Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Axel Brown

    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Seg Out 05, 2020 7:11 pm

    Quando Axel fala sobre conserta ela só balança a garrafa de cerveja como se isso significasse alguma coisa.”Só vidro.” Ela dá um gole teatral “Nada demais.” Já falando da irmã ela parece menos certa. “Ela não é mexicana né. Nem sei porque foi pra lá. Mas tá lá e vem e eu não sei a resposta pra sua pergunta. Parece importante pra ela.” Agora é a vez dela de olhar para as ondas, porém com mais nostalgia que tristeza.

    “Isso era pra me deixar tranquilo, Ralph construtor? Agora eu to mais bolado. Achei que tu tinha dito que não tinha nada de super poderes.” Ele fala com uma sobrancelha só levantando lentamente entre as palavras até estar bem acima da outra. Bem sério. Quando Axel fala sobre aquilo ser um segredo a segunda sobrancelha se junta a primeira. “Nego vai achar que eu fumei as cinzas da vovó. Nem um piu.” Ele faz como se trancando a boca com uma chave invisível que ele joga do penhasco.

    “Tá na hora.” Ela interrompe. “Shhhhh” Ela diz eloquente. Ela puxa o eledoth para a beira com um sorriso bobo no rosto e se senta bem na ponta com os pés balançando no precipício. “Vem Judas, vem ver.” Então ela se cala comicamente e começa a apontar a linha do horizonte e as pedras sob o mar cinza e as pedras acima da água também. Mostrando onde as cores estão mudando lentamente. Onde o branco começa a se tingir de laranja e vermelho e as lâminas de água brilham como um enorme cardume. As pedras molhadas e lá embaixo são mais escuras cobertas de algum limo ou alga e fazem um contraste forte. No céu as nuvens vão se pintando de cores intensas e vibrantes enquanto o firmamento em si escurece deixando aparecer lentamente as estrelas e a lua.

    Olena aperta forte a mão do uratha e Judas olha horizonte como se não tivesse visto nada assim antes. A animação dela era contagiante. Ou a experiência de quase morte o fazia rever as coisas com olhos renovados.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Qua Out 07, 2020 3:41 pm




    Axel Brown

    - Quanto tempo que você não a vê? - Perguntou, pois Olena não parecia conhecer bem a irmã. Ele apertava de leve a mão da garota já que agora era ela quem tinha o olhar longevo.- Bem... Posso ir com você buscá-la quando chegar à cidade. - Disse, sem mais preocupações. Embora fosse importante descobrir o que faria alguém voltar do México para cá e que problemas ela traria consigo se fosse uratha ou parente.  

    Judas falou dos superpoderes. - Er... Nada de superpoderes para você. Para os uratha... temos capacidades que poderiam ser bem descritas como superpoderes. - Disse aquela palavra pela primeira vez para o primo. - Ferimentos se fecham muito mais rápido do que você possa imaginar, por isso a briga não foi nada demais. Fora outras coisas...

    Então Olena o puxa e chama também a Judas. Axel acena com a cabeça incentivando que ele viesse. A vista era incrível. Realmente. Parecia um show luminotécnico. Axel nem vê o tempo passar e as estrelas da noite começam a tomar o espaço do céu iluminado pelos últimos raios do sol. Como se nada mais importasse. - Uau... - Falou só quando as palavras voltaram. - Quando você achou isso aqui? - Perguntou à Olena. - É incrível.

    Ergueu de leve a garrafa de cerveja artesanal como que propondo um brinde para os outros dois. Depois que brindassem ele terminaria de tomar o resto do líquido que ainda havia ali. Olhou a lua.

    - Tem algo que eu queria pedir a vocês dois... - Disse, ainda olhando para ela. Então se voltou para os dois. - Há outra pessoa que precisa ser informada que é parente, mas não posso cometer o mesmo erro que cometi com Judas. - Olhou para o primo, meio que pedindo desculpas. - Queria descobrir primeiro a capacidade que ela tem, talvez isso ajude. Vou precisar da ajuda de vocês dois. Depois, claro, de descobrir a sua. - Disse ainda para o primo, mas então deu uma olhada para Olena e notou que não sabia o que ela podia fazer. Deu-se conta que isso não importava e achou isso bom. - É minha mãe.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Qui Out 08, 2020 2:08 pm

    Axel escreveu:Quanto tempo que você não a vê?

    Ela nem hesita e nem pensa. "Quatro anos. Num vai nem acreditar que ela é minha irmã quando olhar pra ela." Ela ouve a oferta de Axel e seu rosto brilha. A apreciação dela esquenta alguma coisa dentro do elodoth "Sim. Muito. Por favor. Eu não quero tropeçar e quebrar os óculos e chorar na frente dela." Ela faz parecer que isso sempre acontece e seria inevitável sem ajuda.

    Axel escreveu:Nada de superpoderes para você.

    Judas torce a boca para demonstrar desgosto. "Porra de mundo injusto do caralho." Ele joga uma pedrinha no mar. Quando Axel fala que cometeu um erro com Judas ele ri engasgado e soltando ar do nariz. Tem algo claramente irônico no gesto de negativo que ele faz com a cabeça. "Num sabe? Até eu sei. Tua mãe fala com fantasma." Ele fala como se realmente nem fosse nada demais. Como dizer que o mar é azul porque reflete o céu. O que parece ainda menos obvio com o mar colorido lá embaixo mudando rapidamente pare a sua versão escura como o abismo. Ele tira um baseado do bolso. "Vai?" Ele pergunta enquanto acende.

    Olena está olhando para ele com olhos claros grandes de espanto.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Dom Out 11, 2020 10:31 pm




    Axel Brown

    Quando os olhos de Olena brilham para ele, Axel sente como se algo tivesse mais vitalidade dentro de si. Ele ri genuinamente com o comentário que se segue. - Até parece haha... - Ele pousa mão na cabeça dela, bagunçando de leve seu cabelo, como faria com uma criança.

    Judas reclama da injustiça com seus poderes. - Ele é até um pouco mais injusto do que você imagina. - Disse o elodoth se dando conta pela primeira vez que aquilo era verdade. Quando o primo fala que sua mãe vê fantasmas, Axel faz uma evidente cara de confusão e espanto. Ele corre nas memórias atrás de algo que confirmasse ou não o que o primo dizia. - Como assim? - Ele acende um cigarrinho do demônio e ao mesmo tempo que está confuso, Axel se diverte com a reação de Olena. A pergunta vai para ela: - Você já usou algo assim? Quer experimentar? Se não estiver à vontade a gente sobe enquanto Judas termina. - Avisar que o primo era maconheiro nem passou pela cabeça de Axel, pois até outro dia ele era também. Era quase como dizer que ele tinha cabelos loiros. Ia ver como Olena ia reagir e se ela estivesse de acordo com permanecer ali, ele pediria a Judas que explicasse melhor por que ele pensava que seria aquela a capacidade de sua mãe.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Qui Out 15, 2020 9:08 am

    Axel escreveu:Como assim?

    "Mãe diz que ela fazia truques quando era criança." Axel nunca tinha ouvido falar de truques? Mas truques podem ser qualquer coisa, não é? "Até a bizá morrer, né. Aí ela achou a grana que a velha tinha enterrado e e a vó proibiu." Nessa hora Axel oferece o cigarro a Olena e ela aceita analisando com cuidado, mas sem dizer uma palavra pra não atrapalhar a história. "Mãe diz que era truque. K.o. Mas ela é assustada de verdade até hoje e eu nunca vi tua mãe em nenhum funeral da família. Nem quando a mãe dela morreu." Ele fala como algo que não poderia ser qualquer outra coisa. Como se fosse a única possibilidade. "Isso e ela quer ser cremada, né? Assim que ela deixou isso cair na fofoca da família a mamãe e um monte de prima seguiram o barco correndo. Sherlock Holmes aqui, rapá. Na real eu sempre achei que era k.o. mesmo. Superstição das coroas." Olena gargalha. Alto. Tosse também jogando fumaça para todo lado e por um segundo agoniante ela quase cai. "Eu... coff coff... Não dá..." Ela respira fundo. Vermelha. Rindo. "Não dá pra saber olhando, mas Xeroque aí já sabe tudo." Ela gargalha de novo. Judas ri também. Primeiro contra a vontade e depois profundamente dando tapas nas costas do uratha. "Talvez tenha algo aí sim. Real. Real. Juro. Que cê acha!? Olha pra mim.". Ela segura o rosto de Axel como se ele não estivesse olhando para ela. Se esticando perigosamente ela dá um selinho nele. "Pronto passou." Ela fala sem parar. Alternando entre fazer algum sentido e nenhum. "E aí... que cê acha?" Com uma expressão profundamente intrigada. Do outro lado Judas também assiste o primo.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Sab Out 17, 2020 2:21 pm




    Axel Brown

    Axel fica olhando para Judas com certa incredulidade. - Ela foi no enterro do meu pai. - Era até inconcebível que não fosse. Mas de fato, ele não lembrava dela indo a cemitérios fora essa vez. Porém, diferente de Rebeca, sua mãe nunca teve qualquer indício de anormalidade. - 'Cê tem certeza disso? - Tentava ver a reação de Judas, mas ele sempre foi muito expressivo. E muito crédulo. Raciocínios rápidos e nenhum questionamento a mais. Ele parecia crer piamente que era isso.

    O elodoth fica um pouco desconcertado até ouvir a gargalhada de Olena. A onda bateu. Axel sorri com a situação e quando ela se estica, ele passa o braço pelo seu corpo para mantê-la segura. - Eu tô olhando pra você e a senhorita tá proibida de puxar um beck em cima de um desfiladeiro. - Disse brincando.

    - Acho que vamos ter que conversar com a titia para saber como Dona Liana era quando jovem. Preciso ouvir essa história eu mesmo. - Olhou para Judas. Ainda segurava Olena em torno da cintura. - E agora a gente deveria passar nalgum lugar para comer que quando a larica bater essa moça vai ficar irritada. - Olhou para ela e a puxou com carinho em direção da escada. Hora de voltar.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Qua Out 21, 2020 9:34 pm

    "Certeza. Total, mano. Total. Se eu tivesse um fantasma no bolso eu provava. Ou pelo menos minha mãe tem certeza." Ele tenta continuar sério, mas o riso vai abrindo espaço no rosto dele. "Se ouviu ele Jud? Posso te chamar assim? Posso sim, né? Já quer me proibir. Ele sempre foi mandão assim?" Ela ri. Ele ri. Ninguém se importa mais com o que foi dito.

    Quando Axel fala sobre a mãe de Judas ele faz que não com a cabeça na mesma hora. "Mamãe vai pirar mano. Essa coisa de monstro assassino peludo e dentuço vai pirar ela total." Ele não está muito afiado. "Podemos levar ela no cemitério. Ou ou IML! Com certeza o IML!!!" Olena aperta o elodoth e sacode a cabeça em negativa. Um segundo depois ela se arrasta na direção da mochila com as cervejas. Ela mal consegue segurar a alça quando Axel a leva escada a cima. "Eu não posso dirigir assim e somos três pessoas, não cabe todo mundo na moto. Estamos presos. Completamente presos." Ela gargalha subindo com Axel. Judas vai logo atrás.

    Lá em cima a moto está no mesmo lugar que estava antes, mas a chegada da noite muda tudo a sua volta. Tanto céu escuro e estrelado. As luzes da cidade um claro contraste. A escuridão da estrada é calmante, teria sido enervante antes da primeira mudança. Mas agora o meia lua sabia que era o maior perigo dali. O único monstro espreitando nessa escuridão.

    Olena acomoda a cabeça em seu ombro. Olhos fechados. Judas pega o celular e não dá para ter certeza do porque. Ele fica lá olhando para a tela.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Ter Out 27, 2020 11:10 pm




    Axel Brown

    - Não, Judas, peloamordeDeus... Não vamos falar pra sua mãe nada disso nunca, ok? Vamos conversar com ela sobre essa história da minha mãe ver fantasmas, entendeu? Pedir que ela conte quando notou isso e porque acha que é verdade... Algo assim. - Pegou-lhe no ombro para passar a urgência dele entender exatamente o que era para acontecer. Olena quebra a pequena tensão e eles riem. Quando Judas sugere o IML, até Axel sabia que era uma má idéia. - Isso seria tipo ligar seu amplificador na voltagem errada. Vamos devagar.

    Eles sobem e Olena ainda está chapada. E está certa que não tem como eles voltarem agora. - Não estamos presos, estamos bem livres. - Disse Axel com um sorriso atravessado. A cabeça da sua garota no seu peito. Então olhou para Judas.

    - Judas... O que foi?






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Ter Nov 03, 2020 3:20 pm

    Judas mostra o celular sem sinal. Nada. "Fudeu. Vou morrer aqui. Ou virar fazendeiro." Olena gargalha, mas ele parece piamente convencido de que nunca mais vai ver civilização. "Quando acharem nossos corpos desnutridos e meio velhos eu vou contar pra sua mãe que a culpa é toda sua. " Ele aponta para Axel com um dedo longo. Olena ri de novo. "Eu esqueci da coisa da moto. Mas não esqueci nada." Ainda rindo ela faz sinal com a mão aberta. Como que pedindo paz ou um tempo. Ela começa a rodar em volta de si mesma e olhar de um lado para o outro enquanto se apalpa e checa os bolsos. "Puta merda, vamos todos morrer." Judas concorda e seu humor melhor quando ele deixa de ser o único.

    Olena dá um passo atrás e mais outro. Depois checa todos os bolsos de novo. "A chave da moto, sumiu. Deve ter caido lá embaixo. Acabou.""Acabou.""""Vamos ter que morar aqui pra sempre.""Foi o que eu disse." Os olhs dela ficam cheios de lagrimas e ela ainda mais nervosa. "Era pra você dirigir." Ela está em pânico. O que é engraçado já que Axel consegue ver a chave da moto pendurada na mochila o tempo todo. Balançando e tilintando cada vez que ela se vira ou se agita procurando.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Qui Nov 05, 2020 11:36 pm




    Axel Brown

    Axel tem que segurar o riso quando Judas fala que vai morrer ali. Sinal... Aquilo já queria dizer pouca coisa pra ele. Olena entra na pira do primo e começa a procurar a chave da moto que parece ter sumido. Apesar de estar logo ali balançando. Axel ri com gosto. - Qual é, ser fazendeiro nem é tão ruim assim... Você pode até tocar uma viola todo dia. - Disse para Judas. Aproximando-se de Olena, ele a segurou com os braços esticados na altura dos ombros: - O que você me daria se eu fizesse uma mágica e então fizesse a chave aparecer? - Deslizou as mãos, uma direto para o bolso da mochila, outra estalando os dedos. Passou então as mãos diante de si com movimentos ondulares, como que imitando muito mal um mágico. Mas eles estavam drogados então isso não fazia diferença.

    - Abracadaba, caralho! - Erguia a mão direita espalmada, com a chave pendurada em seu dedo, o aro do molho como um anel. Estendeu então os braços esperando os aplausos da sua incrível platéia de lombrados.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Sex Nov 13, 2020 1:55 am

    Axel escreveu:Você pode até tocar uma viola todo dia.

    "Puta que pariu! Meu baixo não tá aqui!" Ele ainda procura em volta com os olhos. Como se o instrumento pudesse ter se materializado em algum lugar.

    Quando Axel faz sua mágica Olena pula para trás. Judas abraça o primo. "To salvo caralho! Puta que pariu! Tu tirou essa chave do..." Felizmente Judas é interrompido com Olena pulando nos dois em um abraço apertado e histérico. "Eu não vou morrer aqui!!!" Os dois riem muito. A sensação é quente e confortável. Agradável. Familiar.

    Não muito tempo depois estão os três na moto seguindo pela estrada escura. Axel dirigindo. Judas pedindo velocidade, de pé nos apoios. Olena apertada em Axel sem olhar para estrada, em silêncio pacífico. A moto enorme responde bem melhor do que parecia. Claramente montada com cuidado e um motor potente. O vento nos cabelos. As luzes da cidade distantes. Uma miniatura brilhante. Os problemas tão pequenos a distância.

    De um lado e do outro da estrada Axel vê pontos brilhantes correndo com eles. Em pares. Pontinhos vermelhos. Sempre nos cantos da visão. Além da atenção. Nunca vistos de verdade. No retrovisor a escuridão parace correr faminta atrás deles. Viva. Ansiosa. Faminta. "Corre viado! Mete o pé!" A voz dele era alegre e animada. Ele não via aquelas coisas.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Sab Nov 14, 2020 10:13 am




    Axel Brown

    Às vezes vale a pena estar vivo. Lembrou-se disso quando Olena abraçou ele e o primo, genuinamente feliz por não ter perdido a chave da moto. Logo eles estavam de volta a estrada. Axel ia guiando. Judas ia atrás gritando e pedindo velocidade. Olena estava grudada ao corpo dele e dali ele sentia o cheiro dela.

    O vento batia no rosto e aquilo trazia uma sensação de liberdade ímpar. Ao fim das contas, talvez tenha conseguido ajustar as coisas até ali. Estava satisfeito. Estava. Até ver no canto de olho alguma coisa. Alguma coisa que ele sabia ser parte do mundo dele. Traçou mentalmente o trajeto mais rápido para um lugar habitável: uma lanchonete, um posto com conveniência. Um lugar onde os dois pudessem comer e ele pudesse observar melhor o que era aquilo. Seria uma breve parada para então seguir para o território dos Algozes.

    Como reflexo, Axel começou a cantarolar uma melodia lenta. Algo que falava do Caminhante. Havia medos que eram companheiros, afinal de contas.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Ter Nov 24, 2020 5:54 am

    A música que fala sobre o perigo desconhecido esgueirando na escuridão não é a melhor escolhe para um momento como esse. O caminhante é feito de medo. A presença do caminhante logo se sente no fundo da alma do elodoth. Um toque etéreo. Frio. Selvagem. Exatamente o que um uratha precisa. A resistência soturna e silenciosa do totem inspirando o elodoth.

    Os pontos no escuro continuam seguindo. Correndo de uma sombra a outra. Ratos se esgueirando na noite. De um lado e de outro cercando cada movimento. Hoste em flagrante desrespeito a ele. Ou seria uma ameaça? Os movimentos continuam nos retrovisores. Como se as proprias sombras correcem atrás dele. "Medo" a palavra se forma sozinha na cabeça do uratha. Ele sente o desconforto do totem com as luzes da motocicleta. "Que tal parar e apagar as luzes garoto? Enfrentar seus medos no escuro como os seus ancestrais? Onde ficou a sua coragem?" Provocações em outra voz. A mesma voz que os pensamentos de Axel tem.

    O som de ossos quebrando no escuro. Uma risada histérica que faz o sangue gelar. A moto perde a direção. Judas cai. Sem som. Olena é arrancada. Unhas quebrando contra a pele do uratha. As lâmpadas da moto estouram de uma vez só. A escuridão é uma onda sufocante. Sedosa e fria ela se gruda a pele. Escorre pela garganta. Invade a mente pelos olhos. O lobo luta, mas é inútil...

    --

    A escuridão se afasta como o abrir de olhos. O motor ainda ronca. Os braços apertados em volta dele. Olena. Judas gritando. Alegria. Emoção. O escuro dos lados vazios. O cheiro de carne queimada invade as narinas do elodoth. Cheiro da dor do Caminhante Noturno. Os três passam sob as luzes fortes e brancas de um posto de gasolina. Ninguém nas bombas. Normal. Um rato correndo para se esconder na lixeira. Comum? Judas pula fora antes de a moto parar. Correndo para a lojinha de conveniência. Olena aperta Axel com carinho. A noite parece vazia. Ela segura a manga da camisa com as duas mãos e beija o pescoço do elodoth com carinho lento e preguiçoso. Subindo até a orelha. Os olhos do uratha não conseguem descansar. O lobo continua rondando lá dentro. Ela morde. Dor. Irritação. A mente luta para conter a reação do corpo. Uma armadilha? Alucinação?

    "Hnnnnnn to com fome." A voz dela é cheia de sono. Ela fala sem soltar a orelha dele até terminar a frase. Judas chuta uma maquina de lanches. O barulho de plastico indica que o artifício deu certo. Ele sorri de longe com pacote de sangadinhos e volta a atenção para maquina de novo. Olena parece hipnotizada por ele.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Sab Nov 28, 2020 1:32 pm




    Axel Brown

    Ele tinha medo do escuro? Não exatamente. Mas ele tinha medo. O que é quase a mesma coisa. Naquele momento Axel sabia que teria que fazer algo. Entrar na escuridão até que o medo fizesse brotar coragem. Afinal, coragem não é seguir, mesmo com medo? Seria essa a lição que o Caminhante queria lhe dar? Ele iria aprender.

    .
    As luzes afastaram o totem e o coração do elodoth ainda estava acelerado. As imagens que passaram na sua cabeça pareciam mais verdadeiras que a própria realidade. Judas saltou da moto e Olena se agarrava a ele como tatuagem. Quando seus dentes marcam a pele de Axel, um pulso de dor e prazer correm. Ele respira fundo para se concentrar no segundo. - Eu sabia que a larica ia bater... Vamos na loja ver se tem alguma comida menos lixosa do que essa que Judas está pegando. - Foi conduzindo-a até a conveniência.

    Lá dentro, catou algumas barras de chocolate, seria bom, tanto para diminuir o efeito da cerveja, quanto para acalmar a fome dos maconheiros. Mas isso era para depois. Procurou uma pessoa que estivesse atendendo: - Vocês servem algum tipo de refeição aqui? - Não eram todos os postos que tinham uma cozinha, mas também não era impossível, ainda mais porque os trabalhadores que iam e voltavam da prisão deveriam parar sempre ali na saída ou na chegada. - Algo rápido serve, um sanduíche, uma panqueca...

    Se fosse possível pedir algo, pediria para os três e chamaria Judas do lado de fora: - Anda, vem comer. - Voltou para sentar-se ao lado de Olena. Passou a mão no rosto dela, contornando-os com os dedos. Abriu um sorriso. Olhou lá fora e vendo a escuridão afastada tão somente pelas lâmpadas do posto, foi fechando-o lentamente. - Você ainda tá morando naquele espelunca de apartamento com os outros da banda? - Perguntou a Judas.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Sex Jan 01, 2021 9:52 am

    Axel escreveu:Eu sabia que a larica ia bater... Vamos na loja ver se tem alguma comida menos lixosa do que essa que Judas está pegando.

    Judas nem ouve. Continua sorrindo com seu troféu de salgadinho. Orgulhoso. "Ótima ideia. Melhor que comer a sua orelha." Ela diz lambendo os lábios. Ela escorre para fora da moto trocando um pouco as pernas, mas sem cair. Ela ri da própria dificuldade. Leve como uma pluma.

    Lá dentro é fácil escolher os chocolates, eles não tem muitos. Judas entra um pouco depois fazendo o sino sobre a porta soar algumas vezes a mais do que devia. Olena ri disso também. Chegando no balcão uma mulher entediada olha acusadora para Axel depois de descravar os olhos de Judas. Ela não parecia gostar dos sinos. Mas não diz nada. Nem quando Axel pergunta da primeira vez.

    A cara dela se emburra mais com a escolha dos chocolates. Como se procurasse algo para desaprovar. Ela escaneia os itens enquanto Axel insiste sobre as refeições. A palavra panqueca parece fazer ela explodir. "Porcaria de troço idiota." Ela bate o scanner manual no balcão e parece ver os dois pela primeira vez. Dois, porque Judas está andando por aí dentro da loja. "Sanduiche de micro ondas. Eu levo pra vocês." Ela olha para itens e para o cardápio na parede que é maior do que ela diz ser. "Vinte pratas." meio dando de ombros.

    Olena não percebe nada de errado. Judas menos ainda. Mas o uratha vê as luzes lá fora falharem junto com o scanner da atendente. As sombras lá fora como um mar de insetos tentando comer a luz. Um som alto nos fundos e as luzes voltam a toda potência. Ele podia jurar ter ouvido alguma outra coisa lá fora além do vento.

    Lá fora era o melhor lugar para se estar. Era onde a moto estava. Era onde ele podia ver melhor. Era mais longe de todas aquelas superfícies refletoras lá dentro. Portas de vidro, chapas polidas de alumínio, espelhos, janelas... Axel não deixou a sensação de medo se apoderar dele.

    Axel escreveu:Você ainda tá morando naquele espelunca de apartamento com os outros da banda?

    Ele para de mastigar o chocolate com salgadinhos. Respira. Engole. "É, a mãe me da uma ajuda com roupas e comida. Mas é. To lá. Criatividade total lá! Lugar absurdo pra criar! Absurdo! Mas o rango é ruim. Dá pra comer lá não. Nem tem como lavar roupa também, Julie mora na área de serviço." Ele sorri sem imaginar o porque da pergunta e sem nem se importar. Olena pelo menos parece horrorizada vendo ele comer. Especialmente quando o sanduíche chega e mistura todos os três como se fosse um grande chefe. Um barulho alto nos fundos assim que a mulher alcança a porta da loja. Ela xinga e começa a dar a volta.

    As luzes piscam outra vez. Vacilam fraquejando. Um padrão claro. As mais próximas da escuridão da noite piscam mais, enfraquecem mais. Axel ouve novo. Uma coisa raspando. Um som estranho que aumenta e diminui formando outra coisa. Uma risada...
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Dom Jan 10, 2021 10:48 pm




    Axel Brown

    Sorri azedo com o sanduíche de microondas. Axel estranha a irritabilidade da atendente. Ele procura no rosto dela entender o que se passa. Quando percebe as luzes falharem, quando vê os arredores potencialmente reflexivos, ele procura traços de medo na fisionomia da atendente, enquanto abre a carteira para pagar o lanche. - Obrigado. - Tenta sorrir.

    Eles sentam para comer. Judas come como um avestruz. Olena está genuinamente enojada. Quando ele responde do apartamento, Axel fala para a namorada: - Imagina o que ele tem para comer lá então... - E ri. Porém, o tempo todo ele está olhando lá para fora. Eles ainda estavam comendo quando o elodoth se levanta. - Acho melhor a gente ir indo, está ficando tarde. - Olhava para ver se o efeito da droga havia pelo menos abrandado e se a comida havia feito sua parte.

    Enquanto eles saiam, Axel não ficou mais que dois metros longe de Olena e Judas. Queria-os bem perto. Iam pegar a moto e sair dali. Tanto melhor se fosse no escuro.






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Ter Jan 12, 2021 7:07 pm

    Ninguém se opõe a sair. Os dois passam a viagem seguinte bem mais calmos. Olena talvez tenha até dormido na moto. Axel não consegue ter certeza. "Foi mágico." Ela murmura no ouvido assim que a moto para para deixar o Judas. Ela tenta sair também, mas sem sucesso. "Essa é dá boa..." Judas diz com sono. Ele abraça Axel tentando não encostar em Olena. Ele beija a moto com um olhar apaixonado. "Tu é um cara de sorte." Ele levanta uma das mãos quando sai. Olena ainda tentando sair achando que já era a hora dela descer.

    --

    Axel não sabe dizer exatamente quando parou. Mas agora não tinha mais nada na escuridão. Também não tinha escuridão. As luzes da cidade se metiam entre as sombras. Laura faz companhia a eles assim que ele entra no território dos uivadores. Ela não diz nada. Só acompanha com a carro assim que o reconhece no lugar onde ele disse que passaria. Alguns minutos e realmente chega a hora de Olena. Ele enrola. Coloca a moto dentro da garagem que Laura mostrou. Laura, uma parente. Sinal de confiança? Talvez. Estavam subestimando ele? Talvez. Não deveriam mostrar mais respeito? Ou essa era forma valida de demostrar? O augúrio virava as regras de um lado para o outro na sua cabeça. Regras dos humanos. Regras de Dover. Regras dos urathas. Regras do protetorado. Até as regras da rua.

    "Eu vou ser melhor na próxima. " Ela diz cortando os pensamentos dele. Os olhos tentando piscar o sono para longe. Laura espera paciente a distância. Dando espaço para os dois. "Você bem que podia ficar até amanhã." A voz dela tentando um tom sexy para o qual não estava preparada. "Mas iam bater na minha porta de manhã perguntando porque eu te sequestrei." Ela morde a mão de Axel com suavidade. "Na próxima você me mostra um lugar seu. Depois disso eu faço minha comida favorita pro meu... " O rosto dela muda de cor e ela se afasta como se tivesse chutado ele no saco. Ela está muito mais acordada agora e procura uma saída.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Ter Jan 12, 2021 11:55 pm




    Axel Brown

    A certeza era que tinha que dar um jeito naquilo. Pelo visto ameaçar o Medo Atrás do Espelho não havia sido a melhor idéia que ele já teve. Porém, era o que ele era de mais genuíno, talvez. Acertaria as coisas. Tinha que acertar. Por seus irmãos de alcatéia, pelos seus. Inclusive aqueles dois que estavam ali. Noite adentro eles voltaram.

    Axel puxa Olena de volta para a moto e bagunça os cabelos de Judas quando ele se baixa para beijar o veículo. - Você também é, maluco. - Enquanto ele sai trôpego, Axel manda um aviso sob um tom amigável: - Quando eu mandar mensagem ou te ligar, não deixa de responder. - Digitava rapidamente uma mensagem avisando que deixaria Olena dentro dos territórios dos Seis Uivadores. Se Judas olhasse para trás, ele piscaria, enquanto guardava o celular e dava partida na moto.

    Laura foi quem veio escoltá-los. Deveria achar aquilo estranho? Era um sinal de confiança? Ia preferir interpretar assim... Afinal ela era a mãe de Richard. Axel não deixaria sua mãe de vigia de um uratha. Não de um que confiasse. - Melhor? Haha, não é uma competição... E eu até gostaria, mas não vai rolar, preciso guardar minha castidade. - Cutucou a garota, implicando. Sentiu a mordida com certo prazer e ia responder quando viu a mudança de comportamento súbito. Girou levemente a cabeça para esquerda enquanto estudava Olena.

    - Eu deveria me preocupar com essa hesitação? - Não quis ser inquisitivo, quis dar espaço. Ter um relacionamento com um uratha era algo a se hesitar, realmente. Mas queria saber o que a fazia hesitar. Insegurança? Medo? Tudo junto?






    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1230
    Reputação : 52

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Qui Jan 14, 2021 1:19 pm

    Judas faz um sinal positivo como resposta para o primo.

    --
    "Eu acho que pulei alguma coisa." Cada palavra falada bem devagar. De alguma forma parecia um pedido de desculpas. "Não quero te empurrar pra nada. Não queria colocar nenhuma expectativa. Nenhum rôtulo. Eu... Nem sei o que eu tava falando."

    Ela balança a cabeça. Arruma o cabelos que acabou de bagunçar. Tirar uma mecha loira da boca. Laura continua mechendo no celular. Axel ouve ela trocando audios a distância. Algo sobre algum radiador. Olena assopra pra se livrar de algum fio perdido. "Eu primero que não vou estar estranha amanhã." Coloca as duas mãos no peito dele. "Agora eu só preciso de um banho quente e sono profundo. Te vejo depois caçador fantasma." Ela tenta beijá-lo de novo antes de se retirar. Um beijo terno. Debaixo dele Axel sente o cheiro da excitação dela.

    --
    Axel recebe uma carona de Laura. Ela agradece por ter trazido Olena bem. Ela é muito importante, Ela diz. A mulher não o incomoda com perguntas ou ameaças. Ela comenta sobre a moto. Se Axel se deixar levar ela fala sobre o veiculo até ele estar onde disse para ela o deixar.

    Ali, com os pés novamente no chão ele vê a mensagem. "Tem alguém aqui." Do telefone de Wanessa. A mensagem tem uns cinco minutos e ela não está mais online. Quando ele tentar ligar dá fora de área.

    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4628
    Reputação : 351
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos Ontem à(s) 11:53 pm




    Axel Brown

    - Psiiiu... - Ele diz, encostando de leve o dedo nos lábios dela. - Me chama como quiser. - Ele realmente não se importava de estar entrando em algo sério. Era quase um passo natural. Naquele momento, entretanto, ele sorriu com as mãos dela que lhe tocavam o peito e enlaçou-a pela cintura, retribuindo o beijo e apertando uma de suas nádegas ao sentir aquele cheiro sutil. Pensou em ficar, mas não. Ele não diz mais nada, pisca para ela e espera entrar.

    Quando Laura diz que Olena era importante, Axel concorda. Era era importante. Quando o tema vai para a moto, Axel dá corda. Ele entendia alguma coisa de veículos, teve que consertar velho do pai. Então ele vai alimentando a conversa de Laura e deixando a mulher ter uma conversa agradável.

    Depois que é deixado, ele anda um pouco antes de puxar o celular. As veias na têmpora saltam. Vanessa. Medo Atrás do Espelho. Não esperava que aquele desgraçado fosse fazer algo. O importante agora era ver se ela estava bem e, se possível, tirar ela daquele apartamento. Axel disca para Shaw: - Vou precisar de ajuda com um negócio. Vamos ter que entrar e sair sem dar bandeira.

    Rolo empatia pra saber se esse 'importante' da Laura quer dizer algo diferente de afeto? @Faor vou te marcar aqui só pra tu vê onde a coisa começou.






    Conteúdo patrocinado


    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jan 18, 2021 2:03 pm