Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Axel Brown

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 956
    Reputação : 36

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Seg Out 05, 2020 7:11 pm

    Quando Axel fala sobre conserta ela só balança a garrafa de cerveja como se isso significasse alguma coisa.”Só vidro.” Ela dá um gole teatral “Nada demais.” Já falando da irmã ela parece menos certa. “Ela não é mexicana né. Nem sei porque foi pra lá. Mas tá lá e vem e eu não sei a resposta pra sua pergunta. Parece importante pra ela.” Agora é a vez dela de olhar para as ondas, porém com mais nostalgia que tristeza.

    “Isso era pra me deixar tranquilo, Ralph construtor? Agora eu to mais bolado. Achei que tu tinha dito que não tinha nada de super poderes.” Ele fala com uma sobrancelha só levantando lentamente entre as palavras até estar bem acima da outra. Bem sério. Quando Axel fala sobre aquilo ser um segredo a segunda sobrancelha se junta a primeira. “Nego vai achar que eu fumei as cinzas da vovó. Nem um piu.” Ele faz como se trancando a boca com uma chave invisível que ele joga do penhasco.

    “Tá na hora.” Ela interrompe. “Shhhhh” Ela diz eloquente. Ela puxa o eledoth para a beira com um sorriso bobo no rosto e se senta bem na ponta com os pés balançando no precipício. “Vem Judas, vem ver.” Então ela se cala comicamente e começa a apontar a linha do horizonte e as pedras sob o mar cinza e as pedras acima da água também. Mostrando onde as cores estão mudando lentamente. Onde o branco começa a se tingir de laranja e vermelho e as lâminas de água brilham como um enorme cardume. As pedras molhadas e lá embaixo são mais escuras cobertas de algum limo ou alga e fazem um contraste forte. No céu as nuvens vão se pintando de cores intensas e vibrantes enquanto o firmamento em si escurece deixando aparecer lentamente as estrelas e a lua.

    Olena aperta forte a mão do uratha e Judas olha horizonte como se não tivesse visto nada assim antes. A animação dela era contagiante. Ou a experiência de quase morte o fazia rever as coisas com olhos renovados.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4488
    Reputação : 340
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Qua Out 07, 2020 3:41 pm




    Axel Brown

    - Quanto tempo que você não a vê? - Perguntou, pois Olena não parecia conhecer bem a irmã. Ele apertava de leve a mão da garota já que agora era ela quem tinha o olhar longevo.- Bem... Posso ir com você buscá-la quando chegar à cidade. - Disse, sem mais preocupações. Embora fosse importante descobrir o que faria alguém voltar do México para cá e que problemas ela traria consigo se fosse uratha ou parente.  

    Judas falou dos superpoderes. - Er... Nada de superpoderes para você. Para os uratha... temos capacidades que poderiam ser bem descritas como superpoderes. - Disse aquela palavra pela primeira vez para o primo. - Ferimentos se fecham muito mais rápido do que você possa imaginar, por isso a briga não foi nada demais. Fora outras coisas...

    Então Olena o puxa e chama também a Judas. Axel acena com a cabeça incentivando que ele viesse. A vista era incrível. Realmente. Parecia um show luminotécnico. Axel nem vê o tempo passar e as estrelas da noite começam a tomar o espaço do céu iluminado pelos últimos raios do sol. Como se nada mais importasse. - Uau... - Falou só quando as palavras voltaram. - Quando você achou isso aqui? - Perguntou à Olena. - É incrível.

    Ergueu de leve a garrafa de cerveja artesanal como que propondo um brinde para os outros dois. Depois que brindassem ele terminaria de tomar o resto do líquido que ainda havia ali. Olhou a lua.

    - Tem algo que eu queria pedir a vocês dois... - Disse, ainda olhando para ela. Então se voltou para os dois. - Há outra pessoa que precisa ser informada que é parente, mas não posso cometer o mesmo erro que cometi com Judas. - Olhou para o primo, meio que pedindo desculpas. - Queria descobrir primeiro a capacidade que ela tem, talvez isso ajude. Vou precisar da ajuda de vocês dois. Depois, claro, de descobrir a sua. - Disse ainda para o primo, mas então deu uma olhada para Olena e notou que não sabia o que ela podia fazer. Deu-se conta que isso não importava e achou isso bom. - É minha mãe.






    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 956
    Reputação : 36

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Qui Out 08, 2020 2:08 pm

    Axel escreveu:Quanto tempo que você não a vê?

    Ela nem hesita e nem pensa. "Quatro anos. Num vai nem acreditar que ela é minha irmã quando olhar pra ela." Ela ouve a oferta de Axel e seu rosto brilha. A apreciação dela esquenta alguma coisa dentro do elodoth "Sim. Muito. Por favor. Eu não quero tropeçar e quebrar os óculos e chorar na frente dela." Ela faz parecer que isso sempre acontece e seria inevitável sem ajuda.

    Axel escreveu:Nada de superpoderes para você.

    Judas torce a boca para demonstrar desgosto. "Porra de mundo injusto do caralho." Ele joga uma pedrinha no mar. Quando Axel fala que cometeu um erro com Judas ele ri engasgado e soltando ar do nariz. Tem algo claramente irônico no gesto de negativo que ele faz com a cabeça. "Num sabe? Até eu sei. Tua mãe fala com fantasma." Ele fala como se realmente nem fosse nada demais. Como dizer que o mar é azul porque reflete o céu. O que parece ainda menos obvio com o mar colorido lá embaixo mudando rapidamente pare a sua versão escura como o abismo. Ele tira um baseado do bolso. "Vai?" Ele pergunta enquanto acende.

    Olena está olhando para ele com olhos claros grandes de espanto.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4488
    Reputação : 340
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Dom Out 11, 2020 10:31 pm




    Axel Brown

    Quando os olhos de Olena brilham para ele, Axel sente como se algo tivesse mais vitalidade dentro de si. Ele ri genuinamente com o comentário que se segue. - Até parece haha... - Ele pousa mão na cabeça dela, bagunçando de leve seu cabelo, como faria com uma criança.

    Judas reclama da injustiça com seus poderes. - Ele é até um pouco mais injusto do que você imagina. - Disse o elodoth se dando conta pela primeira vez que aquilo era verdade. Quando o primo fala que sua mãe vê fantasmas, Axel faz uma evidente cara de confusão e espanto. Ele corre nas memórias atrás de algo que confirmasse ou não o que o primo dizia. - Como assim? - Ele acende um cigarrinho do demônio e ao mesmo tempo que está confuso, Axel se diverte com a reação de Olena. A pergunta vai para ela: - Você já usou algo assim? Quer experimentar? Se não estiver à vontade a gente sobe enquanto Judas termina. - Avisar que o primo era maconheiro nem passou pela cabeça de Axel, pois até outro dia ele era também. Era quase como dizer que ele tinha cabelos loiros. Ia ver como Olena ia reagir e se ela estivesse de acordo com permanecer ali, ele pediria a Judas que explicasse melhor por que ele pensava que seria aquela a capacidade de sua mãe.






    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 956
    Reputação : 36

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner em Qui Out 15, 2020 9:08 am

    Axel escreveu:Como assim?

    "Mãe diz que ela fazia truques quando era criança." Axel nunca tinha ouvido falar de truques? Mas truques podem ser qualquer coisa, não é? "Até a bizá morrer, né. Aí ela achou a grana que a velha tinha enterrado e e a vó proibiu." Nessa hora Axel oferece o cigarro a Olena e ela aceita analisando com cuidado, mas sem dizer uma palavra pra não atrapalhar a história. "Mãe diz que era truque. K.o. Mas ela é assustada de verdade até hoje e eu nunca vi tua mãe em nenhum funeral da família. Nem quando a mãe dela morreu." Ele fala como algo que não poderia ser qualquer outra coisa. Como se fosse a única possibilidade. "Isso e ela quer ser cremada, né? Assim que ela deixou isso cair na fofoca da família a mamãe e um monte de prima seguiram o barco correndo. Sherlock Holmes aqui, rapá. Na real eu sempre achei que era k.o. mesmo. Superstição das coroas." Olena gargalha. Alto. Tosse também jogando fumaça para todo lado e por um segundo agoniante ela quase cai. "Eu... coff coff... Não dá..." Ela respira fundo. Vermelha. Rindo. "Não dá pra saber olhando, mas Xeroque aí já sabe tudo." Ela gargalha de novo. Judas ri também. Primeiro contra a vontade e depois profundamente dando tapas nas costas do uratha. "Talvez tenha algo aí sim. Real. Real. Juro. Que cê acha!? Olha pra mim.". Ela segura o rosto de Axel como se ele não estivesse olhando para ela. Se esticando perigosamente ela dá um selinho nele. "Pronto passou." Ela fala sem parar. Alternando entre fazer algum sentido e nenhum. "E aí... que cê acha?" Com uma expressão profundamente intrigada. Do outro lado Judas também assiste o primo.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4488
    Reputação : 340
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Bravos em Sab Out 17, 2020 2:21 pm




    Axel Brown

    Axel fica olhando para Judas com certa incredulidade. - Ela foi no enterro do meu pai. - Era até inconcebível que não fosse. Mas de fato, ele não lembrava dela indo a cemitérios fora essa vez. Porém, diferente de Rebeca, sua mãe nunca teve qualquer indício de anormalidade. - 'Cê tem certeza disso? - Tentava ver a reação de Judas, mas ele sempre foi muito expressivo. E muito crédulo. Raciocínios rápidos e nenhum questionamento a mais. Ele parecia crer piamente que era isso.

    O elodoth fica um pouco desconcertado até ouvir a gargalhada de Olena. A onda bateu. Axel sorri com a situação e quando ela se estica, ele passa o braço pelo seu corpo para mantê-la segura. - Eu tô olhando pra você e a senhorita tá proibida de puxar um beck em cima de um desfiladeiro. - Disse brincando.

    - Acho que vamos ter que conversar com a titia para saber como Dona Liana era quando jovem. Preciso ouvir essa história eu mesmo. - Olhou para Judas. Ainda segurava Olena em torno da cintura. - E agora a gente deveria passar nalgum lugar para comer que quando a larica bater essa moça vai ficar irritada. - Olhou para ela e a puxou com carinho em direção da escada. Hora de voltar.






    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 956
    Reputação : 36

    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Wordspinner Hoje à(s) 9:34 pm

    "Certeza. Total, mano. Total. Se eu tivesse um fantasma no bolso eu provava. Ou pelo menos minha mãe tem certeza." Ele tenta continuar sério, mas o riso vai abrindo espaço no rosto dele. "Se ouviu ele Jud? Posso te chamar assim? Posso sim, né? Já quer me proibir. Ele sempre foi mandão assim?" Ela ri. Ele ri. Ninguém se importa mais com o que foi dito.

    Quando Axel fala sobre a mãe de Judas ele faz que não com a cabeça na mesma hora. "Mamãe vai pirar mano. Essa coisa de monstro assassino peludo e dentuço vai pirar ela total." Ele não está muito afiado. "Podemos levar ela no cemitério. Ou ou IML! Com certeza o IML!!!" Olena aperta o elodoth e sacode a cabeça em negativa. Um segundo depois ela se arrasta na direção da mochila com as cervejas. Ela mal consegue segurar a alça quando Axel a leva escada a cima. "Eu não posso dirigir assim e somos três pessoas, não cabe todo mundo na moto. Estamos presos. Completamente presos." Ela gargalha subindo com Axel. Judas vai logo atrás.

    Lá em cima a moto está no mesmo lugar que estava antes, mas a chegada da noite muda tudo a sua volta. Tanto céu escuro e estrelado. As luzes da cidade um claro contraste. A escuridão da estrada é calmante, teria sido enervante antes da primeira mudança. Mas agora o meia lua sabia que era o maior perigo dali. O único monstro espreitando nessa escuridão.

    Olena acomoda a cabeça em seu ombro. Olhos fechados. Judas pega o celular e não dá para ter certeza do porque. Ele fica lá olhando para a tela.
    Conteúdo patrocinado


    Axel Brown - Página 5 Empty Re: Axel Brown

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Out 21, 2020 9:48 pm