Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    FORMULARIO DA PAIGE

    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Seg Maio 11, 2020 1:00 pm

    FORMULÁRIO DA PAIGE

    PREENCHER SEM COPIAR AS PARTES EM VERMELHO, ITÁLICO E ENTRE [COLCHETES]. POSTAR AQUI MESMO AS RESPOSTAS...

    FORMULARIO DA PAIGE 340?cb=20131007000554

    Instituto Xavier para Jovens Especiais


    FORMULARIO DA PAIGE Paige10
    Ah, você está aí, né? Bem... seja muito bem-vindo, novato! Deixa eu me apresentar... meu nome é Paige. Alguns me chamam de Escalpo, outros só de Paige mesmo. O importante é que eu já fui alguém como você, mas hoje eu sou uma monitora aqui da escola. Sim, eu sei que você é um mutante e que deve fazer um monte de coisas bacanas, mas por enquanto você vai ter que se controlar, ok?
    Eu estou aqui com um formulário e eu preciso te entrevistar com ele, ok? São só algumas perguntinhas, mas quanto mais detalhes você me der, mais completa será sua estadia aqui e, quem sabe algum dia, fazer parte de uma das nossas principais equipes. Sabe como é, né? Lutar ao lado de caras como Wolverine, Ciclope, Colossus. Tempestade... Bom, já me alonguei demais! Vamos lá! Pronto? Deixa antes eu só tirar uma foto sua, pros registros do Professor McCoy...

    [Cole sua foto aqui... Usar fotos de pessoas reais... lembrando que você é um adolescente, então nada de fotos do Henry Cavill, por exemplo. Se você tiver algum traço sobrenatural, como pele azul, ou antenas, pode colocar a foto do ator que o representaria num filme e descrever os outros detalhes que não possuem na foto.]

    1- Qual é o seu nome?
    [Apenas o nome de Batismo! Está muito cedo pra ter nome de herói...]

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    [A linha de pensamento é a linearidade do poder. O Homem de Gelo, por exemplo não descreveria: "Jato de Gelo, Corpo de Gelo e Barreira de Gelo", mas sim "Sou capaz de controlar o frio e as moléculas de água a minha volta baixando sua temperatura, e isso me faz fzer coisas como congelar as pessoas, tornar meu corpo de gelo, gelar o ar paraque eu deslize por pistas de gelo, entre outras coisas". Entendeu como é pra descrever?]

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    [Os mutantes descobrem seus poderes na adolescência. O jogo começará com os personagens chegando na academia pois descobriram seus poderes há pouco tempo e não tem o menor controle ainda. Sim, haverão regras para como os poderes de vocês funcionarão até que vocês aprendam a controlá-los. Pretendo explorar bem isso. De toda forma, os poderes normalmente se manifestam durante uma experiência traumática ou muito excitante. Pode ter sido durante o seu primeiro beijo, ou então ao quase ter sido atropelado, ou mesmo quando seu irmão mais velho desligou seu video game há poucos segundos de zerar BloodBorne... o que aconteceu? Alguém se feriu? Seu namorado entrou em coma? Nada demais aconteceu? Descreva com detalhes, pois eles serão usados para criar tramas para vocês. Quão mais interessante vocês tornarem as respostas, mais interessantes serão as situações que eu cruiarei particularmente.]

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    [Descreva aqui as pessoas importantes para o seu personagem, mesmo que não sejam parentes. Se você possui algum parente ou alguma ligação com alguém da escola, pode descrever aqui. Se for um mutante que não está na escola, eu conversarei depois por MP, mas se quiser, consulte no fim deste tópico os mutantes que fazem parte da escola. Usem o bom senso.... tudo bem ser primo do Ciclope, mas filho dele não, por exemplo. Outros personagens do Universo MARVEL estão liberados... talvez você seja ex-vizinho de Peter Parker, mas não pode ser irmão do Thor, por razões óbvias. Evitem pegar de fora do Universo mutante, mas se pegarem, sejam criativos e tenham muito bom-senso. Caso não queira ter nenhuma ligação, também está ok! Permitirei no máximo 1 ÚNICA ligação por personagem.]

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    [Aqui é a hora de descrever no que seu personagem é bom. Lembrando que é um adolescente, então cuidado pra não inventar que seu personagem é um James Bond ou Maguiver... usem o bom senso, até porque... o que vocês descreverem aqui será cobrado que vocês coloquem na ficha como vantagens ou como perícias e atributos.]

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    [Descreva em detalhes a personalidade do seu personagem. Aqui eu irei consultar sempre pra ver se vocês estão interpretando legal ou se estão só querendo bancar os fodões... e isso vai influenciar no XP. Em PbF é muito comum os jogadores quererem ser sempre os garanhões, fodões, picas-das-galaxias, que têm a ultima palavra, que são indomitos e tal.... mas na vida nem sempre é assim. Vocês são adolescentes.... mutantes que estão descobrindo os poderes de vocês, então não são muito mais fodas AINDA que aqueles mutantes fracos... apesar de que um dia serão mais fortes, ter uma personalidade cativante e ser fiel a interpretá-la é o que vai garantir que vocês evoluam mais rápido. Nos meus jogos, a menor parte do XP é por combate e aventuras e a maior é por criar uma boa trama junto comigo. Tenham a personalidade que vocês querem interpretar.... e não a mais fodona só por ter....]

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    [Qual a melhor lembrança que o seu personagem tem... Se ele estivesse agora sendo controlado mentalmente por um inimigo e pronto para matar todos os seus amigos e aqueles a quem ama.... qual seria a memória que conseguiria fazê-lo se livrar dessa dominação e salvar o dia?]

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...
    [O seu personagem já sofreu algum trauma? Foi quando descobriu seus poderes? Ele perdeu os pais ou acabou matando gente inocente? Sua família foi morta por algum vilão? Quem?! Ele foi violentado quando jovem, ou então foi quando seu coração foi partido na 4ª série? Seja descritivo e coloque uma complicação se precisar.]

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    [Exemplos:
    Wolverine -> Nervoso, Baixinho, Peludo, Canadense, Amnésico
    Ciclope -> Líder, bonitão, Escoteiro, Estrategista, Fiel ]


    Certo... Bom, foi ótimo te conhecer, novato! Deixa eu te falar agora um pouco sobre quem somos e o que você vai fazer aqui...

    Preencha abaixo sem copiar as partes em vermelho!
    Khaleesi
    Neófito
    Khaleesi
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 6

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por Khaleesi em Seg Maio 11, 2020 2:21 pm


    FORMULARIO DA PAIGE PLKbAe8

    1- Qual é o seu nome?

    Zoë Marie Aagaard Ørsted.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?

    Eu consigo manipular força vital. Quer dizer, sangue, mais especificamente. Posso causar dores, seja criando hematomas, lesões ou estourando veias. Também consigo sentir a presença de seres vivos perto de mim e controla-los através do sangue que carregam, ou curar certas feridas estancando sangramentos, por exemplo. Falando em controlar o fluxo sanguinho, também posso acelerar ou diminuir batimentos cardíacos, para vários efeitos.


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?


    Não foi muito legal, mas foi um acidente. Quer dizer, mais ou menos. Um nerd aleatório tinha me dedurado e estávamos os dois nos explicando pra diretora. Ele estava falado que me viu fumando na quadra da escola e que eu estava errada, que deveria respeitar o ambiente escolar ou alguma coisa assim. Até aí tudo bem, não era a primeira nem seria a última vez que eu fui pra diretoria por isso, mas ele começou a insultar meus pais, falando que eu tinha sido criada errado. Fervi de raiva, mas durou pouco. O cabeçudo mal conseguiu terminar duas frases antes de desmaiar, caindo no chão.

    Ele acabou com um inchaço no cabeção dele por ter caído tão bruscamente, mas porque o enfermeiro da escola disse que a queda pressão poderia acontecer de novo, o garoto foi obrigado a começar a fazer exercícios. De nada, Peter.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?

    Tem os meus pais, óbvio. Sou filha única, minha mãe se chama Marie Ørsted e meu pai é Görel Aagaard. Ambos são médicos, imigrantes suecos, ela é anestesista geral e ele cardiocirurgião. Eu sei, é bem irônico. Já deve imaginar que eles estão bem de vida, mas nunca arranjam tempo pra filha deles, acham que cobrar que eu seja inteligente, bonita e perfeita o tempo todo é cuidar de mim.

    Ah é, eu já encontrei e conversei com a Jubilee em algumas festas, ela é bem legal. Quando está bêbada, pelo menos.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?

    Bom, antes de eu decidir virar um total desapontamento pra minha família, eu fazia ginástica artística, cheguei até a ser líder de torcida por alguns meses, até o rabo de cavalo sair de moda e eu começar a usar couro preto.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?

    Bem desagradável, eu diria. Não gosto de muita coisa, então às vezes eu tenho o costume de insultar o gosto dos outros, mas juro que estou tentando mudar, viu? Senão, nem estaria aqui né... Teria me inscrito na Irmandade de Mutantes ou sei lá. Fora isso, tenho muito sarcasmo gratuito e teimosia também, então boa sorte tentando mudar minha cabeça sobre algo que eu já me convenci que estou certa. Mas assumindo que todo Yang tem o seu Ying, acho que posso dizer que sou extremamente leal. É bem fácil eu não gostar de você, mas se eu gostar pode ter certeza que eu nunca vou te deixar na mão. Se bem que estou nessa vibe de tentar fazer a coisa certa agora, então é bem provável que eu tente proteger mesmo as pessoas insuportáveis. E claro, como a boa leonina que sou, também sou corajosa pra caralho.

    Meus dias de patricinha acabaram, mas eu ainda me importo com minha aparência, afinal seria crime nascer bonita assim e não se cuidar. Inclusive, agora que parei pra pensar, eu curto bastante misticismo e espiritualismo, sempre gostei de coisas bobas como tarot e astrologia, acho que todo mundo faz isso hoje em dia, mas também tenho um fascínio pelas histórias de bruxas antigas.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!

    A única coisa que eu consigo me lembrar é do dia em que eu ganhei a medalha de ouro na primeira competição de ginástica artística que participei, com só dez anos. Sinceramente, o dia só foi especial porque eu lembro de ir pra casa e receber toda a atenção do mundo dos meus pais. Ninguém me cobrou que eu fizesse isso ou aquilo melhor, só me compraram um bolo de morango e assistimos filme o resto da noite.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...


    Depois que eu fiz aquele menino desmaiar no chão da direção, coisas parecidas começaram a acontecer mais frequentemente. Falando a verdade, eu estava gostando da impunidade, então não tentava me segurar. Até que teve essa festa com a galera legal da escola e eu fiquei completamente chapada, a casa era alugada então a gente conseguiu curtir bastante.  Eu não consigo lembrar o que começou a briga, só sei que joguei bebida no rosto de uma garota e ela me empurrou na piscina. Eu também nem sei te dizer o que senti na hora, embora raiva seja provável, mas uma coisa que fica vívida na minha memória daquela noite foi o som de algo estalando na água. Tipo um crack, bem alto.

    Consegui ver ela desaprendendo a nadar e começar a se afogar, ela se segurou no meu vestido, talvez para me levar junto ou só em um ato de desespero para se salvar de afundar. Depois disso só me lembro da vaga imagem dela embaixo d’água me puxando, com a boca aberta tentando inspirar qualquer coisa que a fizesse sobreviver, foi a última coisa que eu vi antes de apagar. Acordei no hospital no próximo dia, em uma cama ao lado dela.

    Aparentemente ficamos bem graças a uma galera que pulou na piscina rápido o suficiente pra ajudar a gente, mas a garota passou os próximos meses com um gesso no braço esquerdo. Ouvi pessoas falando que ela o distendeu tentando nadar, outras que ele literalmente virou do avesso, se torcendo em direção às costas dela.

    Gatilho – Automutilação:
    Eu desenvolvi uns hábitos ainda menos saudáveis depois daquela noite. Automutilação foi um deles. Uma noite, deu muito errado. Acho que atingi alguma artéria com a tesoura, porque o que geralmente era uma dor constante com sangue escarlate escorrendo, virou uma dor aguda, seguida de não só sangue escorrendo, mas também esguichos meio arroxeados, saltando pra fora do meu braço. Sem saber o que fazer, tentei cobrir o corte com a mão para me acalmar. Fechei os olhos e pude sentir o fluxo de sangue diminuir rapidamente, até parar bruscamente de passar por meus dedos. Olhei o machucado e pouco restava além de uma cicatriz como todas as outras ali presentes, como se três ou quatro dias tivessem passado desde o corte.

    Foi aí que eu percebi que talvez eu pudesse usar esses poderes para ajudar. Talvez seja verdade o que a maioria diz sobre mim, que eu sou uma pessoa ruim, mas também acho que todos somos, apenas temos a oportunidade de escolher seguir essa natureza ou fazer as escolhas certas, as escolhas boas. É, acho que foi assim que eu vim parar aqui. Não que você tenha perguntado, Sra. Paige, é tão difícil alguém me fazer esse tipo de pergunta pessoal, acabei falando demais.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!

    Corajosa, Autodestrutiva, Leal, Cativante e Astuta.


    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Seg Maio 11, 2020 2:36 pm

    @Khaleesi escreveu:

    FORMULARIO DA PAIGE PLKbAe8

    1- Qual é o seu nome?

    Zoë Marie Aagaard Ørsted.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?

    Eu consigo manipular força vital. Quer dizer, sangue, mais especificamente. Posso causar dores, seja criando hematomas, lesões ou estourando veias. Também consigo sentir a presença de seres vivos perto de mim e controla-los através do sangue que carregam, ou curar certas feridas estancando sangramentos, por exemplo. Falando em controlar o fluxo sanguinho, também posso acelerar ou diminuir batimentos cardíacos, para vários efeitos.


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?


    Não foi muito legal, mas foi um acidente. Quer dizer, mais ou menos. Um nerd aleatório tinha me dedurado e estávamos os dois nos explicando pra diretora. Ele estava falado que me viu fumando na quadra da escola e que eu estava errada, que deveria respeitar o ambiente escolar ou alguma coisa assim. Até aí tudo bem, não era a primeira nem seria a última vez que eu fui pra diretoria por isso, mas ele começou a insultar meus pais, falando que eu tinha sido criada errado. Fervi de raiva, mas durou pouco. O cabeçudo mal conseguiu terminar duas frases antes de desmaiar, caindo no chão.

    Ele acabou com um inchaço no cabeção dele por ter caído tão bruscamente, mas porque o enfermeiro da escola disse que a queda pressão poderia acontecer de novo, o garoto foi obrigado a começar a fazer exercícios. De nada, Peter.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?

    Tem os meus pais, óbvio. Sou filha única, minha mãe se chama Marie Ørsted e meu pai é Görel Aagaard. Ambos são médicos, imigrantes suecos, ela é anestesista geral e ele cardiocirurgião. Eu sei, é bem irônico. Já deve imaginar que eles estão bem de vida, mas nunca arranjam tempo pra filha deles, acham que cobrar que eu seja inteligente, bonita e perfeita o tempo todo é cuidar de mim.

    Ah é, eu já encontrei e conversei com a Jubilee em algumas festas, ela é bem legal. Quando está bêbada, pelo menos.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?

    Bom, antes de eu decidir virar um total desapontamento pra minha família, eu fazia ginástica artística, cheguei até a ser líder de torcida por alguns meses, até o rabo de cavalo sair de moda e eu começar a usar couro preto.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?

    Bem desagradável, eu diria. Não gosto de muita coisa, então às vezes eu tenho o costume de insultar o gosto dos outros, mas juro que estou tentando mudar, viu? Senão, nem estaria aqui né... Teria me inscrito na Irmandade de Mutantes ou sei lá. Fora isso, tenho muito sarcasmo gratuito e teimosia também, então boa sorte tentando mudar minha cabeça sobre algo que eu já me convenci que estou certa. Mas assumindo que todo Yang tem o seu Ying, acho que posso dizer que sou extremamente leal. É bem fácil eu não gostar de você, mas se eu gostar pode ter certeza que eu nunca vou te deixar na mão. Se bem que estou nessa vibe de tentar fazer a coisa certa agora, então é bem provável que eu tente proteger mesmo as pessoas insuportáveis. E claro, como a boa leonina que sou, também sou corajosa pra caralho.

    Meus dias de patricinha acabaram, mas eu ainda me importo com minha aparência, afinal seria crime nascer bonita assim e não se cuidar. Inclusive, agora que parei pra pensar, eu curto bastante misticismo e espiritualismo, sempre gostei de coisas bobas como tarot e astrologia, acho que todo mundo faz isso hoje em dia, mas também tenho um fascínio pelas histórias de bruxas antigas.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!

    A única coisa que eu consigo me lembrar é do dia em que eu ganhei a medalha de ouro na primeira competição de ginástica artística que participei, com só dez anos. Sinceramente, o dia só foi especial porque eu lembro de ir pra casa e receber toda a atenção do mundo dos meus pais. Ninguém me cobrou que eu fizesse isso ou aquilo melhor, só me compraram um bolo de morango e assistimos filme o resto da noite.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...


    Depois que eu fiz aquele menino desmaiar no chão da direção, coisas parecidas começaram a acontecer mais frequentemente. Falando a verdade, eu estava gostando da impunidade, então não tentava me segurar. Até que teve essa festa com a galera legal da escola e eu fiquei completamente chapada, a casa era alugada então a gente conseguiu curtir bastante.  Eu não consigo lembrar o que começou a briga, só sei que joguei bebida no rosto de uma garota e ela me empurrou na piscina. Eu também nem sei te dizer o que senti na hora, embora raiva seja provável, mas uma coisa que fica vívida na minha memória daquela noite foi o som de algo estalando na água. Tipo um crack, bem alto.

    Consegui ver ela desaprendendo a nadar e começar a se afogar, ela se segurou no meu vestido, talvez para me levar junto ou só em um ato de desespero para se salvar de afundar. Depois disso só me lembro da vaga imagem dela embaixo d’água me puxando, com a boca aberta tentando inspirar qualquer coisa que a fizesse sobreviver, foi a última coisa que eu vi antes de apagar. Acordei no hospital no próximo dia, em uma cama ao lado dela.

    Aparentemente ficamos bem graças a uma galera que pulou na piscina rápido o suficiente pra ajudar a gente, mas a garota passou os próximos meses com um gesso no braço esquerdo. Ouvi pessoas falando que ela o distendeu tentando nadar, outras que ele literalmente virou do avesso, se torcendo em direção às costas dela.

    Gatilho – Automutilação:
    Eu desenvolvi uns hábitos ainda menos saudáveis depois daquela noite. Automutilação foi um deles. Uma noite, deu muito errado. Acho que atingi alguma artéria com a tesoura, porque o que geralmente era uma dor constante com sangue escarlate escorrendo, virou uma dor aguda, seguida de não só sangue escorrendo, mas também esguichos meio arroxeados, saltando pra fora do meu braço. Sem saber o que fazer, tentei cobrir o corte com a mão para me acalmar. Fechei os olhos e pude sentir o fluxo de sangue diminuir rapidamente, até parar bruscamente de passar por meus dedos. Olhei o machucado e pouco restava além de uma cicatriz como todas as outras ali presentes, como se três ou quatro dias tivessem passado desde o corte.

    Foi aí que eu percebi que talvez eu pudesse usar esses poderes para ajudar. Talvez seja verdade o que a maioria diz sobre mim, que eu sou uma pessoa ruim, mas também acho que todos somos, apenas temos a oportunidade de escolher seguir essa natureza ou fazer as escolhas certas, as escolhas boas. É, acho que foi assim que eu vim parar aqui. Não que você tenha perguntado, Sra. Paige, é tão difícil alguém me fazer esse tipo de pergunta pessoal, acabei falando demais.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!

    Corajosa, Autodestrutiva, Leal, Cativante e Astuta.



    EXCELENTE! GOSTEI MUITO!

    Indicações para a sua ficha:

    - Tenha pelo menos AGIlidade 2 e PREsença 2
    - Compre ao menos 1 nível da vantagem Atraente, mas pode ter 2 se quiser.
    - Você pode somar até o máximo permitido pelo NP+2 em ACROBACIA
    - Se quiser poder usufruir de benefícios de grana, compre 1 ou 2 no máximo da Vantagem BENEFÍCIO: Recursos
    - Uma das suas complicações deve ser: PERSONALIDADE: Garota Problema - A sua personagem é a cara do problema. Normalmente as pessoas desconfiam primeiro de que ela seja a culpada. Algumas vezes, ela é a típica "má influencia" para as pessoas e normalmente é a primeira pessoa que a polícia iria culpar caso achasse drogas dentro do carro.

    Pode montar a ficha e me mandar.

    Abs!
    Morpheus
    Cavaleiro Jedi
    Morpheus
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 220
    Reputação : 5

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por Morpheus em Seg Maio 11, 2020 6:50 pm



    FORMULARIO DA PAIGE Strang10


    1- Qual é o seu nome?

    Meu nome é Edgar Heybourne. – Respondo de maneira cansada e desanimada.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?

    Meu poder? Para mim, é uma maldição... – Coço a cabeça e volto a falar, já incomodado – Às vezes, quando eu durmo e passo a sonhar, aquilo que acontece no meu sonho, torna-se realidade, por tempo indeterminado, pode ser um efeito de pouca duração como também não ser desfeito mais... Mas... – Tremo a mão de nervosismo, apenas por pensar no assunto – Mas o pior é quando tenho pesadelos, meus pesadelos são horríveis e tenho medo de que se tornem realidade, que ganhem vida... Como já aconteceu antes.

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?

    Não quero falar sobre isso! (Essa pergunta será respondida no 8º tópico)

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?

    Sou órfão, não tenho ninguém na minha vida, meu pai abandonou minha mãe quando era bebê e tudo que eu sei dele é o que minha mãe dizia dele sobre adorar brincar com metais e eu ter seus olhos; minha mãe morreu quando eu era criança, passei para um orfanato, fui adotado, perdi a minha família adotiva; voltei para outro orfanato, fui adotado novamente, perdi minha outra família adotiva e depois de retornar ao orfanato, fugi e passei a viver sozinho nas ruas. Não sou capaz de passar por essa experiência de perder alguém novamente... Não aguento mais essa conversa! – Tento sair da entrevista, mas sou convencido a continuar.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?

    Bem, eu aprendi a brigar para sobreviver nas ruas... Mas sou um assíduo leitor, tenho facilidade de memorizar o que vejo e o que leio. Não sei em que poderia ser útil... – Abaixo a cabeça, frustrado, sentindo-me inútil.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?

    Sou uma boa pessoa, tenho empatia pelas pessoas... Mas estou cansado dessa minha vida, entende? Apenas vivenciei dor e sofrimento! Todas as pessoas que me apeguei morreram em algum momento... Isso está acabando comigo... – Percebo o quão patético estou sendo e tento recompor-me, começo a falar mais calmamente, – Eu não tenho medo do perigo, mas tenho medo do perigo que posso causar às pessoas. Por isso, evito dormir, consumo tudo que me dê energia e adrenalina sem qualquer restrição, isso as vezes me deixe mais quebrado do que nunca depois de um tempo e acabo precisando dormir por longas horas para melhorar, o que me deixa muito preocupado, pois não quero dormir, não gosto de dormir, muito menos por muito tempo... Bem... Eu adoro ler e observar a natureza. – Tento esboçar um sorriso constrangido pela situação.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!

    Sinto-me triste por não conseguir lembrar de algo, será que nunca tive um momento feliz? Um frio na barriga me agonia neste instante que me encontro pensativo, até que uma lembrança agradável surgi-me – Uma vez, não sei como, eu nem tenho certeza se aconteceu de verdade... Uma vez eu imaginei a minha mãe e o quanto queria vê-la novamente, que ela apareceu diante dos meus olhos, nos abraçamos e ela disse que não é para eu me sentir culpado, disse para eu me amar e amar as pessoas ao meu redor, que tudo isso fará sentido no futuro. Sua voz acalentadora e seu calor me envolvendo, foi tudo tão bom... Mas tão rápido, ela logo desapareceu. Eu não estava sonhando, não entendo como aconteceu... Será que aconteceu? – Cai uma lágrima de meus olhos.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...

    Eu preciso mesmo dizer isso? – Passo as mãos no rosto, era notório meu sofrimento, mas já havia desabafado tanto, aceitei continuar – Quando eu tinha 11 anos, eu vivia feliz com minha mãe, ela era como um anjo para mim, perfeita. Apesar de sem pai, tinha uma vida normal e sinto saudades disso. Até que eu li um livro de ficção científica sobre invasão alienígena, em um determinado trecho, a mãe da protagonista é abduzida e com isso desaparece da história. A cena foi perturbadora para mim, pois eu imaginei isso acontecendo comigo, eu amava minha mãe e não queria que isso acontecesse, acabei dormindo e tive esse pesadelo. Quando acordo, minha mãe havia de fato desaparecido... Aquilo não fazia sentido, foi depois de um longo tempo que notei ser um mutante e, talvez, aquele tenha sido a minha primeira vez usando essa... minha maldição! Essa maldição de fazer acontecer com o que sonho, poucas vezes tive bons sonhos se tornando realidade, geralmente de pequena duração, meus pesadelos geralmente são mais poderosos... matei tantas pessoas com meus pesadelos... – Começo a chorar, abaixo a cabeça e fico encarando o chão, era possível ver as gotas das lágrimas pingando no chão.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins... esta é a hora de ser sincero!

    Nerd – Viciado – Atormentado – Alternativo – Briguento
    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Seg Maio 11, 2020 7:29 pm

    @Morpheus escreveu:

    FORMULARIO DA PAIGE Strang10


    1- Qual é o seu nome?

    Meu nome é Edgar Heybourne. – Respondo de maneira cansada e desanimada.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?

    Meu poder? Para mim, é uma maldição... – Coço a cabeça e volto a falar, já incomodado – Às vezes, quando eu durmo e passo a sonhar, aquilo que acontece no meu sonho, torna-se realidade, por tempo indeterminado, pode ser um efeito de pouca duração como também não ser desfeito mais... Mas... – Tremo a mão de nervosismo, apenas por pensar no assunto – Mas o pior é quando tenho pesadelos, meus pesadelos são horríveis e tenho medo de que se tornem realidade, que ganhem vida... Como já aconteceu antes.

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?

    Não quero falar sobre isso! (Essa pergunta será respondida no 8º tópico)

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?

    Sou órfão, não tenho ninguém na minha vida, meu pai abandonou minha mãe quando era bebê e tudo que eu sei dele é o que minha mãe dizia dele sobre adorar brincar com metais e eu ter seus olhos; minha mãe morreu quando eu era criança, passei para um orfanato, fui adotado, perdi a minha família adotiva; voltei para outro orfanato, fui adotado novamente, perdi minha outra família adotiva e depois de retornar ao orfanato, fugi e passei a viver sozinho nas ruas. Não sou capaz de passar por essa experiência de perder alguém novamente... Não aguento mais essa conversa! – Tento sair da entrevista, mas sou convencido a continuar.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?

    Bem, eu aprendi a brigar para sobreviver nas ruas... Mas sou um assíduo leitor, tenho facilidade de memorizar o que vejo e o que leio. Não sei em que poderia ser útil... – Abaixo a cabeça, frustrado, sentindo-me inútil.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?

    Sou uma boa pessoa, tenho empatia pelas pessoas... Mas estou cansado dessa minha vida, entende? Apenas vivenciei dor e sofrimento! Todas as pessoas que me apeguei morreram em algum momento... Isso está acabando comigo... – Percebo o quão patético estou sendo e tento recompor-me, começo a falar mais calmamente, – Eu não tenho medo do perigo, mas tenho medo do perigo que posso causar às pessoas. Por isso, evito dormir, consumo tudo que me dê energia e adrenalina sem qualquer restrição, isso as vezes me deixe mais quebrado do que nunca depois de um tempo e acabo precisando dormir por longas horas para melhorar, o que me deixa muito preocupado, pois não quero dormir, não gosto de dormir, muito menos por muito tempo... Bem... Eu adoro ler e observar a natureza. – Tento esboçar um sorriso constrangido pela situação.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!

    Sinto-me triste por não conseguir lembrar de algo, será que nunca tive um momento feliz? Um frio na barriga me agonia neste instante que me encontro pensativo, até que uma lembrança agradável surgi-me – Uma vez, não sei como, eu nem tenho certeza se aconteceu de verdade... Uma vez eu imaginei a minha mãe e o quanto queria vê-la novamente, que ela apareceu diante dos meus olhos, nos abraçamos e ela disse que não é para eu me sentir culpado, disse para eu me amar e amar as pessoas ao meu redor, que tudo isso fará sentido no futuro. Sua voz acalentadora e seu calor me envolvendo, foi tudo tão bom... Mas tão rápido, ela logo desapareceu. Eu não estava sonhando, não entendo como aconteceu... Será que aconteceu? – Cai uma lágrima de meus olhos.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...

    Eu preciso mesmo dizer isso? – Passo as mãos no rosto, era notório meu sofrimento, mas já havia desabafado tanto, aceitei continuar – Quando eu tinha 11 anos, eu vivia feliz com minha mãe, ela era como um anjo para mim, perfeita. Apesar de sem pai, tinha uma vida normal e sinto saudades disso. Até que eu li um livro de ficção científica sobre invasão alienígena, em um determinado trecho, a mãe da protagonista é abduzida e com isso desaparece da história. A cena foi perturbadora para mim, pois eu imaginei isso acontecendo comigo, eu amava minha mãe e não queria que isso acontecesse, acabei dormindo e tive esse pesadelo. Quando acordo, minha mãe havia de fato desaparecido... Aquilo não fazia sentido, foi depois de um longo tempo que notei ser um mutante e, talvez, aquele tenha sido a minha primeira vez usando essa... minha maldição! Essa maldição de fazer acontecer com o que sonho, poucas vezes tive bons sonhos se tornando realidade, geralmente de pequena duração, meus pesadelos geralmente são mais poderosos... matei tantas pessoas com meus pesadelos... – Começo a chorar, abaixo a cabeça e fico encarando o chão, era possível ver as gotas das lágrimas pingando no chão.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins... esta é a hora de ser sincero!

    Nerd – Viciado – Atormentado – Alternativo – Briguento

    GOSTEI BASTANTE!

    Seguinte, vamos lá. Você vai ter aquele parente que me mandou no privado, né? Ok... Então pronto.

    - Coloque pelo menos 2 pontos em inteligencia
    - Coloque 1 ou 2 niveis de memória fotográfica
    - Você pode ter até o máximo das graduações permitido pelo NP em ESPECIALIDADE: LITERATURA
    - Seu personagem deve ter pelo menos 3 complicações... PERSONALIDADE - DEPRESSIVO; FAMILIAR INIMIGO E; PERSONALIDADE - INTROSPECTIVO. Além disso, você não pode começar o jogo com mais do que ZERO em PREsença. Se quiser, pode escolher mais 1 complicação, ficando com o máximo de 4.
    - Coloque pelo menos 3 pontos em FGThing
    - Vou permitir, se você quiser, comprar 1 ponto de EQUIPAMENTO e começar com 1 canivete Dano:2, perf. Crit:19-20 custo de equipamento 4 (Fica sobrando 1, mas não pode comprar mais nada de equipamento.)
    Pikapool
    Mutante
    Pikapool
    Mutante

    Mensagens : 602
    Reputação : 35

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por Pikapool em Seg Maio 11, 2020 10:20 pm

    FORMULARIO DA PAIGE Dc10

    1- Qual é o seu nome?
    - Me chamo Beatrix Gardner! - Sorrio amavelmente.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    - Eu posso me curar. Não sei exatamente como isso funciona, mas qualquer tipo de ferimento parece não ser realmente um problema para mim. - Após ponderar brevemente prossigo. - Apesar que depois que me curo sinto muita fome. Esse poder deve ter um alto gasto de energia e depois preciso repor com comida. Enfim, sou meio que imortal. Ok, ok, talvez não. - Sorrio sem jeito. - No entanto, prefiro não utilizar tais habilidades. Esse fator regenerativo não isenta toda a dor do ocorrido.

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    - Durante a volta de uma viagem junto a Nate, ele perdeu o controle do carro e, literalmente, destruiu o guard rail e descemos ribanceira abaixo até um rio. - Uma expressão de tristeza seguida de um longo silencio que tomou o local. - Fui arremessada para fora do carro e tive o braço esquerdo esmagado pelo mesmo. A partir daquele momento só lembro de recobrar a consciência com os paramédico já no local. - Após titubear prossigo. - Bem, quando acordei estava ilesa, mas podia jurar que o carro havia esmagado meu braço. Enfim, disseram que por um milagre eu havia sobrevivido. Principalmente ser sofrer nem um arranhão. Mas, agora sei que não foi milagre.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    - Sou filha de Franklin Gardner, um engenheiro e Layla Gardner, uma paisagista. Sempre foram pais carinhos, mas deste a morte de Nate, eles tornaram-se distantes. Não que eu não tenha mudado também. Acho que faz parte do luto. Também, já tive um irmão dois anos mais velho, Nathaniel Gardner, ex-futuro quarterback do New Orleans Saints. - Apesar de tentar ser forte, meus olhos começavam a lacrimejar.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    - Eu sou boa em irritar as pessoas. Brincadeira... ou não. - Sorrio maliciosamente. - Bem, no que eu sou boa? - Questiono-me antes de responder. - Sou boa em dançar. Pratico desde criança. Também pratico yoga e sei cozinhar muito bem. Não sei no que essas coisas possam ajudar aqui no instituto, mas se precisarem de alguém para ajudar a se preparar para o baile de formatura ou assaltar a geladeira durante a noite. Eu sou a pessoa certa. - Completo com uma piscadela.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    - Hmm... Minha mãe sempre disse que tenho um coração de ouro. Mas, creio que seja apenas conversa de mãe. Gosto de brincar com todos e poder sorrir dos problemas. No entanto, não costumo fazer amizades rapidamente, apesar de ser sociável. Pra mim, uma pessoa precisa ganhar minha confiança antes que eu a veja como amiga. - Apoio a mão no queixo e passo o indicador nos lábios pensativa. - Muitas vezes tenho um comportamento pueril e faço birra por besteiras. - Indecisa olho para cima tentando lembrar de algo a mais. Por fim, retomo a conversa. - Bem, eu gosto de noites aconchegantes com meus petiscos favoritos e um bom filme. Ou então, um bom livro com uma musica suave ao fundo. Também gosto de poder desfrutar dos meus hobbies. Cantar e tocar violão, desenhar ou cozinhar. Já o que eu não gosto. Hmm... Situações estressantes, barulho excessivo e acordar cedo. - Inclino-me em direção a Paige e sussurro. - Sei que é estupido, mas tenho medo de palhaços. - Levo o indicador a boca pedindo segredo.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    - Lembro-me de uma vez aos sete anos. Eu estava doente e ao acordar percebi que estava chovendo, tomei meu café na cama. Mamãe havia feito waffles especiais para mim. Papai passou a manhã ao meu lado contando historias e até mesmo brincou de chá comigo. Nate ficou com ciumes da atenção que eu recebi. Nunca vou esquecer da cara zangada dele espiando-nos pela porta. - Rio ao relembrar e recosto relaxada na cadeira. - Se fechar os olhos, ainda posso sentir o petricor e o frescor daquela manhã.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...
    - Acho que é meio obvio. Foi o dia que custou a vida de meu irmão. - Mais uma vez a tristeza recaia sobre mim. - Sabe a pior parte. O acidente não faz nenhum sentido. Não tem uma explicação para Nate ter perdido o controle do carro daquela forma. O guard rail ser destruído daquela forma se nem ao menos estávamos em alta velocidade. - As lagrimas começavam a cair. - E como eles sabem que ele não sobreviveu? Quando tiraram o carro do rio não encontraram nenhum corpo. E se eu possuo tal habilidade, não seria possível que meu irmão, ele também há possuísse? - Cerro os punhos batendo-os contra os joelhos e de cabeça baixa deixo as lagrimas caírem.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    - Autoconfiante, Brincalhona, Empática, Teimosa, Excêntrica. - Concluo após recuperar-me.
    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Seg Maio 11, 2020 11:59 pm

    @Pikapool escreveu:
    FORMULARIO DA PAIGE Dc10

    1- Qual é o seu nome?
    - Me chamo Beatrix Gardner! - Sorrio amavelmente.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    - Eu posso me curar. Não sei exatamente como isso funciona, mas qualquer tipo de ferimento parece não ser realmente um problema para mim. - Após ponderar brevemente prossigo. - Apesar que depois que me curo sinto muita fome. Esse poder deve ter um alto gasto de energia e depois preciso repor com comida. Enfim, sou meio que imortal. Ok, ok, talvez não. - Sorrio sem jeito. - No entanto, prefiro não utilizar tais habilidades. Esse fator regenerativo não isenta toda a dor do ocorrido.

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    - Durante a volta de uma viagem junto a Nate, ele perdeu o controle do carro e, literalmente, destruiu o guard rail e descemos ribanceira abaixo até um rio. - Uma expressão de tristeza seguida de um longo silencio que tomou o local. - Fui arremessada para fora do carro e tive o braço esquerdo esmagado pelo mesmo. A partir daquele momento só lembro de recobrar a consciência com os paramédico já no local. - Após titubear prossigo. - Bem, quando acordei estava ilesa, mas podia jurar que o carro havia esmagado meu braço. Enfim, disseram que por um milagre eu havia sobrevivido. Principalmente ser sofrer nem um arranhão. Mas, agora sei que não foi milagre.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    - Sou filha de Franklin Gardner, um engenheiro e Layla Gardner, uma paisagista. Sempre foram pais carinhos, mas deste a morte de Nate, eles tornaram-se distantes. Não que eu não tenha mudado também. Acho que faz parte do luto. Também, já tive um irmão dois anos mais velho, Nathaniel Gardner, ex-futuro quarterback do New Orleans Saints. - Apesar de tentar ser forte, meus olhos começavam a lacrimejar.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    - Eu sou boa em irritar as pessoas. Brincadeira... ou não. - Sorrio maliciosamente. - Bem, no que eu sou boa? - Questiono-me antes de responder. - Sou boa em dançar. Pratico desde criança. Também pratico yoga e sei cozinhar muito bem. Não sei no que essas coisas possam ajudar aqui no instituto, mas se precisarem de alguém para ajudar a se preparar para o baile de formatura ou assaltar a geladeira durante a noite. Eu sou a pessoa certa. - Completo com uma piscadela.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    - Hmm... Minha mãe sempre disse que tenho um coração de ouro. Mas, creio que seja apenas conversa de mãe. Gosto de brincar com todos e poder sorrir dos problemas. No entanto, não costumo fazer amizades rapidamente, apesar de ser sociável. Pra mim, uma pessoa precisa ganhar minha confiança antes que eu a veja como amiga. - Apoio a mão no queixo e passo o indicador nos lábios pensativa. - Muitas vezes tenho um comportamento pueril e faço birra por besteiras. - Indecisa olho para cima tentando lembrar de algo a mais. Por fim, retomo a conversa. - Bem, eu gosto de noites aconchegantes com meus petiscos favoritos e um bom filme. Ou então, um bom livro com uma musica suave ao fundo. Também gosto de poder desfrutar dos meus hobbies. Cantar e tocar violão, desenhar ou cozinhar. Já o que eu não gosto. Hmm... Situações estressantes, barulho excessivo e acordar cedo. - Inclino-me em direção a Paige e sussurro. - Sei que é estupido, mas tenho medo de palhaços. - Levo o indicador a boca pedindo segredo.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    - Lembro-me de uma vez aos sete anos. Eu estava doente e ao acordar percebi que estava chovendo, tomei meu café na cama. Mamãe havia feito waffles especiais para mim. Papai passou a manhã ao meu lado contando historias e até mesmo brincou de chá comigo. Nate ficou com ciumes da atenção que eu recebi. Nunca vou esquecer da cara zangada dele espiando-nos pela porta. - Rio ao relembrar e recosto relaxada na cadeira. - Se fechar os olhos, ainda posso sentir o petricor e o frescor daquela manhã.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...
    - Acho que é meio obvio. Foi o dia que custou a vida de meu irmão. - Mais uma vez a tristeza recaia sobre mim. - Sabe a pior parte. O acidente não faz nenhum sentido. Não tem uma explicação para Nate ter perdido o controle do carro daquela forma. O guard rail ser destruído daquela forma se nem ao menos estávamos em alta velocidade. - As lagrimas começavam a cair. - E como eles sabem que ele não sobreviveu? Quando tiraram o carro do rio não encontraram nenhum corpo. E se eu possuo tal habilidade, não seria possível que meu irmão, ele também há possuísse? - Cerro os punhos batendo-os contra os joelhos e de cabeça baixa deixo as lagrimas caírem.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    - Autoconfiante, Brincalhona, Empática, Teimosa, Excêntrica. - Concluo após recuperar-me.

    EXCELENTE PERSONAGEM! Já tive até uma ideia de plot aqui pra ele...

    Vamos lá as indicações da sua ficha...

    - Seu personagem deve ter PREsença PELO MENOS 4.
    - Compre a vantagem ZOMBAR
    - Se quiser, pode comprar a vantagem FASCINAR com a perícia (dança)
    - Gaste PELO MENOS 4 pontos em graduações distribuidas entre ESPECIALIZAÇÃO (culinária) e (dança)
    - Tenha pelo menos 2 pontos em Atletismo graças ao Ioga.
    - Quero que você tenha pelo menos 1 Complicação ligada a morte de Nate: Pode ser algo como "Tomado pela Culpa", ou então "Pesadelos", enfim...
    GodsCorpse
    Mutante
    GodsCorpse
    Mutante

    Mensagens : 691
    Reputação : 9

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por GodsCorpse em Ter Maio 12, 2020 2:43 am



    1- Qual é o seu nome?
    - Precisa ser de batismo mesmo?... Eu prefiro que me chame de Joel. Joel Miller.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    - Meus poderes... Bem, eu acho que me tornei um tijolo vivo. Eu fiquei bem forte (bem forte) e minha pele ficou bem resistente. Outro dia na oficina segurei um carro que quebrou o macaco. Deveria pesar umas duas toneladas ao menos e não foi tão difícil... Dá para pegar uma balinha da mesa?

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    - Não foi um bom... Acho que tenho que falar de qualquer maneira não é. Eu estava voltando para casa porque fechei a oficina naquele dia quando estava passando perto de um posto de gasolina. Tinha um cara da vizinhança que não ia com minha cara - especialmente porque eu bati na dele - e ele estava me esperando com quatro dos amigos dele. Briguei o melhor que eu pude. Já tava caído quando ele pegou o cabo de uma vassora... e falou que "agora eu vou sentir uma mulherzinha"... Heh, ele largou a vassora na hora quando juntei as forças que tinha e agarrei o braço de um dos rapazes e torci. O osso saltou para fora na hora e girei ele em cima dos outros três. Eu estava tão surpreso quanto ele. Peguei a vassora e estava prestes a atravessar ele com aquilo quando... Agora sei que não era mas na hora, achei que era um sinal divino. Eu olhei para cima do posto de gasolina e vi um anjo de asas prateadas. As luzes refletiam nele. Minha mãe sempre falou que Deus me rejeitava, mas ali... não sei. Eu hesitei de fazer merda e foi por aí mesmo. Briga de rua. Pow. - gestilou um soquinho lento no ar.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    - Por mais que ela não goste de mim, minha mãe. Ela é bastante presente no culto cristão no centro, se já passou por lá, viu ela. Josefina. Meu pai, Carlos. Ele é um escritor e foi quem mais me apoiou durante toda transição e tudo mais. E dos meus poderes, claro. Acho que ele está escrevendo uma história agora com isso. Ah, eles estão separados. Por minha causa especialmente. Não é brincadeira. Mas tudo bem. Eu tenho um tio por parte de mãe e dois primos, Elena e Ian. Eles tem minha idade e mantenho contato com eles. Meu tio é preconceituoso mas tenta ser agradável... Geralmente dá errado. É Jordan o nome. Tá anotando? Não sei se precisa dos nomes. Sally, Tonya, Dalton, Romy, Holli, Anne, Owen, Sienna, Howard, Rio... Tem uma dezena de amigos que eu amo bastante que tem me acompanhado. Maioria é do teatro. Meu chefe, Murray, sempre foi muito querido, outro anjo na minha vida.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    - Basquete é legal, mas sou mais do futebol americano. Eu sei, não parece. Ah, eu sou pouco bom com mecânica. Sempre fiquei fuçando com essas coisas quando criança. Também brigava desde que me conheço por gente com os garotos da minha turma, então são duas coisas. Erm.. Teatro, um pouco, faz um ano que comecei.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    - Heh... sou um doce no geral, mas posso ser muito impulsivo. Tipo, sempre tive que me defender desde jovem então esses impulsos pulam de cara. E não me xinga se não quer me ver irritado. Tento ser empático máximo que posso para entender as pessoas desde que não venham agressivos. A galera fala que sou tipo aqueles chiwawa do meme "Eu antes de comer/Eu depois de comer". Aqui, te mostro.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    - Acho que o melhor dia da minha vida foi quando me vi no espelho depois de passar o inchaço da cirurgia. Eu não conseguia parar de chorar de felicidade. Meu pai me abraçando e podendo me chamando de "Filho", mas com um corpo para combinar. Os dias foram ótimos desde então.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...
    - Bem... O dia dos meus poderes foi um dos piores mesmo. Mas foi só dor no corpo, não na alma. Quando eu estava me recuperando, eu liguei para minha mãe ainda do hospital, falar que estava bem e tudo mais... Ela só disse "Você vai ir direto para o inferno por multilar o corpo que Deus te deu. Você sumiu com minha filha." e desligou na minha cara. Nota: chorar não faz bem para os pontos.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    - Cinco adjetivos? Erm.. Impulsivo, eu sou. Acho. Lindo. Brincadeira. Otimista, amigável, brigão, defensor. Acho que esses. Impulsivo, otimista, amigável, brigão, defensor... Inquieto também... As vezes indeciso... Mas põe as boas.
    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Ter Maio 12, 2020 12:01 pm

    @GodsCorpse escreveu:


    1- Qual é o seu nome?
    - Precisa ser de batismo mesmo?... Eu prefiro que me chame de Joel. Joel Miller.

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    - Meus poderes... Bem, eu acho que me tornei um tijolo vivo. Eu fiquei bem forte (bem forte) e minha pele ficou bem resistente. Outro dia na oficina segurei um carro que quebrou o macaco. Deveria pesar umas duas toneladas ao menos e não foi tão difícil... Dá para pegar uma balinha da mesa?

    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    - Não foi um bom... Acho que tenho que falar de qualquer maneira não é. Eu estava voltando para casa porque fechei a oficina naquele dia quando estava passando perto de um posto de gasolina. Tinha um cara da vizinhança que não ia com minha cara - especialmente porque eu bati na dele - e ele estava me esperando com quatro dos amigos dele. Briguei o melhor que eu pude. Já tava caído quando ele pegou o cabo de uma vassora... e falou que "agora eu vou sentir uma mulherzinha"... Heh, ele largou a vassora na hora quando juntei as forças que tinha e agarrei o braço de um dos rapazes e torci. O osso saltou para fora na hora e girei ele em cima dos outros três. Eu estava tão surpreso quanto ele. Peguei a vassora e estava prestes a atravessar ele com aquilo quando... Agora sei que não era mas na hora, achei que era um sinal divino. Eu olhei para cima do posto de gasolina e vi um anjo de asas prateadas. As luzes refletiam nele. Minha mãe sempre falou que Deus me rejeitava, mas ali... não sei. Eu hesitei de fazer merda e foi por aí mesmo. Briga de rua. Pow. - gestilou um soquinho lento no ar.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    - Por mais que ela não goste de mim, minha mãe. Ela é bastante presente no culto cristão no centro, se já passou por lá, viu ela. Josefina. Meu pai, Carlos. Ele é um escritor e foi quem mais me apoiou durante toda transição e tudo mais. E dos meus poderes, claro. Acho que ele está escrevendo uma história agora com isso. Ah, eles estão separados. Por minha causa especialmente. Não é brincadeira. Mas tudo bem. Eu tenho um tio por parte de mãe e dois primos, Elena e Ian. Eles tem minha idade e mantenho contato com eles. Meu tio é preconceituoso mas tenta ser agradável... Geralmente dá errado. É Jordan o nome. Tá anotando? Não sei se precisa dos nomes. Sally, Tonya, Dalton, Romy, Holli, Anne, Owen, Sienna, Howard, Rio... Tem uma dezena de amigos que eu amo bastante que tem me acompanhado. Maioria é do teatro. Meu chefe, Murray, sempre foi muito querido, outro anjo na minha vida.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    - Basquete é legal, mas sou mais do futebol americano. Eu sei, não parece. Ah, eu sou pouco bom com mecânica. Sempre fiquei fuçando com essas coisas quando criança. Também brigava desde que me conheço por gente com os garotos da minha turma, então são duas coisas. Erm.. Teatro, um pouco, faz um ano que comecei.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    - Heh... sou um doce no geral, mas posso ser muito impulsivo. Tipo, sempre tive que me defender desde jovem então esses impulsos pulam de cara. E não me xinga se não quer me ver irritado. Tento ser empático máximo que posso para entender as pessoas desde que não venham agressivos. A galera fala que sou tipo aqueles chiwawa do meme "Eu antes de comer/Eu depois de comer". Aqui, te mostro.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    - Acho que o melhor dia da minha vida foi quando me vi no espelho depois de passar o inchaço da cirurgia. Eu não conseguia parar de chorar de felicidade. Meu pai me abraçando e podendo me chamando de "Filho", mas com um corpo para combinar. Os dias foram ótimos desde então.

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...
    - Bem... O dia dos meus poderes foi um dos piores mesmo. Mas foi só dor no corpo, não na alma. Quando eu estava me recuperando, eu liguei para minha mãe ainda do hospital, falar que estava bem e tudo mais... Ela só disse "Você vai ir direto para o inferno por multilar o corpo que Deus te deu. Você sumiu com minha filha." e desligou na minha cara. Nota: chorar não faz bem para os pontos.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    - Cinco adjetivos? Erm.. Impulsivo, eu sou. Acho. Lindo. Brincadeira. Otimista, amigável, brigão, defensor. Acho que esses. Impulsivo, otimista, amigável, brigão, defensor... Inquieto também... As vezes indeciso... Mas põe as boas.

    Opa! Curti muito! Só teve uma parte que não entendi...

    - Bem... O dia dos meus poderes foi um dos piores mesmo. Mas foi só dor no corpo, não na alma. Quando eu estava me recuperando, eu liguei para minha mãe ainda do hospital, falar que estava bem e tudo mais... Ela só disse "Você vai ir direto para o inferno por multilar o corpo que Deus te deu. Você sumiu com minha filha."

    Quem seria essa "MINHA FILHA"?

    Vamos as suas indicações:

    - Você deve ter FGThing pelo menos 3
    - Sua força pode chegar ao Máximo do NP da campanha.
    - Seu VIGor também pode ser o máximo permitido. Além disso, se você quiser, pode comprar algum poder de resistêcia, você pode atingir o máximo do somatório permitido pelo NP nas defesas.
    - Compre pelo menos 2 graduações em veículos.
    - Tenha pelo menos 1 complicação que reflita a sua personalidade, como por exemplo: PERSONALIDADE - IMPULSIVO.
    ayana
    Cavaleiro Jedi
    ayana
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 216
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por ayana em Ter Maio 12, 2020 10:39 pm


    1- Qual é o seu nome?
    Diana Crawford

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    Então, eu preciso muito da ajuda de vocês. Tudo que mais quero é controlar o meu poder, ou então desligá-lo de uma vez! Olha, eu consigo criar ilusões, e essa é a parte legal, sob controle e tal… Agora… o problema é que eu vejo ilusões o tempo inteiro e não tenho controle sobre elas. Quer dizer, mais ou menos, porque já notei que elas variam de acordo com meus sentimentos. Tipo, eu tô nervosa agora e vejo umas sombras nas paredes e... será que a senhora pode, por gentileza, tirar esse copo de água da mesa?

    Obrigada, só espero que aquilo seja água mesmo...

    Então, acho que, na maioria das vezes, consigo diferenciar o que é real ou imaginário. Sei que não estaria olhando nos meus olhos agora se os três besouros voando perto da senhora fossem de verdade. Mas eu não aguento mais ver essas coisas! Será que o professor Xavier pode me ajudar?


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    Não consigo me lembrar quando começou. Na verdade, demorei para descobrir que era um poder. Na infância, acreditei que tinha muitos amigos imaginários. Quando fiquei mais velha e as ilusões passaram a distorcer quase toda a realidade ao meu redor, os médicos me diagnosticaram com esquizofrenia. Só fui descobrir que era um poder quando consegui projetar minhas ilusões. Eu tava internada em uma clínica e pela primeira vez mostrei para meus pais que eu via o quarto todo escuro, sujo, desgastado, cheio de insetos e de monstros.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    Eu sempre me apoiei nos meus pais. Minha mãe é professora e meu pai pianista. Eles tentaram tudo que estava ao alcance para me ajudar. Sei que nunca foi fácil. Não tenho amigos porque todos me achavam esquisita e as minhas notas eram as mais baixas da sala. Acho que meus amigos de “verdade” são minhas próprias ilusões. A Alice é minha melhor amiga. Inclusive, ela tá aqui sentada do meu lado. Agora, gente de verdade, além dos meus pais, acho que só confio mesmo no meu psiquiatra.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    Música! Sei tocar vários instrumentos, mas o que eu mais gosto é o piano. Quando toco, vejo as notas musicais transformadas em luzes. É a coisa mais linda…

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    Olha, na medida do possível, tento parecer uma pessoa normal, o que é muito difícil. Por isso, não sou muito sociável. Prefiro ficar sozinha no meu quarto, ouvindo algum audiolivro, ou lendo em braile. Assim, consigo ter certo controle sobre as ilusões que vejo. Consigo garantir que nada assustador vai aparecer do nada.
    Eu tenho muita dificuldade para me concentrar, conseguir ler as coisas antes de as letras começarem a dançar. Passo muito tempo ouvindo aulas gravadas para fixar os conteúdos. Na sala de aula, quando estou debruçada sobre a carteira é quando estou prestando mais atenção. Preciso me lembrar de comentar isso com os professores para não acharem que estou dormindo.
    Tenho pavor de ser o centro das atenções. Se fosse possível, gostaria de me comunicar apenas à distância e por mensagem de voz. É assim que falo com meus pais, e é até engraçado porque às vezes uso meu poder para alterar o tom da voz. Gosto muito de imitar a voz do Trump… “Mutants are a real threat. They are unpredictable! They are violent! They are criminals! But some, I assume, are good people”
    Por esse lado, até que me divirto bem com meus poderes. Já cheguei a usá-los uma vez para assustar algumas pessoas que não gostavam de mim. Tipo, não sou uma pessoa vingativa e não é assim que pretendo usar minhas ilusões. Prefiro mostrar as coisas bonitas que eu vejo. O problema é a grande dificuldade que tenho para me aproximar das pessoas.
    Já disse que é impossível eu parecer normal? É provável que alguma hora você me veja falando sozinha. Não bastasse passar por louca, muitas pessoas acham que sou cega, porque me veem sempre de óculos escuros e levando uma bengala. Mas isso é porque, de vez em quando, eu prefiro andar com os olhos fechados para fazer as ilusões desaparecerem.


    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    Vai parecer loucura, eu sei… mas foi quando viajei para o País das Maravilhas. Olha só, vou te mostrar como era o jardim! Adoro aquelas orquídeas ali do canto, no formato de estrela, que juntas formam um imenso algodão doce.
    Sei que nada disso é real, mas quando vi tudo isso pela primeira vez, me dei conta de que essas ilusões podem me levar para lugares mais bonitos.


    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também…
    O pior dia… olha, senhora Paige, foi bem mais de um dia... Foi quando eu estava internada em uma clínica psiquiátrica, diagnosticada com caso agudo de esquizofrenia. Eles me deixaram trancada em um quarto branco com poucos móveis. E eu fui vendo, com o passar dos dias, o espaço quase vazio se deteriorando e ficando mais escuro. Aí começaram a aparecer as criaturas. Eu lutei com elas até o dia em que os enfermeiros me deixaram amarrada na cama… e aí… é… a partir daí os dias foram ainda piores...

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    Sou esquisita. Isso eu ouvi minha vida inteira. Distraída, porque tem coisas que só eu vejo acontecendo ao meu redor. Cautelosa, porque não tenho total segurança se o que estou vendo é real. Criativa… se eu considerar que essas ilusões saem da minha cabeça, do inconsciente ou sei lá de onde. E louca... assim como todos que estiveram no País das Maravilhas.
    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Ter Maio 12, 2020 11:36 pm

    @ayana escreveu:

    1- Qual é o seu nome?
    Diana Crawford

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    Então, eu preciso muito da ajuda de vocês. Tudo que mais quero é controlar o meu poder, ou então desligá-lo de uma vez! Olha, eu consigo criar ilusões, e essa é a parte legal, sob controle e tal… Agora… o problema é que eu vejo ilusões o tempo inteiro e não tenho controle sobre elas. Quer dizer, mais ou menos, porque já notei que elas variam de acordo com meus sentimentos. Tipo, eu tô nervosa agora e vejo umas sombras nas paredes e... será que a senhora pode, por gentileza, tirar esse copo de água da mesa?

    Obrigada, só espero que aquilo seja água mesmo...

    Então, acho que, na maioria das vezes, consigo diferenciar o que é real ou imaginário. Sei que não estaria olhando nos meus olhos agora se os três besouros voando perto da senhora fossem de verdade. Mas eu não aguento mais ver essas coisas! Será que o professor Xavier pode me ajudar?


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    Não consigo me lembrar quando começou. Na verdade, demorei para descobrir que era um poder. Na infância, acreditei que tinha muitos amigos imaginários. Quando fiquei mais velha e as ilusões passaram a distorcer quase toda a realidade ao meu redor, os médicos me diagnosticaram com esquizofrenia. Só fui descobrir que era um poder quando consegui projetar minhas ilusões. Eu tava internada em uma clínica e pela primeira vez mostrei para meus pais que eu via o quarto todo escuro, sujo, desgastado, cheio de insetos e de monstros.

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    Eu sempre me apoiei nos meus pais. Minha mãe é professora e meu pai pianista. Eles tentaram tudo que estava ao alcance para me ajudar. Sei que nunca foi fácil. Não tenho amigos porque todos me achavam esquisita e as minhas notas eram as mais baixas da sala. Acho que meus amigos de “verdade” são minhas próprias ilusões. A Alice é minha melhor amiga. Inclusive, ela tá aqui sentada do meu lado. Agora, gente de verdade, além dos meus pais, acho que só confio mesmo no meu psiquiatra.

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    Música! Sei tocar vários instrumentos, mas o que eu mais gosto é o piano. Quando toco, vejo as notas musicais transformadas em luzes. É a coisa mais linda…

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    Olha, na medida do possível, tento parecer uma pessoa normal, o que é muito difícil. Por isso, não sou muito sociável. Prefiro ficar sozinha no meu quarto, ouvindo algum audiolivro, ou lendo em braile. Assim, consigo ter certo controle sobre as ilusões que vejo. Consigo garantir que nada assustador vai aparecer do nada.
    Eu tenho muita dificuldade para me concentrar, conseguir ler as coisas antes de as letras começarem a dançar. Passo muito tempo ouvindo aulas gravadas para fixar os conteúdos. Na sala de aula, quando estou debruçada sobre a carteira é quando estou prestando mais atenção. Preciso me lembrar de comentar isso com os professores para não acharem que estou dormindo.
    Tenho pavor de ser o centro das atenções. Se fosse possível, gostaria de me comunicar apenas à distância e por mensagem de voz. É assim que falo com meus pais, e é até engraçado porque às vezes uso meu poder para alterar o tom da voz. Gosto muito de imitar a voz do Trump… “Mutants are a real threat. They are unpredictable! They are violent! They are criminals! But some, I assume, are good people”
    Por esse lado, até que me divirto bem com meus poderes. Já cheguei a usá-los uma vez para assustar algumas pessoas que não gostavam de mim. Tipo, não sou uma pessoa vingativa e não é assim que pretendo usar minhas ilusões. Prefiro mostrar as coisas bonitas que eu vejo. O problema é a grande dificuldade que tenho para me aproximar das pessoas.
    Já disse que é impossível eu parecer normal? É provável que alguma hora você me veja falando sozinha. Não bastasse passar por louca, muitas pessoas acham que sou cega, porque me veem sempre de óculos escuros e levando uma bengala. Mas isso é porque, de vez em quando, eu prefiro andar com os olhos fechados para fazer as ilusões desaparecerem.


    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    Vai parecer loucura, eu sei… mas foi quando viajei para o País das Maravilhas. Olha só, vou te mostrar como era o jardim! Adoro aquelas orquídeas ali do canto, no formato de estrela, que juntas formam um imenso algodão doce.
    Sei que nada disso é real, mas quando vi tudo isso pela primeira vez, me dei conta de que essas ilusões podem me levar para lugares mais bonitos.


    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também…
    O pior dia… olha, senhora Paige, foi bem mais de um dia... Foi quando eu estava internada em uma clínica psiquiátrica, diagnosticada com caso agudo de esquizofrenia. Eles me deixaram trancada em um quarto branco com poucos móveis. E eu fui vendo, com o passar dos dias, o espaço quase vazio se deteriorando e ficando mais escuro. Aí começaram a aparecer as criaturas. Eu lutei com elas até o dia em que os enfermeiros me deixaram amarrada na cama… e aí… é… a partir daí os dias foram ainda piores...

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    Sou esquisita. Isso eu ouvi minha vida inteira. Distraída, porque tem coisas que só eu vejo acontecendo ao meu redor. Cautelosa, porque não tenho total segurança se o que estou vendo é real. Criativa… se eu considerar que essas ilusões saem da minha cabeça, do inconsciente ou sei lá de onde. E louca... assim como todos que estiveram no País das Maravilhas.

    Show!! Que personagem complexa! Gostei.

    Abaixo vão minhas indicações.
    - Tenha no máximo 2 pontos em PROntidão para justificar o seu jeito "distraída".
    - Coloque ao menos 1 complicação que reflita a sua personalidade e coloque 1 complicação chamada FANTASIAS, que vão refletir a sua crença de coisas que normalmente não são mais do que fruto da sua imaginação.
    - Se quiser, pode colocar a vantagem FASCINAR, ligada à musica de piano. Se o fizer, tenha pelo menos 5 graduações em piano.
    - Você pode comprar Maestria em Perícia em qualquer tipo de perícia que envolva ARTE. Isso é reflexo da grande criatividade da sua personagem.
    - Tenha INTelecto pelo menos 2, pois pessoas muito criativas sempre têm um traço de genialidade.

    Apronte a ficha e me mande por MP.

    Abs!
    Claude Speedy
    Sacerdote de Cthulhu
    Claude Speedy
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2687
    Reputação : 50

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Maio 14, 2020 1:31 pm



    1- Qual é o seu nome?
    Cristiano Cortez

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    Desculpa, gata! Vocês pegaram o cara errado! Eu não tenho poder nenhum, não. Eu só sou muito bom, treinei bastante... Dizem que eu tenho "corpo fechado" no Brasil há muitas crenças sobre "mandingas" e "macumbas"... Lá é um lugar perigoso... O povo lá acha que sou abençoado por orixás e santos católicos, ou escolhido por Cristo em alguma igreja pentecosta. Lá mutantes não muito bem vistos... Aí pensam que sou um...mas é que sou tão bom que pensam que eu só tive sorte...


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    Não tô aqui porque eu tenho poderes, quer dizer... O juiz acha que eu tenho! Mas eu só tive sorte... Quer dizer, eu treinei desde pequeno judô, karatê e a arte brasileira do jiu-jitsu... Sabe, acho que é uma pronuncia errada pra ju-jutsu... o Jujutsu deu origem ao karatê e ao judô... E no Brasil não souberam pronunciar jujutsu..hehe... Bom, Quer dizer.. eu sei! É porque EU andei lendo...Sou também mente sobre corpo, saca como é...? Quer dizer... Sempre melhorando! Os outros garotos estavam no vestiário comigo, depois da aula de judô... Outros garotos, sabe... Quer dizer... Meu irmão entrou, eles foram mecher com eles... tinha uns oito... Eu fiquei com medo por mim, pelo meu irmão...mas meu treinamento mostrou resultado... Eu vou ser um mestre de artes marciais em um filme de ação... Você vai ver! Foi naquele momento que eu vi que tudo  que acontece no filme era real! Quer dizer... Eu lutei contra os oito, eles ficaram todos atrapalhados, preocupados... Eu vi o quanto sou bom... Até meu irmão parecia mais confiante enquanto eu agia... Era como se tudo tivesse dado certo pra nós dois.

    Mas... Não foi tão legal... Um dos garotos tropeçou até em um sabonete , poderia ter morrido... Outro se enroscou em uma toalha quando tento me enforcar com ela... Eu mal me mexi e era ele quem estava enrolado... Quer dizer... Eu tive sorte, sei lá... Eles acharam que eu tinha pacto com o "coisa ruim" digo... com o demônio em inglês... Quer dizer... Eu... Não tenho poderes... Isso tudo é um engano... Quer dizer... Sorte e habilidade para lutar não podem ser um poder... Se não ser mutante seria algo mágico e eu ouvi que é genético.

    Bem, o juiz deu a sentença, ou eu ia pra Fundação Casa ou viria pra cá, pra Salem... Quer dizer... Salem! Eu vi os filmes, terra das bruxas! Gente preconceituosa deve ter matado mutantes e pessoas, como eu, sem poderes de mutação e com habilidades muito bem treinadas , por medo por aqui...


    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    Minha mãe é muito religiosa, ela acredita que seja alguma ação mesmo do diabo que esta acontecendo comigo. Meu irmão ficou também assustado, apesar de agradecido...E meu pai, bom... Ele não quer falar comigo, disse que nunca imaginou que alguém na família iria querer ser mutante. Minha mãe acha que é porque eu frequentava a reunião de um grupo político chamado U.L.T.I.M.A.T.O. lá no Brasil... eles eram legais, falavam do fim do preconceito e do fim das fronteiras... Ela acha que eram um grupo de agitadores comunistas e que comunistas tem pacto com o diabo! Veja só! Mas lá com o pessoal do Ultimato eu soube que temos de respeitar todas pessoas além das fronteiras imaginárias dos países.

    Meus amigos do U.L.T.I.M.A.T.O. foram os únicos que foram se despedir de mim no aeroporto, mesmo com os riscos... Eles aliás disseram para eu ter orgulho deles...E eu tenho... Tem de ter orgulho...E eu respeito vocês mutantes, apesar de que eu não sou um.

    Quer dizer, não faz sentido...Eu não tenho poder nenhum!


    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    Olha, eu sei que vocês são bons em basquete, mas tenho mais interesse no fato que vocês são bons em Westling… Os Estados Unidos são os segundo no mundo. Adoraria testar meu judô contra vocês... Eu também sei atuar... Quer dizer, quero ser um herói de filmes de ação igual o  Simon Williams, O Homem-Maravilha! Sou um grande fã... Fiz umas aulas de teatro! Quer dizer...Se eu fosse mutante até era mais fácil... Eu sou um curioso em química e genética...bom, é que uns amigos falam que quando eu ficar um pouco mais velho eu poderia usar pra ficar mais forte, aí fui ler sobre na internet. Talvez possa ajudar no laboratório... Mas se eu puer passar mais tempo.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    Olha, não sei o que quer dizer com "como age". Eu sou o melhor porque faço o melhor... Não digo que sou o melhor no que faço, mas vou sempre tentar melhorar! Sou muito bom mesmo! As pessoas pensam que é o acaso! Mas não é verdade! Você tem de se esforçar... é o empenho que faz você conquistar. Eu não gosto desse papo de "você nasceu com poderes mágicos de sorte do seu DNA"... É muito maluco! Daqui a pouco vão dizer que gênios da engenharia e tecnologia também são assm por causa do DNA mutante e não porque pesquisaram! Eu gosto do meu irmão mais novo, gosto de debater política de acordo com o que fui ensinado pelos ativistas da ULTIMATO e gosto de treinar artes marciais diversas... E claro! Filmes de ação! Eu serei o próximo Simmon Willians assim que cumprir minha "medida socio educativa" aqui...

    Caramba! Pensar que o juiz viu que eu logo sairia e me mandou pra cá! Com toda essa infraestrutura!
    Eu acho que tirei a sorte grande! Quer dizer...não que eu tenha poder genético de sorte...Bom, você entendeu.


    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    Minha família não entende, como eu acho que os antigos moradores de Salem também não... Mas eles são um poço de felicidade pra mim. Meu irmão mesmo me olha estranho...mas eu espero que ele seja feliz. Eu gosto muito de ver as pessoas realizando façanhas incríveis, especialmente físicas... E é um momento feliz pra mim.

    Amizade é uma coisa rara, sabe! Eu acho que é um jeito de agregar uma família que você escolhe.


    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também…
    ... Tá... Eu... Nunca pensei que veria minha mãe, rezando com fé, usando seu véu sobre a cabeça e pedindo pra Deus expulsar o "Exú" que estava encorporado em mim. Meu irmão assustado do lado, meu pai gritando e dizendo que eu tinha de parar de andar com comunistas... Sei lá... Achei que eles iam me atacar ali mesmo...foi quando a polícia chegou... Me algemaram, eu fiquei sem reação... Era estranho.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    Sou muito hábil lutador! Tão bom que a polícia, minha família e amigos acharam que é um poder mutante! Eu sempre serei empenhado, mente e corpo, Quer dizer... sou muito bom em tudo, capaz de tudo e... bom... Creio que modesto! Isso, sou um sujeito humilde. Isso, Quer dizer... simples e capaz!
    scorpion
    Mutante
    scorpion
    Mutante

    Mensagens : 672
    Reputação : 58

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por scorpion em Qui Maio 14, 2020 3:42 pm

    @Claude Speedy escreveu:

    1- Qual é o seu nome?
    Cristiano Cortez

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?
    Desculpa, gata! Vocês pegaram o cara errado! Eu não tenho poder nenhum, não. Eu só sou muito bom, treinei bastante... Dizem que eu tenho "corpo fechado" no Brasil há muitas crenças sobre "mandingas" e "macumbas"... Lá é um lugar perigoso... O povo lá acha que sou abençoado por orixás e santos católicos, ou escolhido por Cristo em alguma igreja pentecosta. Lá mutantes não muito bem vistos... Aí pensam que sou um...mas é que sou tão bom que pensam que eu só tive sorte...


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?
    Não tô aqui porque eu tenho poderes, quer dizer... O juiz acha que eu tenho! Mas eu só tive sorte... Quer dizer, eu treinei desde pequeno judô, karatê e a arte brasileira do jiu-jitsu... Sabe, acho que é uma pronuncia errada pra ju-jutsu... o Jujutsu deu origem ao karatê e ao judô... E no Brasil não souberam pronunciar jujutsu..hehe... Bom, Quer dizer.. eu sei! É porque EU andei lendo...Sou também mente sobre corpo, saca como é...? Quer dizer... Sempre melhorando! Os outros garotos estavam no vestiário comigo, depois da aula de judô... Outros garotos, sabe... Quer dizer... Meu irmão entrou, eles foram mecher com eles... tinha uns oito... Eu fiquei com medo por mim, pelo meu irmão...mas meu treinamento mostrou resultado... Eu vou ser um mestre de artes marciais em um filme de ação... Você vai ver! Foi naquele momento que eu vi que tudo  que acontece no filme era real! Quer dizer... Eu lutei contra os oito, eles ficaram todos atrapalhados, preocupados... Eu vi o quanto sou bom... Até meu irmão parecia mais confiante enquanto eu agia... Era como se tudo tivesse dado certo pra nós dois.

    Mas... Não foi tão legal... Um dos garotos tropeçou até em um sabonete , poderia ter morrido... Outro se enroscou em uma toalha quando tento me enforcar com ela... Eu mal me mexi e era ele quem estava enrolado... Quer dizer... Eu tive sorte, sei lá... Eles acharam que eu tinha pacto com o "coisa ruim" digo... com o demônio em inglês... Quer dizer... Eu... Não tenho poderes... Isso tudo é um engano... Quer dizer... Sorte e habilidade para lutar não podem ser um poder... Se não ser mutante seria algo mágico e eu ouvi que é genético.

    Bem, o juiz deu a sentença, ou eu ia pra Fundação Casa ou viria pra cá, pra Salem... Quer dizer... Salem! Eu vi os filmes, terra das bruxas! Gente preconceituosa deve ter matado mutantes e pessoas, como eu, sem poderes de mutação e com habilidades muito bem treinadas , por medo por aqui...


    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?
    Minha mãe é muito religiosa, ela acredita que seja alguma ação mesmo do diabo que esta acontecendo comigo. Meu irmão ficou também assustado, apesar de agradecido...E meu pai, bom... Ele não quer falar comigo, disse que nunca imaginou que alguém na família iria querer ser mutante. Minha mãe acha que é porque eu frequentava a reunião de um grupo político chamado U.L.T.I.M.A.T.O. lá no Brasil... eles eram legais, falavam do fim do preconceito e do fim das fronteiras... Ela acha que eram um grupo de agitadores comunistas e que comunistas tem pacto com o diabo! Veja só! Mas lá com o pessoal do Ultimato eu soube que temos de respeitar todas pessoas além das fronteiras imaginárias dos países.

    Meus amigos do U.L.T.I.M.A.T.O. foram os únicos que foram se despedir de mim no aeroporto, mesmo com os riscos... Eles aliás disseram para eu ter orgulho deles...E eu tenho... Tem de ter orgulho...E eu respeito vocês mutantes, apesar de que eu não sou um.

    Quer dizer, não faz sentido...Eu não tenho poder nenhum!


    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?
    Olha, eu sei que vocês são bons em basquete, mas tenho mais interesse no fato que vocês são bons em Westling… Os Estados Unidos são os segundo no mundo. Adoraria testar meu judô contra vocês... Eu também sei atuar... Quer dizer, quero ser um herói de filmes de ação igual o  Simon Williams, O Homem-Maravilha! Sou um grande fã... Fiz umas aulas de teatro! Quer dizer...Se eu fosse mutante até era mais fácil... Eu sou um curioso em química e genética...bom, é que uns amigos falam que quando eu ficar um pouco mais velho eu poderia usar pra ficar mais forte, aí fui ler sobre na internet. Talvez possa ajudar no laboratório... Mas se eu puer passar mais tempo.

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?
    Olha, não sei o que quer dizer com "como age". Eu sou o melhor porque faço o melhor... Não digo que sou o melhor no que faço, mas vou sempre tentar melhorar! Sou muito bom mesmo! As pessoas pensam que é o acaso! Mas não é verdade! Você tem de se esforçar... é o empenho que faz você conquistar. Eu não gosto desse papo de "você nasceu com poderes mágicos de sorte do seu DNA"... É muito maluco! Daqui a pouco vão dizer que gênios da engenharia e tecnologia também são assm por causa do DNA mutante e não porque pesquisaram! Eu gosto do meu irmão mais novo, gosto de debater política de acordo com o que fui ensinado pelos ativistas da ULTIMATO e gosto de treinar artes marciais diversas... E claro! Filmes de ação! Eu serei o próximo Simmon Willians assim que cumprir minha "medida socio educativa" aqui...

    Caramba! Pensar que o juiz viu que eu logo sairia e me mandou pra cá! Com toda essa infraestrutura!
    Eu acho que tirei a sorte grande! Quer dizer...não que eu tenha poder genético de sorte...Bom, você entendeu.


    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!
    Minha família não entende, como eu acho que os antigos moradores de Salem também não... Mas eles são um poço de felicidade pra mim. Meu irmão mesmo me olha estranho...mas eu espero que ele seja feliz. Eu gosto muito de ver as pessoas realizando façanhas incríveis, especialmente físicas... E é um momento feliz pra mim.

    Amizade é uma coisa rara, sabe! Eu acho que é um jeito de agregar uma família que você escolhe.


    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também…
    ... Tá... Eu... Nunca pensei que veria minha mãe, rezando com fé, usando seu véu sobre a cabeça e pedindo pra Deus expulsar o "Exú" que estava encorporado em mim. Meu irmão assustado do lado, meu pai gritando e dizendo que eu tinha de parar de andar com comunistas... Sei lá... Achei que eles iam me atacar ali mesmo...foi quando a polícia chegou... Me algemaram, eu fiquei sem reação... Era estranho.

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!
    Sou muito hábil lutador! Tão bom que a polícia, minha família e amigos acharam que é um poder mutante! Eu sempre serei empenhado, mente e corpo, Quer dizer... sou muito bom em tudo, capaz de tudo e... bom... Creio que modesto! Isso, sou um sujeito humilde. Isso, Quer dizer... simples e capaz!

    PERSONAGEM APROVADO! TÁ ÓTIMO!

    Indicações pro seu personagem:
    - Coloque pelo menos FGThing 4 nele
    - Coloque pelo menos 3 níveis da Vantagem Sorte
    - Seu personagem deve ter pelo menos AGIlidade 2
    - Não esqueça de colocar linguagens para o seu personagem
    - Como ele é lutador de Jiu Jitsu e Judô, compre PELO MENOS 2 VANTAGENS DE AGARRÃO
    - Coloque A Complicação ligada à personalidade do seu personagem: PERSONALIDADE - EXCESSO DE CONFIANÇA
    erishk
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 14
    Reputação : 0

    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por erishk Hoje à(s) 12:02 pm

    Ah, você está aí, né? Bem... seja muito bem-vindo, novato! Deixa eu me apresentar... meu nome é Paige. Alguns me chamam de Escalpo, outros só de Paige mesmo. O importante é que eu já fui alguém como você, mas hoje eu sou uma monitora aqui da escola. Sim, eu sei que você é um mutante e que deve fazer um monte de coisas bacanas, mas por enquanto você vai ter que se controlar, ok?

    Eu estou aqui com um formulário e eu preciso te entrevistar com ele, ok? São só algumas perguntinhas, mas quanto mais detalhes você me der, mais completa será sua estadia aqui e, quem sabe algum dia, fazer parte de uma das nossas principais equipes. Sabe como é, né? Lutar ao lado de caras como Wolverine, Ciclope, Colossus. Tempestade... Bom, já me alonguei demais! Vamos lá! Pronto? Deixa antes eu só tirar uma foto sua, pros registros do Professor McCoy...

    FORMULARIO DA PAIGE Kristi10

    1- Qual é o seu nome?
    Após posicionar a cadeira de forma que suas costas não fique na direção da porta, senta e aguarda no que a mulher ao entrar e falar sobre entrevista, fica desconfiada.

    Lutar? Quem disse que quero lutar? Pensa, mas responde seu nome: -Alexis Speckhart...

    2- Quais são os seus poderes? Descreva eles em detalhes, pra mim... qual o efeito, deles... qual o grau que eles atingem.... qual a sua linha de pensamento deles?

    A verdade é que não sei, justamente por isso que estou aqui, já derrubei caras muito maiores que eu, já aguentei pancadas que nem sei como explicar, até um atropelamento não me aconteceu nada, já pairei no ar e encostei no chão delicadamente quando deveria ter me esborrachado, acho que consigo voar... ou levitar, nem sempre consigo e consigo manipular certas coisas ao encostar, tipo, abrir cadeados, fechaduras, ao menos o que consegui... me concentro no objeto e me vem na mente como se fosse um mapa 3d do objeto e de alguma forma consigo manipular, é louco eu sei e nem sempre acontece na verdade.... Fala de uma forma empolgada, mas comedida e conclui:
    -Eu não sei explicar, mas é como se eu pegasse nas coisas mas sem encostar, uma vez percebi que segurava um objeto mas sem estar em contato com minha pele... enfim, é o que eu espero saber mais aqui...


    3- Como você descobriu os seus poderes? Como eles se manifestaram a primeira vez? O que de ruim ou bom aconteceu?

    Você quer mesmo saber? Aconteceu tantas coisas que passaríamos o resto do dia aqui eu relatando. Digamos que eu cresci... até aqui ao menos... nas ruas e reformatórios, tive que brigar algumas vezes, fugir era uma constante, foram bem interessantes ter esses dons ou maldição, não sei como adjetivar... Ainda que não funcionassem sempre que eu queria, na verdade, parece que quando com medo, apreensiva ou afoita, funcionava melhor... Minha vida não foi interessante o suficiente para ser relatado e por conta desses “dons” perdi a única pessoa que gostei e única que achei que não me acharia uma aberração, mas... ouvi em alto e bom som essas palavras... Mas não foi nada demais também, apenas uma namoradinha com quem tive maior convivência. Demonstra estar contesnada e desconfortável em falar sobre. Curiosamente, não sei se tem haver, a partir do momento que me aconteceu o primeiro incidente, a cor dos meus olhos que eram azuis adquiriu uma tonalidade violeta...

    4- Quem são seus parentes e outras pessoas importantes?

    Não conheço meus pais, sou órfã até onde sei, fui criada por um tio, não tenho muito do que reclamar da infância, mas quando cresci, passei a chamar sua atenção negativamente na mesma época que ele começou a beber muito... Fala de forma mais agressiva: - Não me submeti e fugi e nunca mais o encontrei, espero que ele esteja bem fudido.  Mais calma, conclui: - Nas ruas, acabei tendo contato frequente, mas não sei se posso chamar de amigos, Tandy Bowen e Tyrone Johnson, me ajudaram algumas vezes e eles que me aconselharam e falaram sobre aqui...

    5- No que você é bom? Temos uma boa equipe de basquete e o Professor McCoy sempre busca bons ajudantes pro laboratório. E você... manja de quê?

    Com um sorrisinho de canto de boca: - Digamos que eu seja observadora, corro bem... Sem o sorrisinho completa: -Tenho mãos rápidas, consigo abrir qualquer fechadura, bem, ao menos quando consigo fazer meu “dom” funcionar... Passo desapercebida, muitas vezes consigo entrar e sair de lugares sem ser vista... E bato bem, ou melhor, bato forte...ok, as vezes...

    6- Me fale sobre a sua personalidade... Como você age? Como se comporta? O que gosta e o que não gosta?

    Quer que eu me defina? No que isso vai me ajudar? Isso aqui é terapia por acaso? Acho que... faz aspas com as mãos: - “normal”,  para uma adolescente em crescimento, tirando a parte do “bônus” que ora amo, ora detesto. Dando de ombros: -Sou desconfiada, bipolar, confusa, leal, explosiva mas não impulsiva, ainda que impaciente. Não gosto de perguntas, de ser analisada! Leal e acho que tenho bom humor, talvez sarcástico, mas... E você? Como você é? Todo mundo que senta aqui por acaso se abre, é verdadeiro contigo, só porque você ta pedindo? Nem te conheço, acho que seria mais interessante ter a confiança da pessoa antes de querer devassar a vida da pessoa. Tudo que falei aqui pode ter sido para “encher linguiça”. Verdade absoluta é que eu gosto de passar desapercebida... E fala baixinho como se para si: - só não sei porque confusão sempre me acha... Detesto contato físico e detesto homens.

    7- Agora uma parte boa! Me conte o melhor dia da sua vida! Qual a melhor coisa que já te aconteceu... a sua memória mais feliz!

    Você ao menos é formada em psicologia? Não tenho momentos felizes, talvez “flashes” de quando era criança e meu tio não era o monstro que se tornou... talvez momentos com uma companheira que achava que seria para a vida... também não sei se era sentimento verdadeiro ou apenas fuga da situação que vivíamos e encontrávamos refúgio uma na outra... Cabisbaixa completa: - Não tenho o que falar, quem sabe algum dia eu tenha coisas boas para falar...

    8- Bem, isso é chato, mas eu preciso saber o pior dia da sua vida também...

    Da uma risada contrariada: -Você ao menos ouviu o que acabei de falar? Como acha que é ter a pessoa que cuidava de você, tentar de molestar? Viver nas ruas ou em reformatórios? Estar sempre brigando com homens nojentos que acham que por ser mulher, sozinha, pequena, ter direito a fazer contigo o que quiser? Sem disfarçar sua raiva e balançando a cabeça negativamente: -Não vou falar nada, tira suas conclusões!

    9- Esta é minha última pergunta.... Se descreva pra mim em 5 adjetivos separados! E nem se preocupe em usar adjetivos ruins (quero que use 1 ou 2 ruins)... esta é a hora de ser sincero!

    Na verdade adjetivos ruins é só o que tenho... Creio que minha aparência inocente possa ser algo bom, ao menos já tirei proveito para certas situações. Procuro ser sempre sincera, lealdade é tudo para mim, de resto, acho que sou bem objetiva... sou confusa, bipolar, explosiva, impaciente... a lista é longa, mas pediu só algumas, ai esta...

    Certo... Bom, foi ótimo te conhecer, novato! Deixa eu te falar agora um pouco sobre quem somos e o que você vai fazer aqui...

    "OFF": deixo muito em aberto, muitos ganchos, creio que seja mais interessante e prato cheio ter coisas "abertas" que tudo "fechadinho", procurei fazer como a personagem, curta e desconfiada, porque ela falaria tudo de sua vida para quem não conheçe? Independente se é para ajuda ou não, até porque, o que mais ela descobriu nas ruas foi lobo em pele de cordeiro, então...
    Conteúdo patrocinado


    FORMULARIO DA PAIGE Empty Re: FORMULARIO DA PAIGE

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Maio 24, 2020 9:46 pm