Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    Axel Brown

    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Seg Ago 16, 2021 9:48 am

    "Esquece essa moça filho. Eu te arranjo uma boa menina que não tem a ver com a vida da noite. Uma boa esposa cristã pro meu bebê. Eu preciso de netos. Netos, filho e não uma nora saidinha que troca a noite pelo dia se embebedando por aí." A reprovação era real, mas sem muita força ou esperança.

    "Cheia de vida... sei que vida que você tá falando." Ela bate de leve com um pano no ombro de Axel. Mas se levanta rindo para pegar o doce para o filho.

    "Sim." A pequena aranha diz bem devagar com alguma dificuldade. Quando a mãe volta cheia de potes a aranha vai serpenteando pela mesa até ela e sobe pelos dedos taborilantes da mulher. As patinhas indo até o rosto. "Tem alguma coisa no meu dente?" Ela pergunta fechando a boca com a aranha dentro dela. Uma mão cobrindo os lábios.

    "Que foi?" Ela pergunta aflita e a aranha saí lentamente pelo nariz e pula para a mesa. Dona Liana parece nem perceber o Espírito.

    Então uma voz inesperada fala ao seu lado. Lenta e sem emoção como um fax feito de sons. "Tem algo que você precisa saber. Não vai ser fácil de aceitar. Me encontre do outro lado." A voz era de Loba sem Sombra.

    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Qui Ago 19, 2021 3:49 pm




    Axel Brown

    - Uma boa esposa cristã é? Haha - Axel ri, apesar da reprovação da mãe. A adorava, faria tudo por ela. Mas não precisava da sua aprovação. - Nem se preocupe que quanto a ter netos, a senhora vai ter muitos. - Uma decepção pela escolha da esposa, mas um agrado com os netos? Parecia um ótimo balanço.

    A pequena aranha-espírito se aventura para subir em Liana mas nada parece surtir efeito. Axel olha, com certa frustração. A mãe interpreta como se houvesse algo no seu dente. - Acho que saiu já... - Ele diz, já se levantando. - Eu adoraria ficar mais, mas tenho que ir agora. Eu apareço ainda essa semana. - Ela a abraça e vai caminhando para a saída junto com ela. - Quem sabe com minha futura esposa cristã. - Ele ri, alfinetando.

    Quando finalmente se despede, Axel vai em direção a uma das entradas na Hisil para encontrar Loba Sem Sombra. - Parece que não chegamos ao resultado esperado... - Ele ainda lembrava das palavras. O que não seria fácil de aceitar?






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Dom Ago 29, 2021 2:30 am

    Quando ele fala de netos ela segura a mão de Axel com força. Uma emoção intensa nos olhos que enchem de água. Então um suspiro alto de susto. A mão cobre a boca. "Ela tá? Meu deus... Não... É por isso que você tá falando?"


    Axel escreveu:Quem sabe com minha futura esposa cristã.

    Ela sorri olhando sonhadora para Axel. "Eu dúvido. Vai ficar um mês sem me ver. Um mês!" Ela o ameaça com um pedaço de pão.

    --

    Loba sem Sombra olha para Axel séria sem responder sua pergunta. "Está esquecendo alguma coisa?" As palavras eram sérias e a voz dura. "O pagamento." Ela diz olhando a pequena aranha e só volta a falar quando Axel encerra sua dívida.

    "Acho que ela não vê ou percebe os espíritos de qualquer forma." Ela tira um pequeno frasco de um bolso. Um frasco transparente com um líquido viscoso com um olho humano dentro. Parecia um olho humano. Devia ser um olho humano. "Ela tem falado com um fantasma. Um morto humano que você conhece. É sua última chance de não saber." Ela deixa o vidro solto na palma. "Veja por si mesmo se quiser. O gosto é horrível." Ela olha na direção em que ficava a casa de Axel.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Seg Set 06, 2021 11:37 pm




    Axel Brown

    - Não... Ainda não. - Ele pisca pra ela. - Volto a aparecer assim que conseguir. - Ele pega o pedaço de pão e põe na boca, enquanto a abraça e se despede.

    * * *

    - Su A Sar-Hith Sa. - Ele dá ao espírito a essência acordada, no justo preço, como Loba Sem Sombra esperaria. Depois volta-se para ela que começa a falar. - Quanto a isso eu... - Ele se interrompe sozinho quando ela mostra o frasco com o olho. - Com meu pai?! - Ele arregala os olhos. - Judas falou que ela falava com as pessoas que já haviam morrido, mas não tinha certeza que isso era possível. Quer dizer, sendo uma Sangue de Lobo imaginei que fossem espíritos. - Ele pega o frasco e fareja. - Esse olho é do...? - Ele procura verificar a cor.

    - Ela passa o dia com a foto dele no colo e eu já vi que tem bebido mais do que deveria. - Axel diz confuso. - Isso pode ser um problema? Eu acho que se ela não puder mais falar com ele vai ser como se ele morresse de novo. - Diz, preocupado.






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Sex Set 10, 2021 1:13 pm

    Ela fica visivelmente satisfeita quando ele paga o espírito. Aliviada até. "Eu falo com os mortos também. Com isso você tem até o amanhecer." Ela não responde sobre o olho. É como se ele nem tivesse perguntado. O olho castanho preservado no líquido.

    "Morte e saudade podem ser problemas muito grandes. O certo, o sábio, é enviar ele no seu caminho. Quebrar as amarras que o prendem aqui. Eu sinto muito." Ela não parecia sentir muito. Parecia ansiosa como alguém que assiste uma criança andar na beira do telhado. "Ver, ouvir, falar, tocar." Ela balança o olho e Axel percebe que não tem mais muito tempo para ponderar essa oferta. "Não é o primeiro. Tem acontecido mais ultimamente." De novo aquele expressão difícil de ler de quem vê o desastre tão perto e tão inevitável.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Qua Set 15, 2021 8:52 pm




    Axel Brown

    Axel ouve o que Maria fala. - Acho que não temos muito tempo a perder então. - Ele estende a mão até o frasco. - Fazer o certo às vezes custa muito. Até hoje tem algo que eu não sei... Ou prefiro pensar que não sei... Sobre as circunstâncias da morte dele. - Ele diz pausadamente, num esforço para falar aquelas palavras. - Acha que falando com ele descobriremos quais são as amarras que o prendem aqui? - Talvez terminar com aquilo tudo o mais rápido possível fosse a melhor saida.






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Dom Set 19, 2021 8:20 pm

    Ela observa o elodoth com cuidado enquanto ele fala. Não se move quando ele fala terem que ter pressa. Os olhos dela se apertam quando ele fala da morte dele. O rosto de torce em uma dor obvia por um instante. Mas uma dor por ele, não dela. "Algumas palavras podem fazer toda a diferença com situações assim. Porém sua mãe pode ser um problema. Pode ser uma ancora e pode estar o prendendo aqui." Ela parecia pedir desculpas, se ele não entendesse as palavras é isso que imaginaria.

    "Se quiser olhar daqui a maioria deles não podem nos ver assim." Ela respira fundo. "Se precisar de Mais tempo eu vou precisar de mais olhos... Frescos." Ela suspira como se fosse fazer algo dolorido e então se vira. "Pode me chamar se precisar." Ela diz antes de começar a andar.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Sex Set 24, 2021 1:54 pm




    Axel Brown

    Axel vê as reações de Maria e pressente a dor que ele mesmo sentiria com tudo aquilo. O nó na garganta vai apertando como uma corda que é puxada subitamente. - Vamos torcer que não seja ou... Sei lá, que tenha outra forma de resolver. - Quando ela diz que eles não poderiam vê-los, Axel pergunta: - Mas poderei falar com ele? - Questão genuína. - Vamos poupar olhos e fechar feridas abertas. - Ele encara o olho. E olha.






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Sex Out 01, 2021 9:07 am

    "Os mortos raramente passam o dromo ou nos enxergam desse lado. No mesmo mundo que um deles, vai ser visto. No mesmo mundo que um deles, com isso." Ela só pode estar falando do olho. "Vai poder até rasgá-los se quiser."

    Ela não tem mais nenhuma palavra depois dessa.

    --
    Axel vê a casa da mãe pelo dromo, do Hisil. Sozinho naquela parte ele se sentir vulneravel e exposto mesmo dentro do território. Olhar de um lado para o outro era ficar cego a tudo que podia tocar. Era ficar surdo ao que deveria ouvir para alcançar o outro lado.

    Na sala de estar a mãe falavam sozinha arrumando as coisas. Ele quase desiste quando os segundos vão acumulando um por cima do outro. Então ela se senta na poltrona favorita dele, com o estofamento de couro rachado. A garrafa de whiskey barato na mesinha ao lado e a foto no colo. Ela bota um gole generoso no copo antes de ele aparecer.

    Pela porta da frente com os ombros pesados com o camsaço de um dia de trabalho duro. Eles se olham por longo instante antes de ele voltar a andar. Ele anda, mas na verdade flutua até ela. "O garoto ainda não chegou?" A voz dele é exatamente como Axel se lembra, só que dessa vez causa um arrepio frio de culpa.

    Liana sorri radiante. O rosto iluminado de alegria, os olhos brilhando com lágrimas impossíveis de conter. "Tá tudo bem, ele tá lá em cima." A voz suave e apaziguadora. O homem parece mais leve ao ouvir isso e em um instante está do lado dela. Uma mão na garrafa, dentro dela. "O médico não disse que tá proibida de beber?" As palavras são de repreensão, porém o rosto espectral se abre um sorriso. Quase vivo.


    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Qua Out 13, 2021 9:40 pm




    Axel Brown

    Ele nota que aquela conversa era um eterno flashback. O pai repetia conversas que já haviam sido conversadas. Ele ainda tem algum tempo. Até o alvorecer do dia. Ele volta ao mundo físico e se aproxima da própria casa, para continuar observando de longe. Ele já tinha escutado muitas conversas dos pais, normalmente reclamando dele e das suas peripécias. Escutar novamente, naquela outra circunstância, era nostálgico e dolorido.

    Quando a mãe fosse dormir, ele teria seu momento de conversa com o pai. A conversa que ele não teve oportunidade e que talvez preferia não ter tido.

    O pai seria uma caça?






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Qui Out 21, 2021 6:56 pm

    Ele ouve e assiste enquanto os dois andam pela casa conversando. Sobre o assado de domingo ou as ervas no jardim. Sobre a pressão alta e a dor nas articulações. Sobre qual o melhor pão da cidade e se ele devia ou não parar de dar descontos para quem não tinha como pagar. Sobre que futuro o filho ia ter se é que ia ter algum. Eles conversam e conversam até o meio da madrugada quando Liana finalemente adormece com um copo meio cheio na mão.

    "Chegando em casa tarde de novo? Fumando com seu primo fracassado de novo?" Alex se lembra de cada palavra, ditas exatamente dessa forma na noite anterior a sua mudança. "Você sabe que prometeu. Sua mãe tá preocupada, tomou remédio pra dormir de novo." A voz magoada exatamente como ele lembrava.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Ter Out 26, 2021 10:39 pm




    Axel Brown

    Seus olhos estavam marejados. - Pai... Você não está mais aqui. - Ele diz, com pesar por aquela verdade. Será que ele seria capaz de entender e responder? - No dia que eu... Você morreu naquele dia. - Ele aperta os próprios olhos. - Olha... Você tem que ir. Você permanecer aqui faz mal à mãe... Vê, ela tá bebendo todo dia para poder te ver. - Aponta para o copo. - Se você não for, vai matar ela também. - Engole em seco. Sem saber se ele ainda era capaz de arrazoar.






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Seg Nov 01, 2021 2:21 am

    Axel: Pai... Você não está mais aqui.

    Ele tremula como um lago no qual se joga uma pedra. Dúvida clara nas feições espectrais. Ele sacode a cabeça como fazia quando tinha bebido e precisava preetar atenção em alguma coisa. Tão vivo. Tão real.

    Axel: No dia que eu... Você morreu naquele dia

    "Eu to aqui. Aqui!" Ele fala irritado. A lâmpada da varanda pisca e oscila. O ar cheira a ozonio e morte. O frio faz o ar condensar na frente da boca de Axel.

    Axel: Olha... Você tem que ir. Você permanecer aqui faz mal à mãe...

    O rosto do pai se torna uma carranca inumana de sombras e fumaça. "Não, é você! Toda preocupação! Os sumiços! O amor que ela desperdiçou!" A lâmpada pisca e estoura. Postes de iluminação pública oscilam. "Eu fiz Tudo! Tudo! Por vocês!" Ele mostra as mãos antes calejadas que agora são meras impressões de formas nas sombras. Os olhos, abismos escuros sem fundo.

    Axel: Se você não for, vai matar ela também

    Axel consegue ver o gelo se formando nas janelas. O arrepio que não era só pelo frio sobe pela ele do uratha. Os instintos lutando para se defender. Então silêncio súbito. O espectro parece normal, tão normal quanto uma sombra morta pode ser. "Não." Mas a voz era fraca, faltava convicção. "Nunca. Eu nunca..." Os olhos do fantasma se voltam para a casa. As tabuas estalam reagindo ao frio sobrenatural que diminui conforme o pai diminui.

    "Quem é você?" Ele pergunta sumindo e reaparecendo. "O que você quer? Meu filho não está. Ele nunca tá." Triste. Perdido. Desfocado.


    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Seg Nov 08, 2021 8:23 pm




    Axel Brown

    Era estranho, como ele poderia estar ali e efetivamente não estar. Era como se fosse um eco perdido. Um nó na garganta de Axel parece apertar cada vez mais. Enquanto ele vai falando, o pai fica violento, fazendo sua presença influir no mundo ao redor, mas então, como se houvesse acabado o combustível de uma vela, ele esmorece e parece mais perdido do que nunca. - Eu estou aqui, pai. Sou eu, Axel. - Não sabia se queria ser reconhecido ou se era melhor deixar as coisas como estavam. - Queria que você soubesse que eu mudei, mas... - Será que tinha tempo? - ... o que te prende aqui? - Ele estende a mão, para tocá-lo. A sensação seria a mesma?

    - Me diz, o que te prende aqui?






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Sab Nov 27, 2021 8:39 pm

    Seu corpo é frio como àgua do mar em uma noite de inverno e tão fluido e impossível de conter quanto névoa. Axel vê seus dedos afundando até sumirem na falta de cor que é o pai.

    Ele se assusta com o toque. "Não, meu filho morreu naquela noite. Eu me lembro. Eu lembro de tudo. Dos... Dos..." Como um filme antigo frames faltando ele salta de uma Expressão para outra sem passar pelo meio do caminho. "Eu vou proteger ela. Minha Liana, ela perdeu tudo. Eu e meu filho." Ele foca os olhos vazios em Axel e, não pela primeira vez, é como se tivesse acabado de reconhecé-lo. "Eu e você." Ele diz e uma mão trémula e pálida aparece perto do rosto de Axel. Dedos esticados e bem abertos como que um cego tentando sentir um rosto.

    "Você se lembra? Quando morreu?" A voz um sussuro que parecia chegar através da pele. Através do frio.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Seg Nov 29, 2021 9:36 pm




    Axel Brown

    - Não, pai, eu estou aqui... Bem vivo. Como a mãe também está. - Ele entendeu que tocá-lo era um pouco vão. Uma das mãos vai até o braço e meio que se abraça. - Eu estou com ela, pai. Ela ainda sofre muito por você, mas eu estou aqui. Eu... Eu vou até ser pai. - Será que aquela notícia iria chegar nele? - Eu tô mantendo a construtora, está crescendo. As coisas vão bem, pai. - Ele parecia rever nos seus pensamentos toda a responsabilidade que ele havia chamado para si agora se mostrando frutuosa. - Seu filho se criou. - Ele engole em seco.

    Ele não poderia fazer mal. Não sabia como e nem o que. Ele ainda passa um tempo olhando para o pai. Algo lhe dizia que ele logo iria reiniciar aquele ciclo de repetições. Quando acontece ele vai dando passos para trás e indo em direção à porta.

    Ele acharia uma forma de lidar com o pai.

    Acho que a cena acabaria aqui What a Face como iniciamos a procura por um devorador de pecados? haha uma pesquisa com Maria?






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Seg Dez 20, 2021 1:49 am

    A face do pai se torna lentamente mais suave e então as linhas nebulosas lentamente se tornam algo alegre. Algo feliz. Algo orgulhoso talvez. Para assim desaparecer deixando a luz da varanda piscando.

    --

    Maria é um beco sem saida. Pior, a hesitação de Axel a faz interessar mais no caso e um relógio invisível parece pairar sobre toda a situação. Os ponteiros se movendo lentamente, mas prontos para um bote a qualquer momento.

    Sobra ao elodoth fazer perguntas a fontes menos confiaveis. Será que a medium do tabloid da esquina era mesmo especial? Aquele cara do blog de assombrações? A cigana vidente do parque do pier novo?

    A procura era angustiante. Angustiante pela falta de respostas. Nada passava qualquer sensação de realidade. Nada parecia certo. Afinal, ele era um lobisomem de verdade e fazia segredo total. Sabia que vampiros existiam e nunca tinha visto nenhum.

    Até ele encontrar um panfleto na rua. Mais um culto meio new age e daqueles que nascem e morrem e as vezes viram capa de revista ou motivo de documentario. Ele não teria dado a minima se não fosse a curiosa escolha dos símbolos da religião. No fundo do papel em preto e branco xerocado, bem granulado e de baixa qualidade. Três símbolos. Um da a estranha sensação de já ter sido visto antes.

    Outro parecia inócuo, tinha sido visto no mausoleum do ricaço que contratou Axel para fazer um registro da própria casa.

    O ultimo era um caso muito mais preocupante. O símbolo que ele tinha encontrado da primeira língua tatuado em garoto do Portão de Bronze. O símbolo que tinha sido encontrado em uma presa que escapou dos Seis Uivadores no passado.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Sab Dez 25, 2021 8:35 pm




    Axel Brown

    Estava diante da casa que serviria para o... o... Ele não tinha exatamente certeza do que era. Encontro? Rito? Mesa branca? Culto? Ele vestia umas roupas casuais: jeans, blusa branca com uma camisa de flanela por cima. Ele tinha o panfleto na mão, conferia mais uma vez o endereço. Se perguntava que caralho estava fazendo ali e não achava uma boa resposta. Mas havia os símbolos. Sim, os símbolos que poderiam não significar nada para alguns, mas que ele sabia que tinham importância. Símbolos sempre tem importância para as pessoas certas.

    Ele vai até a porta e toca a campainha. Espera um pouco e toca outra vez. Até que alguém apareça. Quando aparece, ele mostra o panfleto: — É aqui que vai ter o...? Quer dizer, estou no lugar correto?






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2725
    Reputação : 131

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Qui Dez 30, 2021 5:25 pm

    O lugar era sala em um prédio comercial nada glamuroso no Corona, uma relíquia do começo da industrialização local. Fachada antiquada e interior sem imaginação nenhuma. O lugar cheirava a desinfetante forte e um leve perfume de lavanda para disfarçar. Quase vazio, lojas as moscas. Mas ele ouvia a música através da porta. A música suave de um eletrónico e a música descompassada de corações batendo juntos.

    A porta branca abre bem rápido, mas só um pouco. Um rosto emoldurado pela luz intensa de dentro o analiza como uma mancha escura. A porta se abre assim como o sorriso da menina na porta. Mas ela coloca um dedo na frente da boca assim que dá espaço para Axel entrar. O cheiro de incenso era suave demais para sentir do outro lado. Nenhuma cadeira. As pessoas estavam no chão. Vestidas de forma despretensiosa e relaxada na sua maioria, mas Axel via outros no meio desses. Pequenas ilhas de formalidade, asseio exagerado e até uma garota que claramente poderia ser uma fitness model. Um rapaz vestido todo de preto com piercings e tinta segurava a mão de um homem forte vestido com calça social e camisa de botões. Eles tinham acabado de fazer alguma coisa, dizer alguma coisa para o grupo. Os dois pareciam emocionados e diferentes demais um do outro.

    "É só sentar e ouvir..." A voz dela era um sussurro confortável e caloroso. Aceitação sem perguntas. Ela aponta um monte de almofadas de formatos diferentes em um canto. Elas eram coloridas e estampadas e também em confortáveis tons pasteis ao lado delas umas cadeiras de dobrar.

    Nessa hora os dois se abraçam, o que é engraçado já que o homem é uma especie de neandetal enorme e o rapaz é magrelo e desajeitado. Mas as pessoas ali sentem aquilo de verdade. Ele percebe a emoção quase como algo palpável. Os dois se separam e voltam às suas respectivas almofadas. Os símbolos que tinham trazido Axel até ali estavam pintados na parede branca com tinta escura, um cinza quase preto. A música baixa vinha de mais de um lugar na sala. Pequenas caixas de som discretamente posicionadas tocando o mesmo instrumental.

    Uma caixa cheia de celulares numa prateleira em cima das almofadas. Ninguém pediu nada. Nenhuma instrução. As luzes ficavam escondidas e iluminavam o teto fazendo a iluminação difusa e sem linhas duras. As sombras eram quase todas devoradas pela luz que vinha de outra direção.

    "Bem vindos! Bem vind..." O magrelo que vestia uma mistura de hippie, grunge e padre quase engasgou quando olho para ele. O cabelo cheio de trancinhas cobre o rosto quando ele põe a mão na cara. Tinha acabado de entrar por uma porta lateral e tinha uma faixa com os três simbolos no ombro. Ele tosse uma vez. "Temos mais gente do que nunca hoje." Ele olha aqueles sentados nas almofadas ignorando Axel. "Eu sei que seus corações estão mais leves. Sei que o caminho tem melhorado as suas vidas. Mas sei também que a muito o que percorrer. Sei que ainda há sombras. Ainda há medo. " Ele tira de um bolso um bloquinho de notas simples e amarelo. "Por favor Lizandra." A menina da porta dá um pulo e corre até ele com um monte de finos pedaços de carvão. "Alguns de vocês já sabem o que fazer. Alguns de vocês já não tem o que escrever. Mas saibam, todos, que o mal deve ser exposto. O medo desnudo. Mesmo que só para si mesmos. Escrevam e pensem bem no que os aflinge. Não tenham medo dos detalhes. Não tenham medo dos porques. Olhem para dentro e escrevam." Ele arranca uma folhinha do bloco e o passa a diante pegando um carvão. "Eu vou começar."

    Ele rabisca alguma coisa e dobra o papel. O sacerdote estranho se concentra levando o papel até o rosto magro de olhos fechados. Olhos que ele só abre quando a menina dá porta, Lizandra, está na frente dele com um brazeiro de ferro escuro. As chamas alimentadas por pavio e cera. Axel sabia pelo cheiro. Cera de abelha perfumada. Incenso também. Ele coloca o papel contra as chamas e sorri aliviado quando todo o amarelo se torna negro e cinza, queimado. Logo alguns dos outros fazem o mesmo. Outros incentivam. Ele espera e assiste com uma expressão de tranquilidade e orgulho. Talvez satisfação verdadeira.

    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5390
    Reputação : 399
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Dom Jan 02, 2022 12:29 pm




    Axel Brown

    De repente ele estava dentro do local, pois tudo que fizeram foi colocá-lo para dentro. Tinha gente de todas as "tribos" ali, pelo visto. O que era bem inusual. A garota o apontou umas almofadas e foi ali que Axel se sentou enquanto observava o ambiente. A coisa toda tinha um ar de misticismo adolescente good vibes. Ele largou o celular junto da caixa. Ele não usava muitas redes sociais e tudo era escrito propositalmente de forma ambígua, não tinha muito a esconder ali. Axel vislumbrou os símbolos que o trouxe ali.

    Então chegou uma nova figura que visivelmente ficou assustado com a presença dele ali. Axel o observa bem, tentando lembrar se já o havia visto alguma vez. E mais do que isso, tentando ler nas entrelinhas o que era que o havia impressionado exatamente. Mas ele queria saber mais do que isso, já que aparentemente ele era o líder ali.

    O sacerdote começa ali a escrever seus medos num papel e jogá-lo ao fogo. Um tipo de ritualística antiga, cheia de significados que ali pareciam ligeiramente deslocados, talvez? Axel lembra bem de Maria explicando o porque daquelas práticas chegarem a resultados. Algumas delas chegaram no 'mainstream'. Axel rabisca o nome do pai no papel e quando o braseiro chega diante dele, ele larga o papel no fogo. Tinha medo de ter que caçá-lo como uma presa, preferia encontrar um outro meio. Talvez nem tudo tivesse que ser caçado. Isso ele tinha pensado antes, agora ele olhava para o sacerdote, depois de ter posto seu próprio papel, a ver se algo havia mudado na sua expressão ou fisionomia.

    Ele esperaria aquele pequeno ritual terminar antes de se levantar e procurar uma oportunidade para falar com o líder local.

    Metendo um prey on weakness no líder do culto e antes disso, dando uma boa olhada com Empatia (Motivações) nele






    Conteúdo patrocinado


    Axel Brown - Página 8 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Jul 05, 2022 12:52 am