Uma vez engolira Lykke num dos monólogos dela: "Somos melhores que esses meninos daqui. Olha pra gente! Praticamente Veelas. Aliás, de fato você é quase praticamente Veela". Aquela afirmação não era exatamente como as coisas funcionavam, mas a colega era tão avoada que provavelmente nem sabia o quanto era bonita.

    Mas aquilo não importava no momento. Estavam no primeiro dia do 4º período e, se isso não fosse o suficiente para dar ansiedade em todo mundo, havia toda aquela apreensão quanto ao funcionamento do internato. Fosse como fosse, não havia nem percebido que Thomas estava lá e, quando se intrometeu na brincadeira, apenas ergueu uma sobrancelha e torceu a cara desdenhando. “Uma lagartixa dessas”, pensou, mas não daria corda pra que já começassem o ano letivo com novos apelidos – mesmo que ele fosse Sonserina.

    Quando Tiago falou com elas, confirmou que aquilo era bastante “atípico”: "não entendo esse segredo, pra quê fazer surpresa? Talvez tenha acontecido algo no Ministério?". "Algo muito ruim", teria dito, mas guardou aquilo para si. Sabia que comparavam Tiago com o pai e que, principalmente, achavam que ele não seria capaz de deter um novo "todos-sabiam-quem".

    As luzes diminuíram, fazendo a apreensão tomar conta de todo o recinto. Quando se acenderam... .
    - O QUÊ?!?!

    Axcelandra ficou dividida. Era inspirador uma diretora tão jovem e bonita, contrastando com a sem graça Minerva. “Hum... que sabe eu...”. Mas ela parecia muito nova pro cargo. Dificilmente teria a sabedoria das direções anteriores. E chegar mudando toda a equipe... .

    Acompanhou uma a uma as apresentações. Clemént foi um que chamou a atenção, de modo que as aulas de feitiços prometiam ser “interessantes”. Teve a impressão de já ter visto a sra. Austin, mas provavelmente era da capa de algum livro dela que havia lido. A permanência do professor Hawkins era uma notícia um tanto amarga. “Não acredito que rebaixaram ele... Quem será a nova chefia?!”, pensou ela, e não era a única. Aquele sentimento reverberara pela mesa, mas havia um lado positivo.
    - Temos que falar com ele. Ele é o único que pode nos dar informações de dentro.

    Logo em seguida, escuraram sobre Hadrig. Aquilo era bom, mas provavelmente ele não saberia muito sobre o que estava acontecendo... se bem que, fosse lá o que soubesse, não seria lá tão difícil fazê-lo revelar.

    Quando a senhora Gina se apresentou, sentiu um misto de empolgação e vergonha alheia. Devia ser terrível ter a própria mãe como professora e sentia pena pelos Weasley-Potter, mas ela era uma leoa de fibra e poderiam ter alguma chance novamente. Vibrou com aquilo.

    Mas nada os preparara para o nome seguinte. “Aquele Neville?! Tipo em O Neville?!”. Obviamente as histórias não entravam em muitos detalhes sobre os momentos vergonhosos de Longbottom, de modo que quem estava diante de todos era uma verdadeira “lenda”.

    A saída do antigo zelador era uma ótima notícia, mas vinha acompanhada da péssima de que teriam alguém tão ou mais odioso no lugar.
    - Temos que ter cuidado com essa aí xeretando, Lykke – se alguém teria disposição para perseguir o grupo se esgueirando pelas masmorra, seria ela.

    Cutucou a amiga quando anunciaram a nova catedrática de Adivinhações, não só por ser a disciplina preferida da colega, mas porque ela chamava a atenção. “Nossa... ela parece muito elegante, né?”. Mas o maior espanto veio a seguir. “Expurgadores?!?! Expurgadores aqui?!?! O que está acontecendo?!”

    Quando o jantar começou a ser servido, Axcelanda parecia não estar com fome. A cabeça rodava a mil, mas logo se concentrou em encher a barrida. Em silêncio, traçava os planos: precisava tanto abordar o senhor Hawkins quanto fazer uma reunião urgente com todo o covil. E precisavam de uma estratégia anti-Orácea.






    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 3927
    Reputação : 289
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Bravos em Ter Maio 12, 2020 5:49 pm



    Ekon Mbah





    Entrar naquela escola era sempre uma experiência incrível. Já era a quarta vez e no entanto as coisas continuavam incríveis. Esse ano havia um ar de incertezas pois a diretora havia se aposentado. As conversas sobre isso iam desde o trem e na verdade, o assunto só mudou quando Thomas apareceu avisando sobre sua vassoura nova. - Bom saber, bom saber... Esse ano a gente vai pegar a taça. Sem dúvida. - Sorriu para o companheiro de quadribol. Ano passado foi quase. Mas isso ia mudar.

    - Quero saber o que será dessa mudança de diretoria... - Comentou meio ao vento.

    A chegada à escola era também tempo de reencontro. Reencontrar os amigos que fazia alguns meses que não encontrava, com os quais se aventurava durante o ano. Em outras palavras: encontrar os dragões. Como as casas ficavam separadas, alguns conseguiu apenas acenar de longe, como Lykke, Axcelandra e Mack.

    Sentado na mesa da Sonserina com seus colegas ele assistiu a apresentação da nova diretora. - Ela é muito nova, isso já tinha acontecido antes? - Afinal McGonagall já deveria ter setecentos e oitenta e quatro anos e Dumbledore talvez tivesse quase isso. Mas o surpreendente na verdade não era isso. Era o fato de quase todos os professores terem mudado. Um deles, um lufano, o novo professor de feitiços, chamou-lhe muita atenção. - Cê viu a barba desse cara? Um dia quero ter uma barba que nem a dele. Parece ser um bom professor. - Comentou com Charlie, dando-lhe uma cotovelada de leve.

    O último a ser apresentado era o novo diretor da Sonserina. Ele parecia no mínimo sinistro. Ekon chamou seus colegas mais pra perto e sussurou: - Se ele descobre o covil, estamos fritos. - Encostou-se na cadeira. Ele tinha certeza disso. Talvez fosse bom realmente reunir todos. - Outra coisa, o que significa esses expurgadores? Qual o papel deles? - Falava com Reynard e Thomas, além de Charlie.




    @Shmul @Hylian e @Radiomancer Ekon falou com vocês nesse post Rolling Eyes

    Hylian
    Mutante
    Hylian
    Mutante

    Mensagens : 688
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Hylian em Ter Maio 12, 2020 7:26 pm





    Charlie Thorps


    Horntail





    @Bravos @Shmul @Mystic Stranger



    Charlie estava muito agradecido ao grande acaso por sua avó não ter podido acompanha-lo até a estação King’Cross naquele inicio de ano letivo. Ele fora um dos primeiros a adentrar a locomotiva e encontrar uma cabine que atingisse suas expectativas, ainda que todas as cabines fossem iguais, talvez com exceção das cabines exclusivas dos professores e monitores. Thorps encaixou duas de suas malas de couro envelhecido amarradas com fivelas abaixo do banco estofado e outras duas malas iam no compartimento acima. Ajeitou-se recostado na lateral onde havia a única janela que iluminava a cabine e esticou as pernas o máximo que pode. Ele segurava em uma das mãos um jornal sujo e amassado que trouxera consigo desde sua residência.

    “Ventos da mudança” ele leu com atenção pela quinta vez, como se sentisse realmente interesse no que aquilo poderia significar. “Minervinha aposentou, mas também aquela velha mal dormida parecia uma múmia perambulando pelos corredores...” Ele fizera uma careta sarcástica ao se lembrar das confusões que se metera e das grandes flagras da ex-diretora.

    Charlie ficou pensando em quem a substituiria ou se talvez o Ministério da Magia fosse mandar alguém temporário até que as coisas se acalmassem. Ele se lembrava de que sua avó, uma grande socialite da sociedade europeia bruxa havia comentado algo sobre, mas não tinha muita certeza, já que a Sra. Thorps nunca dizia as coisas com clareza, talvez ela fizesse isso na intenção de exigir que o único neto exercitasse sua massa cinzenta. Não, não é que Charlie não tivesse primos, obviamente que ele tinha, mas o outro filho renegado e ex-herdeiro dos Thorps já não fazia mais parte da família, bem como seus filhos e Charlie era proibido de se relacionar de qualquer maneira com “aquela gente”.

    O sossego do único real herdeiro da família Thorps não durou muito tempo, na verdade nem mesmo uma hora ele conseguira despistar sua legião de fãs. Sem cerimônias, seus amigos, uma a um adentravam a cabine tomando seus lugares e Charlie se viu forçado a colocar os pés no chão para liberar espaço para três deles.

    Mack, já que está aí por que você não trás fritas e refrigerante para a gente? A mulherzinha que vende comes e bebes já deve estar por ai! – perguntou ele sem qualquer expectativa de qualquer resposta que não fosse o silêncio encantador que somente a tia do mack’donalds sabia fazer.

    Horas se passaram desde aquela incomoda pergunta até o momento em que finalmente a grande locomotiva vermelho-vinho estacionou na estação de Hogsmeade, um vilarejo nada comum que existia nas proximidades de Hogwarts. O tumulto era visível e podia ser escutado há quilômetros de distância, principalmente entre os mais velhos que corriam para buscar lugar nas melhores carruagens que eram guiadas por criaturas invisíveis das trevas. Charlie despistou seus amigos-fãns embrenhando-se pelo grupo dos primeiranistas que eram guiados pelo Guarda-Caça de Hogwarts, um sujeito um tanto quanto “bobão”, mas que tinha o respeito do jovem Thorps, o que era no mínimo curioso. Se Hagrid percebeu a presença do recém quartanista, ele provavelmente ignorou, desejava manter a sanidade.
    Thorps avistou de longe um barco em forma de folha e ele repetiria a experiência que teve quatro anos atrás mesmo que sozinho, já que não tinha muita certeza se seus amigos o acompanhariam nessa nova aventura. Se ele estava preocupado em ser pego e ganhar uma passagem grátis para a primeira detenção do ano? Nem um pouco!

    Charlie teve certeza que Hagrid o viu quando os barquinhos se juntaram e ele guiava os alunos escadaria de mármore a dentro da passagem que os levaria para as masmorras, por onde os primeiranistas entrariam pela primeira vez no castelo, mas o menino era ágil e esperto, isso sem contar que aquele era seu “habitat”, ele poderia dizer e se gabava por isso que conhecia cada corredor daquela “caverna”, não teria como um ex-lufano encontra-lo lá.

    O jovem aspirante a feiticeiro tomou um atalho que ele tinha certeza passar próximo ao caminho que faziam para o Covil, mas tinha em mente que aquela não era a hora de “sumir” novamente por horas obrigando o corpo docente a fazer uma busca incessante por todo o castelo e redondezas atrás dele sem sucesso. Ekon e thomas que o encontraram dormindo sobre os travesseiros que eles deixaram no covil, enquanto que até mesmo a Sra. Thorps tivera que deixar suas amigas da alta sociedade esperando em um evento muito importante para ir até o castelo. Charlie ficara sem mesada durante um mês inteirinho e não podia gastar mais do que dezoito galeões em sua ida a Hogsmeade.


    “- Não, tesouro! Por ter enganado toda a escola com essa história de sumiço, eu poderia permitir que você gastasse mais do que 100 galeões, mas não vai gastar mais do que dezoito”

    Charlie correu em direção ao grande salão principal, onde era dada a grande cerimônia de abertura do ano letivo e, também, o jantar de seleção dos mais novos. Buscou em seu bolso interno da calça jeans um pequeno objeto em formato de um pentágono que possuía cinco sóis, oito luas e dez estrelas, talvez fosse algum tipo de relógio esquisito, mas parecia fazer sentido para ele, pois ficara aflito com receio de perder as novidades quentíssimas.

    O menino avançou pelo corredor formado pelas mesas em direção a mesa de Slytherin, aquela com detalhes em cores verdes e prata, a melhor casa em sua opinião. Estava atrasado e somente se deu conta de que esquecera de trajar seu uniforme quando se sentou entre Ekon e Thomas e viu sua imagem refletida na cristaleira sobre a mesa. Charlie dera de ombros, não era a primeira vez que perderia pontos por algo tão banal, afinal poderia ter sido pior, ele poderia ter entrado no grande salão apenas de cuecas. Alias, que grande ideia, pensou ele animado!

     Este ano entrarei no time de Quadribol! – respondeu Charlie orgulhoso – Nosso time está muito ruinzinho, vocês precisam de um jogador de verdade, Salazar Slytherin, de onde ele estiver, deve estar rezando para que um Thorps assuma a liderança esse ano! Thomas.

    Charlie olhou para o novo professor de feitiços, Sr. Vaganay estudando-o, como se ele estivesse tentando perceber que tipo de professor era ele, e todos os outros.
    Mérlin te ouça, Ekon, quem sabe então você fique mais bonito, porquê tua situação é triste! – respondeu o menino sem conter seu sarcasmo típico.

    Charlie tentou não parecer surpreso quando um outro bruxo se autointitulou como vice diretor e também chefe da Slytherin. O jovem Thorps em nada gostou do jeito daquele homem e, talvez seu sexto sentido o tivesse avisado para tomar cuidado com ele, ainda mais do que sentira em relação a nova diretora de Hogwarts.

    Este palhaço não vai descobrir nada se você manter a boca fechada... – disse Charlie ríspido e receoso de que alguém pudesse escuta-los ali, afinal, eles nunca tinham contado a ninguém sobre a descoberta do covil.







    Mystic Stranger
    Neófito
    Mystic Stranger
    Neófito

    Mensagens : 40
    Reputação : 15

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Mystic Stranger em Ter Maio 12, 2020 8:44 pm



    Mackenzie Baker





    Dentro de uma das cabines do trem indo para Hogwarts, Mackenzie revirava os belos olhos em tom de pure hazel para o um de seus amigos mais chatos que já fizera ali. O engomadinho havia entupido a cabine com apenas suas coisas e ela já estava a ponto de explodir com a audácia dele ter invadido e se acomodado ao lado da janela. Lhe lançaria um feitiço, um que deixasse sua pele cheia de espinhas. Mas achou melhor o ignorar totalmente, voltando sua atenção ao jornal profeta diário.  Realmente o ano começava de uma forma diferente das dos outros anos, a diretora estava se aposentando tão repentinamente que chegava a ser suspeito. Ou apenas era coisa da sua cabeça pensar assim, estava curiosa para saber quem seria o novo diretor ou diretora e o que iria trazer de bom para o corpo docente.

    O trem já anunciava com seu apito que já estavam para chegar a estação de Hogsmead e Mackenzie logo tratou de pôr sua gata para dentro da casinha e fechou sua mala, guardando o pequeno diário que havia encontrado ano passado na biblioteca da escola. Um pequeno achado, que a levou para mais uma aventura junto de seus amigos.

    Ao sair da cabine encontrou com Thomas que estava muito animado para o começo do ano letivo, comentou com ele sobre as notícias e o ouvirá falando sobre querer a mudança do professor de vôo. Ela concorda com ele, enquanto fazia careta para o machucado em seu braço. Depois do breve momento que teve com o rapaz, deu graças a Deus quando viu que Charlie havia sumido. Ela desceu com sua mala e seguiu caminho para o castelo bruxo, encontrando pelo caminho alguns colegas de casa.

    Já dentro do castelo foi direto para o salão principal, e assim que passou pela porta deu uma olhada para a mesa da grifinória vendo as meninas por lá, achou melhor falar com elas depois. Então, seguiu para sua mesa se sentando e passou a esperar pela a hora que os professores entrassem. Algo que já estava bem diferente, pois nos anos anteriores eles já estavam sentados em seus lugares apenas esperando todos se acomodarem. Deu uma olhada pelo local mais uma vez e viu os meninos da Sonserina já conversando pelos cotovelos.

    Sua mesa estava bem agitada, pois teríamos um novo chefe da casa. A deixava apreensiva com o que poderia está por vir. Escutou o pessoal reclamar o quanto aquilo era um absurdo. E ela revirou os olhos com o drama do pessoal. Logo o monitor pois ordem na baderna e todos passaram a falar mais civilizadamente. Foi pega de surpresa quando as luzes se apagaram, ela conversava com uma colega sobre as matérias que pretendia se dedicar quando tudo ficou escuro. Houve alguns gritinhos histéricos e logo sua atenção voltou para as esferas de luz que apareceram em frente as portas e nos lugares onde os professores deveriam estar.

    E como se estivesse em um festival, uma jovem mulher apareceu e consigo revelou também as luzes que estavam à porta. Estranhou, assim como todo mundo quando soube quem eram, mas a sua dúvida era sobre o que eles estariam fazendo ali? A jovem mulher que estava no centro, começava a sua apresentação. Que quando soube que ela seria a nova diretora e chefe da sua casa, ficou boquiaberta " Wow! Ela tem a aparência tão jovem, será que usa alguma poção de rejuvenescimento? " pensará Mackenzie.

    Mackenzie não era de ficar pensando em romance ou em paquerar. Mas sua mente logo mudará de ideia quando o professor de feitiços se apresentou, ela tinha certeza que as aulas seriam repletas de suspiros ao som daquela voz, e ela estaria entre as que iriam se derreter. Enquanto as apresentações se seguiram ela se questionava sobre tudo aquilo. Se teriam novos professores, bem provável que algumas regras mudassem. Também o covil, talvez ficaria mais difícil de se esgueirar pelo castelo para chegar até o local que era bem escondido.

    Seus pensamentos pararam quando ouviu a voz de Gina Potter se apresentando, aquilo era incrível. Uma das lendas bem ali na sua frente, depois que estudará sobre a história do que aconteceu a 20 anos, seus heróis favoritos. E ela era uma delas, além de Hermione que era a ministra da magia. E ela esperava ser assim com elas, algum dia. E logo depois, era a vez de Neville que também era mais um das lendas da grande guerra bruxa. Aquele ano realmente promete muita coisa, Mack sentia em seus ossos.

    Após as apresentações, deram início a seleção dos novos alunos e ao grande banquete que era servido. Mackenzie comeu um pouco, sua cabeça estava tão cheia de questionamentos e nenhum deles tinham respostas certas.






    Khaleesi
    Neófito
    Khaleesi
    Neófito

    Mensagens : 19
    Reputação : 6

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Khaleesi em Qua Maio 13, 2020 9:44 pm



    Lykke Losnedahl
    scarlet & gold
    “Incrivelmente demoradas” era o melhor jeito de definir as viagens de trem para Hogwarts, eu praticamente passo o caminho todo morrendo de ansiedade para ver os primeiro anistas andando de barco, o que me lembra de todas as vezes que eu saía de Lorsnegard pegando carona em uma barca para Rutledal. Não tem nenhum comércio em Lorsne, então eu e minha mãe sempre íamos trocar algumas coisas com as ilhas vizinhas.

    Claro, eu não podia ficar olhando os barcos já que tínhamos que correr para o Salão Principal, então eram poucos os segundos livres para apreciar essa memória, fora que a escola por algum motivo não deixa os alunos usarem os barcos em período letivo. Eu perguntei, não rola mesmo.

    Para disfarçar a ansiedade, tinha o costume de comprar vários e vários doces, mas acabava gastando a mesada de uns três meses com isso, então decidi trazer meus próprios chocolates, pois imaginei que isso resolveria todos os meus problemas. Acabou que foi um desastre, os doces acabaram minutos depois que os dividi com Axcelandra e o resto do vagão, mas pelo menos pude distrair minha mente tentando pensar em um plano melhor para o próximo ano.

    Landra, embora atrapalhando minha resolução de um sério problema, também ajudou me distraindo, falamos sobre os rumores nos jornais e ela até fez um comentário engraçado sobre o meu cabelo, algo sobre ele embaraçar todo ano.

    Flau?
    – questionei em norueguês, franzindo a testa. Fiquei incerta se tinha entendido a frase, mas assumi com certeza que estava preocupada com o meu cabelo, já que ela parecia cuidar muito do dela
    – Não se preocupe, Landra, meu pai comprou uma escova de cabelo pra mim, acho esse ano consigo acalmar esse cogumelo Slughorn aqui
    – sacudi as duas longas madeixas que cultivo, sorrindo.

    ...

    Talvez eu tenha me perdido um pouco observando os barcos, já que acabamos ficando um pouco para trás e Axcelandra teve que puxar a orelha de uns garotos do quarto ano para chegarmos cedo. O momento, mesmo sendo meio tenso, me assegurou que minha amiga não tinha mudado durante as férias, o que acabou me arrancando um sorriso. É engraçado como o jeito mandão dela consegue ser charmoso. Claro que eu também sei me impor quando estou incomodada, mas às vezes tenho a sensação que não me levam muito a sério.

    Quando finalmente sentamos nas mesas do Salão Principal, as fofocas que antes pareciam se conter em murmúrios nos vagões agora viraram total dysfori. Eu consegui acompanhar os boatos, já que meu pai é um ex-aluno muito opinado, mas me mantive meio desacreditada que algo se tornaria verdade, então quando Rômulo cobrou Tiago de saber de algo, fui bem direta.

    – Olha, tenho certeza que essas fofocas não tem fundo nenhum, já aconteceu antes do Profeta mentir, então eu nem leio, sabe...


    Claro que fui provada completamente enganada quando a nova diretora foi anunciada, junto com um coro estudantil quase completamente alterado. Algumas novidades foram mais impactantes do que outras, com Gina Potter como nova instrutora de voo sendo uma enorme surpresa. Eu era consideravelmente nova ao mundo bruxo, tinha aprendido sobre os anos de Harry Potter recentemente, então acho que não me impactei tanto quando outros alunos, mas ainda sim, Gina era uma ex-aluna famosa e muito inspiradora.

    Outro choque foi o anúncio da nova professora de Astrologia, uma mulher simplesmente forførende. Distraída admirando-a, quase não percebo minha amiga me cutucando
    – Sim, muito elegante...
    – respondi brevemente, voltando a me perder imaginando todos os tipos de aulas diferentes que gostaria de ter com a mulher de pele escura.

    Dizem que felicidade de bruxa dura pouco, então a apresentação de Expurgadores e um vice-diretor sonserino logo se seguiram. Não que eu tenha qualquer problema com sonserinos. Quer dizer, talvez um pé atrás, eu diria. Meu pai foi um dos orgulhos da Grifinória, então tinha o costume de comentar comigo a personalidade duvidosa que alunos da Sonserina costumavam ter. Fui cuidadosa, mas meu caminho pareceu se encher de serpentes, fato que meus amigos podem comprovar.

    Depois de liberado o banquete, comi tudo que pude, carneiro, peixe e até frango assado. Não tínhamos muito frango na Noruega e eu sempre achei a textura bem engraçada, mas essa noite estava realmente faminta. Quando me dada por satisfeita, voltei a falar.

    – Gente, eu nem sei o que isso quer dizer... Expurgadores de Assombros? Tipo aquele filme dos Caça-Fantasmas?
    – pauso um momento pra pensar
    – Será que é por isso que os fantasmas não estão no Salão? Achei que Nick Sem-Cabeça era nosso amigo, meio triste descobrir que vão caçá-lo assim, sem mais nem menos. Coitadinho, espero que continue tendo sucesso fugindo.

    Radiomancer
    Neófito
    Radiomancer
    Neófito

    Mensagens : 29
    Reputação : 2

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Radiomancer em Qui Maio 14, 2020 1:45 pm


    Reynard





    Eu consegui. Depois de tanto anos bati naquele desgraçado do Marcus. Estou tão perto de sair dessa merda de situação que mal consigo me aguentar de pé! Tanto que sentei no vagão com os meus melhores amigos. Fora difícil tê-los ao meu lado com essa maldita Barreira-Fobia, mas sinto que, com eles, eu consigo ultrapassá-la mais do que antes. Intimidade é isso? Eu deveria buscar mais dela, é! Então... vamos praticar: olhando para "Thomyzinho" e "Ekonzinho", tento esboçar um sorriso e fazer um cumprimento para eles, mas eu  tenho que ultrapassar essa domo desgraçado antes, então empurra... "Eeempuuurraaa"... Vamos lá...!

    — Nós vamos, Mbah. Dessa vez nós vamos trucidar aqueles canários azulados de m*rda e qualquer um que estiver na nossa frente esse ano! Tenho dito. Bom dia.

    Olha... pelo menos, com o Ekon falei, com mais sobrancelhas franzidas, voz grave e olhar mais maníaco que o comum, mas falei. No entanto aquela encarada no Thomy foi desnecessária. Congelei mais uma vez, que ódio! Ele deve tá me achando sinistro, no mal sentido da gíria. Desculpa, cara. Depois dessa interação toda eu vou dar uma lida no jornal velho que o Charlie trouxe e... mudanças drásticas na escola... aaahm... a Senhora McGonagall foi substituída. Eita. Eu vou ter de enviar uma nova autorização pra exercício matinal, é isso...? É. É o que parece mesmo. Enquanto eu me perco na minha aventura de ler, acho que eu tenho que me apresentar a vocês, que estão lendo isso:

    Eu sou Rey, mas não o Rey que as pessoas conhecem lá na Superfície. Eu sou aquilo que ele mais esconde. Sou seus sentimentos mais profundos, seus desejos mais obscuros, seus instintos mais primordiais, sua Sombra e Id. Daí que vem o meu nome: Shaid Dow, prazer. [reverencia, esperando um aperto de mão. Ninguém responde.] Eu pertenço a esse lugar, as Masmorras do Subconsciente, no lado mais oriental da mente desse jovem rapaz. Acompanho a humanidade, bruxa ou não, durante muitas eras como a parte dessa entidade chamada Consciência, ou seja, faço parte, intrinsecamente, do marco do desenvolvimento humano, mesmo que seja uma parte bem selvagem e suja, hehe. Entretanto quanto mais vocês ficaram "conscientes" da sua situação, mais fui saindo de cena, sabe? E foi aí que meu irmão chato, Liegg Supohrte, começou a tomar boa parte dela, deixando esse lugarzinho mequetrefe pra mim, aquele maldito! Mas... eu não o culpo. Eu sei que ele faz isso pelo bem do Ego, que é a junção das nossas idéias, só que uma fusão mais sensata. Enfim... eu já estou me excedendo demais nessa explicação expositiva nada concisa, então saibam o que importa agora: "euzinho" vou narrar a história desse rapaz, que sou eu, de uma forma mais lúdica, e bem juvenil moderna, sobre sua vida, mas com ressalvas; como eu sou ele e ele sou eu, contarei essa história conjunta na primeira pessoa, falando da forma que ele quer mais se expressar. Então imagine que a minha aparência é a mesma dele, só que estou de terno agora, um luxo!

    Bom, voltando para a Visão-Rey e... Ah não! Eu já estou no Salão Principal, arrumado de uniforme e tudo? Mas eu não falei com as meninas, não falei? "Peraí!" deixe-me ver aqui nas minhas lembranças... [uma tela negra translúcida, letras brancas e com várias imagens aparece á sua frente]Hummm... Aqui está! Corredor... abrindo cada porta com três batidas, clássico... Encontrei duas minhas melhores amigas: Lykke e Landra, a melhor dupla da Grifinória inteira! Adoro essas garotas, ainda mais do... espere. Vamos ver se eu falei isso...
    — Olá, Lykke Losnedahl e Axcelandra Maverickson. Bom dia.
    Fica... fica, porr*! AAAAAAAAH! Liegg desgraçado! Ele deve ter falado primeiro e me mandou embora usando a Capa da Vergonha. Eu queria ter conversado mais com elas, saber das novidades, ouvir os sotaques bonitos. Merd* de domo! Tá. Não vou chorar pelo leite derramado. Vamos seguir... Talvez eu tive sorte com a Mackie... Aquela gracinha de pessoa! Além de ser muito bonita, de um sorriso incrível, ela gosta das músicas "trouxas" que eu toco! Se eu fosse falar com ela tocaria nesse assunto, certeza. Encontrei! Vamos ver...
    — Olá, Baker. Adivinhe... eu entrei numa banda, recentemente. Depois da comemoração dos novatos, se quiser, podemos ir no quinto andar e eu toco pra você algumas delas, em primeira mão. Bom dia.
    Isso soou bem egocêntrico. Exagerei na dose, mas parece que deu tudo certo. Fiquei um tempo, convite entregue, ela faz o que quiser depois, eu não ligo. Quer dizer, ligo um pouco sim. Vai nela, favorzinho, favor!

    Vamos passando agora... parte do barco: chata, pula. Parte da entrada subter... pula. Aaahm... Eu tomando banho e me arrumando para o Salão Principal e... WOW. Me perdoem por dar uma de narcisista aqui, mas... Ulalá! C'est magnifique! Essas horas de corrida matinal, dieta balanceada mágica e chutes no ar me deixaram "maravilindo"! Parece que, pelo menos, um dos Pilares Centrais tá em dia, hein. A única coisa que me preocupa é o chuveiro batendo na minha cabeça, mas isso eu vejo outra hora.

    Continuando... Salão Principal. Meu melhores amigos estão ao meu redor e a comida, como sempre, está estupenda! É hoje que eu vou comer até me esbaldar, é! Não vai ter nada que vai me [alarme ressoando fortemente por toda a escuridão da caverna] me impedir [ressoando]... [ainda ressoando] Tá! Essa droga de Fé Inconsciente, hein? Junta com essa religião e dá nisso! [ressoa mais uma vez] Tudo bem: vou comer só milho e algumas frutas hoje, especialmente abacaxi. Um pouco de feijão-miúdo... com um pouco de frango e ovos cozidos. É. Vai ser isso mesmo.

    Mas antes... Escuto uma voz... É suave, doce e te acerta em cheio, como um trem de delícias. Aaaaaah, minha nossa! Não pode ser! Aaaah, minha mãe Obá. É a O'Shier! Taurya O'Shier! Essa princesa escocesa da madeixas escarlates, do olhar celeste profundo, do mais belo perfume de jasmin, da mais graciosa e macia bund... *riiiinch* [aparece um alazão negro, parecido com um Pesadelo, relinchando sem parar e com algo "crescendo" entre suas pernas] Calma, Líbido, minha montaria fiel! Estamos em uma aventura juvenil anglicana moderna. Temos de ser moderados e cavalheirescos, oras! A palavra que queremos aqui é "glúteos", obrigado. Mas fique por aqui, amigo: quando precisar de você, eu lhe chamarei de imediato, Óh, a mais excitada das criaturas! [o cavalo acalma e concorda, depois vai embora na escuridão] Até mais breve, ó nobre montaria "galuda", hahaha!

    Voltando o fio da meada: estou na dela faz quase um ano, tentando de tudo para ficar o mais perto e senti-la em minha pele. Mas o começo foi tão complicado... Eu congelava toda hora, e quando falava era só um "olá" bosta que dava, um "oi" vagabundo seguida da acobertada da Capa da Vergonha, obrigado irmão idiota! Mas, com a ajuda dos dragões, eu consegui, finalmente, falar com ela - mesmo chapado de poção de coragem que não lembro o nome agora. Ela me ajudou a passar de ano estudando comigo, sendo crucial para que eu passasse de ano. A minha musa inspiradora de várias das minhas baladas românticas e sonhos molhados. Ela... Aaaaah! É tanto paixão que doí até em mim! Eu preciso falar com ela! Tem que ser agora ou nunca, ou senão vou morrer mais do que já estou morto por dentro! Irmão Liegg! Se tiver me escutando, vamos tentar ambientar o local, pra deixar mais suave, que tal? [uma tela translúcida aparece á sua frente, vindo do Quarto Pilar Central. Há um display pronto para tocar uma música: "Daft Punk | Something About Us | Pomplamoose"] Uuuh... Essa é da boa, mano! Enquanto a maravilhosa da Nataly e sua banda tocam, vamos nos esforçar dessa vez? Por mim? Por nós, que somos eu também? [uma súbita mensagem aparece, uma luz assertiva em meio a escuridão daquela cela] Isso! Vamos lá então... Ela tá aqui! [play ativado, música rolando] Tava falando com o Charlie, mas também olhou, safira pura, para nós. Perguntou sobre a enfermeira. Vamos cumprimentá-la no "já", hein? Dó-lá-si... Já!
    —...
    CONGELADO DENOVO! AAAAH PQP! DOMO-FOBIA FDP! Fiquei olhando pra ela com a pior cara sinistra e medonha do mundo! Para a p*rra da música, agora! [música para e sai de cena] E para de dar uma de roteirista, Liegg! Eu não preciso de você descrevendo o que acontecendo aqui, p*rra! Que droga! Aaah, chega! To no automático agora. Fod*-se essa m*rda toda. Professor novo de feitiço gostoso pacas? Fod*-se! Professora de herbologia do rebolado sedutor? Legal, mas f$d#-se! Nova diretora que parece ter saído de um série da HBO? É... Depois eu falo com ela da autorização, é importante. AAAAAH! E agora, pra coroar o embaraço todo, a nova enfermeira é tia do amor da minha vida inteira, sendo a cópia mais velha e gostosa dela! [relinchado ao fundo] Agora não, Líbido! E você também, Liegg!

    O que tem mais, HEIN!? Gina, professora de vôo, f0d2-s3... Vice-diretor e chefe da casa da Sonserina que parece ter vindo da série "Peaky Blinders"? Mais sinistro que eu, mas também foda-se! Vou ocupar minha boca com comida. Não quero responder ninguém agora.

    Se vira agora, Liegg! Até logo, bando de pa* no c*...





    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1378
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Raijecki em Dom Maio 17, 2020 7:59 pm

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança 77OD2DL




    II






    1º de setembro de 2018


    Thomas Thompson, Axcelandra L. Maverickson e Lykke Losnedahl

    Diante dos recentes rumores, Lykke tentava desacredita-los, lembrando que o profeta diário já mentira muito no passado, e que não deveriam levar a sério aquelas fofocas rondando a boca de todos os alunos. Tiago Sirius lhe respondia, comentando que talvez desta vez as coisas poderiam ser diferentes.

    - Não sei não, o silêncio dos meus pais e dos Weasley vem me deixando apreensivo, e até o pasquim dos Lovegood Scamander está noticiando essas coisas... - No outro lado da mesa dos leões, o capitão do time de quadribol se revoltava com a resposta de uma quaternista.

    - Você sabe que isso não ajuda em nada né? - Rômulo respondia a uma aborrecida e indignada Axcelandra. - Quem sabe você não tenta entrar pro time esse ano?! Aliás, se mais alguém aqui não está satisfeito com a nossa performance, os testes começam na semana que vem! - Rômulo não tinha gostado nem um pouco daquele comentário de Axcelandra, mas alguns outros cochichos que se formavam depois do comentário da garota provavam que não era só ela possuindo aquele sentimento.

    Claro que, ter um aluno da sonserina - ainda mais amigo de Axcel e Lykke - provocando o capitão e monitor de sua casa não ajudavam em nada a melhorar a situação. - Como é que é!? Vou te mostrar quem não vai mais ganhar seu maledeto... -  Ele avançava em fúria em direção a Thommy e já ia sacando sua varinha, mas alguns outros alunos da Grifinória o seguravam e tentavam acalmar seus ânimos. David Austin, outro aluno do sexto ano e colega de quadribol do italiano era o que mais sofria para aquela ação, se pondo em frente a ele e o sonserino.

    - Calma capitão, ele é só mais um sonserino metido a besta querendo nos provocar, deixamos isso para os jogos! - Ele dizia a seu amigo, na tentativa de volta-lo a razão. Então uma garota muito bela aparecia, com cabelos loiros platinados, se destacando muito entre todos e todas.

    David Austin:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança SzSrm8A

    - Ai ai ai, eu mal chego e já tenho de lidar com isso? Francamente Enzo, você precisa agir mais como um monitor, pois eu não vou mais estar aqui ano que vem! - Era a outra monitora dos leões Victoire Weasley, a filha da meio-veela Fleur Delacour e de Gui Weasley.

    Victoire Weasley:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança WFmWJ4N

    Logo a pequena confusão sessava e Rômulo - agora mais calmo, porém ainda indignado - se sentava ao lado de Victoire e David para presenciarem a esperada cerimônia.
    Thomas Thompson, Ekon Mbah e Reynard Myllaire Ajani

    Já na mesa dos sonserinos, a apresentação dos novos membros do corpo docente da escola continuava dando o que falar, e ao ouvir o jovem Mbah comentar sobre os expurgadores, a aluna do quinto ano Nera Rees, o respondia prontamente:

    - São exatamente o que o nome sugere, ou você não reparou que não só não há nenhum fantasma aqui como também nenhum primeiro anista reclamou ou apareceu encharcado pelas pegadinhas do pirraça? - A garota não parecia muito feliz enquanto comentava. Mbah, Rey e Thommy só não saberia dizer se era por causa dos fantasmas ou...

    Nera Rees:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança JAeuppk

    - Tá, a gente já entendeu Nera, agora dá pra melhorar essa cara? Essa sua atitude não vai fazer seu pai e sua tia deixarem de trabalhar aqui! - Reclamava a quaternista Liana Finnick, grande amiga de Nera e das demais garotas da Sonserina, incluindo a própria Taurya, que também tentava animar a colega.

    Liana Finnick:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança WVAlXjm
    Mackenzie Baker

    Mack, diferente dos seus outros parceiros de covil, era mais reservada em suas relações. Decidia geralmente ficar quieta e prestar atenção a tudo e a todos caso pudesse, e era isso que vinha fazendo desde o inicio daquela cerimônia. Porém, como estava sentada próxima de dezenas de estudantes de sua casa, uma hora alguém talvez pudesse puxar conversa com a mesma, e era justamente isso o que acontecia, quando sua colega quartanista Gisella Enzonelli decidia perguntar o que ela havia achado da nova chefe - e também diretora - da casa:

    - E aí Mack, to achando você quieta até demais ultimamente, o que passa dentro dessa sua cabecinha? Fiquei sabendo que ela só tem 27 anos! Acredita nisso?! - Gise, como era chamada pelos amigos mais íntimos - o que significava praticamente toda a casa da Corvinal - era uma garota bastante extrovertida, sendo uma das mais populares da escola de sua idade. Apesar de pegar amizades facilmente, ela tinha as tipicas características da casa, era bem esperta e sábia, porém poderia ser muito vingativa e rancorosa quando se sentida traída por alguém ou tendo algum amigo na mesma situação.

    Ela cutucava gentilmente a testa de Mack com seu dedo indicador, na ideia de fazer a garota prestar atenção a sua pergunta.
    Gisella Enzonelli:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança JVFPBi7


    TODOS

    O Sr. Griffiths terminara de ler o ultimo nome da grande lista do pergaminho e logo o guardava, quando o chapéu seletor decidia pela ultima vez a casa de mais um novato e então se dirigia a cadeira que estava vazia ao lado da nova diretora da escola. Ela lhe lançava um olhar caloroso, algo que ele também a retribuía prontamente. Mas ao invés de se sentar, trocava algumas breves palavras com a mesma e ela logo se levantava e dava alguns passos para se destacar novamente.

    - Muito bem, agora que já estamos chegando ao fim desta maravilhosa noite de setembro, vou passar os últimos avisos e aí vocês terão mais quinze minutos até a hora que os monitores os guiarão até suas casas para passarem a noite. - Ouvia-se alguns lamentos do tipo "Ahhhhh", "Ah nãoooo" e "Só mais quinze minutos?!" por todo o salão, e então a diretora batia mais uma palma, pedindo silêncio para que pudesse enfim passar seus últimos avisos daquela noite.

    - Sim, sim eu sei, eu também já fui aluna aqui como vocês, então entendo que gostariam de ficar mais tempo, mas todos temos nossas responsabilidades, portanto vamos logo aos últimos anúncios, Sr. Griffiths por favor... - Ela então dava o destaque para que o chefe da sonserina se pusesse a sua frente e então ele falava brevemente em tom calmo e assertivo:

    - Será passada, como de costume, para cada monitor a lista de horários e matérias, então caso alguém fique com dúvidas, saibam que podem contar com seus monitores para isso, outra coisa, além de ser vice-diretor e chefe da sonserina, também serei o novo professor de defesa contra as artes das trevas, que por coincidência ou não, será a primeira aula dos alunos da sonserina e grifinória amanhã de manhã, então peço que estejam devidamente prontos e que sejam pontuais. - Enquanto ia falando, conforme todos iriam prestando mais atenção em sua pessoa, notavam - principalmente as garotas - que ele parecia chamar ainda mais atenção do que o professor de feitiços anteriormente, mesmo que em primeira vista não haviam tido aquela impressão. Então ele concluía e dava o lugar novamente para a diretora, que finalizava os avisos da noite:

    - Bom, sobre a taça de quadribol, a professora Potter irá divulgar o calendário de eventos e jogos já na próxima semana, portanto se quiserem marcar os treinos, peço que falem diretamente com ela ao invés dos chefes de suas casas e  por ultimo mas não menos importante, semana que vem iremos iniciar mais um grande evento aqui em Hogwarts, um evento tão magnifico que tenho certeza que entrará para a história! Muito obrigada e uma boa noite a todos! - Ela e os professores então se levantavam e um a um iam saindo pela porta lateral a sua mesa, até que apenas os alunos, os expurgadores e claro, a nova zeladora permaneciam no grande salão.

    - Vocês ouviram! Só mais quinze minutos! - Gritava Orácea, parecendo sentir certo prazer em poder mandar em todos ali. A maioria estava ainda mais ansiosa e extasiada pelos últimos anúncios, se perguntando o que raios de novo grande evento teriam dali uma semana e também alguns grifanos e sonserinos reclamavam de que teriam a primeira aula juntos, com os da sonserina mais felizes por terem um dos seus lhes ensinando aquela tão popular matéria e os leões resmungando ainda mais. Outros - como os capitães de quadribol - faziam planos e traçavam estratégias para os futuros treinos. Era provável que a noite continuasse por um bom tempo ainda em cada lar das casas da escola.    

    Off: Como antes, podem interagir tanto antes como depois da contagem dos quinze minutos do fim da cerimônia!






    Shmul
    Troubleshooter
    Shmul
    Troubleshooter

    Mensagens : 875
    Reputação : 18

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Shmul em Ter Maio 19, 2020 9:34 am


    Thomas Thompson




    Maravilhava-se com o quão grande era o ego dos Leoninos, e o quão fácil era provoca-los. Certamente que nem todos eram assim, mas sim a maioria. Thomas não era uma pessoa ruim, na verdade ele odiava bullyng, mas aquilo era diferente, pra ele. Aquilo fazia parte do Quadribol. Uma questão de moral e imposição. Não atacava as pessoas com coisas particulares delas... ao menos evitava isso, desde o incidente com Axcelandra.

    Respondeu à ameaça de ataque de Romulo com apenas uma piscadela e um sorriso debochado, por outro lado, se intimidou com a arqueada de sobrancelha de Axcelandra, que não deu bola pra ele, a respondendo com outra careta.
    Já na mesa das Serpentes, graças aos comentários de Liana e Nera, ele finalmente percebeu que os fantasmas não estavam por ali, oque o deixou preocupado. Era muita informação para processar de uma só vez, além de que, a maioria das novas professoras possuíam belezas exuberantes, que já prendiam a atenção dos quartanistas. Quem mais chamou a atenção de Thompson foi a Diretora... extremamente jovem e bela, principalmente para aquele cargo, e respondeu com um grunhido e menear de cabeça desconexos à pergunta de Ekon à respeito da juventude da Zuzzana.

    Após receber todos os recados, entreolhou todos os colegas próximos, arregalando os olhos – Será que é o Torneio Tribruxo!? – exclamou – Maldição, ainda não temos 17 anos, se assim for – resmungava chateado. Seguiram os 15 minutos restantes tentando combinar os horários de treino de quadribol.






    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 3927
    Reputação : 289
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Bravos em Ter Maio 19, 2020 11:19 am



    Ekon Mbah





    Reynard poderia ser bem assustador às vezes. Sei lá, talvez a escolha de palavras. Era verdade que sonserinos costumavam ser mordazes mas alguns beiravam a sociopatia. Ekon apenas concordou com o 'trucidar' dos adversários no quadribol, embora tenha achado aquele verbo bastante despropositado.

    A coisa se seguiu e foi Nera quem esclareceu a questão dos expurgadores. - É verdade! Tantas coisas aconteceram de novo aqui que eu nem havia me dado conta. - Olhou ao redor como que procurando os fantasmas que realmente não estavam ali. - Mas o que se ganha fazendo sumir os fantasmas das casas? Eles eram inofensivos. - O que era verdade. Será que haviam fantasmas mais perigosos em Hogwarts?  

    Eles foram também avisados que no dia seguinte eles teriam aula com o novo chefe da Sonserina e que ele seria o professor de defesa contra as artes das trevas. Ekon gostava daquela matéria e ser ensinado pelo chefe da casa era ao mesmo tempo um privilégio e uma exigência enorme. Ele com certeza iria exigir mais dos sonserinos. - Talvez agora a gente aprenda coisas mais interessantes! - O professor ainda falou sobre um evento. E não falou mais nada sobre isso. Respondeu a Thomas: - Bem, pelo menos vamos poder assistir algumas coisas incríveis. Quem sabe até ver dragões de verdade.

    E eles teriam alguns poucos minutos para se organizarem. Obviamente o quadribol era um ponto importante, mas Ekon tinha outras idéias: - Thomas e Reynard, acho melhor deixarmos para amanhã para falar com a professora de vôo. Certamente os grifinórios vão se amontoar em cima dela e não queremos dar a idéia que estamos desesperados. Amanhã poderemos marcar nosso treino sem se meter com essa gentalha. - Chamou-os mais para perto: - Vamos falar com os outros e combinar uma reunião.

    Poderiam se encontrar rapidamente nos quinze minutos que faltavam antes de seguirem para as casas comuns.




    @Shmul @Radiomancer falei com vocês

    Mystic Stranger
    Neófito
    Mystic Stranger
    Neófito

    Mensagens : 40
    Reputação : 15

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Mystic Stranger em Ter Maio 19, 2020 2:56 pm



    Mackenzie Baker





    Mack estava completamente imersa em seus pensamentos, quando sentiu um leve cutucar de dedos em sua testa. Aquilo fez ela despertar de seu mundo, voltando ao falatório do salão principal. Olhou emburrada para sua colega de casa, afastando a mão dela com um abanar de sua mão.

    -E estava até feliz com isso, até você vir me cutucar. - fez bico para a menina. - Estava a pensar com meus botões, o por que de toda essa mudança? Que dizer, não estou dizendo que fico triste com tudo isso. Afinal, a diretora é uma Corvinal. - falava, enquanto tentava expressar todos os pensamentos que rondavam sua mente. - Isso realmente é algo a ficar chocada, ela é a mais nova em anos. Estava a cogitar que ela tivesse usado alguma poção de rejuvenescimento. - disse baixinho a última parte, para que apenas Gise ouvisse rindo em seguida.

    Após o último nome dos alunos que estavam entrando para a escola aquele ano, Mack pode pegar mesmo que de longe um pequeno gesto entre a Jovem Diretora e o vice, ali com certeza tinha alguma coisa. Seguindo os anúncios, Mack prestava atenção nas últimas palavras de seus oradores para logo depois se despedirem e seguirem seus caminhos. Mack aproveitou os seus 15 min para ir falar com as meninas, indo para onde elas se encontravam. Não era tão difícil de achá-las, afinal o cabelo de Lykke não era um cabelo comum.

    A primeira coisa que notou a chegar a mesa da grifinória foi David Austin, que desde que havia posto os seus olhos nele não conseguiu para de pensar no quanto ele era uma gracinha. Sem deixar de agir, Mack lhe sorriu docemente colocando uma de suas mexas de cabelo atrás da orelha. Tentando passar um ar de fofura para o garoto, para logo em seguida falar com as meninas.

    -Oie, meninas!! Como foi as férias de vocês? - perguntou animada, e depois cochichou com elas. - Não sei se vocês perceberam, mas houve um lance no ar entre a nova diretora e o vice. Meus olhos não me enganam. - disse querendo insinuar que eles tivessem um romance. - E por falar nisso, estou pensando em como que vai ser pra gente se encontrar no covil. - Mack olhou para a nova zeladora, pensando no quanto seria problemático. - Precisamos de um plano muito bom, para pode despistar a nova zeladora. Essa nova era que se inicia, esta prometendo muita coisa. E eu espero que seja ao nosso favor.

    @Lnrd e @Khaleesi






    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 854
    Reputação : 32
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Lnrd em Sab Maio 23, 2020 8:53 pm



    Axcelandra Maverickson





    Tinha que admitir que sentia saudades da comida preparada em Hogwarts. Não que fosse melhor ou pior que a de casa, mas Axcelandra era do tipo que lembraria com carinho, não com ódio mortal, dos anos passados em internato... ao menos até aquela data. Esperava que a mudança que ocorria à revelia da vontade das “crianças” não transformasse o resto de sua adolescência num pesadelo sem fim.

    Enquanto mastigava, pensava em como a resposta de Rômulo não fora o que esperava. Se as aulas nem haviam oficialmente começado e o estresse já estava assim, o ano prometia ser tenso. Felizmente não precisou interferir no princípio de briga entre o capitão e Thomas. “Menino abusado, afff!”.

    Provou daqui e dali, mas evitou os pratos mais pesados. Já bastava ter que digerir toda aquela revolução. Sem falar que precisaria de muito estômago pra encarar DCAT com a Sonserina logo no primeiro dia. Seria um péssimo começo, mas ao menos daria a oportunidade de confabular com o resto do bando.
    Isso é, se o tal Griffiths desse alguma oportunidade.

    Os rumores sobre o evento misterioso corriam soltos, com sugestões que iam do Torneiro Tribruxo a uma competição interescolar de Quadribol. Era uma pessoa de 14 anos e, inevitavelmente, qualquer das perspectivas a deixava bastante ansiosa. Não que preenchesse os requisitos para competir em qualquer das opções, mas um acontecimento como aquele seria o assunto a dominar todas as mesas daquele momento em diante – pobre de quem não curtisse aquilo.
    Porém, afora aquilo, havia detalhes mais pontuais a se deter.

    A ausência de fantasmas – e a onipresença imponente dos Expurgadores – fizera-se mais proeminente agora sem as professoras e professores. O motivo daquilo atiçava a mente da garota. A escola já não tinha magias protetoras o suficiente? Todas as assombrações ali já não eram velhas conhecidas de décadas daquelas paredes? Pra quê aquela "segurança" extra?

    Pensar naquilo a irritou profundamente. “Uma reunião com os espíritos para discutir os direitos deles é o que precisamos, humpf!”, pensou entre garfadas.

    Quando Mackenzie se aproximou, teve um lampejo fustigante, passando batida pela pergunta sobre as férias e focando na parte do "lance" entre a nova direção.
    - É isso, Mack! Você é uma gênia!

    Não estava claro a que se referia, o que seria o motivo de tanta agitação, mas logo completou:
    - Precisamos investigar a vida do novo corpo docente. Saber tudo: o que comem, o que fazem nas horas vagas, se gostam uns dos outros... – teria dito "conhecer o inimigo", mas achou que seria demais –. Vê? Você precisa se aproximar da diretora, sabe, por "curiosidade acadêmica". Dizer que gostaria de saber as referências, o currículo de cada pessoa e essas coisas, pra saber com quem contar em caso de dúvidas. Tudo pelo conhecimento, é claro. Ela não vai negar... .

    Falar era mais fácil que fazer, e muitas das sugestões dela terminavam apenas no papel, mas deixar a criatividade rolar era uma forma de extravasar.

    Então, de súbito, parou.
    - Não falem com os meninos hoje. Não aqui, no salão. Não é bom a zeladora nos ver de conversinha amigável com a Sonserina... .






    Khaleesi
    Neófito
    Khaleesi
    Neófito

    Mensagens : 19
    Reputação : 6

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Khaleesi em Dom Maio 24, 2020 12:38 am

    Lykke Losnedahl
    scarlet & gold
    Passo tanto tempo imaginando para onde teriam fugido Nick, Pirraça, Helena e Barão, que acabo perdendo alguns trechos dos anúncios finais. Aula amanhã, ok. Novo evento, legal. Será que foram para outro país? Fantasmas precisam fazer as malas? Ou mudar de roupa? Será que escolhem as roupas que usam, ou ficam com a roupa que morreram pra sempre? Taça das casas, nunca me liguei muito. Se eu morrer tomando banho, fico pelada por toda a vida após a morte? Seja como for, tenho certeza que há chance nenhuma de fantasmas que estiveram no castelo por gerações serem pego por esses amargurados que apelidaram de Expurgadores. Quer dizer, talvez eu torça um pouco pela captura de Pirraça, já que perdi a conta a quantidade de pegadinhas que ele me pregou nesses três anos na escola.

    Como se saindo das sombras, Mack aparece e nos cumprimenta, perguntando sobre as férias.

    – Foi bem divertido, sabe. Assim como nas últimas férias de verão, fui explorar a Grã-Bretanha com minha mãe, já que ainda somos meio novas por aqui. Dessa vez visitamos Iverness, pra ver o Lago Ness. Tem menos monstros do que eu esperava, mas ainda é bem bonito...


    Planejava continuar falando sobre minha viagem, especialmente sobre uma doceria temática com vários picolés estranhamente parecidos com criaturas mágicas de verdade, embora feita por trouxas com superstições engraçadas, mas o assunto muda rapidamente e quando percebo estamos falando sobre a nova zeladora e como despistá-la. Corro para opinar com o primeiro plano que me ocorre.

    – Ora, mas se a gente convencer os Expurgadores de que ela é um assombro, eles vão ir atrás dela também, né?
    – o plano era perfeito em minha mente, tanto que já começava a pensar em correr para a biblioteca amanhã de manhã para procurar uma poção com algum efeito luminoso ou de transparência.

    A ideia de se aproximas dos novos professores que Landra sugere também é boa, embora consideravelmente inferior a minha. Aceno com a cabeça quando ela menciona os meninos.

    – É, pensando por esse lado, a gente tem uma vantagem de conhecimento aqui, então se só ficarem sabendo do que a gente quer que eles saibam, não vão saber nada do que esperam saber!


    Talvez uma alga. Sinto que alguma alga possa fazer Orácea parecer espectral. Ou um cogumelo? Droga, queria ter prestado mais atenção nas aulas de Herbologia. Se bem que agora que paro pra pensar, meu plano parece meio furado, já que os irmãos Rees obviamente conhecem a zeladora e sabem que ela não é nenhum fantasma. O único jeito é forjar uma morte falsa pra quando ela aparecer como vulto todo mundo achar que voltou por ter assuntos inacabados, ou qualquer que seja o motivo pros mortos continuarem por aqui.

    – Temos que matar a nova zeladora.
    – penso em voz alta.

    Radiomancer
    Neófito
    Radiomancer
    Neófito

    Mensagens : 29
    Reputação : 2

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Radiomancer em Dom Maio 24, 2020 5:11 pm



    -


    A Vida de Reynard Myllaire Ajani
    por Liegg Supohrte



    "Um jovem e atormentado bruxo tenta se fortalecer nas artes marciais e místicas para vencer seu pai num duelo mortal valendo a vida de sua mãe, trilhando o tortuoso, e nada desejado, caminho para se tornar o Primeiro Guerreiro Magus."



    A Vida de Reynard Myllaire Ajani
    Um suspense dramático de alta fantasia contemporânea

    Antes de ir até o SALÃO PRINCIPAL DE HOGWARTS, estamos no lado superior esquerdo da mente do jovem REYNARD. É apresentada como uma sala branca, límpida, imaculada e iluminada pelo que parecem vitrais redondos, de aspecto aquoso que deixam um azulado sereno nesse lugar. Entre elas um ser humanoide escreve da forma mais rápida existente, numa tele translucida, imitando um teclado de computadores e telas, várias delas com transcrições ilegíveis e que sumiam tão depressa quanto chegavam. Esse ser começa tomar forma aos olhos e então revela-se uma aparência familiar: um REYNARD em um terno branco. Este ser é LIEGG SUPOHRTE, o guardião das decisões mais ordeiras do bruxo, seu SUPER-EGO. Este ser observava através das janelas e escrevia tudo ao mesmo tempo, como um dos melhores tabeliães já existentes, registrando tudo o que acontece, ao vivo, neste MOMENTUM da vida de REYNARD. Ás vezes, ao seu redor, uma forma luminosa, que sai do seu "pad-teclado", é "travada" por uma força desconhecida que a empurra para baixo, o que faz LIEGG suspirar, mas voltar ao seu infinito trabalho.

    Voltando ao MOMENTUM, o bruxo recluso REYNARD se encontrava frustado, por não ter conseguido falar com TAUREYA O'SHEAR, sua paixão não respondida. Algo o travou, um medo pior que o da morte fez ele sucumbir ao seu estado ameaçador, que vive sempre atormentado. Após tal encarada assustadora de sua parte, REYNARD ouve o que seus amigos THOMAS e EKON disseram, e depois o que as colegas NERA e LIANNA conversaram e abriram para todos ali. REYNARD tenta respondê-los, mas não sem antes passar por sua fobia mal diagnosticada. Este é o momento onde aquela luz, vinda de sua mente, tenta sair de onde LIEGG está digitando e ir para algum lugar fora da sala. Antes ou depois das explicações da diretoria, REYNARD fica com episódios de pânico e estresse, mas volta pra ouvir atentamente o que eles tinham a dizer. As aulas de DCAT é a coisa que mais lhe interessa no momento, pois, para o REYNARD, é sua matéria favorita, aquela que ele acha necessária para acabar com seu MARCUS, seu pai. REYNARD tentará responder enquanto estiver nesses quinze minutos, mas nada é garantido.



    REYNARD MYLLAIRE AJANI (ESCALETA)

    SEQUÊNCIA I: Os ventos da mudança; Momentum II
    CENA 01 — INT.  SALÃO PRINCIPAL DE HOGWARTS, MESA DA SONSERINA — NOITE

    Enquanto janta, REYNARD tenta atravessar seu medo e responder seus amigos com a sua opinião sobre os fantasmas e seus Expurgadores.

    CENA 02 — INT. SALÃO PRINCIPAL DE HOGWARTS, MESA DA SONSERINA — NOITE
    Após as explicações da nova diretoria de HOGWARTS, REYNARD sussurra sua prece, em sua língua natal, ao alimento oferecido e logo tenta, na medida do possível, responder seus colegas THOMAS e EKON, enquanto os minutos passam.



    CENA 01 — INT. SALÃO PRINCIPAL DE HOGWARTS, MESA DA SONSERINA — NOITE

    Sentado, depois de comer parte de sua janta, REYNARD se depara com a conversa que NERA e LINNA começaram com ele e seus melhores amigos, THOMAS E EKON.

    NERA
    São exatamente o que o nome sugere, ou você não reparou que não só não há nenhum fantasma aqui como também nenhum primeiro anista reclamou ou apareceu encharcado pelas pegadinhas do pirraça?
    EKON
    É verdade! Tantas coisas aconteceram de novo aqui que eu nem havia me dado conta.
    EKON olha ao seu redor. Nenhum fantasma pelo salão.

    EKON
    Mas o que se ganha fazendo sumir os fantasmas das casas? Eles eram inofensivos.
    LINNA completa a discussão, ao mesmo tempo que tenta acalmar sua amiga.

    LINNA
    Tá, a gente já entendeu Nera, agora dá pra melhorar essa cara? Essa sua atitude não vai fazer seu pai e sua tia deixarem de trabalhar aqui!
    REYNARD tenta abrir sua boca, mas logo ele recua, com os olhos esbugalhados, sua respiração mais pesada, e suando frio. Sem opções de fuga, REYNARD olha a mesa, fecha os seus olhos fortemente, respira fundo, esperando essa sensação passar.

    Começando a falação da diretoria, REYNARD volta sua atenção para eles. Quando ouve sobre as aulas de DCAT, um sorriso de canto surge do lado direito da boca por milésimos de segundos. EKON comentava ao fundo.


    EKON
    Talvez agora a gente aprenda coisas mais interessantes!
    THOMAS meneia e grunhe positivamente, atento á diretora.


    EKON (CONT)
    Bem, pelo menos vamos poder assistir algumas coisas incríveis. Quem sabe até ver dragões de verdade.
    REYNARD ouvia sobre o que EKON tinha a dizer, e tentava mais uma vez comunicar-se com eles, mas seu corpo começa a tremer, refletido no balançar do copo, pratos e talheres perto dele. Seu punho direito estava em riste. Respiração profunda, trêmula e AUDÍVEL á todos os seus amigos ao lado. Não havia escapatória.


    CENA 02 — INT. — SALÃO PRINCIPAL DE HOGWARTS, MESA DA SONSERINA — NOITE


    Após as recomendações da nova diretoria de HOGWARTS, eram dados quinze minutos restantes para os alunos conversarem. REYNARD faz uma prece sussurrada em agradecimento a comida.


    REYNARD (sussurrado)
    OBÁ Xiré Ya...
    THOMAS abre com uma pergunta, elevando sua voz.


    THOMAS
    Será que é o Torneio Tribruxo!? Maldição, ainda não temos 17 anos, se assim for.
    REYNARD ouve a pergunta. Saí do seu "transe fóbico" e responde seco.


    REYNARD
    E assim será, THOMPSON.
    EKON chamava a atenção de todos e pedia concentração ao que ele estava dizendo. REYNARD inclinava-se em sua direção, com os seus olhos diretamente de encontro aos deles.


    EKON
    Thomas e Reynard, acho melhor deixarmos para amanhã para falar com a professora de vôo. Certamente os grifinórios vão se amontoar em cima dela e não queremos dar a idéia que estamos desesperados. Amanhã poderemos marcar nosso treino sem se meter com essa gentalha.
    EKON pede para seus amigos ficarem mais perto. REYNARD inclinava-se UM POUCO MAIS.


    EKON (CONT)
    Vamos falar com os outros e combinar uma reunião.
    REYNARD, depois de um suspiro, consegue recompor-se e responde como quer. Punho cerrado e olhar flamejante, de um competidor-nato.


    REYNARD
    Vamos deixar aqueles vermelhos irritantes precisarem de toda a ajuda possível. Eles merecem, depois de serem tão esmagados no ano passado.
    Quando ouvia sobre os dragões, REYNARD volta ao seu estado neutro comum.


    REYNARD (CONT)
    Humpf... Como quiserem. Só me chamem quando for a hora, MBAH e THOMPSON.
    Após essa fala, ele espera a respostas deles, ou o tempo acabar. Olhos fechados, focado nos pensamentos. Sorriso de lado, instantâneo.

    Raijecki
    Mestre Jedi
    Raijecki
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1378
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Raijecki em Seg Maio 25, 2020 2:24 pm

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança 77OD2DL




    III






    1º de setembro de 2018


    Thomas Thompson, Ekon Mbah e Reynard Myllaire Ajani


    - Eles não se importam com isso, trabalho é trabalho como diz meu pai... - Nera respondia á Mbah sobre os fantasmas serem inofensivos. - Talvez o que devemos nos perguntar é porque a direção da escola os contratou... - Ela por fim concluía e voltava sua atenção a suas outras amigas.

    Quando o jovem Thompson recebera aqueles últimos avisos, seus ânimos se exaltavam ainda mais, e ele fazia questão de deixar aquilo bem claro para todos que estivessem perto dele, lhes questionando se talvez não fosse um novo torneio tribruxo.

    - Tri-Tribruxo?! - Exclamava em tom surpreso e preocupado a ruivinha Taurya O'Sheir. - Caramba! Se isso for verdade eles tem de aceitar alunos mais novos! - Vociferava uma indignada Liana Finnick. Agora todos estavam conversando sobre um suposto novo torneio tribruxo e pareciam até esquecer da taça das casas ou do quadribol, isso claro, com a exceção dos membros do time.

    Reynard fazia uma de suas preces agradecendo pela comida e chamava a atenção do capitão e monitor da Sonserina, Luke Finnick, aluno do sexto ano. - Espero que essas suas orações trouxas sirvam de algo esse ano Reynard, porque sua exibição é que não ajudou. - Seu tom de voz era seco e suas opiniões agressivas. Luke era conhecido por ser bastante revoltado e resmungão, grande parte disso talvez se desse aos acontecimentos de sua família, mas ao contrário de sua irmã mais nova ele não parecia nem um pouco disposto a mudar aquela atitude.

    Luke Finnick:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança ELMikzj

    Mackenzie Baker

    - Ah para com isso com Mack, sei que você gosta de conversar, te vejo direto com aquele grupinho... - Gise lhe respondia em contrapartida com o comentário de Mack sobre desaprovar ser importunada. Então  as duas comentavam sobre a nova diretora e chefe da casa, e Gise lhe respondia, bastante animada:

    - Acho que deve ter sido pela idade, sabe, Minerva era legal, mas já me parecia estar cansada a um bom tempo, os outros professore também, acho que eles merecem uma aposentadoria, não? - Então Mack comentava sobre a diretora estar usando uma poção de rejuvenescimento, e Gise começava a rir daquela teoria audaciosa da colega. - Haha! Admito que se eu já não soubesse que ela era membro do ministério anteriormente, iria pensar nisso também! Seria um escândalo, não acha?!

    Mackenzie Baker, Axcelandra L. Maverickson e Lykke Losnedahl

    Enquanto Axcelandra e Lykke se perdiam em seus pensamentos, Mack se aproximava das duas para puxar conversa e então avistava o goleiro do time de quadribol dos leões, e não deixando de admirar sua beleza, tentava lançar seu charme para que o mesmo a reparasse.

    David percebia o gesto da garota e a olhava com certa confusão e timidez, antes de sorrir de volta para a garota, á cumprimentando com um gesto de cabeça e então se virando para cochichar com seus amigos Rômulo e Victoire. - Quem? Ah aquela ali, acho que já vi ela junto de minha irmã, que tem ela? -  O italiano lhe respondia em voz alta e o rapaz corava levemente, abanando para que seu capitão abaixasse sua voz. Victoire encobria sua boca com a mão, mas era explicito que estava escondendo o rizo, e logo depois dava uns tapinhas nas costas de David, este que agora ficara irritado e começava a gesticular em negação freneticamente.

    Então as três amigas retomavam as conversas, sobre as férias e as histórias de Lykke, - a garota sempre tinha algo a contar - sobre uma suposta relação amorosa da diretora para com seu vice sonserino, e por ultimo mas não menos importante, sobre como deveriam lidar não só com a nova zeladora, mas também com os novos professores. Durante a conversa, um quaternista se aproximava de Lykke e um tanto encabulado, tentava puxar conversa com a garota dos cabelos exóticos e chamativos.

    - O-oi Lykke... Co-como tem passado? - Ele também parecia um tanto nervoso enquanto falava, gaguejando algumas palavras, mesmo não sendo gago. Seu nome era Jonathan Glover, e Lykke poderia jurar que era bem diferente do que ela lembrava, ele costumava ser mais largo dos lados e tinha um cabelo em formato de tigela. Mas agora estava mais magro e alto e tinha um corte de cabelo mais moderno, por assim dizer. Apenas o óculos continuava o mesmo. O rapaz parecia até ter sofrido uma metamorfose durante aquelas férias.

    Jonathan Glover:

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança RLSp1re



    TODOS

    Orácea olhava atentamente para seu relógio de bolso dourado e brilhante, e quando ele apontara a hora que desejava, ela prontamente puxava um apito que era preso em um colar em seu pescoço e então o fazia soar por todo o salão. O apito era tão forte que fazia os ouvidos de todos tremerem e doerem por dentro.

    - Acabou o tempo! Todos para suas casas! AGORA!! - Os expurgadores então abriam a enorme porta do salão e ficavam postados do lado de fora, um em cada lado, como se estivessem guardando o local de alguma coisa. Os monitores então se levantavam e guiavam seus colegas pelos corredores até suas respectivas casas.

    Para alívio de todos, suas casas não mudavam praticamente nada. Estavam do mesmo jeito em que haviam deixado. Seus monitores indicavam que tinham uma hora para se arrumarem e irem para a cama, pois as aulas começavam já no dia seguinte, e não pretendiam deixar os outros perderem pontos por seus atrasos.

    Off: Ultimo post de vocês antes das aulas começarem!  cheers






    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 3927
    Reputação : 289
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Bravos em Ter Maio 26, 2020 9:13 pm



    Ekon Mbah





    - Acho bem difícil isso acontecer. - Respondia ele para Liana. De onde que iriam aceitar bruxos mais novos para um torneio como aquele? Era apenas esperança vã. Deixou um pouco as conversas de lado para se focar na comida, que ele ainda quase não havia tocado devido às animadas conversas que iam surgindo.

    Quando Ekon estava satisfeito, limpou a boca e se levantou. As pessoas estavam começando a fazer o mesmo e a nova zeladora já apitava com seu silvo do inferno. - Parece que para ser zelador de Hogwarts você precisa ser uma pessoa desagradável. - E veja bem, para sonserinos considerarem alguém como desagradável era um ponto quase sem volta. - Eu vou aproveitar a saída para falar com as garotas da Grifinória. - Disse aos colegas enquanto eles começavam a sair.

    Antes de passar as portas abertas ""protegidas"" pelos expurgadores, Ekon foi se aproximando e se esgueirando pela multidão até chegar em Axcelandra e Lykke: - Ei! - Cochichou, embora um cochicho alto o bastante para ser ouvido entre as várias vozes que conversavam. - Amanhã na aula precisamos decidir algumas coisas... - Olhou ao redor. - ... já pensem sobre um local, acho que o professor Griffiths não vai deixar espaço para muita conversa.

    E então eles passam pelas portas e pelos expurgadores. Ekon deu uma boa encarada neles. Afinal o que aqueles dois estavam fazendo ali? Iriam acabar descobrindo com o tempo. E talvez fosse melhor que descobrissem logo.  




    @Lnrd @Khaleesi falei com vocês

    Conteúdo patrocinado


    [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança Empty Re: [!ON!] Capítulo I - Vento da Mudança

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Maio 28, 2020 3:55 pm